Mas, afinal, temos medo de quê?

É a pergunta que não consigo deixar de colocar a mim mesmo, depois do presidente do Marítimo ter tido a decência de colocar preto no branco o assunto Kleber.

Portanto, sabemos que oferecemos mais do que o Porto. Sabemos que, ao contrário do Porto, demos conhecimento ao Marítimo da intenção de contratar o jogador. Sabemos que a nossa proposta de pagamento era exactamente igual à do Porto.
Em resposta, fomos apelidados de “ridículos” por um cabrão de um presidente brasileiro que deve estar a receber por baixo da mesa umas boas centenas de milhar de euros.

E a nossa resposta é um simples “ridículas foram as declarações do presidente do Atlético Mineiro. A proposta que apresentámos foi a que eles pediram, por isso, não vou entrar num diálogo baixo”, dito por José Couceiro?
Mas custa assim tanto apontar o dedo aos filhos da puta nortenhos, que fazem do futebol uma banca de fruta?
p.s. – espero que pelo menos um dos futuros candidatos venha com intenção de pôr um ponto final nesta vassalagem.

21 thoughts on “Mas, afinal, temos medo de quê?

  1. “… filhos da puta nortenhos” é uma generalização que não fica bem aqui no cacifo. Mas de resto sim, concordo que algo tem obrigatoriamente de ser feito. Parece que o Sporting tem medo de alguma coisa…

  2. foda-se pareces uma virgem ofendida. nortenhos refere-se aos tripeiros, aos gajos adeptos do futebol clube do porto e não aos outros gajos que vivem no norte

    será que se eu vivesse em massamá norte também me deveria sentir ofendido?

  3. Foda-se, se eu fosse da estrutura do Sporting, marcava imediatamente uma conferência de imprensa com os orgãos de comunicação social portugueses e estrangeiros, e anunciava a contratação do Kléber para o Sporting na próxima época e também a contratação da namorada do Pinto da Costa para “rodar” num club de strip da capital.

  4. Têm razão. Vamos declarar guerra a um clube que – ainda que circunstancialmente – é muito, mas muito mais forte em termos financeiros e desportivos que nós.
    Lembro-me que, há uns quantos anos, o Tottenham fez qualquer coisa parecida com o Manchester United. Quem é que eles se julgam? Resultado: foi-se o Sheringham, foi-se o Carrick, foi-se o Berbatov. E, ao contrário do Tottenham na altura, nós estamos financeiramente de rastos (por esta e por outra razão, claro).

    Não digo que esta estratégia de vassalagem seja a melhor. Mas tenhamos alguma ponderação. Neste momento, o Porto é forte. Mais forte que nós. Salvo algumas excepções, se o porto quiser um jogador nosso, o porto leva-o.

  5. Meus caros,

    ainda o assunto Liedson. Parece-me por demais evidente que sem o Liedson ficamos desportivamente mais pobres, o Liedson talvez não fique no coração, mas fica na história, fica por ser um dos melhores marcadores de sempre do nosso clube e, isso é um facto. No coração fica o Acosta, sem querer entrar em comparações, não tem o mesmo registo de golos mas no entanto fez parte da equipa , foi o melhor marcador, que quebrou o jejum. Na história fica também o Jardel ( uma verdadeira máquina de golos ) , no coração fica o João Pinto.
    Seja pelo coração ou pela razão, sem Liedson, sem Moutinho e sem Veloso ficamos mais fracos desportivamente, é um facto, financeiramente também não podemos dizer com segurança que tenhamos ficado melhor. O que quero dizer com isto é que o Sporting não nos tem tratado bem e nós ( alguns ) sempre tratamos bem o Sporting.

    Assisto agora a manobras de imprensa e quiça vindas de dentro, que provavelmente o Liedson ficará mais tempo no Sporting porque o Corinthians foi eliminado da Libertadores, humm, estranho , muito estranho. Ou não quererão uma despedida inflamada, uma vez que o treinador garantiu que o Levezinho jogaria de inicio e o próprio sugeriu um estádio cheio para a sua despedida… ou então este negócio foi meio esquisito.

