Obrigado por me fazeres sonhar, Matías

Não gosto de despedidas. Muito menos quando são despedidas que envolvem uma separação prolongada. E pessoas que me dizem algo, obviamente.
É verdade que não te conheço, mas entusiasmei-me assim que foi levantada a possibilidade de vires jogar para o meu Sporting. Pela simples razão de que, para mim, o futebol continua a ter muito de balizas erguidas com postes de pedras da calçada, fintas parvas por colocarem a equipa em risco, fintas parvas que resultam e dão para gozar e recordar durante anos, passes que já levam o grito de golo, rostos transpirados e sorridentes que espelham um dos mais simples prazeres da vida: jogar à bola.

Foi isso que eu vi em ti, Matías. Mesmo quando aquele bigode te tornava parecido com o Cantiflas.  Tinha ali um gajo que gostava de jogar à bola como se o mundo fosse perfeito e o futebol fosse arte. Como se fosses um boneco do PES. Um bocadinho (sim, só um bocadinho) de Balakov, que tantas saudades me deixou. Esperei pelas rabonas. E pelos livres. Esperei pelo craque que dá alma à selecção chilena. Até passei a gostar do número 14. No fundo, deixaste-me sonhar. Que, quando as coisas estavam a correr bem, ias tirar um coelho da cartola para embelezar o momento. Que, quando estavam a correr mal, ias mostrar que a genialidade pode valer mais do que as capacidades atléticas. O Matías era nosso.

E foste, infelizmente muito menos vezes do que eu desejava. Mas foste. Num estranho sentimento que me fazia depositar em ti grande parte das minhas esperanças. Mesmo quando estavas lesionado (tantas vezes, porra), ou quando vi que as tuas pilhas não davam para mais de meio jogo. Tudo isso eu colocava para segundo plano, defendendo aquele «algo mais» que me parecia só tu (e o Izma, vá lá) conseguia oferecer à equipa. Talvez fosse o meu lado sonhador a falar mas, ainda assim, valeu-me alguns momentos que vou guardar bem guardados.

Hoje confirma-se o rumor dos últimos dias: vais embora. E, tal como ao longo destes três anos, pouco me importa se não quiseste renovar, se não quiseram renovar, se vais por quatro ou por 40, se tínhamos o teu passe todo ou já o tínhamos cortado em postas. Importa.me, isso sim, que fico com menos um jogador capaz de alimentar-me os sonhos. Talvez até seja melhor assim, não fosse eu passar uma época imaginando-te a fazer maravilhas e vendo-te perder o lugar por culpa de mais uma lesão ou da qualidade dos que chegaram. Estou confuso, acho. Porque tens esse raio de capacidade de fazer-me acreditar em futebol bonito. E isso, caro Matías, é algo que te agradeço com toda a sinceridade.

p.s. – prometo que o PES vais continuara a marcar livres de verde e branco.

Anúncios

202 thoughts on “Obrigado por me fazeres sonhar, Matías

  1. Brilhante texto Cherba, parabéns , revejo-me em cada linha do texto, especialmente…

    “Estou confuso, acho. Porque tens esse raio de capacidade de fazer-me acreditar em futebol bonito. E isso, caro Matías, é algo que te agradeço com toda a sinceridade.”

    Paciência, vai o Matías fica o SPORTING.

  2. Estou sem palavras e arrepiado. Que texto do caralho! Obrigado Matías e obrigado Cherba! Como disseste no post anterior “isto é Sporting”!

  3. Mais um senhor jogador que pisou o relvado do meu amado Sporting.
    Este é dos que me vai deixar saudades.
    Toda a sorte do mundo para o Matias Fernandez.

    Mas rei morto, rei posto, venha de lá o Labyad.

  4. De forma geral, concordo com o texto. Mas com franqueza, acho um “10” de um clube como o Sporting não pode ser um gajo (brilhantemente, sem dúvida) que joga 60/70 minutos de tempos a tempos. O Matias fazia 3 ou 4 jogos bons/muito bons jogos em cada 10.

    Este rapaz teve o condão de me pôr em jogos consecutivos a desejar que desaparecesse para dentro de um buraco na terra e no seguinte quase parecer um Maradona. Deve ser dos jogadores mais enervantes que me lembro de ver no meu Sporting.

    Tanto que eu esperava dele… e tenho que dizer, que não cumpriu. Adeus, e um sincero obrigado pelos lampejos de magia. Pena que fossem mesmo isso : vislumbres do que podias ser.

  5. Grande Texto! Partilho totalmente deste sentimento de angústia! Só se justifica esta venda pela necessidade de dinheiro mas 4 milhões é pouquinho… Pelo menos q isto signifique q ficamos com o Izmailov e o Adrien… Tou com um feeling, este ano é que é!!!!!
    SL

  6. MTO BOM!

    Estou triste. O meu fervor leonino esmorece com esta saída. Espero que o Sá e os rapazes que ficam consigam conquistar-me.

    Obrigado Mati. :/

  7. Vais deixar saudades… que jogador cheio de classe, pena jogares a maior parte do tempo a passo ou com evidente inferioridade fisica. Sem duvida um dos melhores 10 que vi jogar, mas infelizmente e até à data sem demonstrar o potencial que todos lhe auguravam.
    Eras dos jogadores que me deixavas com um sorriso no rosto só por ver o teu nome anunciado entre os 11 que seriam titulares. Como diz e bem o Cherba… muito obrigado pelo perfume do teu futebol, por teres encantado, ainda que a espaços.
    Desejo-te a maior sorte do mundo e espero… que não acabes por voltar a Portugal para vestires outras cores…

  8. Apesar da irregularidade, foi um dos bons que por cá passaram, e isso só alguns têm a honra de ser em mas de 100 anos de historia.

    Até Sempre Mati.

  9. O único que me fez sonhar desde Balakov. Aliás, só tenho 2 camisolas em casa. O 10 do Krassimir e o 14 de Matías.

    Hoje é um dia triste para mim. Sempre fui e sempre serei um dos maiores fãs de El Crá. Que se foda o rendimento. O futebol também é paixão. E essa só é despertada por um lote restrito de jogadores onde, obviamente, se inclui Matias.

    E fico fodido. Por várias razões. Fico fodido por causa das lesões que não o deixaram explodir, por ter alinhado no pior plantel da nossa história, por nunca lhe terem dado a batuta e construírem tudo o resto à sua volta, por todos os sportinguistas (não eu) não lhe darem a importância que merecia, por nunca lhe terem feito um cântico ao nível dos craques que tivemos. Enfim…

    Mas não vale a pena olhar para o passado. Apesar da tristeza, vou ter que aceitar isto (sem concordar). Resta-me escolher novo ídolo.

    Felizmente, foi para uma equipa que eu adoro. Já o imagino a combinar com o Jovetic e a mandar abaixo o mítico Comunale Artemio Franchi. Serei um espectador atento.

    PS: Gostava que o André Martins ficasse com a 14 só para manter vivo o número e para gajos como eu, viciados no chileno, não largarem a “droga” abruptamente tipo “cold-turkey”

    • é muito bem dito Sá. qualquer Sportiguista que goste realmente de bola percebe bem o que dizes.

      não creio é que possamos esperar que a batuta de trequartista possa ir para o André ou mesmo para o Adrien, nenhum deles é “10” e isso parece evidente, excelentes “8s” apesar de tudo.

      é esperar que Labyad (que é medio ofensivo mas também não nº10), Pranjic, Izma (se ficasse) e algum dos nossos 8s de qualidade (Schaars, Elias, Martins, Adrien) consigam fazer a posição com rendimento, qualidade, eficacia e alguma arte.

