Estás a olhar?!? Olha que eu sou o capitão!

Estava a tentar resistir, mas é impossível não escrever sobre um momento mais triste do que o pânico do leão enjaulado. Alguém, seja lá esse alguém quem for, consegue explicar-me qual o critério para entregar a braçadeira de capitão do Sporting ao João Pereira?!?

118 thoughts on “Estás a olhar?!? Olha que eu sou o capitão!

  1. O Visconde de Alvalade deve estar a dar voltas na tumba. Isto não faz qualquer tipo de sentido, sobretudo numa época em que se nota o esforço para voltar a dar alguma dignidade à relação institucional do Sporting com as suas “velhas glórias”. Já para não falar de que pôr um arruaceiro como o João Pereira a capitão (esquecendo por momentos o sítio de onde ele veio), para além de ser um ultraje é simplesmente imbecil. Se a ideia é dar-lhe mais responsabilidade, é a mesma coisa que dar uma garrafa de vinho para aos mãos de um alcoólico para ele aprender a não beber.

  2. E o João Pereira a capitão (mesmo que em 2.ª ou 3.ª hipótese) é sintomático de um clube em que Domingos Paciência é treinador. Independentemente do valor de cada um – no caso de João Pereira, para mim, é muito pouco – isso mostra que gostamos de deixar as nossas referências em mãos alheias.

  3. A intenção é dar-lhe mais responsabilidade para ver se ele se acalma.. E como capitão pode falar com o arbitro, desde que não passe dos limites.
    Não deixa de ser uma ideia muito arriscada.
    SL

  4. Não é assim tão difícil de explicar… quando o Carriço saiu, entregou a braçadeira a quem estava mais perto: o João Pereira. Não deve ter sido indicado quem iria ser o capitão e ele não se fez rogado, colocou-a logo no braço…

  5. Não ser, à partida, indicado quem passa a ser o capitão numa situação destas também não deixa de ser preocupante. Mostra o cuidado (ou a falta dele) que há com os símbolos.

    • primeiro, o problema era a braçadeira ser demasiado larga para o bicep do Moutinho. Agora vai ser esta acabar na cabeça do Pereira, qual John Rambo (ou Daniel San, depende dos gostos), quando este decidir ir às trombas a algum árbitro ou adversário

      • ah, e esqueci-me do cabrão do aparelho nos dentes! braçadeira na cabeça e aparelho nos dentes. Mais mitra é impossível…

      • Cherba, mitra era se tivesse dentes de ouro, se tivesse dentes podres ou se não tivesse dentes de todo.

        Se ter aparelho é mitra, será que o simples facto de ir ao dentista também não está de acordo com os teus padrões de Sportinguismo?

  6. Ele não tem graciosidade para Daniel San. É mais John Rambo meets Ninja das Caldas. Apetecia-me dizer qualquer coisa mais elevada, mas só me ocorre: c’a granda merda!

  7. Não há outra maldição, além da camisola 7, de vender/dispensar os capitães? Está explicado, João Pereira não passa deste ano em Alvalade!

    Ainda há outra vantagem, com a quantidade de expulsões que ele vai somar após as suas conversas com os árbitros, vamos ter Arias ou Pereirinha a titulares sem o Domingos se chatear com explicações.

    P.S.- A ideia continua a ser uma estupidez.

  8. Vou tentar:
    – do 11 titular da época que começa é dos mais antigos
    – é Português
    – é jogador da selecção nacional
    – é um gajo que (por ter o feitiozinho que tem) consegue fazer-se ouvir no campo e no balneário
    – é um gajo que não se acagaça com tudo e com todos (ex: moutinho)
    – é um jogador que pela raça e entrega que tem pode motivar os colegas e impôr respeito aos arbitros

    • Stromp, juro que nao estou a embirrar de proposito (isso dos acentos e um pb informatico…), mas:
      -Do 11 titular da epoca que começa e dos mais indisciplinados; alias, “O” mais indisciplinado!
      -Nasceu na capoeira
      -Tem o feitiozinho que tem
      -Nao se acagaca nem com o arbitro que o vai expulsar de seguida por ser burro que nem uma porta
      -Nao motiva de certeza colega nenhum que se ve forcado a jogar em inferioridade numerica (a no ser pela irritabilidade que possa provocar no grupo, mas isso nao funciona, e melhor 11 contra 11), e nao impoe respeito a ninguem, seja arbitro, adversario, colega de equipa ou simples espectador no estadio…

      Para ja, a explicacao que faz mais sentido e a do Bruno Pinheiro…

      • – Quantos gajos que nasceram na capoeira e na pocilga é que já foram capitães do Sporting? Tenho uma memória de merda para estas coisas mas assim de repente lembro-me do Rui Jorge.