    A entrevista de um candidato á presidência do Sporting em vésperas de um jogo , que era só mais um no desconsolo que tem sido esta época ,mas que passou a ser um jogo de emoções porque se trata da despedida do Liedson , ou talvez não…

    Enfim… desabafos, custa-me ver o Sporting assim.

    De qualquer maneira tenho a ideia, porque ninguém está contente com tudo o que se passa no Sporting e fundamentalmente com o que se passa no futebol, que assim que o Liedson saia de campo ( esperemos que possa receber um forte aplauso ), sócios e adeptos saiam também do estádio , ou pelo menos fiquem no acesso ás bancadas, era uma forma de protesto correcta, ordeira e esclarecedora.

    Não é um incitamento á violencia ou a actos de irracionalidade, mas sim uma forma de se dizer que o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL SOMOS NÓS, sem nós não há Sporting.

    Saudações Leoninas.

  6. “existem é muitos socios à espera para ver se o doutor jose roquete, visto ter a disponibilidade para o fazer, ajuda o clube participando neste fundo…”
    Eu gostei… Para quem está a começar.. quanto ao sistema do fundo tb me parece bem apesar de nao ter percebido um pequeno promaior qt aos tais 8%… agora se a gestao que será feita desses dinheiros será a mais correcta nao sei… mas pelo menos, confiando que existem sportinguistas disponiveis para ajudar, existe dinheiro para ser gerido…

    • Os 8% são uma taxa “próxima” daquilo que investidores em obrigações exigiriam a SAD se fosse hoje emitir dívida no mercado de capitais. Olhando para a realidade da “empresa”, não é na verdade uma remuneração minimamente adequada. O dobro – 16% – talvez estivesse mais próximo mas a lógica do produto é apelar ao coração mais do que à razão.

  7. Desculpem, esqueci-me de concluir, sinto que de uma forma geral estamos todos na esperança de que as eleições sejam o ponto de viragem e resolução de todos os problemas e, vamos andar todos a dizer mal de uma candidatura ou outra enquanto a equipa de futebol continua a jogar,o presente interessa e muito, não tou pra ir á luz e apanhar, quero passar a eleminatória com o Rangers, quero o melhor do que resta da época.

  8. Eu só posso compreender o silêncio vindo de Alvalade em relação a este assunto se vierem dizer que nunca tiveram acesso à proposta do FCP. Na realidade também fico com a dúvida de como o Maritimo teve acesso a ela visto que o FCP não informou o Maritimo.
    De qualquer forma já chateia esta politica de comunicação do SCP em que qualquer badameco trata mal publicamente o SCP e não tomamos qualquer posição pública.
    Não se vê ninguém defender publicamente o SCP há já algum tempo. Parecemos o bando dos anjinhos.
    O Dias Ferreira é que devia ser o Director de comunicação. Todos os dias disparava em várias direcções. lol

  9. Pingback: Tweets that mention Mas, afinal, temos medo de quê? « O Cacifo do Paulinho -- Topsy.com

  10. Concordo com tudo, com a crítica ao choninhas com Couceiro, que parece continuar cheio de medo do Corrupto, mas não concordo com a dos nortenhos. Sou de Vila Real, transmontano, mas não do NUARTE. Do NUARTE é o Corrupto da Costa, o Valentim, a Felgueiras e o Ferreira Torres. Esses são KOSOVARES, pois querem se separar do resto do país.
    Viva o Sporting, o clube de Portugal!

  11. Não temos que dizer mais nada do que foi dito… o Sporting fez uma proposta que não foi aceite apesar de no papel ser superior a uma do porto. Se o Sporting estivesse mesmo disposto a oferecer o que o porto oferece na realidade ainda poderíamos sentirmo-nos comidos. Agora assim, quem tem que fazer barulho é o marítimo que supostamente ficaria com 20% e é quem fica a perder. . Quanto ao kali, o Couceiro respondeu com nível a um anormal do género do rui alves que nem resposta merecia. Mais uma crítica infundada neste espaço…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s