O solista…

Coincidindo com a anunciado episódio do meio desta trilogia sobre o balanço da época, foi noticiado prolongamento do contrato com Sá Pinto por mais um ano. Vale o que vale, até porque já vimos o actual presidente a fazer juras de amor na véspera de uma chicotada, mas obriga-me a ir direito quase ao fim do post: independentemente de ser por mais um ano ou por mais dois, concordo com a continuidade de Sá Pinto. Ou, se preferirem, considero que seria um erro estarmos a começar novamente do zero e que ele justifica a oportunidade de começar uma época e tentar levar a nau verde e branca às conquistas.

Voltemos, então, ao início. Afirmei, e continuo a ser dessa opinião, que Sá Pinto serviu, inicialmente, como um escudo para o fracasso da escolha Domingos e para os maus resultados que começavam a incomodar em demasia. Nome querido à maioria dos Sportinguistas, Leão de corpo e alma, figura próxima das claques, Ricardo Sá Pinto acalmou as hostes que pediam sangue e agarrou numa equipa completamente escaqueirada física e animicamente.
Ora essa terá sido, precisamente, a primeira grande vitória de Sá Pinto: conseguir motivar as tropas e tirá-las do espartilho que esmagava a motivação e a crença. Numa entrevista recente ao jornal Sporting, o velho Manel Fernandes afirmava que o seu treinador preferido havia sido Malcom Allison, pela capacidade que tinha de fazer com que os 30 jogadores que compunham o plantel gostassem todos dele. Não sei se todos gostarão de Sá Pinto, mas a verdade é que deixou uma marca nos juniores que acabaram por sagrar-se campeões e tem merecido os mais rasgados elogios e juras de solidariedade por parte dos jogadores.

E foi essa solidariedade a imagem de marca da equipa, principalmente no trajecto feito na Liga Europa. Foi essa mesma solidariedade que faltou na final da Taça e que motivou a que o treinador, pela primeira vez, se tenha mostrado desgostoso e desiludido com os homens que comanda, contrariando um discurso positivo em que, mesmo nos jogos sem brilho, elogiava os que tinham estado em campo. Aliás, esse será o grande mistério destes primeiros meses de Sá Pinto como treinador do Sporting: a imagem de pouca motivação e pouca vontade no jogo mais importante do ano. Só ele e os jogadores poderão explicá-las.

Do maior mistério para os maiores desafios: contrariar o futebol autocarro que muitas equipas apresentam e conseguir ganhar fora cerca de 90% das vezes que se ganha em casa.
Se Alvalade se tornou, como é obrigatório para alguém que quer ser campeão, a casa onde finalmente mandamos, as deslocações foram praticamente todas ausentes de vitórias. Existirá, provavelmente, mais do que uma única justificação, mas um dos factores é, sem margem para dúvidas, a ausência de um futebol que consiga provocar desequilíbrios. É inegável que o Sporting pratica um futebol previsível, onde os extremos e as subidas dos laterais têm papel preponderante. Mas falta dinamismo no meio. Falta, por exemplo, ver os médios surgirem junto à área adversária a criarem superioridade, a rematarem, a marcarem. No fundo, falta a Sá Pinto conseguir aliar a boa organização atingida, capaz de bloquear adversários como City, Benfica ou Porto, à envolvência atacante que os adeptos do Sporting exigem. A envolvência que surgiu em alguns momentos, como a primeira parte em Manchester, o jogo contra o Guimarães, o jogo contra o Benfica, o jogo contra o Braga. Tudo jogos em que o adversário também procurou atacar. A excepção terá sido a segunda parte frente ao Bilbao, em Alvalade, onde a fúria leonina quase partiu os alicerces da estrutura defensiva adversária.

Assim, e como a vantagem de uma aprendizagem à força que lhe dá um conhecimento sobre as capacidades (ou falta delas) dos jogadores, Ricardo Sá Pinto partirá para 2012-13 com o desafio de mostrar que percebeu que, para atingir o sucesso, é preciso algo mais do que apertar com eles. E que, para jogar à Sporting, é preciso mais do que manifestar essa vontade em apelativas conferências de imprensa.

Anúncios

131 thoughts on “O solista…

  1. Provavelmente o Sá precisará deste tipo de legitimação por parte de sportinguistas que não pensam pelos túbaros. Mas ninguém de me tira da cabeça uma ideia: o aumento da nossa competitividade estará muito dependente do “efeito arbitragem”. É clarinho como a água que é esta que faz passar incólume por jogos menos conseguidos, permitindo o “momento” que lança e consolida uma real candidatura ao título; ou que produz a consequência exactamente inversa, impedindo que esse “momento” se estabeleça.

    Sim, a arbitragem é o principal “bastidor” em que temos de começar a dar cartas.

    • A arbitragem so tem um caminho: sorteio!! essa devia ser a verdadeira luta da direcçao, sem alianças nem o caralho! o nosso caminho trilhamo-lo NÓS!! Com Sá Pinto ao comando!!

    • Mt bem gregor! Totalmente de acordo, a maior adversidade nos próximos anos irá ser a arbitragem… Ou conseguem ser uma super-equipa ou ardeu outra vez! Continuou convicto, mesmo jogando da mesma maneira que o SCP jogou na final da taça, os corruptos do puerto e os galináceos nunca perderiam o jogo!!!

      • Só se ganhassem nos penaltys, sem golos não se ganham jogos, e nós nem grandes oportunidades criámos, continuem a desculpar tudo e todos que é esse o caminho…

  2. O que penso é o que escrito no post. Exactamente. Quanto à conversa da arbitragem, não exagerem. Se não ganhámos títulos este ano, não foi por causa da arbitragem. Mês de Janeiro, jogos fora, jogo em Bilbao, final da taça…tudo jogos em que ficámos áquem!

  3. concordo com o post, e o que acrescento é que temos que deixar de ser anjinhos..

    quanto aos do apito o facto é que fomos “condicionados”, no minimo, nos 3 jogos iniciais mais em barcelos, na madeira e nas antas, que nos dariam, no minimo e numa média muito tosca de um ponto por jogo, mais 6 pontos no campeonato, ou seja, estar na luta pelo 2º lugar até ao final, ou seja, estar na luta pelo primeiro até perto do final!!

    alem disso fomos também condicionados pelos do apito em mais dois jogos decisivos, um em Bilbau e outro no Jamor, mas aí entra o “sermos anjinhos” a deixarem-se embalar até niveis animicos e motivacionais inaceitáveis em alta competição.

    SL

  4. Antes do início das épocas tenho apresentado um estudo sobre que árbitros têm mais tendência para estar nos jogos onde o Sporting perde pontos. E o que é verdade é que invariavelmente nas primeiras jornadas são nomeados para os nossos jogos os bois que estão mais bem cotados no ranking contra.
    Não sei se a nossa direcção toma atenção a estes detalhes que são determinantes, parece-me que não, mas para os interessados no assunto aqui vai o artigo colocado a 12 de Agosto de 2011.

