Gomes Pereira forever

gomes pereira

O actual Sporting é isto:

“13-07-2009
Informação Clínica

Izmailov: De acordo com o carácter evolutivo desta situação e dos últimos exames realizados, a direcção clínica entende que se justifica a solução cirúrgica. Neste contexto, o jogador será operado com vista à resolução da patologia tendinosa. Neste momento preparamos a cirurgia, bem como o momento da sua realização. O tempo de inactividade desportiva rondará as dez semanas. Oportunamente, actualizaremos esta informação clínica.

Direcção Clínica
José Gomes Pereira”

Porque é que “a direcção clínica entende” AGORA “que se justifica a solução cirúrgica”? E porque é que a “patologia tendinosa” não foi resolvida em ABRIL, quando o jogador deixou de jogar por causa da “patologia tendinosa”? Agora “a inactividade desportiva rondará as dez semanas”. Mas ainda bem que esta gente irá actualizar “oportunamente” esta FANTÁSTICA “informação clínica”, depois de prepararem a “solução cirúrgica, bem como o momento da sua realização”.

Se o comunicado fosse só patético e mal escrito, a coisa até se engolia bem. Mas não é. É um símbolo da incompetência que marca, há anos, o futebol profissional do clube, desde que esta gente trata da saúde ao Sporting. O grave é que não é caso isolado, todos podemos citar exemplos trágicos como este, de memória. E o que se passa? Estes belíssimos incompetentes continuam a trabalhar impunemente no clube. E vão continuar. Sem que sejam despedidos por justa causa, como o seriam nas empresas geridas de forma séria.

Já nem falo de pobre futebol, do teimoso treinador, do anémico losango ou da falta de fibra. Falo do amadorismo que grassa em todas as estruturas do clube e que arrasta, impune, o Sporting para uma “patologia tendinosa” nos nossos cérebros.

O melhor é o presidente não saltar mais vezes com os adeptos, não vá parar à próxima Informação Clínica do clube.

32 thoughts on “Gomes Pereira forever

  1. Eu bem tinha avisado no post anterior (infelizmente, acertei).

    Uma intervenção cirúrgica, foda-se?!? Agora?!

    Quer dizer, podiam tê-lo operado há praticamente três meses (de qualquer das formas ele perdeu o final da época) e, provavelmente, por esta altura estaria recuperado, mas preferiram o tratamento conservador. No fundo, optaram por fazer o mesmo disparate que fizeram com o ombro do Vukcevic, em que optaram por não o operar no final do seu primeiro ano de leão ao peito e, no ano passado, viram-no dar cabo do resto ao serviço da selecção.

    E agora, quem é que assume esta merda chamada “tratamento conservador”?

    E, já agora, quem é que explica ao Paulo Bento o que se passou quando lhe disserem “olha, desculpa lá mas só para o Natal é que vais poder contar com o Izmailov e, entretanto, já prometemos o Diogo Rosado a outra equipa, portanto aguenta-te com o Pereirinha e, quando precisares, puxa o Rochemback e o Moutinho novamente para a direita”?

  2. Lamentável e patético. Por esta ordem.
    E agora? Vamos ter mais do mesmo? Vamos ter o Paulo Bento a ter de dar a cara também por esta merda na próxima conferência de imprensa? Ou o Barbosa vai dignar-se a explicar aos adeptos em que moldes é que foi construída a defesa dos interesses desportivos do Sporting nesta matéria?

    • Caro Sousa Cintra,
      tenho saudades de teu um presidente com a genica do verdadeiro Sousa Cintra. Por esta altura o departamento médico já estava em revolução e o presidente já tinha ido buscar um craque para as alas ao Senegal!

      Aproveito para deixar uma pergunta: numa altura em que perdemos um dos jogadores para as alas e parece certo que não há dinheiro para comprar quem quer que seja, não faria sentido reintegrar e tentar recuperar o Paim, em vez de o deixarem continuar a treinar à parte com o Tiuí e o Ronny?

  3. Bom, com a pré-epoca que levamos a coisa promete… mais do mesmo.

    ‘Fechou-se um ciclo’. Se calhar o que queriam dizer era ‘fechou-se um circulo’… e ao fim desses 360º estamos exactamente no mesmo sitio de há um, dois, ou três anos à retaguarda.

    Malta do leão albino: bora lá fechar o losango em vez do ciclo?

  4. O caro colega ao rotular o comunicado de patético, deverá certamente ter outra opinião no que diz respeito, tanto à evolução, quanto à resolução do problema clínico do jogador em causa.

