Faz-me confusão

Ponto prévio: a primeira parte de ontem, frente ao Feyenoord, teve alguns momentos de bom futebol. Rui Patrício sacou uma grande defesa. Miguel Veloso está a tirar frutos das idas ao psicólogo. Moutinho é aquele Moutinho que todos gostamos. Mat14s começa a dar sinais de vida. Postiga marcou um grande golo. Liedson está quase no ponto. E, não menos importante, Alvalade recebeu mais de 31 mil pessoas, coisa raramente vista na época passada.

Ora, quer-me a mim parecer, que muitas dessas 31 mil almas devem ter ido para casa com dúvidas semelhantes às minhas.

Faz-me confusão a insistência no Caneira e no Abel, como defesas laterais. Até tolerava a presença do Caneira, se isso significasse o Pedro Silva a titular com liberdade para subir que nem um louco, deixando a defesa entregue a três homens em movimentos ofensivos.
Faz-me confusão falarmos constantemente em comprar médios e avançados, esquecendo a necessidade que temos em adquirir laterais acima da média e um central capaz de não ser constantemente comido quando as bolas paradas obrigam a utilizar o jogo aéreo.
Faz-me confusão, em dois jogos de preparação, ver serem repetidos muitos dos erros de épocas anteriores e, talvez no seguimento disso mesmo, ouvir um discurso no final do jogo que faz-me lembrar momentos que tanto me (nos) irritaram.
Faz-me confusão, num mísero jogo de preparação, ver a equipa meter o chip de “pronto, já está! Vamos lá controlar esta merda até final”, depois de marcar um golo, em vez de procurar ampliar a vantagem.

Ok, é verdade que isto é apenas a pré-época e que, quem sabe, podemos estar a perder os jogos agora e sermos uns verdadeiros leões quando isto for a sério, mas… permitam-me, então, que vos brinde com a minha última confusão.

Alguém consegue explicar-me porque razão temos tão poucos jogos de preparação agendados?
Se olharmos para os nossos mais directos adversários, por certo constataremos que, em menos tempo de trabalho, já têm mais minutos de bola na pernas. Nós, pelo contrário, vamos chegar ao arranque da temporada sem que mais de 90% do plantel tenha 90 minutos seguidos nas pernas.

“Ah, e tal, nós não mexemos na equipa e apenas precisamos de pôr a trabalhar uma máquina que já está oleada”.
Hum, hum… estou a ver, estou a ver… mas, ainda assim, faz-me confusão…

15 thoughts on “Faz-me confusão

  1. Faz-me confusão:
    O Abel jogar, não se ter sequer equacionado a compra de um lateral esquerdo, a saída do Derlei, a falta de velocidade da equipa, o Polga continuar a subir nos cantos a nosso favor, o Roca beber mais caipiras do que eu, a certeza que vai ser tudo igual ao ano anterior. Embora não se goste do estilo e – eu sei que é polémico o que vou dizer- o Tonel é o melhor jogador do plantel do Sporting no jogo aéreo. Apesar de não ter sido campeão do mundo, nunca enterrou a equipa de forma escandalosa e já nos deu alguns pontos importantes marcando golos na sequência de cantos.
    O Paulo Bento é um teimoso do caralho, que me lembre nunca nenhum treinador teve as condições de estabilidade que ele tem. O plantel, mesmo com condicionantes financeiras, é formado por ele há 3 anos! Como é que é possível justificar-se com imaturidade? Não é imaturidade, é incompetência.
    Faz-me confusão.

  2. Fez-te confusão a ti? Agora a mim que desde o ano passado criei umas “inimizadezinhas” por dizer as verdades que tu disseste aqui e mais… que PB não é Treinador para um clube como o nosso que tem história, tem passado, tem “pedigree”. Que raio!!!! Será que só eu é que vejo isso e vocês, claro!
    O resto dos meus amigos dizem que eu não amo o meu clube por dizer isto tudo em público, semeando a discórdia e desunião da família leonina.
    Se o clube não faz nada e nós não fizermos as nossas críticas então… fica tudo como está e o Estádio vai voltar a ficar vazio como na temporada passada.
    Desculpem o desabafo mas ando mesmo a ficar triste. Será que ainda há espaço para a esperança?
    Digam-me que sim POR FAVOR!!!!