      • é do caralho infelizmente. eu penso que, no fundo, todos os Sportinguistas gostam deste tipo de jogadores. mas, neste momento do clube, há uns que só querem é dizer mal do nosso grande amor. só assim consigo entender que uns achassem que o Matias devia sair e que agora já achem que era o melhor jogador. andam à bolina consoante o que serve para criticar. ou pelo menos acredito eu que assim seja visto que é impossível não gostar de El Crá.

        p.s.: ao amigo Ricardo, Izma ganha mais preponderância quando sai da ala. ele não é de facto um jogador de linha, mas assenta nas suas diagonais e na sua superior leitura dos espaços interiores a partir da linha o seu maior ponto de desequilíbrio…

        p.p.s.:senti-me o LFL agora mesmo. ahahahah tanta merda para não dizer nada de jeito…

      • Caro Tiago…
        Não creio que o Izma seja um 10 PURO, porque não o é… Mas a jogar como interior (isso implicaria jogar com 4 no meio campo – 4-1-4-1 ou semelhante?) seria mais interessante do que jogar em 4-3-3 pois não tem velocidade/explosão para ser extremo… Quanto muito, seria um dos dois à frente de Rinaudo, que seria o lugar onde o colocaria, dada a sua clarividência e capacidade de pensar o jogo… exemplo:

        Rinaudo

        Izma Schaars

        Jeffren Ricky Capel

        Uma distribuição dos jogadores desta forma, acredito que seria uma equipa com dinâmica suficiente para pôr a equipa a jogar bola da boa… Isto, claro está, para uma condição fisica boa de Jeff e Izma (e até Rinaudo)… Mas neste momento temos boas alternativas aos jogadores que referi…

      • amigo Ricardo.

        quando se fala em 4-3-3, tem-se em conta a escola holandesa. nunca se deve falar em médios interiores. o 4-4-2 não tem médios interiores. tem 2 médios centro. o 4-3-3, não tem médios interiores. tem um 6 um 8 e um 10. o 4-1-4-1 também não tem médios interiores. a única táctica com médios interiores é o 4-1-2-1-2. e chamam-se médios interiores porque nem ocupam uma posição central nem ocupam a linha. andam a deambular. era o que acontecia com o Izma no tempo do Paulo Bento. mas, no actual 4-3-3 o Izma não pode jogar no centro. porque não lhe confere espaço para o seu jogo.

        o Izma pode não ser um extremo puro. mas é alguém que com a capacidade no um para um e facilidade em sair da linha para o meio cria muitos desequilíbrios não só momentaneamente no decorrer da jogada mas também no aspecto táctico. enquanto que se o colocar-mos no centro, vai ter o espaço bem mais congestionado perdendo assim qualidade no seu jogo.

        muitas vezes fala-se em médios interiores mas isso é porque metade dos comentadores da tv também não percebe nada disto. não sabem de onde surgem os esquemas que se utilizam hoje e pensam que se pode dizer que é um médio interior. nem fazem conta de que cada um tem a sua função. mais do que a colocação em campo das peças é a função que cada um tem que o define como jogador. tal como dizerem que por exemplo o CR7 devia jogar a PL porque marca muitos golos. nem se apercebem que a grande vantagem dele é precisamente sair da linha para o meio. como se costuma dizer, há muita gente no futebol que fala de cor. o futebol não é rectilíneo. o jogadores não são pino fixos nem são encarreirados.

        Forte abraço.

      • Bom, pelo menos percebeste a ideia do que queria dizer… Digamos que não sou um “letrado” da bola… Chamo-lhes interiores pelo simples facto de não serem extremos… Mas isso dou de barato!
        Mas por mim, que jogue em qualquer posição… eu sou um “apaixonado” pelo Izma, só quero que esteja bem fisicamente… o resto ele faz bem… em qualquer lado! =)
        Venha de lá esse Czar e mais 10!

      • Exacto Ricardo. isso é o mais importante. mas também só falamos assim porque de facto o Izma é um jogador completíssimo. de certeza que não falaríamos assim do Capel ou do Schaars. um é na linha o outro é no meio. e não há margem para discussão. Mas o Izma…não há igual. espero que passe o ano sem problemas. Czar e + 10 sem dúvida!!

  10. Ainda me lembro do dia em que ele assinou, pensei logo: “foda-se o Matias no Sporting?! foda-se, está tudo doido!! que jogador do caralho!”…

    …Com o passar do tempo foi ficando demonstrado o porquê de ter saido de um dos melhores campeonatos do mundo…é um jogador com magia nos pés, mas que tem uma falência muito grande ao nivel da vontade (ou falta de tesão se assim quiserem), e quando isso acontece nada feito!

    O Matias foi capaz do melhor (golo ao rangers e golo ao city) e do pior (substituição ao intervalo inumeras vezes, sem que se tenha dado por ele em campo!).

    Comparo-o a uma gaja que me dê um “granda” tesão de cada vez que penso nela e quando chega a hora de a partir não passe de um peixe morto…é um jogador que saiu muito caro ao Sporting!

    As maiores felicidades ao Matias, mas ainda mais ao Sporting que penso que ficará melhor servido sem ele, desportivamente e financeiramente, não nos podemos dar ao luxo de manter um jogador que faz meia dúzia de jogos, nos restantes que se arraste em campo e no resto do tempo esteja no posto médico…a ganhar 900mil euros LIMPOS por ano!

    SL

  11. Belíssimo Post e belíssimas respostas!

    Boa sorte ao Matias! Apesar de tudo, nunca foi jogador de levantar ondas.. Confesso que vai deixar saudades..

    Espero que não tenhamos um post semelhante sobre o nosso Czar daqui a uns dias (por um lado espero que tenhamos, caso saia. Ele merece).

    SL!

  12. Matias é um gajo que me deixa fodido…
    Passou aqui 3 anos, e acabou por não demonstrar tudo aquilo que tinha mais que capacidade para fazer… Fico lixado por ver um gajo destes, com esta qualidade, não colocar em campo toda essa capacidade que é mais que reconhecida… Enfim… Fazia um jogo soberbo, fazia dois jogos medianos e depois, vai de lesão… Ele há gajos assim, que parecem ter tudo nas mãos, serem idolos dos adeptos e mesmo assim… falta sempre qualquer coisa… O ultimo que me deixou frustrado foi o Vuk, infelizmente por razões diferentes (ou faltava-lhe cabeça – seria do boxe na mioleira? – ou excesso de gente a buzinar-lhe nos ouvidos…). Perdeu-se um “agitador de massas”, alguém que tinha uma ligação soberba com o público… Matias não tinha esse “sex-appeal” para com o adepto da bola, mas tinha arte… magia nos pés… Mas fico fodido com ele… Ficarei sempre com a sensação que mais não deu porque lhe faltava mais fibra, aquela raça que faz revirar a lingua entre os dentes e ir à luta…
    Ainda está para nascer o gajo que me faça esquecer o que Balakov fazia com a bola…

    Matias, não sentirei a tua falta porque te vejo sair desvalorizado em relação ao que pagámos por ti (pelo menos é o que consta) e não ganhaste nada para nós (salvo erro)… Tou chateado contigo Matias… Depositei muita ilusão em ti e desiludiste-me porque esperava de ti um fora-de-série… Se calhar eu é que coloquei a fasquia muito alta. E pelos resultados, dá para ver que o mal foi meu…

      • Pois eu lembro-me… A forma como ele se mandava para cima dos adeptos quando marcou golos… Havia qq coisa em Vuk que agitava as massas (veja-se a 1ª época!)… Era daqueles jogadores electrizantes… O mal dele é que devia ter um curto-circuito naquela cachola… E isso dá-me raiva! Cabrão do Vuk, foda-se… Tinha tudo! Mas não queria… =(

      • O vukcevic não gosta de futebol: É esse o curto-circuito dele. Curiosamente jogava com paixão, não tendo metade da criatividade do Matias, que por sua vez, ele sim, jogava como quem está ali sem estar. É uma pena, mas as coisas são como são – o texto do Cherba é, claro, brilhante.

        Longa vida ao Labyad.

        SL

  13. Continuo a achar que o Matias não é um número 10. Não tem disponibilidade física para jogar no meio-campo. Era um jogador para jogar em 4-4-2, na área, ao lado de outro avançado. A facilidade de remate e o poder de drible poderiam fazer a diferença.

