A estranha aliança com sabor a Malvinas e outras estórias de gente nova

Quem diria, que seria o comungar de esforços de um argentino e de um inglês a servir de coração à nossa equipa? Quem diria, que uma opção que tanto incómodo me causou acabaria por ser fundamental para o equilíbrio táctico da equipa? Talvez possa começar, precisamente, por aqui. Sou daquele tipo de adeptos, que tem muita dificuldade em aceitar mexidas tácticas motivadas pelo reconhecimento da superioridade adversária. Custa-me esta negação do que considero ser o ADN do Sporting, custa-me este assumir de um jogo mais defensivo, custa-me o sacrifício de futebol mais ofensivo. E, sim, apeteceu-me chamar tudo e mais alguma coisa a Jesualdo, quando vi Dier a meio-campo. Hoje, continuo a achar que fizemos uma primeira parte em que, praticamente, só existimos em termos defensivos; mas reconheço que o objectivo traçado resultou em pleno: ampliar as dificuldades causadas pela ausência de Moutinho, deixando o fcporto quase incapaz de organizar jogo a partir de trás. Depois, sabendo que no subconsciente azul e branco iria pesar o passar do tempo, lançar jogadores como Carrillo e Bruma, na procura da vitória.

Ora o que aconteceu foi que Dier foi enorme a meio-campo, como parece ser onde quer que o mandem jogar. E que, um pouco mais atrás, outro homem, Rinaudo, justificou a braçadeira que enverga (uma vez mais) e pareceu ser capaz de nunca perder o discernimento entre as necessidades tácticas e técnicas da equipa. Ilori, imperial na cabeça da área, e Rui Patrício, constante mensagem de confiança, completaram o leque de protagonistas a que viria a juntar-se, fruto de mais uma vergonha tão ao jeito do nosso futebol, um semi-desconhecido Fabrice Fokobo, espécie de parede de betão.

Essa vergonha, conjuntamente com a nossa incapacidade de decidir com frieza nos momentos que foram nossos, impediram que o plano se jogo se revelasse perfeito. E torna-se ridículo, querer passar a mensagem de que os Sportinguistas estão todos contentes por terem empatado. Esse tipo de “boca”, só pode ter como origem gente que pensava que vinha a Alvalade passear; e que acabou por sair com uma tremenda azia: nem deu um banho de bola aos putos, nem conseguiu ganhar a jogar 14 para 10. E o que esta gente, que orgulhosamente assobia para o lado a cada novo favor dos paulo baptistas da vida e que só se lembra da selecção nacional quando o objectivo é impedir que determinados jogadores sejam convocados, não consegue perceber, é que os Sportinguistas se sintam orgulhosos das pequenas estórias que a gente nova vai escrevendo. E que acreditem que, mesmo atravessando a fase mais negra de sempre, será com estes pequenos episódios que surgirão os Leões capazes de alcançar novas conquistas.

Anúncios

102 thoughts on “A estranha aliança com sabor a Malvinas e outras estórias de gente nova

  1. Quase quase que falavas do borboletas… Nem 2 oportunidades de ouro te fazem perder a cabeça com aquele maricas.

    Serei o único a achar que com um PL lá na frente estaríamos a cheirar o 3º lugar?!

    É que não me lembro de na 2ª volta um jogo em que o borboletas não tenha fodido o esquema…

    16ª Jornada:
    SPORTING – Guimarães (1-1)
    Neste jogo foram-lhe postas 2 redondas na cabeça que só pararam na bandeirola de canto mas como marcou um golo de calcanhar valeu por 3, ganhámos 3-1.

    Rio Ave – SPORTING (2-1)
    Neste jogo já não me lembro da sua prestação, lembro-me que o Jeffren podia ter feito o 2-0 em frente à baliza e permitiu a defesa do GR.

    SPORTING – Maritimo (0-1)
    Um cabeceamento para os pés do GR à boca da baliza, um passe do Bruma a rasgar a defesa toda e a colocá-lo em boa posição para o golo e remata ao boneco.

    Gil Vicente – SORTING (2-3)
    Não fez nada.

    Estoril – SPORTING (3-1)
    Nem vale a pena comentar muito a sua prestação neste jogo. Um golo a passe de Bruma e nada mais, só não digo que desapareceu do jogo porque infelizmente decidiu dar nas vistas no penalty.

    SPORTING – porto (0-0)
    Duas oportunidades de ouro perdidas.

    Pelas minhas contas assim por alto, fizemos nestes últimos 6 jogos 5 pontos, a meu ver com este fraco futebol que praticamos tínhamos tido condições (com um PL) de fazer uns 13 pontos, estaríamos com uns 30 pontos a 8 do 3ª lugar.

    Contas por alto mas que não me saem da cabeça.

    • Porra, oh Leão… larga o osso, pá!
      Deixa o Lobo respirar um pouco, pá!
      Não batas mais no bicho… dá-lhe espaço!
      A culpa de ele ser o único PL do plantel não é dele…
      Poder, podia fazer mais… o problema é que ele é apenas um!
      Claro que o “banquillo” fazia-lhe bem… mas meter quem? Rúbio? Betinho? Etock?
      Sinceramente não sei… estamos numa camisa de sete varas mas quem nos meteu lá, daqui a nada não calça mais (graças a Fito!)
      Vá, dá lá uma abébia, vá…
      Olha para o Ilory, caralho… parecia um Beckenbauer ontem… olha para o Dier, para o Rui… vá… respira, homem!

      • Só descanso quando seguir o mesmo caminho que Postiga, Ribas, Koke, Bueno e outros.

        E sim metia o Rubio, o Betinho ou o Etock. Qualquer um. Não suporto ver um jogador do Sporting ter falta de atitude, passo-me por completo caralho. Pensam que isto é algum Utrech ou a puta que os pariu, foda-se mais o cabrão, correr é para os parvos queres ver…

      • Leão à Solta,

        podes acusá-lo de tudo, menos de não correr – o homem parece uma barata tonta de um lado para o outro, atrás dos centrais quando estes trocam a bola, a sair da área em diagonais que deixam a grande área deles só com jogadores… deles, e por aí fora. Não batas mais no ceguinho – o rapaz é fraco e não tem concorrência, mas é nosso. Realça o que de bom viste na equipa e venha Coimbra.

