Diz-me o que pensas, dir-te-ei quem és

Domingos falou, pela primeira vez, sobre o Sporting. E, em termos gerais, teve uma postura correcta. Agradeceu aos adeptos, disse respeitar a opção tomada pela direcção e manteve a coerência de discurso ao afirmar que precisava de tempo. Mas meteu os pés pelas mãos ao afirmar que acha que não falhou nada.

Ora, e sendo muito sincero, faz-me confusão que alguém, depois de ser eliminado da forma patética como fomos eliminados da Taça da Liga, pense que não falhou nada. Acho grave (para o seu futuro profissional, claro) que, mais a frio, Domingos também considere que o discurso adoptado, apontando consecutivamente o dedo aos jogadores, também tenha sido o ideal. E, depois, o «pormaior» de, em três meses, ter-se revelado incapaz de suprimir a ausência de Rinaudo.

Ora esta, parece-me, é uma das primeiras grandes vitórias de Sá Pinto. Não faz dele um iluminado, longe disso, até porque eu e muitos de vós já há muito tempo que apontávamos o recuou de Elias e de Schaars como a melhor solução para a equipa na ausência do argentino. Pior, sem Rinaudo, Domingos mostrou não ter um plano B, uma ideia, algo que transformasse o futebol do Sporting em algo ligado e pensado (aliás, um dia ainda gostava de poder perguntar-lhe porque razão levámos uma pré-época a preparar uma equipa com dois avançados e, em competição a sério, nunca mostrou ter esse esquema táctico bem ensaiado).

Hoje, pese as más entradas em Setúbal e em Barcelos, só alguém com opinião formatada poderá afirmar que o Sporting é uma equipa sem princípios de jogo. Se ainda está tudo assente em bases pouco sólidas? Claro que está. Claro que Sá Pinto ainda tem um longo caminho a percorrer na sua formação como treinador. Claro que a aposta na posse de bola ainda emperra quando apanhamos equipas que só pensam em defender. Mas percebe-se que os jogadores percebem o que o treinador quer. E, mais importante, que tentam fazê-lo.

Não sei onde esta aventura (continuo a encarar assim a aposta em Sá Pinto, optando pelo Sportinguismo em detrimento de um nome com créditos firmados) nos levará. Não sei se Sá Pinto será o nosso Guardiola, ou apenas mais um a ser engolido numa nova decisão de fuga para a frente. Sei que, depois de ter ouvido falar Domingos, cujo despedimento considerei bastante questionável, dei comigo a pensar que isso pode ter sido o melhor que nos aconteceu. Ao comparar os jogos que o Sporting fez frente ao City, com os que fez frente à Lazio, Domingos passa-me a imagem de alguém incapaz de assumir os seus erros e demasiado focado na ideia «eu sou mesmo bom». A mesma ideia que fez Villas Boas passar de iluminado a puto arrogante e borrado.

44 thoughts on “Diz-me o que pensas, dir-te-ei quem és

  1. Análise muito pertinente Cherba. E se o Domingos diz que não falhou nada só reforça a teoria de que estava ali como braço armado do Pinto da Costa.
    Força Sá Pinto! Força Sporting!

  2. Mas qual braço armado do Pinto da Costa… por amor de deus. Que mania da perseguiçao que as pessoas têm.

    Nao sei se o Domingos é bom treinador ou nao. Nao deu tempo para ver e o Sporting tambem nao e o clube apropriado para deixar ver isso.

    Sa Pinto ate agora teve bom momento com Man City mas já se viu que tambem nao está a conseguir motivar a equipa para os jogos do campeonato. Dois jogos de merda fora e duas derrotas. Vamos dar-lhe algum tempo apesar de continuar a achar que nao deve ser o treinador do Sporting para o ano porque n tem capacidade para tal. Para o ano sera ele a planear tudo e tera de assumir toda a responsabilidade. Sera que vai aceitar qualquer tipo de jogador como fazia Paulo Bento? Provavelmente sim porque sabe que ser treinador do Sporting foi algo que caiu do céu como ao Bentinho. Mas pode ser que me engane, espero que sim, e que afinal se transforme num grande treinador.

