Misturas

Há 20 anos, mais coisa menos coisa, Marinho Peres era apresentado como novo treinador do Sporting. Sousa Cintra, o mítico Sousa Cintra, era, então, o nosso presidente e brindou o técnico brasileiro com dois reforços: Bozinovski e Careca, um suposto craque brasileiro que o bom do Cintra apresentou como sendo “uma ‘mestura’ de Pelé e de Eusébio”.

Vem isto a propósito da entrevista que, hoje, o jornal O Jogo publica, com Carlitos, jogador do Vitória de Guimarães que já foi treinado por Mourinho, por Jesus e por Paulo Sérgio. Ora, a propósito da vinda deste último para Alvalade, Carlitos diz um “pote” de coisas capazes de descansar o espírito de qualquer leão mas, melhor que tudo, dá a entender que Paulo Sérgio mistura em si várias das características que valem elogios e títulos aos outros dois treinadores.

No fundo, se Sousa Cintra ainda fosse presidente, teria apresentado Paulo Sérgio com toda a pompa e, do alto do seu metro e cinquenta e quatro, com aquele sorriso típico, teria dito, para quem quisesse ouvir, “este é o treinador que vai levar-nos ao título! É uma ‘mestura’ de Mourinho e de Guardiola! Os sportinguistas podem estar ‘descansades’!”.

Eu, enquanto espero que se confirme a vinda de algum careca ou de alguém com nome terminado em ovsky, vou fechar os olhos e imaginar tudo isto. Quando voltar a abri-los, vou ser capaz de afirmar sem receios que, tal como há 20 anos, vamos ganhar 3-0 na primeira jornada, vamos começar o campeonato com 11 vitórias seguidas e, agora que o Mourinho rumou a Madrid, não haverá Inter que nos pare nas meias da Liga Europa!

22 thoughts on “Misturas

  1. Grande post cherba

    Convido-te a comentar no onda leonina, mentes brilhantes e sportinguistas como tu são do que preciso para fazer da onda uma onda gigante.

    Faz lá um comentáriozinho vá lá

    • Mas porque? Eu adoro estes mitos construidos pela Imprensa e que o adepto engole sem pestanejar. O homem pegou na equipa em 14o lugar e so perdeu a qualificacao para a Liga Europa na ultima jornada.
      Deve ser como aquela historia de que as equipas do Mourinho sao todas defensivas…. dasssss

  2. Acredito que, se o grande Sousa Sintra ainda fosse presidente do nosso Sporting, para alem de saúde financeira ainda nos brindava com tais palavras e eu sinceramente também preferia uma mistura de Mourinho + Guardiola do que Mourinho + Jesus mas enfim…é o que temos e já não é mau.

    Quanto á vinda de algum Careca, já o foram buscar…chama-se Pongolle.

    Deixem a bola rolar para cairmos todos na realidade!!!

      • Com uma certa tendência para fazer golos… na baliza da equipa que representa…

        Lá que ele é uma mistura isso não tenho dúvidas nenhumas, agora os hibridos às vezes, e por causa da consaguinidade, não são viáveis… Oxalá este franciú saiba fazer o gosto ao pé…

  3. Ainda à baila com as misturas leoninas, relembre-se esse clássico: a garantia (da boca nosso mister Fernando Mendes) de que o Rodrigo Tello, a contratação-recorde (em 2001) do SCP, era uma mistura de Recoba e Marcelo Salas (não era mentira, ele tinha a altura do Recoba e era do país do Marcelo Salas).

  4. E quantos foram os novos Péles que nasceram no Brasil nos últimos cinquenta anos? Todos os anos pelo menos nasce um!… E novos Maradonas na Argentina?! Aos montes, desde o Aimar ao Messi, passando pelo Orteguita!… E quantos foram os novos Eusébios do Benfica?! Ainda se lembram do Pepa, já para não falar no pantorras? Moral da história: estas analogias disparatadas fazem parte da magia do futebol- e estas histórias fazem sempre parte da ilusão que os dirigentes tentam inculcar na místicas das equipas. Maldito seja o dirigente que não diz um disparate destes de vez em quando para animar os adeptos, porque não sabe nada do que está a fazer. Se assim não fosse o futebol ficava confinado à lógica dos números e dos balancetes. Do senhor José Sousa Cintra citado no post não me esqueço de duas coisas: do difícil clube que herdou e da fabulosa equipa de futebol que nos legou. Foi um presidente essencial na nossa história porque fez-nos voltar a ter ilusão e a acreditar. E mesmo na parte suas eternamente famosas gaffes( a da garrafa de água na entrevista à TSF é genial!) pode dizer-se que as dele visavam animar os sócios e incutir o espírito positivo com que sempre dirigiu o clube. Já por exemplo das inúmeras gaffes do actual presidente infelizmente não podemos dizer que estejam ao mesmo nível ou que visem o mesmo objectivo…

    Um abraço

    • saúde financeira? bem, agora, até o cintra foi um bom presidente…

      se fosse o betoencourt a despedir o robson, queria ver a vossa reacção.

      • Pois, mas naquela altura ser eliminado por uns austriacos ou suiços quaisqueres era motivo para despedimento.
        Eu chamo a isso elevar o nivel de exigencia, coisa que hoje em dia no nosso clube, ate das ruas da amargura já desapareceu.
        Agora levar 12 dos alemaes da direito a prolongamento do contrato “forever”.
        Poucas as diferenças.
        SL

  5. Anda tudo louco com o Mourinho,cá por mim tenho cada vez mais a certeza que como ele não há nem haverá tão cedo mais algum.Assim como não há mais nenhum Capello ou Lippi.A imagem de alguem como Materazzi (ele que era quase sempre suplente no Inter do Mou) a chorar baba e ranho agarrado ao Spezialle diz quase tudo, quase porque sei que tambem quando Bento saiu de Alvalade houve quem chorasse a sua saída no balnerário
    .Mas Mou ganha titulos,de enfiada ao estilo coleção de cromos e Bento ganhou taças e segundos lugares.
    Porventura poderão dizer que não teve a cobertura (e os €)correcta de quem mandava mas acho que isso não diz nem vale por tudo o resto.Umam coisa no meio disto tudo me parece mais acertada, os presidentes dos clubes continuam a ter papel fundamental no sucesso destes e a ânsia e fome de titulos que protagonizam levam-nos pelo meio do caminho a achar Mourinhos ou quem os leve às vitórias,caseiras ou internacionais. E nós com o Zé…

    • Epa o Paulo Bento em termos de gestao do grupo criou sem duvida jogadores que o defendiam ate a exaustao – independentemente de acharem que ele valia um peido ou dois como treinador. O problema eram todos os outros que nao o podiam ver a frente :-D

  6. Não esperem “recitais” do Sporting de Paulo Sérgio.Em 08/09 o Paços deslocou-se à Figueira da Foz e alinhou com Filipe Anunciação,Danielson,Kelly e Jorginho(4 defesas puros),3 médios de “dentes cerrados”(Paulo Sousa,Dedé e Filipe Gonçalves),2 alas que são laterais de raiz(Ferreira na direita e Chico Silva na esquerda)e na frente,entregue à sua sorte,Cristiano.No final,0-0.Na conferência de imprensa e após as críticas de Ulisses Morais à postura defensiva dos pacenses,Paulo Sérgio saiu-se com um “seco”:”No futebol o que interessa é a eficácia,o resto não importa.” Paulo Sérgio não é,de certeza,mistura de Mourinho e Guardiola.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s