    • O Matias joga a interior na selecção do Chile. Para mim, um 10 tem de ser sempre um gajo mais “leve”, uma espécie de Óscar (que agora mesmo se transferiu para o Chelsea). O Aimar é um bom exemplo (tirando o facto de ser um filho da puta) de número 10.

      • O pessoal esquece-se frequentemente que na América do Sul joga-se preferencialmente com dois volantes, um 10, mais dois médios/avançados (bastante móveis e ofensivos) a dar apoio ao ponta (esquema semelhante ao do Mourinho no Real Madrid).

        Talvez o Matias tivesse rendido mais ao lado do Elias como volantes e com um gajo tipo Labyad mais solto, embora aí quem se fodesse era o Rinaudo.

        Ninguém disse que era fácil ser treinador de futebol, os planteis é que têm de ser bem construídos.

    • Desculpa, o Matías não é somente um 10 como, a meu ver, é o protótipo do que é o 10. Gajo franzino, cheio de magia nos pés, que pode passar 89 minutos a passear pelo campo que quando toca na bola pode fazer algo completamente genial e inesperado.

      Matías é o senhor das rabonas e o Riquelme, outro típico 10, o rei da cueca.

  14. Grande posta Cherba! Obrigado!

    Para mim, o Matías era só o nosso melhor jogador desde o Bala (o Figo e o Ronaldo saíram e ainda não eram jogadores feitos). A bola nos pezinhos dele parecia feita de outra matéria. Vou ter saudades dele. Muitas.

    E concordo com o comment do Sá acima: não o soubemos aproveitar. Não nos esqueçamos que este craque só jogou no consulado do cabeça de cotonete, treinado por forcados e choramingos, e a servir saleiros, salomões e postigas.

    Por último, não consigo perceber (mais) este negócio. Fica mais uma vez provado que não sabemos vender.

      • Dizer que o Figo era mais gadelha que jogador quando saiu do Sporting é de gritos. Basta ver um jogo, só um jogo, que vês o Figo a fazer mais que o Matias que nos 3 anos de Sporting (atenção que sou fã do Matias). o jogo em questão é um Belenenses Sporting, em que o Figo foi ANIMAL!!!

    • É o que acontece quando se lê muito ABola e pasquins nacionais sobre futebol….

      Até Figo ganhar a Bola de Ouro, e brilhar no firmamento do futebol mundial ao mais alto nível, neste país patético insistia-se em nivela-lo pelo Rui Bosta.

      Ainda hoje apela-se ao Alzheimer e ao desconhecimento para fingir que havia/houve alguma comparação possível.

      E a verdade é só uma: pelo menos desde o Mundial de 1991 que Figo é de uma constelação à parte. Sempre foi!!
      No Sporting, fora do Sporting, e continua a sê-lo agora que arrumou as chuteiras.

      Ganhem juizinho, e não falem do que, claramente, não sabem.

      • O Figo desiludiu sempre os sportinguistas ( ainda estou a vê-lo aos pulinhos no banco do Inter a festejar um golo contra nós…), mas foi sem dúvida o melhor jogador português de sempre. Considero-o mesmo superior ao Cristiano Ronaldo.

      • Sublinho o que diz o jonascp. Tenho 29 anos e o Figo foi o melhor jogador que vi jogar no Sporting; é caricato compará-lo ao Mati, por bom que ele seja. O Figo foi, por exemplo, de longe o melhor jogador do campeonato português em 94/95 e já na época anterior era o fim do mundo. Lembro-me dos dois jogos em 94/95 com o Real Madrid, daquele em Belém depois da bronca, sei lá, tantos, como este com o Marítimo, em que atingiu níveis exibicionais estratosféricos, que nunca mais encontrei.

        Isso não invalida que se tenha comportado como um mercenário toda a carreira dele e que, como sportinguista, se o é, seja uma vergonha.

      • Eu acho que não é caricato compará-lo apenas ao Figo, mas a tantos outros que vi jogar desde ele que são claramente melhores que o Matías. Mesmo o Izmailov continua a ser superior

      • Caríssimos,

        Não se enervem. Claro que o Figo quando saiu já era craque, mas não era metado do jogador que foi no Barça. E foi, com toda a certeza um dos melhores com a mais bela vestida que eu vi jogar. Mas custa-me a acreditar que algum de vocês via nele um futuro bola de ouro… Se viam, foda-se: percebem disto como o caralho e vou mas é ali discutir bola com o joaquim rita que esse é que é do meu campeonato. :)

        Mas mantenho o meu argumento: as equipas de 93/94 e 94/95 eram, de muito muito longe, melhores do que qualquer uma em que tenha jogado o Matias. E acredito que é mais fácil jogar com melhores jogadores.

        Quanto ao resto são opiniões. O Izma é um grande jogador de futebol, o Matias é um grande jogador da bola. E eu gosto mais de jogar à bola… :)

  15. Cherba, relativamente ao teu texto…. espectacular. Uma maravilha.
    Quanto ao Matias, obviamente que fico feliz por ter vestido a verde-e-branca, por me ter feito sonhar e recordar, ainda hoje, as suas jogadas, os seus golos, etc. Pura magia.
    Mas o Matias foi algo inconsequente. Não teve coerência enquanto aqui esteve, porque passou muito tempo na enfermaria, enconstado a um dos flancos, mal aproveitado, etc. Enfim, deu pouco daquilo que manifestamente poderia ter dado.
    Vou recordá-lo, obviamente, mas agora outros mágicos fazem-me acreditar que este ano vamos voltar a ser campeões.
    Abraço,
    SL

  16. Poça, não é todos os dias que um craque destes chega a Alvalade. Por isso, quando, este veio, sonhei. Vi os vídeos do Colo-Colo, ao som ‘Los Miserables’, e esperei igual. Aquelas arrancadas, aqueles livres, aquela alegria. Mas de retorno ia tendo pouco, sempre à espera da explosão.
    Matias não é apenas um craque, tem um jeito humilde de quem não se acha melhor que os demais. E isso faz-me ainda gostar mais dele. Talvez seja por isso que outros, bem menos dotados, acabem por fazer mais, seja apenas por maior ego ou mentalidade.
    Em três anos, por cada livre, esperei assistir à repetição do tinha feito na América latina. Esperei, esperei. Em Manchester cumpriu (perfeito) e festejei por todos os que não tinham sido marcados.

    Pelo rendimento, perde-se alguém que desequilibre nos grandes jogos. Pela magia, a perda é irreparável. Aqui este adepto, não trocava os pés de Matias por mais nenhuns!

    Boa sorte ‘El cra’!

  17. Com esta saída, espero que seja a explosão de André Martins, verdadeiro Crack!
    Será o novo melhor jogador do mundo da nossa academia!

    • Por muito que me custe comparo o andre martins ao maça podre, mas vejo ainda mais qualidades!!!
      É para mim o jogador com mais potencial em portugal…. Vejo-o com a garra do maça podre (a defender) e a levantar a cabeça como o director desportivo do clube de carnide levantava….
      (Carrillo e Labyad tb me fazem sonhar alto….)

  18. Que exagero, comparar este gajo ao Balakov?!?! Estar tudo deprimido com a saída dum gajo que faz meia duzia de jogos por ano?!?!?! Tem técnica e muito talento, mas é inconsequente, marca poucos golos, todos falam dos livres…mas quais livres? Contra o City e acabou. Joga em 20 metros, não defende nada, finaliza mal…sinceramente que exagero.
    Temos um histórico de jogadores rico demais para pensar duas vezes no Matias Fernandez.
    SL

  19. Nunca nenhum jogador passado, presente ou futuro fará com que o meu sentimento pelo manto sagrado de leão rampante ao peito, tenha sequer uma oscilação… uma reticência…

    O Sporting é e será sempre o Sporting. Venha quem vier.

  20. Boa Tarde a todos,

    Para grande pena minha o Matí já era…

    Financeiramente é pouco menos que RUÍNOSO! (Quem admitir que é um bom negócio tem de parar de fumar dessa erva!)

    Que ao menos fique a lição (mas não vai ficar!?!) de que não se pode deixar que jogadores destes cheguem ao último ano de contrato!

    Ficamos entalados entre a espada e a parede!