    Sporting e as arbitragens
    Vai começar mais uma época onde se espera que o desempenho desportivo do Sporting seja completamente diferente da anterior. Espera-se também que as equipas de arbitragem melhorem as suas actuações e tratem o Sporting Clube de Portugal como deve ser tratado, com respeito! O estudo aqui apresentado não pretende branquear o mau futebol que o Sporting tem apresentado nas últimas 3 épocas, mas sim, alertar os sportinguista para os senhores do apito que invariavelmente, por coicidência ou não, têm mais tendência para apitar jogos onde a nossa equipa perde pontos…
    todo o texto aqui http://www.sporting.footballhome.net/index.php?option=com_content&view=article&id=1125:sporting-e-as-arbitragens&catid=1:futebol&Itemid=35

  5. Esta noticia da renovação de Sá Pinto não é propriamente uma surpresa e faz parte do plano de traçado por Godinho caso não ganhasse a taça. Estou plenamente convencido que se tivéssemos ganho no jamor estaríamos agora já a falar de eleições antecipadas. Mas independentemente disso, o prapaz merece a oportunidade de continuar pela postura demonstrada.
    Não tenho grandes dúvidas que vai ganhar títulos como treinador, porque tem uma grande atitude e muito para aprender também. Só não tenho muitas certezas que o consiga em Alvalade.
    Quanto à sua prestação à frente da equipa desde que entrou não sou tão positivo quanto a análise efectuada: 3 derrotas para o campeonato em menos de uma volta e derrota na final da taça contra uma académica não são cartões de visita apresentáveis para um qualquer treinador do Grande Sporting da história. Como indicadores positivos: todos os jogos em alvalade ganhos e a eliminação do city que contudo se deveu a circunstâncias diversas que nos eram favoráveis e também a muito demérito do adversário.
    Quanto à qualidade futebolística: não encontrei absolutamente nenhuma diferença entre a equipa de domingos e a de sá pinto. Em ambos os casos houve 3,4 bons jogos. Muito pouco para o que queremos…
    SL

    • Quando ganhámos ao City é por haver um conjunto de circunstâncias favoráveis ou por demérito do adversário, mas quando perdemos com a Académica é demérito do Sporting, e nem um bocadinho de mérito do adversário..isso é que é desvalorizar uma vitória contra o campeão de Inglaterra, fdx que raio de adeptos…

      • É uma boa comparação que já me tinha passado pela cabeça. A académica fez-nos o mesmo que tínhamos feito ao city. O problema em ambas as situações foi excesso de confiança. Mas por o machester city ter facilitado conta nós (ainda tinha o campeonato inglês pra ganhar – coisa pouca) nós devíamos ter facilitado contra a académica? Não sei se percebi.
        O que fica para a história é que não ganhamos um caracol, nem contra a académica. E a vitória sobre o city, além de uma visibilidade pontual que ainda por cima foi assombrada pelo bilbao que fez melhor que nós na mesma eliminatória eliminando o united, não nos valeu de nada….
        SL

  6. Concordo em absoluto com as ideias do Cherba.

    Em relação ao que outros dizem em relação à influência das arbitragens, não sou anjinho para as negar; No entanto também penso que se queremos ser campeões temos o dever de ser mais fortes e de ganhar mesmo contra 14 em 80% dos jogos – e quando assim for os árbitros respeitar-nos-ão mais do que agora. A postura do choradinho e do protesto também deve ser erradicada – jogadores como o João Pereira que por tudo e por nada barafustam e são castigados não devem fazer parte duma equipa à Sporting.

  7. E um ponta de lança a sério, bom, que faça a diferença, não uma borboleta que só faz golos daqueles de encostar, de penalty, ou golos de sorte, tipo chuta para um lado, bate num gajo qualquer e engana o redes adversário, mas quando é preciso aparecer, resolver, é tanga!? O que está nos juniores é bem melhor ou até alguns que andam noutras divisões!!! É holandes e pensam que está ali o Van Basten. Comparem com os ultimos melhores pontas de lança que o Sporting teve nos ultimos quinze anos, para não ir mais a tráz, e digam-me o que vale esta tulipa?! O Helder Postiga, por muito que nos custe admitir, (era um jogador triste) e sob o comando do Sá Pinto muito provavelmente teria contribuido para uma época com vitórias muito importantes. Ao menos sabe jogar à bola que é o que a tulipa não sabe. Oxalá aprenda, (já que vai continuar), fico a torcer para que consiga!

      • Junta outro “foda-se”, Artur, muda de clube para criticarem o Sporting já bastam os rivais….25 golos numa única época, contra 18 golos em 4 épocas e desvaloriza o que marcou os 25…burrice..

    • SIm sim,o Postiga é que é bom,ao que isto chega..!jogos para resolver?!3 ao braga?!o golo em bilbao?em metalist?em manchester?contra os lampioes que ganhou o penalty e depois marcou?chega-te ou queres mais?concordo com mais um ponta de lanca..para ajudar o Ricky e para não cair tudo em cima do rapaz,mas estarem constantemente a criticar um gajo que não sendo perfeito e que falhou golos fáceis em alguns jogos,mesmo assim marcou 25 golos na primeira época,num campeonato diferente,com uma equipa nova,etc!já que falas no Postiga,nesse craque,vê quantos golos marcou ele em todas as épocas que teve no Sporting!

    • Acidos e MD’s nunca fizeram bem ao raciocinio, alem de que distorcem a realidade envolvente…aconselho-te uma desintoxicaçao amigo!

      SL

      • Engraçado, quando alguem discorda de vocês no que diz respeito, principalmente, sobre o tulipa é drogado logo a mandar acidos (por acaso não sei quem é que anda a ter alucinações, mas está bem) bebado e também lampião!!! Nãose pode discordar???? Não se pode ter outra opinião??? estou a ver que para alguns só se pode ter opinião unica!!! Se não percebem o que é discordar e ter outra opinião não deviam andar por aqui, pois aparece muita gente e podem ter opiniões diferentes! Se é que sabem o que dizer diferente?

      • Ide pró caralho, é mais cego aqele que não quer ver do que aquele que não vê!!! vejam que tipos de golo marcou esse gajo: de penalty ou daqueles que qualquer merda marcava. Foda-se burros do caralho, com o caudal atacante do Sporting tinha que marcar golos. Nãp percebo… como não conseguem ver o que está á frente dos olhinhos….Sinceramente. Eu acho que voçês devem ver o futebol de costas e se calhar com o olho do cú.