    Outros tipos de opinião serão sempre bem vindos, desde que óbviamente fundamentados e válidos.

  5. Eu já há algum tempo que sou critico do Gomes Pereira. Lembro-me das seringas deixadas num quarto de hotel num jogo na Suécia para a Taça UEFA, de uma credencial que nunca foi passada e que quase ia retirando o Rui Jorge do Euro 2004 por doping e do já aqui falhado erro no tratamento do Vuk. Este caso do Izmailov é apenas (e infelizmente) o continuar desta situação.

  6. Concordo em grande parte. O ano passado o que aconteceu com Vukcevic é muito parecido. Ao adepto comum engolir estas sequência de asneiras custa….
    Agora não me parece que seja caso para mudanças na equipa médica pelo simples facto que não temos dinheiro para tal. Como não tivemos para ir buscar Saviola, como não temos para ir buscar um número 6 de categoria (faz-me confusão como ninguém aponta esta falha gritante), e como, parece, não temos para ir buscar um avançado que valha a pena…
    Independentemente disso, temos de ir a jogo com os Recursos que temos, e a Esperança é sempre nossa.
    Força Grande Sporting!
    Saudações Leoninas

  7. Isto é uma vergonha!!! Nem têm a decência de vir explicar porque razão demoraram tanto tempo a decidir fazer a operação!!! Que começo de época tão negro!!!

  8. Mais uma vez, mais um ano, o Sporting parte atrás dos seus adversários, para o objectivo (histórico ou desportivo?) número 1 da época: o Campeonato Nacional.

    É inadmissível esta situação do Izmailov mas, o mais triste, é que era previsível. É uma VERGONHA!!
    Alguém tem que assumir responsabilidades! Isto não pode ser!
    Todos os anos é a mesma merda! Até Outubro, todos sabem que será até Dezembro! Até lá adeus provas europeias (Liga Europa, entenda-se), Campeonato (Porto e Benfica a “escassos” 7 pontos) e tudo o resto.
    Já chega! Assumam-se como uma merda de clube que somos! Mostrem o querem para o Sporting! Ganhar ou, simplesmente, competir?

    Se já não somos grandes, digam-no, assumam-no!

    Merda para isto tudo!

  9. Não percebo nada de medicina nem porque é que optam pelos tratamentos conservadores, mas estou a ver que aqui há muitos potenciais médicos que, pelos vistos, percebem mais do assunto que o Gomes Pereira.

  10. lá vem mais do mesmo..só revela desorganização..incompetencia e mais algum adjectivo que queiram dar..se era para ficar com o izmailov no estaleiro 1 ano.. tinham-no vendido aos russos..agora sendo o jogador que ele é para a equipa fazer um comunicado destes.. mostra que se tão a cagar para os resultados.. gomes pereira pode ser bom.. pode perceber muito de medicina e/ou de tratamentos conservadores.. mas sendo que nem todos somos medicos..mas somos inteligentes ja deu para ver.. que tretas de tratamentos conservadores não resulta.. tem que ser objectivo.. e não andar a brincar a aos hospitais.. eu não percebo nada de medicina..nem tenho interesse na area.. mas ja deu para perceber que o Sporting ficou mais uma vez prejudicado pela fraca prestação do departamento medico.. e para isso não basta perceber muito de medicina.. basta saber ler..

  11. Caro João,

    Permita-me discordar das suas afirmações.

    Que a maior parte dos comentadores não percebe de assuntos relacionados com a medicina, já deu para ver. Também, a isso nada os obriga.

    No que toca à inteligência, aí discordo completamente. Quem não percebe nada de um assunto, o melhor é estar calado. Senão corre o risco de dizer asneiras das grossas. O que é que o meu caro sabe de tratamentos, ditos conservadores, para arengar que são uma treta e não dão nada? Sabe em que situações se deve optar por este tipo de intervenções?

    »Quem te manda a ti, sapateiro, tocar rabecão?« É um ditado muito actual. É por isso que eu quando aqui venho comentar, não me atrevo a discutir futebol e tácticas com quem sabe. Se bem que ocasionalmente, aparecem uns cromos armados à pingarelho…

    A não presença de Izmailov no início da época é um contratempo muito grande.
    Na voz do Cintra, será um porra do caralho. Na minha também. Mais do que isto…

