Não Há Estrelas No Céu – Sporting

 

O Sporting dos Dirigentes. O Sporting do treinador. O Sporting dos jogadores. O Sporting, sim, por tudo isto e muito mais. Mas nunca o Sporting dos adeptos. Esse NÃO.

Onde e como terminará a nossa propensão para o suicídio colectivo?

Dirigentes inoportunos? Calam quando devem, falam quando devem calar o bico?

Um Director Desportivo que sofre de timidez aguda?

Um Treinador “Todo Poderoso” que faz a comunicação externa do clube? 

Um Treinador que arrasa um jogador numa conferência de imprensa?

Um Treinador que nos brinda semana após semana com um futebolzinho que ele considera satisfatório?

Um Treinador feudal em guerra com meio plantel?

Um Treinador casmurro que comete a façanha de retirar quase todos os jogadores da sua posição natural?

Uma Equipa dedicada a aviar charutos durante 90 minutos e bater em tudo o que mexe como forma de impedir o adversário de chegar à baliza ao mais puro estilo do melhor Boavista do Jaime Pacheco?

Jogadores representados por empresários que exigem por decreto serem eles a escolher o onze?

Jogadores que mirram em vez de crescer futebolisticamente de época para época?

A autofagia está servida, meus senhores.

 

P.S. – Podia ser o Jorge Jesus a figura da semana. Mas isso é óbvio demais. Não o disse ele mas garanto eu. Com este plantel, dava 10 pontos de avanço e o campeonato acabava na primeira volta.

10 thoughts on “Não Há Estrelas No Céu – Sporting

  1. Grande Jordão!
    vai ser fácil descobrir-te em Alvalade, no jogo com o Donetsk. Basta procurar alguém a abanar um lençol onde pode ler-se “Jesus, salva-nos!” :)

  2. Sporting na Família desde 1907,

    Estou, obviamente, a gozar. Por acaso, até gosto do Jesus mas só queria dizer que qualquer treinador minimamente competente do nosso campeonato que faria o mesmo que o Paulo Bento.

  3. Porque é que não gostas do Paulo Bento? Por ter conseguido os melhores resultados desde o tempo em que existia o S. Jardel? Preferias o Peseiro, que jogava sempre ao ataque e perdia todos os jogos importantes?

  4. Porque é que não gostas do Paulo Bento? Por ter conseguido os melhores resultados desde o tempo em que existia o S. Jardel? Preferias o Peseiro, que jogava sempre ao ataque e perdia todos os jogos importantes?

  5. Fala-se no Jesus e fala-se no Peseiro e no Cajuda e sei lá mais em quem mas será que algum deles conseguia aguentar um balneário de meninos mimados durante tanto tempo?

  6. Gostar ou não gostar do Paulo Bento não tem nada a ver com o Peseiro.
    Não gosto do Peseiro nem acho que o Sporting deva regressar a um modelo de instável como tínhamos naquela altura. As comparações são vocês que as fazem. Eu limito-me a reflectir sobre as carências do Sporting. Alguém falou em Peseiro?
    Chesslion, permite corrigir-te. O Peseiro não só perdia os jogos importantes como perdia jogos menos importantes. A questão é essa. Ele tanto podia espetar 6 ao Boavista como depois perder com o Penafiel em casa. Não é isso que quero. Mas isso não justifica que o futebol do Paulo Bento com este plantel seja tão medíocre.
    Nuno Lima, a este propósito, recordo que não é só o Sporting que tem pseudo-vedetas. É preciso ser um bom gestor de homens para fazer render uma equipa de futebol. Eu limito-me ao essencial. Rochemback fora do lugar, Moutinho fora do Lugar, e Vukcevic fora do lugar.

  7. Bom dia Jordão,

    Registo o teu comentário acerca do Superstar (Ooops lá foi a Taça da Liga…). Importante é a tua afirmação de que “qualquer treinador minimamente competente do nosso campeonato que faria o mesmo que o Paulo Bento”. Ora aí está. Mas a malta tem direito a mais. Como é que vamos resolver a questão?
    O Cherba diz que temos um plantel porreiro. Eu não acho que seja assim tão porreiro. E depois há uma porra que me faz sangrar a alma.
    Quando vejo os jogos da Premier League, há sempre uns gajos com nome de remédio para a vesícula, que correm como o caraças.
    Onde é que se vendem gajos desses? Dão um jeito do caneco. Os gajos correm, correm, continuam a correr, ganham ressaltos, levam porrada levantam-se e continuam a correr, até faz impressão.
    É claro que depois também há uns gajos tipo Lampard, etc…

  8. SNF1907,
    se fosse só o correr… tu viste o Arsenal – Tottenham? se não viste, vê o resumo na net e comprova como a velha máxima “para marcar é preciso rematar à baliza” faz todo o sentido. Foram remates e golos para todos os gostos e feitios.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s