47 thoughts on “Batatal

  1. Eu adorei ouvir o Carvalhal dizer que, apesar das condiçoes do terreno, a equipa nao caiu na tentaçao de jogar futebol directo, que ´´e algo para que nao esta talhada. Acho que so o Paulo Bento nao entendia isso…

    • calçar ate calça… nos descontos!! enquanto o moutinho continua a jogar todos os minutos de todas as competiçoes… seja contra quem for!! enfim… o matias pode ainda nao ter mostrado tudo o que sabe mas não é a ficar sentado no banco que vai ganhar forma e integrar-se na equipa!

      • sim. em 2 minutos em campo, correu, fez uma desmarcação e um excelente centro-passe-rasteiro para golo. ou seja, mais do que o postiga em 70m…

      • PLF deves tar a gozar! Se aqueles dois biqueiros na bola sao passes do Postiga tá visto o que os Sportinguistas esperam dele.

      • Pepe,

        não é o remate falhado que permite o remate do JM28 na linha, é a 1ª bola que entra entre 3 defesas da UDL, um passe efectuado depois de (e muito bem) se disponibilizar para um passe vertical, no que foi uma transião rápida para o ataque.

        Se aquilo é um biqueiro, há muitos que gostariam de dar biqueiros daqueles. Não ver mérito do Postiga naquele lance é não querer ver. A negação da realidade não costuma ser um bom indício.

        Isto para dizer que o exagero é uma arma estéril (na melhor das hipóteses). Desvia a discussão do que é verdadeiramente importante.

      • desculpa, corrijo então:
        o postiga fez um passe para o moutinho, que remata, bola defendida pelo guarda-redes, dando golo ao joão pereira no ressalto. foi este o seu contributo para o jogo.

        ou sou eu que sou cego, ou o postiga, tendo em conta a sua posição, é o jogador mais ineficaz no SCP. o tipo é avançado e não marca golos (por exemplo, este ano já participou em 23 jogos e não marcou golo nenhum)…parece-me objectivo…
        mas não é de agora, é ver os golos que ele marcou em outros anos…

        eu, por acaso, prefiro avançados que marquem golos.

      • já agora, o exagero, em sede de discurso, não me parece que seja uma arma estéril, muito pelo contrário.
        aliás, é até um dos recursos estilísticos mais simples, eficaz e utilizado na retórica. a sua utilização em conjunto com a ironia é constante…

        o objectivo é simples, conforme saberás, mostrar o ridículo. no caso, o rídículo de o postiga não jogar um caralho e continuar a jogar sem que sejam dadas oportunidades a outros…

      • Jorge,

        se achas que argumentar o absurdo porque convém para reforçar o teu argumento eu percebo-te, porque sou advogado, mas também sou capaz de te dizer as suas limitações.

        Sabes qual é a maior? É que o absurdo que utilizas no teu percurso argumentativo se afasta do resultado que pretendes. Porque postulas uma presença adversarial para dar equilíbrio às tuas asserções. Ou seja, fazes depender o teu argumento dos argumentos do adversário. E isso quer implicitamente dizer que não deves ser levado a sério na plenitude das tuas afirmações.

        Se essa é a muleta argumentativa que queres utilizar, parabéns.

      • percebes-me porque és advogado? essa afirmação diz muita coisa…

        o mundo da advocacia – enoja-me a mim, enquanto advogado – pela sua rigidez formalística, que, na verdade, não passa de falta de imaginação.

      • Sousa,

        só para dar um exemplo (claro) de que a qualidade de um avançado não depende exclusivamente dos golos que marca. O Hassan marcava muitos golos, mas só tinha qualidade para jogar no Farense. O Makukula no Salamanca e no Marítimo, etc.

        Toda a gente sabe isso. Mas não o assumir porque não convém quando queremos é bater em mais um jogador do Sporting parece-me pouco honesto.

        Enfim… isto vai mesmo lá quando se contratar o Camora!

      • há mínimos para tudo. no entanto, o postiga, neste momento, está muito abaixo de qualquer mínimo aceitável para uma equipa que quer ganhar um campeonato.