    Agora… nao sera por ganhar a Europa League que será um grande treinador. O Quique Flores também ganhou ( e até a supertaça Europeia) e vejam onde está agora.

    • Realmente,aposto que nem que ganhe a Liga dos campeões e 15-0 ao barça na final será grande treinador para alguns.

      Por isto não o queria a treinador antes do fim da época, tudo de bom que mostrasse viria o Domingos dizer que a equipa foi ele que fez, e tudo de mau que acontecesse já era culpa do Sá.

      Depois dizem : “mas são suspeitas , não quer dizer nada, espero que corra bem…”.

      Corre bem se os adeptos se unirem à volta da equipa e treinador, em vez de darem uma de velhos do restelo.

      Sao esses adeptos que aturo com uma paciencia de jo no estádio e me dão vontade de atirar ao fosso.

      SL

    • @Sporting For Ever,

      «Agora… nao sera por ganhar a Europa League que será um grande treinador»

      Eu diria que se está a preparar o terreno para fazer a folha ao Sá Pinto. Não vá o gajo, por despeito, nos humilhar com uma Liga Europa.

      Cada dia que passa estou mais certo que os adeptos do Sporting são de uma vaidade extrema, julgam-se sempre acima de tudo e de todos, o pior é que esse tudo e todos são o Sporting e os seus profissionais.

      Isto realmente…

  3. Custa assim tanto acreditar, que um gajo ” parido ” no berço do Dragão, tenha emprenhado pelos ouvidos a partir de um certo momento !?? A mim não me custa nada … nada mesmo.
    Domingos pareceu-me um treinador focado no trabalho, no bom trabalho. A época começara e os primeiros tiros no pé começavam a ser dados. Reforços no banco e bancada e rostos da desgraça todos juntos de novo … a fazer o quê !??? Perder jogos, empatar jogos e fazer exibições miseráveis.
    A coisa recompõe-se com o surgimento de novos atletas no 11. O Sporting torna-se mais forte, mais coeso, mais equipa, muito por força do virtuosismo de cada um. Dura 10 jogos e depois começa a descambar no jogo da Luz. A partir daí, o Sporting desceu para níveis de jogo absolutamente ridículos. Má gestão do plantel, más decisões técnico-tácticas … o descontrolo começara. Onde é que Domingos perde o respeito e admiração do plantel !??? Quando sistematicamente culpa tudo e todos à sua volta, menos a si próprio. Relva, árbitro, alguns atletas … tudo serviu de desculpa.
    O divórcio entre atletas e técnico era notória. Demasiados tiros nos pés … de 1 ponto atrás do Benfica, passamos a 14 em 5 ou 6 jornadas. O fantasma do descalabro voltava a assombrar Alvalade. Taça da Liga já era. A única conquista foi alcançar a final da Taça de Portugal.A chicotada era mais que necessária … era imperativa.
    Época perdida, futebol ( nem sei se posso chamar-lhe futebol ) miserável, objectivos perdidos. A próxima época tinha que começar a ser preparada antes do término desta.
    Sá Pinto é da casa, coração de leão. Andou anos e anos a preparar-se para o dia em que viria a ser o Dono do Banco. O seu amigo Dominguez havia dito isso mesmo : ” Os sportinguistas nem sabem a sorte que têm ao contarem com o Sá Pinto como treinador. Ele anda há anos a preparar-se para este momento “. Foi mais ou menos assim que Dominguez comentou o caso.
    Ele tinha razão. Sá Pinto está mudado. Mais calmo, assertivo, introspectivo, conhecedor da realidade verde e branca e sobretudo, das manhas do nosso futebol.
    Em tão pouco tempo, deu-nos belos momentos de felicidade … a epítome do bom futebol foi a eliminatória com o City. Vê-se fio de jogo, ideias a fervilhar, jogadores crentes, contentes, prontos para a luta. Isto é o Sporting. Esforço, dedicação, devoção e glória. A velha máxima parece fazer sentido para um grupo de homens ( há muito que não via isso por aquelas bandas ). Creio, honestamente, que o caminho que está a ser percorrido é o caminho certo. A mim conquistou-me … sou suspeito. Há muito que ansiava por este quadro : Sá Pinto como treinador principal. Força Sá, força Sporting !!

