Depois de pedir aos santinhos?

 

«Manuel José é o treinador a quem Zeferino Boal quer entregar o comando do Sporting, em caso de vitória nas eleições do clube, no próximo dia 26 de março. O consultor e candidato a render José Eduardo Bettencourt no cargo de presidente já chegou à fala com o técnico e nessa primeira abordagem deixou claro que se trata da sua “primeira escolha” para o lugar agora ocupado por Paulo Sérgio, ficando agendada para os próximos dias uma conversa mais detalhada», in Record.

Então, mas em entrevista ao mesmo jornal, o homem não fugiu do Sporting como o Castelo Branco fugiria da Megan Fox?

Anúncios

17 thoughts on “Depois de pedir aos santinhos?

  1. Ainda bem! Nos não precisamos de um “treinador promissor”. Precisamos de um treinador competente que melhore os nossos jogadores, que pratique bom futebol, e que faca os adeptos voltarem a gostar de ir ao estádio.

    Sem pensar em nomes (que sugiro a título de exemplo) diria que temos três tipos de hipótese:

    1 – um treinador daquilo a que chamo a segunda linha da elite europeia (abaixo do patamar dos mourinhos, sentara, etc…). Rijkard, Bielsa, junde ramos, deschamps…

    2 – olhar com atenção para os treinadores da 1a liga holandesa e verificar se não está lá ninguém com este perfil. Olhar também para o selecionador holandês.

    3 – A mais arriscada. Fazer o mesmo que 2 mas nos capeonatos Brasileiro e Argentino.

    SL

    • Concordo absolutamente com os pontos 1 e 2 (acrescentando nomes como martin o’neil ou van basten), mas não tanto quanto ao 3, porque acho que precisamos de alguém com nome e experiência na Europa. manuel josé poderia lavar muita roupa, mas acabaríamos por ficar na mesma sem títulos no final…

    • O termo “treinador promissor” é na maioria das vezes mal aplicado. Mais uma invenção dos media.

      Muitas das vezes são treinadores que já treinam há bastantes anos, mas que não têm um nível de popularidade muito grande.

      O Villas-Boas nos seus anos de adjunto do Mourinho teve provavelmente mais lições de vida que outros tiveram no mesmo período de anos a treinar como treinadores principais.

      O ser promissor ou não ser tanto faz, o que interessa é que ele crie impacto no plantel mal o agarre. Logo na pré-época tem que se começar a ver a equipa a jogar bem e a adquirir a cultura de vitórias.

      O nosso Sporting fez uma pré-época bem ranhosa, ninguém augurou nada de bom e foi mesmo o que aconteceu.

      Mal comece a época os jogadores tem logo de começar a mostrar serviço, defender com garra como equipa e marcar muitos golos, aproveitar as oportunidades. Assim os adeptos começam a ganhar alento, invasões aos treinos, aos particulares e depois aos encontros oficiais.

      Convém ter um presidente destemido e principalmente fodido para a negociata.

      Na minha perspectiva falta ao 11 titular do Sporting um guarda-redes, um central, 2 extremos (um para cada lado) e 2 avançados fodidos/goleadores.

      Lateral esquerdo e direito substitutos e quarto central metia jovens a aparecerem (Cedric Soares etc).

      • Saídas era com o Polga, Caneira, Grimi, Abel, Maniche, Postiga e Saleiro.

        Em duvida o Yannick (para jogar tem de ser SEMPRE a avançado), NAC, Tales, Tiago, Rui Patricio (por uma boa soma), Pedro Mendes (constantes lesões).

        É fodido ver em que situações haviam de ficar o Vuk e o Izma, mas são belos jogadores. Talvez apostasse no Vuk mais perto da baliza já que tem apetência para marcar golos.

      • Ó Krpan, e tu que não viesses criticar. Querias quando?

        Felizmente, a frase,

        »Sem ti não podemos piorar” ou “sem ti, (já) não era sem tempo«, espelha bem aquilo que a esmagadora maioria dos Sportinguistas sentem. Tu não, claro.

  2. Gostava que a(s) campanha(s) se centrassem mais na maneira de recapitalizar a SAD. O JEB que era da banca só conseguiu arranjar um calendário novo para a pagar… Este baile de treinadores é conversa de jornal para usar na casa de banho…

  3. nao sei se o escriba sousa sintra reparou, mas sobre o seu post mais abaixo, onde falava do balneario do sporting e das declaraçoes dos jogadores sobre o forcado apenas uma nota:

    foi pouco divulgado, mas zapater nessa flash interview disse que durante a época houve gente que nao remou para o mesmo lado…

    agora pergunto, quem? jogadores?eqipa técnica? dirigentes?

    SL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s