O Bloco de Notas do Gabriel Alves – jornada 21

Sobre o Porto, já todos sabemos o que há a dizer e, infelizmente, está bem fresco na memória o resultado da Taça de Portugal. O que se pode pedir, em primeiro lugar, ao treinador do Sporting, é que não volte a cometer os mesmos erros, nomeadamente o entrar a medo no jogo e o levar golos nos dois tipos de jogadas mais vezes repetidas pelos azuis e brancos: bola para Varela, Varela insiste em direcção à linha e centra rasteiro para a entrada de Falcão ou de um dos médios; bola para Varela, Micael apoia, puxando um dos centrais, Varela puxa o lateral e Micael centra para o segundo poste onde, regra geral, aparece Falcão. Ah, já para não falar das bolas paradas, onde temos dado constantes “casas” frente ao FCP.

Dito isto, caro Carvalhal, tens toda a razão quando disseste que “temos de jogar nos limites, tal como fizemos frente ao Everton. No limite da concentração e da disponibilidade física”, mas é igualmente bom que não te esqueças que temos que mostrar quem manda em Alvalade e, já agora, aproveitar a ausência de Fernando na posição seis, a qual nem Meireles nem Tomás Costa conseguem ocupar com a mesma eficiência. Não sei que equipa estarás a planear para esta noite, mas era interessante se o João Pereira ocupasse o lugar do Abel, o Veloso o do Grimi, o Moutinho o do Veloso e o Matias o do Moutinho.

Resta-me dizer-te que acredito que vamos fazer um bom jogo e que vamos ganhar. 1-0, com golo do Liedson. Se tudo correr bem, apesar da chuva, com mais 10 mil pessoas em Alvalade do que na passada quinta-feira.

23 thoughts on “O Bloco de Notas do Gabriel Alves – jornada 21

  1. Olha Cherbakov,

    Quem nos dera que o Carvalhal lesse as tuas sugestões para o onze titular… Concordo em absoluto com as mesmas, contudo, a teimosia, mas sobretudo, as histórias mal contadas deste plantel são mais que muitas e por isso pouca esperança há em ver um onze com esses elementos nessas posições.

    O que espero é que quem entre em campo o faça com convicção, carácter e brio, por forma a vencer os corruptos do norte…

    SL

  2. De volta a terra(campeonato)depois da subida ao ceu(Liga Europa).Se fizermos um jogo menos conseguido acho que o Carvalhal ja tem desculpa.Nao tivemos tempo para treinar.Mas,tal como antes do jogo de quinta-feira eu acredito.Se formos ambiciosos o jogo podera ser interessante uma vez que o Porto nao se deve contentar minimamente com o empate.Vamos a eles.

  3. Dass, ca ganda baile!
    Porra, isto, sim, é o Sporting! Assim dá vontade e orgulho de sofrer por estes jogadores… com entrega, dedicação, atitude e, especialmente, CONFIANÇA! Alguém me explica como é que, agora, já acertamos 3 passes seguidos, não há medo de jogar à bola, de ir para cima do adversário e não tremer?
    Ah, já é efeito do Freud Costinha!!! :)))

  4. 4 oportunidades para o Sporting.1 oportunidade(com boa vontade)para o Porto.Exemplo perfeito de que no futebol(tal como na vida)muitas das vezes a fadiga fisica e condicionada pela fadiga mental.Alinhando com o mesmo onze de quinta-feira o Sporting esteve mais “alegre”,mais competitivo,mais equipa do que o Porto.Golo a abrir e niveis de motivaçao reforçados.Sporting como “peixe na agua”(sem precisar de assumir o jogo).Golo a fechar a 1ªparte.Golo a abrir a 2ªparte.E depois…OLE…OLE…OLE…OLE(ate o Patricio faz um passe de “primeira” soberbo a “abrir” na direita)…OLE.Ate certo ponto foi vingada a humilhaçao no Dragao para a Taça.E como diz o “ministro”,e impensavel nao atingir o 4ºlugar final no campeonato(pelo menos com “este” Sporting mesmo sem termos feito uma exibiçao deslumbrante).