    • o que o domingos fez foi o mesmo que o jasus agora com o yannick. “aposto que sou tão bom treinador que até ganho uns jogos com a equipa do ano passado…”

  4. Em termos puramente comparativos, em igualdade de circunstancias, prefiro ter um sportinguista no banco do que um outro “ista” qualquer.
    Preconceitos? Talvez, mas é óptimo ter um adepto como um de nós no banco…
    Hoje, a frio, e reportando-me apenas a esta época, não tenho razoes de queixa do Sá Pinto. Tem muito menos tempo e o futebol que apresenta é muito melhor. Temos sinais de que se está a construir algo com pés e cabeça… Com evidentes recaídas…

    Vão-me dizer que o Domingos teve10 vitorias seguidas e tal.. Pois teve, mas vejam a exibição dos 6 a 1 ao Gil Vicente e comparem-na com a dos 5 a 0 ao Guimarães.
    Prefiro a segunda, fomos muito mais equipa.

    Portanto, deixem o Sá trabalhar… Quanto ao Domingos, viu-se que não tinha mãos para o Sporting. E essa foi a minha maior desilusão. Não tenho duvidas de que é bom treinador, mas no Sporting falhou. As maiores culpas nem serão dele, mas também são! E isso ele não reconhece… Por isso que siga a sua vidinha lá para cima…

    SL

  5. E como ele não atacou o Sporting nem falou mal de ninguém que com ele trabalhou, toca de fazer um post a atacá-lo, pondo em causa a sua competência. Está-se mesmo a ver os comentários que aí virão (pela amostra, e em apenas três comentários, já se aventa que o homem era um braço armado do Pinto da Costa em Alvalade…). Nós somos assim. Gostamos de massacrar. Foi-se embora. É deixá-lo da mão.

    • ele não atacou o Sporting?? lool atacou o clube da forma mais sublime. quando o Sporting caiu para 5º lugar ele veio , de uma forma muito sádica, dizer “ah e tal, e eu saí do Sporting porque o 4 lugar não chegava (subentendendo-se que agora tavamos pior porque tavamos em 5º) e mandando a boca que “”felizmente” há alguém que tem sucesso num mês) há pior ataque que o sarcasmo???

  6. já ninguém se lembra do Sporting antes do jogo na luz? O Sporting que levantava Alvalade? Também era o Domingos o treinador… não sei o que aconteceu, mas aquela derrota deu cabo do ânimo da equipa.

  7. Há pessoas que só estão bem onde não estão. Dasse agora que o Domingos foi embora há adeptos e comentadeiros que dizem que ele era muito bom e foi um erro despedi-lo e que o Sá não é grande coisa. Mas se o Domingos ainda lá estivesse o Sá é que era bom. São os gajos do totobola à Segunda feira, nunca falham.

    Para mim o Sá é a solução certa para o SCP, é verdade que perdeu dois jogos de merda com equipas de merda, mas a equipa estava destroçada e a verdade é que já se fala em ganhar a liga Europa. Para mim era um sonho se isso acontecesse mais a mais com o Sá no comando da equipa.Aliás eu acho que esse é o grande objectivo do Sá.

    Só quem não o conhece é que pode afirmar que está diferente, o Sá Pinto sempre foi uma pessoa bem educada de bom trato e afável, dava tudo em campo nas quatro linhas, mas era um pessoa muito bem educada e formada. Eu gosto de pessoas assim e treinadores assim.

    Numa demonstração de inteligência (mais uma) o Sá optou pela postura Guardiola e até Quique Flores em contraste com o estilo barraca e venda de peixe Mourinho/Jesus/Pillas Boas.

    Claro que para muita gente isto faz confusão a muita gentinha que quer espectáculo fora das quatro linhas.

    Mais, acho o Quique Flores um bom treinador, aliás ganhar uma liga Europa com um clube destroçado como o Atlético não é para todos, logo algum talento o homem terá.

    • É a tal coisa, o clube podia estar com muitas polémicas e problemas, mas numa prova a eliminar, com jogadores de grande qualidade onde se destacavam Aguero e Forlan, o Quique sempre podia disfarçar muita coisa.

