33 thoughts on “Até sempre, Morais

  1. Sabia-se que mais dia menos dia acontecia, mas fica sempre um travo amargo na boca depois de se saber. Mas o Morais, como outros da sua cepa, não morrem, são imortais, maiores do que a vida. Que descanse em paz e torça pelo seu Sporting, onde quer que esteja.

  2. Um grande Leao e um enorme simbolo do clube. Que descanse em paz seguramente com o seu Sporting no coracao… o Clube e o Pais ficam hoje mais pobres.

  3. http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Morais

    Bom segundo o que me dizem( não tive a felicidade de o ver jogar) o nosso Morais era um touro de força, mas um jogador mais ou menos de equipa. Não era propriamente um jogador muito estilista( os artistas da equipa eram Geo, Figueiredo e sobretudo Osvaldo Silva), era um trabalhador gregário e um mouro de trabalho. Ficou muito célebre mundialmente o seu polémico conflito com Péle no mundial de 66. Não deixa de ser muito interessante que um jogador com estas características tenha passado à história do Sporting e do futebol português por ter apontado um canto directo. Mas enfim há outro clube como o nosso no que toca à idolatria dos heróis improváveis?

    Ficará para sempre a memória de mais um mito do Sporting. Lentamente os nossos heróis de 64 vão falecendo. Lembro-me que quando era miúdo e ia a Alvalade, uma vez por ano lá apareciam os heróis da nossa epopeia. E lá ouvia falar de novo todos os anos no jogo com a Atalanta, na reviravolta contra o Manchester ou no jogo final que foi uma finalissima. Ao inicio vinham todos, hoje já só são meia dúzia. O clube tratou-os muito bem, não há adeptos mais gratos aos seus que os nossos, mas a lei da vida acabou por vencer. Ela acaba por vencer sempre. Que Morais descanse em paz. Nós por cá ficamos a assegurar que o legado que as gerações de sportinguistas que nos precederam não foi construído em vão, e que o Sporting continua a estar à altura do seu eterno lema: Esforço, Dedicação, Devoção e Glória.

    Um abraço

  4. Obrigado Morais, por uma das nossas páginas de ouro.
    Serás sempre um dos maiores que vestiram, a MAIS LINDA CAMISOLA DO MUNDO.
    Descansa em paz LEÃO.

  5. Mais uma pequena parte do grande Sporting que morre.

    Votado ao esquecimento pela canalha que (des)governa o clube há mais de 2 décadas…

    Desterrado em Vila do Conde e com dificuldades financeiras, enquanto os doutores da mula russa fumam charutos e comem croquetes…

  6. O Morais da história do canto directo, que nunca me abandonou, faleceu. Que tristeza.

    Os meus sentimentos à família enlutada.

    Nunca serás esquecido meu caro.

  7. Já não há cantinho.

    Proponho a criação da bandeirola “João Morais” (à imagem da baliza Vítor Damas).

    Dos grandes, restam-nos muito poucos (Hilário, Manel Fernandes e poucos mais).

    Precisamos de (nos lembrar dos) heróis para continuar.

    Até sempre, Morais.

  8. Grande Leão. Um símbolo do Sporting e que está directamente ligado a uma página de ouro da Nossa história. Um dos cantos do relvado do Alvalade XXI deveria ser batizado de Cantinho do Morais!

    Saudações Leoninas

  9. Em jeito de pontapé final aqui fica o meu “cantinho” ao Morais,obrigado por aquilo que deste ao SPORTING,mais do que muitos “maiores” que tu lhe dão e deram.
    Gostava tambem de lamentar que numa altura em que se fala na constituição da equipa técnica da proxima época não se oiça um unico nome de alguem que tenha um passado grande no clube,numa completa alienação daquilo que deveriam ser valores e lemas a passar aos que lá andam com a camisola às riscas vestida. Se devemos ter bons profissionais,claro que sim.Mas tambem deveriamos ter lá aqueles que mais do que profissionais,sentem e amam a “nossa” camisola.
    Não há profissionalismo que pague isso.

    • Temos um clube de legionários.

      Corria com mais de metade dos que lá andam.

      Os jogadores este ano foram miseráveis, os que ficavam lá contavam-se pela palma da mão…

      • Não quererás dizer mercenários? Concordo absolutamente que se tenha um homem da casa a acompanhar a equipa técnica mas o problema é ter nomes à altura. Se tal até acontecia com Fernando Mendes e paulo bento já com o Carvalhal está o Lima que apesar de ser da casa não é o aquilo a que se poderá chamar um símbolo do Sporting… poucos são os nomes que saltam quando se pensa nisso. Manuel Fernandes, Oceano, Carlos Xavier… e quem mais?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s