        – Ele ser expulso ou não tem muito que ver com o trabalho de bastidores do Luis Duque, não tanto com o comportamento dele em campo.

        – Depois temos o perfil dele, o feitio…é uma “faca de 2 legumes”…tu achas que não presta para capitão por causa disso. Eu acho que um capitão se faz precisamente dos “soft-skills” que o João Pereira tem.

      • O Rui Jorge é Sportinguista, sei-o pessoalmente. o João Pereira é Benfiquista, também o sei pessoal,emte.

      • Rui Jorge sportinguista, vai mentir p outro lado. Grande profissional, apenas isso. Ele há com cada um fdx!

    • é lampião;
      é um indesciplinado do caralho;
      é um arruaceiro;
      é um caceteiro;
      é mais qualquer coisa acabada em …eiro;

      foda-se andamos a brincar as bracedeiras;
      estamos a falar do capitão, expoente maximo da equipa. mais uma diarreia cerebral de quem manda no clube !!!!!!!!!1

  9. Conhecendo a actual estrutura directiva, os motivos da escolha são os invocados acima pelo Stromp, não tenho dúvidas. Mas para mim são insuficientes. Nisto, sou da old school. Capitão tem que ser um gajo com história no clube e um exemplo para os colegas. Tem que ser alguém que quando bate com a mão no leão que leva ao peito nos possa transmitir a ilusão que está a ser sincero. Nem falo no Manel Fernandes (o meu ídolo de infância) que gajos desses já não existem.
    Aliás, comparar o João Pereira com o Polga é uma estupidez. Isto sem qualquer tipo de desrespeito com o João Pereira que sem dúvida dá sempre tudo. Mas é uma questão de perfil. O Polga goste-se ou não é um gajo que tem anos de casa, experiência e serenidade (até em demasia às vezes). Quer dizer, o Liedson que foi quem mais deu ao clube nos últimos anos nunca foi capitão pelo feitio que tinha….
    SL

      • Fdx…então não é agora temos mais um critério de exclusão para ser capitão que é ser do casal ventoso. Diz-me lá então quais são os códigos postais que qualificam para serem capitães do Sporting.

      • Sinceramente eu começava a lançar o Patrício como capitão. Dos prováveis titulares só mesmo Carriço (se for titular), ou Polga (se for titular). Os outros todos estão lá há meia dúzia de dias e o Postiga ou o Djaló (se forem titulares) também não têm perfil. Por isso só existem 3 hipóteses mais o Tiago que nunca joga. Talvez também o André Santos (outro provável suplente)
        SL

  10. Era esta a equipa quando tudo aconteceu, foi ao minuto 66, quando saiu o Carriço que era o capitão.

    Marcelo
    joao pereira polga rodriguez evaldo
    andre santos andre martins luis aguiar
    pereirinha capel wolfswinkel

    Penso que á sua frente deviam estar pelo menos o Polga, André Santos, Pereirinha e André Martins.

    E sobretudo alguem que no gozou como se ve neste video não devia sequer vestir de verde, quanto mais capitão.

    • Memória selectiva? Então eu mostro este vídeo também, pronto:

      «Só penso em defender o Sporting até à morte»

      No vídeo não chegamos a ouvi-lo a dizer a citação, mas só não se lembra dela quem não quiser.

      • LOL, querias que dissesse o quê?
        É o Sporting que lhe põe o pão na mesa, não disse nada que não seja a sua obrigação.

        Agora quererem que esqueça o seu passado peço desculpa mas não consigo.
        Além daquilo co Tello também não me esqueço do teatro que expulsou o Hugo Viana.

        Com Polga e André Santos em campo este gajo pa capitão??

