Entre Dez Palermas – Alan Mahon, o Incompreendido

Quando penso em jogadores que passaram pelo Sporting e que, estranhamente, não vingaram com a camisola verde e branca, um dos primeiros nomes que me vem à cabeça é o de Alan Mahon, esse pequeno irlandês de pé esquerdo fabuloso, capaz de desempenhar com mestria e elegância as posições ao centro e à esquerda de apoio ao ataque.

Chegado a Alvalade depois do inesquecível título, em 99/2000, e numa altura em que ainda era fácil assistir aos treinos dos craques, Mahon cedo me entusiasmou. O ar franzino e branquelas, o corte de cabelo manhoso e as rosetas nas faces ao estilo Heidi, escondiam, afinal, um craque, um puro craque. Estava ali o homem capaz de fazer esquecer Balakov e de dar ao nosso futebol o toque de brilhantismo que Pedro Barbosa dava a espaços. O homem capaz de ligar, na perfeição, o futebol cilíndrico de Pavel Horvath às assistências e golos de João Vieira Pinto e de Beto Matador Acosta.

Semana após semana, esperei vê-lo estrear-se de leão ao peito, algo que viria a acontecer em Madrid, frente ao Real, em jogo a contar para a Liga dos Campeões. O resultado final, 4-0 a favor dos merengues, ensombrou a estreia, mas não evitou que Alan Mahon espalhasse o perfume do seu futebol pelo relvado do mítico Barnabéu.
Fugindo ao choque com a inteligência de um predistinado, o pequeno irlandês, sem nunca tocar na bola, espalhou o pânico por toda a defensiva merengue. A classe com que ocupava os espaços entre a linha média e a linha defensiva do Real, a forma inigualável com que simulava elegantes diagonais imaginárias e os arranques de meio metro, acompanhados de finta curta sobre ele mesmo, permitram-nos respirar e sacudir a pressão adversária ao ponto de, e só não viu quem não quis, o jogo terminar com a sensação de que, se a partida durasse mais duas horas, Mahon acabaria por resolvê-lo a nosso favor.

Aceito, perfeitamente, que se compare Hélder Postiga com Cristiano Ronaldo. Não posso é aceitar que se continue a colocar Alan Mahon na prateleira dos flops que passaram por Alvalade. Se, e já dizia Epicuro, “o essencial para a nossa felicidade é a nossa condição íntima, e desta somos nós os senhores”, sinto que é chegada a altura de colocar o irlandês no lugar que a história do futebol lhe deve. Até porque, antes de existir Messi, existiu Mahon. Alan Mahon.

Anúncios

45 thoughts on “Entre Dez Palermas – Alan Mahon, o Incompreendido

  1. cherba

    o mahon não é aquele moss que veio a borla, fez umas coisas engraçadas na pré epoca e foi vendido ainda em agosto para inglaterra por 400mil contos ( 2 milhoes de euros) e que ainda há bem pouco tempo andava pelo champioship em inglaterra

    • Acho que é esse mesmo. Chegou com Phill Bab, penso… Para mim um dos maiores craques que passou por cá, e que de forma assombrosa sempre viveu no espectro órfico, foi Rodrigo Fabri.
      Nunca vi ninguém a interpretar tão brilhantemente os princípios de jogo somente com um simples olhar. Ocasionalmente, quando os glúteos não atrapalhavam, era também capaz de correr aquela imensa área que vai entre o meio campo ofensivo e o meio campo defensivo adversário. Às vezes 2 vezes por jogo.
      Uma barbaridade.

      • deve ter feito, um tipo que nao fez nada de jeito rendeu em mes e meio 2 milhoes e mesmo assim acabou perdido algures em inglaterra, cheguei a ler que nessa epoca foi o melhor negocio do sporting, em termos de rendimento/ preço que rendeu

  2. Cherba,
    Como hoje é dia de S.Martinho este post até passa. Mas só depois de muita jeropiga…especialmente aquela frase com que rematas o post: “antes de existir Messi, existiu Mahon”. Dasse, dá cá mais um copo de jeropiga que o efeito está a passar depois de reler essa linha.