  8. Domingos podia ser ainda o nosso treinador. Se merecia ? pois !!

    Não o é por razões básicas e alguns tiros nos pés como foram as decisões tomadas a partir da derrota na luz.

    Com a vinda de Neto e Seba, domingos esqueceu-se e diminuiu a auto estima de alguns jogadores como Rubio, Elias, André Martins, Afonso Martins, Bojinov, etc.

    Trabalho de Mentalidade – Os jogadores entravam e saíam da equipa pincipal para a bancada sem passarem sequer pelo banco, era uma autêntica palhaçada a forma de gerir homens. Ela não sabe mais e ponto.

    Trabalho de campo – não gostava, sinceramente, sempre as mesmas substituições, não são sinónimo de apostas, mas sim de não acreditar nos outros.

    Trabalho de treino – não posso opinar muito bem pois não via os treinos, mas…tantas lesões queriam dizer alguma coisa, acho eu. E nem um livre ou um canto estudado, não abonam muito em sua defesa.

    Quanto ao Sá Pinto, só posso dizer que a equipa está mais lutadora, agora bom futebol, desculpem mas ainda não vi.
    Mesmo contra o City jogámos mais com vontade/coração de que com classe.

    Minimos para esta época – 4º Lugar – Taça de Portugal para o museu e meias da Liga Europa, não digo final, pois muito sinceramente acho dificil, Schalke é muito experiente e Bilbao tem um treinador enorme, mas pode acontecer e desejo que sim que esteja enganado e que cheguem á final, seria muito bom.

      • hehehe….Afonso Martins….se calhar esqueceram-se dele e ainda está a correr à volta do parque de estacionamento de terra batida ao lado do estádio…

      • Óh Stromp, para a próxima que esgalhares um comentário desses avisa, quase caía da cadeira com tanto rir.

        Big win, Stromp.

        O Afonso Martins? Eu até achava que o tipo tinha muitas potencialidades e com um pé esquerdo muito bom. Se não me falha a memória, que até é boa, o Peidoso da Costa tentou contrata-lo e daí surge essa rábula de o colocar a treinar à parte.

        Confirmam? Se sim digo já que nessa altura tivemos colhões para fazer o que se impunha, ao colocar de parte uma maçã podre. Por falar em maçã podre, já sabem da última do Anão, não sabem?

        http://bancadadeimprensa.blogspot.pt/2012/03/moutinho-time-to-remember.html

  9. Sou muito sportinguista mas essa historia de ter um sportinguista no banco é melhor nao sei. Nao me interessa que seja do sporting. Interessa-me que seja bom. Nao tenho duvidas que o JEB era grande Sportinguista e vejam a merda que fez. A maioria dos que vêm aqui comentar sao grandes sportinguistas mas la esta sempre um pouco parciais obviamente ( inclusive eu claro está). Um gajo super sportinguista no banco pode nao ver as coisas com total claridade. Essa historia nao me convence. E sim espero que lhe corra tudo bem e diga que me enganei. Adorava poder dizer ” Falei antes de tempo. Engoli um sapo. O gajo e o maior e eu estava completamente enganado”. Adorava mas sinceramente acho que nao vai acontecer.

    Dizer que o Sporting joga melhor que no tempo do Domingos é a tal parcialidade sportinguista… Nao vejo grandes diferenças. O que os jogadores dizem… tá bem…

  10. Exactamente porque sei que os Sportinguistas não gostam do que é nacional e principalmente NOSSO. Já há varios anos advogo que o Sporting tem que ter um treinador estrangeiro… Esse terá todo o tempo do mundo para se adaptar e para começar a ganhar…

    • Quê? Como o Waseige? Como o Matterazzi? Como o Cantatore? Neste aspecto não há uma solução melhor que as outras. Depende das circunstâncias, depende do próprio treinador e depende sobretudo das vitórias. Os nossos dois últimos campeonatos foram conquistados por um português sportinguista e por um romeno, por isso não é por aí. Do que não duvido é que tendo um sportinguista à frente da equipa, a tolerância dos adeptos tende a ser maior e a pressão sobre a equipa menor.

  11. Eu quero é que o Domingos se foda. Ponto.

    Um gajo que não vai ver jogos dos juniores porque está de birra com o Sá, quando para o ano vamos ter equipa B, para mim, tinha os dias contados.