  3. Os erros são os de sempre, tal como os maus vícios. Se os erros vêm do passado e se os jogadores são os mesmos (excepto Matías Fernandez), como queriamos nós que isto mudasse? Os jogadores apreenderíam com o tempo? Por favor… Quem é bom é bom SEMPRE!
    O Sporting não plantel para lutar pelo título. Não o teve no passado (excepto em 2006-2007 – e falo só da era Bento), nem tem agora. Temos obrigação histórica para dizer que vamos pelo título mas, sinceramente, não temos a obrigação desportiva para tal. Porque o nosso plantel não tem qualidade para enfrentar o Porto e o Benfica.
    Porquê?
    – porque mesmo quando estas equipas jogarem mal vai haver sempre um lance de bola parada que vai decidir a seu favor;
    – porque trabalham lances específicos, como as bolas paradas e (pasme-se) os lançamentos de linha lateral (tanto a marcar como a defender)

    São alguns exemplos. Se nós não conseguímos defender a nossa baliza em lances de bola parada como se pode produzir perigo, em lances identicos, na área contrária?
    Não há trabalho específico, de qualquer natureza (técnica ou física) no Sporting! Não se vê!

    Um pequeno raciocíonio para se ver a nossa diferença para com os outros “grandes”. Comparem os 11 base. Quantos do Sporting tinham lugar no Porto ou Benfica?

    Helton; Quim; Patrício
    Fucile; Maxi; Abel (até aqui temos o mais fraco)
    Alves/Rolando; Luisão/M. Vitor; Polga/ Carriço
    A. Pereira; Shafter; Caneira
    Fernando; R. Amorim; Veloso
    Meireles; Ramires; Moutinho
    Belluchi; Aimar; Matías
    Rodriguez; Martins; Vukcevic
    Hulk; Saviola; Postiga
    Falcão; Cardozo; Liedson

    Para mim, só o Liedson, o Moutinho e o Carriço (no caso do Porto) e os mesmos, mais Vuk e Veloso no caso do Benfica). É pouco (e não estou a falar do banco…)

    Ontem tivemos um aviso. Se Twente confirmar o seu favoritismo adeus Bento e será mais uma época perdida.

    ps: Matías e Moutinho roubam espaço um ao outro. Corre-se o risco de se jogar com 10 grande parte da época.

  4. cont a n entender certos sportinguistas. sinceramente tb tou preocupado c o “não” futebol da equipa, axo k o P. Bento tem de evoluir, podiamos claramente c os mm jogadores, jogar em 4.2.3.1 ou 4.3.3 mas ele nao ker ou nao ve ou é mm burro …
    agora nao entendo a anti patia pelo rui patricio, nao percebo como ninguem vê k o tonel deve ser titular pq eu kero k se lixe os cortes lindos do polga para dps enterrar e “mandar” a culpa p o do lado, axo k o grimi é bom def esq e precisa k lhe digam e façam sentir isso,k temos soluções p o meio campo k bastem, apenas faltando 1 med esq k para mim devia ser o viana, e no atak “só” precisamos do Vuk. O nosso 11 não é NADA inferior aos outros, nao me venham com merdas!!! o treinador é k é … vou chamar lhe TEIMOSO

  5. boas… estamos todos desiludidos como e obvio porque a epoca esta a chegar e nao vemos nada….NADA que nos entusiasme…nao tivemos reforços….nao temos bom futebol…nao temos resultados…até quando vamos sofrer? espero que este ano seja o ano do tudo ou nada…porque se nao formos campeoes…o ferguson do sporting nao tem mais condicoes…vou apoiar a equipa este ano como nunca o fiz…espero que paulo bento fique…isso seria sinal de que vamos ser campeoes!!!

    p.s- estive este sabado no estadio para ver a festa de apresentacao…e digo-vos…foi muito fraquinha…nao houve algum momento que se possa dizer mágico…foi tao normal e previsivel como o losango do Paulo Bento…

  6. Cherba,

    “Faz-me confusão a insistência no Caneira e no Abel, como defesas laterais.”

