Chamem a polícia, uou uou uou…

[…] “Enquanto o Hooligan maltratava apenas o Hooligan, o problema era muito menos grave (…). Contudo, não se pode permanecer impassível perante as repetidas atrocidades cometidas por malfeitores, as sistemáticas violações da lei perpetradas por grupos de rapazes que são o terror das zonas onde vivem” […],
The Times, 30 de Outubro de 1890

28 thoughts on “Chamem a polícia, uou uou uou…

  1. Bem lembrado.

    Bom a coisa é simples: apliquem a Lei 16/ 2004, de 11 de Maio, a famosa lei que regularizou as claques:

    Click to access Doc05_001.pdf

    Já que permitem essa javardiçe bárbara chama claques de futebol ao menos apliquem a lei- e apliquem os castigos que lá constam, doa a quem doer. O problema é que se e a Lei estivesse a ser aplicada:

    1- O Carnide estaria a perder pontos e desceria de divisão, uma vez que apoia( não sou eu quem o digo, foi o Ministério Público!!! E não é que nem assim o CNVD actuou? Ah, ok. Para aquele idiota que preside ao Conselho a violência tem côr, ou já se esqueceram do que aconteceu em Alcochete contra os putos do Carnide?!) uma claque ilegal;

    2- O Porto ficaria com o estádio interdito por ter uma claque que incita à violência( Os superdragões);

    3- O Sr.Mendes ficaria proíbido de ver jogos de futebol ao vivo( Para além do óbvio processo crime);

    4- O Sporting( ponho-o em 4.º lugar porque actualemnte é menos importante que o sr. Mendes!) poderia perder o direito a disputar a taça UEFA do ano que vem;

    Como nada disto vai acontecer, e como somos um país mafioso, vamos continuar a fazer de conta que somos um país a sério.

    Quanto ao holiganismo há um livro que explica tudo:

    “Kicking Off: Why hooliganism and racism are killing football”, de Dougie Brimson. A tese do livro( explicada com muitos factos) é que as claques foram criadas pelos dirigentes dos clubes como guarda pretoriana das direcções para retirar o poder dos clubes dos sócios. No fundo contrataram uns vadios para imporem o medo- para no medo reinarem. Quem poder leia, porque é um verdadeiro clássico nesta matéria:

    http://www.amazon.co.uk/Kicking-Off-Hooliganism-Killing-Football/dp/0755314328

    Um abraço

  2. Impressionante como mais de um século depois um texto destes continua a fazer sentido. O que se passou em Alvalade e ontem no Algarve é uma autêntica vergonha! Depois não venham dizer que as pessoas não vão ao futebol só porque os bilhetes estão caros!

  3. ninguem fala da incompetencia da policia.. é incrivel!…
    são só os rapazes que sao maus !…

    nós aceitamos os doutores que veem a bola caladinhos e saem da bola aos 87minutos e que assobiam ao primeiro passe errado e os doutores so sabem falar mal de nos e nao põem em causa a organizaçao destes eventos.. em alvalade cortejos de adeptos do atletico a passarem ao pe das sedes das claques do sporting é normal ?

    no algarve os super chegarem e verem perto de si… adeptos do benfica… quem controla 3000 homens se a policia nao tiver montado um perimetro de segurança?

    ha mt adepto maluco que pode e tem de ter mais juizo mas tambem ha muita gente neste pais que se esta a cagar po desporto e isto é um verdadeiro deixa-andar.. e o cuidado com o adepto e com o desporto é um assunto de pouco ou nenhuma relevancia para o nosso governo!

      • Se toda a gente fosse certinha e não houvesse ladrões e malfeitores não havia necessidade de haver polícias! Os polícias são incompetentes porque não fazem o seu trabalho como deve ser…

    • Caro Filipe,

      O seu estatuto de caloiro, diz respeito a que curso? A julgar pelo escrito, excepção feita à merda de governo que temos, deve ter a ver com qualquer área da imbecilidade.

      Espero que quando acabar o dito curso, quiça mestrado e doutoramento, não se comporte nem como doutor passivo, nem como menino mau. Também existem pessoas normais que são adeptos do futebol.

  4. Não seria melhor ao cacifo fazer um post a perguntar o porquê de tanta violência no futebol português? Qual o motivo que está por tráz desta revolta??Porque não se fala na outra violência manipuladora a favor de um clube que a comunicação social nos faz entrar a toda a hora em casa?Porque não se fala da camisola do david luís ao promover uma claque criminosa ilegal ( Dito pelo ministério público)? ISTO SIM È VIOLÊNCIA..

    • Então e aquela violência que fizeram questão de exercer sobre adeptos inocentes do Atlético, que passavam ao pé da sede da Juve sem querer, porque nunca tinham vindo ao estádio. E aquele casal que parou o carro ao pé do estádio e espancaram o pobre do homem enquanto a mulher e as crianças assistiam?
      Bora desviar a atenção para as “claques ilegais” dos outros, porque a nossa “é legal cmó caralho” e por isso podemos bater em gente inocente.
      Deixem de comentar as merdas que os outros fazem, e pensem mais na imagem que deixaram passar a todo o mundo, acerca do nosso clube, na passada quinta feira, e tenham vergonha nos cornos.