      • Ó Carlos não sei o que queria que ele dissesse, mas quem te ouve falar até parece que todos os que têm o pão na mesa pago pelo Sporting CP falam/falaram da mesma forma que o João Pereira. Só naquela.

      • Certo, eu percebo isso, mas dar tudo pelo o Sporting e morrer em campo se for preciso deveria ser o pensamento de todos aqueles que são pagos pelo Sporting CP.

        Não é por este verbalizar isso que o tenho em maior ou menor consideração, até porque palavras leva-as o vento. Prefiro actos. E os actos dele no passado não esqueço, por muito raçudo que seja agora.

    • Na equipa que estava a jogar claramente primeira hipótese Polga (na altura reparei logo na barracada pois reparei que ele estava em campo) e segunda, André Santos…

    • os atrasados mentais que perdoam a este menino este tipo de coisas são os mesmos que queriam o filhadaputa do futre no sporting e gostam do figo!
      amigos, quem não se sente…ainda por cima quando fazem mal ou desrespeitam o nosso sporting!
      até a maneira como entram em histeria com o domingos que era o maior cabrão de fiteiro quando jogava contra nós…
      eu só perdoo quando nos derem algo em troca, tipo um campeonato!

  11. Isso de o capitão ter de ser uma referência do clube é uma treta. Para mim bastou ver o Figo aos pulos no banco, feito doidinho, a festejar o golo do Inter contra o Sporting. O Carriço não me parece propriamente um líder dentro do campo… Capitão é aquele que dá o litro em campo e que não se acagaça com os adversários e com os árbitros e JP neste aspecto até é uma boa opção.

    • Já viste tu e já vi eu. E tb já vi um tal de suinão no segundo ou terceiro ano de capoeira com a tal da braçadeira e não ouvi as galinhas a chorar. Fdx cambada de virgens ofendidas, nada serve para o Sporting. Os outros é que são bons, é que sabem como é, os nossos é tudo uma cambada de ursos, que não honram a grande história do clube, blá, blá, blá…

      O Bojinov é um gordo do caralho, é a história da camisola 7, bom mesmo era o Valdez ou Vukcevic, o Rinaudo a jogar assim é expulso duas vezes por jogo, o amaricano é lento e tem os joelhos todos fodidos, o Shaars não tem nome de gente, o Capel é panilas porque chora, o que vem agora d Barcelona é so lesões, inclusive no recto, o Rubio é verdinho, o VW foi caro e não é pl, o Turan bom mesmo era se fosse Thuran, o Carrillo sei lá, o Arias como ainda não está safa-se.

      Fdx sócios, esta merda tira qualquer um do sério, é sempre a mandar abaixo. Não há pachorra. Se tivessemos a equipa técnica dos corruptos nem quero imaginar o que se diria, mas para os morcões já são os melhores do mundo só porque o tal do Vitor Pereira II tem uma cláusula de 18K.

      Vou ali já venho, em Setembro…

    • APOIADÍSSIMO!!
      Aliás, tenho que sofrer os fdp dos portistas que andam todos contentes e me gozam com esta merda!
      “Ah e tal, o moutinho agora é o nosso capitão”… esse porra tonta que nem uma caralhada sabe dar, que não mete respeito sequer às pulgas do bobby e do tareco!

      Epa, se o joão pereira não dá o litro em campo, se ’tá-se a cagar para o clube e para os resultados, se não sofre pelo sporting, então não merece ser capitão. Mas, por aquilo que ele tem demonstrado, não é seguramente o caso!

  12. Não vejo mal nenhum o João Pereira ser um dos capitães…o Moutinho e o Falcão o ano passado envergaram a braçadeira em vários jogos e estão a menos tempo no Porco…nós Sportinguistas é que gostamos de cascar seja pelo que for…dass….quero que se f….se é A,B,C quero é o Sporting a ganhar e unido…fazemos um bicho de sete cabeças por merdas insignificantes

    • Tambem beijaste os pés sebentos do capitão-simão-anão-cabrão por muitos anos e todos sabem que ele era Sportinguista só que como tens miolos de galinha esqueces depressa. Já agora, o é-zé-lbê vai jogar contra o tarzansport como disse o gajo alourado da Amadora ou o Trabzonspor?

      • é-zé-lbê é lindo. Não conhecia.

        Tarzansport também não lhe fica atrás.

