Confirmado

Vão colocar-nos uma rede à volta, na visita ao Estádio da Luz. Ao que parece, numa medida experiental, testando uma solução de, dizem eles, “segurança”, para futuros jogos.
Fico curioso por saber qual a reacção da nossa direcção (e quanto tempo a rede vai durar).

Anúncios

83 thoughts on “Confirmado

  1. Uma rede ou um acrílico?!
    Se for mesmo uma rede deverá ser semelhante á de um Itália –Servia e ai é levar o ivan bogdanov que ele resolve o problema.
    De qualquer forma, manter os olhos bem abertos na maneira como iremos ser tratados pois na segunda volta são eles que cá vêm e o fosso sempre poderá ser finalmente útil para alguma coisa.

  2. só num estádio de selvagens é que poderia haver coisas/ideias peregrinas destas…. eles tratam os outros como se fossem um reflexo deles próprios… eles é que deviam estar fechados numa jaula como bicheza selvagem….

  3. O clube do pássaro, ou milhafre, e que tem um macaco como símbolo mais importante (até lhe fizeram uma estátua), a preparar uma jaula para os adversários, não deixa de ser irónico!!!!!

    É por isso é que eu não ponho lá os pés; Amigos lagartões bem me desafiaram para ir lá ver a bola p’rá semana, mas eu digo sempre, prefiro pegar em 20 ou 30 euros e ir gastá-los em putas ou dá-los a uma instituição qualquer de solidariedade, do que dar dinheiro àquelas bestas;

    SCP sempre!!!

    • eu percebo o teu pensamento, mas achas que fazia sentido jogar lá sem apoio nas bancadas?!? E olha que, quando as coisas correm bem, dá um gozo do caralho!

    • ja la fui ver o nosso Sporting atrás dessa redes e a sensação era horrivel, parecia que estavamos com um cortinado preto à frente. Com ou sem redes lá estarei sábado para ajudar a vencer o sporting com o poder da nossa voz não ha rede que resista !

  4. Epa “cherba” não consigo ir para esses lados. Eles se forem bons o suficiente ganham sem precisar do 12º jogador.
    Já uma vez fui à Media Markt, e foi uma comichão do caralho depois de sair de lá; Hoje em dia vou sempre a Alfragide. Fica mais longe mas é por uma boa causa;
    E mais… uma vez, há muitos anos tentei torcer por eles num jogo qualquer das competições europeias, e aguentei-me durante 2 minutos; Depois disso o meu cérebro voltou a carburar, e voltei a puxar pelos outros matraquilhos! Não me orgulho desses 2 minutos da minha vida.

  5. Só em medidas destas, animalescas e estúpidas, é que os galináceos são pioneiros…

    Pois eu estou com o Amunike: nem que me pagassem eu frequentaria locais pestilentos… Para ser enjaulado muito menos. Dá um gozo do caralho ganhar no galinheiro? Pois dá… Até se tivesse simultaneamente de coma e em orbitra, daria… Antes isso, que partilhar um espaço com cinquenta e tal mil codornizes bácoras… Só de imaginar a ideia dá-me cá um asco que nem queiram saber! Que bicharocos nojentos e mal-cheirosos, páh!

  6. Que vergonha que essa m*rda é, mas se vamos mesmo levar com isso, espero bem que a nossa direcção lhes faça igual ou pior na visita a Alvalade. Até parece que somos alguns selvagens ou o car*lho!

    Tirando o episódio da porrada com a polícia na época passada, não me lembro (nos últimos tempos) de muito mais incidentes dentro dos estádios. Os confrontos são quase sempre fora do estádio e não dentro, até porque é costume ser entre claques.

  7. Boa ideia, essa da rede e do acrílico, assim até sou capaz de ir um dia à capoeira!

    É que estar ali sem uma boa separação dos selvagens alcoólatras adeptos da violência doméstica preocupava-me um bocado.

    Mas bom bom era um muro electrificado, tampões para os ouvidos e pinças para o nariz. Sempre posso levar um kit, para construir o melhor ambiente possível….

  8. Aviso já: sou benfiquista. Atirem as pedras agora, que eu depois quero falar um bocadinho.

    Já está? Não? Então vá, mais umas pedradas.

