“UM GRANDE APLAUSO PARA OS JOGADORES DO SPORTING”

Sporting – 2 (Veloso a Liedson); Barcelona – 5 (Henry, Polga, Messi, Caneira, Bojan)

Nível de endorfinas: Nulo. Já tinha sido provado noutros bailaricos com a nata da Europa que o Sporting joga futebolinho. Um défice de competitividade que faz os jogadores bloquearem, em choque, quando respiram a mesma relva dos praticantes de futebol a sério. É normal, é humano. Um gajo quando vai na auto-estrada na faixa da direita e vê, no retrovisor, um Ferrari a encostar-se na nossa traseira mais rápido que o tempo que demora a fazer pisca, percebe que há vários níveis de qualidade na vida. Há carros bons e carros razoáveis. E depois, há carros muito, muito bons. Este Barça é um Ferrari. E jogadores como o Messi ou o Xavi são Ferraris. Quando metem um passe, de primeira, na única trajectória possível entre os pés do adversário, quando seguram a bola, colada ao pé, apesar da pressão, quando driblam os pés mais gulosos. E depois, o Guardiola vai a caminho de ser um Ferrari. Por muito que os jogadores do Sporting corram atrás da bola, há sempre uma ou duas linhas de passe. E os jogadores do Barça estão quietos… estão é sempre no sítio certo no momento certo. Isso é táctica, não é feijões numa folha A4.

Bom, o futebolinho ajuda a explicar a pobreza leonina. Mas não explica a goleada. A goleada explica-se pela incapacidade mental de superar os medos. É a diferença entre ver o Ferrari e acabar na berma com a sensação de pânico, numa auto-estrada cheia de carros por todos os lados. Ou ver o Ferrari, segurar o carro numa velocidade elevada, aguentar a pressão dos nervos e, quando for seguro, sair da frente e passar para a faixa do meio, a uma velocidade mais de acordo com a cilindrada do nosso veículo. Os jogadores do Sporting entram em pânico quando percebem que jogam futebolinho. E bloqueiam. Sem atitude, sem garra, sem orgulho.

A culpa não é só deles. É do treinador e dos passadores-de-cheques. Em aparente sintonia. Este jogo é para desfrutar? Já estamos qualificados com o orçamento cumprido? Então vamos meter mais alguns putos na montra, para ver se ainda metemos algumas comissões ao bolso antes de irmos embora… Eles que se divirtam. Pois, humilhação europeia, danificando mais o moral da malta e, mais importante, danificando a imagem do clube na Europa. No mundo. (Somos mais uns na caminhada do Messi para a lenda). E deixa-se no banco os únicos dois jogadores do plantel que souberam, na Era Mourinho, como se trava um Ferrari na auto-estrada sem acabar na berma.  

Tudo isto acontece porque o Sporting vive na Era da Impunidade. Diz o speaker, com os cabeçudos a caminho das escadas, “um grande aplauso para os jogadores do Sporting!”. Ahn?!? Está tudo louco? Não, não se aplaude uma equipa sem atitude, com medo, sem nervo. Durante o jogo, ajuda-se ou, pelo menos, não se piora as coisas. Mas no fim de um jogo destes, não se aplaude. Porque isso é dar a entender que está tudo bem, que daqui a uns jogos já ninguém se lembra e já estamos preocupados com o sr. Paixão, e o Sr. Xistra. Pois…

Momento-chave: Eu até podia escolher o auto-golo do Caneira, que matou a legítima crença do estádio, numa golfada ao estilo Lampiões-encavados-em-meia-hora. Mas o momento-chave foi a palestra do Paulo Bento no balneário, antes do jogo. Se não se explica aos jogadores que este jogo é mais importante para o clube do que para aquele grupo de jogadores, não se está a fazer o trabalho como deve ser.

Prémio Gladstone: Tantos e tão bons. O facto de todos os cinco golos terem resultado de erros próprios quer dizer que o Sporting será o Gladstone do conjunto das 16 melhores equipas da Europa?

Prémio El Dieguito: A finta curta de Messi na falta que deu origem ao livre do Xavi ao barrote. Este é real. Este é mesmo o sucessor. Que tenha saúde. E obrigado por teres vindo a Alvalade.

Prémio Zé Piqueno: Ninja continuará residente deste segmento enquanto continuar a empurrar adversários numa qualquer discussão de merda em plena goleada.

Visão Zeman: losango lento, losango morto. Ponto final. Na segunda parte, uma espécie de losango marreco, a coxear toscamente para um 4-4-2. Veloso e Moutinho no meio, com o Moutinho um pouco à frente e à direita. Djaló na esquerda mas numa linha mais à frente da de Moutinho. E Pereira na direita, perdido. Um desequilíbrio total mas muito mais fácil de meter a bola a rolar e os jogadores a correr que o maldito losango.