        23 jogos – 0 golos.
        (para o campeonato, nem sequer fez uma assistencia que desse golo)

      • jorge,

        nem sequer gosto do Postiga. Mas ainda gosto menos de “realidades exageradas”. E tenho pavor ao desconhecido.

        De qualquer forma parece-me que podes deixar o Postiga descansar em paz, porque se contratou um avançado para fazer parceria com outro avançado e, nenhum desses dois tendo jogado ontem, ainda há dois outros avançados para a escolha.

        Se farão melhor que o Postiga, logo se verá…

      • PLF,

        louvo-te a capacidade de escreveres, escreveres, escreveres e deixares-me sempre dúvidas sobre os reais propósitos das tuas palavras.
        Se tiveres mais uns minutos, tira-me então esta dúvida: dizes que “a qualidade de um avançado não depende exclusivamente dos golos que marca”. Então, pergunto eu, e não se pode aferir a qualidade de um avançado pelos golos que não marca?

      • Sousa,

        a pergunta não é fácil porque tem vários eixos: o individual, o colectivo e o relativo.

        Quanto ao individual, diria que um avançado tem de marcar golos e tem de o fazer porque tenderá a estar mais próximo da baliza e, logo, a probabilidade de se encontrar em zonas de finalização é maior. Se não souber finalizar, não pode ser avançado.

        Mas o mesmo não é dizer que um avançado que marque 30 golos é melhor do que um avançado que marca 15 por temporada. E isso leva-nos para o plano colectivo. Argumentando por absurdo, dir-se-á que nenhum avançado chuta à baliza sempre que toca na bola. Porém, se o fizesse, possivelmente marcaria mais golos do que se procurar sempre que o colectivo (e não o próprio) encontre o caminho para a baliza. O mais provável é que perante a imbecilidade de um avançado que chuta demasiado à baliza, o treinador optaria por um jogador que jogasse com o resto da equipa.

        Por isso, por exemplo, aquele adágio popular do “nunca se deve censurar quando se chuta à baliza” é uma enorme imbecilidade sobretudo porque normalmente é utilizado quando há melhores opções de jogo.

        Exemplo, o Lisandro não é um avançado muito concretizador, mas é um excelente jogador colectivo. O Adriano (agora SCBraga) é um jogador que marca bastantes golos – marcaria mais do que o Lisandro jogando a 9 – mas é pior para o colectivo.

        Por último o eixo relativo. Um avançado é bom ou mau dependendo do contexto em que se insere. O Mancini era uma máquina na Roma e pouco jogou no Inter. Quaresma idem. Saviola idem. Etc.

        É então concebível que um avançado como o Postiga seja útil, ainda que não marque golos ou faça assistências. É, se a alternativa não for melhor. Ou seja, antes ter objectivamente “mau” do que “péssimo”. Porque entre mau e péssimo, o mau é relativamente melhor.

        É voz comum dizer-se que o Potiga é péssimo. Assim como foi dizer-se o mesmo do Saleiro. A verdade é que tem sido com os 2 que o Sporting tem jogado um futebol melhorzinho e (no que não se confunde) tem regressado às vitórias.

        Achar que mudando uma daquelas duas peças “defeituosas” a coisa melhorará, é que tenho dúvidas.

        Já não teria dúvidas se o ataque cerrado fosse no Grimi, esse sim completamente incapaz de dominar uma bola. Porque esse, em comparação com os adversários (o Ronny, por exemplo) é péssimo.

      • destaco «ou seja, antes ter objectivamente “mau” do que péssimo. porque entre mau e péssimo, o mau é relativamente melhor».

      • “a pergunta não é fácil porque tem vários eixos: o individual, o colectivo e o relativo”

        AHAHAHAHAHAHHAAHAHAHHAHA HAAHHAHAHAHAHAHAHAH AHAHAHAHAHAHAH AHAHAHAHAH AHAHAHAH AHAHAHAHAHAH AHAHAHAHAHAHAHAHA AHAHAHAHAHA AHAHAHAHAHAHA

        Desculpa, PLF… AHAHAHAHAHAHA
        Descul… AHAHAHAHAH Não vou conseg… AHAHAHAHAHAH
        Não vou conseguir ler o resto da tua resposta… AHJAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAH HAHAHAHAHAHAHAH AHAHAHAHHAHAAH

        Obrigado por este momento… fizeste-me cuspir o café que tinha acabado de beber… AHAHAHAHAHAHAHA GHAHAHAHAHAHA
        Muito bom! muito, muito bom… AHAHAHAHAHA

      • Sousa,

        como te(vos) disse em tempos, o que fazem do vosso blog é convosco. Se o nível desejado é aquele dos que criticam os doutores, é uma escolha como outra qualquer.