    Ok. Já posso? Obrigado. Então é assim:

    Eu, como amante de futebol, detesto a ideia de ver pessoas engaioladas numa espécie de jaula (podemos chamar-lhe “zona protegida”, mas a merda é a mesma). Gostava que fôssemos todos capazes de ir à bola sem problemas, com amigos de outros clubes, bebíamos uns copos antes do jogo, comíamos umas bifanas, ríamos, mandávamos umas farpas aos rivais e depois entrávamos no estádio a apoiar a nossa equipa e, independentemente de quem ganhasse, no fim lá estaríamos juntos para mais uns copos e discutir o jogo. Isto parece-vos surreal? Pois é, a mim também, embora ainda seja do tempo (e tenho 30 anos, não sou propriamente um Carlos Castro) em que o fiz com o meu Pai, amigos e conhecidos, uns do Sporting, outros do Benfica, quer fosse em Alvalade ou na Luz. Infelizmente, esses tempos mudaram. Ainda acreditei no Pai Natal até bem tarde, aí até aos 25 anos, altura em que fui de cachecol do Benfica comer uma entremeada e beber umas minis para a zona das roulottes à volta do Alvalade XXI. Ainda mal tinha saído do carro, e já olhares de ódio apontavam a mira, olhares de gente com os filhos ao lado. Não demoraram 5 segundos até começar a ouvir “sai daqui, porco!”, “vais levar nesse focinho”. Fui na mesma. Pedi a minha mini, a minha entremeada e logo me apareceu um energúmeno da Juve Leo a dizer-me para sair dali antes que acabasse morto. Como gosto disto, de viver e de respirar e de ser feliz e infeliz, e dos amigos e da namorada e da cadela e da família e de tanta coisa mais, aceitei o repto e lá fui com a minha cerveja e a minha entremeada para outro lugar que não o dos animais.

    Isto, ao contrário, de certeza que também já se passou com algum de vós. E o problema é que antes isto acontecia apenas com as facções mais radicais (vulgo: claques); hoje acontece com gente com filhos ao lado, que dão exemplos de verdadeira boçalidade que os filhos depois continuarão e assim sucessivamente.

    É triste? Pois é. É muito triste. Mas agora podemos fazer uma de duas coisas: ou encaramos o problema tal qual ele existe ou fingimos que está tudo bem e arriscamo-nos a tragédias e se já tivemos algumas (a maior de todas, a do filho da puta que matou um sportinguista no Jamor, mas há mais, muitas mais).

    Portanto, meus caros, se a “jaula” servir para que o jogo se desenhe pura e simplesmente no relvado (que vença o melhor), então eu sou favorável a uma medida destas. Mesmo detestando assistir a tal degredo humano. E mais: quando, na segunda volta, for a Alvalade, sentir-me-ei bem mais seguro se tiver umas merdas de acrílico a proteger-me a cabeça.

    É o mundo que temos. Resta saber se somos pragmáticos ou se somos Eduardos Barrosos.

    Por mim, prefiro ter cérebro. Mas vocês é que sabem.

    • Caro Ricardo, se tivesse cérebro, não vinha aqui postar textos como alguns que já aqui deixou.

      Eu tenho idade para ser seu Pai, aliás o meu filho tem 36 anos, e desde há muito que deixei de ir ao campo do seu clube tal o clima de terror que se sente quando alguém enverga as cores adversárias. E conta o meu Pai, que ia ver os jogos à »Estância«, que sempre foi assim. Será agora pior? Certamente. Mas em lugar de vir aqui postar textos supostamente »correctos« peço-lhe que fale com o seu/vosso ícone principal e aconselhe o senhor a não instilar ódio com declarações, essas sim, profundamente racistas como as que ele proferiu.

      Termino que tem todo o direito (enquanto os responsáveis do blogue assim o entenderem) de aqui vir comentar. Ei tenho todo o direito de lhe responder da forma que achar mais adequada.

      Cumprimentos,
      Mário Fernandes

    • Grande comentário. Do melhor que vi aqui e seguindo esta linha de pensamento acho ridículo gritarmos “slb..filhos da puta” quando não estamos a jogar conta o Benfica. Para além, de estarmos a dar importância a clube que não é nosso, não me parece ser esse os valores pelo qual o Sporting deve seguir. Para além disso, o Benfica não é o clube que me mete mais ódio, mas sim o FCP e mesmo o FCP é um clube como outros e deve ser minimamente respeitado.
      Eu tenho 21 anos, nasci benfiquista e mudei de clube prái aos 9 ou 10 para o Sporting. O único elemento influenciador que tinha na família era o meu irmão e por isso era benfiquista como ele. Mudei quando o João Pinto e o Nuno Gomes saíram de lá, sem eu perceber bem porquê. Hoje, sei que fiz a escolha certa e serei do Sporting para sempre, pois é o clube que tem os valores com os quais mais me identifico mas tenho amigos do Benfica, para além do meu irmão e mete me graça discutir com eles, gozar com eles e eles gozarem comigo quando têm motivos para isso. Uma vez fui com o meu irmão ao estádio ( no jogo dos 5-3) e a reacção da malta foi mesmo animalesca. Já fui à Luz, com amigos e também senti me num ambiente muito pouco aconselhável. Isto não meteria graça se fossemos todos do mesmo clube mas seria tudo melhor se fosse levado na boa. Quem ganha com o futebol são os jogadores e treinadores e eles no final do jogo, cumprimentam-se todos.

