Lembram-se das quartas-feiras europeias?

Não sei como foi convosco, mas eu cresci a ouvir falar das quartas-feiras europeias.
A ler a Bola em formato “faça o favor de não levar esta merda para a praia a não ser que deseje ficar com o jornal reduzido a metade ou ter que dobrá-lo em quatro com todas as forças que tiver para poder ler o que quer que seja” e a saudosa Gazeta, com colunas intermináveis de resultados, muitos deles entre equipas que já eram de leste antes de eu acreditar realmente que existiam boas equipas de leste.
E, claro, a desejar assistir a um jogo desses no nosso Estádio.

Entretanto cresci e a minha memória guarda bonitas quartas-feiras europeias (que também podem ser terças ou quintas, porque isto de ser moderno faz com que qualquer dia da semana que não segunda ou sexta possa ser noite europeia).

Os surpreendentes 4-2 ao Ajax.
O histerismo que acompanhou a entrada do Maradona em Alvalade.
Os falhanços monumentais do Oceano, contra o Inter.
O inesquecível banho de bola ao Real Madrid.
O golão do Niculae ao Ac Milan.
A reviravolta contra o Celtic.
As quatro batatas ao Newcastle.
(num outro nível, os 7-0 ao Timisoara, num jogo onde até o Bozinowski marcou).

Em todos esses jogos, à excepção da recepção ao Newcastle, Alvalade engalanou-se ou, se preferirem, encheu-se de leões prontos a apoiar a sua equipa do princípio ao fim.

No passado sábado, matei saudades desse “estádio de espírito”.
Agora, quero matar saudades das quartas-feiras europeias!

7 thoughts on “Lembram-se das quartas-feiras europeias?

  1. Infelizmente só tive no jogo da Ajaz e Real Madrid…

    Passamos contra o Ajax. No jogo da segunda mão também ganhamos em Amsterdão por 2 – 1.

    Com o Real, e apesar da vitória, fomos eliminados. Na 1.ª mão perdemos 1 – 0, num jogo que apesar de termos atacado menos, tivemos as melhores oportunidades com três bolas nos ferros… Em Alvalade, Figo falha o 3 – 1 a poucos minutos do fim ao atirar ao poste.

    Duas noites inesquecíveis… Como, aliás a de sábado. E tens razão, Cherba. De comum, para além das vitórias, o ambiente fantástico que se viveu…

    Há muito que não se notava um ambiente tão escaldante em Alvalade!

    SL!

  2. Não tenho muitas noites europeias no CV. A minha primeira presença foi contra o Feyenoord, na caminhada para a final da Taça UEFA se não estou em erro, contra o Basileia e o Rangers.
    Em nenhuma das ocasiões, esteve casa cheia. Talvez a melhor tenha sido com os holandeses.

    Agora, presença histórica nos oitavos da LC, contra uma boa equipa como o Bayern e depois de uma vitória incontestável contra os lamps, a casa tem que estar a abarrotar. É que como se ainda fossem precisas mais provas, o público ajuda e muito.

    SCP!!!

  3. Tenho menos de 30 anos mas orgulho-me de ter visto o melhor jogador de sempre ao vivo, Diego Armando Maradona. Lembro-me do Ajax e de um grande jogador, de nome Silas.
    Recordo-me da grande caminhada rumo às meias-finais da Taça Uefa, iniciada contra o Malines de Preudhomme, com um penalty falhado por Litos e um golo em cima da hora de Cadete, numa noite chuvosa. Recordo a camisola negra de Marinho Peres, a noite diabólica com o Timisoara de Timofte (como não reparámos nele?), da tranquilidade de receber um Vitesse após uma vitória por 2-0 na Holanda. O Bolonha e o Inter dos 3 alemães e muito mais. Os falhanços de Oceano…
    Também recordo o Celtic, o Real Madrid, o frango de Lemajic, o Grashoppers de Alain Sutter e Leo Benaker.

    Noite europeia era esperar pelo meu pai que vinha do trabalho e ir o mais cedo possível para o Estádio. Era estar muitas horas à espera que o jogo começasse. O Estádio a encher aos poucos. Vir para casa e ver os resumos, os rescaldos das noites europeias. Era fazer a Hola, e ver como esta acelarava ao passar pela Superior Sul, onde sempre me encontrei. Era ver qual a coreografia que a Juve Leo e a Torcida Verde tinham preparado e, no fim, procurar um adepto adversário e tentar trocar o cachecol.
    Bons tempos.. mas nem sempre boas recordações…

    Quarta-feira não vou. Fiz uma promessa que só vou aquilo que a Gamebox Champions me “oferece”. Agora só campeonato. É muito dinheiro. Compensa, cada vez menos, ser sócio do Sporting.

    Mas em casa, pelo computador, estarei a sofrer por Nós.

  4. Nao tem nada que ver com o topico mas acho interessante esta resposta de um dirigente do Bayern, retirada do site oficial do clube

    fcbayern.de: How good is the current Sporting line-up?
    Junghans: “The Portuguese league isn’t perhaps the strongest. There are maybe six or seven quality clubs, but Sporting Lisbon are one of them. They’re a battling team with good footballers, well-organised and technically gifted. Sporting can beat anyone in Europe on a good day.“

    Esta ultima frase demonstra bastante respeito pela nossa equipa, esperemos que mostrem isso mesmo!

    Lá estarei!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s