“Ó CHEFE!”

Porto-0, Sporting-0

Nível de endorfinas: Calmo. À beira do abismo, conseguimos sobreviver. Ainda estamos na luta. Atrás dos outros, doridos, com a alma dormente, mas continuamos a lutar. Paulo Bento conseguiu aguentar-se. Personagem cada vez mais fascinante, este Paulo. Ficará para sempre na memória dos sportinguistas. Não houve, nos últimos tempos, um treinador que tenha deixado tanto lastro no espírito leonino. No jogo mais importante da carreira, com níveis de ansiedade brutais, este tipo consegue fazer rir. “Ó chefe!”, grita ele para o 4º árbitro, a propósito de mais uma qualquer pseudo agressão dentro do campo de batalha…

“Ó chefe”, também podia ter sido o que chamou Soares Franco a Pinto da Costa durante o jogo, depois de mais uma vergonhosa enrabadela que prejudicou claramente a equipa (que rebentou a 20 minutos do fim). “Ó chefe, dói-me aqui”, podia ter sido o que Miguel Veloso disse ao sr. dr. para não jogar o jogo da época (outra vez), retirando mais uma opção ao treinador (por mim, este rapaz não joga mais no Sporting). “Ó chefe, atchim!”, espirrou Vuk, na pior ausência possível para este jogo (adoro este gajo, não compreendo como alguém fica engripado numa semana destas… nem frio está! Ou não ficou engripado?).

Neste contexto, a equipa não jogou muito à bola, mas lutou… deu tudo o que tinha, para limpar a vergonha da cara. Intimidou a rapaziada do Porto e, nos bochecos em que jogou futebol, só precisava do mesmo Liedson caça-passarinhos. Não o teve. E, logo, não ganhou. Acaba por resumir-se a isto o Sporting de Paulo Bento… quando é preciso lutar, luta. Quando é preciso ganhar, precisa do Liedson (ou do engripado). As cartas estão em cima da mesa. O problema é que, nunca como agora, o Paulo Bento precisou de ter estrelinha… porque tem de ganhar 10 jogos e esperar que o Porto e o Benfica demonstrem as suas fraquezas mais vezes que as suas forças.

Momento do jogo: Mais do que a bola à barra do levezinho, o momento do jogo foi o fraco remate ao lado do baiano quando estava isolado. No primeiro lance, faltou estrelinha… no segundo, faltou classe. E é esse danoninho que falta ao Liedson para ser o Grande Liedson. E para o Sporting ser campeão.

Prémio Zé Piqueno: Em jogo de pancadaria, há tantos candidatos ao ícone da malvadez. Mas gostei especialmente do múltiplo ataque cerrado ao Bruno Alves…

Prémio El Dieguito: A ratola do Liedson ao Fernando. Gosto tanto de ratolas.

Prémio Gladstone: Caneira. Que joga melhor a central que a lateral, é uma evidência. Mas que jogue tão mal a lateral, já é chocante…

Visão Zeman: Um losango menos harmónico, mas mais funcional. Defesa perfeita, centrais a fazerem o melhor jogo da época… sem mácula. Meio campo lento e temeroso, mas relativamente seguro, excepto entre os 20 e os 35 minutos e nos últimos 20 minutos do jogo, sem pernas. No resto, lances directos para os avançados, corredor direito oleado e Izmailov a criar desequilíbrios quase sozinho, a partir da esquerda. Algumas combinações felizes entre o russo e o Moutinho… mas este já só é um operário de luxo. Já não sabe onde está o “paletó”.

As substituições forçadas não contam. Já a do Izmailov pelo Djaló precipitou o fim do Sporting no ataque. Não resultou. O puto não tem rodagem, a 10 raramente funciona e o Izmailov era o único empreendedor. O Pereirinha já tinha acabado, o russo nem por isso. Enfim, é com isto que temos de viver até ao fim. Pelo número de coisas que faz bem, Paulo Bento faz exactamente a mesma quantidade de disparates.

Vivó Sporting… até morrer!: Palavras de Paulo Bento, no final do jogo: “Houve momentos nesta época que não me agradaram. Já vi equipas jogar com adversários da II Divisão e serem apoiados e o Sporting ser assobiado em Alvalade em jogos da Liga dos Campeões, com o Basileia, por exemplo. Ontem o Benfica ganhou porque teve o apoio dos adeptos. Espero que o mesmo se passe com o Sporting.»

Arriscado, vindo de alguém cujas escolhas provocaram uma tão grande humilhação europeia. Mas, ao mesmo tempo, verdadeiro. Alvalade tem a palavra… porque, se os jogadores derem tudo em campo, a derrota com o Bayern só terá o peso que os adeptos lhe quiserem dar…

16 thoughts on ““Ó CHEFE!”