        Espero que, ainda que te tenha feito rir, a minha resposta te tenha feito parar para pensar. Se não foi o caso, o erro foi meu porque esse era o objectivo.

      • PLF,

        Realmente Sr.Doutor, ninguém o entende…
        Porque não vai advogar para o caralho que o foda?
        Hein?Hein?

      • PLF,

        “criticar doutores”? Mas o V. Exa., ilustre advogado, tem também um doutoramento? Em quê?
        Deve ser um doutoramento de Bolonha, não?

        Stromp

      • Stromp,

        apesar de este seu comentário ser o mais imbecil de que há memória, coloca uma boa questão para que não tenho resposta. E olhe que pensei sobre ela antes de escrever “doutores”.

        Em 1º lugar, não é incorrecto dizer que um licenciado é um doutor. Em Portugal é assim. A utilização da abreviatura Dr. serve esse mesmo propósito, abreviar.

        A um conjunto de pessoas licenciadas, podemos – nós, portugueses – portanto chamar “doutores”. Também não há incorrecção aí.

        É verdade que a utilização do vocábulo “doutor”, quando por extenso, parece indiciar a detenção de um grau de doutoramento. Porém, a esse sinal é geralmente aposta a maiúscula, sendo a referência mais normal, portanto, a de Doutor.

        Foi essa a distinção que procurei fazer: entre doutores e Doutores.

        Porque, quando me apelidaram de “Doutorzinho do caralho”, no que presumo que não tenha sido o Stromp por possível imprecisão terminológica, não me pareceu que se tivessem referido ao grau de Doutor.

        Quanto ao prestígio da advocacia, já disse que não é muito. Afinal, o Dias Ferreira também é advogado.

        Mas o que é hilariante no grau de imbecilidade no seu comentário é que, consiga – não uma, mas duas vezes!! – considerar que estudar é algo de mau, criticável ou mesmo insultuoso. Só mesmo um gajo completamente bronco é capaz de uma enormidade desta natureza.

        Um abraço sentido e boa sorte para o regresso à normalidade.

      • Exmo. Sr. Doutor PLF,

        O que é que se passa aí no escritório onde trabalha? Acabaram-se as fotocópias para tirar?
        Como é que o V. Exa. tem tempo para escrever uma dissertação cada vez que quer reponder ou comentar uma coisa que podia ser feita em meia dúzia de palavras?
        É queOs advogados que conheço que trabalham em escriórios decentes não têm tempo para isso. Ou V. Exa. é partner do escritório e escreve estas coisas nos intervalos das partidas de golf enquanto o seu caddy lhe afaga o taco? Fica a questão.

      • Jorge,

        também tinha essa dúvida (e desculpe lá o ensejo de corrigir). Mas, aparentemente, apenas se deverá referir por Professor Doutor se se for efectivamente professor.

        A minha fonte é esta (está longe de ser a revelação bíblica da semântica da língua portuguesa, mas é uma boa referência):

        http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=23049

        http://www.ciberduvidas.com/pergunta.php?id=123

        Sinceramente, acho estes formalismos (e distinções) absurdos – embora haja que respeitar na sociedade em que estamos.

        Stromp,

        believe it or not, giro o meu próprio tempo. É que, actualmente, sou doutorando.

  2. Um hábito há muito perdido, tem vindo a ser recuperado pela (renovada) equipa leonina, o da Vitória. Ontem, após mais uma boa 1ª parte (até nisto se distingue da equipa da Era-Bento), o Sporting levou de vencida a difícil equipa da União de Leiria, num terreno lastimoso que só um calendário mal organizado por parte da Liga de Clubes invalida qualquer possibilidade de adiamento de jogos (vide relvado de Guimarães, Coimbra, Vila do Conde e Trofa).

