Pagar na mesma moeda?

Para nós, adeptos, fez confusão a forma como, de semana para semana, Domingos ia atribuindo as culpas dos maus resultados aos jogadores. E, pese a forma como nunca chegou a espirrar nada cá para fora, é de acreditar que nem todos estivessem ao lado do treinador.
Não deixa de ser curioso que, agora, com Sá Pinto ao comando, comecemos a ouvir frases como a de João Pereira, dizendo que no tempo de Paciência a bola parecia que tinha picos (sim, depois veio dizer que não tinha nada a ver com o treinador), a de Carriço («Sá Pinto é da casa e, como eu, sente o clube. No fundo trouxe muita motivação, ambição, o grupo está unido e demos as mãos pelo mesmo objetivo») ou a de Marcelo («Com o Sá Pinto todos têm de correr, todos têm de marcar»).
Eu cá não sou de intrigas, mas parece-me que há aqui uma tentiva de deixar bem claro que, afinal, a culpa não era só de quem entrava em campo.

 

59 thoughts on “Pagar na mesma moeda?

  1. com essas frases os jogadores não estão a dizer “antes não havia motivação, ambição, não tínhamos de correr” mas estão a dizer “agora temos mais motivação, ambição, …”

    acho natural, afinal o mesmo se aplica um pouco por todo o lado, olha por ex o Polga.. não é tosco, mas por mim já tinha saído há muito porque temos passado anos a precisar de mais qualquer coisinha naquela posição! (e olha que fdp de exibição ontem)

    • Lá estamos nós com o Polga e a pseudo boa exibição!!!!

      Ninguém viu o lance do Anselmo que ia dando o empate?? remate quase na pequena área, lance em que o Polga ficou a olhar (como sempre!!)!!!!!!!!!!

    • Fala-se em Polga e…..

      È pá o homem é fraco como jogador, mas já foi enorme e ainda é bonzinho.

      Quem troca Polga por :

      Jardel
      Rolando
      Maicon

      Se calhar eu não.

      A minha dupla preferida pelo que vi até agora, Xandão / Rodriguez, pois apesar de gostar de Oniewu, prefiro o Xandão (a defender).

      Ora então Xandão e Rodriguez a titulares e Oniewu e Polga a suplentes, estamos muito bem servidos em centrais.

  2. Essas declarações não surpreendem. São normais após a substituição de treinadores. No entanto, não é difícil de acreditar que o Domingos tenha perdido o respeito do plantel. A quente, há a tentação de dizer que ele era (mais) um infiltrado, um portista que vinha cá fazer o servicinho do Porto e que só estava à espera de um convite da mercearia das Antas para nos roer a corda e ir-se embora (eu próprio pensei e escrevi nesse sentido). A frio, vemos que ele no início da época (leia-se a partir da terceira jornada quando nos livramos do Duo Maravilha) fez bons jogos e até nos pôs a sonhar com o título. No entanto, quando as coisas começaram a correr mal, o Mingos foi incapaz de dar a volta e é nisto que reside o seu maior defeito como treinador. No Braga e na Académica é capaz de ser fácil superar as desilusões, mas num clube grande é mais complicado. O Domingos não foi capaz de recuperar, começou a culpar publicamente os jogadores e provavelmente perdeu aí o balneário. Como não faz sentido despedir um treinador por dois ou três maus resultados, ele só prolongou a própria agonia. Agora o que quero é que o Domingos vá pró caralho e que o Sá nos ponha a jogar como deve ser. Se a direcção tivesse empatia com os adeptos, era possível até explorar melhor o boato (independentemente de ser verdade ou não) de que ele andava em conversinhas com o PC e unir mais o clube contra um inimigo comum (ainda por cima o verdadeiro inimigo). Como já foi apanhada a mentir ou pelo menos a dizer meias-verdades (as escutas no túnel e a vistoria da UEFA) temos de passar sem essa mais-valia motivacional.

  3. Não entro por aí. A converseta dos jogadores é sempre a mesma. O Domingos quando entrou também era o maior para o Carriço e João Pereira.
    Por acaso, o João Pereira é daqueles jogadores que devia ir sempre às conferências de imprensa. Fico parvo com o gajo. A falar é mesmo o inverso de como joga. É ponderado, apesar de parecer o contrário. Fala pouco, mas diz muito e sem meter água. É incisivo e certeiro.
    O Sá Pinto na questão liderança ganha a domingos aos pontos. Disso não tenho dúvidas, como também não tenho dúvidas que essa falta de cobertura aos jogadores foi um dos principais motivos para o despedimento de domingos. O problema é o resto.
    SL

  4. Num grupo de trabalho composto principalmente por jogadores novos no clube, seria de esperar que a capacidade mobilizadora e agregadora do técnico fosse essencial para manter quer os bons resultados quer o bom ambiente.