    • Sim, Marinho, “será um porra do caralho” não contar com o Izma no arranque da temporada. Mas permite-te tergiversar sobre outra coisa: por que carga de água a opinião do adepto sobre este caso tem de ser classificada como um “arengar” sobre assuntos que não domina? Então é assim que funciona a sociedade? Só podemos ter opinião sobre as coisas se formos profissionais e/ou tivermos formação académica na área em apreço? Se for essa a tua opinião, deixa-me que te diga que também a considero “um porra do caralho”.
      Longe de mim arrogar-me no direito de discutir especificidades médicas com um profissional dessa área. Mas, meu caro, não é disso que se trata: o que está aqui em causa é a crítica a uma série de decisões que, em última análise acabam sempre por prejudicar os interesses desportivos do clube. Dispenso-me de repetir a lista de casos já aqui referidos, sobre opções terapêuticas que se revelaram menos adequadas. Mas acrescento uma dúvida: seria pedir demasiado aos senhores doutores o incómodo de nos explicarem porque é que a intervenção cirúrgica não foi equacionada em Abril? Foi porquê? Porque a operação tem riscos para a saúde do jogador? Agravava a lesão? Não havia macas? Não apetecia? Foi por causa do pólen das flores na Primavera? Em suma, porquê?, foda-se, porquê? E isso não se explica. Dá-se o facto consumado: fez-se isto, correu mal, agora pronto, fazemos aquilo que não quisemos fazer há três meses. E agora prontop, pá, temos pena, mas só joga em Outubro ou em Novembro. Parece-te uma boa forma de encerrar o assunto? Olha, a mim, admito-o, parece-me antes “um porra do caralho”.

  12. sinceramente custa me acreditar que a maioria destes comentários fossem escritos por sportinguistas … meus amigos temos de ser exigentes sim, só assim podemos evoluir, melhorar e sermos + fortes … agora o k a maioria de vcs faz é cortar a torto e a direito, vcs dizem mal por desporto! nao se descuidem mt tempo ao espelho k ainda falam mal de vcs próprios

    • desculpa lá, oh claudio pedja, mas decide-te: somos exigentes e pedimos mais profissionalismo e capacidade de antecipar situações, ou ficamos calados só para não parecer que não deixamos passar uma?

      Foda-se, que merda de atitude! Fazes-me lembrar aqueles gajos que dizem “ah, sim, isto tem que mudar! temos que fazer alguma coisa! blablabla…”, mas quando lhe é dada, efectivamente voz, opta pelo politicamente correto.

      • vamos lá ver se me entendes
        ponto 1 – concordo k o departamento clinico tem explicações a dar
        ponto 2 – temos o dever e o direito de exigir k nos explikem o k se passa
        ponto 3 – não podemos nem devemos colocar tudo o resto em causa
        ponto 4 – tudo serve aos profetas da desgraça para dizer mal e nunca estarei a favor disso
        entendest?

  13. Marinho e Jedi,
    aqui ninguém está a armar-se em médico, mas unicamente a constatar factos:
    1- é diagnostica uma lesão, no final de Março
    2- fazem-se testes e inicia-se o tratamento
    3- tenta-se, por duas vezes, que Izmailov regresse à competição. O jogador ressente-se e é dado adquirido que a época terminou para Izmailov
    4- anuncia-se um tratamento conservador, que dura até final da temporada
    5- Izmailov quase n tem férias, de forma a continuar o tratamento
    6- o plantel regressa ao trabalho
    7- Izmailov volta aos treinos amanhá; Izmailov no ginásio; Izmailov volta no fim da semana; Izmailov apenas faz corrida; Izmailov reintregrado para a semana; Izmailov, Izmailov, Izmailov (as notícias do regresso sucedem-se o que, para bom entendedor, representa a certeza que “isto vai dar merda”)
    8- Passam mais duas semanas e nada de Izmailov
    9- É anunciado que Izmailov vai à faca. Assim, curto e grosso

    Ora agora, digam-me vocês, se isto faz sentido? Mais, digam-me vocês se vos parece correcto, para os sócios e adeptos do Sporting, por exemplo, que o nosso departamento médico não tenha uma palavra para explicar o sucedido? No fundo, digam-me vocês se tal postura não é justificação mais que suficiente para a crítica imediata?

    Já agora, Marinho, pelas tuas intervenções fico com a ligeira impressão que, provavelmente, és médico. Não sei qual é a tua especialidade, mas por certo terás algum colega que perceba de tendinites. E que tal perguntares-lhe se ele levaria quatro meses até chegar à conclusão que um jogador que, dia sim dia não, tem dores, necessita de ser operado?

    E antes que voltes a dizer que os comentadores nada percebem de medicina, eu assumo: efectivamente não foi esse o curso que tirei, mas quis o destino que, durante dez anos, tivesse jogado futebol.