    A forma como Carvalhal abordou o jogo de ontem revela uma de duas coisas: a Taça da Liga, juntamente com a Taça de Portugal, são, realmente, as competições que interessam a este Sporting. Desta forma, adopta uma visão realista do futuro próximo do clube no que diz respeito ao sucesso nesta Liga 2009/2010. Ou Carvalhal pretende impor um máximo número de vitórias a uma equipa muito fragilizada e desvalorizada. Este último ponto, o mais condizente com a História do Sporting, pode vir a revelar-se, mais para a frente, como prejudicial. O volume de jogos, em terrenos pesados, com pouco espaço de recuperação, com pouca rotatividade, pode vir ao de cima muito em breve, com claro prejuízo para a equipa leonina. No entanto, o beneficio da dúvida fica no lado da equipa técnica, sabedora do trabalho diário que cumpre com o plantel.

    Numa breve análise ao jogo de ontem, algumas merecem destaque e reflexão:
    – O golo do Leiria só se marca a este Sporting;
    – O golo do Leiria jamais seria marcado pelos avançados do Sporting;
    – Gosto de Tonel e Carriço, mas é preciso um defesa-central melhor e mais dominador. Um central de músculo e inteligência.
    – Tonel e Carriço são “moles” e ambos não encontram no companheiro a “muleta” que precisam;
    – Os falhanços de Cássio e de Silas são o espelho de que ali, no centro da defesa, nem tudo está bem;
    – 9 portugueses no onze-titular. É obra e raro.
    – Soares Dias a comprovar que só em Portugal se premeia a incompetência. Uma semana após receber as insígnias da FIFA, mais uma demonstração que o legado do pai continuará vivo.

    http://cantinhodomorais.blogspot.com/

  3. Mbo pensa que o melhor de ontem foi a vitoria, vencer é bom para tudo.
    Mbo pensa que a equipa de arbitragem foi habilidosa contra o sporting.
    Mbo pensa que andre santos encheu o campo com futebol, estou ansioso de o ver para o ano de leão ao peito.
    Mbo pensa que o leira teve muitas oportunidades e Rui Patricio deu mais frango.

  4. Oh PLF, tu és dos tipos mais imbecis que se vê por aí. É que nada do que tu dizes faz sentido ou é sequer intelígivel (esta aprendi hoje só para estar ao nível do xôtor) por um tipo normal.
    Tu falas de “bola” como se estivesses a falar de filosofia e tens para ti que percebes do que falas. Devias ser um bocado mais modesto porque (e aqui vem a novidade para ti) não tens razão para não ser.
    E dizes com soberba que és advogado….alguém te perguntou alguma coisa sobre o que fazes na vida? Achas que alguém se rala com isso?

    • Stromp,

      que não consigas compreender é só indicativo das tuas limitações, não da inteligibilidade do que escrevo. No mais, também não me ralo com o que achas que outras pessoas querem saber.

      Esta é a 2ª vez que (aqui) se equaciona insulto com uma licenciatura (e no caso concreto com mais umas provas que objectivamente não são muito difíceis de cumprir).

      É obra haver pessoas orgulhosas da ignorância.

      • PLF,
        Já li várias opiniões tuas, aqui e noutros blogs.
        Concordo com várias, discordo de algumas. Mas são as tuas respostas às pessoas que entram em desacordo contigo que te tornam leitura difícil. E, por vezes, acabo por passar à frente do que escreves, talvez perdendo alguma informação que até gostaria de ter aprendido.
        És mais ou menos como o Postiga a jogar – pareces muito bom a construir as tuas opiniões, mas na altura de as concluir ou aproveitar um ressalto/defesa do guarda-redes, tomas quase sempre as opções erradas, e as pessoas perdem a paciência à espera de outra coisa.

      • Careca,

        aceito a crítica. Só acho que no futebol e para o Sporting em particular, não deve haver lugar a extremismos. Acho mesmo que esses extremismos minam as boas ideias que quem os avança poderão ter, pelas razões que acima referi.