      • foda-se, por uma ou duas vezes li as alrvidades que aqui ias debitando!
        agora compreendo, além de teres tido o estômago suficiente para teres sido adepto dos rançosos, ainda viraste a casaca em seguida.
        pareces uma melancia…
        a partir de hoje já sei e dou-te o desconto!
        mas gabo-te a coragem de vires aqui assumir isso!

    • Tanta conversazinha de lampiãozinho fofo, simpático e tolerante e eu-gosto-é-de-bola-e-de-sermos-todos-amigos, como tantos que já apareceram aqui no Cacifo (a sério, continuo a admirar a vossa iniciativa, para mim incompreensível, de andar à cata dos melhores sítios de reunião dos outros clubes), mas os dois últimos parágrafos lá revelaram subtilmente a verdadeira tendência fétida para a provocação e fanfarronice que tão bem caracteriza a vossa espécie.

      Vai-te foder, pá.

      E mais, se não te sentires seguro em Alvalade na segunda volta, não apareças. Vai emborcar um whiskyzinho ou uns tremoços com o teu tratador numa tasca qualquer. Poupas-te de te aborreceres ao vivo com o jogo, e sempre é menos um a empestar o nosso estádio.

      • Olha meu, vai tu, já que não consegues ter uma conversa decente. Mas compreendo perfeitamente que queiras ter um sitiozinho reservado para dizer as tuas baboseiras, os teus desabafos malcriados… Pede ao pessoal do Cacifo para te criar uma pastinha exclusiva.

      • Galináceos merdosos:
        somos Grandes! Deus(perdão, Rinaudo!) me livre se eu ia comentar o Sporting em blogs de rançosos…
        mas pronto, levando em linha de conta que 50% de vocês não sabem ler nem escrever e os outros 50% só têm merda na cabeça, compreendo que de vez em quando sintam necessidade de socializar com pessoas normais!
        acontece que o pessoal não grama lampiões nem pintados de ouro, agora tentem perceber porquê!

    • Tanta linha escreveu o lampião a condenar os “selvagens” de Alvalade, mas nem uma dedicou ao porco filho da puta e cobarde do very light que MATOU um adepto sportinguista.
      Só falou de um tanso desses que andam hoje em dia pela JL, mas nem uma palavra dedicou aos ranhosos e cobardolas das faquinhas, os paNNeleiros.
      Estimo que te fodas e que vás comer entremeadas para a puta que te pariu, néscio.
      Odeio gente com dois pesos e duas medidas. E detesto gente com mais de 6 anos que acredita no Pai Natal; acreditar no “Pai Natal” (sim, burro lampião, eu sei que não é o Pai Natal “per se”) até aos 25 é típico de atrasados mentais não-declarados.
      Gajos burros e tansos há em todo o lado, escusas é de vir com a lengalenga de que o Desportivo de Carnide é só anjinhos, filho da puta.

      SL

      • Mas a sério, tu não percebeste nada do que ele escreveu, só vês verde à frente ou ambos? Se os valores do Sporting são os que são reflectidos por muitos destes comentadores, então não me revejo mesmo deles. Querias o quê, que ele dissesse que se sentiu mal no meio de benfiquistas por estar com um cachecol do benfica? Foda-se, é que há com cada um! E eu ainda chego a pensar que só os outros é que têm palas nos olhos…

      • Nem tu nem a melancia podre devem saber ler. Ou então sois preguiçosos. Se te deste ao trabalho de ler toda aquela palhaçada de vitimização lampiónica, lerias que a galinha queria dar a crer que só em Alvalade é que há arruaceiros e cobardolas que gostam de aviar em adeptos ditos “normais” (leia-se que não são membros de claques).
        O imbecil veio para aqui armar-se em vítima, quando vários dos piores episódios envolvendo adeptos de futebol nos últimos anos tiveram como protagonistas merdosos de vermelho e não adeptos do Sporting, sejam das claques ou não.
        Foda-se digo eu, que o analfabetismo infelizmente ainda grassa nalguns sectores sportinguistas. Não uses gravata, rapazinho, que não tens nem categoria nem cabeça para isso.

