Não Há Estrelas no Céu – Paulo Bento

 

É a figura da semana porque no espaço de 8 dias delapidou parte do crédito que ainda lhe restava. Como o camarada Douglas disse antes do início do campeonato, o Sporting tinha que ser líder à quinta jornada. Não é. E, pior, não dá indicações que possa ser no futuro.

Isto, porque o Bento é teimoso e casmurro que nem uma mula.

E isso acontece porque:

Táctica Obtusa: Ao insistir no famigerado losango, dá alas aos adversários que o conhecem de memória. Falta o treino de um sistema alternativo. E perceber que os grandes treinadores se adaptam aos plantéis e não o contrário. A não ser os génios, claro.

Por isso, Moutinho e Roca no meio como manda a lei. Vukcevic e Izmailov nas faixas, e Liedson com o avançado que estiver melhor.

Jogadores Deprimidos: Jogar na primeira equipa deve ser motivo de orgulho e satisfação. Pelo que se vê, os jogadores poderiam trabalhar numa repartição de finanças. Sempre preocupados com os erros e as basculações.

Abordagem Equívoca: Nos jogos grandes, sempre à procura de não errar. Ironicamente, é sempre isso que acontece. O Grimi falha, o Polga faz falta, o Patrício não se posiciona.

Equipa Reactiva: O Sporting não assume o jogo. Nos jogos grandes, sobretudo, reage em função do resultado. Muda o sistema, troca jogadores. Maior exemplo, lampiões (5-3). Não acontece sempre. À entrada para a quarta temporada, lembro-me de dois grandes jogos contra rivais directos. Benfica na luz (1-3) e Porto (0-1). Exibições seguras, ideias claras e resultados bons. De lá para cá, uma série de erros e má leitura de jogos. Assim, de repente, Luz e Alvalade este ano, Luz quando o Miccoli empatou um jogo que podia dar o titulo, Alvalade contra os Lampiões no ano passado e alvalade contra o Glasgow Rangers. Sempre a jogar ao sabor do adversário.

Jogadores Estagnados: Alguém consegue jurar que o Moutinho é melhor jogador do que quando apareceu? É estranho. Tem potencial mas não evolui. Miguel Veloso, por diferentes motivos. Só Polga e Tonel parecem melhores e isso é sintomático.

Sistema Inimigo: Raul Meireles é titular da Selecção à frente de Moutinho. E com justiça. Não pela qualidade inata. Mas porque Jesualdo não inventa. Para o Bento, a principal qualidade do João é a polivalência. Não pode ser que o melhor atributo seja o principal motivo da mediania do jogador. O Moutinho tem que se fixar numa posição para evoluir como jogador. Assim, é apenas um bom jogador.

Golpes de Génio: Não tem nem nunca teve. Não consegue tirar um coelho da cartola que nos cale a todos.

Liderança Feudal: Comporta-se como Chefe de secção de uma fábrica de parafusos. Só consegue respeitar os jogadores que se comportem como verdadeiros soldados dispostos a morrer pelas suas causas. Incapaz de conciliar personalidades diferentes como o Vukcevic.

Passos Seguintes: É o que falta. Foi porreiro este período do Sporting com o Paulo. Importante, porque sem recursos, fomos ganhando umas taças sem necessidade obrigatória de uma travessia no deserto. Mas agora falta qualquer coisa. Um treinador diferente, estrangeiro, de reputação inatacável (não um Boloni). Mais na linha de um Robson, diria.

 

P.S. – Antes de choverem os impropérios, acrescento que não proponho uma revolução, nem lenços brancos. Sou sócio do Sporting com as quotas pagas há quase 20 anos. Não assobio nem nunca o fiz. Nem acho que a solução passe pela demissão do PB. Confesso que até me custa. Porque gosto daquele ar taberneiro de bairro popular que ele tem. E, pior, acho que ele poderá ser melhor treinador noutro clube. Temo que no Porto.

 

 

 

 

 

 

13 thoughts on “Não Há Estrelas no Céu – Paulo Bento

  1. boas….depois de ler este post….fico com algumas duvidas….fica na retina a insatisfacao com o paulo bento….mas por outro lado o medo de o perder….nunca poderao ser dirigentes desportivos,porque para isso e preciso coragem e determinacao como o nosso querido sousa cintra tinha,sim porque acreditem se o nosso presidente fosse o sousa cintra, ou ate mesmo outro(ex: roquette) o paulo bento ja tinha ido a andar á mt tempo!!! nos ano em que o inacio foi campeao se o roquete nao despedisse o materazzi sera k festejavamos o titulo depois daqueles anos todos??? e dois anos depois se nao tivessemos perdido a cabeça e ter ido buscar um jogador de top(jardel) tinhamos sido campeoes?? pois a resposta é Claro que NÃO. por isso com esta politica o titulo vai andar longe de alvalade durante mtos anos com muita infelicidade minha….porque sofro com a derrotas do meu SPORTING…e acima de tudo com o péssimo futebol por eles praticado. adeus e boa noite

  2. Amigo Jordão,
    é impressionante como o estado do nosso Sporting faz com que a tua rubrica acabe por escolher a estrela da semana com base em factos negativos. É sintomático…

    Bem, quanto ao Paulo Bento rumar ao fcp… eu acho que há o risco do Vuk chegar lá primeiro. Será que depois voltavam a ser amigos?