    Os porkos do Norte até se devem rir se venderem o M Lopes (apenas 7 jogos pelo braga tb em final de contrato pelo mesmo valor)…

    Desportivamente;

    Foi só o melhor que pisou Alvalade neste milénio!

    Treinadores incompetentes e sem visão (por um gajo destes nas alas – é de bradar aos céus), lesões e um péssimo plantel à sua volta não permitiram exponênciar nem metade do que poderia (e vai ser em Itália) El Cra.

    Ainda agora na pré-época os únicos 2 golinhos que marcámos foi nos 20 min que teve em campo – coincidência!!!

    Depois da sua melhor época, com a mai linda ao peito, e aos 26 anos deixa Alvalade no seu máximo (depois de o termos recuperado).

    É um dia de luto foda-se!!!

    Agora se o Labyad (20 anos) for o que pensamos, aí cuidado… mas não começem a embandeirar em arco e se depois de 3 ou 4 jogos se o rapaz não carburar logo não passará a ser uma besta OK?

    • Vou tentar fazer uma comparação arriscada. Digo desde já que não é o valor absoluto dos jogadores em causa que entra nesta comparação, mas sim os casos em si mesmo.

      Matias é um jogador irregular, caro (ordenados do Villareal) e fisicamente frágil. Aqui penso que todos concordamos. Se insistíssemos numa 4ª época teríamos provavelmente mais do mesmo. A renovação seria um desastre.

      Agora a comparação. Polga! 8-9 anos com renovações pelo meio e ordenados brutais. Apenas nos deu um rombo na tesouraria e tapou o aparecimento/contratação de outros centrais de valor.

      Arrisco-me a dizer o mesmo do Izma e também do Jeffren (este é o ano decisivo para ele). São caros, não jogam, e por estarem no plantel; por serem mais um, impedem-nos de contratar jogadores mais disponíveis. Depois temos que tapar estes buracos em Janeiro com jogadores tipo Renato Neto

      A Saídas de Mati e de Rodriguez são boas para o plantel. Se Izma sair segue esta linha de raciocínio com a qual obviamente concordo. São todos bons jogadores… mas não rendem o que ganham.

      Z

      • Aí ainda juntava jogadores como o Pongolle, o Grimi, que não contribuiram por aí além desportivamente e que a nivel financeiro foram pouco menos que Caóticos… (e ainda acho que grimi fazia muito melhor LE que o Cromo do Evaldo)

      • Calma aí…
        Há maneiras e maneiras de “despachar” aliás para alguns jogadores que não têm lugar no plantel esta palavra até pode ser demasiado ingrata.

        Vem isto a propósito do Daniel Carriço (jogador que não aprecio, nem a fazer de 6), mas que é nosso atleta desde de miúdo e foi talvez mais importante a fazer os companheiros (ao longo dos vários escalões) jogar melhor do que no contributo directo em campo. Para mim o Daniel não tem lugar directo no 11 e dificilmente será segunda opção para qualquer posição. Deveria portanto sair. A acontecer isto devia ser feito de uma forma séria e clara para com o jogador evitando.

        Não podemos andar a dizer que “temos que formar Homens e Sportinguistas” e depois não estar à altura do compromisso!

        Z

    • A incompetência técnica dos treinadores também é uma grande razão para queimar jogadores… Chega a ser desastroso, um gajo que não passa de treinador de bancada, ter mais olho para a colocação dos jogadores em campo do que gajos que são pagos para isso… Valdez, Matias, Izmailov, Pequeno Pereira a extremos, Postiga a titular, Veloso a Lateral, enfim…

    • Caro amigo,

      Como podes ver aqui http://www.zerozero.pt/jogo.php?id=2239889 o matias entra em campo contra o sheffield quando já ganhavamos 1-0, e não marcámos apenas 2 golos na pré-epoca, pois já ganhámos 11-0 ao cacem.

      O melhor do milénio? até costumo gostar dos teus comentários mas acho que essa foi um bocado despropositada, são opiniões.

      SL

      • Tens vários, até te dou um exemplo de um outro jogador que também tem problemas de lesões, Marat Izmailov, para mim é sem dúvida o melhor jogador do Sporting desde que cá chegou.

      • Barbosa?
        Foi capitão, esteve cá anos a fio, tinha classe, era meio doido, jogava um bolão, ganhou algumas coisas… Junto com o Levezinho… Barbosa! Para mim, sem dúvida, os mellhores e que mais contribuiram para o SCP…

      • Barbosa não é bem deste milénio, ainda jogou mas onde deu mais contributo foi no passado.
        Considerar os golos ao Cacém…
        O meu primo é carteiro e joga no cacém, nem todos os dias tem treino depois do trabalho…

      • os do charlton também acho quem têm um que não é carteiro…e conta para a estatistica…se o jogo não contasse não se jogava!

    • De facto é o problema das nossas direcções. Só se lembram de renovar contratos e segurar os jogadores quando estes fazem épocas melhores. Temos o exemplo do Patrício também.
      Mas também quem é que nos garante que a direcção não tinha tentado já, renovar com o Matías e não conseguiu?

  21. Muitas horas passei eu a ver videos no youtube com a falsa rabona, com as fintas de corpo e com os livres na gaveta deste craque. Cheguei a achar que ele teria lugar em qualquer plantel do mundo e imaginei um onze de sonho ao lado do messi e cristiano ronaldo.
    A camisola dele da Fiorentina vai ficar guardada ao lado das que tenho lá em casa do Villareal e Sporting.
    Tambem vou guardar um poster (a levantar a camisola do Rinaudo) com o sorriso dele a comemorar um dos seus golos… O mesmo sorriso com que ficavamos quando ele tinha a bola nos pés.

  22. E esta história de nunca se saberem os valores envolvidos? é que isso faz toda a diferença num bom negócio ou num mau negócio. E eu, como sócio, acho que tenho o direito de saber o que o meu clube anda a fazer.

    Não me admirava muito que a direcção dividi-se 1M entre eles, e depois nas contas em vez de 4M da venda metiam 3M.

    PS: Já me irrita um bocado, e tem sido assim em todas as épocas, ver os jogos da pré época do SCP, e estarem sempre a rodar a equipa, isto é, não se começa na pré epoca a formar rotinas num 11 base. Chega ao cumulo de na 1ª jornada nem se saber bem como é que o SCP se vai apresentar, e provavelmente o 11 que vai entrar nunca jogou todo junto na pré época.
    Oxalá nos próximos jogos se comece a definir um 11 base, e não mandar jogadores para dentro de campo como resultado de um sorteio feito no balneário.

  23. Revejo-me completamente menos no pes. Só jogo master league online e ele é demasiado lento para o meu mau perder….lol

    SL

    Miguel Damas

  24. Acho que mts nao perceberam o post… ninguem comparou matias ao grande Balakov!! O Matias qd veio fez-me sonhar tb! Era um jogador fenomenal, quando apareceu no mundo do futebol viu.se potencial e brilhantismo como se viu no messi, ronaldo, quaresma (sim este enganou mt boa gente, eu tb!) etc etc

    Força nisso Matias!

  25. Baixa de peso, negócio de merda e por muito que eu pense, “ok, mais vale vendê-lo agora por 4M do que sair a custo zero”, continuo a achar que no Sporting o poder de negociação é fraco. Os rendimentos desportivos não valorizam activos como este é verdade, mas eu vejo várias equipas, com rendimentos desportivos semelhantes, a venderem por muito mais.

    Por exemplo, um Tottenham a tentar cobrar 40M pelo Modric, baseado em que rendimentos desportivos? Ok, as distâncias ainda podem ser grandes de jogador para jogador, mas a diferença é assim tanta, para que eles tentem vender um jogador a 10x mais? Se me disserem ainda que há jogadores como Jordi Alba a valorizarem-se na selecção, eu digo que na selecção Chilena é Matías e mais 10, estou a mentir?

    Acho que podíamos e devíamos ter feito melhor, perdemos um craque, com pouco estofo físico é verdade,mas se olharmos para o vizinho, vemos um pequeno Aimar, que por lá é admirado independentemente de só conseguir fazer 60 ou 70 minutos por jogo.