    Domingos falhou claramente nesse aspecto e portanto não há muito mais a dizer, principalmente quando é substituído por alguém aparentemente tão forte na motivação e na transmissão do peso do clube.
    Acrescenta Styn Schaars: “Sá Pinto trouxe nova energia”.

  5. O líder é alguém que é capaz de influenciar as pessoas através de uma comunicação transparente, aberta, objectiva e desprovida de vaidades pessoais. A sua principal função é educar, criar sinergias, estimular o crescimento e as potencialidades dos seus educados ( por assim dizer ).
    Um chefe é doido pelo poder. Administra, empurra, queda-se no mesmo lugar e registo … o líder puxa, desenvolve, são mais ouvidos que boca … o Chefe pergunta “como” e “quando”, o líder pergunta “o quê” e “por quê?”
    Um líder não quer status, quer qualidade de trabalho, ser reconhecido por desenvolver pessoas e grupos. Sá Pinto é um líder … Domingos era um banana armado em chefe. Não fez nada de substancial e o seu discurso era desprovido de qualquer respeito pelo grupo. Era um maus comandante, daqueles que abandonam o barco à mínima ondulação.
    Por vezes ligamos pouco ao que os atletas dizem mas, por diversas vezes, o cerne da questão ( quer para o bem quer para o mal ) é-nos transmitido por eles. Cabe-nos a nós estar atentos ao discurso. Não ouvi um discurso tão sincero, tão crente, humilde e respeitoso para com Domingos. Isso quererá dizer muita coisa. Força Sporting … sempre contigo !

  6. Domingos é bom treinador, mas em equipas cuja unica pressão é a manutenção na 1ª liga, ou acabar nos primeiros 6 lugares e se chegar aos 3 primeiros melhor ainda.
    Não sabe liderar, não sabe formar equipas a partir do ZERO. Esta é a historia de Domingos nos últimos 4 anos.
    O único clube onde puderá fazer qq coisa será no fc do porco, porque terá uma estrutura que sabe liderar e ajudar nos bastidores sempre que a coisa estiver a correr mal em campo. Uma coisa é certa, se fosse tão bom treinador, nunca teria ido para o SCP, o pinto quando quer uma coisa (futre, deco, moutinho, vilas boas, cebolas, etc), basta esfregar os dedos na fruta…

    Sá é leão, é ambicioso, louco q.b. e tem capacidade de liderança. Mas não deixa de ser interessante ver o comportamento das nossas bancadas a diferença entre estes dois treinadores e o clube em si. Tudo do oito ao oitenta. Este tem sido o SCP. Precisamos vencer rápido para termos uma unica identidade. VENCEDORES, nunca bipolares.

      • Calma Hugo não leste tudo … nunca tinha ido para o Sporting porque o PdC tinha-o apanhado primeiro antes mesmo de ele conseguir fazer a viagem para Lisboa.

      • Li tudo e o resto também não me agradou. Quando o Sporting contratou o Domingos, o Porto estava confiante no AVB, portanto não havia cobiça do PC pelo homem.

      • Disseste bem e eu já falei por aqui nisso … o PdC estava contente ccom o villas boas senão o domingos nem a viagem apra lisboa tinha feito.

      • Hugo, mas se o Pinto realmente quisesse o Domingos, depois da deserção do Villas, bastava-lhe estalar os dedos que o Minguinhos ia a correr, tens dúvidas disso?
        Eu não.

  7. O principal problema que via (sempre vi) em Domingos é fácil de explicar e os nossos jogadores foram claros e directos, não confiavam nele.

    Ninguem confia num líder que tanto nos pôe a jogar de inicio como nem sequer nos convoca. Como exemplos mais Gritantes, Rubio, Carrilho, Pereirinha e Neto

    Domingos nunca soube que equipa escalonar.
    Com Sá Pinto estamos a ver isso mesmo, a equipa pode até não ser a mesma todos os jogos, mas os jogadores percebem que contam para ele. Temos os exemplos de André Santos, Pereirinha, carriço, Marcelo, Evaldo, etc…
    Cada jogador tem de perceber a sua posição dentro da equipa, seja ele titular, suplente ou apenas aspirante.

