Eu é que jogo no lugar do Elias!

A frase poderá passar pela cabeça de André Santos, de Pereirinha e de Matías Fernandez. E passaria, seguramente, pela cabeça de Luis Aguiar, estivesse ele a, pelo menos, 70%. Mas o mais importante é saber o que passará pela cabeça de Domingos.

Para mim, Pereirinha não tem intensidade para o lugar, ainda por cima tendo que substituir um dos mais rotativos da equipa. O jogo de Zurique foi claro exemplo disso. Sobram André Santos e Matías e, caso fosse eu a optar, começava o jogo com o chileno. Está com pouco ritmo, é verdade. Não dos gajos que mais pressiona, pois que também é verdade. É fraco no choque, é sim senhor. Mas está aqui a oportunidade de entregar-lhe um papel semelhante ao que desempenha (e tão bem que o faz), na selecção, tendo oportunidade de partir mais atrasado, e com mais tempo para pensar, para encarar os médios defensivos e defesas contrários de frente.
Schaars e Rinaudo vão ter que pedalar ainda mais, até porque o meio-campo da Lázio tem valor inquestionável, mas Matías poderá dar aquele toque de magia que faz a diferença.

p.s. – quanto à situação de Rodriguez, cheira-me que a resolução do problema passa por ir buscar outro central, na reabertura de mercado. Até porque, parece-me, dos quatro que temos é o único talhado para jogar à esquerda.

32 thoughts on “Eu é que jogo no lugar do Elias!

  1. O Matías é daqueles gajos que já me faz perder a paciência. Vai para a terceira época de leão ao peito e ainda não fez por justificar o investimento. Jogasse ele mais vezes e já estava ao nível dos falecidos que recentemente nos deixaram. É nestas alturas que eu também não compreendo como se mandou o Valdés embora, mas pronto, só faz falta quem cá está. No jogo, eu apostava no André Santos, um daqueles jogadores cuja antipatia que merece dos adeptos também nunca entendi.

    Em relação ao Rodríguez, concordo. Mas a questão nem é tanto ser o único talhado para jogar à esquerda. A questão é só termos dois centrais com qualidade para vestir a camisola do Sporting.

    • bem, percebo que não tenhas acompanhado a equipa no ano passado, se eu não fosse doente também não teria acompanhado, mas como acompanhei posso afirmar que o matias foi, a par do patrício e, a espaços, do joão pereira, o único gajo digno de grande e que jogou alguma coisa.

      • Na época passada, qualquer um com um bocadinho de qualidade se distinguia no meio de tanta merda. E mesmo assim o Matías não se distinguiu muito.

      • Point being? Isso faz-me lembrar aquela estória do Churchill. Aqui é a mesma coisa. Quando o Valdés recuperar da lesão, continua a ser um grande jogador. Já o Matías há-de sempre ser um flop (mas espero sinceramente que ele me faça calar).

    • Eu explico a antipatia, ou a não-simpatia, que sentem alguns adeptos pelo ASantos:

      Tenho dificuldades em compreender um jogador, para mais tecnicamente evoluído como é o caso dele, que jogaria muito, mas muito melhor se corresse mais quilómetros no sector que lhe é destinado (e que é o enorme terço médio do terreno), se corresse mais depressa, e se fizesse mais (alguma?) pressão sobre os adversários, mas que não o faz.

      Não me venham, com as “características” de dada um. não estou a pedir que seja o Carlos Loppes, nem o Carl Lewis, nem sequer o Oceano (respectivamente). Mas que se esforce, que faça o que possa nesse capítulo, que defenda, mesmo admitindo que não seja o forte dele. Que não se dê por satisfeito no fim dos 90′ por ter feito uma abertura a rasgar e um remate forte de fora da grande área, que para um resumo de 3 minutos até parece muito bem mas que ao longo dos 90 em campo não chega para nada.

      Olha, no fundo, que faça como Rinaudo, Schaars ou Elias.
      Que não seja um jogador que preencha apenas o resumo do jogo, mas que preencha melhor o jogo todo.
      Que seja um trinco.

      O “pormaior” do cabelinho, que não deve ser desvalorizado, também me parece traçar um pouco a personalidade do rapaz. Se estorva, que faça como Capel e ponha a merda de uma fita a segurá-lo, ou que o corte. Se não estorva, que deixe de parecer estar mais tempo a desviar as madeixas da frente dos olhos que a olhar para onde está a bola e os adversários.

      E que não corra com os calcanhares a bater no rabo, como é seu costume, dá um ar abichanado!

      Finalmente, não tem nada a ver com o ser da Academia. Tratámos mal grandes sportinguistas no passado, criados cá ou vindos de fora, e é uma das coisas que mais me deixa fora de mim. Não vamos é pôr o ASantos, porque ainda não o merece, no patamar dos intocáveis a quem se tem algum tipo de dívida de gratidão. Tem muito que pedalar ainda (e oxalá pedale) para chegar lá.