    Eu só quero é que alguém com colhóes lá dentro assuma uma forma de JOGAR À SPORTING, e que se perceba que os iniciados, os juvenis, os juniores, a equipa B e os seniores têm de jogar com a mesma táctica (sem extremismos como é óbvio, mas privilegiando sempre os mesmos princípios) e isso só se consegue com Direcção forte e estável e um Patrão a treinador principal.

    Se o Sá é esse Patrão não sei (honestamente duvido, e o Domingos tb não o era), mas se não queremos andar a chuchar no dedo mais uns anos e a lutar por segundos e terceiros lugares, vamos ter que assentar, escolher os homens certos para os lugares certos e aguentar 2/3/4 anos a não ganhar nada, mas que se veja que o trabalho de base está a ser feito.

    Senão é ganhar um titulo e estar mais 10 a vê-los fugir antes do Natal.

    SL

    PS – Se pudesse ia buscar este puto pró ano… cm diria paulo jorge futre “crack! crack!”

    http://www.zerozero.pt/jogador.php?id=135128&epoca_id=0&search=1&search_string=john+guidetti&menu=esc

    • Apoiado!
      O Choramingas que se vá encher de tripas!
      Eu lembro-me muito bem de nos anos noventa esse merdas nos encavar sempre…
      Nunca concordei com a entrada desse gajo no nosso clube…

      Depois das experiências com Carvalhal e Paulo Sérgio, para mim a solução teria de passar sempre por um técnico de créditos firmados e estrangeiro (Holanda ou Argentina) e com escola de Futebol que encaixasse no estilo de jogo dos nossos jovens saídos da formação (velocidade, técnica e agressividade). Cheguei a acreditar que podíamos ter o Van Basten ou o Rijkaard, mas a reviravolta eleitoral trouxe-nos o merdinhas do choramingas, de longe o pior dos técnicos das listas em sufrágio, ainda havia nomes como Zico e Dunga.

      Mas agora, depois da evolução técnico/táctica do Sá Pinto e da sua passagem de sucesso pelos Juniores, incutindo um futebol alegre, técnico, veloz e agressivo, acho que é o homem certo no lugar certo e espero que fique muitos anos ao contrário da actual direcção que nunca devia lá ter posto os pés e prepara-se agora para oferecer o bife do lombo aos investidores com esta fusão na SAD.

      Como diria o Paulo Futre:

      Sócios! estejam atentos! Concentradíssimos! Vamos assistir à GOLPADA FINAL!

    • Pelos vistos o homem não ia ver os treinos dos juniores do Sporting porque preferia ver os do porto, onde joga o filho. Tem o direito, é pai, mas é um profissional muito bem pago, tem a obrigação de se entregar ao clube por completo. E continuo a achar, pela falta de fio de jogo que a equipa apresentava e por não se ver um lance de bola parada minimamente estudado, que os treinos ao longo da semana deviam ser uma valente bosta. Aliás, o Wolfswinkel já o confirmou…

  12. Bom como levar 3-0 do Valência ou bom como 3-0 de uma equipa italiana qq? Se fosse o Sá a fazer uma pré época a levar 3 golos por jogo nos primeiros 3 jogos contra equipas de jeito será que chegava ao primeiro jogo do campeonato???

    Acho que essa parcialidade que falas é mesmo ao contrario, dão muito valor ao DP por ter chegado à final da LE mas esqueceram que a táctica dele também foi a que levou 6-0 do arsenal no mesmo ano. Quanto tempo durava o Sá depois de o SCP perder 6-0 com arsenal?

    O Sporting joga melhor que no tempo do domingos porque deixa os jogadores criativos jogar e mostrarem-se. Jeffren , Carrillo, Matias e principalmente Marat teem estado muito mais em jogo, são jogadores que levantam estádios. Até o Lobo voltou aos golos.

    O jogo é mais apoiado, menos dependente de corrida do Capel ou Insua á linha, falta do adversário, vermelho e jogo contra 10, ou penalti salvador. Funciona para o porto, mas para o SCP só vai criando ainda mais desgaste com os árbitros e acabas com a vergonha de um mês sem vitorias.