      • Tenho duas respostas para ti:
        1-Não mas pelos vistos tu ficaste na dúvida se eu estava genuinamente a brincar.
        2-Sim tal como acredito que são genuinamente sérias todas aquelas referências positivas que ao Abel.
        Agora é só escolher Sr Presidente. E tenha cuidado que o vidro do carro pode estar fechado não vá ter novo acidente ao tentar separar ecologicamente os “resíduos”.
        Abraço

  3. CALMA PESSOAL!!!!!!!!!!

    Nem tudo são más noticias!! O NOSSO BATEDOR DE LIVRES E CANTOS, de seu nome ABEL e o nosso marcador de golos POSTIGA vão renovar!!! E o futuro schmeichel tb.

    RESUMINDO: nada muda e tudo fica igual.

    DEsde a capa do record: SPORTING SEGURA PEDRO SILVA E ANDRÉ MARQUES QUE A NAÇÂO LEONINA NÂO RECEBIA UMA NOTICIA TÃO POSITIVA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  4. É só estrelas… a maior, em ascenção até vai à selecção, será porventura aquele a quem falta 20cm para ser jogador de futebol.

    O mesmo que em Gent levou 2 golos sem perceber que já tava em campo e com o guimarães perde 2 bolas que deram golo… ah pois esse não se pode criticar porque até tem um cachecol da juve leo…

    Bora lá bater no grandalhão que esse é que teve culpa nos últimos 3 golos… enfim.

  5. foda-se não quero acreditar que o sporting está a tratar da renovação do postiga e que o maniche também vai renovar.

    caralho esta merda é surreal. arriscamo-nos a ir para a liga vitalis, e não estou a exagerar. são actos de gestão ao nível do pongolle. este ao menos ainda era relativamente desconhecido. postiga e maniche não.

    o postiga está a fezr a sua melhor época no sporting e isso diz tudo.

    maniche precisa de 20 jogos para renovar automaticamente? por mim não voltava a ticar na xixa e bazava no fim da época

    e depois dizem que não há dinheiro…….

  6. fds, esta é a prova que pode-se escrever o que se queira – com ironia ou não, que há sempre quem venha aplaudir.

    só assim se entende que haja gajos a dizer que o nosso melhor jogador devia ser encostado. fds é só tiros nos pés. Agora até o jpereira nao presta. fds!

    Vendo bem, o melhor é mesmo fazer regressar o mahon. ainda haveria quem aplaudisse convictamente.

  7. As voltas da vida deram um poleiro semanal a um nosso consócio, daqueles à séria, que, quando eu ia à bola, se sentava duas filas à minha frente na B32, de camisola “5 violinos” vestida. Podia de facto, tê-lo usado para dizer umas gracinhas, que era para isso que lhe pagavam, mas (burro) usou-o antes para cascar nos Corruptos, nos vermes morais que dizem que os Corruptos não são corruptos porque os juízes corruptos dizem que eles não são, e nos crettinos com dois tt que vendem o seus capitães de equipa aos Corruptos. Inevitavelmente, foi censurado. Menos inevitavelmente, teve os tintins de mandar o Serpa meter no cu (se conseguir dar com ele, o que duvido) o muito graveto que o Pasquim lhe pagava. Não seria melhor altura de o homenagear a ele (sem ofensa para o Alan Mahon)? Não é isto um Sportinguista.

  8. Eheheh

    O grande talento do pacote que além deste pequeno génio retratado de forma sublime pelo Cherba, continha também um central experiente (Phill Babb), um americano com formação no Man Utd e experiência no futebol alemão (Kirovski).

    cherbakov, acrescento ainda que o Mahon (e os dois companheiros) abriram uma era que teve o seu auge sobretudo com o Carlos Freitas à frente do futebol onde a norma era “Deixa lá falar com um empresário e trazer logo 5 ou 6 jogadores dele”.