Uma palavra para Moutinho. Foi o único jogador do Sporting que jogou num nível já perto do futebol a sério dos outros. Passes seguros, a dois toques, controlo sem deixar fugir, bola no pé sob pressão e até dribles entre dois adversários. O resto dos artistas – até mesmo o Liedson, coitado, que dá tudo – parecia que estavam a jogar descalços…

Outra palavra para Romagnoli: medo (nosso e dele).

Vivó Sporting… até morrer!: Nós também somos culpados. O grau de ansiedade de jogadores de futebolinho aumenta com o volume dos assobios, que produz uma sensação de vergonha em qualquer ser humano. Já o apoio incondicional dá um nível de conforto que permite correr o risco, sem medo de errar. Aos cinco minutos já havia gente a insultar jogadores do próprio clube. Enfim, a burguesização do futebol dá nisto… Por outro lado, o facto de o Anorthosis ter mais gente no estádio contra a Roma que o Sporting contra o Barcelona não se explica só pela crise económica e bentiana.

Dito isto, momento bonito em que Figo foi utilizado como arma de arremesso contra a malta culé. Um “pesetero”, mas um grande “pesetero”!

11 thoughts on ““UM GRANDE APLAUSO PARA OS JOGADORES DO SPORTING”

  1. PB: “O que podia trazer outra história para o jogo era estarmos mais tempo com o 2-3.”
    Este gajo definitivamente não bate bem e anda a tentar gozar com a nossa cara. Então deixa-se chegar a 0-3 com o Barcelona (que se deu ao luxo de tirar de campo o Messi aos 57 minutos, parecia um treino com a equipa B) e quer-nos fazer crer que estivemos quase quase a dar a volta ao marcador?? Com o Barcelona?? E humildade, nada?

  2. E agora?
    Eu já não consigo descobrir o que quer que seja para defender o Paulo Bento. Aliás, para todos aqueles que adoram dizer que ele fez isto e aquilo para entrar para a história do Sporting, podem juntar o facto de ele ter conseguido levar a maior goleada caseira da nossa história, em jogos europeus! (dava jeito conseguirmos ganhar um jogo grande… Madrid, Barça, Benfica, Porto…)

    A táctica
    Como é possível, e repito, como é possível jogar duas vezes com o mesmo adversário e ser enrabado duas vezes da mesma forma? Será que a primeira enrabadela foi saborosa? Eu explico. Em Barcelona, o adiantamento dos laterais adversários, deixando uma defesa apenas com três elementos, foi o suficiente para esmagar o losango, nomeadamente o lado direito onde o Roca e o Abel estavam completamente à toa. Ontem, em Alvalade, a opção foi o flanco contrário, com o Daniel Alves a juntar-se ao Messi, esmagando o Grimi e impedindo o João Moutinho de dar apoio ao meio.
    A juntar a tudo isto, o Paulo Bento voltou a achar válida a presença do Romagnoli em campo, ou seja, para além do João não ter mãos a medir na ala esquerda, o monte de merda do argentino perdia todas as bolas e não pressionava nada nem ninguém, deixando o Veloso completamente sozinho. Mas, afinal, não devia ser o treinador do Sporting a ver estes pormenores?

    A táctica (na segunda parte)
    Douglas, eu não sei se aquilo era um 4-4-2. Aliás, por momentos pareceu-me um 4-3-3 muito mal ensaiado, com o Djaló à esquerda e o Derlei descaído para a direita. Uma vez mais, não deixa de ser patético ter uma táctica com extremos como segunda opção, quando o plantel foi feito sem extremos (ok, temos o Pereirinha que já nem deve lembrar-se como se joga em tal posição).

    Prémio Zé Piqueno
    Claramente o Caneira. Merda para o Caneira! Aquela entrada ordinária às pernas do Hleb, por trás, merecia vermelho directo e foi propositada. Quer dizer, o gajo deve ter gostado de ser expulso nos dois últimos jogos que fez e queria repetir a dose ontem? Ou será que é a revolta dos mais experientes contra o treinador?
    Para além deste prémio, o Caneira devia levar também o Gladstone. Aquele autogolo é dos mais ridículo que tenho memória! Ele podia ter cortado a bola de cabeça, mas não, “caralhos ma fodam se eu não corto a bola e arranco a cabeça ao gajo do Barça”, pensou o Caneira, e… que figura triste, menino Marco, que figura triste…

    Eu aprendi isto nos infantis
    Quando eu comecei a jogar futebol, uma das primeiras coisas que me ensinaram foi “quando existe um livre, principalmente se for perto da área, alguém tem que colocar-se em frente à bola para não deixar seguir o jogo sem estarmos preparados”.