  1. Olha…sou o primeiro hoje. Bem, que dizer? Precisávamos de ganhar, mas o empate mantêm-nos à tona e na luta pelo título. Conseguimos não perder, que isso colocava-nos fora do combate.
    Já não consigo ver FSF com o corrupto sentado ao lado. Cada vez que vejo essa imagem, sinto-me insultado. E é de facto um insulto a cada sportinguista. Noutros tempos, com outros presidentes, ele não sentava o cu nos lugares de honra. Mas um Sporting com memória é cada vez mais uma impossibilidade com esta direcção (e com as anteriores).
    Acho que há jogadores que estão a fazer a cama ao PB. Mas quem se lixa com isto é o clube. Entretanto, para a Direcção(?), parece que está tudo bem.
    Aguardam-se novos desenvolvimentos…

    Saudações Leoninas

  2. Douglas,

    Começando o comentário pelo final do teu post penso que, pelo menos para a maioria dos sportinguistas, o jogo de quarta-feira está na enfermaria, a fazer companhia ao Miguel Veloso. E, pelo menos no que me toca, esse jogo só volta a equipar-se quando for altura de fazer o balanço da época. Até lá, serei mais um a ajudar a encher Alvalade. De cachecol atado à cabeça, como o Rambo, porque isto vai ser a doer até final.

    Quanto ao jogo de ontem é pena. É pena não termos ganho um jogo em que fomos os únicos a querer ganhar. É pena o Izmailov ter querido fazer um chapéu, quando devia ter bombardeado a baliza do porto.
    É pena o Liedson ter acertado na barra. E depois ter falhado na baliza.
    É pena termos jogado no sábado, fazendo com que a equipa tivesse rebentado mais cedo.
    É pena o Soares Franco fazer broches ao papa.
    É pena o Vuk ter ficado de castigo em casa. Para curar a gripe, claro, que ninguém o mandou apanhar frio na quarta-feira.
    E é pena aquela substituição do Izmailov pelo Djaló, quando quem deveria ter saído era o Pereirinha e o Djaló devia ter sido posto a jogar em cima do Pedro Emanuel, esse belo exemplo de como há gajos a jogar futebol que mal sabem acertar na bola.

    Os elogios vão, em primeiro lugar, para a nossa defesa. Enorme jogo dos centrais. Mais um jogo louco do Pedro Silva (uma loucura perigosa mas entusiasmante e a mostrar uns tomates pelo menos dez vezes maiores que os do Abel). Até o Caneira fez o jogo menos mau, a lateral, de toda a época.
    Depois um elogio ao Roca. Num jogo destes, em que parecia que estávamos a jogar num campo minado, ter um jogador que olha olhos nos olhos qualquer um dos cabrões adversários, é uma maravilha.
    Jogo de garra do Moutinho, uma bela primeira parte do Pereirinha (são dele os centros na jogada do Izma e da cabeçada à barra do Liedson) e mais um bailado táctico quase perfeito do russo Izmailov.
    Derlei e Liedson jogam de olhos fechado um para o outro. E merecem, por razões diferentes, ser campeões.

    Por último, uma pergunta que ficou a pairar-me na mente. Se há tantos atentados motivados por causas religiosas, pq é que alguém não põe uma bomba no carro do Tarik?

  3. Duas notas:
    – Izmailov saiu porque estava lesionado;
    – Para mim a agressão de Lucho a Derlei, a cotovelada de Rodriguez e a paragem de jogo para mostrar o amarelo a Polga e prestar assistência a Lucho, são o expoente máximo da impossibilidade de se ganhar este jogo.

    Como seria o jogo (e o campeonato) se Lucho fosse expulso aínda na 1ª parte?

    ps: não tinhamos banco. Não tinhamos os melhores em “condições”. Quando se quer mudar alguma coisa do banco, entra Djaló…

  4. Malta,

    Parece-me estar a escapar-vos algo de fundamental. O jogo de ontem so mostrou uma coisa: o campeonato portugues esta nivelado por baixo. O jogo “louco” que fez o Pedro Silva teve 2 ou 3 falhas daquelas que, com o Ribery na equipa adversaria, tinham dado golo. Valha-nos que o Lisandro se atrapalha com a bola, que o Rodriguez tem muito boa vontade mas nao e genial e que o Hulk tambem nao estava em noite particularmente inspirada – golos como o da eliminatoria da Taca em Alvalade so acontecem algumas vezes durante uma epoca.

    A dura constatacao de que o nosso plantel equilibrado de 24 jogadores de repente se torna o plantel sem solucoes de 2007-2008, tudo porque meia-duzia de jogadores fulcrais estao lesionados, engripados ou o raio que o parta…

    Depois, confirmou que o FCP nao estava propriamente interessado em vencer – sabia bem que o empate lhe deixava (e deixa) amplas possibilidades de seguir para bingo.

    Quanto a agressoes… meus amigos, eu vi o mesmo jogo e por cada agressao de um dos corruptos vi cotoveladas, pisadelas e simulacoes do Derlei e Roca. Critico? Nao, porque so jogando assim e possivel intimidar aquela gente. Mas dai ate reclamar expulsoes dos Brunos Alves e afins… era preciso ter visto a partida com oculos verdes-e-brancos.

