Fica bem, Bobby

Não ganhaste nada, é verdade. Até nos deste aquelas derrotas manhosas contra os gafanhotos e os donos do Casino de Salzburg. Mas deste-nos, também, bom futebol. Deste-nos o Valckx, o Juskowiak e o Cherbakov, na época em que te tiraram o Douglas e o Luisinho. E deste-nos aquele teu ar de avô porreiro com quem dá gosto ir à bola.
Fica bem, Sir Bobby Robson.

Anúncios

18 thoughts on “Fica bem, Bobby

  1. Tenho saudades dele, da sua bonacheirice e das conferências de imprensa em portinglês, de ganhar jogos 5-4 e de ver jogar futebol em Alvalade.

    Paz à sua alma.

  2. Grande treinador, um verdadeiro cavalheiro. Tinha uma postura absolutamente irrepreensível e o futebol ganharia muito, se houvessem mais como ele.

    Foi dos treinadores que mais gostei de ver passar pelo SCP, possivelmente o meu preferido. Foi um erro de todo o tamanho o que Sousa Cintra fez.

    “Pass precise” e “100 per cente”. Adorava ouvir estas expressões.

    E já fora de Portugal, a reacção dele ao “O Golo” do Ronaldo Fenómeno? Impossível esquecer ambos.

    Que descanse em Paz. Se houver equipas onde ele se encontra, será certamente a 1ª escolha.

  3. Confesso que nao sou dado a exercicios de futurologia ou sessoes de martirizantes “se”. As escolhas fazem-se por razoes precisas e a partir dai e preciso seguir em frente e aprender com os erros.

    Mas nao posso deixar de pegar na deixa do Tiago para dizer que, para mim, um dos “se” mais fascinantes do futebol portugues e este: E “se” o Capucho tivesse marcado uma, uma so, das ocasioes flagrantes de que dispos no encontro de Salzburgo (se n me falha a memoria, ate mesmo durante o fatidico prolongamento)? Sera que Carlos Queiroz teria tido a carreira que teve? Sera que o Sporting teria esperado mais 6 anos para se sagrar campeao? Sera que Sousa Cintra teria saido tao cedo?
    Bobby Robson acabou por provar novamente nesse encontro a maxima da Lei de Murphy aplicada ao Sporting: Se num encontro, a tua equipa estiver na maxima forca, em vantagem e a jogar bom futebol, as probabilidades de acabares por perder o jogo sao de 10%. Excepto se a tua equipa se chamar Sporting Clube de Portugal.

    Rest in peace, Sir Robson.

  4. E o nosso presidente já veio relembrar que não vai acontecer o mesmo “erro” com o Paulo Bento.
    Ou seja, um treinador faz a mesma porcaria 4 anos, mas é melhor não despedir porque se despediu o Robson há 15 anos.
    A diferença era que o Robson já tinha ganho uma uefa com uma equipa de coxos ingleses, tinha levado a selecção de Inglaterra a um 4º lugar num Mundial, tinha experiência, a equipa jogava futebol a sério…
    Tudo detalhes que o Paulo Bento não tem.

  5. Que clube o nosso… até a morte deste “senhor do futebol mundial”( grande gabriel alves) serve para desculpabilizar a incompetencia do nosso treinador.

    Ao que esta merda chegou.

    • É verdade, Metralha (e, já agora, Careca, que dois comentários acima já tinha chamado a atenção para tal miséria)… ao que esta merda chegou… o JEB devia ter vergonha de estar a misturar universos tão diferentes…

      • É sobretudo de muito mau gosto. O senhor morreu, dao-se as condolencias devidas e pronto. Nao se vem agora misturar o Paulo Bento com o Bobby Robson, perdao, “Sir” Bobby Robson. É bocal e grosseiro. Para além de ridículo.

  6. Sempre, mas mesmo sempre simpatizei com Robson, incluindo o tempo em que treinou o fcPorto…

    No SCP adorava-o… Carismático, simpático, alegre, conseguiu colocar a equipa do SCP a praticar um futebol que raramente conseguimos igualar. Bem à sua imagem! Foi uma injustiça inqualificável o que Sousa Cintra cometeu e tudo, para evitar que o FCPorto contratasse, imaginem, Carlos Queirós… Ficaram sem Queirós, mas ganharam uma Taça de Portugal, nesse mesmo ano numa final contra o SCP e treinados por quem??? Pois foi, pelo grande Bobby Robson… Depois, o sucesso no campeonato, iniciando um feito histórico nos murcões…

    É quando se compara o comportamento de Robson com o dos treinadores dos andrades que o antecederam e sucederam, que a dimensão humana de Robson transparece em toda a sua plenitude. A categoria de Robson enquanto pessoa superava ainda mais o nível já elevadíssimo enquanto profissional. Foi com um misto de alívio e alegria que o vi sair dali para o FCBarcelona!!!

    Robson merecia ter sido o herói que acabaria com o nosso jejum… Mas o ‘homem das águas’ não deixou. Meteu água por todos os lados ao despedir um treinador que liderava o campeonato, que dava espectáculo e que os sportinguistas adoravam… Obrigado por tantos momentos de prazer, Mister!

    ‘Rest In Peace’, Sir Bobby Robson! Memories will prevail!…

  7. Para que conste, lembro-me bem da eliminação com o Casino e estava mais que fodido com o Robson, o Costinha e as 10 oportunidades que tivemos para eliminar os austriacos.

    Foi um belo dia à Sporting, como alguém aqui o disse, o clube da lei de Muphrey ou Murphy.

  8. Foram tardes de bom futebol aquelas que assisti no velho José de Alvalade quando Sir Bobby Robson comandava a armada leonina. O seu despedimento e o ingresso do vaidoso e incompetente Carlos Queirós coincidiu com o inicio do meu afstamento de Alvalade. Hoje, no Reino do Algarve, assisto com alguma distância e preplexidade ao futebol amorfo e triste com que o nosso Sporting nos brinda a cada jogo. Até que “outro” Bobby nos devolva o entusiasmo e a beleza do futebol espontâneo e genuíno.
    Bobby Robson, obrigado!

  9. Adeus Bobby Robson.
    A minha vénia é acompanhada por um genuínio pedido de desculpas pela imbecilidade que o meu eu original cometeu há 15 anos.
    Até sempre.

  10. De Robson, do Sporting desses 1 ano e meio guardo algumas boas memórias:

    – 5-3 ao Manchester City, na pré-época, depois de estar a perder 3-0 ao intervalo; no balneário só disse “joguem futebol!”
    – jogo muito grande na Suíça com o Sérgio na baliza (a 2ª mão foi um perfeito desastre e até o Valckx falhou um penalty… dejá vu)
    – as duas mãos com o Celtic
    – Roger Spry
    – o Pacheco como Extremo Esquerdo que Queiroz depois mandou fora
    – uma vitória muito importante em casa com o União da Madeira por 1-0, num inicio de campeonato impressionante
    – a vitória por 3-2 na 1ª jornada com o Salgueiros, depois de tirar o Figo e de colocar o Capucho
    – a vitória por 3-2 em Setúbal com um grande Balakov e, no final, uma mensagem em papel, de um rouco Raúl Águas, desejando um Sporting campeão…

    Obrigado Sousa Cintra. Agradeço-te da mesma maneira que agradeci ao João Rocha o facto de não querer ter dado um aumento ao Futre. O passado forte destes dois presidentes ficará sempre manchado por estes episódios de paralisia cerebral.

  11. Pingback: Antes que o dia termine | O Cacifo do Paulinho

Deixe uma Resposta para sunshir Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s