      • O problema dalgumas pessoas é que são como os burros com aqueles tapa-olhos, só vêem para um lado…

      • Se está a insinuar que o Leão à Solta é burro porque só vê para um lado, tem razão. Aliás ele (LàS) e eu, só vemos um lado no borboletas: o mau. Infelizmente, não tem outro.

      • Estou a ver que é da idade, nada que uma consulta de oftalmogia ou no Psiquiatra não resolva..

        [Ironic mode=off]

    • De acordo! O rapaz tem compostura 0 para jogar a PL. Ri-me com o Freitas Lobos a elogiar o RW, dizendo que o ele trabalha bastante mas que está numa ilha vs dois/três adversários….mas vejamos, afinal não é o que o colombiano do Porto fez ontem? Que o Falcão faz?Que o Acosta fazia?etc etc…Ponta de lança em 4x3x3 tem obrigatoriamente de saber de jogar de costas pra baliza,segurar a bola (jogar com os braços coisa que o RW parece que não tem) e ser tecnicamente capaz de fazer o mais básico que é o 1-2…nunca me enganou o rapaz. Mas como é o que temos sou obrigado a apoiar…até engarmos alguém por 12 Milhões… SL

    • Essa tua fixação já mete nojo, desculpa lá que te diga. Não te preocupes que já deve estar quase a ir. Quanto ao jogo do VW nem vou discutir as incidências contigo pois já tens opinião mais que formada.

      • Ele é estúpido e basta,eu com esse artista que adora o Freitas Lobo nem me dou ao trabalho de argumentar,sinceramente!mas olha o Leão à solta o teu amigo e adorado Freitas Lobo(que tu muito querias ver na frente do futebol do Sporting..oi???)ontem elogiou o Wolfswinkel,ao contrário de ti que já metes nojo,muda de clube caralho,só os outros é que são bons…!

      • kokiSCP, vai lá votar Couceiro e não me fodas o juízo, mas tem atenção que desta vez o Freitas (o Carlitos do cinto D&G e não o Lobo) não faz parte da lista.

      • Eu Couceiro?Estás a brincar comigo não?Foda-se o que eu mais quero é a escumalha toda fora do Sporting,entendeu?e Sim tanto nestas eleições como nas anteriores quero que o BdC ganhe,não vejas fantasmas onde eles não existem!Agora já metes nojo sempre a bater no homem,foda-se!

  2. A fornada de há alguns anos, (Veloso, Moutinho, Custódio, Yannick, Saleiro, Varela, etc) foram dizimados e menosprezados pelas direcções anteriores, onde Godinho Lopes e Bettencourt foram expoentes máximos, espero que o novo presidente, seja ele o Bruno ou não, possa assegurar o futuro do Sporting através destes míudos.
    Vamos sofrer muito durante 2 ou 3 anos de certeza, mas isso até é um bom sinal neste momento, é sinal que vamos existir daqui a esses anos.
    Dier, Ilori, Fokobo, Zezinho, Bruma, Carrilho, Miguel Lopes, Betinho, Arias, Esgaio e alguns outros asseguram o nosso futuro, acreditem neles e deixem-nos crescer.

  3. Na antevisão do jogo, alguns cacifeiros afirmavam que teriamos que jogar com as armas que tinhamos e que, de igual para igual, nos arriscávamos a perder e por muitos.
    Haja coerência e perceba-se que Jesualdo esteve bem e que a foi a sua experiência que nos fez ganhar um pontinho. É pouco? É, mas é melhor do que nada.

    Bom bom é ver que temos uma bela fornada na Academia e que se houver coragem nas urnas a 23M, com uma direção que não pactue com Porkos e Galinhas, podemos daqui a uns anos, voltar à luta do titulo e de forma regular.

    Está nas nossas mãos!

    SL

  4. Eu não tenho tanta certeza de que episódios como o de ontem seja suficientes só por si para levar esta equipa a bom porto num futuro próximo (próxima época). A verdade é que jogámos como equipa pequena, explorando o contra-ataque e o jogo directo, tirando proveito da ansiedade do porto em querer marcar – e podia ter resultado. Mas isso não pode ser a forma de jogar de uma equipa como o Sporting, concedendo o domínio de jogo. Ainda jogando em contra-ataque isso não significa que se abdique de construir no meio-campo. Mas no Sporting isso não existe, é só bola nas alas ou para o Wolfswinkel. Não há um plano concreto para chegar à baliza para além da capacidade de destabilizar dos jogadores através da sua técnica (como carrillo, jeffren e labyad) e alguns passes a rasgar (como os do Dier, que me impressionou, ainda que não esteja talhado para ser médio, mas mais central). Dirão que não havia outra maneira, é certo que esta era uma das poucas formas de aguentar o jogo contra o Porto. Mas e com a Académica? Como é que vai ser? Vamos dar-lhes a bola e ficar à espera que venham para cima de nós? São 24 jogos contra equipas “pequenas”. Como é que vai ser? Há anos que o Sporting não sabe jogar à bola, excepto um pequeno vislumbre na altura do Paciência. Desde o Peseiro que a qualidade se tem degradado e cada vez é mais aflitiva. No próximo fim de semana voltam as fragilidades da equipa, voltamos a dizer que não é com os miúdos que vamos lá, que é preciso uma vassourada e que o Jesualdo pode fazer as malas, quando hoje é o mestre da táctica. Já deviamos estar a preparar a próxima época mas nem a manutenção já está garantida.

