Fora de campo

Deixando para “mai logo” o comentário ao que vi na madrugada de domingo, não posso deixar de aplaudir todos os que votaram contra a passagem de 50 para 70 elementos no Conselho Leonino, bem como a possibilidade desta mesma meia centena passar a ter poderes deliberativos. Quanto ao naming do Estádio de Alvalade, parece-me justo que continue a dizer-se que não enquanto não se apresentar uma proposta concreta. Eu até percebo que a ideia seja poder dizer “meus senhores, o nome do nosso estádio está à venda”, mas depois corremos o risco de levar com um nome miserável, só porque ofereceram mais dinheiro (bem, podemos sempre chegar a um acordo: damos permissão para lançarem um concurso e depois voltamos a votar, com a possibilidade de recusar todos e manter apenas Estádio de Alvalade).

Outro aplauso para a descentralização do voto e um aceno de cabeça para o pequeno encurtar de distancias entre o número de votos dos associados. Continuo a achar que existem outras formas de premiar a antiguidade e fidelidade, mas também percebo que tenha que dar-se um passo de cada vez.

Anúncios

O novo ídolo de Alvalade!

Em Toronto ainda estão a perguntar se havia mais alguém a jogar naqueles 40 metros entre as áreas! Que grande jogador!

A partir de agora vou passar a usar as calças pelo umbigo, porque é assim que o Rinaudo joga à bola (como observou e bem o Jordão).

PS: ganhámos em equipa e sem os quatro melhores jogadores de ataque… e ganhámos aos corruptos. Só bons sinais…

SPORTING!

Regresso às origens


Ao que tudo indica, será hoje apresentado o mais recente reforço para esta época: Diego Capel.
E se a chegada de Bojinov já teve algo de surpreendente, a contratação do extremo espanhol é uma enorme surpresa e um grande negócio, ainda para mais pelos valores avançados.
Pese o diminuir das oportunidades que lhe foram sendo dadas no Sevilha, Capel é, mais do que um valor seguro, um craque que, ainda há um par de anos, foi alvo de uma oferta de 10 milhões por parte da Juve e de 14 milhões por parte do Tottenham.

Trazê-lo para Alvalade deve ter custado bem mais do que os 3,5 milhões falados (não acredito que lhe tenham pago menos de um milhão como prémio de assinatura), mas é algo que entusiasma. Contratamos um jogador de inegável qualidade (de topo, para o nosso futebol), com o extra de o vermos chegar ansioso por relançar a carreira e recuperar um lugar na selecção espanhola. E, caros leões, voltamos a ter um extremo puro em Alvalade.
Noutro dia, e a propósito de Onyewu, o Cintra dizia-me que não se lembrava de termos um central com este poderio físico. Agora, e a própósito de Capel, eu digo que há anos que não me lembro de termos um jogador para quem a linha de fundo seja apenas o início da nossa felicidade.

Prémio

Tiago Ilori faz parte da lista de convocados para o jogo com a Juventus, sábado, em Toronto.
Agora é esperar que tanto ele como Eric Dier, Nuno Reis ou Pedro Mendes tenham mais oportunidades do que teve, por exemplo, Jorge Teixeira, actualmente no FC Zurique, e afastado de Alvalade para brincarmos aos centrais com Semedos, Paulos Renatos ou Gladstones.

Preocupações

Ontem, ao jantar, e pese a crescente onda de esperança que se apodera de nós, percebi que partilho com o Cintra e com o Douglas algumas preocupações:
– o nosso lado esquerdo, todo. Evaldo continua a revelar-se mediano, Yannick continua por revelar. A chegada de Capel (a confirmar-se, é um negócio do cacete), poderá resolver o problema do meio campo para a frente. Falta resolvê-lo para trás;
– será a nossa defesa, nomeadamente os centrais, capazes de responder a um adversário que coloque bolas em profundidade, nas costas da defesa? é que já se sabe que Domingos gosta da defesa subida e não temos propriamente homens muito rápidos no centro (e é impensável mantermos a pressão alta, impedindo o adversário de preparar lances longos, durante 90 minuto);
– Rinaudo é grande, pois que é, mas será capaz de refrear os ímpetos ou, se se preferir, será capaz de escapar aos amarelos que a sua forma de jogar lhe podem valer?
– o que é que se passa com Bojinov, foda-se? Está a perder peso? Está condicionado? Está enfiado na cama com o Lazanova?
– Postiga vai ser titular…

Tina Turner

Se me apontassem uma pistola à cabeça e me dessem 60 segundos para falar do jogo, o que me vinha depressa à cabeça era:

oRinaudojáéinsubstituívelnesteSporting
oSchaarséopatrão
oIzmailovéosegredodacirculaçãodebola
oPostigatemdemasiadojogoparaaqualidadequetem
o442nãoacomodaoMatigol
aequipapressionaaltocomjogadorespróximosunsdosoutros
eoataqueéapoiadosemgrandesesticões
aequipaérija

se me dessem mais tempo, diria que:

a defesa continua sem velocidade na recuperação das bolas para as costas e coordena mal o fora-de-jogo. O Rodriguez resolve este segundo problema, mas o primeiro vai ser bicudo se os médios não pressionarem os passes longos.

e acrescentaria que só deu para perceber que o Wolfswinkel é fino, que o Rubio é grosso, que os cortes de cabeça do Onyewu mandam a bola para o meio-campo e que o Luís Aguiar está sempre de trombas.

E que o Polga, o Djaló e o Pereirinha  não fazem parte deste filme.

Já agora, onde está o Bojinov?

BANG!

PS: Se me dissessem, há dois anos, que o Diego Capel estaria no Sporting em 2011\2012, eu concluiria que ir ao Júlio de Matos falar de futebol era uma perda de tempo… e isso é que importa! O resto logo se vê…