    Mas a grande vantagem de ter o Sá no banco é que vai ter sempre o apoio dos verdadeiros sportinguistas, porque o reconhecem como um dos seus. Quando olho para o banco sei que está a dar tudo pelo sucesso do clube e não vai andar a criticar jogadores ao primeiro desaire.

    SL

  13. Domingos ainda?!

    Que velha mania de ficar agarrado ao passado!

    O treinador do Sporting é o Sá Pinto e é ele que interessa e que temos que apoiar para nos dar as alegrias que queremos, nós e ele, porque ele é um dos nossos!

    E falar de jogo jogado? quem joga amanha? André Martins, André Santos, Carriço?
    Por mim é o André Santos, adapta-se mais às caracteristicas de jogo. E já agora jogava o Arias porque o João Pereira precisa de um grande descanso e de perceber que não é indiscutivel no Sporting.

    SL

    • Dar uma oportunidade ao Arias, sim.
      Tirar o João Pereira a seguir ao jogo do Gil Vicente, não.
      O Domingos era gajo para o fazer; o Sá Pinto não.

      • Hugo,

        Não se trata de implicância, pelo menos da minha parte.

        Basta ver os factos, não ganha uma bola de cabeça, corre com a bola nos pés desalmadamente, não centra a bola para a área quando tem todas as condições para o fazer e passa os jogos em picardias, o que já nos prejudicou várias vezes.

      • Ele mede 1,70 m e não tem grandes atributos físicos para ganhar bolas de cabeça. Onde vês correrias desalmadas e picardias, eu vejo raça e querer. Não será o suficiente para se ser jogador de bola, mas ajuda. Por outro lado, que alternativas tens? O Pereirinha? Aquele que até antes do jogo com o Manchester era criticado do piorio aqui? O Arías, um miúdo de 18 anos, que ao primeiro deslize seria assobiado e queimado? Finalmente, o JP é titular da selecção à frente de gajos como Miguel, Bosingwa e Paulo Ferreira. Alguma qualidade há de ter. E estamos em ano de Europeu. Não o queres vender por 8 ou 9 ME em Julho?

      • Jogador essa é a tua visão, não a minha, para mim não jogava este jogo e ponto final!

        Há muitos jogadores com raça e querer, isso não faz deles grandes jogadores, faz deles jogadores empenhados, o que é completamente de um pereirinha que é um jogador com grande capacidade técnica.

        Se não ves o JP a fazer correrias então só deves ver jogos do Sporting quando ele está castigado!

        À frente na selecção de jogadores que foram castigados e que já abandonaram, bela comparação. Entre todos é o menos mau, para mim era o silvio mas está lesionado. O postiga também é titular, não há melhor!

        Vendia-o já, 4€ e ia já levá-lo ao aeroporto!

      • Esta discussão é quase como discutir o sexo dos anjos. Eu acho que a tua opinião está errada e tu o contrário e disto não saímos, mas lá vai: não sei se eras um desses, mas até antes do jogo com o City muitos diziam que o Pereirinha era tudo menos um jogador e que ainda por cima veio tirar o lugar ao Cedric ou ao João Gonçalves. Agora já tem uma capacidade técnica acima da média, uma frieza calculista e um posicionamento táctico invejável… O que não faz – lá está – mostrar empenho e partir um braço (atenção que eu acho e sempre achei que ele é um jogador válido e com qualidade para integrar o plantel e ser uma boa opção de banco). Eu vejo as correrias do JP, que acho que mostram vontade e querer. Muitas vezes não dão em nada, mas outras vezes dão. É como os interruptores, umas vezes para cima, outras vezes para baixo. Quanto à selecção, acho que o JP começou a ser titular antes de o Boswingwa se armar em super-hiper-mega-estrela-galáctica.

      • Essa carapuça não me serve, sempre gostei do Pereirinha (como lateral).

        Se gostassemos todos do mesmo não tinha piada, tem piada é haver opiniões divergentes.

        O JP só começou a jogar a titular na selecção com a lesão do bosingwa, porque até lá o luso-congolês era o titular. É um jogador empenhado concerteza, nunca o neguei mas não vejo proveito quase nenhum nas suas subidas e é um “defesa” que não sabe defender.