    Espero agora, muito sinceramente, que não haja mais nenhuma baixa de peso no nosso meio-campo, como as que têm vindo a ser noticiadas.

    SL

    • O tot pede 40M pelo Modric porque ele é um jogador fantastico!!! Vale bem 40M!!!

      A seleção chilena é Alex Sánchez +10 (matias é um desses 10)

      • de certeza que não andas a ver os jogos do chile…podes ver o ultimo contr a Venezuela..pode ser q mudes de opinião

    • Eu acho que a comprar o freitas, apesar de tantos custos “zero” (vai lá, vai), é um gajo com algum olho e tem feito bons negócios (de facto, é o elo mais forte da SAD, sem o menor pingo de dúvida)… Agora causa-me estranheza que nas vendas/dispensas haja tanta merda feita. Das duas uma, ou o Freitas é bipolar ou quem trata das vendas é o “marreta” do GL… é que só vejo uma destas duas explicações. É que é diferença da noite para o dia… Ver tantas rescições com a carta na mão, tantos negócios ruinosos nas saídas e ver jogadores a chegar como Schaars, Rinaudo, Carrillo, VW, Capel… Há aqui qq coisa que não bate… Para mim, o Freitas não mexe com as saídas! Só pode…

    • Tem tudo a ver com a oferta/procura. Quem é anda atrás do Modric? Meio mundo, os grandes tubarões. E do Matías? Ah, vai para a Fiorentina…

      • Em relação à primeira:

        “Ok, as distâncias ainda podem ser grandes de jogador para jogador, mas a diferença é assim tanta, para que eles tentem vender um jogador a 10x mais?”. Não desvalorizes a Fiorentina porque já foi das melhores equipas do campeonato Italiano.

        Claro que são tubarões que andam atrás do Modric, a questão não é essa, a questão é o Tottenham pedir 40M por ele… baseado em que rendimentos desportivos? O Porto vendeu o Cissokho por 15M, comprou-o no mercado de inverno por 600 mil, rentabilizou-o em 6 meses quase 3x mais? Não, sabe é negociar!

        Em relação à segunda:

        Porquê? O Aimar não é também um génio… cheio de problemas físicos? Faz 60 minutos bons e depois é substituido, ou então não faz, pq está aleijado. Aliás, se o relvado for muito empapado, o Jesus nem o mete a jogar.

  26. Um pormenor. Espero que se lembrem de deixar 25% de comissão para acautelar uma futura transferência. O dinheiro dará certamente jeito quando, daqui a um ano, for vendido ao AC Milan por 20 milhões.

  27. Quem gosta de futebol obviamente gosta de Matias o problema é que ele é um jogador fora de tempo. Como um Capitão América que acorda num mundo moderno.

    Se Matias jogasse nos anos 80 era brilhante sem tanta pressão como ainda se joga na América do Sul especialmente no Brasil onde o craque é craque não tem de defender não tem de pressionar, só tem que receber a bola e resolver.

    Infelizmente hoje até o maior mija na escada sabe que tem de pressionar o Matias é excelente com a bola mas é medíocre a lutar por ela. Mais a mais o facto de sofrer muito com lesões e de só realmente render quatro a cinco jogos por ano, faz com que lamentavelmente seja descartavel.

    Tenho pena, pelo jogador que é com bola, mas percebo a partida e não levo a mal até porque sempre foi correcto e parece-me que nunca levantou ondas.

    Espero que Izmailov esteja preparado para assumir o papel de craque e que sejam abertos espaços para André Martins e Labyad.

    SL

  28. Dentro do meu circulo de amigos “futeboleiros” e geralmente sportinguistas sou conhecido como sendo o lírico. Lírico, porque acredito na magia e na arte do futebolista. Sou fã dos craques “umbiguistas”, que olhavam quase sempre para o umbigo e deleitavam-se com a redondinha nos pés. Adoro vê-los jogar, principalmente porque sei que nunca poderia sonhar jogar a milionésima parte de um desses craques, lá nos jogos de domingo á tarde com os amigos.
    Desde muito novo que sou adepto confesso do Sporting Clube de Portugal e lembro-me de quase todos os “artistas” consequentes ou inconsequentes que por lá passaram, desde o final dos anos 80.

    Num estilo muito soft, adorava ver o Carlos Xavier recuperar bolas e depois colocá-las a 30 metros, num qualquer extremos/avançado que estivesse a correr pela linha fora.

    Balakov, é ridiculo enumerar os méritos de um dos melhores nºs 10 do futebol português. Foi o melhor que tivemos no nosso Sporting.

    Depois veio o Pedro Barbosa, outro caso de eterno amor/ódio. Tanto era capaz de tirar 4 gajos da frente e marcar golo, como arrasatr-se em campo durante semanas a fio. Mas era sempre um delírio vê-lo jogar em época de renovação de contrato. Não me esqueço do 3-3 nas Antas, do inferno que foi a defesa do Porto para pará-lo, do golo monumental que marcou… enfim…

    E desde o grande Barbosa que andava orfão de ver um artista. Quando soube que o Matias aí vinha, nem queria acreditar. O artista, El Crá…

    Foram 3 anos(?) de muita esperança, de querer acreditar que podia ser ele a carregar a equipa, com os seus passes magistrais, com as suas aberturas de morte, com os livres e os cantos. O El Crá, o mágico dos Andes mostrou-se a espaços, mas tivemos direito a grandes momentos dele. Custa-me ver que o 1º treinador desde os tempos da selecção chilena , que soube realmente tirar proveito dele, onde ele joga melhor, que é lá na frente, nas costas do avançado, sem grandes preocupaçoes defensivas, se veja privado dele agora. Acredito que o Sá estivesse a par de tudo e quero acreditar que ele deu o aval á transferência, mas ninguem quer perder um jogador destes e muito menos por esse preço rídiculo.

    Desenganem-se todos os que pensam que o nosso futebol vai melhorar por não termos o Matias no plantel. O Adrien não é um 10, o André Martins também não. Nem o Izmailov, que neste momento é de longe o mais tecnicista jogador do plantel, será uma opção. Até poderemos ser campeões e espero sinceramente que o sejamos, mas não será tão espectacular.

    p.s- Num registo mais sóbrio e desassombrado, compreendo a saída dele á luz do binómio rendimento/custo. Custa-me muito, porque apesar do valor que ele tem, nunca conseguiu colocar todo o talento em campo e ser uma enorme mais valia. No entanto, quando se fala nesse binómio que rege tudo no futebol, questiono a contratação do Jéffren, sobre essa mesma luz. O rapazinho de cristal, custa uma fortuna todos os meses, passou 3/4 da época lesionado e com excepção de dois ou três jogos, não mostrou nada. Pelo mesmo binómio, até o Bojinov é um grande jogador e não o queria no SCP nem pintado de ouro e com a mulher oferecida á malta

    • Caro Sinnercitizen,

      Teria que te deixar uma resposta ao meu amigo lirico :)

      Infelizmente o futebol de hoje nao se compadece com craques que tratam a redondinha melhor com os pes do que eu alguma vez poderia fazer com as maos, mas que so aparecem em 5/6 jogos por epoca. Para se ser campeao numa liga o mais importante e a consistencia, pois e uma maratona longa de percorrer. Com isto nao digo que nao sou fa do futebol perfurmado dos grandes artistas (em que o Matias se podera inserir), mas sou muito mais fa dos jogadores com raca, que podera nao ser maestros, que nao facam rabonas a toda a hora, mas que empregam todo o seu esforco, agressivos, feios e maus durante nao os 90 minutos mas so quando o arbitro apita para o final. E assim que se constroem equipas campeas com base na consisencia e nao em maravilhas que so aparecem em 5/6 jogos por epoca.

      A grande diferenca entre Matias e Balakov e que este ultimo tinha uma consistencia de futebol durante grande parte da epoca, dai ate eu ir visitar a terra do alem (espero que seja algo como o paraiso prometido pelos muculmanos) creio que nunca verei um jogador com tais semelhancas.