    Não, nunca me cruzei com o “iluminado” Gomes Pereira, mas cruzei-me com roturas de ligamentos, roturas e micro-roturas, contraturas, canelites (uma cena fodida, resultante de repetido esforço que até me fez jogar carregado de injecções de anti-inflamatório) e, imagina tu, tendinites ou, em linguagem comum, uma inflamação do tendão.

    Sim, é verdade que uma operação não garante que a tendinite não volte a aparecer. Sim, é verdade que os médicos evitam ao máximo mexer nos joelhos, pois há quem defenda que isso facilita o aparecimento de lesões em zona tão sensível. Mas também é verdade que um tratamento conservador dificilmente vai resolver uma tendinite. Porquê? Porque um tratamento conservador é precisamente dirigido à dor. Reduz a dor. Pode mesmo fazê-la desaparecer, mas o problema continua lá.

    Conservou-se o joelho do Liedson e operou-se.
    Conservou-se o ombro do Vuk e operou-se.
    Seria mesmo necessário um terceiro exemplo ou, já dando um desconto, seria mesmo necessário esperar quatro meses quando, vendo que as dores continuavam no final do segundo, podia logo ter-se avançado para a cirurgia de forma a ter o jogador pronto para a nova época?

  14. posto os comentarios do cherbakov e do sousa cintra pouco mais ha a acrescentar.. mas marinho deixa-me que te diga que se todos vamos ficar calados de assuntos que não percebemos.. ou passamos a vida calados ou então temos muitos cursos para tirar..respeito todas as opiniões e acima de tudo aprendo com elas..mas como o cherbakov referiu o tratamento conversador ja tinha dado provas em casos anteriores que não funcionava.. e será assim tao importante ser DR para perceber que alguma coisa falha nesse tipo de tratamentos? tudo bem que cada caso é um caso..cada problema é tratado de forma especifica consoante o local da lesão.. mas não compreendo o porque tanto tempo para avaliar uma situação que todos nós ao ler os jornais sempre com o arrastar do assunto izmailov ja sabiamos que ir sair asneira..todos estamoss sujeitos a erro graves ou não..mas 4 meses a olhar com palas nos olhos é ser teimoso.. e mais uma vez no Sporting ve-se que não reagimos..e não sao criadas soluçoes mas problemas.. a nivel desportivo.. é mais uma situação que o paulo bento vai ter de lidar..ele até pode ter muita culpa no insucesso que tivemos estes ultimos anos(falo do nosso tetra).. mas ja cansa que ele tambem seja o unico a dar a cara..

    cumprimentos a todos

    Um aparte..alguem me podia dizer porque razao saiu o Fernando Ferreira do Sporting? este nome foi-me recordado por um amigo..mas não me lembro de todo o motivo da sua saida.

  15. Caro Cintra e caro Cherba,

    As Vossa observações ao meu comentário são pertinentes, e não me alongarei na polémica. Talvez um dia nos conheçamos pessoalmente, numa qualquer roulotte, e então, este, e outro assunto(s) possam ser debatidos.

    Caro Virgílio,

    Desta vez o seu comentário foi muito infeliz.
    Se se sente excluído ou diminuído, paciência.

    • Ó Marinho: se foi infeliz, já estamos empatados pá!!! Mas parece-me q ainda não foi desta…

      Sentir-me excluído ou diminuído? Não sei, explica-me lá como é que é sensação?

  16. Cherba,

    Não faço ideia se o tratamento conservador é bom ou mau. Não percebo nada disso. Sei é que os médicos têm tendencia a fugir das operações pelos motivos que disseste.

    Não acho justo estar-se a criticar o Gomes Pereira, que segundo sei é um nome muito reconhecido na medicina despertiva há anos, quando não sabemos a história por completo.

    Sabemos se o Izmailov terá recusado a operação há uns meses atrás e decidiu arriscar no tal tratamento conservador? Não sabemos e isso não vai ser publico, como deves calcular.

    Simplesmente acho injusto estar-se a chamar de incompetente alguem que, claramente não o é, baseado no exemplo do Izmailov e do Vukcevic.

  17. E quanto ao número brutal de lesões musculares que temos tido nas últimas épocas? Também é tudo normal? Não é incompetência da equipa técnica e do departamento médico?

  18. Confesso já que não li nenhum comentário anterior.
    Pergunto apenas: – Porque foi necessário chegar ao início da pré-temporada para dar ouvidos às queixas do jogador que já vêem do fim da época passada?
    Mais uma incompetência a juntar à má gestão dos activos do clube?