  5. Alguém que já jogou no nosso clube disse um dia que “por cada leão que cair, outro se levantará!”. No caso presente, apetece-me dizer que não é só um que se está a levantar, são muitos!!! Fazem uma equipa?… Não, ainda não fazem. Precisam de tempo?… Precisam de tempo, paciência, experiência (a que adquirirem jogando e a que dois ou três jogadores que venham, criteriosamente escolhidos, lhes possam conferir) e acima de tudo, estabilidade. Qual dos três candidatos pode assegurar isto? Confesso que não sei. O que me parece é que, contra muitas opiniões e a minha incluída, Jesualdo Ferreira está a fazer um bom trabalho. Pergunto-me se com uma estrutura forte, altamente profissional e que seja capaz de blindar o balneário e os jogadores, não seria de manter a aposta nele. Manifestamente, o Sporting ontem teve as melhores oportunidades para vencer o jogo e só não o fez porque Volkswinkel anda completamente desinspirado e a precisar de alguns jogos no banco. Sim, continuo a acreditar que temos ali jogador. Há que potenciá-lo, mas será que não era o momento de dar uma oportunidade ao Rubio?

    Saudações leoninas a todos os Cacifeiros!

    • O problema não é as duas oportunidades que tivemos… mas sim 36% de posse de bola! Não podemos ser uma equipa que viva de repelões, esticões e bola pra frente… ontem vi o rojo e parecia que via o Polga a lançar bolas à maluca para a frente!

      • Caro JORGE,
        Vamos imaginar que este jogo foi uma espécie de treino para os futuros jogos que vamos ter com barça, real, arsenal, etc.

        Estamos a treinar a táctica para destruir o jogo deles em jogos fora.

      • já o disse e volto a dizer… se fosse o josé mourinho o treinador, e um real madrid-barcelona, a táctica seria perfeita, galáctica e pasme-se, visionária…

      • Oh SCP… Não me fodas!!!
        O Sporting quando entrar no Bernabeu tem que ir paras cima deles e ratar-lhes as orelhas!
        É chegar e… e… ganhar!!! Hala Sporting!!!

      • Pois, Misse…
        Só que uma coisa é jogar pontualmente assim para ganhar um jogo em concreto… vê lá se eles se atrapalham muito a jogar contra Zaragozas, Levantes, Celtas, Depors, etc, etc…
        Nós aqui vêmo-nos aflitos com Estoris, Paços, Maritimos, Setubais, etc…

  6. Concordo com o Cherba, mas acho estranho que ele não goste de jogar defensivamente…isto ‘e, se for o Sporting, porque na vitoria do Real sobre o Barcelona foi outra coisa…
    O Wolf tem boas qualidades mas não ‘e jogador para o Sporting, ou pelo menos para ser referencia atacante…
    Estranho que numa fase tão penosa, como tem sido estes últimos anos, somos capazes de ter uma das melhores fornadas de sempre, de jogadores da Cantera. Dier ‘e fenomenal assim como Bruma, Ilori, o grande Rui…RInaudo, majestoso…já o Carrillo tem que ser muito limado, mas o talento esta la todo.

  7. Algumas notas sobre o jogo:
    O Paulo Batista é um refinadíssimo filho da puta
    Grandes exibições de: Illori, Rinaudo e Dier (que grande jogador!)
    Não passámos por aflições nas bolas paradas
    O WV está a precisar de férias
    Coragem do treinador em apostar em Illori, Dier, Fokobo !!!?
    Temos um treinador que sabe de bola, sobretudo nas conferências de imprensa (o que nos dias que correm é tão ou mais importante que perceber mesmo de futebol) e eu que não gostava dele tenho admitir, que caso a estratégia seja apostar nestes miúdos, é a pessoa certa para os ensinar.
    Temos um plantel com mais qualidade/opções a defender que a atacar.
    O Godinho Lopes ganhou aos pontos ao porteiro do Calor da Noite!
    O Orelhas UHM!UHM é um palhaço!

    Saudações leoninas!

    • Boas! O q se passou entre GL e o porco do calor da noite?!? Em relação ao jogo de ontem faltou-nos um falso estremo q ajudasse o Adrien na construção (Labyad falhaste!) e faltou Schaars (melhor opção q Adrien – regressa rápido da lesão!) e, faltou, sobretudo, um PL capaz de ter discernimento! A aposta nos jovens tem de continuar e, nós, adeptos SCP, não podemos ser bipolares! SL

      • O record (papel) apenas diz que ouve umas trocas de “bocas” durante o jogo, que foram aumentando à medida que o jogo se aproximava do final.
        Já no fim, o Paulo Abreu e o um aprendiz de putanheiro chegaram a vias de facto.

    • “O Paulo Batista é um refinadíssimo filho da puta”

      Concordo. Tudo o que seja inferior a uma cadeira nos cornos é um desperdício de tempo.

  8. O problema é que o SCP tem ficado parado e alheio a todas as alterações que têm ocorrido no futebol português.

    Quando haja, é comido de uma forma gritante.

    Gostava que o próximo presidente conseguisse criar uma agenda para o futebol, apresentar a mesma e conseguir ser o farol de “alguns pequenos”.
    Contudo, nenhum candidato mostra capacidade e/ou vontade para isso.
    Assim espero.

    • Caro Cheba, permita a ousadia de lhe fazer uma proposta:

      seria interessante um “post” sobre as movimentações que têm ocorrido no futebol português e a actuação (passiva) do nosso clube.

      Trata-se de um assunto importante, actual e que pode ter ligações a, eventuais, propostas dos candidatos.

      A questão dos direitos televisivos (muito importante!!, imaginem que o benfica começa a comprar direitos a outros clubes? consegue criar uma dependência económica aos mesmos, tal como acontece actualmente por outros clubes, embora de forma indirecta), os apoios para órgãos da federação e da liga, a relação com a arbitragem, etc.