  8. Eu vou mais fundo no assunto. Eu penso que temos que reorganizar o que tem vindo a ser feito na Academia. Temos ganho campeonatos, é verdade. Temos ” feito ” craques, é verdade mas, a ” programação ” daqueles cérebros tem que ser outra.
    Fico com a ideia que os nossos jovens, ao passarem para a equipa sénior, absorvem o que de mau tem vindo a ser feito. Absorvem a energia negativa que tem consumido o nosso cube. Acho que estão demasiadamente expostos a um clima ” tóxico “.
    Ser jogador português jovem no plantel sénior do Sporting, é saber as manhas do clube, é ter a pressão de conhecer o que a casa gasta e tem gasto nos últimos anos, é ter conhecimento do folclore que ali se passa, é saber que aquilo é uma rampa de lançamento para voos mais altos, é saber que não há Rei nem Roque, é de certa forma, não sentir a exigência necessária para estar constantemente à altura dos predicados do clube. Os nossos jovens atletas, parecem não dar o devido valor ao que outrora fora ao sonho de tantos ” putos “.
    Outra questão é a de ter atletas durante 3,4,5 anos, sem terem o rendimento esperado, e deixá-los criar raízes, que a meu ver são nefastas para a equipa. Em Alvalade, mais vale cair em graça do quer ser engraçado. Eleva-se ao estatuto de imprescindível, quem é totalmente prescindível e vendável. Isso mina, cria cisões, cria celeuma. Os jogadores sabem quem tem valor, quem trabalha arduamente para atingir o topo. Quando se vêem ” afilhados ” e ” padrinhos “, num bailado de ” uma mão lava a outra “, as coisas complicam-se.
    Se atentarmos ao que foi esta época do Sporting, rapidamente percebemos que os melhores atletas, ou pelo menos os mais regulares, foram os recém-chegados. Wolfs, Insua,Capel,Rinaudo,Schaars,Carrillo,Onyewu,Xandão … os ” Da Casa “, foram amorfos, inconsequentes, estáticos, conformados. Quando se está há demasiado tempo numa casa ( uns por falta de qualidade ) e se absorve o que todos os dias vem veiculado nos jornais,o que se diz nas tv’s, quando se vê o desnorte e falta de solidariedade directiva, quando se vê conturbação dia após dia, as coisas complicam-se. O Sporting vive num Universo Tóxico, que contamina tudo e todos à sua volta.
    Quando se fala que o problema do Sporting está na Direcção, é estar a apontar a principal razão para o sucesso da equipa de futebol. Não se deve obnubilar esta ideia, que a meu ver é CORRECTÍSSIMA. As coisas só irão mudar, quando as direcções ( e quem orbita em torno delas ) mudarem de atitude e discurso.
    A mentira, o pleonasmo vicioso, o modo taciturno com que expressam as ideias para o clube, não podem figurar numa Direcção que se diz e se quer DE TODOS OS SPORTINGUISTAS.
    Não sabem defender o nome do Sporting. Não são astutos, não são guerreiros.
    Digladiam-se por ” status internos “, por posições proeminentes dentro da estrutura, em vez de o fazerem no plano externo, como na Liga, na FPF, na APAF, nos meios de comunicação social. Não têm visão, não têm ” mãos para tocar viola “.
    Podemos ter peso sem sermos corruptos. Podemos ter poder decisório sem sermos totalitaristas. Podemos fazer 1001 coisas mas, optamos por fazer apenas 1 e só 1 : Sermos MEDÍOCRES e PANHONHAS, porque andamos em guerras internas pelo poder de um clube que deveria ser acarinhado por todos. TRATAM TÃO MAL O MEU, NOSSO GRANDE AMOR !!!! DÓI ver uma coisa destas.
    Tenho a triste convicção de que com este tipo de Direcções, a coisa vai aos ” bochechos “, vai aos solavancos mas, jamais mudará de rumo. Vamos encontrando ” umas moedinhas ” no caminho, que nos vão servindo de consolo mas, nada que nos tire desta agonia, deste estado comatoso.
    Eu acredito em Sá Pinto. A questão é saber se ele saberá ser Treinador de Atletas, Psicólogo de Adeptos, Director de Marketing, Presidente e Director Desportivo. Ele conhece as manhas do clube, conhece os vícios, conhece as idiossincrasias mas, saberá ele desviar-se a tempo dos ” asteróides ” que dia após dia virão ao seu encontro !??? Rezo para que consiga. Acredito INFELIZ e PIAMENTE, que mais um ano igual a este, e o Sporting cairá por terra. Deixará se der o que sempre foi, para passar a ser o que nunca quis ser : Apenas e só Mais um Clube.

    • * Quando se fala que o problema do Sporting está na Direcção, é estar a apontar a principal razão para o insucesso da equipa de futebol.

    • Eu ahco que um dos problemas dos jogadores da academia é que lhes é incutido que vão ser mais valias financeiras e colocam-lhes na cabeça que o maior objectivo é serem vendidos a grandes clubes europeus quando o grande e definitivo objectivo que deviam ter como motivação seria jogar na primeira equipa!!! admito, que os dirigentes e treinadores não tentem incutir isso directamente nos jogadores, mas eles não andam a dormir e ouvem apercebem-se das coisas e depois o grande objectivo para eles é estrangeiro e muto dinheiro, porque é isso que se fartam de ouvir. Dinheiro, dinheiro e vender para dar dinheiro e por aí…!

      • Os putos andam com a cabeça no ar porque quem os ensina só tem ar na cabeça ! O Sporting PRECISA DE SE RECONSTRUIR E REORGANIZAR !!

    • Concordo com o essencial. O treinador não podem fazer de tudo, até porque lhe fazem um contrato para…. Treinador! Falta sentido de exigência e professionalismo a direcção no sentido de colocar um “pressão possitiva” diáriamente nos atletas. Enquanto não tivermos isso qualquer treinador só dura enquanto for “novidade”

  9. Devo dizer desde logo que concordo com a continuidade de Sá Pinto.

    Dito isto, e tendo grandes desconfianças relativamente à capacidade da equipa técnica que acompanha o timoneiro e apesar de no clube não existir qualquer tipo de exigência competitiva, espero ainda assim poder assistir a uma evolução na equipa de futebol sénior do clube.

    Adaptando as minhas espectavivas àquilo que o clube me tem proporcionado no sentido de evitar desilusões ano após ano, para a próxima temporada já só peço uma equipa preparada fisicamente para a Alta Competição.

    Não me lembro quando foi o último jogo que o Sporting terminou com superioridade física face ao adversário.

    Ainda ninguém me explicou, porque é que tendo os jogos de futebol 90 minutos os nossos jogadores só aguentem 70 minutos??

    Ainda não percebi porque é que tendo um campeonato 30 jornadas, muitos dos nossos jogadores não consigam competir em 3 jornadas consecutivas?

    Como já afirmei aqui a minha ambição para esta época passa apenas por assistir a esta evolução mínima e básica que há anos que nem isso se consegue.

    Não valerá a pena pedir mais nada porque o clube já deu mais que provas consistentes que não pode oferecer mais nada aos seus adeptos.

    Para o fim de semana deixo apenas para reflexão uma questão:

    Sabem qual é o clube que têm mais títulos em França???

    (ps: Equipa de verde e branco e já foi grande….também)

      • Não me parece..para já não estamos no estado em que eles estão, fomos sempre ás grandes competições europeias, e depois esqueces-te que não somos o clube com mais títulos em Portugal (comparar com o Saint-Étienne não faz sentido assim sendo)…não tentem desvalorizar um clube como o Sporting, como muitos já estão a fazer…

      • Quem tá a desvalorizar és tu, caso não saibas o Sporting já foi o clube com mais títulos em Portugal…
        Ou achas que o Étienne se vai manter o clube com mais títulos em França para sempre?
        Quanto a irmos sempre à Europa, também mau seria, em França há muitos clubes com o mesmo dinheiro que o Étienne porque os adeptos estão bem repartidos, onde cada um geralmente é do clube da sua cidade, em Portugal alguém se pode comparar ao nosso orçamento tirando lamps e corruptos?