      Matias e craque? Sim e, mas para ser craque apenas em 5/6 jogos por epoca no meu clube que luta para ser campeao todos os anos(ou assim o deveria de ser), infelizmente na minha perspectiva nao e suficiente.

      Com isto udo desejo a maior sorte a Matias e que possa brilhar ao mais alto nivel na Grande Fiorentina.

      Grande abraco deste teu amigo realista, mas louco pelo Sporting ;)

  29. Matias desperta em mim os sentimentos que me fazem ter paixão pela bola, a pureza do futebol na sua essência, a habilidade, a alegria, a finta, o passe perfeito (quantas vezes mais belo que o golo que daí resulta), o fair-play, o respeito pelo jogo e pelo adversário.
    Um futebol muito mais excitante do que o futebol dos “abdominais” que se vê actualmente, mais mecânico, aliás para entender o paralelismo basta ver a transformação do nosso Ronaldo, cujo rendimento foi exponenciado depois de se transformar num super atleta.

    Quanto a mim, as duas maiores razões para o insucesso de Matias foram:

    1º A personalidade do jogador – Jogador low-profile, Matias parece-me um jogador introvertido para o talento que possuí, devia de ser mais “arrogante”, assumir uma postura de líder, o Schaars chegou e disse que era o cimento. Basta lembrar-me do episódio que se passou a época passada com o João Pereira (contra o Beira Mar), em que ouviu uma reprimenda deste e se calou (com a razão do seu lado), no intervalo desse jogo foi substituído.

    2º Aposta dos treinadores – Nenhum dos treinadores que o treinou no Sporting, o fez sentir que era a peça mais importante do puzzle, construindo a equipa para e em volta dele, num sistema táctico que potenciasse as suas características. Dou o exemplo do jogo em Barcelos, na época passada, logo a seguir ao City, (aliás nesse jogo depois da sua saída não chegamos mais à área contrária), saiu também ao intervalo, apenas porque sim, porque estava a jogar muito melhor que Izmailov que estava completamente rebentado depois de ter feito o jogo todo no City. Eu estava lá e assisti.

    Seria interessante analisar de todos esses minutos em que Matias ficou de fora, quantos foram realmente por lesões e quantos foram por opções dos treinadores, Pal Serge, Carvalhais e afins, se calhar ficou mais tempo de fora por opção do que por lesão.

    Para acabar, desde Balakov, que mais nenhum jogador me despertou tanto interesse em ver um jogo do Sporting, como Matias Fernandez, “El Crá”.

    Boa Sorte Matias e SL.

    • A primeira razão responde em parte à segunda: é difícil para um treinador construir uma equipa em torno de um jogador inconstante e, para além disso, atreito a lesões.
      No limite, aquilo que define um jogador chave é a personalidade.

  30. Não se já tiveram conhecimento, e visto alguém ontem ter abordado o assunto, quem não recebeu ainda o cartão da gamebox, e segundo o Sporting:

    IMPORTANTE »Caso não tenha recebido o cartão de Gamebox, poderá efectuar o acesso ao Estádio com o Cartão de Sócio

    SL

    • ya…eu liguei para lá hj de manha…foi essa a resposta que obtive. Segundo a senhora…todos os cartões Gamebox já foram enviados…qualquer atraso na chegada do cartão é da responsabilidade dos CTT

    • Fui eu que perguntei…

      Confirma…tb já liguei para lá hoje e a resposta foi essa: a culpa é dos carteiros e pode-se entrar com o cartão de sócio.

  31. A meu ver, no Sporting o Matias só encontra paralelo num outro grande jogador – Pedro Barbosa. Tão depressa me fazia sonhar bem alto como logo me deixava super irritado;
    Tão depressa tinha uma jogada daquelas que só os génios conseguem, como desaparecia repentinamente do jogo.
    Mas vou ter saudades, pois sou um incondicional fã do futebol do MATIAS.

    • Com o Barbosa tinha de fazer-se contratos de 1 anos com opção por 1+1+1+1…
      Caraças, isso é que tinha sido! Um Pedro Barbosa em final de contrato era um portento… A forma como sabia esconder a bola era qq coisa de intrigante! Sem duvida o jogador com mais inteligência nos pés (salvo seja) que passou por Alvalade… Desde Balakov!

  32. Excelente post, Cherba.

    O Matias foi como uma paixão de Verão. Com todo o encantamento e pensamentos sonhadores que se têm. É o tal, é para sempre, pensei.

    Não foi. Com pena mas com a certeza que guardo na memória bons momentos…

    Agora é esperar que este Verão traga novo “romance”… Quem sabe sabe com sotaque de Marrocos.

    SL

  33. Quando de vez em quando leio alguns comentários e posts deste blogue fico com a sensação que estive em coma nos últimos 3 anos e que as memórias que eu tenho não passam de sonhos que nunca foram realidade. É o que sinto quando me falam do virtuoso, do mágico, do fenomenal Matías Fernandez. O jogador que fez uma dúzia de boas exibições em três anos e cuja comparação com o Balakov é de bradar aos céus. É como comparar sal e açúcar. A única semelhança é serem vendidos ao pacote, tal como a única semelhança entre Matías e Balakov é terem sido ambos jogadores de futebol. Não nego que o Matías tinha/tem um enorme potencial. O problema é que esse potencial só se concretizou em uns quantos jogos ao longo dos 3 anos que esteve connosco. Adoro quando dizem que a culpa é dos treinadores: PB, Carvalhal, Couceiro, Pal Serge, Domingos, Sá Pinto (esqueci-me de algum?) estavam todos errados. TODOS! Nenhum deles o punha na posição correcta: ou era 2 metros mais para a frente ou 1,5 mais para o lado, quando o que ele gosta mesmo de fazer é estar naquela posição que nenhum técnico sabe muito bem qual é. Faz-me lembrar o Postiga, que não era bem um 9, mas também não era um 10, era um 9,qualquer coisa e um incompreendido pela elite técnico-táctica deste país. Por falar em Postiga, sim, ele também tem no youtube vídeos de exibições magníficas. Alguns até duram mais de 3 minutos!! Em conclusão, é um jogador que não me deixa saudadinhas nenhumas e que não faz falta ao actual Sporting. Quanto ao valor… quando vejo gajos como o Guarín a serem vendidos pelo dobro ou pelo triplo também fico desiludido. Mas por outro lado, os olheiros da Fiorentina também têm olhos na cara e vêem que é um jogador que só joga(va) bem regularmente nesses exigentes campeonatos e torneios da América Latina.

    • Concordo plenamente! Parece que agora o Matias afinal jé é o grande craque que nunca foi. Era bom jogador? Sim, era um craque? Raras vezes… Como dizem e bem, o Postiga teve os seus momentos de génio quando fazia golos impossiveis, mas 99% era um cepo. Eu prefiro gajos maus a gajos que não f… nem deixam f…. Ao menos identificas logo os maus e tentas despacha-los, estes gajos indefinidos como o Matias são ainda piores porque nos fazem perder tempos infinitos à espera que saia algo dali que… nunca ou raramente vai sair… e o tempo passa, o jogo vai passando, o outro gajo que devia estar no lugar dele não entra e fica cada vez mais f… (por exemplo p André Martins) e assim se passam uns anitos em que não foi nem deixou ser…. Matias, boa sorte em Florença, a cidade é lindissima, aproveita a vida raaz que nós por aqui ficamos a ver o LAbyad e o Martins a partir esto tudo!

    • É o complexo do rebelde sem causa.

      Ali, que não liga a golos,ah! cada rabona é uma cuspidela na cara dos que querem limitar o futebol aos golos e defesas, descurando o artista, o génio incompreendido.

      Se não rende, a culpa é do treinador! Quando joga na posição que lhe é imputada (derrota contra o braga e outros) a culpa é do treinador na mesma! O artista é artista, nunca tem culpa!

      Se marca um golo de livre contra o City (grande golo) já justifica nem mais um livre com qualquer perigo durante a época inteira.

