Sucessão – O Treinador

Não creio que o nome do treinador seja, por si só, um assunto vital. Definir o perfil, sim. Arrumar a casa primeiro, claro. Varrer a merda toda, evidentemente. Depois da aventura Carvalhal, que quase toda a gente já sabia não ter mãos para tamanha empreitada, é necessário escolher. Existem duas opções:

Treinador “Cromo” –  Um verdadeiro rato de laboratório, preocupado única e exclusivamente com o rendimento desportivo da equipa. Em sintonia com a Direcção. Pode ser estrangeiro ou português. De preferência sem os tiques e manias do futebol nacional. Um tipo duro com conhecimentos contrastados e curriculum à prova de bala para não ser queimado por qualquer Liedson desta vida. Só poderá resultar se antes a estrutura for devidamente parametrizada. Necessita o apoio de um bom Director Desportivo que blinde o balneário e que crie a sensação de família. Precisa que o trabalho de casa da pessoa que coordena o mercado seja feito a tempo e horas e com critério. Confeccionar um plantel competitivo é crucial. E depois, deve olhar para cima e ver um Presidente solidário que defenda institucionalmente o clube. A missão deste tipo de treinador fica confinado ao futebol da equipa. Não contem com este treinador para gerir situações em que depois de uma vitória se depare com um balneário em pé de guerra onde o Director Desportivo ande à bofetada com o melhor jogador. No fundo, o clássico treinador à Porto. Entra com a máquina bem oleada e só se preocupa com o que tem que fazer. Se for razoavelmente bom, é meio caminho andado para o sucesso. É a minha opção preferida mas de execução inviável no contexto actual. Quanto a nomes, já se sabe não custa sonhar. Mas dentro das possibilidades económicas do Sporting, até pode ser um André Villas Boas (não porque tenha provado especialmente nada mas porque acredito que os melhores nesta profissão bebem da experiência dos melhores), ou já com provas dadas (muito mais do que o Carvalhal) como são, por exemplo, um Domingos Paciência, um Jesualdo Ferreira ou um Manuel Machado. Estrangeiro, seria melhor. Ernesto Valverde, Dick Advocaat, Michael Laudrup. Boloni não, por favor.

Treinador “Segurança” – O famoso costas largas. Num mundo perfeito seria um mestre das ardósias e dos desenhos tácticos. No momento actual e para a realidade portuguesa basta o resto. A personalidade envolvente e aglutinadora poderiam compensar as carências conceptuais relacionadas com o jogo. É o típico sobrevivente mesmo quando nada no lodo. No fundo, seria uma espécie de Paulo Bento mas numa versão revista e melhorada. O seu magnetismo e força dentro do futebol seriam tão impressionantes que disfarçariam a inexistência de um departamento de prospecção, um líder de mercado e um Presidente como Deus manda. É pau para toda a obra. Conhece o mercado, rodeia-se de agentes influentes, compra guerras com quem entende. A política de comunicação do clube é da sua responsabilidade. Mas, acima de tudo, é um terapeuta. Um Psicólogo. Junta os jogadores. Faz acreditar o plantel numa causa. Luta e faz lutar todos até à morte por um objectivo. Na sua versão mais perfeita e completa, é o Mourinho. Um treinador Estrela maior do que o clube. Na versão do Sporting para mim só tem um rosto. Luiz Felipe Scolari.

Importa, portanto, definir o perfil pretendido e começar a preparar a época. Escolha-se agora. Para que em Maio se prepare tudo com tempo. Que o serviço funerário arranque. A sentença de morte do treinador está assinada. Alguns jogadores também têm os dias contados. É o momento de cortar com o passado e avançar sem medo do futuro.

P.S. – Relativamente à opção Manuel José, tenho as minhas dúvidas. O seu nome remete para uma ideia romântica do futebol. É o 7-1 ao Benfica, o ataque com o Ralph Meade, as épicas noites europeias e a frustração de nunca ter tido a real possibilidade de mostrar o que vale com armas a sério. Mas para mim também é o insucesso no Sporting e a experiência totalmente falhada num Benfica à deriva. A verdade é que a nossa realidade não dista assim tanto desse Benfica de Paulo Nunes e Donizete. Eu gosto do Manuel José. Acho que é um treinador mais do que competente para o futebol em Portugal. Não sei é se o Manuel José não é apenas carne para canhão se o modelo para o futebol continuar a ser este.

39 thoughts on “Sucessão – O Treinador

    • Olha Toni,

      Eu até tinha jurado a a mim próprio, nunca mais responder a provocações de merda. Para merda, já basta o que se passa no desgoverno deste País (oposição incluída).

      O que eu critico na trampa do teu comentário, é o facto de, bandalho como deves ser, não teres o mínimo respeito pelo trabalho de quem escreveu o post. Se queres gozar, vai gozar para outro lado. Se queres criticar, fá-lo de modo construtivo. Mas tu nem deves saber o que isso significa.

      Quando para o ano, o teu clube estiver de novo na Liga Europa, por ter sido derrotado nas pré-eliminatórias da Champions, depois conversamos.

      Até lá, diverte-te a ver as provas de bobsleigh em Vancouver e a imaginar que tu eras o sleigh, e descias a pista a roçar com a peida na neve.

    • Toniiii!!