    Oh Romagnoli, vai pró caralho! Oh Romagnoli… (vá “cantiami tutti junti”, como dizia aquele palerma da JL que fingia saber falar italiano)
    Chega! Chega! Chega! Chega deste anão sem atitude, sem força, sem nada! Deste enfezado sem lugar no futebol moderno! Ele que seja o capitão de equipa na Liga Intercalar. Ou então que volte para o México e vá jogar nos Pumas, porque para ser Leão ele não tem estaleca!

    O Medo
    Mais do que medo do Barcelona, os jogadores tiveram medo do Messi. Impressionante o bloqueio cerebral que provocou a presença da “Pulga”; impressionante o respirar fundo que representou a sua saída (sim, o Barça tb começou a jogar pior, mas claramente os nossos jogadores libertaram-se).
    Acontece que este medo deixa-me com uma dúvida: porque é que ficaram tão contentes por ir aos oitavos da Champions? Para poderem borrar-se todos aos pés do Chelsea, por exemplo?

    A loucura
    Ontem tive a certeza que muitos dos adeptos leoninos começam a ceder perante o prolongar da agonia, e estão mentalmente desequilibrados. Alguém consegue explicar-me como foi possível gritar “olé” quando estávamos a levar cinco batatas!?!?!? Eu senti vergonha.

    O copo meio cheio
    É complicado ser optimista depois de uma noite como a de ontem, mas ainda assim consigo aplaudir o João Moutinho, o Carriço (apesar da hesitação no lance do primeiro golo), o Pereirinha (volto a dizer que é altura de experimentarmos o puto à direita, o Izma à esquerda, o Moutinho a 10 e o Roca/Veloso a trinco) e o Liedson.

  3. boas….venho aqui demonstrar a minha revolta….:

    -rui patricio…quando parece que vem subindo de forma e ganhando confiança…faz merda!!(como aquela falta que fez sobre o hulk no lance que o caneira foi expulso…nao se sabe sair fique entre os postes…)

    -caneira…aquele autogolo…aquelas entradas fora de tempo….sinceramente nao se percebe…gosto de o ver a central apenas para destruir!

    -carriço…bom central! errou no lance com o messi….mas durante os 90″ nao mostrou medo…e subiria de moral e confiança se tivesse um central ao lado que o ajudasse….(como o beto teve o m.aurelio e o andre cruz/como o venancio teve o luisinho) ao inves tem um central que sim e experiente (polga)mas nao e lider…parece que anda ali a fazer um frete!(sou eu o unico que reparo nisso?)ah e que nao sabe cabecear uma bola.

    -grimi…onde anda o jogador do ano passado? so sabe fazer baloes para a frente! e no lance do penalty nao consegue ir a correr e olhar para a bola ao mesmo tempo…levou com a bola na cabeça e isolou o bojan…por amor de deus que incompetencia!!!!

    -veloso…mt tenrinho…um trinco tem que ser mais duro!!!

    -joao moutinho…tenta dar nas vistas mas sozinho e dificil…baixou mt de rendimento desde os ultimos anos….a tactica nao e a ideal para ele!!!(sera que so eu e que vejo isso?)

    -pereirinha…gostei muito…apostava nele sempre…mas a defesa direito…ganhavamos profundidade!!porque o abel e o pedro silva era mete-los no mesmo saco!!!

    -yannick…ja nao da mais….ja chegou ao nivel maximo da sua evoluçao….e um bom suplente!!

    -liedson…deve estar a pensar…mas o que e isto….?? o unico que joga sempre da mesma forma…bem e com raça

    -romagnoli….epa fodax que e esta merda???? volta celsinho por favor!!!!

    -postiga,derlei….boas alternativas mas precisamos de um avancado de nivel internacional…estilo derlei mas com mais cabeça e menos idade….este ano ainda vai ser expulso mais vezes….querem apostar?? postiga e bom mas nao para jogar ao lado do liedson….talvez noutra tactica….

    paulo bento….fdax ja acabou a paciencia….os discursos sao sempre os mesmos!!! as exibicoes as mesmas…as birras as mesmas!!! venha dai uma injeccao de moral!!! um presidente novo e um treinador novo…. porque e mais facil mudar dois homens que 25 homens e eu acredito que eles tem valor(alguns)…e apostar na nossa cantera mas jogando com extremos porra!!! tiuis romagnolis pedros silvas grimis abel ja tou farto da vossa incompetencia….!!! volta vuk volta stoj….