      Sinceramente, pena vou ter de ver o Izmailov sair, um jogador que não sabe jogar mal, dá sempre tudo com ou sem lesão, ao contrario do Matias que ia para lá esconder-se. Memoria do Matias? A que me vai ficar vai ser o quase golo contra o benfica com o ??couceiro??. O quase.

      Para mim se veste a camisola verde e branca, merece todo o respeito e uma despedida conforme, principalmente se não há nada a apontar como pessoa e defende o clube.

      Mas melhor 10 desde o Balakov? melhor jogador deste século? mais tabaco nisso sff.

      SL

      • Exactamente! Comparar Matias a Balakov é o mesmo que comparar laranjas com bananas.
        Obrigado Matias, foste sempre um jogador serio com respeito pelos colegas e pelo publico. Boa sorte e boa viagem.

  34. Há 3 anos que ando à procura de uma explicação para a questão “Como é que tu ainda achas que o Matias é bom jogador e uma mais valia para o Sporting??”… a resposta está integralmente exposta no teu texto Cherba…tal e qual!

  35. Sou um grande fã do Matías, portanto desde logo fico triste e desapontado pela sua saída. Ficaria sempre triste com a sua saída, fosse por 3, 10 ou 20 milhões. Mas se fosse pelos dois ultimo valores entenderia a sua venda. Agora quando o sporting vende o seu jogador mais tecnicista, o verdadeiro e único 10(sim porque André Martins, que acho um belissimo jogador e futuro titular da nossa seleção é um 8 não um 10), que fez uma excelente campanha na liga europa( nas ultimas eliminatórias guiou-nos ás vitorias), titularissimo da seleção do Chile por 3/4M deixa-me um pouco revoltado.
    Se ele era o jogador mais constante do plantel? Claro que não, mas à excepçao dos ET’s Ronaldo e Messi, quais são os jogadores criativos, os “magos da bola” que fazem 30/40 jogos de encher o olho? Poucos..
    Durante as três epocas que jogou no grande Sporting MAtias apenas numa, esta ultima com Sá Pinto, jogou na sua posição natural, e maior das coincidencias, coincidiu com a melhoria do seu futebol bem como do futebol do Sporting. Espero estar enganado, mas com as idades de Lucho e Aimar, espero não ver o Matias de volta a Portugal para o ano..

    PS: O futebol não é só números (jogos, golos, etc), é magia, alegria, fantasia, e isso Matías trouxe a Alvalade durante estes 3anos.

    PS2: Viva o SPORTING CLUBE PORTUGAL

    • Mas infelizmente não se ganha aindda com nota artistica… ganhas com números!
      E quanto mais altos eles forem, mais perto estás de ganhar… títulos!
      SL

      • Claro que sim, mas se num plantel só tiveres jogadores que não erram um passe( para o lado esquerdo, lado direito, para trás), ou jogadores que correm 15km jogo mas 5km mal corridos, etc etc não ganhas titulos.
        Não tinhamos dinheiro para renovar com Matías devido ao salário e prémio de assinatura? Tivemos para Pranjic, que sem retirar mérito ou qualidade, jogador que vai dar muito jeito, mas não foi mais barato do que seria Matías. Não queria renovaR? Sinceramente não acredito, nunca demonstrou nem disse que queria sair, bem pelo contrário.
        Sem um criativo, um trequartista, um 10 que pegue no jogo, não ganhas titulos em portugal, contra equipas fechadas.
        Mas pronto não consigo ser totalmente imparcial porque sou um grande fã de Matias, mas não concordo quando dizem que não fez nada nos 3anos que cá esteve. O problema é que dum craque espera-se sempre grandes exibições sempre, o normal não chega. Boa Sorte para ele, e repito, esperemos não vê-lo de vermelho ou de azul para o ano

      • A questão não é que não fez nada… fez foi pouco para o talento que lhe era reconhecido. Daí o “desencanto”…
        Precisamos de artistas e carregadores de piano… mas todos a dar 100%!
        Aí estaremos mais perto!

      • Claro concordo totalmente contigo, menos na parte de dar 100%, não acredito que ele não desse 100% do que tinha. Ele muita das vezes não jogava por opção do “mestre” Paulo Sergio por exemplo.
        Eu também acho que ele fez pouco, mas se formos frios a ver, quem é que ele tinha ao lado para ajudá-lo a fazer mais?
        Há 3anos tinha angulo, pereirinha, djalo, saleiro, caicedo, grimi etc
        Há 2anos tinha maniche, zapater, tales, djalo etc
        O ano passado jogou a um nivel muito melhor, e na ultima fase da epoca carregou a equipa.
        Não há nenhum jogador que jogue bem sem uma equipa ajudá-lo, e este ano com a equipa que temos era a epoca para ver se matias se destacava ou não, sinceramente acredito que fosse.

  36. Sei que as finanças são magras e o meio-campo gordo, pelo que alguém tinha que sair. Agora vender alguém com características únicas no plantel e que, com liberdade para tal, pode dar o que mais ninguém dá naquela equipa, parece-me muito feio. Para encurtar o plantel, teria sido preferível despachar Izmailov pelo mesmo valor para a Rússia ou Adrien para o estrangeiro, já que nunca sequer foi opção válida no plantel, pelo que nunca se iria sentir a sua falta. Um porque não vai fazer mais de 15 jogos na época,outro porque se bem tá a cagar se fica no plantel ou não.

    • O problema não era esse (ou seja qualidade/opção no 11)…é que o contrato de trabalho findava no próximo ano, e pelos vistos o Matias estava relutante em renovar. Era vender agora ou não vender. Os valores é outro assunto.

    • Sem querer faltar ao respeito a ninguém, será que é assim tão difícil perceber que ele não quis renovar, certamente para fazer o contrato da sua vida? Que se não fosse agora, daqui por meio ano sairía de graça? 4 milhões é pouco? Para quem paga certamente que não é, porque não quer esperar por ele meio ano. Querem-no já e ainda bem para nós. Pagaram-nos 4 milhões por seis meses.
      Peço desculpa, mas é por este prisma que tenho de ver a coisa.
      Se me dissessem que ele foi empurrado pela porta fora, era uma coisa. Agora, se não quis renovar e certamente para isso acontecer, teríamos de dispender de uma quantia insuportável, não havia mais nada a fazer.

      S.L.

  37. Sentimentos contraditórios…por um lado tenho pena por ver sair um dos jogadores mais virtuosos que vi com esta camisola e por outro sinto-me resignado porque em 3 anos fez 10 jogos realmente bons, o que é muito pouco para um jogador do Sporting. Tem uma técnica fantástica? Sim! Em que é que isso se traduziu para o Sporting? Em pouco!
    Agora vai para Itália, se calhar o melhor campeonato da Europa para ele se mostrar. Jogo lento e sem espaços, em que um jogador como ele se pode destacar, se conseguir lidar a componente física do jogo italiano.

    Quanto ao preço, todos nós gostaríamos de ver os nosso jogadores sair por valores muito superiores. Mas:
    – jogador a entrar no último ano de contrato
    – clube que só na última época conseguiu fazer algo aceitável na Europa e vem de 3 anos horríveis
    – o cenário de crise na Europa, faz com que a maior parte dos clubes esteja sem dinheiro ou a contá-lo. Os únicos que têm dinheiro são os ingleses, alguns alemães…e alguns dos que foram comprados por tipos cheios de guito (alguns, porque o Málaga, por exemplo, não tem assim tanto dinheiro…) Alguém falou nos 40M que os Spurs pedem pelo Modric…pois, mas eles em Inglaterra não estão assim tão desesperados pelo dinheiro e por outro lado, o Real, um dos clubes mais importantes do mundo, não quer dar esse dinheiro todo. A crise está a baixar os valores do mercado. porque é que acham que Hulks, Witsels e outros que tais ainda não saíram? Simples, porque os nossos rivais estão à espera de uma proposta que lhes permita ganhar qualquer coisinha. Cláusulas de rescisão? Esqueçam isso! Nesta altura de crise, isso é conversa para entreter! Mas acreditem, eles estão desesperados para vender! porque senão vão dar o estoiro!! Para nós, foi o negócio possível!

