Antes de ir apanhar chuva

Deixo algumas notas. A primeira, para quem quiser passar das palavras aos actos, em mais uma tentativa de promover algo que parece impossível de acontecer por iniciativa de quem está no poleiro. «O Dar Rumo ao Sporting tem como objectivo central a destituição da actual Direcção e resultante convocação de eleições antecipadas. A nossa missão é dar condições aos sócios para que tal aconteça, coordenando os seus esforços e dando um desfecho feliz à sua vontade». Podem consultar aqui.

Depois, parece que não há problema algum com os ordenados dos jogadores. Diz o Jogo, que Godinho Lopes foi ao balneário, depois e mais uma humilhação, e disse ao meninos precisamente isso: recebem a tempo e horas, o que precisam mais? Gostava de saber qual foi a resposta e se a notícia não terá sido encomendada…

Por último, parece que o nosso bolo de arroz vai ganhar ritmo na equipa B que, hoje, joga a liderança no Restelo. Só espero que a medida não venha estragar uma das poucas coisinhas boas a que vamos tendo direito este ano…

54 thoughts on “Antes de ir apanhar chuva

  1. Essa era uma das minhas dúvidas, ordenados em atraso.
    Ora, se esse não é o caso resta pega nesses meninos e mete-los na bancada até atinarem, contrato até 2014? 15 ? 16? Óptimo…pois a única bola que iriam ver seria nos treinos ou em casa na Sporttv. E não venham com aquela história dos “activos”, hoje em dia o único activo do SCP chama-se Patrício, o resto é palha…valem ZERO ou quanto mt alguém os pega por tuta e meia….e …e…..
    Chicote….o SCP precisa de uma dominatrix lol…. :D

  2. Já aqui o disse aquando da “Novela Adrien”, a equipa B quer-se um projecto sério e não uma sala de castigo para os jogadores da A. Não vejo muita vantagem em ter o Bolo de Arroz por lá.

    Z

    • A ideia é do Sr. Vercauteren…segundo ele, faz todo o sentido aproveitar a equipa B para fazer rodar os jogadores saídos de um longo periodo de inactividade, ou em fase de recuperação…só é pena, não servir também para lá por esses merdas que andam a enxovalhar a nossa camisola, cada vez que entram em campo!

      • a equipa b serve para isso mesmo: dar ritmo de jogo a jogadores menos utilizados, mas nao te esqueças que so podem estar na ficha de jogo 2 jogadores com mais de 23 anos. e se na b so tens o indiano com esses requesitos, nao faz mal nenhum o boula ir lá jogar para ganhar ritmo.

        não esquecer que a equipa b é uma equipa de formação e que pode ser utilizada dessa maneira( ainda me lembro de ir ver um jogo a moscavide em que na equipa b foram utilizados o luis filipe e o sá pinto apos virem de lesoes), por exemplo os lamps tiveram lá o sidnei a jogar para perder peso, o porto, inscreveu no inicio da epoca o ze antonio com 35 anos para ensinar os jogadores.

      • Pequena correção,na ficha de jogo podem constar 3 jogadores com mais de 23 anos.Sendo que no plantel não haja limite,além claro dos 10 jogadores formados em Portugal.
        Sidney ainda lá está e o Miguel Victor vai a caminho da B com o regresso de Luisão à A.
        Zé António é o pilar da defesa da equipa B.

      • pois eu pensava que era 2 , mas 3 vai dar oa mesmo.

        o sidneit segundo o jesus está lá para ganhar ritmo e perder peso, o miguel vitor deve ser mesmo pelo mesmo motivo e, mas deve ser despahado em janeiro.

      • Rigaboss os lampiões já têm 3 centrais,se não houver impedimentos não precisam de mais,por isso tanto Sidnei como Miguel Victor ou jogam na B ou são despachados,não vás nisso de perder peso.Tanto que o Sidnei aceitou ir para a B quando lhe propuseram isso mesmo antes de começar a época.