    De futebol jogado, acho que a única coisa que me recordo foi um cruzamento num jogo com o Belenenses em Alvalade (2-0, golos de JVP).

    Em todo o caso, importa ressalvar que provavelmente constará na história dos últimos 20 anos do Sporting como um dos poucos jogadores que terá dado lucro.

    Mas só de me lembrar que não exercemos a opção pelo Di Francheschi porque íamos buscar este irlandês…

  9. Bela lembrança. Esse é que era o cabeça de cenoura. E para quando uma homenagem ao Rui Maside?

    Tenho andado a pensar em qual será o resultado ideal em Coimbra? O empate é o pior porque não seria suficiente para o treinador ir à vida dele e ainda nos atrasaríamos mais. Com uma derrota acho que o próprio Paulo Sérgio ponderaria a demissão. Não estou a dizer que se demitia, note-se, mas a meia dúzia de pontos do 2.º e a uma enormidade do primeiro, a meio da tabela, quase no fim da primeira volta, penso que equacionaria a saída pelo próprio pé. O que seria a nossa sorte porque esta equipa bem orientada e com uma voz respeitada como treinador tem potencial. É muito, muito melhor que a equipa da época passada. Mas para nosso azar somos mesmo capazes de empatar, quanto a mim, o pior resultado.

    Outra coisa que tenho pensado é o teor da suposta conversa que Paulo Sérgio teve com Maniche. Que moral é que um treinador ex-paços de ferreira, que nunca ganhou nada na vida, tem para dar uma reprimenda a um gajo campeão europeu e que jogou em grandes clubes. Como é que Bettencourt não percebe esta monstruosidade?

    Independentemente de toda a gente já ter percebido que com este treinador não vamos lá, não concordo por enquanto com tomadas de decisões drásticas que envolvam a saída do director desportivo e do Presidente como muitos defendem, até porque continuam sem haver alternativas entusiasmantes. Isso seria desde já dar mais uma época como absolutamente perdida e ainda vamos a tempo de conquistar algumas coisas. O que mais receio é a habitual teimosia e conservadorismo de Bettencourt. Se persistir neste erro durante muito mais tempo então terá o que merece e não se poderá queixar…
    SL

    • Concordo com parte do teu racioncinio mas tenho sérias dúvidas que o forcado tome qualquer iniciativa de sair. Ele só tem a perder com isso. Como dúvido que se prejudique, a iniciativa terá de partir do Sporting. E pela reacção apática aos resultados da última semana, não creio que esteja para breve qualquer medida drástica nesta matéria. Vamos continuar com os paninhos quentes a torto e a direito.
      A saída do director desportivo parece-me igualmente fora de hipóteses. Uma vez mais terá de partir do Sporting a iniciativa e tal como no caso do forcado não vejo novidades nesta matéria a não ser eventualmente lá para o final da época, quando se fizer o balanço da mesma já que não haverá demonstração de resultados a apresentar por falta de resultados :-(
      A saída do JEB também é impossível nesta altura. Não há uma única pessoa com credibilidade e muito menos com uma equipa de suporte forte a perfilar-se para suceder ao JEB. Enquanto não aparecer algo do género seria muito complicado promover as tão desejadas e críticas alterações a nível do executivo.
      Mas há uma afirmação que me parece descabida, e que transformo em pergunta: ainda vamos a tempo de conquistar que coisas relevantes? As fruteiras não contam para nada. A LE está completamente fora do nosso alcance assim como o 2º lugar como ficou patente nas ocasiões que tivemos para nos posicionarmos de forma destacada nessas lutas. Ou me está a escapar algo ou não vejo o que possas ter em mente.