        Esta merda de ser acordado pelos meus cães às cinco e tal da manhã é muito chato. Mas vir cacifar a esta hora e cagar-me a rir, é uma recompensa mais que justa.

        Muito obrigado.

  13. Alguém, seja lá esse alguém quem for, consegue explicar-me qual o critério para criticar uma merda tão simples como JP ser um dos capitães da equipa?!?

  14. Na minha opinião, estes são os critérios para ser um capitão (por ordem decrescente de importância)

    1) Ser titular indiscutível

    2) Ser líder dentro e fora do campo

    3) Ser a extensão do treinador dentro do campo

    4) Ter discurso forte para dentro e para fora

    5) Ser um jogador respeitado pela sua qualidade e/ou pela sua entrega

    6) Ter vários anos de clube, de preferência ter sido formado cá

    Agora é olhar para o plantel e ver se alguém cumpre com todos estes requisitos (ou pelo menos, mais de metade). Já fiz isso e cheguei a uma conclusão: não há ninguém.

    Se calhar dava-a ao Matías. A favor dele há o facto de ser o jogador mais temido pelos adversários, ser altamente profissional mesmo quando alguns treinadores gozaram com a cara dele, ter já 3 ou 4 anos de casa e ser um elemento chave no bom jogo da equipa. Por outro lado, não é um líder natural. Era porreiro vê-lo com a braçadeira, qual maradona capitão do nápoles e da selecção argentina.

    • Sá,

      Não deixa de ser sintomático que não temos um capitão que preencha todos ou a maior parte desses requisitos há anos. Concordando com essas 6 características e sabendo que neste momento o 11 titular ainda é uma incógnita faço um exercício de pontuação para alguns possíveis capitães. Dou 1 ponto a cada uma das 6 características, 0,5 quando tenho dúvida, e 0 quando acho que não serve.

      Escolhendo alguns candidatos temos que:

      Carriço: 0 + 0,5 + 0 + 0 + 0,5 + 1 = 2
      Rui Patrício: 1 + 0,5 + 0 +0 +1 +1 = 3,5
      Schaars: 0,5 + 1 + 1 +0,5 + 1 + 0 = 4
      Oneywu: 0,5 + 0,5 + 0,5 + 0,5 + 0,5 + 0 = 2,5
      João Pereira: 0,5 + 0,5 + 0 + 0,5 + 0,5 + 0 = 2
      Matias: 0,5 + 0 + 0,5 + 0 + 1 + 0,5 = 2,5

      (Nota: As notas do ponto 1, estão baixas porque não sei qual vai ser o 11 titular. Apenas suspeito)

      Para mim o capitão é o Schaars. Se mais alguem me quiser acompanhar neste execício… força!

      Z

      • Fazendo o contraponto com outros capitães ou possíveis candidatos:

        Moutinho: 1 + 1 + 0,5 + 0 + 0,5 + 1 = 4
        Liedson: 1 + 1 + 0,5 + 0,5 + 1 + 1 = 5
        Pedro Barbosa: 1 + 1 + 0,5 + 0,5 + 1 + 1 = 5
        João Pinto: 1 + 1 + 1 + 0,5 + 1 + 0,5 = 5
        Rui Jorge: 1 + 0,5 + 1 + 1 + 1 + 1 = 5,5
        Manuel Fernandes: 1 + 1 + 0,5 + 0,5 + 1 + 1 = 5
        Oliveira: 1 + 1 + 1 +1 + 1 + 0,5 = 5,5

        Pensei em fazer isto para os jogadores dos nossos rivais, mas como não dou muita atenção a esses gajos deixo o desafio.

        Z

      • O capitão deveria ser escolhido pelos colegas, o Sub-capitão poderia ser uma opção do treinador. Quanto ao Schaars, foda-se o gajo nem deve saber falar Português e já ia pra capitão? A minha escolha seria o Patricio, e como segunda escolha o Paulinho.