      • dois gajos com opiniões dispares mas capazes de as discutir com salutar respeito…fosse num blog doutras cores e já estavam aqui a virar mesas! muito bem. só para dar uma lenha para a fogueira. já cansa ver o JP a fazer faltas desnecessárias quando os estão encostados à linha lateral de costas para a área. e a raça dele que é muito positiva torna-se automaticamente negativa quando ele perde o controlo. e convenhamos que ele perde o controlo muito facilmente. por último, ele tende a decidir mal a maior parte das jogadas de ataque. perdendo tempo e muitas vezes não optando pelo passe. já o Pereirinha perde muito pela falta de agressividade no jogo e pela pouca confiança em tomar decisões (quando as toma geralmente decide bem). resumindo, falta ao JP um pouco de Pereirinha e vice versa.. SL

  14. Parafraseando o melhor comentário do dia, “eu quero é que o Domingos se foda”. Ele até esteve bem durante uns tempos, mas depois veio-se abaixo e não teve capacidade para dar a volta. Já não é dos nossos, pode muito bem ir pró caralhinho mais velho. Saiu porque era incompetente? Saiu porque andava com falinhas com o Porto? Saiu de forma polida? Tem sido correcto para com o Sporting? Sinceramente, já nem quero saber. Saiu bem (com ele éramos eliminados pelo Levski e em Maio perdíamos a Taça para a Académica), agora temos lá o Sá (que tem conseguido alguns bons jogos e pelo menos devolveu o entusiasmo à equipa e a esperança aos adeptos) e para o ano lá o veremos a treinar o clube do coração com a táctica do “manda-a-bola-para-a-área-que-o-árbitro-inventa-um-penalty”. Caso encerrado.

    • Like… Gostei especialmente da táctica.

      Mas prefiro a do “vamos entrar que nem uns desalmados e espetamos já três antes dos quinze minutos, para depois gerirmos”!

      Não é difícil, é tudo uma questão de mentalização, querer e raça!

      SL

  15. Guardiola dizia: “jogando bem estamos sempre mais perto de ganhar, é isso que digo aos meus jogadores. Mesmo que não ganhemos um jogo começaremos a ganhar mais consistentemente.”

    Sá Pinto, nos juniores, aplicou muito bem esta ideologia. e nos juniores via-se futebol. (não me venham dizer “ah e tal mas os juniores têm grandes jogadores e jogam contra equipas que nem eram boas para jogar ao berlinde.” os juniores têm bons jogadores mas o que se via era criatividade táctica, à qual se juntava a criatividade técnica dos jogadores e essa criatividade táctica trabalha-se, não aparece do nada…).
    em tão pouco tempo no Sporting não se poderia esperar que os seniores já conseguissem reproduzir sempre fielmente essa ideologia. por dois motivos:
    1º o Sporting, felizmente, não tem tido tempo para descansar;
    2º não houve pré-época para cimentar este jogo, e cada jogo era para ganhar dada a necessidade extrema de pontuar.
    a solução foi ir aos poucos, ganhando e de vez em quando aplicar o conceito de jogo pretendido…ir passo a passo. mas já se começa a vislumbrar pouco a pouco, a caracteristica do futebol de Sá Pinto.
    Ao contrário do que se diz, não são os resultados que fazem os grandes treinadores, estes apenas são o garante da sua penmanência numa equipa. Bobby Robson, Mirko Josic, Peseiro são 3 exemplos de grande futebol que infelizmente não foi premiado. mas estivemos perto. jogando bem estamos sempre mais perto. todos queremos ganhar acima de tudo, mas eu prefiro um caminho penoso que me leve a uma sucessão de vitórias do que um sucesso fugaz e instantâneo.
    até com Paulo Bento, que não teve a sorte de vencer um campeonato, o Sporting andou lá perto, fruto duma matriz no futebol. não era propriamente bonito mas premiava pela eficácia.

    Sá Pinto está a fazer um dois em um. implementar um futebol vistoso mas sem margem para erro (guardiola não ganhou 8 jogos seguidos até num jogo com o Sporting para a fase de grupos da CL desatar a ganhar para não mais parar).

Deixe uma Resposta para Oscar Neves Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s