        SL

  9. Mário Fernandes,

    sobre o pedido que me faz, só posso remetê-lo de volta e aconselhar-lhe uma coisa simples: faça-o você mesmo. Estive uma vez com Eusébio, não conheço a pessoa para lá do mito. Se quiser aconselhá-lo, pois está à vontade: ele é capaz de ter morada. Email, diria que não. Fax, talvez. Ou telefone, mas tudo isso será mais pessoal. Pode também contactar Hilário, seu primo e grande ex-jogador do Sporting. Comigo é que não tem grande sorte.

    Sobre a primeira parte do seu comentário, não leve a mal o que vou dizer: é por esse tipo de pensamento que o futebol está como está. Eu explico: o pensamento de que os “climas de terror” são só do lado dos outros. Não são, Mário. Começa aí a aprendizagem sobre como sermos melhores adeptos. No entanto, deixa a pergunta: mesmo que 99 por cento de nós fôssemos adeptos exemplares, os 1 por cento de atrasados mentais não iriam estragar tudo? Ou precisamos de uma autoridade séria? Se calhar é mais por aqui. Mas séria quer dizer isso mesmo: séria, não gratuitamente violenta, como tantas e tantas vezes ocorre em recintos desportivos.

    Olhe, não sei. Pelo sim pelo não, tomo banho.

    • E o excelso galináceo acha que uma vedação melhora as condições de segurança e o ambiente entre os espectadores ou, pelo contrário, induz repressão e mal-estar a quem só quer assistir ao jogo e apoiar a sua equipa? Sim, mesmo os membros de claques oficiais (sublinhado).

    • Ricardo,

      Mais depressa um pedido de desculpa do Eusébio pacificaria o público do que uma rede. Mas a tentação de tapar o sol com a peneira é grande não é?

      Z

    • Ricardo,

      Respondo agora e fecho a questão porque não estou disposto a alimentar polémicas deste tipo. Aconselho-o a não tomar banho, evite desperdiçar água e gás. Lave apenas as mãos com Pilatos fez, já que a sua resposta segundo a qual deveria ser eu a interpelar o jogador Eusébio, e desde logo a sua não condenação das afirmações desse mesmo jogador, não passa disso mesmo, um lavar de mãos.

      O futebol está como está por muitas e variadas razões. Seria fastidioso sequer enumerá-las, quanto mais aqui debatê-las. Mas a sua atitude em vir a este local como um »faux diable« (literalmente) cheio de elegâncias e rematar o discurso com um chamar de »sem cérebro« aos Sportinguistas frequentadores do Cacifo não
      ajuda certamente a que o futebol deixe de estar onde está.

      Como lhe disse, tenho 60 anos e já experimentei um bocado da vida. Gosto de tomar partido nas questões que abordo. E de acordo com Shakespeare que escreveu que na velhice há certos comportamentos, que noutras idades poderão ser considerados reprováveis, mas que com a idade são transformados em privilégios, eu já não estou com meias medidas. Se é para provocar e para insultar, que se faça com classe. E com classe é deixar para trás os eufemismos e indirectas de circunstância, olhar os interlocutores de teclado nos olhos e mandá-los para a puta que os pariu.

      Eu que não tenho cérebro (sua generalização) e que perco a cabeça com o tipo de intervenções como a sua, representando portanto o grupo dos verdadeiros acéfalos Leoninos, peço-lhe que não nos visite mais com essas suas arengas.
      Para nos inflamarmos, insultar, chamar nomes uns aos outros, estamos cá nós e chegamos bem. Com uma enoooooooooooorme diferença. Somos todos doentes de morrer pelo Sporting. Você não.

      Cumprimentos,
      MF
      a.k.a. Pão Metálico

  10. Tiago Costa, acredita que é dos primeiros sportinguistas, excluindo o meu grupo de amigos, a quem vejo defender essa ideia – de que é estúpido insultar o Benfica, principalmente em jogos em que este nem participa? Acredite, porque é verdade. Os meus parabéns pela lucidez demosntrada. O que se assistiu ontem em Alvalade foi digno de terapia grupal. Que não haja mais adeptos como o Tiago acho estranho. Mas nada posso fazer. Eu teria vergonha de estar a jogar contra o Braga e os adeptos do meu clube começassem a insultar o Sporting. É que, para além da estupidez de odiar mais um clube do que amar o próprio, demonstra traumas profundos que fazem de corar de vergonha qualquer verdadeiro sportinguista (e eles existem e não sou poucos).