      • É pá pois, percebo, mas à luz da nossa realidade dos últimos anos ganhar (hipotéticamente) a Liga Europa, a taça de portugal e a taça da cerveja (pronto, só esta é fraquita) e o apuramento para a Champions do ano que vem já seria algo assinalável.
        Esta equipa não é tão má como parece, repito. Com este Benfica podemos muito bem chegar ao 2.º lugar e bem orientada ir longe na LE. Eu sei que é difícil com a concorrência que existe esta época na prova. O problema é que com este treinador não assustamos ninguém e a descrença está generalizada. A minha também..
        Saudações Leoninas

  10. Pelo que leio neste ‘post’ é caso para dizer que o surrealismo e a utopia são, sem sombra de dúvida, os caminhos a seguir pelos adeptos/sócios leoninos…

    Este modelo esgotou-se, esta gente que dirige o nosso clube deve ser tudo menos sportinguista, e ainda há quem tenha a pobreza de espirito de defender este ‘status quo’…

    Se existem milagres, precisamos mesmo de um para nos livrar desta gentalha…

    Até quando Sporting?

  11. Pá, grande referência que esta tropa do entre dez fez: Velic! Um nome tão mítico na reboleira como o do histórico sombrero.

    E esse jogo dos 4-0 em Madrid… Grande paragem cerebral do Inácio, que achou por bem mudar de sistema táctico antes de um jogo perante o campeão europeu. Para compensar no 2-2 de Alvalade fizemos uma grande 2.ª parte!

    • Oh Dr. Nick Riviera, ias ver os jogos à Amadora?
      É que eu sou sócio do Estrela (sim ainda sou sócio,pois o clube ainda não acabou)e o Velic era dos melhores jogadores que passou no Estrela nessa decada!
      Ele o Gaucho e o Paulo Ferreira faziam um tridente atacante digno de respeito.
      E o sombrero que falas era o gajo que ia para os jogos com um chapeu de mexicano gigante?
      velhos tempos…
      Peço desculpas aos pessoal do Sporting estar a comentar cenas sobre o Estrela, mas não me contive.!!

      • A minha cena de bairro é mais no Restelo, mas conheço muita malta na Amadora e ainda dei um pulo ao José Gomes umas quantas vezes.

        O sombrero é esse mesmo, o homem até nos cortinados de casa tinha o símbolo do estrela.

        Esses anos 90 são míticos, a final da taça com o Farense, o Paulo Bento a brilhar e o grande Hubart na baliza. O Paulo Ferreira era belo jogador e o Velic um poço de técnica, pena só ter duas velocidades: lento e lentíssimo!

  12. Bom Post .. ee depois de ler o hugo almeida no Sporting enfim…é complicado ja aguentar tanta desilusao .. eu sinceramente acho que temos plantel mas que suficienta para estarmos melhor classificados alias a mudar era dispensar jogadores , outra coisa que nao entendo é que mal tem o Caneira treinador com o resto da equipa nao é o que o cedric ou o Tiago teem feito !!! cada vez mais parecemos uma filial do porto é o Discurso do Jeb que quero ser um presidente como o do FCP , é o Discurso do Costinha que quer um Balneario blindado a FCP , é os jogadores enfim..é triste ver um Sporting assim , mas por alcochete e alvalade esta tudo normal..Uma nota para o Vales ao inicio nao gostava muito dele mas marcou pontos nestes ultimos jogos com um bom treinador rendia mais …

    • O Caneira está à parte por dois motivos:
      – era o principal bufo do plantel, metendo tudo no cu do seu amigo Seara;
      – recusou três clubes ingleses que o sporting lhe apresentou como solução, dizendo que queria cumprir contrato;

      Basicamente, se este menino jogasse no Porto, já tinha levado um apertão como, por exemplo, levou o Adriano, depois de dizer que queria cumprir contrato de qq forma.

    • Exactamente, ao ponto que isto chegou.
      Não desejo a derrota do sporting em Coimbra. Pelo contrário, desejo a vitória. Agora o que digo e assumo é que entre um empate comprometedor para as aspirações da equipa e uma derrota igualmente comprometedora, mas que pudesse permitir o ponto de viragem ao nível da direcção técnica da Equipa, preferia a segunda hipótese.
      Mas reconheço que isto é uma visão um bocado radical. É o desespero..
      SL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s