    • Normalmente costumo concordar com os teus posts, mas neste foi mesmo ao lado… Matias?? Fodasse, mas que raio de exemplo daria ele,??Esforça-te 15 minutos por jogo?? Os adversários temem-no?? Só se temerem que ele os adormeça com a sua “velocidade estonteante”… E depois o homem tem 2 anos de casa, e não 3 ou 4…

    • o joao pereira é :

      é lampião;
      é um indesciplinado do caralho;
      é um arruaceiro;
      é um caceteiro;
      é mais qualquer coisa acabada em …eiro;

      foda-se andamos a brincar as bracedeiras;
      estamos a falar do capitão, expoente maximo da equipa. mais uma diarreia cerebral de quem manda no clube !!!!!!!!!

      • Sim, basicamente é isso. Em resumo, não tem perfil de capitão. Acho de muito mau gosto que seja hipótese para ser capitão. Para além de, provavelmente, esta opção desmoralizar outros membros do plantel – estou a pensar no Polga, que seria a escolha óbvia para capitão; é que ser ultrapassado neste capítulo pelo Carriço já não era uma coisa não muito abonatória (um puto que lá terá as suas capacidades de liderança… mas era um puto recém-chegado), agora ser “comido” pelo casalense…
        Assumindo que o Polga não irá jogar a maior parte do tempo, o capitão seria o Patrício: por ser da casa e por continuar a evoluir apesar de todo o vendaval de críticas que se assolou sobre ele… é de alguém que merece respeito e, logo, a braçadeira.

  15. Se todos os jogadores do sporting tivessem a entrega em campo que tem o Joao Pereira seriamos certamente campeões, e nesse sentido ele dá o exemplo e pode ser capitão… o que nos tem faltado é atitude, e o Joao, apesar de todos os defeitos , têm uma grande atitude, raça e determinação dentro do campo que me faz lembrar o Sá Pinto, por exemplo, que tambem foi capitão.

  16. Registo o facto de também teres achado triste a cena do leão – eu achei deprimente… ainda mais deprimente que os 3-0… Quanto ao João Pereira, não é indicado para capitão – parece-me óbvio. Com perfil de capitão vejo o Schaars.

  17. Eu sinceramente já não percebo qual o problema de tanto não-problema às vezes aqui apresentado. Eu gosto e respeito o Cacifo, mas isto é um reflexo de que o grande problema do Sporting somos mesmos nós, Sportinguistas.
    Primamos pela diferença, mas essa diferença ultimamente reflecte-se no constante “bota abaixo” e na – mais do que óbvia – bipolaridade. A nossa história recente não ajuda a melhorar estes aspectos, mas como diria a minha saudosa Amy:
    “I can´t help you, if you won’t help yourself”.

  18. Está tudo maluco…agora querem que o Schaars seja capitão…. Epá, deixem primeiro o homem saber de cor os nomes dos colegas, pelo menos….

  19. segundo alguns entendidos e perfeccionistas, o único sujeito que poderia ser capitão não está inscrito e não pode jogar: Paulinho!

  20. Não gosto deste post pelo simples motivo de apenas criticares. Nem tão pouco sugeres quem , na tua opinião, poderia ser o capitão do Sporting.

    Eu também não acho que o JP tenha o perfil indicado para capitão mas, tb ainda não me apercebi que os capitãoes para a nova época estivessem escolhidos.

  21. Porra pá! Deixem-se de merdas, o capitão não tem a minima importancia para nós, tem para os colegas, para o treinador, para os directores e para os arbitros. Para nós tem é de honrar a camisola.

    Se a SAD respeita-o, se os colegas respeitam-no, acho que devemos é apoiar. Se acho que ha nomes melhores? Talvez, mas eu não sei da missa a metade, alias, como a maioria de nós.

    Se fossemos ter em consideração o que as pessoas fazem no passado o Domingos não podia ser nosso treinador, e no entanto tem o apoio de larga maioria de Sportinguistas. E aposto que o J. Pereira hoje não faria o que fez com 18 ou 19 anos. Quem não se arrepende de brincadeiras que fez com 18 anos? Eu fazia brincadeiras e dizia coisas aos meus amigos que hoje não as faria.

    Deixem lá de ver fantasmas e problemas em tudo e todos. Vamos é empurrar esta equipa para a vitoria. E, olhem, que quem fala isto é quem menos apoiou esta direcção, mas o importante é ter capacidade de ver que tem tentado tudo para melhorar o grupo.