    Sá Pinto deve explicar isso bem a cada um deles, e eles acatam as suas decisões, por agora.
    Vamos ver quando regressarem Rinaudo, Jeffren, etc…

    • gostei muito de o ler a dizer isso. Espero bem que se mantenha por cá por muito tempo, alem de grande jogadores é um lider dentro e fora de campo. Com polga provavelmente a sair, joão pereira a ir pelo mesmo caminho, vejo este Senhor como futuro capitão do Sporting Clube de Portugal

  8. “Não festejo nem me rio porque tenho muito a dar a estes adeptos. Não são estes golos que vão compensar os meses que tive parado por lesão.” Czar dixit

    Fdx, este homem é um SENHOR!

    Sem dúvida o melhor jogador do SCP.

    Força Polga!
    Força Sporting!

    • Fonte dessa afirmação… Vi isso disseminado pelos facebooks mas por muito que procurasse não vi nada em orgão de Comunicação Social nenhum… Isso para mim é tanga, um mito… O Izmailov não acredito que tenha dito isso, nem vejo lugar nenhum em que ele tenha feito essas declarações

  9. Pessoalmente os problemas que via na anterior equipa técnica era falta de qualidade de treino, de discurso e a partir de certa altura desorientação própria de quem não acredita no que faz. ( excepção feita ao Vital- Grande época estão a fazer os nossos Guarda-Redes )
    Quem não se lembra da tirada do WV acerca dos treinos do Domingos, agora é notório que a equipa está fisicamente de rastos.
    Mas meus amigos culpar só a equipa técnica é um erro tremendo, a estrutura que suporta o Futebol e certos dirigentes de merda também são responsáveis pelo actual estado das coisas

  10. Thorsteinsson nos lançamentos!!!

    Polga a bater livres!!!

    e

    Abel a bater cantos!!!!!

    Vamos para cima deles!!!!

    Não tememos ninguém!!!! Estamos com fezada!!!!!!!!!!!!!

  11. “Eu cá não sou de intrigas, mas parece-me que há aqui uma tentativa de deixar bem claro que, afinal, a culpa não era só de quem entrava em campo”.

    Grande verdade. Isto é evidente para quem trabalha/tem actividades em equipa. O Líder é sempre o responsável.

    Sabem que foi Herbert von Karajan?
    Um dia, estava a ensaiar uma peça com os seus “Berliners”. Numa determinada passagem dos violoncelos interrompeu o ensaio, e mandou o naipe repetir a passagem. Quando o trecho terminou, interrompeu de novo o ensaio e mandou repetir. E outra vez, e mais outra. Os músicos estavam perplexos, e o 1º violoncelista disse a Karajan: Maestro, o que se passa!? O que estamos a fazer de mal!? Diga-nos! Corrija-nos! E Karajan, abanando a cabeça, e com a sua voz de tenor, respondeu: Não, não. Vocês não estão a fazer nada de mal. Eu é que não consigo fazer o gesto para vocês produzirem o som que tenho na minha cabeça.

    Sim, Domingos Paciência era o primeiro responsável pela desgraça em que se tinha transformado a equipa do Sporting.

    O Líder é sempre o responsável. Sobretudo quando é exigível uma disciplina da qual todos dependem. Nos desportos de equipas ou nas orquestras sinfónicas.

      • Digo o mesmo desde que o vi no Belém, e há pessoal que me dizia na altura “jogador de equipa que luta para não descer não tem lugar no Sporting”, e é isto… são os mesmos para quem o Sílvio ainda no Rio Ave era outro Mário Sérgio.

      • Está a surpreender, Estive atento a ele quando o braga jogou em alvalade. É muito rápido e joga bem de cabeça. Era um jogador muito perdulário e algo trapalhão, mas com confiança está a ser uma máquina….
        SL

    • Há 2 ou 3 epocas, vi dois jogos do Belém contra o Porto e o Lima sozinho deu cabo daquilo tudo. Na altura comentei aqui que o Belém ia descer e que o Lima era baratinho por isso tinhamos de o comprar! Se vingasse era um negocio do caraças, se não vingasse, só tinha custado 250mil (acho que foi este o valor pago pelo Braga) por isso não fazia grande mossa.

      Pois… foi só mais um negócio perdido à lá Sporting.

      • Para quem já viu o Jimmy Floyd Hasselbaink ( mesmo após insistência veemente do nosso Manel) ser recusado, este nem surpreende muito…

    • Ja ha muitos anos que ha jogadores bons a passar a frente da cara dos olheiros do Sporting mas vamos sempre buscar ou lesionados cronicos ou merda …

      Tambem nao quero aqui dizer que tudo o que vem e merda ou lesionados , mas ha um bom lote que nao merecia vestir essa grande camisola.