    Também estive no 5-3. Grande, enorme jogo. Infelizmente para mim, de derrota para o Benfica. Mas um jogo tremendo. E era disso que devíamos falar.

    • Lá estão vocês com a estupidez de odiar mais o benfas do que amar o Sporting. Eu diria que é o contrário, afinal de contas, você é benfiquista (vulgo lampião) e vem mandar papaias para blogs Sportinguistas! Talvez haja aí algum complexo que queira explicar…

    • Olha la ó amostrazinha barata de águia vitoria,para tua informação(e vê la se assimilas bem o que te vou dizer) em Alvalade só se canta contra os outros clubes rivais se na jornada a seguir formos jogar contra eles,a menos que o e quem não salta e lampião allez seja ofensivo,desde já peço-lhe imensas desculpas(que no meu dicionário de sportinguista significa vai masé po caralho)…E voces falam falam falam,mas eu conheço adeptos do seu clube que vão de propósito para o estádio para se bater com os rivais,mas só os do Sporting é que são animais…

      E ó sua esperteza rara(do ponto negativo claro está)…eu ate podia dizer-lhe alguns dos cânticos que as suas claques têm a atacar os adeptos do sporting e benfica,mas como me repugna transcrever essas musicas para aqui simplesmente vou calar-me,e como referi em cima,se o jogo contra o braga estava ganho,o próximo jogo é na Luz onde vamos ser enjaulados,acha que não se ia mandar uma farpa?tenha decência na cara em vez de vir debitar merda em quantidades interminaveis.

      Passe bem!

  11. Penso que a jaula vai com o carralh… pq vamos ser tantos no galinheiro, que não vamos caber lá.aquela mera durante a semana vai servir para o triste do eusebio receber la os amigos e comer bananas com o Rabo

  12. Normal. Conheçem algum galinheiro que não tenha rede à volta? Podiam era po-la à volta do recinto todo, não vá saltar algum diabo para ir ter com o arbitro ou cair algum verylight…

    sobosignodoleo.blogspot.com/

  13. É uma rede igual a tantas outras em vários estádios europeus. O acrílico, por acaso, também me chateia. Agora dizer que nos vão mandar para o fosso é uma autêntica parvoíce. Querem pôr uma rede, ponham a rede, não é uma m… de uma rede que me impedirá de apoiar o meu clube em Alvalade. Mas vocês lá sabem da vossa vida.

    • amigo desaparece!!!!lampiões do caralho ,eu não vou à luz para não apanhar com a merda toda, e se vejo a vossa laia em alvalade não me choca nada que saiam de lá com a tromba amassada!

  14. eu acho que era por os lampioes no fosso quando eles fossem a Alvalade e era incendia-los a todos…!eles nao nos respeitam,deviamos pagar na mesma moeda…e vamos resolver em campo e ganhar esses lampioes míseraveis..!SL

    ps:Sintam o cheiro…

    Sintam o cheiro
    que afugenta os cães
    são os lampiões e as putas das mães
    que cheiro a merda
    que pra aí vai
    é tão intenso que nem com ácido sai
    lampião porco
    lampião paneleiro
    és a vergonha de Portugal inteiro
    és miserável
    atrasadinho
    e ó Eusébio vais ter que dar o cuzinho
    benfica é merda
    benfica é merda
    benfica é merda, merda, merda

      • melancia lampiao ignorante tu é que tas mal,isto é um site do GRANDE SPORTING,vai pos teus lados rapaz que aqui tas a poluir o ambiente…desaparece,tu e o Eusébio de maos dadas podem ir a Merda ou a ETAR visto ser a mesma coisa…!

        lampiao porco…

      • Aqui o único que está a poluir o ambiente és tu. Até agora tenho sido bem comportado e não utilizo vernáculos exagerados nem desejo a morte a ninguém. Nas próximas eleições vota na extrema direita e convence o pessoal à tua volta a votar. Viverás, então, mais feliz no nosso país.

      • TODA A MERDA É BENFICA TODA A MERDA É BENFICA TODA A MERDA É BENFICA ALLEZ OOOHHHHH…

        PS- QUE SE MAGOEM ALGUNS ADEPTOS VERMELHOS (SEM GRAVIDADE, NÃO SOU SÁDICO) COM ESTA HISTORIA VERGONHOSA DA JAULA NA LIXEIRA. PODE SER QUE APRENDAM A NÃO FALTAR AO RESPEITO A QUEM NÃO DEVEM.