  9. Fui a Alvalade “matar saudades”. Não dá para euforias, sobretudo não dá para embarcar em fantasias: o Rinaudo fez um grande jogo?! Na primeira meia hora andou aos papéis, ultrapassado por tudo e todos com uma facilidade que faz dó, mostrando, para quem quiser verdadeiramente ver o que se passa em campo, limitações incompatíveis com a titularidade numa equipa com aspirações mínimas a praticar um futebol decente e competitivo. O Dier idem? Duvido que algum dia possa jogar a médio. Esforçou-se, mas fez sempre parte do problema (não por responsabilidade dele, esclareça-se): um meio-campo incapaz de trocar a bola, muito menos servir quem estava lá à frente.

    Se calhar o maior problema do Dier é que, para centrais (sim, no plural), excepto na precocidade/maturidade e na voz de comando, temos lá quem possa bem mais do que ele.

    De quem gostei mais foi do Ilori. Se conseguir superar as fases (demasiadas) de desconcentração ao longo de um jogo, poderá ir longe. Predicados físicos não lhe faltam, inclusive aquele que não me lembro de alguma vez termos tido num central: velocidade q.b. para permitir a toda a defesa jogar por sistema subida.

    O Fabrice (Fokobo) também me impressionou. Estreou-se em circunstâncias dificílimas e soube impor uma corpulência física pouco usual num central tão novo. Imperial.

    Dizem que as equipas começam a construir-se de trás (da defesa). Parece-me que, pela primeira vez em muitos, muitos anos, estamos em condições de começar a fazê-lo com a prata da casa, uma prata da casa de fazer cair o queixo no chão de espanto.

    Temos de dar tempo aos “putos”, mas temos igualmente de “salvar” esta época. A relegação seria catastrófica. Espero que o Jesualdo encontre a equação certa para que nos mantenhamos à tona enquanto os “putos” vão ganhando estofo competitivo de 1ª Liga.

    • De acordo no que toca ao Rinaudo! Ou a maioria de futebol não percebe um chavo, o que acredito pois poucos já jogaram (não me refiro ao FM!!). O Rinaudo é daqueles jogadores (assim como o Capel) que disfarçam as muitas lacunas de jogo que têm pela raça…mas vejamos…se gostamos de evocar a nossa grandeza contra os que agora nos excluem como um dos 3 também temos de ter a clarividência necessária para situarmo-nos…não tamos no distrital!! Em que o filho do bombeiro espeta duas farrapadas ao adversário quase partindo-lhe a perna e a malta lá do bar entre a taça de vinho e a mini ainda brinda o menino da terra com um “és o maior!”

      o Rinaudo só sabe jogar sozinho (1 trinco) e quando acontece mata o sistema todo.

      P.S Não concordo com o que disse do Dier, ontem foi o que foi devido ao Rinaudo…simples…alguma dúvida perguntem ao Adrien ou ao Zezinho :p

      SL

      • Já o venho a dizer há muito tempo…
        A alcunha de “Deus” ao Fito é precisamente por isso… porque ele sozinho toma conta do recado lá atrás (claro que precisa dumas correcções tacticas mas… não só com ele mas com que joga mais à frente)… E ali, tem pulmão, raça e futebol suficientes para aviar cartucho e até para sair a jogar… E não preciso ter jogado futebol para ver isso. O problema de Rinaudo é, acima de tudo, a época horrivel que tem caido sobre a equipa este ano…
        Há que arrumar muito bem esta equipa no defeso, reforça-la onde necessário e despachar emplastros que não dizem nada à filosofia SPorting…

      • Enganaste redondamente. 1o é neste tipo de épocas em que o jogo do Rinaudo se sobressai, como acontecia no antigo clube que andava no meio da tabela. Porque numa equipa como a nossa numa epoca normal, em que temos de assumir o jogo do principio ao fim o Rinaudo borra a pintura fácil, pois assim como Deus ele gosta de estar em todo o lado, e ao fazer isso descompensa todo um sistema,ou seja, não dobra a lateral que tenha um extremo que não desça muito, não faz de 1º tampão dos centrais pois invariavelmente é encarnado pelo Maradonna e lá vai ele (por vezes tornando inútil a existência de um 8 ou 10 na equipa).

        Bom jogador mas só isso, taticamente é O! E a posição de trinco num clube grande exige muito mais! É preferível teres um Duscher lento que nem um caracol mas que era sublime a temporizar o jogo da equipa, a ocupar os espaços, no um-dois etc..

      • Pois é, mas o “problema” é que o Rinaudo é um gajo novo (25 anos) e com um treinador competente está ali um grande trinco.

        Eu acredito no homem.

        Tem lacunas que devem ser debatidas nos treinos diários. Para além disso é um homem que sabe ouvir e aprender.

      • Oh Kipul…
        Eu percebo que se ache o Rinaudo um anarca tactico… mas muitas vezes ele não o será porque sim mas porque os gajos à sua frente não se mexem! Se calhar está a faltar-lhe um gajo com 40 anos de futebol para abrir os olhos ao Rinaudo para esses aspectos tacticos! A ele e aos 8’s e 10’s à sua frente…
        E já agora, para colocar a mão no queixo do capel e… Levantar-lhe aquela cabeçorra!
        Concordo com o que vale um Duscher… mas este se calhar tinha à frente outros gajos que se mexiam mais, abriam linhas de passe e carregavam o jogo para a frente… Labyad, Adrien pura e simplesmente não tem sabido fazê-lo. E um dos gajos que até teria algum interesse em fazer isso está a carunchar na B (Falo do A. Martins). Se calhar o Duscher, com estes à frente, também se passava e tinha de ser ele a assumir o jogo… por falta de coragem (ou de jeito) dos fulanos que lhe estão à frente…

      • Atenção que falo no presente, não desacredito no Rinaudo,ainda pra mais com J.Ferreira ao leme (que educou e muito bem o Fernando por ex). O Rinaudo nessas tais circunstâncias caro Sampaio, só tem de como se diz na gíria futebolística, comer o feijaozinho com arroz dele, usando a raça e o pulmão para fazer dobras gerir tempos bater neles e fundamentalmente fazer de tampão e equilibrar uma equipa que como diz e bem à exceção do Zezinho não teve ninguém que saiba dar linhas de passe, e tem extremos “loucos” que invariavelmente ou parecem o Sonic a sprintar Megadrive acima, ou que ainda não aprenderam que há o ir e depois o voltar.