    • Tudo o que escreveram é muito subjectivo. Como já alguém escreveu neste post, o Evaldo também era um grande defesa esquerdo no Braga e no Sporting é apenas e só… o Evaldo. Eu até junto ao Evaldo o Clayton (numa ala esquerda de sonho… NOT!), que no Santa Clara partia aquela merda toda, foi para o Porto e pfffffffff. Veio para o Sporting e pfffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff. Mais. O Hassan e o Marcelo, melhores marcadores em 95. Foram para o Benfica e deram muitas alegrias… aos adversários (o que eu me ri com estes dois cromos, obrigado Benfica por existires)…

  12. Estes gajos do Dia Seguinte … aiiii filhos d’uma puta !! A tentativa de manipulação de algumas mentes é tão baixa e tão evidente … pelos vistos o João Pereira deveria ter visto amarelo em pelo menos 3 momentos do jogo : Na entrada ao João Tomás aos 2 min. de jogo, quando se fez ao penalti ( levou amarelo ) e aos 38 min. ( vejam bem isto ) … QUANDO DEU UM LIGEIRO EMPURRÃO A ATSU JUNTO À LINHA … FODA-SE … haja paciência para estes cabrões de merda !!

    • E sabes porquê?! Porque agora os jogadores sabem que podem morrer em campo pelo Sporting, porque têm alguém no banco que enquanto treinador fará o mesmo pelo clube.

      E quando assim é, quando todos calçam as botas e enfrentam de frente as batalhas…as vitorias vão surgindo com naturalidade.

      SL

    • o saber passar a mensagem correcta no tempo certo, é muito importante na condução de homens, mas o transmitir confiança tb é essencial e concordo que a imagem de um treinador assustado no banco, pouca confiança passava para a equipe…

      SL

  13. Essa merda do Gomes da Silva já fala de arbitragens??????????

    É que há duas semanas os árbitros eram fantásticos. E depois os calimeros somos nós. O rolo compressor engasgou-se e está prestes a gripar. Ainda por cima o SCP está a ganhar.

    A merda do braga é que continua a ganhar o que é uma pena, mas em breve também se irão abaixo. Só tenho pena de não termos o Lima que me parece um grande jogador. No entanto se calhar chegava ao SCP e não rendia, é que ainda me lembro do Evaldo ser o melhor defesa esquerdo em Portugal.

    É que jogar com a pressão de um clube grande é diferente, claro que o ordenado também é melhor, há é alguns que se esquecem disso e só vêm a parte negativa da pressão.

    Facto é que ainda muita gente vai perder pontos e vai terminar o ano sem qualquer titulo. Nós bem ou mal vamos ganhar a taça e aposto que pelo menos ficamos em terceiro e vamos à champions (não é um grande objectivo mas é o que há no momento).

  14. Esse é o impacto imediato, tendo em conta a personalidade do Sá Pinto. Era mais ou menos previsível que alguém com um temperamento forte e que ame o clube tanto como nós conseguisse transmitir algo de diferente aos jogadores.

    Mas na minha opinião, Sá Pinto é muito mais do que um bom comunicador e motivador.

    Esqueçamos, por momentos, o carácter impulsivo que o treinador revelou no passado e concentremo-nos naquilo que são as suas qualidades e características.

    Sá Pinto é um gajo inteligente. Não porque me apetece dizer isto ou porque se trata de um cliché. É real.

    Para começar, Sá Pinto vem de famílias abastadas, letradas e cultas, o que lhe permitiu obter uma boa educação na sua infância.

    Depois, teve o seu percurso como jogador, feito de altos e baixos. Sendo os altos, as conquistas dos títulos no Sporting e os baixos, a célebre solha dada ao artur jorge. A meu ver, até isso joga a nosso favor já que se o RSP fizer uma retrospectiva da sua vida futebolística, chegará à conclusão que foi o Sporting que lhe deu tudo. Estatuto, respeito, oportunidade de jogar em Espanha e possibilidade de regressar e ser campeão. Ele, mais do que ninguém, quererá retribuir o que o clube lhe deu.