  22. O vosso último capitão a sério – daqueles que sente mesmo a camisola – chamava-se Manuel Fernandes.

    Deixem lá o anão pereira em paz por ter nascido no galinheiro; o Jordão tb e vocês não o deitaram fora; o João Pinto idem; o gajo que comia a Filipinha nasceu aí e nós não tivemos problema nenhum em lhe passar a braçadeira.

    O problema, para mim, é que não há um líder claro e que seja respeitado pelo grupo em Alvalade. Mas tb é para o lado que durmo melhor.

    • Não é verdade ó galináceo…há um gajo que nós respeitamos muito enquanto capitão: o luisão, esse grande símbolo do desportivo da roda da bina.
      Vá…já chega…vai lá brincar com os teus amigos agora.

  23. Amigo Krpan, não concordares que o Matías dava um bom capitão, tudo bem. Agora dizeres que não é o jogador mais temido pelos adversários já acho absurdo.

    Já sei que não curtes do chileno e, em sentido totalmente inverso, eu acho que na nossa equipa de cepos ele era Deus. Provavelmente estamos os dois enganados e ele estará no meio. Acima da mediocridade que lhe atribuis e abaixo da genialidade divina que eu lhe gabo. São opiniões. Nem quero mudar a tua nem vou mudar a minha. O que se espera é que o próprio Matías mude a tua e confirme a minha. Nada me daria mais satisfação. Quanto aos anos de casa, tens razão. Vai entrar no 3º. Mas não deixa de ser um dos mais antigos do plantel e um dos que já sabe perfeitamente o que é o Sporting. Pelo menos a sua conduta demonstra que respeita muito o nosso clube. Nunca o vi fazer uma declaração desrespeitosa contra o clube, treinadores ou adeptos ao contrário dos supra-sumos da formação que após ouvirem uma assobiadela merecida criticam quem lhes paga os salários, que somos nós.

    Por outro lado, já o vi a envergar a braçadeira da selecção chilena ( apenas num jogo, se calhar devido à ausência dos habituais capitães).

    Mas há 2 factos incontornáveis:

    1º O Matías é o jogador tecnicamente mais evoluído do plantel e como tal, mais respeitado pelos companheiros e adversários.

    2º O Matías é o jogador mais conhecido internacionalmente que temos. Titular indiscutível pela sua selecção, eleito à alguns anos o melhor jogador a jogar na América do Sul e que jogou em Espanha. Se há uma equipa europeia que venha jogar em Alvalade, provavelmente só conhece o gajo. Nem que seja por ele ser uma máquina em jogos de computador. Essa merda há de contar para alguma coisa ou então que fez esses jogos não percebe mesmo nada disto.

    Fodasse, acho incrível que, tendo uma panóplia interminável de troncos no plantel (dos anos anteriores, verdade se diga), andes a malhar no único que acrescentou algo de positivo e atractivo aos nossos olhos. Se calhar não merecemos esse tipo de jogadores. Se calhar o que a malta gosta é de laboriosos. Se calhar a malta curte é de recuperações de bola, gajos a correrem que nem malucos. Eu só gosto de bom futebol. Rabonas, cuecas, cabritos, vírgulas, passes de morte e golos do caralho. Só para teres noção, a minha única alegria nestes penosos 2 últimos anos foi o golo do Matías contra o Everton. Lembro-me de estar no estádio e pensar na sorte que temos em ter alguém com colhões de experimentar uma loucura daquelas em plena Liga Europa. São pormenores. Ou pentelhos, como diria o Catroga.

    Quanto à braçadeira no Patrício, essa seria a escolha natural. Mas tem um grande senão. Normalmente os treinadores querem que os capitães sejam jogadores de campo. E eu concordo. O Patrício bem pode dar um berro com o seu vozeirão matarruano que lá na frente ninguém o ouve.

    • Sá, tu quando falas do Matías, falas do jogador que nós gostávamos que ele fosse, não do jogador que ele é.
      A verdade é que ele ainda não conseguiu deitar cá para fora todo o seu potencial e temo que não o venha a conseguir. Espero estar enganado…a verdade é que ele (como todos os outros, até os nossos patinhos feios) ainda não tiveram oportunidade de serem treinados por um treinador a sério e de estarem num ambiente favorável à sua evolução.