      • onde é que eu estou a desvalorizar o Sporting crlh? lê primeiro antes de dizeres barbaridades: “para já não estamos no estado em que eles estão, fomos sempre ás grandes competições europeias”…e quando é que fomos o clube com mais títulos, na década de 30, 40 ou 50 só se for…tu é que tás a dizer que nos tamos a tornar num Saint-Ètiennes e eu é que estou a desvalorizar depois do que disse na 2º linha, e constatei um facto actual (não somos o clube com mais títulos em Portugal)…enfim

      • Claro que não são casos idênticos, apenas estava a dizer que também já fomos o clube com mais títulos e agora estamos como estamos.
        O Étienne mais cedo ou mais tarde também será ultrapassado.
        E sim na altura dos 5 violinos éramos o clube com mais títulos.
        Estás a desvalorizar ao dizer que vamos sempre à Europa, como se isso em Portugal fosse um grande feito, somos sempre dos 3 clubes com maior orçamento e há mais de 3 vagas.
        Champions que é bom não temos ido, e este ano até perdemos esse objectivo para um clube de menor orçamento.
        E vá lá que as participações europeias tem melhorado, mas fora este ano e o ano da final que perdemos em casa se calhar mais valia nem ter ido.
        Valorizar o Sporting é ter alta exigência, não é ficar satisfeito com idas á Europa nem assistir passivamente à lenta Belenização do clube.

        Se alguém tenta alertar pra estas questões cai logo o Carmo e a Trindade, aqui del Rei que estão a desvalorizar o clube, enfim, não percebo que Sporting é que querem para o futuro. Não é a tapar a cabeça na areia que as coisas vão mudar.
        Manter este rumo é dar passos firmes na direcção do abismo.

      • Mas achas que eu quero, que o Sporting se mantenha nesta rota, de 0 títulos em 3 épocas no futebol sénior? claro que não, mas não tenho soluções exequíveis melhores que aqueles que lá estão à frente do clube, portanto resta-me apoiar, e fazer críticas construtivas quando tenho conhecimento de causa, de resto, se tens soluções e és sócio com as quotas em dia, devias de apresentá-las numa assembleia geral, sempre são mais úteis que num blog onde apenas se discute, opina-se e debate-se nada mais do que isso.

        PS: sobre o Saint-Ètienne deixa-me dizer-te que acompanho o campeonato francês com uma certa regularidade, e excepção ao Paris Saint-Germain, nos anos anteriores e nos próximos anos, os 3 grandes tinham e têm qualidade mais que suficiente para serem campeões em França, basta ver o ranking da Uefa, a comparação das prestações portuguesas e francesas na Europa, e o actual campeão Montpellier Heráult.

        PS2: não sei onde é que é desvalorizar o Sporting dizendo que não falha nunca as provas europeias, e tendo há uns anos, entrado 4 vezes na Champions.

        Opiniões…

        Cumprimentos

      • Claro que estava a exagerar quando disse que era desvalorizar, mas não é um grande feito, quatro segundos lugares não é algo de que nos devemos orgulhar, pelo menos na minha maneira de ver o Sporting, já pra não falar nas ultimas 3 épocas em que ficámos mais vezes em 4º que em 3º.

        Quanto o campeonato francês ser forte ou não a mim pouco me interessa, apenas falei nele porque tinha sido o exemplo dado e como comparação de clubes que definharam com o tempo, não percebo em que é que interessa a força do campeonato francês, até quero mais é que eles desçam no ranking, pois não é lá que o Sporting joga.

  10. Por muito que custe admitir, o plantel do Sporting tem qualidade, talvez ao nível do melhor que se teve nos últimos 20 anos. A atitude é que, desde há algum tempo, deixa muito a desejar. Este campeonato perdeu-se em Barcelos, em Olhão, em Setúbal, em Coimbra. Se esta equipa quer voltar à senda das vitórias as primeiras partes de avanço e a equipa amorfa que só se lembra de ganhar o jogo nos últimos 20 minutos tem de desaparecer. Há que ter tomates para tirar da equipa quem não dá o litro, e deixa-lo no banco até ele perceber que tem de comer a relva na próxima vez que vestir a camisola do Sporting. O Sá Pinto não me parece o treinador ideal (nos últimos anos, para alem de escola de jogadores, continuamos a ser escola de treinadores), contudo tiro-lhe o chapéu se colocar esta mentalidade de luta desde o ínicio. Que não se caia no erro de mandar vir outra batelada de jogadores para se encher os bolsos a meia dúzia de amigos neste defeso. Na minha opinião, vinham só 3 elementos: um central de créditos firmados, um ponta de lança que saiba marcar golos e um psicologo.

    SL

      • Caro Placebo, se essa é uma referência à qualidade do plantel, a minha opinião vale o que vale: muito pouco. Contudo, reafirmo que este plantel comparado com os periodo 95-99 e 2003-11, com internacionais em todas as suas posições é, em teoria, um plantel interessante. Poderá responder-me com alguns bons jogadores que passaram nos periodos que mencionei (não se preocupe, não me esqueci deles), mas pode ter a certeza que lhe responderei com os maus (dos quais ainda me esqueci menos)…

        SL

  11. Ponto prévio, para mim o Sá Pinto tem a minha confiança pela sagacidade que demonstrou na maior parte dos jogos, falta limar a a estratégia para jogar com equipas defensivas, deixo para esse efeito algumas sugestões.
    O Sporting tem que em introduzir no seu jogo mais factores imprevisibilidade, que dificultem as tarefas defensivas das equipas que de uma forma sistemática defendem com 11 homens e que manifestamente não tem. Avanço com algumas:
    Quando uma equipa baixa linhas, concentrando homens dentro e à entrada da sua área, sabendo previamente que o SCP tem lacunas no jogo aéreo e na presença física dentro da área, uma das formas de desestabilizar os posicionamentos é rematar de fora da área. Isso foi evidente com a Académica (e não só), o SCP não tem hábitos de remate de fora da área, o que é uma lacuna evidente e séria do treino.
    Se uma equipa tem bons rematadores de fora da área, o adversário tem que subir linhas para proteger a baliza, com isso haverá mais espaço para entradas dos extremos.
    Outra situação é a ingenuidade que temos (ainda que o Capel o faça, mas parece-me que não de uma forma estratégica ) quando apanhamos adversários amarelados e não forçamos situações sucessivas de1 para 1, ou mesmo de 2 para 1 de forma a forçar o erro ou o 2º amarelo.
    Outra lacuna é que ganhamos poucos livres directos à entrada da área e quando os ganhamos, não temos executantes decisivos (os livres treinam-se!!!)