  15. De todas as vezes que fui à lixeira de Carnide, a única em que não fui incomodado com o fedor desses merdosos dos lampiões foi por volta de 2000, quando se levaram as máscaras e a faixa a dizer a verdade: que os lampiões fedem.
    Que ponham as redes todas que quiserem, já que servem para separar os seres racionais (nós) e os sub-humanos, desdentados e analfabetos (eles) que vão ver o jogo.
    E já agora, que os nossos rapazes façam balançar as redes da baliza dos merdosos o maior número de vezes possível. Que dediquem algumas batatas ao atrasado mental do Eusébio e aos restantes mongos vermelhos que passam a vida a ladrar que o Sporting é um clube racista, quando somos o único clube relevante deste país que já teve um presidente preto, o Dr. Manuel Nazareth.
    SLMerda = espelho do pior de Portugal.

    SL

  16. Gostava que me disseses quem são “os restantes mongos vermelhos que passam a vida a ladrar que o Sporting é um clube racista.” Entrentanto aproveita e lê melhor a entrevista do Eusébio pois em momento algum ele fala no presente do Sporting mas sim no passado e num momento específico. Queres um PDF?

    • Oh melania a tua cabecinha nao da para mais pois nao?!tas a tentar desculpar o que nao tem desculpa??o rapaz,ganha juizo,o míseravel do eusebio que beba menos alcool,coitado e que va la para o galinheiro dele…e baza lampiao,tas a poluir o ambiente nao queremos contaminacoes…fdx!

      • Não é uma questão de desculpar koki. Leste a entrevista? E, por outro lado, se acham todos que ele é um bêbedo não percebo porque dão então tanta importância ao que ele diz…

    • “Mas eu não gostava, aliás, ninguém do meu bairro gostava do Sporting. Sabem porquê? Porque era um clube de elite, um clube da polícia, que não gostava das pessoas de cor, era racista”. É isto que está no Expresso.

      Que os senhores jornalistas tenham deturpado as afirmações do Eusébio para o tempo actual na capa da revista (“Não gosto do Sporting”) para terem mais impacto é normal. O que não é normal é estar aqui tanta gente a dizer mentiras. Leiam primeiro para poder criticar. E então deturparem à vossa vontade.

      • ahhhhh,se calhar ele como nem falar sabe o coitado do bêbado o jornalista lá se enganou e traduziu mal o pretogues dele nao?!se calhar nós é que somos todos burros e esse míseravel a uns tempos atrás também nao disse que odiava o Sporting pois nao!?e nem te respondo a mais nada,porque tu nem aqui devias estar..

      • Já agora e como não gosto mesmo de gente com dois pesos e duas medidas, bem podes ler a quantidade de asneiras que o Costinha disse numa entrevista a esse pasquim do falido de Carnaxide, aí por volta de Julho/Agosto do ano passado.
        Garanto que me deixaram tão fodido quanto as recentes bacoradas do Eusébio, ainda que tenham sido ditas por um dos “nossos”.

        Ser clube de elite é bom, é sinal de esforço e de aperfeiçoamento. Um dos erros deste país desde o 25 de Abril foi ter “pensado” (com aspas, obviamente) que as elites eram algo maléfico e “fascista”. Depois ficámos a comer com as falsas elites dos Jorges Coelhos, Limas, Dias Loureiros e restantes corruptos. Mas isto são contas de outro rosário.

        SL

      • Ok, vou andando. E se passares por lá no sábado ainda te pago uma cerveja para esfriares essa cabeça e perceberes de uma vez por todas que a grande maioria dos seis milhões não é assim tão má como a pintam.

    • Bem, boa parte dos merdosos armados em politiqueiros que conheço e que são lampiões vêm sempre com essa lengalenga contra o Sporting/argumento para serem lampiões (“clube democrático e nunca de elite”, dizem). Tu é que deves ser um anti-social que não conhece ninguém; sai do quarto, rapazola.
      Ah, giro. Então o passado do Sporting é só merda, pejado de racistas e o caralho. Presumo que os 5 Violinos e os gajos do Sporting de Lourenço Marques fossem todos das SS em segredo. Já o passado dos merdas de vermelho é impoluto. Onde quer que tenhas aprendido essa lógica, vai lá pedir o dinheiro de volta, que foste enganado. Ou então pede para fritar, que o que tens aí é uma batata.
      Se não sabes, aprende: o preto maior das galinhas nem jogou no supramencionado Sporting de Lourenço Marques, nem nada.
      Portanto, o anormal do Eusébio consegue enfiar a polícia e uma data de gente no mesmo saco e eu é que não interpreto bem a realidade, ó melancia podre? Vai tu aprender a ler, idiota de merda.
      “Entrentanto”, vai para a caminha que tens escolinha amanhã, rapaz. Talvez aprendas na aulinha a interpretar o que lês, quiçá até um pouco de coerência.