      • merujo

        os tipos da frente atletico sao uns inocentes ui.

        não defendendo os membros da juve leo, mas dá que pensar depois do que os tipos da frente atletico fizeram, na escocia, na turquia, nas 2 vezes que tiveram no porto, ou seja em todo o lado onde vão o que eles teriam feito se os membros da juve leo não estivessem lá( e o que fizeram nos outros sitios foram grande parte das vezes a adeptos comuns e não a membros de claques)

      • Que os meninos da FA são uns animais ninguém discute e cabia a polícia preparar-se para lidar com eles… isso, no entanto, nunca pode justificar que certos energúmenos da JL (não todos atenção!) ataquem simples adeptos de futebol e manchem o nome do Sporting!

      • Caro Rui Relvas,

        Verdadeiros energúmenos a FA, sem dúvida. Ideologias à parte, dispenso também as milhentas bandeiras nazis que são desfraldadas em cortejos e até mesmo dentro de estádios por esses cabrões.

        Já agora, acho muito difícil que a FA ou quem quer que seja tenha feito farinha em Istanbul. Se até os bifes quando lá vão, levam porrada de meia-noite e facadas por todo o lado… (atenção, não estou a fazer a apologia de violência contra adeptos comuns, onde me incluo!)

        O que os meninos das alas radicais, como a “frente patético” precisavam era de passar por Istanbul, Moscovo, Atenas, Zagreb ou Belgrado para ver se não doi…

  5. Mbo pensa que o futebol é como um filme.
    Tem acção, suspense, drama, cenários, bons filmes, maus filmes e actores…
    Actores principais e actores secundários…
    Vejo os jogadores e treinadores como actores principais e TODOS os outros intervernientes como actores secundários…
    Os gajos da claque têm de entender que nunca serão actores principais!
    Mbo quando era pequeno tb queria ser jogador de futebol, mas depois cresceu e começou a pensar…

    • Pois é Mbo, tu e mais 500 mil…

      Voltando a falar do problema das claques organizadas, tema a que o ‘post’ alude, apraz-me deixar estas linhas para vossa reflexão:

      – Inglaterra foi a pátria mãe do futebol moderno (porque andar aos chutos a uma bola já os incas o fazim), o hooliganismo passou de uma chaga social para o futebol por via intravenosa, conduzindo a um sem número de cenas lamentáveis, qual cancro para o desporto rei, um pouco por todo o planeta. Todos nos lembramos das cenas lamentáveis do Juventus x Liverpool, etc etc etc.

      – Quando o futebol se tornou numa indústria poderosa, aí por finais da década de 1970 inicios da década de 80, os problemas agravaram-se, visto que os patrocinadores que semeavam avultadas somas de dinheiro para reforçar o futebol não queriam/querem estar associados a estas cenas que mancham a sua imagem de marca. Chegou-se pois a uma encruzilhada…

      – Em terras de Sua Majestade, o problema avolumou-se de tal maneira que se reuniram as entidades que gerem o futebol, a chamada Football Association (FA), com as autoridades e encontraram uma solução integrada, reuniram os meios, implementaram as medidas e minimizaram essa chaga.

      – Primeiro instalaram sistemas de video vigilância nos estádios e suas imediações, depois começaram a filmar os energúmenos (que utilizam as claques como um meio para atingirem o fim supremo de descarregarem as suas frustrações andando à porrada, destruindo propeiedade alheia etc), e seguidamente compilaram as fichas dos criminosos um a um e eis a medida mais correcta que tomaram contra os insurrectos, nos dias em que há jogos de futebol (não só jogo da equipa principal do seu clube, mas todo e qualquer jogo de futebol) cada energúmeno tem que se apresentar na esquadra de polícia da sua área de residência, e fica lá durante o tempo em que decorre(m) o(s) jogo(s).

      E que tal? Acham que é possivel implementar esta medida no nosso país? Eu acho que sim, não sei é se haverá vontade política para tal…

      Que a purga seja feita no plantel leonino para melhorarmos as opções e que venha um novo treinador. Na minha opinião seria um treinador estrangeiro conceituado para meter os meninos mandões e mannientos na ordem…

      Saudações Leoninas

  6. Apenas uma nota para alertar que neste texto o termo hooligans diz respeito a um grupo de pessoas violentas que não terá necessariamente (e certamente não estariam em 1890) que estar relacionado com o futebol… o termo hooligan precede o futebol e apenas terá sido associado a adeptos de futebol no final da década de 70.

  7. Quanto é que os hooligans (criminosos) das claques organizadas e desorganizadas custam por ano aos contribuintes portugueses em despesas com as policias?
    Ou dito de outra forma, quanto é que eu contribuinte tenho de despender por ano para a polícia andar a vigiar e controlar a escumalha (mentecaptos que não contribuem em nada para o desenvolvimento do país, recebem gratificações não declaradas das direcções dos clubes, traficam armas e drogas e não pagam impostos) cujo um dos objectivos é fazer terrorismo?