    Temos no entanto, uma base para a época que vem, bastante melhor que aquela que tínhamos por esta altura no ano passado, mas aponto algumas lacunas de plantel:

    Um PL forte de cabeça e que seja fisicamente forte (alguém com a morfologia do Ribas, mas que consiga correr e jogar à bola…) e o Rúbio não é alternativa pois tem muito que evoluir (não é rápido, não é bom de cabeça, não segura a bola, mas contudo tem sorte nos ressaltos dentro da área, mas para isso prefiro o Betinho que é da casa…)
    Um defesa central para o lado esquerdo e que seja decisivo na área adversária nos lances de bola parada, ainda que gostasse de ver mais jogos da dupla Xandão, Oguchi e fazer regressar o P.Mendes/Nuno Reis).
    Um médio canhoto que chute bem, se o Schaars se magoa não temos ninguém que o substitua.
    Estes reforços deveriam ser capazes de desequilibrar de alguma forma nos lances de bola parada.

    Saudações Leoninas
    .

    • Custódio, Nani, Varela etc, chegaram ao Sporting com a idade do Rubio mais coisa menos coisa e são considerados da casa, Rubio não é porquê?
      Ainda vamos agradecer muito ao rapaz, vão ver.

      • E deve ser pelo que já vi muito melhor do que a tulipa que lá anda mas que para alguns é vaca sagrada

      • Nao ofereço o lhó como sugeres num dos teus post’s, cada um com o seu e com o que quiser la meter… ja fui ver, ta engraçado =}
        Falas sem saber sócia… mas é verdade, ca em casa quem fala mais alto sou eu, ela segreda-me ‘lava a loiça’.. e eu berro-lhe ‘JA VOU!!’

        Saudações Leoninas e, vá, … Jika na krika…

      • Mellynha, quem parece que não faz mais nada o dia todo não sou eu. Não sou eu que escrevo num blog sobre pinocanço.

        Devias escrever menos e fazer mais. Pareces-me um tanto ou quanto sexualmente reprimida/frustrada. Mas isso tem solução.

        Agora assoa-me o Pinóquio s.f.f.

      • A minha definição, e a definição oficial, de SPAM não corresponde à minha prática! Fico contente por ter visto o meu comentário com agrado e mais contente fico por ter gostado da sugestão! Um beijinho de Mel para si <3

  12. Penso eu de que, a renovação do Sá é igual a nada, toda a gente percebe que é daqueles que caso seja despedido, sai sem pedir indemnização. Da mesma forma que não o vejo trocar Alvalade por um qualquer rival.

    Tambem me parece que o dominguinhos choramingas vai acabar no fcporco e que a estratégia para substituir o pereira já estava delineada à muito. Provavelmente nem eles próprios esperavam era terem sido campeões, o que coloca alguns entraves à coisa. Passará certamente por colocá-lo numa equipa qualquer na Grécia ou num campeonato de segundo plano, mas bem aprumadinho, de preferência a ganhar mais do que lá na porcalheira pra não parecer mal. Como o choramingas está a mamar na teta do godinho, leia-se Sporting, infelizmente, vão adiar a substituição até à ultima.

    Espero por uma ou outra saída no meio-campo, talvez Matias ou Elias, definitivamente um “ias” ou então “já lá vais que se faz tarde”. É onde temos mais soluções, contando com elementos que têm estado emprestados.
    Reforço para o eixo da defesa, onde Carriço deve voltar a ocupar uma das vagas e pressupondo que o “mudo” vai-se calar pra outro lado.
    Reforço para o ataque, prevendo que o puto Rubio vai rodar na equipa B e o regresso do Wilson Eduardo(?!).

    È triste ter empenhado as joias para ver Bojinov e Pongolle tão longe ( tão caros!), mas tambem não se pode dizer que sejam própriamente brilhantes e custa entender como nos podemos dar a esses luxos, não é qualquer clube que faz coisas destas, mas de facto já nada nos surpreende, a não ser que algum deles apareça no plantel na proxima época, isso sim seria uma surpresa.

  13. Concordo com a visão do Sá ter sido um escudo humano da direcção. Aliás, o processo de demissão do DP só pode indiciar isso mesmo. Estava alí à mão de semear, era querido dos adeptos e seria uma almofada para o choque dos adeptos que se fazia notar depois do mês de Janeiro miserável…

    Aos criticos de Sá Pinto (que não está isento de erros… que parece ter concentrado a maioria no último jogo), lembro que o homem foi chamado nas vesperas de irmos à Polónia. Teve um comportamento notável nos juniores com campanha irrepreensivel, com um plantel que foi ESCOLHIDO POR ELE. Recebeu um plantel em FANICOS, DE BRAÇOS CAIDOS, COM CONFLITOS INTERNOS… e soube reuní-los a todos em volta duma ideia de GRUPO (coisa que NUNCA DP conseguiu… apesar das 10 vitórias seguidas)…

    Sempre defendi Sá Pinto… demonstrou capacidades e visão de jogo (não é perfeito, mas também vejam a experiência que tem) “on line”, ao contrário do antecessor que só via os erros pos-match, recaindo sempre as responsabilidades nos jogadores…

    Sá terá a hipotese de organizar o plantel “ao seu gosto” (dentro das limitações existentes) e trabalhá-lo desde o 1º dia… Assim não lhe puxem o tapete com saídas de jogadores importantes (coisa que não me admira que venha a acontecer, sobretudo de forma desvalorizada)…

    Quanto a mim, ficavamos com:

    – Boeck, Golas (e mais um, a confirmar a saída de RP após o Euro);

    – Arias, Cedric, Pereirinha, OO, Xandão (que acho que não conta para Sá, logo se verá), Insua;

    – Carriço, Fito, Schaars, Elias (mais uma época para tirar teimas), Izmailov (que infeliamente acredito vá sair devido ao Euro), Schaars, André Martins, Carrillo, Jeffren, Capel, Labyad;

    – VW e Rúbio.

    O resto (sim, incluo o Matias… tou farto de gente que vive à sobre de meia duzia de jogos por época) é despachar da melhor forma possivel (O que não é previsívelmente bom sinal, tendo em conta o que já se viu)…

    E contratar um GR (caso saia RP), dois centrais a pegar de ESTACA, Um lateral esquerdo, um dez que pense o jogo, e (dependendo do esquema de jogo), um/dois PL (tendo um deles, pelo menos, FARO de golo)…

    • Ena pá mais drogados, alcoólicos e lampiões a pedir ium ponta de lança que o seja de verdade em vez do tulipa!!! Isto é fodido não é ó cherbas e companhia… O rúbio é melhor do que ele prá aí 100 vezes… Eu não sei que idade é que vocês têm, mas se calhar já não vão a tempo de conseguirem ver o futebol de frente, que é como quem diz perceber um caralhinho de futebol!!!

  14. “Paulo Rodrigues, representante de Agostinho Cá, confirmou que o médio do Sporting estará nos próximos dias em Milão para assinar contrato com o Inter.

    «Os dois clubes chegaram a acordo e ele estará nos próximos dias em Itália para assinar e discutir as opções com o Inter. Empréstimo ao Novara? Isso não posso confirmar. O que posso dizer é que ele está muito feliz», disse o empresário do jogador de 18 anos em declarações ao Calciomercato.