  4. ah e digo presidente e treinador fora porque ja me apercebi que e a unica maneira de me ver livre do p.bento e voltar a ter prazer com o SPORTING!! O s.f assinou com o p.b para sempre….ve-se mesmo que nao percebe nada de bola!!!

  5. revoltado,
    não me parece justo apontar o dedo ao Rui Patrício, num jogo em que não teve culpa de nada. No penalti, toca claramente na bola antes de chocar com o avançado, algo bem diferente do que aconteceu contra o porto, em que abalroou o Hulk sem necessidade nenhuma. Mas tudo bem, são opiniões…

    Tiago,
    nesse aspecto o Paulo Bento é esperto. Quando o Liedson fez o 2-3, e tendo em conta a quebra de rendimento do Barça, eu também acreditei que podíamos, pelo menos, empatar o jogo, portanto para milhares de sportinguistas que gostem do discurso, a ideia que fica é que tivemos um azar do caraças porque o Caneira marcou um autogolo quando tínhamos tudo para lutar por outro resultado. Enfim, cada um come a palha que quer…

  6. nao teve culpa de nada? no autogolo do polga esta ali ao lado a fazer o que???? a ver??? no autogolo do caneira estava a fazer o que ??? com o leixoes nao apanhou aquela rosca…passando a bola por de baixo das maos…. o rui patricio tem qualidades nao nego mas e muito verdinho….defendeu um penalty??? ok tb ontem o tiago ia defendendo… a mim nao me da segurança….nao fala com a defesa….o g.redes tem k corrigir mtas vezes a posicao dos colegas e ele nao o faz….

  7. Amigos,
    Não posso estar mais de acordo.
    Está na hora de mudar.
    Está na hora de correr com o Paulo Bento antes que ele acabe de vez com o nosso Sporting.
    A partir de agora vou apoiar apenas os nossos jogadores em quem ainda acredito.
    Só não acredito nos métodos do Paulo Bento e mais a mais a partir do momento em que ele diz que entrámos mal no jogo e não conseguiu passar a mensagem aos jogadores.
    Está na cara que o problema é mesmo dele.
    FORA COM O PAULO BENTO

    PS – Acreditem que este desabafo não foi fácil mas é extremamente sentido.

  8. Porque deve Paulo Bento sair já do Sporting e não apenas no fim da época:
    – A Taça de Portugal já está perdida e a Taça da Liga não tem valor nenhum.
    – Se os jogadores do Sporting encararem os 8s da LC como encararam os jogos com o Barcelona (não tenho razões para pensar que vão encarar os jogos de outra forma), podemos esperar mais uma humilhação grosseira (então se for o Inter… com o ódio que o Mourinho tem ao Sporting…). Uma mudança já, pode injectar nova dose de confiança.
    – Continuando a jogar como até aqui (e mais uma vez não vejo qualquer hipótese de algo mudar) não temos hipóteses de ganhar o campeonato. Derrotas como a com o Leixões, ainda vamos ver muitas.
    – Os jogadores estão fartos de Paulo Bento, da sua táctica e do seu discurso. Quando PB diz que “faltou agressividade”, “fomos passivos”, “entrámos mal no jogo”, está a por toda a responsabilidade nos jogadores. Afinal, eles é que estão em campo, por isso eles é que têm de ser agressivos, activos e devem entrar bem nos jogos.
    – PB disse que não tinha conseguido motivar os jogadores para o jogo com o Barcelona. Este ponto não precisa de comentários.
    – Se mudarmos já, podemos ter para o resto da época, um treinador que consiga recuperar Vukcevic e que consiga motivar Moutinho e Veloso a quererem ficar mais tempo no Sporting. Ou pelo menos que os consiga por a jogar bem, e assim os valorize no mercado. Se eles quiserem sair no fim da época (e até agora, de certeza que vão querer), vai ser muito complicado mantê-los mais 1 ano contrariados e vamos acabar por vendê-los por tuta e meia porque, graças ao mal que têm jogado (e isso acontece também graças ao losango), o seu valor de mercado é cada vez mais baixo.

    Para terminar, uma palavra para Quique Flores e para a sua inteligência na relação com os adeptos. Ontem levou 5 na Grécia e pediu desculpa aos adeptos. PB levou 5 em casa e veio por as culpas no árbitro, nos jogadores, na falta de sorte e ainda veio dizer que se não fosse o autogolo do Caneira ainda tinhamos dado a volta ao marcador. Isto quando não nos põe a culpa a nós por assobiarmos ou por preferirmos ficar em casa do que ir gastar tempo e dinheiro para ver o futebol de merda que ele põe a equipa a jogar.

  9. Pingback: RATINHOS NA EUROPA… « O Cacifo do Paulinho

Deixe uma Resposta para leaodealvalade Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s