      Não concordo que por ser o mais evoluido tecnicamente do plantel lhe traga algum ascendente sobre colegas e/ou adversários, ou que isso seja uma mais-valia para um capitão. Por essa ordem de ideias, o Messi seria sempre capitão; por essa ordem de ideias o Oceano nunca teria sido capitão; por essa ordem de ideias não teria havido tanta celeuma quando o Cristiano Ronaldo foi promovido a capitão.

      Para além do mais, acho que o Matías é o tipo de gajo ao qual lhe poderíamos poupar o fardo da responsabilidade de ser capitão, pois tem de se focar somente no treino e no jogo. Primeiro terá de se afirmar como titular (de 90 minutos) indiscutível – gostava que fosse já esta época.

    • A minha opinião é tambem que ele DEVIA ser um “deus”, mas não é… Fazendo uma comparação parva, prefiria que ele fosse um Snejder e não um Kaka…

  24. Caros Leões,
    respeitando todas as opiniões, respeitando todos os argumentos, respeitando o que vos passa pela cabeça, não posso deixar de suspirar um sentido “foda-se…” quando vejo ser apresentado como critério de defesa do “João Pereira a capitão” a sua entrega ao jogo e os seus supostos colhões maiores do que o cérebro.

    E o porquê do suspiro? Porque cérebro e colhões tinha o Liedson, porque leão em campo era o Liedson, porque fazer a diferença fazia o Liedson, e foram muitas as vezes em que aqui se questionou a braçadeira no seu braço e, pior, aqui se disse “vai-te embora que vais tarde” (para ficarmos com o Postiga).

    • (Lá vou eu mais uma vez ter uma opinião contrária à corrente ideológica do blog…qualquer dita sou proibido de cá entrar).

      Não entendo porque é que estamos a falar do Liedson para capitão quando ele já nem está no Sporting. Isto é estar a criticar de forma gratuita com efeitos retroactivos.

      O Liedson não era propriamente um exemplo de comportamento em campo e no balneário, cf vou tentar demonstrar:

      1) o Liedson foi o gajo que insultou os adeptos Sportinguistas no final do jogo com o Mafra (o que despoletou depois o caso com o Sá Pinto)

      2) o Liedson por mais do que uma vez tentou forçar a saída do Sporting

      3) o Liedson por mais do que uma vez chegou tarde depois de vir de férias

      4) o Liedson por mais do que uma vez levou cartões (estupida ou propositadamente) que o impediram de jogar jogos importantes

      Não querendo retirar mérito ao Liedson enquanto futebolista e jogador com história e que fica na História do Sporting, penso que consegui elencar algumas das razões pelas quais o Liedson nunca poderia ter sido um bom capitão.

      • Stromp,
        será preciso mais do que teres opinião própria para seres barrado à entrada.

        Relativamente ao Liedson (e acho piada à história do Mafra porque ninguém sabe ao certo o que se passou… já parece a do Izmailov com o Atleti), só tenho uma coisa a dizer-te: foi a última referência leonina que tiveste, capaz de fazer qualquer um pensar no Sporting perante o seu nome. E fez mais do que suficiente em campo para justificar esse estatuto.

        Não me parece que o João Pereira seja ou venha a ser uma referência com a verde e branca vestida.

      • Stromp,

        Se a minha filha hoje é do Sporting, é por causa do “Levezinho”. Hoje tenho dificuldade em dar-lhe uma referência.

        Talvez se a seu tempo tivesse sido mais responsabilizado e reconhecido internamente não tivesse saído do Sporting.

        Z

      • Também concordo que o Liedson foi a nossa ultima grande referência, mas já cá não está.

        O plantel está em formação sofreu uma autentica revolução, a equipa está em crescimento, e o capitão vai seguramente surgir com naturalidade.

        Actualmente não há ninguém no plantel com perfil de capitão, por um motivo ou por outro, mas depois de disputados 5 ou 6 jogos oficiais e se tudo nos correr bem, será unânime.

        Eu se tivesse que escolher agora, escolhia o Postiga.