    Agostinho Cá, natural da Guiné-Bissau mas que já representou as camadas jovens da Seleção portuguesa, estava ainda a ser seguido pelo Barcelona, PSV Eindhoven e Atlético Madrid, mas deu preferência ao Inter, cumprindo assim o desejo de jogar em Itália, onde era igualmente pretendido por Juventus e Milan.”

    É pra isto que andamos a formar, pra ficarem muito felizes de sair sem terem jogado uma única vez pela equipa principal.

    Nem ponho em causa os valores monetários, até podia ser 10 milhões em vez dos 800 mil, o que me choca é a alegria e a vontade deles se porem a milhas antes de retribuir com o que quer que seja.

    Sou o único a achar que algo está muito errado nisto tudo?

    O que lhes andamos a dizer na academia?

    -Treina bem, esforça-te a cada dia que um dia serás vendido a um grande clube!

    Não deveria ser antes isto:

    -Treina bem, esforça-te a cada dia que um dia jogarás pela equipa principal dum grande clube que é o Sporting, clube a que tudo deves e que te vai proporcionar uma grande carreira!

    • Há para aqui comentários que me parece estarem desfasados no tempo. Quando é que se convencem de que o futebol é uma atividade que envolve dinheiro, e que o objetivo dum jovem – e nomeadamente os imigrantes – é ganhar dinheiro? E muito, se possível?

      Como em tudo, há quem pretenda atalhar caminho e dê um passo maior do que a perna e se perca. Mas com os que cá ficam temos matéria prima suficiente em qualidade e quantidade.

      Não me chateia nada que pensem sair para clubes maiores (pode custar a crer, mas há clubes maiores e melhores que o nosso!) desde que enquanto cá estão deem o máximo para engrandecer a camisola. E até me parece que os jogadores ambiciosos rendem mais do que os acomodados. Cenas como beijar o emblema não me dizem nada, sinceramente.

      Não quis renovar, vai à sua vida para um clube que lhe paga mais e que nos compensa das despesas de formação. Não será isso que pensam também um Labyad, um Carrillo ou um Rubio? Não aceitaram vir para cá porque lhes pagamos mais e lhes criamos a expectativa de um dia irem para clubes que lhes pagam ainda mais?

      • Talvez seja eu que sou muito romântico então, e prefiro pensar que ainda somos um clube e não um stand.
        Admito que posso estar ultrapassado, mas prefiro continuar a pensar assim e que é possível fazer-se algo para que estes casos não aconteçam no futuro.

      • O que me parece que pode fazer-se é aquilo que já foi falado por outros e que tem a ver com o reforço da legislação protecionista em relação aos clubes formadores. E um bom enquadramento a todos os níveis será sempre favorável. Não são poucos os jogadores formados no Sporting que se orgulham de o ter sido e que expressam essa opinião.

        Quanto a sermos ou não um stand – somo-lo e assumidamente. Formar jovens, quer nacionais quer estrangeiros, pô-los na montra e gerar mais valias com a sua venda, é a nossa missão. Para fazer melhor temos que ter uma equipa mais competitiva que se mostre em montras maiores do que a Liga Europa. Fazendo isso vendemos melhor e podemos entrar numa espiral ascendente.

        Temos que ser PROFISSIONAIS. Deixarmo-nos de ser calimeros sempre a queixarmo-nos de tudo e todos. E se calhar deixar de dizer tanto mal de coisas que até funcionam bem.

      • Pois, vemos o Sporting de maneira diferente então.

        Para mim a missão do Sporting é ganhar toda e qualquer competição que dispute.
        Quero que o Sporting seja um clube grande, tão grande como os maiores da Europa-

        Para ti e passo a citar o missão do nosso stand é:

        -“Formar jovens, quer nacionais quer estrangeiros, pô-los na montra e gerar mais valias com a sua venda, é a nossa missão”

        Penso que está tudo dito. E talvez por muitos dessa maneira é que estamos como estamos.
        Mas como estou ultrapassado e sou um romântico nem vou dizer mais nada.
        Rest my case.

      • pois, há pessoas (talvez mais realistas ou menos “sonhadores”) que nos vêm como entreposto de jogadores, algo que está longe de ser, como muito bem disseste aquilo que os nossos fundadores tinham em mente… Para mim o Sporting tem que ser um clube SEMPRE com aspirações a ser campeão e a ganhar as competições nas quais está envolvido.

        Há quem fique contente que sejamos um clube que forma jogadores e lhes dá visibilidade para vender a 3 tostões mal se destaquem… Uma espécie de clube Brasil dos anos 90, sem os titulos que o país tem… Se calhar é esse o nosso designio para o novo milénio…

      • Cheguem-se à frente e contribuam com umas boas dezenas de milhões a fundo perdido para podermos todos ser românticos.

        Olhem para a realidade à nossa volta. Onde é que está o dinheiro? Acham 800 mil por um júnior um mau negócio?

        Somos 10 milhões de habitantes. Temos uma liga da treta, pelo que as receitas da TV – a maior receita de todos os clubes competitivos hoje em dia – nunca poderão, mesmo para os maiores, ir além das de um clube que luta para não descer em Espanha e noutros países com mercados melhores e que vendem as suas ligas para o estrangeiro. Quem é que quer ver um Porto-Leiria? Nem nós, quanto mais os estrangeiros… Mas já não se passa assim em relação a qualquer jogo do Barça, do Real Madrid, do Chelsea… É essa a grande diferença, eles têm muito dinheiro e os temos pouco. Eles podem oferecer facilmente 10 mil a um puto que por cá ganha mil ou menos… Vais prendê-lo com que? E vais celebrar contrato profissional com todos? Com que dinheiro?

        Espero sinceramente que estes putos tenham sucesso em Itália – seriam mais dois a mostrar à Europa a qualidade da nossa formação.

      • E porque é que um árabe ou chinês quer ver o Real ou Barça e não o Sporting?

        Porque esses clubes ganham…
        E ganham porquê? Porque tem os melhores jogadores.
        Se não temos dinheiro pra ir buscar os melhores não é a vende-los aos 18 anos que poderemos tornar-nos competitivos.

        A fazer aquilo que temos feito nunca seremos dos melhores da Europa, nem que vendêssemos todos os juniores todos os anos a 800 mil euros.

      • o porto ganhou uma liga europa e uma liga dos campeões com uma base de jogadores que jogavam no campeonato portugues e com alguns reforços cirurgicos, com o Mourinho… Tinha a melhor equipa de ambas as competições?? Não. Gastou mais que as outras equipas?? Não… Quando se é organizado, quando existe um projecto bem estruturado e bem executado as coisas acontecem…

      • “Quando se é organizado, quando existe um projecto bem estruturado e bem executado as coisas acontecem…”

        Concordo em absoluto. O Porto tem uma estrutura profissional de grande eficiência e os resultados provam-no. Querer ver o domínio do Porto só por causa da batota e dos árbitros é cegueira. Essa estrutura demora tempo a ser criada e requer estabilidade. Por isso sou adepto duma direção forte, impermeável às pressões das claques e dos grupelhos e onde as vaidades não tenham primazia.