  10. Vamos ver se no fim desta época não saem já daqui um ou dois putos por 2 ou 3 milhões de euros, esse sim vai ser o primeiro teste da futura direção.

    Cheguei a casa e estava a dar na “rtp memória” um SCP-corruptos em que do nosso lado passeavam classe, Valckx, Balakov, Figo, mais uma catrefada de campeões do mundo sub-21. Neles, reinavam j.pinto, aloisio, os carecas quase todos e o choramingas mais o kostadinov à frente. Empatámos 1-1 em Alvalade. Treinador do Sporting B.Robson, no banco da frutaria, CAS. Como é que se explica isto? não sei, sei é que dei por mim a pensar que muitas daquelas promessas sub-21 não deram em nada, e os que deram foram cedo para outros lados.
    Figo como todos sabemos, Capucho por portas inviesas, para a frutaria. Nós andámos anos a jogar com o futuro Baresi do Lumiar, esse Peixe que desapareceu aos 28 ou 29 anos. Filipe? Amaral? Marinho?

    Parece-me que a tendência para idolatrar jovens promessas sem grande futuro reina por Alvalade, já a capacidade de segurar aqueles que fazem a diferença é nula.

    E se é verdade que lançar putos às feras pode exigir maior capacidade para vislumbrar o seu real valor, tambem não julgo que sobrevalorizar exibições medíocres ou pouco mais que medianas, seja a melhor forma de distinguir o trigo do joio.

  11. Tou a ver a espaços o jogo das galinholas de carnide e… mais uma arbitragem tendenciosa, neste caso para prejudicar os benfas…

    – Cabeçada de cardozo, mão na bola deliberada dentro da pequena área, marcou penalty e era vermelho ao defesa central, mas não deu amarelo…

    – Faltas em jogadas normais sempre a favor do beira-mar…

    – Em caso de um para um os jogadores do b-mar mandam-se para o chão e … falta a favor deles…

    Enfim, isto tudo é só para referir que o sistema no futebol português, manobrado pelo corrupto-mor e seus sabujos, continua vivo e de boa saúde… Claro que para nós o dito sistema continua a encavar-nos sempre que pode…

    • Ha e outra coisa que me leva a ver os jogos que (ainda) são transmitidos via sporttv sem som… A vergonhosa parcialidade dos seus macaquitos comentadeiros… Este freitas lobo, que alguns Cacifeiros queriam ver no SCP, então é demais…

      Quando jogam os corruptos é só elogios cheios de sinónimos superlativos para engrandecer os jogadores desse clube. quando os jogadores desse clube fazem penalty ou faltas tem sempre dúvidas ou então é o silêncio, quando é dos outros clube tem sempre certezas… Puta que os pariu…

      Quando há jogos entre qualquer equipa que seja de Coimbra para norte com qualquer equipa do centro e sul de Portugal a conversa é outra… Por vezes é golo do estoril, ou do SCP, etc, e parece que estão num velório… E o mesmo se passa na antena 1 e na TSF…

      Enfim é o sistema a dominar a comunicação social desportiva em pleno… Metem-me nojo…

      • Por falar em comentadores, fiquei preplexo com a isenção dos comentadores da porto canal no jogo da equipa B.

        Fossem todos assim e o Fair Play não era meramente uma palavra…

    • Ao que chegamos: “sportinguistas” a terem pena dos lampiões por supostamente estarem a ser prejudicados! Mais um jogo que ganham com um penálti e este está cheio de pena deles…

      • Falando em burros… Olha lá jovem, se quiseres perceber lê bem o que eu escrevi, se não quiseres, mais burro ficas…

        Mas alguma vez eu estou com pena dos de carnide?