      Para já, é um jogador jovem com potencial. Mas que, ou começa a abrir o livro definitivamente (e já se começa a fazer tarde), ou começa a entrar na galeria das eternas promessas com grandes pés, mas sem nunca ter demonstrado cabeça para estas andanças. E temos infelizmente uns poucos assim no nosso passado.

  2. Discordo… O Matias não tem mesmo lugar no onze, na minha opinião. Acho que precisamos de um jogador com mais rotação, até porque o Schaars não tem, e só o rinaudo não dá… o Pereirinha está lesionado, também, por isso não entra nestas contas.

  3. Eu sou daqueles que ainda acredita no Mátias!!! Posso estar enganado, mas este ano vai servir para tirar as dúvidas… Concordo com o Post, se quiserem começar o jogo para tentar marcar cedo, deve ser o mátias a titular e depois entra o André, se for para garantir o ponto é fazer o inverso. Deve jogar o Polga e é indiscutivel que precisamos de um central, a RR anúnciou isso, carriço é para vender, o Polga é para deixar ir embora de regresso ao no Brasil. Se não houver dinheiro, venha de volta o Torsi, Pedro mendes e Nuno Reis.

  4. Contra uma equipa forte no ataque, começar o jogo com um jogador que obviamente não está em forma e cujo forte não é certamente defender/pressionar não é uma boa opção. Infelizmente, Matias nunca será aquele jogador que nós queríamos que ele fosse. É pena, mas é a verdade.

    Parece-me claro que o subtituto natural do Elias é o André Santos… primeiro porque é um excelente jogador e já o mostrou vezes sem conta; segundo porque tem capacidade de baixar para ajudar o Rinaudo e ainda segurar a bola e de vez em quando ir à frente tentar a sorte; e terceiro porque a equipa fica sem dúvida muito mais equilibrada.

      • São opiniões, mas é inegável que já fez bem mais com a camisola do Sporting que o Matias que tu e tantos idolatram… por isso para mim não deixa de ser um excelente jogador que nos dá uma alternativa de grande calibre para jogar como 8 no lugar do Schaars ou Elias (mas a meu ver nunca a 6 no de Rinaudo).

      • enquadrado numa equipa moralizada e que jogue alguma coisa vamos ver se não tem imenso potencial…mas enfim, se o querem matar aos 22 anos, na segunda temporada a sério no clube…

  5. Passo a repetir: Malta… Preciso de um bilhete… Abaixo dos 20 € :) alguém quer um acompanhante de luxo…? sem ser de luxo nem acompanhante? :) Grato pela atenção!

  6. Pessoalmente optava pelo A.Santos entregando as costas do ponta-de-lança ao Schaars e jogando com Rinaldo a trinco e A.Santos a 8.
    Matias é para entrar na segunda-parte quando os jogadores adversários já tiverem muitos minutos nas penas e ai sim, mesmo sem estar a 100% poder acrescentar perfume ao futebol do Sporting.

    Em Janeiro é crucial ir buscar um enorme defesa-central. Forte na marcação, bom no jogo aéreo, rápido na aceleração e velocidade e com um pé esquerdo eficaz. Ficaríamos com o capitão américa, com o Rodrigues, com este novo DC e com o polga para 4ºcentral e experiência de balneário. Carriço out!

  7. O Aguiar já era, é preciso não esquecer o puto Martins que se ficou no plantel é porque não será só para fazer numero, já vi muitas surpresas surgirem em jogos destes, em que promessas são lançadas às feras e depois confirmam o valor, no nosso Sporting não seria nada de mais. A defesa é um sector que precisa de um retoque, não existe claramente alternativa a qualquer um dos dois actuais titulares, se o Carriço for à vida não me incomoda nada, ainda para mais se pensar que desde que ele agarrou lugar no onze nunca mais tivemos defesa em condições, alem de que falta outro gajo com centimetros e jogo aéreo para compor a coisa.

  8. e o André MArtins!?!?! com a saida do Aguiar espero que o Domingos dê oportunidades a este puto.

    Para este jogo colocava o André Santos de inicio para dar consistência ao meio e na 2.ª parte entrava o Matias para partir aquela merda toda.

    Não esquecer que a Lazio tem um meio-campo forte: Ledesma, Brochi, MAtuzalém e Hernanes…

    VAMOS SPORTING!!!

    • é lançar o andré martins às feras até janeiro. se não estiver preparado, há, por exemplo, o adrien. ou então, é ir buscar um jovem que se ambiente este ano ao campeonato e que possa explodir para o próximo ano…

  9. Na minha opiniao acho que jogará o andre santos…mas se for o matias tambem nao acho mal pensado…!quero é ganhar e vamos ganhar jogue quem jogar..!quinta feira estou em Alvalade e domingo em Guimaraes…e voces?!?TE AMO SPORTING!!!SL

  10. é uma escolha difícil… gosto dos dois. o matias pode vir a dar mais classe e génio mas pelo contrário o andré santos é mais regular. Domingos recebe é para isso.. para ser ele a escolher os melhores

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s