25 thoughts on “Um jogo, uma foto

  1. Só ficou a faltar a foto do Marcelo a dar cabo do banco à pancada! Isto sim é o Sporting, caralho! (desculpem, mas tinha que ser!)

    [Se não tivesse de trabalhar, ficava a ver a reportagem do jogo de ontem, a tarde toda, em loop!]

  2. Há uma imagem que retive logo ontem à noite no estádio: Insua corria para a área, cabeceou, a bola entrou, ele continuou a correr para a baliza, saca a bola da baliza, corre para o centro do terreno, cerrando o punho e incentivando o público para apoiar, coloca a bola no centro para que o jogo recomeçasse depressa.

    Não comemorou excessivamente, não se comemoram empates (salvo excepções), são precisas vitórias!

    Grande Insua!

    • Ao ver essa imagem, é que me lembrei que mais que jogadores, este ano parecem ser adeptos, mais que jogar no Sporting, eles são mesmo do Sporting e acreditem todos aqueles jogadores, se mais tarde, daqui a anos lhes perguntarem de quem são eles responderão : Sporting!!!! Até o lampião do João Pereira está a virar Sportinguista!!!

  3. Não sei se já alguém apontou isto no último post, mas não foi só dentro do relvado que se viu o que é o Sporting Clube de Portugal.

    Em primeiro lugar o cantar o hino nacional. Em que outro estádio se podia ouví-lo? Na Luz? Para quê e para quem? Para os 99,99% de estrangeiros do onze inicial? Para um clube que só a custo (aka ganda cunha, aka Nelson Oliveira) contribui para a selecção de todos nós? Nas Antas? Por alma de quem? De um clube de bairro com complexo de inferioridade para quem as palavras nobre e valente são apenas conceitos vagos que se encontram no dicionário? Só no estádio clube que tem Portugal no nome isso faz sentido.

    Em segundo lugar, a tarja da Juve Leo que homenageou um adepto do Athletic. Eu muitas vezes sou crítico das claques, mas desta vez tiro-lhes o chapéu. Excelente iniciativa. Tivessem ido os adeptos do Athletic à Luz e o mais provável era terem outro adepto para enterrar. Se fossem às Antas e não fossem sufocados com fruta, café com leite e chocolatinhos, muito provavelmente eram limpos na gasolineira da Maia.

    Ontem fomos (mais uma vez) grandes dentro e fora de campo e os adeptos do Athletic só engrandeceram a noite. Como disse o Cherba noutro post, são dos poucos que ainda vêem o futebol duma forma romântica. Quem esteve na A15 à beira deles decerto também lhes bateu palmas no fim do jogo pelo excelente comportamento e postura que tiveram. Eu sei que lhes prestei homenagem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s