        Não é impossível chegar ao patamar onde o Porto chegou. Repare-se que o Porto tem tido sucesso comprando barato e vendendo caro, fruto de sucessos anteriores. Neste momento mesmo que tivéssemos um Hulk com cláusula de 100M dificilmente o poderíamos vender por mais de 20 – não nos poderíamos dar ao luxo de dizer como o PdC “ou vai pela cláusula ou não vai”. O sucesso gera sucesso, e só poderemos sobreviver se o tivermos. Mas isso necessita de estabilidade, que é algo que dificilmente poderemos alcançar com esta ou outra direção.

      • Sou adepto da estabilidade, mas uma boa estabilidade, ou seja, estabilizar quem está a fazer um bom trabalho, o que não é o nosso caso, já andamos á 15 anos a dar estabilidade ao projecto Roquette e isso não nos tem lavado a lado nenhum…

    • Quer o Cá quer o Ié, terminavam contrato em 2013 e não estavam abertos a renovar com o Sporting, sabendo do interesse dos “tubarões”……. melhor 800 com possibilidade de quase 4M, do que 0…. ou não?!?!?!?

      • Cabe aos dirigentes resolver isso… Se não resolvem os problemas para que estão lá? Só tinham era que renovar, como muito bem foi dito, não queriam, não jogavam…

      • Talvez fosse melhor receber zero agora encostando esses jogadores assim que nos disseram não e no futuro ganhar muito mais que 800 mil fazendo os Cás e os Iés (e respectivos empresários) de amanhã pensarem 2x quando não quiserem renovar…

      • não quero legitimar a saída dos jogadores em defesa da direcção, que nunca apoiei, mas as coisas são muito mais complexas! Para as vossas “decisões” estarem certas seria preciso saber muitos mais detalhes, como os timmings das decisões dos jogadores, as ofertas de parte a parte (quer a jogadores quer a empresários), as promessas e intenções para o futuro próximo e muito mais!
        Não concordo que a formação deva ser dirigida de forma ditatorial! Não quer ficar, é tentar rentabilizar no imediato, no futuro próximo e no futuro menos próximo (com % de futuras trasnferências), salvaguardando um eventual regresso a Portugal!

      • Quantos regressaram até hoje?
        Assim de repente não me lembro de ninguém, só do Viana por empréstimo.
        A maioria é ingrata, e ou nunca volta ou quando voltam vão para os rivais.

        Suinão, Martins, Quaresma, Futre etc.

      • se não estou em erro, todos os exemplos que falas, não vieram por vontade (falta dela) do Sporting!!!

    • Mas que problema?
      Para vocês corjistas não costuma haver problema algum, já admitem que há problemas?
      Sim senhor, nota-se evolução!
      O problema não é este caso do Agostinho, pois casos como este acontecem no nosso clube a toda a hora, o problema é mesmo acontecerem, como se resolvia?
      Jogadores que não quisessem renovar seriam logo encostados, que ganhamos nós em andar a formar prós outros? Então temos no banco alguém que vai ficar e nadamos a fazer evoluir quem se serve de nós como trampolim?
      Bastava fazer-se isso 2 ou 3 anos e todos os titulares quereriam sempre renovar…
      E além disso tem de se fazer ver a estes miúdos e empresários que não podem ficar muito felizes de sair do Sporting por tuta e meia sem terem retribuído desportivamente ao clube que lhes proporcionou serem alguém no futebol.
      Não acredito que os miúdos sejam ingratos, por isso só pode ser a mensagem que é passada na academia que não está a funcionar. Vamos lá a rever esse recurso sff!
      Pode não servir de nada para esta geração, mas temos de pensar nas gerações vindouras, insistir no mesmo erro é que não!

      • ou então bastava fazeres isso 2 ou 3 anos e os pais dos putos não os deixavam ir para o clube da ditadura ondem “prendem” os putos até serem “adultos”….
        toma tento, pá!

      • Se os pais dos putos já vem com intenção de nos tramar então talvez nesses casos talvez fosse melhor nem entrarem.
        Quem é que são esses putos até entrarem no Sporting?
        Ninguém!
        É justo que queiram sair sem retribuir desportivamente se o clube quiser que fiquem?
        Não acho que seja justo.

      • Gonças, não estou a dize que é justo, nem que deva ser assim. apenas alerto para uma das possiveis consequencias se se agir da forma que muitos dizem ser a correcta!!!

    • No mundo Krpan esses problemas não existem… se ele ou os dele tivessem no poder, o Cá iria simplesmente resistir às pressões do empresário e recusar o ordenado principesco que o inter certamente lhe oferece por gostaria do Sporting como todos nós e não lhe passaria pela cabeça deixar de representar o clube do seu coração. Fdx, se não existissem teriam que ser inventados.

      • No mundo Krpan não sei, mas se fosse eu a mandar o Cá nunca mais tinha calçado desde que o seu empresário não se mostrou disponível para negociar a renovação.
        Será que o Inter o iria querer depois de 2 anos de banquinho?
        Será que os juvenis e iniciados não pensariam duas vezes antes de querer fazer o mesmo que o Cá?

      • Academia, mandasses tu ou alguem com 3 ou 4 cm de testa e colhões no lugar,
        e seria esse o procedimento, assim, somos mais um entreposto…

  15. Rebajas en EL “CORTE” GODINHÊS…
    Las mejores promociones del mundo del Fútbol: “Juan Perera” a 50% de descuento!
    Proximas promociones e rebajas: Capel, Patricios y otros!

    EL CORTE GODINHÊS – Contra la crisis, cortar en los precios és nuestro lema!

  16. Não se preocupem coma saída do Agostinho. Em regra, esses jogadores que abandonam o clube aos dezoito anos não dão em nada. que faça boa viagem e tenho muitas duvidas que se volte a falar nele.

    • Sem dúvida, quem é que houve falar hoje em dia num Futre, Ronaldo, Simão, Quaresma, Nani, saíram todos antes de terem 20 anos, estragaram-se nunca foram ninguém…

      • “alcademiaalcochete” todos nomes que referiste chegaram ao plantel principal…

        Para escreveres merd@ mais valia estares quieto…

      • epá…..desculpa “cortar o barato” mas nenhum dos jogadores que referiste saiu dos juniores!!!! comparação de merda essa!!!!!

    • Mas ninguém sabe ler?
      Quando é que eu disse que saíram dos juniores?
      Saíram foi todos antes dos 20 anos (17,18,19), foi isso que eu disse, ou seja com idade de júnior e a entrar no primeiro ano de sénior, mas como eram talentosos é natural que já estivessem a jogar nos seniores…
      Mas o que interessa é que saíram com essas idades e é disso que se está a falar, não em se já tinham jogado uma dúzia de vezes nos seniores ou não…

      • continua a ser uma comparação de merda… uma coisa é sair sem ter a experiência de jogar pelos séniores, outra coisa é saber o que valem numa equipa e prova mais competitiva e exigente, como nos escalões séniores!!!!