    Acabando a carreira de jogador, Sá Pinto revelou, novamente, a sua inteligência e vontade de querer saber mais sobre o desporto que ama e tirou o curso de marketing desportivo, chegando a concluir o mestrado. E pegou num barco à deriva culminando com a sua demissão após nova solha ao levezinho. Este foi o ponto de viragem. Foi aqui que o Coração de Leão percebeu que o cargo de dirigente era curto de mais para o grau de intervenção e influência próprio de alguém da sua estirpe. Só podia ser treinador. Entretanto tirou o curso de treinador, foi adjunto do caixinha porque precisava de começar por baixo (e quem mais baixo que o caixinha?) e mais tarde pegou nos júniores do Sporting com o sucesso que se viu.

    E foi precisamente nesta altura que RSP começou a demonstrar que é mais do que um tipo com “garra”. Para os mais esquecidos, tínhamos perdido o campeonato de júniores para os andrades e estávamos (como ainda estamos, já que o campeonato ainda não acabou) em risco de nada ganhar naquilo que é a nossa bandeira: a formação. E Sá Pinto mudou tudo. Mudou métodos, refez um plantel à base de júniores de 1º ano e começou a incutir nesta geração entusiasmante o prazer de jogar bom futebol aliado à responsabilidade de ganhar. Resultado? Fomos vistos como o “barça dos pequeninos” na NextGen e não perdemos um jogo na 1ª fase do campeonato de júniores. Volto a frisar que a maioria do plantel é composto por júniores de 1º ano, ao invés que os adversários, quer no campeonato quer na NextGen eram júniores de 2º ano e inclusive alguns reservas da equipa principal (na NextGen). As diferenças de altura, força e capacidade física eram gritantes. Mas o prazer de jogar bom futebol era superior. E foi um regalo ver estes miúdos irem ao teatro de Anfield darem espectáculo (já agora, o 1M do João Carlos da trf para o Liverpool, que provavelmente serviu para pagar salários da equipa principal, agradeçam ao Sá Pinto). Fomos o melhor ataque e melhor defesa da prova. Tivemos o artilheiro (Betinho) que marcou de calcanhar, de bicicleta, de cabeça, de todas as formas. RSP desenvolveu uma geração que, espero eu, será aquela que mais craques dará à equipa principal. Sá Pinto, em menos de 1 ano, fez mais do que muitos e pôs novamente, a formação do Sporting nos píncaros, algo que estava a ser negligenciado.

    Há treinadores que não precisam de penar por equipas de merda da nossa liga para se revelarem treinadores de calibre. Porque a liderança nasce com eles. E se aliarem a inteligência na gestão da carreira com matéria prima de qualidade, fazem coisas muito bonitas. Foi isso que Sá Pinto fez. Com inteligência, com disciplina e com amor ao clube e à profissão que exerce.

    Sá Pinto será um grande treinador. O meu desejo é que o seja no clube que ele e todos amamos. É o homem certo para o lugar.

    • Bom texto, mas outra coisa me levou a comentá-lo. Fui à procura de fontes sobre essa do “Sá Pinto vem de famílias abastadas, letradas e cultas, o que lhe permitiu obter uma boa educação na sua infância” e encontrei uma coincidência engraçada. O Sá nasceu a 10 de Outubro (http://www.zerozero.pt/jogador.php?id=296&epoca_id=0&search=1&search_string=s%E1+pinto&menu=esc). “E depois, Hugo?”, perguntam. 10 de Outubro foi quando nasceu também José de Alvalade, 87 anos antes (http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Jos%C3%A9_Alvalade). Eu não acredito em profecias messiânicas ou sebastianistas, mas acho inspirador que um dos nossos maiores símbolos, que é actualmente nosso treinador, tenha nascido no mesmo dia que um dos nossos fundadores.

    • É verdade que o Sá Pinto vem de famílias abastadas mas, e sem querer por em causa a sua inteligência, o percurso escolar adolescente não abona muito em favor dele. Que eu saiba estudou no Externato Ribadouro o que não abona nada a favor dele. E mesmo lá, era mau aluno e arruaceiro. Isto não quer dizer que a sua pouca queda para os estudos se deva a falta de inteligência, mas que poderá ter a ver com a sua extrema dedicação ao futebol.

  15. Tinha esperanças de o ver no banco do SCP, e desejo que lhe deem tempo para mostrar o que vale.

    Não gostei de o ver a entrar a meio de uma época, normalmente entrada de treinador da casa a meio da época significa troca em Agosto, a ver se corre bem desta vez, mas para isso vai ter de mostrar serviço numa altura bem difícil.

    Pelo menos no Ranking de Solhas Aviadas por Elementos da Equipa Técnica (RSAEET) estamos em segundo atrás do Paulinho Santos mas à frente do J.J. apenas com uma.

    SL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s