        Quanto à alusão de “sportinguistas”, só te digo que não ofende quem quer…

  12. Ontem o nosso Sporting não conseguiu um bom resultado, pelo contrário. Pelas incidências do jogo perdeu dois pontos (que até podiam ter sido os três se as habilidades do ‘sistema’ conseguissem os seus intentos).
    Mas vou começar pelas partes negativas, o futebol medroso e simplista de Jesualdo Ferreira, só igualado ou superado pelo futebol medíocre de Vitor Pereira.
    A exibição normal e fraca de Miguel Lopes (estão a queimar a evolução de um dos melhores laterais direitos que apareceu em Portugal nas últimas décadas (Cédric) para justificar este negócio fraudulento com o Jorge Nuno). Defende mal, obrigando a uma atenção redobrada dos médios e dos centrais, não sabe atacar e a passar a bola é uma desgraça (onde Cédric é magistral).
    Mas o problema de Cédric e de todos os jovens formados na Academia é sempre o mesmo. Há uma franja de adeptos barulheta e especialista de futebol de sofá que adora destruir o trabalho da Academia, o único que este clube faz muito bem. Enquanto esta gente continuar a produzir opinões ‘especializadas’ sobre este jogadores com talento indiscutível, mas que precisam de tempo, oportunidades e trabalho com grandes treinadores (Jesualdo não é um deles) que os deixem ‘crescer’, vamos continuar a reforçar ao desbarato grandes equipas ‘rivais’ que conquistam tudo com os ‘nossos’ jogadores e o nosso Sporting continuará a contratar, a peso de ouro, porcaria futebolística, idolatrada por esses mesmos adeptos que nos dias de apresentação de Gelsons, BolosdeArroz e Pranjinhas lá vão ao estádio em romaria exaltar o ânimo e pedir autógrafos aos flopes.
    Também negativo, para o futuro do Sporting, é já haver na imprensa especilaizada, um ‘lobby’ de solidariedade ao ofendido Jesualdo, face à ameaça justificada de abalar para clubes à sua dimensão, para manter o homem no cargo e assim garantir a mediocridade do futebol do Sporting. Isto aliado ao ‘trabalho’ de promoção para a eleição do demagogo Zé Peyroteo Couceiro, que sempre que dá um ‘traque’ é notícia (trabalho da Cunha Vaz). Este senhor, em décadas de oportunidades no futebol português, já falhou em tudo, prova cabal das suas competências, mas continua neste feudo de favores com grandes amigos.
    Ainda negativo… por muito que custe a alguns, colocar Dier no meio campo. Correu bem, especialmente porque Rinaudo soube manter a sua posição no terreno, não andou a correr mal por todo o lado e Adrien (este sim com grande influência no meio campo, especialmente na segunda parte, enquanto lá esteve) que era o único capaz de segurar a bola, fazer subir a equipa e cortar com a intensidade ofensiva do adversário. Pois é, poucos reparam nisto, mas após a sua saída, a superioridade no meio campo perdeu-se e foi ‘tremer’ até ao fim, mas aí surgiu uma nova ‘revelação’ que ajudou em muito a ‘tapar’ as asneiras do ‘Flopes’… Fabrice Fokobo. Se corresse mal, a franja que falei há pouco não perderia oportunidade para denegrir Dier… Acho que estes jogadores devem evoluir nas suas posições naturais e se necessário aí cometerem todos os erros possíveis… para os evitarem no futuro. E Dier é um excelente central e em todas as outras posições testadas, na minha opinião, apenas cumpre e tem melhores opções no plantel. Acho que Dier pode ser um excelente central, mas se começam a inventar… pode ser um novo Pereirinha (melhor médio ofensivo da formação dos seus anos) queimado com a invenção de que era defesa direito. O contrário pode acontecer… Carriço estava a crescer com mais naturalidade a médio defensivo do que a defesa, Jesus fez isto bem com Coentrão e Megalarejo, mas há Jesus… e Jesualdo, mas são situações muito diferentes. Aqui apetece dizer… Dier é tão bom a central… não estraguem!
    Ainda negativo, porque me cansa… as trapalhadas de Capel. São absolutamente inconsequentes aquelas ‘marradas’ cegas para o meio do terreno até perder a bola, mas não tem um treinador que lhe explique algo tão simples?
    E finalmente… Ricky falha que se farta, mas tem uma justificação… O futebol do mister obriga o rapaz andar a correr de uma linha à outra na frente de ataque completamente zonzo e de forma estúpida… Com futebol ofensivo, com cruzamentos frequentes das alas (Não é com o Flopes que lá chegam, nem com a pastilha elástica do Capel) e apoiado por um bom médio centro, Adrien ou André Martins, Ricky concentrado em rematar à baliza, como ponta de lança, finalizador, seria letal. Assim, é mais um sujeito à critica constante dos ‘especialistas’…
    Agora os positivos… A ‘fé’ no nosso Sporting, que nem mesmo o clube do Jorge Nuno no nosso momento mais negro pode vergar… A força do excelente trabalho da Academia que fornece talento atrás de talento… podiamos ter todos os anos equipas fabulosas quase exclusivamente formadas no clube, mas temos aquela franja de sócios iluminados…
    A exibição segura de Patrício. O crescimento de Joãozinho, tem muito trabalho pela frente e ainda faz ter muitas saudades de ínsua, mas está a batalhar.
    O jogo enorme do miúdo Ilori, cuja rapidez e jogo aéreo complementam o jogo posicional de Rojo (ou de Dier). Este miudo que é mal analisado por alguns ‘especialistas’ de alguns blogues que começam uma vez mais a ‘vergar’ a opinião…
    A capacidade de Adrien, subiu na segunda parte, único capaz de segurar e contemporizar o jogo ofensivo do Sporting e de abrir linhas de passe. Este senhor é um cérebro a jogar à bola, mas quando tem que a libertar para os ‘trengos’ do costume… fica tudo complicado. Precisa de alas rápidos e precisos no último passe e avançados concentrados em rematar à baliza.
    Rinaudo e Dier estiveram muito bem a fechar o centro do campo, porque cumpriram as posições e beneficiaram de um trabalho técnico e táctico muito fraco do adversário (No Porto qualquer um tem sucesso, sem saber ler e escrever… excepto um tal de Zé Peyroteo Couceiro… até o Vitor Pereira já teve sucesso).
    Finalmente… Fabrice Fokobo. Já conhecia o jogador da pré-epoca na equipa B e deixou-me excelente impressão. Pensei que era mais velho. Quando começou a época ele ‘desapareceu’, pensei que estivesse à experiência e se perdesse um excelente jogador. Mas afinal foi para os juniores. Voltei a vê-lo recentemente na B e não deixa de causar a mesma sensação. Enorme maturidade, competência táctica, disponibilidade, resistência física e pulmão. Este sim, pode ser um fabuloso médio centro, à imagem de Frank Riykaard ou de um Patrick Vieira. Que jogador enorme pode estar aqui. Semelhantes vi dois jogadores na actual geração… Danilo (ex Benfica, que pena que a carreira destes miudos seja destruida por esses negociantes de géneros futebolísticos) e Pogba, este a brilhar na Juventus.
    Um vez mais, é preciso permitir o crescimento e maturação destes jogadores… com muitos erros e asneiras pelo caminho, mas incentivando-os sempre e apoiando os mesmos, incondicionalmente.
    Quero continuar a ver Zezinho a ter oportunidades, um volante rapidissimo e sempre disponível… e Etock a ter a sua ‘chance’ (continuo a achar que pode ser a maior revelação em termos ofensivos).
    Agora é ter fé para as eleições… que a maioria dos sportinguistas não se deixe embalar pelos suspeitos do costume e não permitam, uma vez mais, que certa incompetência insista a nortear o caminho de desgraça na gestão deste clube. Com um candidato sabemos que o falhanço é quase certo (como foi quase sempre na sua vida desportiva, apesar das oportunidades e da boa vontade dos amigalhaços, há gente com sorte e que tem sempre um ‘tacho’ para rapar…), mas é sempre possível acreditar em milagres. É tempo de mudar e dar a oportunidade a quem tem vontade e coragem de servir o clube, em vez de aqueles que se servem dele, há anos, sempre com os mesmos resultados… laxismo, desleixo, deslealdade e… fracasso!
    Haja sportinguistas… haja Sporting!