  25. Ou seja, o lote OFICIAL de capitães ainda não saiu e já está tudo a cascar nas possibilidades, somos mesmo um Clube…”diferente”.
    Eu pergunto-vos, o que é que a braçadeira interessa? A mim interessa-me mais que a equipa toda jogue bom futebol, marque golos e não os sofra, que toda a equipa se esforçe, dê tudo que tem em campo, que se lhes cair uma perna eles peguem nelas às costas e venham defender ao pé coxinho.
    Agora quem são os capitães, que discussão estúpida.
    Neste momento não existe assim ninguém que possa ser capitão de caras, só vejo um caso (mais ou menos vá), que é Rui Patrício, mas o cabrão é GR, como é que vai pressionar o árbitro e gritar com os colegas ??
    O João Pereira se calhar até é das opções mais viáveis, o único senão é que o menino tem um temperamento “daqueles”…

      • Quando digo isso, falo na questão em si, o que interessa estar para aqui a falar de capitães quando não existe ninguém no actual plantel que se destaque nesse aspecto, não que a braçadeira não interesse, como é óbvio.

  26. Também já me tinha referido a isso aqui (http://facciosos.blogspot.com/2011/08/joao-pereira-capitao-sai-mais-um-sapito.html).

    O único critério que consigo imaginar é a “entrega ao jogo”. Mas, desde quando é que isso por si só é razão para entregar a braçadeira?

    Além de também não encontrar critério algum, acho que se deveria ter em conta o passado dos jogadores. A braçadeira não pode ser – não deveria – ser entregue a quem já nos ofendeu.

    SL

    • Verdade. Se há 5 anos perguntassem a algum sportinguista que o JP ainda iria ser capitão do Sporting, o mais certo era que começassem a rir pelo absurdo que essa ideia causaria. E para mim confunde-se muito “entrega” com “voluntarismo desproporcionado, carente de lucidez mental e de contenção verbal”. Na minha opinião, o nosso ex-capitão da camisola 28 demonstrava um conceito mais correcto de “entrega” em campo que o JP, por exemplo. Mas entrega, por si só, como o Stromp referiu, não pode ser o único critério de decisão: tem de haver uma clara identificação com o clube, entre outros atributos, dos quais destaco o carisma – aí reconheço que temos algumas debilidades, dado que “delapidámos” o balneário nos últimos tempos.
      Se eu decidisse, a ordem dos capitães seria: Polga, Patrício, Tiago, Carriço (foi um erro entregar-lhe a braçadeira tão cedo…) e André Santos.
      Mas aguardemos então pela escolha definitiva dos capitães.

  27. Acho que isso é uma não-questão, ele foi capitão durante 20 minutos de um jogo, so what?? Se calhar é um gajo que puxa pelos companheiros, eu não o vejo nos treinos. Depois é um dos que passou mais tempo a ser treinado pelo Domingos, o que pode ser uma mais-valia para o grupo, pela relação que se calhar tem com o treinador. Eh pá, mas também não é preciso dramatizar.

  28. Temos nova direção, novo treinador, novos jogadores, mas epa, tudo continua uma bela bosta pq os Sportinguistas, qual virgens ofendidas e histéricos, continuam por cá e assim fica complicado unir seja lá o que for…que se lixe que o JP seja o capitão, se terminarmos no Marquês, isso sim é que tem que ser o nosso foco…bem haja!

  29. estive ontem com uma pessoa muito bem informada que me garantiu que o quaresma já tem tudo acordado com o sporting. esta pessoa já me deu boas informações (diego rubio) como outras menos certeiras.

    vale o que vale. veremos

  30. Boa tarde. Sou assíduo leitor mas a primeira vez qu escrevo aqui. E só queria lembrar que o João pereira, independentemento do ser ou não vermelho, foi injustiçado por aquela expulsão na Taça Lucílio contra os galináceos. Se a entrada foi dura, não era para ser expulso aos 6 minutos. Essa expulsão marcou a eliminatória e trnsformou-o em bode expiatório. E a culpa não foi toda dele. Mas já estamos habituados à dualidade de critérios em que somos sempre vilipendiados.
    Saudações Leoninas desde Monção

  31. Tendo em conta a merda de capitães que temos tido nos últimos anos, isto não me surpreende. De qualquer maneira, só digo isto: entre um menino e um coxo de merda (bem falante e com mentalidade, apesar de tudo) em campo como o Carriço e um suposto lampião arruaceiro como o João Pereira, venha o Diabo e escolha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s