        Temos de ser justos a pôr as coisas nos pratos da balança. No exemplo do Postiga, ter pelo menos a dúvida (metódica) de se a melhoria exibicional nos últimos jogos se deu apesar da sua presença ou também pela sua presença. Todos os jogadores têm características diferentes. E até se pode defender legitimamente que o Postiga não tem lugar no plantel do Sporting (como qualquer outro jogador, tem defeitos e virtudes e não é um jogador completo). Mas daí a dizer que não faz (ou fez) nada bem é um passo.

        Voltarei cá mas sem ser para comentar.

      • Eu acho que a melhoria se deu apesar da sua presença. As qualidades do Postiga em campo não compensam os defeitos que tem. O bom passe que faz no meio campo não compensa o golo que falha.
        O rácio qualidades/defeitos do Postiga não justifica ser um dos 5 jogadores mais bem pagos do plantel. Uma desmarcação em contra ataque contra o Braga deve ser elogiada a um jogador que ganha 80 mil euros por mês, quando ele adiciona pouco mais à equipa na posição dele? Não estou a falar do saleiro que ganha um décimo, mas sim de um jogador que custa um milhão de euros por ano.
        E todos os minutos que jogou, foram minutos em que alguém aqueceu o banco a vê-lo a cabecear na pequena área e falhar sempre na baliza.
        E depois eu acho que ele é um cretino.

  5. sinceramente penso que em grande parte o PLF tem razão em dar valor ao postiga, aceitando no entanto o facto de se exigir golos a um avançado.

    analizando unica e objectivamente o jogo de ontem, no meu ponto de vista (certo ou errado é apenas o meu) o postiga enquanto esteve em campo, fez um bom jogo e comparando com o saleiro esteve bem melhor.

    tenho para mim que ontem o carvalhal devia ter dado minutos a alguns dos agora suplentes, até porque sabado jogamos com um adversário directo.

    PS: começo a ficar irritado com as substituições nos ultimos 2 minutos de jogo, tudo o resto, parece me indescutivel que estamos a melhorar.

  6. PFL em portugues e calão….vai pro caralho!

    das duas uma…ou tens o intestino grosso ligado á cabeça,ou comes merda ás colheres…

    podes ser inteligente comó caralho mas de esperto nao tens nada…manca-te…o que ganhas em vir para aqui arranjar conflitos? e pensar que só tu tens razão?

    vou-te só dizer 2 coisa,e quando essas noticias sairem vens aqui pedir desculpa…

    postiga vai sair do sporting ainda em janeiro…e camorra vai ser internacional sub-23.

    • Oh empresário de futebol disléxico,

      Se o Camora se tornar internacional sub-23 é um grande feito. Vai juntar-se a esse grupo restrito de jogadores onde consta, por exemplo, o Rui Lima.

      Quanto ao Postiga sair, aí espero que seja verdade e que – já agora – o Sporting consiga recuperar os €2,5M que pagou por ele e que não tenha de contribuir em nada para o novo clube pagar o seu salário.

      O teu problema é que és tão denso que não percebeste sequer o significado de “eu nem gosto do Postiga”.

  7. Ja, por mais que uma vez, disse ao PLF o que achava da forma como ele condzia as trocas de ideias e, obviamente, acho que nao ha defesa possivel para a nulidade que ´´e o Postiga, mas volto a sublinhar que rebater o que o homem diz na base do insulto, nao abona em nada a favor de quem opta por essa via.

  8. Dizer de um avançado que “Não marca muitos golos, mas é esforçado” revela a (pouca) qualidade do mesmo, neste caso, o Postiga. Se fizermos as contas ao que ganha, ao que custou,aos golos que marca e ao que faz jogar, estamos possivelmente perante o avançado mais caro da história o Sporting.

  9. So tenho uma coisa a dizer e sem insultos ao PFL, pq nao concordo com isso, o Postiga nao a vale a ponta de um chavelhoooooooooooo, nao vale nada nao constroi nao marca nao joga um cú,era preferivel ter la uma estaca no campo e coloca la perto baliza k esta marcava mais golos!!!!!!!!!!!!!!

  10. Pingback: TÁ MUITO BÓM (agora com imagem) « O Cacifo do Paulinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s