  3. Ja se fodeu uma, inda acabam por dar cabo da outra… tanta merda com a legitimidade do socio/adepto, e so ainda se juntaram pouco mais de 10% das assinaturas necessarias no Dar Rumo… é a exigencia, meus caros…

    SL

    • Estás a esquecer-te que há muito sócio que deixou de ter quotas em dia como forma de protesto. Talvez isso ajude a explicar o reduzido número de assinaturas.
      SL

      • No entanto o estádio continua a ter quase 30 mil de assistência, é tudo borlas?
        Os sócios que lá vão não querem que nada mude?

      • E também existem simplesmente pessoas com falta de informação ou burras… E não podemos ter medo de dizer isso, existem Sportinguistas burros, tal como outros burros de outro clube qualquer.

        E já cheguei a ouvir certos sócios do Sporting perto do meu sector, a dizerem que tínhamos um grande presidente na altura do JEB… E agora dizem a mesma coisa do Godinho.

        Se isto não é ignorância ou burrice, então é o quê ?

      • Nuno, mas não optar por nenhuma alternativa significa tudo continuar como está…
        Vais esperar por uma alternativa até quando?
        Até estarmos na segunda?

  4. O jogador de futebol é tem de ser tratado como o burro! Tem de se lhe pôr a cenoura à frente dos olhos para o fazer andar. Se lhe dão logo as cenouras, ele não precisa de andar! Jogador de futebol é igual! Se que ganha, quer perca tem o dinheirinho certo na conta, para que se vai chatear! A solução é menores salários e compensar isso con prémios de vitória! A ver como eles não passam a correr bem mais…?

  5. Quando existem problemas em casa, sejam eles de que ordem for, estão à espera que os mesmos sejam resolvidos por quem !?? Pelos filhos menores, ou pelos pais !?
    Mais … quando os problemas se perpetuam e se agravam, quem são os primeiros a acusar a pressão, e concomitantemente, a fazerem ” juras ” de sair de casa, de não quererem olhar para a cara dos pais, de se revoltarem com o mundo, e de deixarem de render na escola !??
    Ora bem … do meu prisma, os primeiros a acusar o stress são os filhos, e nem sempre o epicentro do problema são eles. Uma grande percentagem dos mesmos, nasce no seio do parentesco.
    O mesmo se passa no Sporting Clube de Portugal. Onde muitos vêem falta de qualidade, falta de empenho e falta de vontade, eu vejo desnorte, stress, condicionantes dos mais variados géneros e falta de estrutura.
    Zangam-se as comadres … descobrem-se as verdades. No Sporting, as constantes guerras internas pelo poder, pelo status, pela corrida a ” Eu sou o Pinto da Costa do Sporting “, levam às cisões que temos assistido nos últimos anos.
    As Direcções do Sporting são compostas por ” água e azeite “, e tenta-se a todo o custo torná-las numa massa homogénea. Simplesmente impossível … e essa verdade deveria ser sobejamente conhecida por gente com ” diploma “.
    Telefona-se ao amigo do banco, que por sua vez liga ao amigo que trabalha num proeminente escritório de advogados, que por sua vez fala com um amigo seu que é director de uma multinacional ligada à construção civil … e Tcharan … temos o núcleo duro do que será a Direcção perfeita para liderar os destinos do Sporting.
    Mais tarde, é só convencer 2 ou 3 GRANDES SPORTINGUISTAS ( daqueles que amam o clube com convicção e são fáceis de instrumentalizar porque o seu grande amor é ajudar o clube de coração ) a ocupar alguns cargos na estrutura do futebol e a coisa compõe-se.
    O que vem a seguir, é mais do mesmo. Vários modos de pensar, vários métodos para se ” fazer acontecer “, várias vozes que se chocam em uníssono na vã tentativa de se fazerem ouvir. Com o tempo, o desgaste adensa-se, as posturas correctas passam a incorrectas, o que outrora fora pacífico, é agora um cenário belicista, cheio de soldados de baioneta em riste, pronto para silenciar quem o contradiga.
    Isto sucede, muito simplesmente porque não há um projecto, não há um rumo definido. Na hora das aflições, todos todos querem mandar e ninguém manda. Sujeito A diz que a sua ideia é a melhor, sujeito B contradiz o sujeito A, e retorque, dizendo que a sua é que é a melhor. Depois junta-se o sujeito C, D, E, F … o resto é a sopinha de pão do costume.
    Ora, se a Direcção ( pais ) anda às turras ” em todas as divisões da casa “, nada mais natural que os jogadores e equipa técnica ( filhos ) se comecem a sentir afligidos com o ram-ram de gente insatisfeita.
    Daí até à ” agressão física ” é um ápice. Rola uma cabeça, depois outra, depois outra, e mais uma … a casa fica vazia … vazia de gente, vazia de poder.
    Não se conteve os estragos, não se soube circunscrever o problema e ele disseminou-se como um vírus. Se os ” vizinhos ” ( adeptos e sócios ) ficam atónitos com tudo isto, imagine-se quem ” mora lá em casa “.
    Falta de pulso, falta de diálogo, falta de carinho, falta de apoio psicológico, falta de tudo e mais alguma coisa … as ” notas na escola começam a descer “, a assiduidade é coisa do passado, e de repente, os pais lá se lembram de cobrar o trabalho. Quando descobrem que as coisas não estão bem, ficam pasmados e não conseguem entender a razão para tanta pobreza no trabalho.
    Não punem, porque lá no fundo sabem que têm a sua quota-parte de culpa mas, ao invés de tratarem do problema, ” compram os filhos ” com doces, presentes e amigos novos para brincarem ( novos directores, novos técnicos e mais alguns atletas ).
    Mas como ninguém se dignou em explicar o que se passara e como as feridas estão abertas … já dizia o outro : Quem tem cu tem medo … e como quem tem cu tem medo, o problema demora a ser resolvido, simplesmente porque os ” filhos ” sentem que quem ficou em casa é a raiz do problema, é a causa do mal-estar. Perde-se fé, perde-se confiança, perde-se respeito e amor … tudo o que se quer é fazer 18 anos e ir à vida.
    Neste ponto se encontra o Sporting minha gente : 70% de quem lá está, não mais quer estar, e 30% quer estar porque sabe que não consegue melhor que aquilo, e por isso acomoda-se.
    Para salvar aquele lar, só reunindo a ” família ” ( Nação Sportinguista ) e prestando o apoio necessário ( Eleições ).
    Se as coisas continuarem assim, corremos o risco de perder tudo o que alguma vez alcançámos : Estatuto de uma família grande, feliz e que sabe viver em conjunto.

