Descarregar a frustração

Enquanto arrumo as ideias para vos dizer o que penso sobre Domingos, convido-vos a descarregar a frustração na eleição do blogue do ano (quem já o fez, que passe a palavra). 200 votos de diferença é pouco para enxovalhar os tristes que têm como única forma de propaganda e promoção a ofensa ao Paulinho e o ataque ao Sporting.
Para votar é só clicar aqui e ir à categoria desporto.
Até logo.

21 thoughts on “Descarregar a frustração

    • Peço desculpa, reparei agora que já alguém tinha colocado este link no post anterior…
      Não foi intencional, vi este artigo num outyro blog e achei pertinente aqui realçar.

      • Não sei se tudo o que está ai é verdade. Algumas se calhar são … outras não são. No entanto, quatro coisas são certas:

        1- Provavelmente toda a gente sabe mas sublinho que a sede da OPWAY é esta:
        Rua Professor Fernando da Fonseca – Edifício Visconde de Alvalade, 5º
        1600-616 Lisboa
        Portugal
        Como podem me fazer acreditar que os homens que têm liderado o Sporting não são corruptos e não se preocupam com os interesses pessoais? O Pintinho e o Orelhas são santos?? Claro que não, mas lesam muito menos o seu clube para benefício próprio. Em vez disso actuam de formas menos lícitas para benefício do clube. O Godinho está ligado ao Dias da Cunha que está ligado ao Soares Franco que está ligado ao Bettencourt que está ligado ao Roquette etc. é sempre a mesma “família” a mamar à conta dos sócios e dos frutos que a marca Sporting ainda vai dando. Gostaria de saber o resultado da famosa auditoria? Onde ela anda.

        2- “O Sporting está de volta” era o lema. Sim está de volta mas não é ao tempo das glórias mas sim de volta ao tempo dos casos e palhaçadas. Guerras que nada levam com a comunicação social; pintura de relvado; parede do túnel; caso Bojinov; alienação de passes. O treinador na hora da crise encontra-se sozinho tal como teve Carvalhal, Paulo Bento, Paulo Sérgio. O Vitor Pereira não caiu… do Domingos não sei será fácil dizer o mesmo. Não percebo para que Freitas e Luis Duque. Estavam a precisar de uma reforma extra? Houve reforços acertados e falhas como existe em todos os clubes. Mas ser preciso dois gajos para contratar é mau demais.

        3- Não nos podemos esquecer como começou este mandato. Foi à pedrada e foi de facto um dia negro na história do Sporting. Os sportinguistas chamam o BdC oportunista e batem palmas à entrevista do Godinho. Aquela entrevista foi fácil na altura que foi, mas atão e agora? Ele não me pagou nada nem o conheço melhor que ninguem mas eu apoiava e apoio incondicionalmente. Já li aqui e concordo: “O Sporting podia ser melhor ou pior, mas de certeza diferente”. Só o ser diferente já me agradava porque o Sporting continua igual. Hoje surgiu o Augusto Inácio a defender Domingos, curiosamente o homem que era para ser o Director Desportivo e o homem que nos matou o jejum. O Duque e o Freitas ainda não ouvi nada deles. O Van Basten pode não ser melhor que o Domingos não sei. Mas sei que não seria chorão e faria este Sporting no minimo a jogar à bola e teria muito a transmitir ao VW.

        4- O Sporting não está de volta aos adeptos. Eu nunca fui muitas vezes ao estadio. Sou ainda estudante mas no entanto e apesar da crise (a financeira) esta época teria condiçoes para ir ver o Sporting várias vezes. Fui apenas duas (Valência e Vitória de Setúbal). Jogos a más horas, preços exurbitantes afastaram me a mim ou aqueles que me poderiam fazer companhia de acompanhar mais vezes o Sporting. Sei que em Carnide não são mais baratos mas o Sporting não está em condições exigir tais preços aos adeptos. Admito que a compra on line de bilhetes está muito facilitada mas não é o suficiente e pelos vistos eu não sou o único a pensar assim, tendo em conta o número de assistências.

        Por favor. Mudem o filme que este já cansa.