    Não é insistencia. O homem meteu toda a gente a jogar. Só que é um amigavel e ele tem que por todos os jogadores para lhes dar hipoteses.

    Obviamente que o titular nos jogos a serio tem que ser o P.Silva e na esquerda o A.Marques, que claramente é superior ao Caneira.

  7. Bom dia a todos! Vou utilizar palavras de outros para dizer o que penso a respeito de tudo isto. Diz o Jean Paul Lares no jornal O Jogo:

    “O plantel leonino, na sua composição actual, é manifestamente curto para um clube que ambiciona ser competitivo em diversas frentes. A qualidade dos jogadores não está em causa, e a permanência de valores extraordinários como Polga, João Moutinho e Liedson pode ser entendida como mais importante do que qualquer reforço, mas o Sporting continua a sofrer com uma limitação que, habitualmente, separa os candidatos dedicados… dos verdadeiros campeões: alternativas de qualidade em quantidade suficiente. Paulo Bento não tem menos jogadores de topo que os seus adversários – os três já referidos são do melhor que se pode ambicionar -, mas tem menos alternativas sólidas e comprovadas aos habituais titulares. De momento, só 22 atletas entram nas contas (e apenas 19 jogadores de campo), dois dos quais, André Marques e Saleiro, com muito por aprender – e provar – a este nível. Por diferente que seja a perspectiva do prato, faltam ovos a esta omelete…”

    • Obrigado Jedi.

      Isso quer dizer que o Polga já não joga, o Bento já não é treinador, o Abel já se retirou, o Moutinho joga no lugar dele, temos bons laterais, o nosso presidente tem raça nos actos e não nas palavras, o liedson tem ajuda de outro avançado, o nosso banco oferece soluções, já não usamos a desculpa da idade e maturidade, entre outras características tão próprias desta época de 2006/2007 que parece demorar uma eternidade até acabar?

  8. Sábado estava a discutir com os meus colegas de bancada a utilidade ou não do Adrien na equipa. Um detractor do petiz luso-francês dizia que o Moutinho afirmou-se logo na equipa do Peseiro e na altura a concorrência era muito mais forte do que é hoje.

    Generalizando para aquilo que é o plantel actual, duas ideias ocorreram-me logo:

    – É muito mais fácil um jogador jovem evoluir quando tem outros mais experientes à volta em campo e nos treinos (como Moutinho tinha P. Barbosa e Sá Pinto, por exemplo), do que com outros miúdos que só têm mais um ou dois anos de futebol ao mais alto nível. Nos últimos anos do consulado PB só o R. Patrício e o Carriço têm evoluido, nos jogadores mais avançados o progresso tem sido nulo;

    – Muitos dos nossos miúdos passam directos para o plantel principal sem serem emprestados a outros clubes mais pequenos. Faz falta levar pancada jogando num Covilhã, dá saúde e tira as manias de menino. O caso do Beto, que fez uma época no U. Lamas e outra no Campomaiorense, parece-me lapidar, mas há vários. Acredito que o André Marques vai surpreender muita gente este ano, e ter rodado só lhe fez bem.

    A ideia geral com que fiquei no final do jogo é que esta é uma equipa de juniores promovida, mole, incapaz de por o pé na bola e que começa logo a chorar quando os adversários começam a jogar duro(como fez o Feyenoord na 2.ª parte), com alguns toques de classe à mistura.

    E ninguém é campeão assim.

  9. Ó Leão do Minho

    (…) a permanência de valores extraordinários como Polga, (…)

    Digo-te uma coisa, e uma coisa apenas: Ice Age 3!
    Tem uma toupeira que é só rir.

    É que até para o humor é preciso gosto, pá!

  10. Pingback: Resumidamente « O Cacifo do Paulinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s