    Bom fim de semana a todos !!

      • É isso que penso … devemos acordar e perceber o que realmente se passa !! Está bem visível … custa é ver essa realidade 1!

    • Tem todo o sentido comparar estes jogadores com autênticas crianças,putos mesmo,sem responsabilidade nenhuma.Podem ter a idade que têm mas não passam disso mesmo,o dinheiro que ganham vai todo para chupas e merdas do género,cabrões dos putos….ninguém põe tino nestes putos…vão trabalhar malandros…
      Em relação à direção não adianta nos pronunciarmos mais,só lá vai com união dos sportinguistas com o intuito de mudança,já que ele não sai….só o tirando de lá mesmo.
      Paulo eu gostava que alguém me defendesse no meu trabalho quando eu não rendesse o suficiente como tu fazes com os jogadores,a sério.Bem fodido tava.

      • Paulo,eu culpo a direção pela má gestão desta equipa,foi esta direção que colocou lá certos individuos que em muito prejudicaram o Sporting,muitos deles já lá não estão,agora estão melhor,em casa.Mas atenção em relação ao próprio plantel,foi tudo muito mal elaborado de inicio é certo,com a falta de jogadores chaves como mais 1 PL,a não permanência de Onyewu,e a vinda de 1 Nº10 para colmatar a saída de Mati.Mas mesmo com estas lacunas os jogadores deveriam mostrar o porquê de estarem no Sporting,e não o fazem,não correm,não se empenham,eles parece não querer mudar esta situação.
        Paulo,os jogadores não merecem jogar neste clube,ponto.Para mim estão despedidos,recuso me a pagar ordenados a gente que não quer trabalhar,nem vontade tem……..
        Abraço

      • Podemos ver as coisas desse prisma, se pegarmos na analogia que elaborei em cima. Seja por culpa própria ou não ( julgo que não ), há jogadores que neste momento, provavelmente quererão sair em Janeiro !!

      • Acredita Paulo que muitos estarão a jogar contrariados.Mais,eles nem querem saber,para eles perder ou ganhar é igual desde que recebam,e para não serem afetados querem saír.