  1. Esta é a semana para mostrarmos a nossa força. O Sporting somos nós! E não vejo que as coisas melhorem se entrarmos em depressão. No domingo à tarde, como andamos a pedir, temos que encher o estádio, fazer uma enorme festa, mostrar o apoio à nossa camisola.
    Esta critica permanente, embora justificada, apenas nos prejudica e afasta do Clube. Até ao final da epoca ainda há muito para ganhar – uma equipa, um treinador, jogadores para o futuro – e se o campeonato é difícil, embora ainda tenhamos uma palavra a dizer sobre o resultado final, temos a taca de Portugal e a da Liga e a liga Europa para juntar umas taças ao nosso museu e recuperar o respeito dos nossos adversários.
    Não querendo intrometer-me na linha editorial deste fabuloso espaço sportinguista gostava que até Domingo aproveitássemos para convencer cada um a ir ao estadio e apoiar como nunca.
    Eu acredito! Hoje e sempre porque o futuro é nosso e o presente temos que o ganhar.
    Vamos cumprir para com o nosso lema e mostrar a dedicação e amor para ajudar neste momento difícil.
    Saudações leoninas!
    Um abraço

    Ps- já votei. Um pequeno contributo meu para que o Cacifo vença.

    • Sou dessa opinião !! Como no Domingo vamos ganhar DE CERTEZA ABSOLUTA se o estadio estiver cheio, tenho a CERTEZA que vamos fechar um ciclo negativo e retomar às vitorias !! Nao duvidem !!!
      Sporting Sempre !!

  2. Voto já está feito,tanto em casa,como no local de trabalho…e Cacifo a golear por mais de 400 votos!!!O CACIFO É DO CARALHO MESMO!

    Alguém sabe a que horas jogam os juniores contra o Inter amanha?!e se há link para ver o jogo…?!

    SL

  3. Pensando seriamente nesta merda toda, chego à conclusão de que os treinadores que lá andam são os menos culpados. São as marionetes no jogo dos poderosos. Nós, sócios e adeptos somos os palhaços que lá metem dinheiro. Já não se assobia em Alvalade, pelo menos como antigamente. Já não há pressão à saída de mais um mau jogo. Vai tudo para casa que já faz frio.

    Também já não existe aquele incentivo. Antigamente quando o Balakov ia bater o canto, a Sul levantava-se a bater palmas. Mas também, vou bater palmas a quem? Quem é o próximo palerma a bater o canto de forma displicente?

    Os jogadores também têm culpa. Têm culpa porque como qualquer humano desleixam-se. A diferença para os outros dois clubes é que não têm ninguém que lhes pise os calos. Que os tirem dos bares de putas a meio da noite. Digo mais, têm de ser sportinguistas a mandarem-nos portar-se bem., a mandá-los para casa. Onde andam os mauzões, o braço armado que desata aos socos nas assembleias? Já que ganham dinheiro para umas coisas, porque não metem os jogadores em fila quando os vêm noite dentro?

    Não me vou alongar, porque certas coisas dão força aos “outros”, mas viram bem a cara do Salomão quando cá jogava? Todo sugadinho…

    Para além disto tudo, temos os outros lá em cima, os da tribuna, a foder isto à 15 anos. Só há uma maneira de acabar com isto, e vocês sabem bem qual é.

    • E mais…

      O Domingos anda a ser fodido, porque tal como teve que meter o Yannick e o Postiga a titulares (para serem vendidos), está a ser pressionado para apostar continuamente em certos jogadores, que terão o mesmo fim.

  4. Desde que contratámos o Domingos que tive um receio, que fosse o nosso Artur Jorge. O Artur Jorge que, ao serviço do Porto, deu cabo de um plantel campeão do Benfica. O Domingos (a avaliar pelos erros sistemáticos desde o inicio da época) ou é incompetente e inepto ou está a mando de alguém.

    O jogo de ontem provou que não tem um modelo, um projecto e que não está a montar uma equipa que possa lutar pelo título na próxima época. Isso foi o que mais me desiludiu e angustiou, a ausência de uma perspectiva futura e o perceber que não estamos a pensar o futuro.

    Já para não falar da péssima gestão e rotatividade de jogadores, cuja falta de critério é gritante, e do constante falar da aproximação aos “dois grandes”.

    Com um plantel como o que lhe foi oferecido (pese embora as lesões, mas veja-se o Braga que, por exemplo, teve metade do plantel lesionado), com o apoio directivo e dos sócios, estar a 5 pontos do Braga (e do acesso à 3.ª pré-eliminatória) e em risco de (a jogar assim) nem a Taça de Portugal ganhar, pedia-se muito mais.

    Se lá tivesse um Carvalhal ou um Paulo Sérgio (que tiveram muito poucas condições, nomeadamente direcções miseráveis e planteis fracos) o tratamento e a tolerância não era a mesma.

    Note-se que não defendo nenhuma saída imediata. O balanço faz-se no final da época. Depois deste jogo dissipei quaisquer dúvidas.

    Edgar Faustino

Deixe uma Resposta para Trolha Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s