  5. Uma palavrinha de penitência: desculpa lá, Carvalhal, por ter-me deixado tentar pelos que têm pouca fé. Fostes corajoso em vir para cá nessas condições, traçastes um caminho arriscado, não recebestes o apoio daqueles que te deveriam apoiar (JEB), fostes apunhalado pelas costas pelos que tas deviam guardar (Sã-até-um-Pinto-faz-melhor-que-isso). Mas és bom, e como qualquer um que ande a ver isto de futebóis há tempo suficiente sabe, não é preciso mais do que “bom” para se ser campeão, assim estejam reunidas as condições quanto ao “resto” da estrutura, que claramente não existe ainda neste clube. Ou seja, “bom” é bom.

    Fala-se muito mal do Salema Garção. Eu não percebo muito bem a razão das críticas. Será pelo ar seborreico que ele apresenta, de uma forma constitucional? Enfim, eu no final do jogo com o FCP para a taça vi um reflexo de mim próprio a fazer as declarações: um gajo destroçado, sem boas palavras para transmitir, sem boas notícias para dar, impotente face ao momento desgraçado da equipa na altura. E hoje vi um homem que parecia ter cumplicidade com os jogadores e com a equipa técnica (repararam na altura da substituição do Izmailov?). Ou seja, dêem lá desconto ao homem, pode ser luzídio, e isso pode não estar na moda, mas acho que é bom moço….

    Quanto à equipa, mais uma vez melhor resultado que jogo. O treinador “inventou” Abel em vez de João Pereira, “inventou” Grimi em vez de Migiuel Veloso na esquerda, “inventou” Yannik em vez de Matias. E com isso inventou mais um bom resultado, improvável face à equipa que se apresentava em melhor forma até hoje, e 3 dias depois de um jogo cansativo com a mesmíssima equipa. Escusamos de fingir, a vitória é toda dele.

    Grandes palavras sobre Pongole. De um grande Homem, que deve com o que disse ganhar o respeito de qualquer Ser com cérebro naquele balneário (serão muitos?). Isto num clube que viu a merda do ainda actual nº4 a arrastar-se, com inacreditável indiferença, e até tolerância, ao longo de cinco ou seis dolorosos anos, até me dá vontade de chorar a rir. Mas pronto, há para aí uma brigada que também não gosta de Liedson, nem de Moutinho, e que vê razões para assobiar o Rui Patrício ao longo de um jogo, por isso já nada me surpeende.

    E termino com mais umas grandes palavras, também esta noite, do Carvalhal, decididamente um Homem com nível para este clube, e com o qual muitos teriam algo a aprender (a começar pelo catastroficamente verborreico JEB): “o que interessa num clube com esta dimensão não é o destino. É o caminho”! (sic)

    O treinador não gesticula muito, não berra, não nos oferece um bom show nas alturas de maior aflição ali junto ao banco? Caguei! Não vamos ganhar nada? Caguei! Aquela galinhagem sul-americana a actuar em Portugal ficou a ganhar com este resultado? Caguei!

    Ou seja, caguei no destino, para o ano há mais, e esperemos que melhor.
    Agora o caminho, esse, tem que ser sempre o mesmo: ganhar o próximo jogo.

    Viva o Sporting, Sempre!!!
    Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Eis-nos!

    Vulgo, o “Coração de Leão”

  6. E de repente o mês de Fevereiro acaba em beleza!!!!

    É Carvalhal e os andrades levaram a mal! :)

    Dois jogos consecutivos do Sporting de enorme categoria. Há qt tempo não assistiamos a isto?

    Os lampiões estavam todos contentinhos… Mas temos que lhes devolver o favor!… Acho que o Liedson está-se a poupar…

    E aquele gajo com o n.º 20, quem é???? O Djaló não é de certeza…

    Por fim, resta dizer que hoje cheirou realmente muito bem… Tivemos um cheirinho intenso de SPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORTIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIING!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s