      Um dia destes vais ter 1 tristeza do caralho!!
      Se eu fosse a ti andava na rua com 1 capaçete, pois desconfio que se te encontrar mando-te uma puta duma pedrada nesses cornos que te rebento todo!! Cara de cu!!

      ahhh e no final da pista de bobsleigh puna uma tina de álcool para arrefeceres esse cageiro!!

    • Toni, tu tornas-te patético com tanta merda que dizes. Tal como o Tiago fez questão de recordar-te, a Intertoto já não existe. Aproveito para recordar-te que és adepto do único chamado grande que ficou fora das provas da UEFA. Ah, e que és patético (mas isso tu já sabes, né?)

  1. gostaria apenas de dizer que numa altura destas que ainda estamos na luta pela europa,não deviamos já falar em treinadores para substituir o carvalhal…acho que a equipa pode dar 1grito de guerra e catapultar para 1 campeonato melhor e ir ainda longe na europa…e por isso não me pronuncio sobre futuros treinadores!Temos sim, de pensar em novos presidentes!!!Em alternativas a este que já provou que não é o presidente para o sporting!!!

  2. Villas Boas.

    O Rui Alves já está no brasil em fase de prospecção para preparar a próxima época! é assim que as coisas se fazem, ainda mais quando temos um plantel com várias debilidades. e é por isto que o nacional, em cerca de 7 anos é já uma das 6 equipas mais fortes do campeonato português!

  3. Como já disse por mais do que uma vez, a minha opinião é de que a solução passa por um treinador estrangeiro de créditos firmados. Nomes?
    Gérard Houllier, Dick Advocaat ou Radomir Antic

    Ainda no que toca a técnicos estrangeiros, e se a aposta fosse em alguém mais novo, tentaria Ernesto Valverde ou Michael Laudrup.

    Portugueses… se Jesualdo fosse corrido do Porto, seria claramente a minha primeira escolha, seguido de Manuel José e Manuel Machado na lista de raposas velhas.
    Se fosse alguém mais novo, Domingo ou Jorge Costa (Villas Boas como terceira solução)

    • o antic há muito que não faz nada de jeito, ou é só minha impressão!? aliás, tirando o campeonato ganho há muito com o atlético não ganhou nada de relevante. fez um bom apuramento com a sérvia.

      o houllier consta que é demasiado problemático, mas esse sim tem um bom currículo, tal como o advocaat, que desses seria o meu preferido.

      não percebo a cena do laudrup, depois do getafe foi rapidamente corrido do spartak.

      advocaat/machado/villas boas são os meus preferidos. ainda vamos todos chorar é o que é.

    • Eu também não percebo a pancada com o laudrup… o valverde ainda compreendo que se goste dele. Mas o meu sonho era mesmo martin o’neill… david moyes ou bilic também eram bons. Mas como esses dificilmente saiem, que tal um gordon strachan? Tem carisma, consegue criar um balneário forte e até já sabe o que é de jogar de verde e branco!

      Quanto a Portugueses, o villas boas é (mais um) um tiro no escuro… será que nos podemos dar a esse luxo? Para dar tiros no escuro seria preferível ir buscar o manuel josé que ao menos punha os putos na linha…

  4. Eu proponho também o Lito Vidigal.
    Em 5 anos, começou na III Divisão, conduziu com sucesso o Ribeirão, depois passou para o Estrela da Amadora, pegou naquele clube de cacos e perturbardo pela crise financeira e fez um óptimo trabalho, uniu os jogadores e mostrou resultados. Seguiu-se o Portimomense, e agora o União de Leiria, que para aí com 80% do plantel que subiu da Liga Vitalis está na luta pela Europa com um plantel que lutaria pelo meio da tabela, e até com o melhor jogador do Leiria ( Carlão, eu sou de Leiria, inclusive vi o primeiro treino dele contra a equipa de Juniores e eu lembro-me tao bem que o meu primeiro pensamento foi ” foda-se q jogador “, e assisto a praticamente todos os jogos do Leiria em casa ) em clara quebra de forma, a equipa joga bem e garante resultados óbvios.
    É um caso a pensar de um técnico em crescimento…

    • Não sei se é por ser meio preto ou por não andar de gravata mas o Lito Vidigal nunca aparece como possivel escolha e olha que em termos de resultados já mostrou muito mais que o paniscas das Académica.Mas vai ser este ultimo a vir,a não ser que recuse o que me parece pouco provável.Pouparam 1 milhão de euros na altura em que o Bento saiu para pôr a equipa neste estado calamitoso,isto é a gestão do JEBurro.

  5. Villas-Boas. Ganha de goleada.

    Garantido e já a trabalhar.

    Exige uma estrutura de futebol forte e sólida.

    Pegou na Académica em último lugar, já está a 3/4 pontos da permanência e a 6 do SCP, e sem revoluções no plantel, como alguns fazem logo que chegam!

    Temos homem para 2010/2011.

    Este sofrimento todo tem de ser recompensado.

  6. E o Co Adriaanse? Pelo menos tinhamos futebol de ataque, para animar a malta! Parece que é um bocado mau feitio, implica com os miúdos que pensam que são vedetas e tal… mas não será que tb precisavamos um pouco disso? é o meu preferido…
    Dentro dos tugas, parece-me que o Special 2, o Villas, seria, realmente, a melhor opção….

  7. O freitas lobo é o director desportivo anunciado por um dos candidatos a presidência do guimarães… nós só temos é que convencer o nosso Manel para director desportivo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s