    • Este ano o carnide tem de fazer…pelo menos 50 milhões em transferências ou reduzir drasticamente o orçamento. Ter mais de 70 jogadores na folha salarial, com alguns a receberem mais de 150 mil euros/mês, pesa no fim de 3 anos.

  38. Porque será que não me contratam para o Sporting?

    – Sei fingir rabonas;
    – Sei fazer duas voltas ao mundo…SEGUIDAS!!
    – Dizem que tenho magia nos pés;
    – a minha capacidade fisica é …abaixo do médio;
    – sempre fui um bocado preguiçoso;

    E até nem peço muito dinheiro para jogar no Sporting!!

  39. Apesar da inegavel qualidade do Matias, o Sporting precisa de um 10 que faça 40 bons jogos em 50, e o Matias não era jogador para isso. De qualquer das formas agradeço os bons momentos que nos proporcionou. Hasta siempre….

  40. Felizmente que o Cacifo é um blogue onde cada um pode expressar os seus pensamentos.

    Muito bom texto. Pena é que seja dedicado a um jogador com o qual nunca simpatizei.

  41. Percebo o que o cherba quer dizer mas acho um pouco exagerado e ate lamechas o texto. No entanto emos de respeitar os gostos e o momento.Alem do mais se nao fosse o Cherba nao existia este forum que tem como desculpa cada um dos posts do dele.

    E inegavel que o Matias tem enorme qualidade tecnica mas ate quando vamos esperar para o ver explodir? QUe podia ser melhor aproveitado? Sem duvida, mas ter treinadores como Paulo Sergio, Carvalhal (nem o punha a jogar…) Paulo Bento DOmingo e Sapi nao ajudam um gajo destes a crescer. Ou se calhar ele nao consegue crescer mais. Mtas lesoes, fraca condicao fisica constante e irregularidade total. Dos que se podiam vender estava em 2º ou 3º lugar para mim. Mas confesso que podia dar jeito para estar no banco e entrar em situacoes complicadas para fazer aquilo que ele era bom, furar a defesa a entrada da area.Numero 10 nao. O homem nao tem capacidade fisica e mental para tal.Seria mais um segundo avancado ali a fazer a finta na grande area como no golo contra o Leiria.

    Boa sorte Mati e tb te vou seguir na Sporttv

  42. Caros amigos sportinguistas,
    O Matias é, de facto, um artista a jogar à bola.
    Fisicamente, todavia, era um jogador muito sujeito a lesões e com pouca resistência aeróbica.
    Porém, a venda do jogador, dentro das contingências existentes, foi um bom negócio.
    Tratava-se de um jogador que poderia sair no fim da época a custo zero com a agravante de, se o Sporting o retivesse contra a vontade dele, o mesmo poderia ter um mau rendimento desportivo, durante esta época.
    Portanto, perante a margem negocial do Sporting e também bem sabemos a crise que vive a economia europeia, o negócio foi bom para os cofres do Sporting.
    A questão que se coloca agora é a da sua substituição.
    Para mim a solução está, claramente, dentro do clube e chama-se Ismailov.
    É um jogador cerebral, de grande técnica, leitura táctica e boa meia distância.
    É excelente no domínio de bola, no passe e dá enormes garantias em missão defensiva.
    Atrás deste partem, por ordem, Elias, Adrien, André Martins, e Pranjic.
    Em todo o caso acho que o Mister vai ter de ser muito inteligente na gestão da equipa do Sporting nas várias frente.
    Viva o Sporting!

    • Não estando no mesmo saco, falta vender o Carriço e a coisa apronta-se ! Com a chegada do Viola, Wilson deveria marchar … honestamente o rapaz não me parece que tenha condições para ser uma pedra importante no Sporting. Rubio é de aproveitar … o rapaz está com uma fome do caralho … na B vai fazer estragos.

    • Obrigado por me lembrares esse jogo em que me fez acreditar no impossível..

      Esse jogo foi o melhor de Matias com a camisola do Sporting e ir diretamente para o minuto 5 é pecado, antes disso ha promenores deliciosos do 14..

      Mas era um jogador irregular, e o Sporting tinha de vender, é uma venda aceitavel, até porque Labyad é craque..

    • A par de Izmailov..

      Sendo que Labyad e Pranjic tambem tem uma tecnica invejavel..

      E isso do resto ser treta não é bem assim.. Se a cada 10, fazia 1 jogo bom, de que nos adiantava ser o mais tecnico?

      SL

  43. Quando se escreve de alma aberta sai assim.

    Muito bem postado, Matias ficará sempre na Nossa memória.

    E concordo, deixando o coração de lado, com esta venda.

    Fica bem Cherba.

  44. A sonhadora e irracional magia do futebol e dos seus artista perfeitamente espelhada num post.

    Bem hajam os Matias deste mundo, ficam as saudades.

    Sorte.

  45. Leí algunos posts y me llama la atención que pocos de ustedes destaquen los desastrosos planteles que el Sporting tuvo desde que Matías Fernández estuvo ahí. Un abrazo fuerte desde Chile.

  46. Hej.
    Estive parte do dia a fazer um exercício de memória, e, apesar do Matías me cair bem, não me recordo de um único jogo em que tenha sido ele e + 10. Por outras palavras, em três anos, o Matías não resolveu um único jogo sozinho, daqueles em que se leva a equipa às costas. Compará-lo a um Balakov, como já li por aqui, é para lá de excessivo. Compará-lo ao Figo (dos tempos do Sporting), que nos últimos anos me está atravessado pelas piores razões, é pouco sensato. Lembro-me de, aos 10-11 anos, ir à Amadora ver um jogo em que o Figo até havia sido preterido pelo Capucho, na época do Robson, mas que arrumou o jogo praticamente sozinho na segunda parte. Aqui em cima podem encontrar mais vídeos com jogadas de Guimarães, Restelo, etc etc, que não encontram no caso do Matías. Comparar a puta de uma falsa-rabona (nunca percebi se o Matías faz aquilo por não ter força para cruzar de rabona) com a jogada do Balakov no Bonfim, é a demência! Até o Barbosa teve incomparavelmente mais peso do que o melhor Matías no Sporting. Até o Capucho do Sporting era mais consistente que o Matías. Já disse aqui, e repito, que gostava que não saíssem no mesmo ano o Izmailov e o Matías, por ser um descanso para mim saber que um deles faz o papel de 10 que nos é tão escasso, mas depois de comprovar aquilo que já conhecia do Labyad, façam-se à vida, se assim entenderem, e deixem os novos jogar.
    Vamos ver o que faz o Matías na Fiorentina, que joga para o meio da tabela. Tenho cá para mim que, se o Vargas continuar a jogar a Médio, irá passar o dia nas esplanadas de Florença, a aquecer o banco ao dito ou ao Montolivo. E o Jovetic também pode jogar na posição dele. A ver. Bom, pelo menos foi para um futebol lento que o poderá favorecer.

  47. Já aqui destacaram (muito justamente) a mestria de Krassimir Balakov, dos que vi jogar foi o melhor 10 do Sporting(para mim foi mesmo o melhor jogador que vi com o Manto Sagrado), mas acho justo aqui referir que o 2º melhor 10 que vi jogar no Sporting foi o genial António Oliveira.

    SL

  48. Realmente, o Cherba tem o dom da escrita!
    Mas acho que o texto postado ( sem querer desfazer o Matías) é algo exagerado para o jogador em questão. Embora o título do post até esteja bem aplicado, pois infelizmente durante o tempo que o Matías cá passou, foi sempre de sonhos que vivemos e a realidade nunca nos brindou com títulos.
    Quem não souber do que se trata, pensará que nos despedimos dum Maradona, dum Messi ou do CR7 que esse sim é que foi mal vendido!
    Mas há que respeitar. Cada qual tem o direito de sentir, de ver, de gostar e de opinar o que bem entender.

    S.L.

  49. Pingback: O sonho de Montero alimenta os nossos sonhos | O Cacifo do Paulinho

Deixe uma Resposta para Nuno Mendonça Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s