    Quando vi o 11 inicial so me apeteceu dizer “mas porque e que este gajo inventou tanto na 4a feira se ate sabe quem sao os melhores???”. O Pereirinha e o MELHOR jogador do Sporting a fazer cruzamentos, o Izmailov jogava em qualquer equipa do campeonato ingles e o Pedro Silva, mesmo a dar barracas, e infinitamente melhor que o Abel. O Roca, quando quer e corre, e um excelente numero 6 (mesmo quando faz entradas tipo penalti do 0-3 em pleno meio-campo, nas barbas do arbitro, e depois fica espantadissimo de levar amarelo!). O Carrico vai ser o Ricardo Carvalho da Seleccao Nacional daqui a 3 anos. O Grimi, pois, o Grimi… quanto e que pagamos por aquele tipo?….

    Saudacoes Leoninas e continuemos a acreditar ate ao ultimo minuto! Na certeza de que nao foi ontem que nos colocamos em ma situacao – isso aconteceu nos Trofenses, Leixoes, Bragas e afins.

    Petinga (se soubessem como foi dificil viver na Alemanha na 5a e 6a feira…)

  5. Concordo em absoluto com o Petinga.
    O nosso banco ontem estava limitadíssimo em termos de soluções. Entraram aqueles que podiam entrar e mais não há. Vukcevic é uma baixa importantissima que esperemos que recupere para o proximo jogo. Para sermos campeões nós precisamos do Liedson e do Vuk para os 10 jogos que faltam. Algumas notas soltas:

    – Desta vez o Polga não comprometeu, mas nota-se tanto a diferença entre ele e o Carriço
    – Pedro Silva agrada-me muito, apesar de arriscar demasiado, por vezes
    – Quando o Vuk estiver bom, o Pereirinha deve voltar para o banco, de forma a dar-nos soluções para as substituições ????

  6. Como não podia deixar de ser estive lá ontem. Mas o PB não deve ter estado. Porque deve ter sido o único que não deve ter notado a presença de Sportinguistas a apoiar a equipa. Isto quando depois da vergonha de 4ª deveriam era ter visto a nossa bancada vazia.

    Ou seja, apesar de todos os pesares, os adeptos compareceram em número e atitude e foi PB que trouxe à liça a derrota do Bayern, quando já ninguém se quer lembrar dela.

    Não somos majoretes, somos de carne e osso e sangue nas veias. Somos leões! A não ser que o PB nos veja lagartos, como os lampeões…
    SL

  7. Agora só falta ganhar 10 jogos.
    Os tripeiros e os lampiões vão empatar pelo menos duas vezes.

    Difícil era ganhar em Belém, aos lampiões/Benquerença & companhia, e empatar com os morcões nas Antas, na fase em que estávamos.
    Cumprimos muito bem este bocadinho do campeonato, estivemos mal antes disso.

    Ou seja: antes mal, agora bem… é só continuar.

    Bay… quê?

    Sporting, Sempre!

    (Coração de Leão)

  8. Fiquei muito irritado por não ter conseguido ganhar um jogo onde apenas o Sporting fez algo para conseguir os três pontos. Se bem me recordo, o Tiago não teve que fazer uma única defesa. Agora temos que esperar que os outros escorreguem.

  9. Oh Douglas!
    Como tu ainda consegues ser meiguinho com o Paulo Bento apesar do balanço que acabas de fazer.
    Eu pura e simplesmente estoirei.
    Agora só apoio, explicitamente, os jogadores do meu clube.
    Treinadores que tão depressa parece que estão do nosso lado como logo a seguir parece que fazem o favor ao adversário… não, não consigo apoiar mais.
    Lá teremos que levar com ele até ao fim da época, mas espero que vá estagiar para outras bandas porque nós estamos fartos de “Bentadas”.

  10. Douglas,

    Aquele entendimento fraternal entre o Papa e FSF será que pode ser explicado com o caso noticiado pelo jornal O JOGO sobre a transferência de Silvestre Varela para o Porto?

  11. Rudolfo,
    Não. Ficará mais e melhor explicado quando vires a conferência de imprensa a anunciar a contratação de Paulo Bento como treinador principal da tripanagem.
    Talvez aí, nesse momento, os responsáveis pela Associação de Adeptos Sportinguistas ( e a Tite) consigam perceber quanto vale o PB.

  12. Dinis,

    Eu até admito que PB vá fazer melhor para outro lado, até que seja o FCP, depois de 3 anos de estágio com a equipa principal do Sporting e os anteriores com as equipas juvenis, melhor fora se não aproveitasse a experiência.
    Agora não vou dizer que estou feliz com ele se sinto que ele é demasiado conflituoso, e não é de facto a pessoa ideal para liderar homens.
    O seu reinado acabou e deve dar lugar a alguém que saiba, acima de tudo, lidar com os recursos humanos à sua disposição.

    Olha que eu sou muito sincera. Se não gosto digo logo.
    Também andei a defender o nosso Presidente durante três anos consecutivos e depois… decepcionou-me. Nunca mais o vou defender na minha vida.

    O facto desta gente estar no meu clube não os torna, aos meus olhos, acima de quaisquer críticas.

    Como não me conhecem podem ficar magoados com esta maneira de ser, mas é a minha, amigos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s