    É urgente fazer uma purga e separar os adeptos decentes que apoiam dos outros que usam as claques como forma de vida criminosa.
    É urgente que a UEFA passe a castigar os clubes, também, por acções cometidas pelos adeptos desses clubes fora dos estádios de forma aos clubes puderem-se regenerar, pois só assim é que os dirigentes serão forçados a tomar medidas – medidas essas que eles mesmo contrariam por lhes dar jeito a actual teia de relações com certos grupos.

    • Exactamente Yazalde, subscrevo na íntegra.

      Porque raio é que havemos de pagar impostos para a polícia tratar dos meninos?

      Mais: Há nisto tudo um discurso hipócrita que me tira do sério. Ernesto Ferreira da Silva, um acabado idiota, explicitou-o muito bem. Segundo ele temos que estudar muito bem as causas da violência, porque( está claro!) os coitadinhos das claques são gente pobre e a gentinha desta laia de vez em quando resolve os problemas assim, está a ver a ideia?! Este discurso tira-me verdadeiramente do sério, não por ser( e é!) elitista ou pela demonstração da generosidade emocional com que os ricos olham para os pobres. Tira-me do sério porque é um discurso desculpabilizador e por ser legitimador de tudo porque quer dizer se amanhã um tipo violar metade da cidade de Lisboa e for pobre, tem o direito de o fazer porque o coitadinho sofreu muito na vida. Chegados aqui creio ser a altura de dizer basta de hipcrisia, falsidade e cinismo. Todos os pobres que conheço fartam-se de trabalhar para conseguirem viver e que olham para os bandidos da JL como o que eles são, isto é como uns bandidos criminosos- e creio que está definitivamente na altura de começarem a ser tratados como tal. Eu por mim nunca tive ilusões sobre estes animais, e sinceramente fiquei reconfortado pois esta semana vi muita gente a perder as ilusões e a ver o que eles são- o que me dá a esperança de um dia podermos fazer com que mudem as mentalidades do nosso país. Para já fazemos o que podemos, e neste caso podemos assinar esta petição:

      http://peticaopublica.com/PeticaoAssinar.aspx?pi=P2010N1664

      Visa criminalizar as claques desportivas. Posso até ser dos poucos que a vão assinar, mas acho que é um dever cívico participar.

      Um abraço

  8. Os jornalistas são os maiores fomentadores á violência nos estádios. são eles com as suas crónicas manipuladoras a favor de um clube os maiores responsáveis por tudo o que está a acontecer..São eles que estão a dar cabo do espetáculo futebol ao tomarem partido por um só clube..Eles não são isentos quando escrevem e por este andar ninguém vai parar esta escalada de violência que cada vez vai ser mais grave..Porque será que o slb provoca tanto ódio nas gentes do norte?? Alguém que averigue isso?..Eu sei do que falo pois vivo no norte..Os herminios que vejam estes pormenores dos chulos dos jornalistas

    • já estou a ver vários jornalistas dissimulados por entre as várias claques a dizerem coisas do género:
      Jornalista: Fernando, Fernando, então não é que o líder da claque do Atlético chamou-te panasca?!?! txiiiii, eu não admitia;
      Fernando Mendes: RRRRRRRRRRRRRRRRRR, MATAR, CARNE, MORTE, ESPANHÓIS, RRRRRRRRRRRRRR.

      • ahahaha exacto!
        “Olha esse adepto do Sporting a ajudar o inocente do Atlético que está a ser malhado…eu malhava-o também”

        E foi o que aconteceu. Até os próprios adeptos do Sporting que tentaram acabar com a vergonha que estava a ser feita levaram porrada da nossa claque.

        Tal como aconteceu há uns anos, com pessoal que veio do Algarve ver o Sporting e levou nos cornos porque tinham t-shirts do directivo.

        Vergonha pá. Tenham vergonha.

  9. Não sei onde é que violência e futebol podem andar de mãos dadas,nem vejo qualquer forma de desculpar ou dissimular isso,para mim deviam ser tratados como criminosos que são mas a lei em Portugal dá maus exemplos e geralmente os actos cobardes praticados por grupos são encobertos pela mesma lei que os devia condenar.Quando se fala em intervenção do governo não se está a falar correctamente pois supostamente a lei deveria ser um poder independente,mas infelizmente vemos que no nosso país isso não se aplica pois não há caso mediático em que não se note lá o dedinho do poder partidário (há até quem diga que “aparecem” leis assim do nada para proteger determinados grupos empresariais ou certas personalidades notáveis e já o vi dizer publicamente e repetidamente).
    A actuação em grupo que é apanágio das claques é perfeita para qualquer criminoso de meia-tigela poder partir os dentes ou a cabeça de quem quiser e quem entender ir ver um espetáculo chamado “futebol” que se cuide.Não me parece normal mas desde que vi um porco a andar de bicicleta…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s