    É muita incompetência para uma clube só. E porque é que têm que se juntar todos no meu clube?

    Serão perguntas a mais? Como ninguém me dá resposta tenho que continuar a colocá-las

  19. Ah! tenho que dizer porque não li os comentários anteriores.
    Apesar de não ser moralista acho que os meus olhos não necessitam ler todos os palavrões que sempre se associam ao futebol.
    Gosto de futebol sem ferir os ouvidos nem os olhos.
    Coisas!!!!!

    OK, OK eu já venho pouco mas prometo que vou voltar menos.

  20. Não Cherba, não levo e já estou habituada a tudo o que vocês dizem aqui e, como disse em tempos, desde a mais tenra idade, aí sim com grande necessidade de colocar algo nos ouvidos e não o fiz.
    O que eu acho gratuito é utilizar-se estes palavrões escritos que dão mais trabalho a escrever e não acrescentam nada ao discurso.
    Ditos no Estádio, no meio de muita gritaria, justifica-se como descarga de todas as acumulações e frustrações não só do futebol mas do dia a dia de trabalho, estudos e até devido à carga nervosa como frequentadores assíduos de intermináveis filas de trânsito para chegar a esses locais.
    Aqui???? Neste vosso espaço maravilhoso em que todos discutimos o nosso Sporting? Para quê agredirmos os nossos leitores com obscenidades que não nos enriquecem, muito antes pelo contrário?
    Foi o meu contributo educado para a tua curiosidade e olha que às vezes também solto um “Phone-ix”, “Fónix” ou “Fogo!!!!” bem apropriados a situações mais aberrantes mas estas foram as alternativas mais doces que aprendi com os coleguinhas mais recentes com que lidei no meu trabalho antes da reforma.
    A menos que tu trabalhes todos os dias num campo de futebol…

    Rugidos de… compreensão

  21. Tite, não desistas de nós!

    Admito que as obscenidades que por aqui pululam possam chocar as pessoas menos habituadas a lidar com este tipo de linguagem. Há que compreender, no entanto, que o uso de insultos sujos faz parte deste jogo, num mundo virtual em que o semi-anonimato protege aqueles cujo vazio de ideias só se mascara com o recurso à palavra fácil e banal. Ou aqueles que, pura e simplesmente, suspendem todas as regras de sociabilidade que praticam, com afinco, no mundo real.

    Não se confunda, porém, com a utilização do impropério para reforçar um sentimento, uma ideia, um estado de espírito. Nesta circunstância, o impropério não é obscenidade, é mesmo uma ferramenta literária glorificada por alguns dos maiores mestres da literatura portuguesa, com uma beleza de arte.

    Por tudo isto, peço-te, como fundador e elemento activo do Cacifo, que não deixes nunca de comentar os nossos desvarios, sempre que sintas que queres partilhar as tuas ideias. Tite, não ando longe do pensamento comum dos meus companheiros de estrada, se disser que já fazes parte do património deste espaço, os teus comentários são um imprescindível toque de honestidade, simplicidade, ingenuidade e, permite-me que diga, de uma componente maternal que o Cacifo não pode dar-se ao luxo de dispensar.

    Obrigado.

  22. Douglas,

    É muita simpatia da tua parte dignares-te dedicar-me tanto tempo da tua prosa elegantérrima.
    Adorei…
    No entanto, confesso que faço certos reparos como consciência do vosso eu interior no sentido de se questionarem: “Será de facto necessário” ir tão longe nos palavrões?

    É óbvio que eu não quero deixar de cá vir porque gosto de vocês como leões acérrimos que apesar de o serem não deixam de ser vozes críticas quando acham que o devem fazer.

    Sabem que entre os meus familiares tão fanáticos quanto nós não me dão esse direito? Dizem que está tudo bem e que criticar só serve para desunir.

    Só por isso aqui sinto-me bem.

    O que me choca mesmo… vocês sabem… e a única maneira de não ficar chocada dirão vocês: “A porta de entrada é serventia da casa” e com muita razão. Vocês não me chamaram, fui eu que vim pelo prazer de estar convosco.

    É que eu estive um tempo sem aparecer e senti saudades, mas de cada vez que volto parece que isto fica pior a esse nível.

    Mas… OK. Não vou lamuriar mais. Quando puder apareço e se vir isto muito conspurcado saio de fininho e assim ninguém tem que ficar constrangido. Nem vocês porque eu apareci nem eu porque demonstro que gosto deste forrobodó! Combinado???

    Abraços de leoa para leões

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s