    • Bem dito Paulo. És dos poucos aqui com os olhos abertos e ciente da realidade. Houvessem muitos mais assim e não estávamos na merda há 30 anos para cá, sempre a baixar as calças ao porto, sempre com incompetência para fazer frente a um futebol podre e corrupto que contribui (não nos podemos esquecer disso) para o estado de calamidade a que as coisas chegaram.
      O Sporting Clube de Portugal está irreconhecível e não é de há 1 ou 2 anos para cá. Vivemos de títulos, muitos pensam que não mas acreditem que é verdade, nós só nos alimentamos de conquistas e quem não percebe isso não entende então o que realmente somos.
      A solução passa por romper com esta dinastia que se apoderou do clube e colocar lá uma pessoa capaz de liderar. Liderança forte é um ingrediente fundamental no sucesso de uma equipa. O corte de relações com o porto era algo que devia ter sido feito mal o pinto lá pôs o cu. Vejam a equipa com que o porto foi campeão europeu em 86/87, contavam com o Inácio e Futre formados no Sporting e o Sousa que passou pelo Sporting antes de ir novamente para o porto. Basicamente ajudámos a que o porto fosse construindo um império, ano após ano e não vejo ninguém preocupado com o porto mas sim com a grande rivalidade com o benfica. O porto às nossas custas assumiu-se no futebol português, ultrapassou-nos em tudo, em títulos, em reconhecimento internacional e no número de adeptos claro. Éramos enormes, hoje lutamos contra tudo e contra todos (incluindo contra nós próprios) para sermos grandes.
      Esta época esqueçam, nem o 3º lugar (lugar máximo que podemos alcançar) me deixaria minimamente satisfeito sabendo que para o ano o Godinho estaria ainda por lá. Tenham paciência, eu quero o Sporting Clube de Portugal, não quero um clube que ganha de vez em quando e provoca euforias histéricas em adeptos.

      • Completamente de acordo. Como Benfiquista, perdi o respeito pelo clube Sporting porque este perdeu o respeito por si próprio e deixou de se dar ao respeito.
        O Sporting foi ultrapassado há muito tempo pelo Porto, mas ainda o não percebeu. Foi utilizado e usado pelo Porto ao longo de muitos anos mas ainda o não percebeu. Foi humilhado e rebaixado pelo Porto, inclusivamente alguns dos seus dirigentes, e ainda o não percebeu. Quando querem perceber, quando deixarem de existir?

        Assim não vão lá. Já há muito tempo que os benfiquistas “convidam” o Sporting a juntar-se-lhe na sua guerra mas, cegos e idiotas, recusam.

        Continuem assim até ao fim. Receio que agora já seja tarde para arrepiar caminho.

  6. Ainda há umas semanas falava com um ex-jogador do Porto que me contava que nas poucas vezes em que não ganhavam um jogo, mal chegavam ao balneário tinham 5 ou 6 jagunços dos super dragões para terem uma conversinha com o plantel… aqui são outro tipo de fantoches que vão ao balneário!

  7. Os jogadores depois das derrotas vão para casa, dormir descansadinhos e no dia a seguir levantam-se à tarde para ir jogar uma peladinha ou um futevólei na academia. É uma palhaçada. Comigo estavam todos fodidos, casa nem a viam depois de maus resultados. Perderam ou empataram? Tudo bem, toca a pernoitar na academia e ás 8 da manhã há treino duro para os meninos. Iam vê-los a correr e a jogar à bola.