    • Bem que podia levar mais meia dúzia deles com o mesmo calibre…
      Passava ali por Alcochete que há la a pontapés..
      Não os podemos aturar a todos…

    • Sinceramente, estar sempre a falar desses jogoadores que preferem, eles ou o empresario, dar o salto mal acabam o percurso de juniores, ou o Sporting, que tem a experiencia em detectar talento, nao acha que vale a pena renovar com eles.

      O Diogo Amado, que quando terminou o percurso de juniores, nao quiz renovar o contrato porque nao queria ser emprestado a um clube da segunda divisao. Vai para o Leiria e, surpresa, e emprestado a um clube da segunda divisao!! E agora com o Leiria falido, vai para a segunda divisao inglesa. Boa sorte.

      E e’ sempre a mesma coisa, nos blogues, que e’ um crime nao aproveitar qualquer “perola” da formacao, cujo unico merito e’ ter saido do clube aos 17/18/19 anos. Vou fazer uma lista de alguns dos “escandalos” nos ultimos anos e digam la onde estas estrelas internacionais garantidas andam ou que carreira tiveram:

      Filipe Candido
      Joao Paiva
      Edgar Marcelino
      Diogo Tavares
      Tomane
      David Caiado
      Vasco Faisca
      Simao Coutinho
      Ricardo Fernandes
      Diogo Viana
      Fabio Ferreira
      Marco Matias
      Rui Fonte

      Alais, mostrar essa lista aos jogadores, pais ou empresarios, e’ o melhor argumento para os miudos renovarem. Se nao resultou para estes todos, porque ha de resultar para eles?

      Tudo jogadores quando se foram embora eram a prova, pelos blogues e foruns, que era preciso correr com toda a gente da academia, que e’ preciso repensar a formacao, etc, etc, etc. Boring…, e’ sempre a mesma conversa.

      Alguns de voces ja nem se lembram do nome desses jogadores.

      Daqui a 5 anos veremos o que e’ feito de

      Diogo Rosado
      Edga Ie
      Agostinho Ca
      Joao Carlos

      e veremos se terao feito algo mais que os jogadores na outra lista e que o Diogo Amado. Eu aposto que nao.

      • Os jogadores que dizes nessa lista foram jogadores dispensados por nós (tirando o Vasco Faísca salvo erro)…
        Não tem nada haver com jogadores roubados por clubes grandes porque não aceitaram renovar connosco, não confundam as coisas…

      • Penso que se estão a misturar alhos com bugalhos.

        A maior parte dos nomes que referes foram jogadores sobre os quais o Sporting, e bem diga-se, optou por não renovar.

        Como já disse há uns tempos atrás, a própria venda do João Carlos ao Liverpool também não me choca.

        Neste caso do Agostinho e do Edgar o Sporting ao querer firmar contrato profissional com eles, revela confiança nas suas potencialidades.
        O que não se percebe é que apercebendo-se que a renovação não se iria concretizar porque motivo haveríamos nos de os ajudar a promover e a desenvolver inclusive muitas vezes em detrimento de outros com contrato profissional assinado??

        Mais uma vez afirmo que a Academia devia servir única e exclusivamente o Sporting Clube de Portugal.

        ( ps: sinceramente só tenho pena de perder o Edgar porque o miúdo ainda faria mais uma época de Júnior e este ano evoluiu muito… Todos os outros, boa viagem!)

      • eu posso responder a alguns

        filipe candido: andou varias empocas na 2 e 3 divisao

        joao paiva- tá na suiça

        o marcelino em chipre acho eu, o diogo tavares nao sei,, o tomane estaa no beleneses, o caiado agora é internaiconal pelo luxemburgo,

      • falta ai o novo Ronaldinho Gaúcho, que não quis renovar e foi para o “Xchelse”….. onde é que anda mesmo o Paim?!?!?
        temos todos os anos pelo menos 23 juniores, logo por azar os que n renovam e saím por 800 mil euros são sempre os melhores…. os que ficam são uma merda!!!! Haja paciência!!

      • O Paim não quis renovar??
        Mas estás parvo?
        O homem andou cá até ao fim do contrato e muito tivemos nós que o aturar até nos finalmente vermos livres dele.

        Depois do empréstimo ao Chelsea ainda o tivemos que emprestar ao Massamá e nem ai calçava…

  17. Nao.

    O Fabio Ferreira e o Ricardo Fernandes foram os outros dois que foram para o Chelsea com o Adrien, mas que decidiram ficar.
    O Filipe Candido foi para o Real Madrid, tendo recusado renovar.
    O Diogo Tavares foi para o Inter de Milao, tendo recusado renovar.
    O Tomane foi para o Villareal, tendo recusado renovar.
    O Simao Coutinho recusou renovar e foi para o Gil Vicente.

    Os outros o clube nao quiz renovar. Eu digo isso no meu comentario. Se tivesse tido o cuidado de ler, teria lido “…jogoadores que preferem, eles ou o empresario, dar o salto mal acabam o percurso de juniores, ou o Sporting, que tem a experiencia em detectar talento, nao acha que vale a pena renovar com eles.” E’ logo na primeira frase, por isso dificil de falhar, mas parabens, foi capaz de fazer isso.

    O ponto do comentario e criticar o histerismo de algns que dizem que e um crime a saida desses jogadores.

  18. Então mas alguém acha mal que saiam jogadores que o Sporting dispensa?
    Todos os anos são dispensados em média uns 15 juniores…
    Não é desses que o pessoal se queixa…

  19. Não vejo qualquer vantagem em renovar por mais um ano com o Sá Pinto.Fez boas e más coisas como escreveu o Cheba. Já tinha contrato até ao fim desta época e assim deveria ser.

    Z

  20. Há putos que mal vão à seleção pensam logo que são os maiores. Lembram-se do Tiago Pinto, filho do João Pinto? Fez por cá grande parte da formação e, ao que parece, pedia mundos e fundos para renovar. Saiu e saiu muito bem!

  21. O Sporting está teso e precisa destes “trocos” dos júniores. Para mim a questão que põe é apenas uma: Saberá o Sporting avaliar bem os jogadores das camadas jovens? Se sim, acho muito bem venderem jogadores que se percebe que não poderão ser mais valias no futuro.

    Sempre defendi que o mercado de jogadores a render cerca de 1 milhão era uma oportunidade de receita para o Sporting, bem melhor do que acabar por dispensar jogadores a troco de 0 euros depois de tanto dinheiro investido na formação destes. estou farto de ver perderem-se jogadores e dinheiro.

    Só espero é que não vendam um destes e depois se venha a verificar que estava ali um super jogador! Esses terão de ser valorizados na equipa sénior. A evolução de um jogador é sempre uma icógnita, mas um super craque não engana.

    Quantos dos que sairam do sporting em juniores deram em craques?

  22. Pingback: … e os artistas (parte 1) « O Cacifo do Paulinho

  23. Pingback: O mau, o bom e venha de lá o próximo jogo « O Cacifo do Paulinho

Deixe uma Resposta para _ov Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s