A voz

 

Num clube que tem como um dos maiores símbolos do sec.XXI… o roupeiro (eu dava a braçadeira de capitão ao Paulinho, e estou a falar a sério), julgo que faz sentido escalpelizar a competência dos speakers nos dias de jogo.

 

Que raio de merda é aquela, pá?!

 

Pode parecer uma questão se somenos importância, mas no fundo, se queremos ser modernos, temos de prestar importância “à voz do clube”.

Não é à toa que empresas a sério não facilitam na escolha das telefonistas. São a cara, ou a voz , da instituição. Fica sempre uma impressão pela parte de quem ouve, mesmo que seja no subconsciente, portanto, era bom que a impressão não fosse… desastrosa!

 

Eu entendo que actualmente já não faz sentido ter um locutor de rádio a oferecer um almoço no “Madeirense” ao marcador do primeiro golo do Sporting, os descontos nos pneus “Mabor” também já passaram de moda, mas… este novo conceito de animação por vezes faz com que sinta vergonha. Daquela alheia, sempre tão incómoda.

 

No ano passado tínhamos uma louraça, tipo Ágata, a mulher gritava que nem uma vitela desmamada, como se não houvesse amanhã. Um pavor.

Quando o estádio já estava quase calado, mesmo antes de começar o jogo, a artista bramia que nem uma doida pelo Sporting. Eu estou plenamente convencido que por vezes os árbitros faziam um compasso de espera, entre urros, para dar início à partida. Que constrangimento… felizmente silenciaram-na lá mais para o meio da época.

 

Este ano, tudo indica que vai continuar o mesmo cromo que terminou a temporada transacta. E isso também não é bom.

Este jovem tem um problema nas cordas vocais, provavelmente nunca ultrapassado na puberdade.

Sempre que alça da voz para níveis de grande excitação – e isso está sempre a acontecer- dá umas fífias monumentais, é trágico e cómico simultaneamente, tipo Gladstone.

 

Também me faz lembrar o pato de um ventríloquo.

Lá na rua dele, deve ser conhecido pelo “Donaltim de Telheiras”, ou o “Fífias do Campo Grande”, todos o conhecem. 

 

Mas se calhar sou eu que estou a ser muito exigente, ora se o Rui Reininho construiu toda uma carreira musical a desafinar, porque é que o speaker do Sporting não há-de dar umas galgas valentes sem passar impune?

 

 

Anúncios

5 thoughts on “A voz

  1. Aleluia! Já não era sem tempo que alguém fazia referência à voz completamente ESGANIÇADA do SPEAKER de Alvalade! Rua com ele! Então quando se exigem subidas de tom, é de dar cabo do tímpano dos sócios! ‘SPOoOoOoOoRTING’ (tentativa falhada, ou não, de colocar em escrito o que ele faz com a sua ‘belíssima’ voz)… É que para além disto, é escandalosamente antipático. Dizemos isto porque encontrámo-lo ontem, ao pé do edifício Visconde de Alvalade, depois do final do jogo com o PSV. Estava ele a conversar com a tal louraça ‘Ágata 2’ (que consideramos ser bastante boa speaker, muito melhor que esta actual galinha). Disse ela para ele: ‘Entãooo, correu-te bem?!’… Posto isto nós, educadas como somos, cumprimentá-mo-los com um simpático ‘OLÁ SPEAKERS!’. E nada. Nem um guincho como resposta. De ambos. Continuou ele a falar com a Ágata 2 como se nada fosse. Ora bem. A juntar-se à sua voz horrenda temos ainda o seu mau feitio e antipatia para com os sportinguistas, que devia tratar bem. Já o cumprimentámos noutras ocasiões e ele simplesmente ignorou. Nós, que estávamos a pensar fazer um acordo com ele, do estilo: ‘Anuncie o nosso blog ao vivo no Estádio!’, já desistimos, como é lógico. Eheheh… Este senhor não é digno de ‘speakar’ no nosso Estádio, apesar das valentes gargalhadas que nós proporciona…

    Quanto à braçadeira, estamos TOTALMENTE de acordo. O Paulinho é o ÚNICO que a merece verdadeiramente!

    PAULINHO A CAPITÃO!
    PAULINHO A CAPITÃO!
    PAULINHO A CAPITÃO!

    E estamos à espera da tua inscrição, que pensamos ainda não ter recebido (verifica na lista). É para nós um grande orgulho sermos o primeiro blog de apoio (clube de fãs) do grande Paulinho Gama =) Ele já merecia…

    Um grande beijinho e SAUDAÇÕES LEONINAS!

    PGFC (Paulinho Gama Fan Club)

  2. É mais um sinal do amadorismo do nosso clube, que fura amiúde a capa muito superficial de frágil modernidade que a SAD pretende promover. É uma vergonha a forma como os jogos são geridos no Estádio! Há anos! Parece que estamos numa qualquer feira de Verão ou festival da solha frita… O facto de a “animação” ser contratada a uma empresa de “meios”, que também serve os outros grandes, torna a coisa muito mais grave. Que revela a falta de sangue nos corredores do Edíficio do Visconde. E depois a gente ainda se surpreende com a traições emocionais. Assinem o cheque que eu faço uma visita por alguns estádio europeus e trago tudo em DVD…

    Já agora, PGFC, obrigado por levares o nome do Paulinho mais longe. O Cacifo (do Paulinho!) agradece.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s