  8. O problema do Sporting é difícil de resolver porque em Portugal lida-se mal com os problemas. E porquê? Porque há uma tentação irresistível de unificar todos os problemas num só para que se facilite o descobrir da solução, como que, no meio do turbilhão, vá aparecer algo que resolva todos os problemas. Não é assim porque os problemas têm natureza diversa e impunham soluções diversas e simultâneas.
    Para isso, é preciso gente competente, desinteressada, comprometida, que reconheça isso e que seja imune à pressa e à demagogia. Coisa difícil de encontrar e, pior ainda, no futebol.
    Dou um exemplo recente. Quando se correu com o Domingos foi por se considerar que o problema era falta de motivação e de entrega dos jogadores, coisa que Domingos, tripeiro de gema, não podia combater porque o seu coração morava a norte. Foi-se buscar o “leão” Sá Pinto, conhecido pelo seu sportinguismo e sangue na guerla. Aí sim os jogadores iam correr e suar a camisola Ninguém, sequer, ventilou sobre as competências técnico-tácticas do Sá. Pensou-se que o problema era apenas motivacional. Errado. O Sá é fraco como treinador e, para piorar, ele tinha pouca margem de manobra. Mandar numa equipa B é bem mais fácil, pois os miúdos estão lá pela camisola e trabalham no duro para subir. Na A, há Duques e Freitas, que também têm as suas “agendas” e interesses. Assim, pondo o problema apenas a nível de motivação e descurando de todo o resto, o resultado foi o que se viu.
    O mesmo desfecho teremos se se pensar, erradamente, que o problema reside apenas na qualidade do plantel e, fazer como aqui já vi proposto, uma razia no balneário e correr com os gajos todos. Os miúdos da B, entrando todos juntos de uma assentada, não fariam melhor, não têm pedalada para 90 minutos na Zon.
    Concordo com o que se disse aqui. O problema é de liderança. Lá em cima tem de estar alguém em quem todo o universo sportinguista confia. Alguém legítimo. Porque só assim treinadores, jogadores, porteiro e roupeiro sentem-se dirigidos e fazem aquilo que é preciso. Um líder sobre brasas não manda, a sua voz não é ouvida e é constantemente desafiado e afrontado. Porque não tem certezas e fica num esperimentalismo sem fim, buscando agradar a sectores que mais gritam.
    Godinho Lopes é fraco líder, não tem carisma, não tem competência, não tem influência. Está só. Ninguém o leva a sério porque ele não tem influência.
    No Porto os jogadores jogam, porque raramente um jogador que sai a mal singra. Por isso fazem aquilo que Pinto da Costa quer. Alguém se lembra do Adriano? Do Esquerdinha? Só o Christian Rodriguez é que é excepção. O mesmo se aplica aos treinadores.
    É como alguém disse aqui. Os jogadores e treinadores, se não se sentirem ameaçados, não fazem a ponta de um corno.
    Nunca João Moutinho sairia do Porto como saiu do Sporting. Porquê? Porque sabia que jamais jogaria a alto nível. Isso faz toda a diferença!

  9. O Kalida na equipa B é mau agoiro! Da última vez que lá esteve um da equipa principal, empatámos. Foi no jogo com a Naval em que o André Martins jogou.

  10. desisti de ler os comentários do cacifo. aqui ainda acham que o problema é dos jogadores que, segundo eles, são uma merda. desisto. continuem nos seus sofás a reclamar em blogs que assim é que vamos mudar.

    • Não quero apelar à violência mas também se apelar que se lixe, cada um sabe o que faz. Mas tenho para mim que se não fosse o susto que o Godinho teve na noite das eleições, quando teve quase a multidão em cima dele para o esfrangalhar, só teríamos contratado para aí o Jeffrén e o Bojinov.

    • O objectivo do movimento “Dar Rumo ao Sporting”, não é elaborar um projecto para o Sporting, mas sim exclusivamente reunir assinaturas para a convocação de uma AGE para destituir esta direcção.

      Para apresentar projectos, temos os candidatos que se apresentarão às próximas eleições. E um deles até poderá ser o Godinho com um novo “projecto”.
      Neste estado é que as coisas não podem continuar.

  11. Sou benfiquista e não posso estar mais de acordo com o que o Leão á solta escreveu…a ideia do ROC dizer que se o Benfica estivesse em11º e o SCP em 10º tornava as coisas mais fáceis é reveladora do estado actual do Sporting…

  12. Fdx Cherba, os teus textos são um exemplo e dão-me vontade de sair do sofá e fazer alguma coisa pelo meu clube. Agrada-me também ver tantos comentários a cada um dos teus posts. Mostram que o Cacifo é um grande baluarte de resistência sportinguista. Deixo aqui um link para um artigo contra todos os Carlos Barbosas do nosos clube:

    http://mentiradesportiva.net/2012/11/25/e-por-causa-de-merdas-como-este-que-o-sporting-esta-assim/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s