    • Concordo com quase tudo o que escreves, excepto no que toca ao Adrien… Para mim foi uma nulidade, só superado pela nulidade extrema do Labyad…

      SL

    • Poupaste-me dizer quase tudo… só não concordo com o Joãozinho. O rapaz não leva jeitinho… faz uns centros giros e tal mas a defender… ai, meu rico Insua!!!

      A parte das eleições… 100% de acordo! Haja coragem para arriscar…

    • ” O futebol medroso e simplista de Jesualdo Ferreira”… A diferença de qualidade entre os jogadores das duas equipas é tão evidente que se alguém tem mérito no empate é Jesualdo. Deixem de criticar apenas porque sim. O teu comentário está de acordo com o nickname: um flop!

      • “…mérito no empate é Jesualdo.”…

        Bom, quem escreve isto é um “sportinguista” dos bons… Fodasssss

        Mérito no empate… Epa, vai mas é pó caralho, ou melhor pó meio do caralho…

        Mas que raio de satisfação por um empate de merda, num jogo em que de SCP só tivemos as camisolas e 3 ou 4 jogadores… O resto foi uma vergonha…

        38% de posse de bola?!?

        Com “sportinguistas” destes não admira que o clube esteja onde está…

    • Compreendo o que quer dizer quando se refere a “negociantes de géneros futebolísticos”.

      Contudo, os jogadores também precisam de ser um bocado inteligentes para perceber que as idas para a itália, inglaterra etc, muito cedo costumam dar mal e destruir uma carreira.

      Após a ida de dois jogadores nosso para o barça fui ver se estavam a ser usados na equipa b nos primeiros jogos (10 primeiros acho) e verifiquei que não tinham sido utilizados, salvo um jogo segundo creio.

      Quanto ao jogador que foi para o liverpool não sei se se tem safado, mas o mais certo é ter dado um passo errado.

      Ou seja, cometeram o mesmo erro que esse Danilo. Aliás, o SCP podia repescar esse jogador que, de facto, tinha qualidade.

      • Números dos dois jogadores do SCP que foram para o barça:

        Agostinho Cá:
        Suplente Utilizado: 1 Jogo
        Minutos: 2

        Edgar Ié:
        Suplente Utilizado: 1 Jogo.
        Minutos:9

        O que é que estes cromos foram fazer para o barça????? Decisão muito pouco inteligente!!

      • Concordo SCP, salvo erro taparam a compra de Jeffren.
        A equipe de juniores do ano passado chamou a atenção devido á excelente fase de grupos que realizou na Next Gen.
        Seria bom de ver Dier, Ilory, Zézinho, João Mário, Arias, Rubio, Bruma e Fokobo a começarem a próxima época nos seniores.
        Não há outro remédio, tem que se criar uma base da formação, continuar a insistir forte na B, não podemos tapar mais a evolução dos nossos, com avinda de jogadores medíocres mentalmente e tecnicamente.

      • Mas precisamos conseguir perceber quem tem mais capacidade (em potência) para se segurar na nossa equipa A para podermos canalizar os recursos para esses que podem ter futuro.

        Não podemos querer ficar com os jogadores todos da equipa b, dos juniores actuais, dos juniores futuros, etc.

      • SCP, o que a direcção do Sporting, fez nestes 2 últimos anos deve ser único na historia do futebol, trazem 20 novos jogadores no 1º ano, quase todos putos, para jogarem na equipa principal, isto num Clube que tem uma formação fortíssima, e trazem no 2º ano, 5 ou 6 jogadores completamente medíocres, fora as contratações de inverno, Ribas, Xandão, M.Lopes e Jôjô “the small”.
        Isto é de loucos, completamente de loucos !
        Dos jogadores que vieram, a maioria não estava formada, fora a adaptação ao país, e os mais velhos trouxeram experiência zero á equipa.
        Claro que teremos que manter os melhores da formação, claro que se terá que ter 100 % dos passes.
        Não se pode emprestar jogadores á toa, e refiro-me aos da formação, quem é que tem comprado jogadores nossos da formação ?
        Anda-se a ajudar outras equipas no plano desportivo e económico.
        É também inenarrável comprar jogadores para depois os emprestar como tem acontecido.

        Agora, manter os melhores ?
        Logo se verá, depois de toda a merda que GL e seus pares factualmente realizaram.

    • Foi pena o Adrien não ter feito um jogo por aí além, eu diria fraco, pelo menos ofensivamente porque defensivamente até esteve bem, é pena, apostava nele como sendo o jogador que faria a diferença no ultimo passe.

      • Adrien bloqueou completamente, perdeu bolas em transição ofensiva umas atrás da outras tal como nos outros jogos, o fêquêpê ontem não consegue atacar pelas laterais, porque Capel, Labyad e Adrien estiveram fortes a ajudar os laterais (que estiveram mal em todos os aspectos do jogo), mas os 3 não tiveram arte nem engenho para ligar 2 ou 3 passes em transição ofensiva.
        Adrien melhorou um pouco no ataque antes de sair, e também não percebo porque Adrien quer sempre fintar 2 ou 3 e sai-lhe sempre mal, já basta o Capel, o Carrillo e o Labyad para isso.

      • Tocaste num ponto importante, já não é a primeira vez que reparo que há jogadores que quando sabem que vão ser substituidos fazem 2 ou 3 minutos a rasgar e depois, a impressão que fica é que foram mal substituídos porque estavam a crescer no jogo.

        Eu ao Adrien só lhe peço uma coisa, que jogue sempre como jogou contra o Sporting na final da Taça.