      E antes de ladrares tu através do teclado mais verborreia: não, não sou daqueles que canta contra o SL Merda em jogos que não sejam contra eles; acho isso profundamente imbecil. Deixemos esses comportamentos para os andrades, sim?

      SL

  17. Pois eu espero que o Domingos coloque fotografias dessa vergonhosa prisão ao ar livre no balneário dos nossos jogadores.

    Que lhes seja transmitida uma mensagem forte de revolta e de solidariedade. Inspirem-se em nós, dediquem todo o esforço aos encarcerados e, no final, teremos glória.

  18. Por momentos fiquei estupefacto ao ler valiosíssimos inputs sobre técnicas de enjaulamento. Temos redes (ah! E tal! Isto com rede sinto-me mais seguro!) temos acrílicos (fodasse! Isto não se faz nem aos animais!) temos arame farpado, toda uma panóplia de estruturas dos mais variados materiais. É porreiro, sim senhor. Que sorte tem o futebol português em contar com o clube de vermelho para resolver as questões de segurança. Curiosamente, foi dessa escumalha que nasceu o inergumeno que assassinou um dos nossos. E é essa gente que envia stewards provocar jogadores. E são esses que entram em campo para esganarem fiscais de linha. E são esses que incentivam adeptos a não irem aos jogos porque “somos nós que sustentamos a liga” (seja lá o que isso for).

    Portanto, vamos lá deixar-nos de merdas de conversas sobre se é seguro ou se não é. Nada que venha dessa gente me transmite segurança. São uma cambada de inergumenos, mal formados, manhosos e hipócritas que não dão lições a quem quer que seja. Portanto, é mesmo um merda de uma jaula. Talvez não seja no sentido literal, mas o intuito é o mesmo. Deixar-nos presos e confinados a um espaço limitado, no pior local do recinto e a pagar o mesmo preço de bilhete.

    Se esta merda é uma coisa “experimental”, espero que essa gente se lembre de recolher as “opiniões” dos utilizadores da dita estrutura, que somos nós, sportinguistas. Da vossa parte, não sei. Mas eu já me lembrei de, pelo menos, 10 formas de demonstrar a minha opinião. E nenhuma delas envolve palavras.

    Mas como eu até sou um gajo com pensamento positivo, prefiro centrar-me na excelente oportunidade que temos de responder quando essa corja nos visitat lá pró fim do campeonato. E temos a vantagem de ter o quase o campeonato todo para pensar na melhor forma de humilhar essa gente.

    O bicho acordou. Agora tentem amansá-o.

    • Isto resolve-se de uma forma bem simples: ganhando-lhes no relvado. Na Luz, em Alvalade e em qualquer outro estadio deste mundo. Sempre!
      Nao e preciso ameacar ou arrancar para a violencia. Basta ganhar.

      Nao respondam a provocacoes vindas das galinhas que vem ver como esta o cacifo. Deixem-nos a falar sozinhos. Nao vale a pena argumentar nem tentar chamar a razao! A sua minuscula cabecita das aves nao da para tanto.

      Concentremo-nos nos nossos e deixemos os outros a falar sozinhos. Receita simples – nao ligar aos cacarejares que pululam por aqui. Olimpicamente!

  19. Todos sabemos que as claques ( alguns membros pelo menos ) são autênticos animais. Podendo ser discutível o método, alguma coisa tem que ser feita para garantir a segurança dos adeptos. Colocar claques adversárias no 2º anel é uma jogada perigosa, bem como coloca-los na 1ª. Se não são eles os alvos dos arremessos do 2º anel, são eles a arremessar objectos cá para baixo. Isto é uma vergonha … há muito tempo que estes gajos deveriam ter sido ” ensiandos ” … English style. Varreram a corja que por lá andava a estragar o futebol. Eu sou do Sporting, acérrimo defensor do meu clube mas, para gangs e criminosos membros de claques ( incluindo a Juve, Directivo e Torcida ) não tenho tolerância ou respeito. SL

  20. (Coloca a cassete com a música do piça_rra no tijolo, mama mais um golo do garrafão de tintol, ajeita o bigode e palita as caries)

    Seeeeeeeer Lampião
    é ter no cú, muitas doenças
    levar nos cornos
    e ser gozado por toda a gente
    ter um museu onde as taças cheiram a ratos
    e uma equipa a quem chamamos aldeia dos macacos

    (arrota e de seguida espanca a mulher e uma sobrinha que antes tinha violado até que lê as instruções de como pode voltar a ouvir a sua marcha e pressiona play)

  21. O estádio dos porcos não tem condições de segurança para receber convenientemente adeptos do clube visitante.
    Digo isto porque muitos anos após a sua inauguração ainda se andam a fazer experiências de como colocar esses adeptos dentro do estádio de modo a que o espectáculo possa decorrer com toda a normalidade.
    E assim sendo penso que as instancias policiais e desportivas se deveriam pronunciar sobre esta situação e vetar este estádio sempre que o mesmo possa receber adeptos de outros clubes.

