O Bloco de Notas do Gabriel Alves – 1ª Jornada

É um estádio bonito, novo… arejado
Nacional – Sporting
15 Agosto 2009, 19h15, Choupana

Uma humidade relativa, muito superior a 100%
Vamos estrear-nos no campeonato jogando com uma temperatura amena e aquele barulho insuportável nas bancadas que só as peixeiras da Choupana conseguem fazer.

A selecção do Mali tem um futebol com perfume selvagem e com um odor realmente fresco…
Depois do brilharete alcançado na última época, onde foi quarto classificado, o Nacional tem como principal objectivo manter o estatuto europeu. Perderam dois defesas sempre titulares, Maicom e Alonso, e a grande estrela da equipa, o avançado Nené, sendo esta aquela que parece ser a principal incógnita relativamente aos madeirenses: conseguirão encontrar substituto à altura? Seja como for, a base é praticamente a mesma da época passada, portanto estamos em presença de uma das equipas mais consistentes da nossa Liga.

Este homem é um Mister
Manuel Machado pode tornar-se irritante, outras vezes cómico, mas é inegavelmente um dos melhores treinadores do campeonato português (valha isto o que valer). Pela primeira vez tem a oportunidade de orientar uma equipa por si apurada para as competições europeias.

Ele é excelente nestes lances porque a bola está morta e passa a estar viva
Agora que Nené se foi, o Nacional da Madeira não tem aquilo a que possa chamar-se um craque. Assim sendo, o destaque vai repartido para os médios Luís Alberto e Ruben Micael, peças de maior importância na máquina nacionalista, e para a rapidez dos avançados Amuneke e Mateus.

 A vantagem de ter duas pernas!
A quantidade de defesas brasileiros com ar de faveleiro que, época após época, desembarcam na Madeira, deixa-nos sem grande hipótese de destacar apenas um perna de pau. Ainda assim arriscamos, nem que seja pelo nome: Clebão.

E agora entram as danças sevilhanas da Catalunha
Paulo, começar a época num dos campos mais complicados é bom por duas razões: o adversário ainda não estará a 100% e é um jogo duro que fica arrumado. Mais importante ainda será em termos mentais se, depois do milagre de Twente, arrecadarmos os três pontos num campo onde é raro ganharmos. Claro que para ganhar um jogo destes temos que fazer pela vida ou, se preferires, temos que jogar à bola, coisa que ainda não fizemos esta época. Será pedir muito, ou vamos confirmar que somos candidatos assim-assim?

 Vamos jogar no Totobola
Nacional – Sporting    x 2

8 thoughts on “O Bloco de Notas do Gabriel Alves – 1ª Jornada

  1. Espera-se muitas dificuldades nesta deslocação à Choupana, terreno tradicionalmente difícil para o Sporting que só por 1 vez lá venceu nas últimas temporadas.
    É muito importante começar o campeonato a vencer e, ainda mais importante se torna, depois de tão fraca pré-temporada.

    É para ganhar!!

  2. ÚLTIMA OPORTUNIDADE

    De facto, Cherbakov, para se ganhar e dar alegria aos adeptos – todos, mas essencialmente aos pagantes – é preciso jogar bem, o que, como todos reconhecem, o Sporting ainda não fez esta época.

    Mas chamar pernas-de-pau aos adversários ou lembrar que, em contraponto com o treinador do Clube do Outro Lado da Segunda Circular, o treinador do Nacional usa um português rebuscado, não faz do vosso nem melhor treinador, nem põe os “sapateiros” que para aí tendes (já agora, em linguagem à Manuel Machado) capazes de tocarem rabecão.

    Mas não convém perder a esperança de ver, ainda esta época, a exemplo das anteriores, alguns raros laivos de futebol nesta ou naquela partida, entremeados de pontapé para a frente à espera que o “Resolve” resolva sozinho, em esforço, o que devia ser resolvido pela equipa.

    Bem, hoje, vou dar-me a última oportunidade de não apagar de vez os restos de sportinguismo que por aqui ainda existam e desligar-me por completo da SportTV, mudando-me para o Meo, por razões óbvias.

    O CAMALEÃO.
    2009-08-15

  3. Yannick? Roca? 80% das jogadas da primeira parte a passarem pelo Abel? Liedson com a baliza (e 5 macacos) pelas costas?
    fui só eu que vi ou desde que entrou o Matigol o jogo foi outra história?

    como querem que um gajo acredite se vejo os meus 2 jogadores “favoritos” no banco de início?

    merda pah!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s