  3. Jordão,

    Resumindo, do meio-campo para a frente seria,
    Roca, Moutinho
    Izma, Vuk
    Liedson e eu.

    Podes escalar os defesas e o GR?

    Entretanto, e como parece que o Everton vai receber uma pipa de massa (pelo menos, antes da constipação financeira mundial, assim se falava) é natural que o JM se pire. Quem é que vamos lá colocar?
    Já agora, e partindo do princípio que a constipação não alastra e venha a atingir a costa Portuguesa com toda a força, o que desde logo ditaria que a maioria das SADs se desintegrasse, tens alguma coisita em vista para o mercado de Dezembro/Janeiro?

  4. Cherba,

    É sempre bom reflectir sobre o Sporting.

    Sporting na Família desde 1907,

    Não acho que o problema da nossa equipa seja a defesa mas sim a maneira como a equipa defende. Aparte o caso Rui Patrício, os restantes elementos serão mais ou menos consensuais. Diria, Abel, Tonel, Polga e Caneira. Na baliza, confesso não possuir todos os elementos para julgar o PB. Por mérito e qualidade, o Sérvio deveria ser o GR. Mas se é verdade que o gajo chegava bêbedo aos treinos e gozava com o Patrício, concedo o benefício da dúvida ao treinador. Sobre o mercado de Janeiro, tudo depender do pouco dinheiro e da táctica para jogar.

  5. Artur,

    A questão é exactamente essa.
    Não despedia o Paulo Bento mas esta seria a última época dele. E pensava num treinador com um perfil completamente diferente mas sem fazer uma revolução na equipa.
    O meu preferido seria o Laudrup.
    Evidentemente, que os tempos mudaram. Mas eu digo, felizmente. Os dirigentes não despedem o treinador e ainda bem. O Materazzi não é o Paulo Bento. Como expliquei, para mim, ele foi importante durante este período. Sobre o Jardel, infelizmente, não temos dinheiro para fazer uma equipa de campeões à base de cheques bancários. Isso também foi outra fase. O Sporting deve crescer e queimar etapas. Esta está a chegar ao fim. Agora é preciso dar o salto. É isso que digo. E estes jogadores com outro treinador renderiam mais. É isso que acho.

  6. jordao… sabes o que me custa no meio disto tudo?? e que o porto este ano nao tem equipa nenhuma e se o sporting nao faz qualquer coisa ja…este ano nao ganhamos o campeonato…sim pk e isso que me interessa!! tacas de portugal e supertaca nao dou tanto valor… e uma equipa como a nossa precisa de campeonatos… e se o porto nao tem nada este ano e se nos temos o p bento e n vamos ganhar … quem sera campeao..? pois ja sabes a resposta….isso e o que me custa porque eu odeio aqueles fdp!!! ve los a festejar e o meu maior medo…pk ate nem me importo aguardar ate ao fim da epoca se estiverem msm a planejar apostar num mister bom!! espero que me entendas…SPORTING SEMPRE…. slb nunca…

  7. Só não entendo uma coisa:
    Se para grande parte das pessoas a solução é a colocação de Liedson, Vukcevic, Izmailov e, acredito eu, Caneira, na equipa titular, como é que fariam nos jogos com o Porto e Benfica? É que, relembro, estes jogadores estavam lesionados e um deles recupera de uma operção há 4 meses. Será que, para Paulo Bento, essa também não seria a solução ideal? Talvez a vossa maneira de pensar não seja tão diferente como a dele. Nesses jogos o que faziam? Jogavam só com 7?
    Aínda ninguém disse que as derrotas vieram com a presença de Veloso na equipa titular. Sabiam que Paulo Bento só o colocou a titular quando ficou privado de Izmailov e Vukcevic? Talvez ele também saiba que não facil coloca-lo perto de Rochemback na mesma equipa.

    Destes dois jogos, os quais não deveriamos ter perdido nenhum deles, Paulo Bento esteve mal em relação a Postiga, Djaló e Romagnoli, por motivos diferentes. Também não gosto de perder, mas sei que o futebol real é diferente do Sensible Soccer, onde não há lesões, baixas psicológicas e jogadores burros.

    ps: eu gosto de Taças de Portugal e Supertaças, principalmente quando ganhamos. Se for para as perder, odeio-as, mas só nesta condição. 4º lugares, eliminações em casa com Naval, primeiras eliminatórias da UEFA com Grasshopers, Salzeburgo Viking, dispenso bem, vocês não?
    ps2: e quero ganhar o campeonato tanto quanto vocês. Também sou, e todos devemos ser, exigentes.

  8. No sensible soccer não sei. Mas no Pro Evolution Soccer posso garantir que há jogadores burros. O cherba, por exemplo, é uma espécie de Ronny de comando na mão.

  9. Tu és engraçado, Cintra. Se eu sendo um Ronny não tenho memória de alguma vez ter perdido contigo, que jogador serias tu de comando na mão? Um Gil Baiano? Um Kmet? Um Eskilsson?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s