    Tentar resolver o problema, enjaulando pessoas parece-me no mínimo desumano. Mas se assim for, no jogo da segunda volta, especificamente para essa “gente”, proponho a venda de bilhetes mais baratos para que os mesmos possam ouvir o jogo e coloca-los delicadamente dentro do fosso. Simples e eficaz.

    Lampiões? NÃO, Obrigado!

  22. Por estas e muitas outras, é que eu deixei de acompanhar o Sporting nas suas deslocações pelo País, depois de visitar todos os estádios do Euro (excepto dragão e luz) onde nunca entrarei de livre vontade.

    A partir de há uns anos a esta parte, só me desloco com o Sporting quando visitamos um clube que nos respeite.
    Por exemplo adorava ir a Braga sempre que podia, mas desde que lá está este Presidente, pois, a ùltima vez que lá fui, foi a do Hat-trick do Pinilla.

    Sei que é deixar os nossos jogadores sózinhos (se todos fizessem como eu), mas de certeza que as direcções dos clubes que não realizassem dinheiro com os bilhetes que compramos, pensariam de maneira diferente se não fosse ninguem ao estádio.

    Desculpem-me meus queridos jogadores do Sporting mas sábado é dia de Sofá e Sporttv, e sei que vou ter ao meu lado uma bela garrafa de champanhe para comemorar o vosso Esforço, a vossa Dedicação, a vossa Devoção e se apesar de tudo houver Deus (rinaudo), a vossa Glória.

    Apesar de pensar assim, um muito obrigado a todos os 3/4 mil que vão estar presentes na Etar. È preciso gostar mesmo muito do Sporting para se sujeitarem aquela merda toda.

    Viva o Sporting.

  23. O que custa mais nesta coisa toda, é a condenação do discurso moderado à extinção.
    Os extremistas de cada lado só servem para inclinar os moderados, do outro lado, para os extremos, numa espiral que qualquer dia acaba mal, Que os adepto cedam à húbris é condenável mas, se atentarmos no esforço que (alguns não) fazem para racionalizar chega a ser compreensível,

    Que uma direcção ( com o peso e significado que isso tem (vidé o empertigamento e veneração com que soletram o termo instituição)) demonstre por ACÇÕES que acha os adeptos não são todos iguais é preocupante, e não venham com estórias de segurança, que dispensamos paternalismos e, aliás, temos um estado de direito que tem os mecanismos LEGÍTIMOS para garantir a tão importante “segurança”.

    Agora falo para todos os lados das trincheiras: Estes cantos de sereia com alusões ao “untermensch”, o tentar apoucar a humanidade do Outro, já cheiravam mal no tempo do III Reich. Se não conseguem encarar os adversários como iguais e dignos do maior respeito: vão ao psicanalista; vão para um canto com orelhas-de-burro, voltados para a parede; VÂO PARA O CARALHO, (pronto já me contaminaram, foda-se)

  24. E para evitar que se danifique preciosa gaiola, de certeza que de um lado e doutro vai haver um jeitoso cordão policial.
    A mim o que mais me chateia nem é o facto de estar confinado a uma area, mas sim e ninguem falou disto ainda, é que o efeito principal vai ser a redução do barulho feito por nós.
    O acrilico vai fazer com o nosso som não se disperse para o estádio… o objectivo não é a segurança, mas sim impedir-nos de fazer ouvir as nossas vozes.

    Essa é que é a merda. Se não fosse assim, punham uma rede.

    • Obvio, até porque se fosse por questões de segurança, esta “experiência” já deveria ter sido posta em prático aquando do jogo contra o Man United, clube que vem do país onde o Hooliganismo impera.

      Resumindo, esta jaula não é mais do que uma provocação pura e dura contra nós e provavelmente mais tarde quando os corruptos lá jogarem também. Democraticamente uma atitude condenável, deplorável e vergonhosa.

      Mas cá se fazem cá se pagam, dentro e fora do campo nós vamos andar por ai. Vamos a ver se no final, os cabeçudos é que não acabam enjaulados numa qualquer cama de hospital.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s