  13. Cada vez que me falam em «equipas para o futuro», «apostar nos jovens» e «dar tempo à formação para fazer uma equipa», dá-me vontade de rir.
    Na minha, reconheço, modesta e “de sofá” opinião, as equipas fazem-se para ganhar ou para perder. Seja com putos ou com reformados. Há exemplos disto para todos os gostos, desde o fcp de 1º ano do Mourinho ao P.Ferreira do Fonseca.
    Desde o Milan do Baresi ao Ajax dos De Boer.
    Há quem consiga construir grandes equipas com jogadores da casa e quem nunca o atinja, há quem aposte em jogadores aparentemente medianos e acabe campeão europeu.
    Agora, digam-me quando é que nós, Sporting, conseguimos ser campeões com uma equipa formada principalmente por jogadores da formação? Pois, nunca!
    Aparece logo um Manchester a dar uns milhões e vende-se, ou fartam-se e dão em maçãs podres, ou acabam no D.Kiev ou no Reading.
    Quem vem para aqui defender a aposta intransigente na formação é, muitas vezes, o primeiro a assobiar um Nani ou Quaresma quando faz uma finta a mais.
    Falem-me em ganhar, com formação ou sem ela, quanto ao resto, metam a hipocrisia no cú.

    • Tem razão, eu defendo que devemos canalizar o dinheiro disponível para pagar bem àqueles da formação que querem ficar no nosso clube e não ter medo de deixar sair alguns.

      É ilusório pensar que podemos segurar todos os jogadores da formação e ficar logo em depressão por algum sair.
      Assim, vejo com naturalidade a saída do p. mendes. Espero que utilizem o dinheiro que serviria para a renovação dele para renovar com o Dier e pagar ao mesmo um salário, dentro da nossa realidade, que o permita segurar.

    • Caro Yorda9,

      Atendendo a:
      Facto 1 – A qualidade do plantel dos Milhafres e dos Andrades é muito superior ao do SCP;
      Facto 2 – O SCP não tem dinheiro para “mandar cantar um cego”, pelo que é de esquecer contratações sonantes para reforço do plantel;
      Facto 3 – O SCP tem “matéria prima” interessante para desenvolver (já não estamos a falar só de jovens que jogam na segunda divisão – de qualidade inferior, mas que têm, com algum êxito, aparecido já na equipe A),
      Como é que sugere que o SCP desenvolva um plantel competitivo?

      Concordo consigo que é provável que o SCP se veja forçado a vender precocemente alguns jovens que se vão destacando. Ou que outros pretendam dar o “salto” (monetariamente falando, porque já jogam no Maior Clube do Mundo).
      Mas com uma boa gestão contratual (isto é, “segurando” as maiores valias) e com uma boa política de vendas isso permitiria ir equilibrando o orçamento e, claro, permitir a contratação de jogadores mais experientes mas que constituam indiscutível maior valia (nada de Pongolles, Elias, etc.).

      Infelizmente (e porque será sinónimo de o SCP não ser candidato ao título nos próximos anos) remédio não resta do que apostar nos jovens jogadores do Clube… Não há € para mais…

      SL

      • No fundo a ideia que passa no seu texto é: formar, criar, vender e comprar!
        O(s) Busílis:
        1-Esses tais que vão ser vendidos precocemente serão os craques, os que fazem a diferença. Os outros que vão ficar são aqueles que aparecem às esquinas, ou julga que temos neste momento assim tantos foras-de-série na equipa B?
        2-A tal contratação de jogadores mais experientes e mais valias, está assegurada e baseia-se em quê?
        Quem se insurgiu contra a contratação de Elias?
        Quantos não disseram aqui no inicio da época que tinhamos o melhor plantel dos ultimos anos e arredores e passado dois meses catalogavam os jogadores abaixo de merda?

        Sabe, são os mesmos “connaisseurs” que só vêm agora craques a crescer que nem cogumelos, ele é o Fokobo que já era muita bom na pré-época, o Ilori, etc, etc.
        Foda-se, mas quem é que vê se um jogador é de facto BOM, em 10 minutos ou em treinos ou jogos da segunda divisão?
        Uma equipa como o Manchester, passa meses, por vezes anos a avaliar um jogador antes de o contratar, mas aqui no cacifo temos experts que em 10 minutos descobrem craques?!?!?

      • Caro Yorda9,

        1- O que eu pretendi dizer foi que o SCP não tem outro remédio que apostar na “prata da casa” (falta de € para “outros voos”)…

        Muito sinceramente, vejo o SCP começar a próxima época com o mesmo plantel que actualmente tem, exceptuadas as vendas que o mesmo seja forçado a fazer (Patrício? Volkswagen?) e alguma que outra contratação a custo baixo (no mercado nacional ou internacional).

        Quanto a eventuais vendas (as quais são inevitáveis se os jogadores forem mesmo bons!), a questão será de as fazer em condições vantajosas para o Clube (e nomeadamente financeiras).
        Obviamente o objectivo deverá ser o de desenvolver, gradualmente, um plantel competitivo, mas caso algum jogador se destaque haverá sempre o risco da inevitabilidade da venda.
        A título de mero exemplo teórico: imagine o Caro Yorda9 que o Dier “pega de estaca” a central esta época e no início da próxima e começa a “partir tudo”… Se em Dezembro de 2013 aparecesse algum clube a oferecer… sei lá, €15/€20M pelo mesmo, não seria de contemplar seriamente a proposta? Atendendo mais não seja às necessidades de tesouraria do SCP?
        A situação do SCP não permite o sonho de “guardar” eventual “Jóia da Coroa” que entretanto surja… :(

        2- As contratações milionárias falhadas do SCP, a meu ver, enquadraram-se no espírito de “temos que ter equipe para lutar pelo título”.
        Acho que nos próximos 2, 3 anos isso não vai acontecer.
        Pelo que suponho não haver o risco de acontecerem mais asneiradas tipo Tello, Pongolle e Elias.
        Por aquilo que vejo suceder nos próximos 2 anos, a aposta deverá ser a da “continuidade” e evolução do plantel.

        Quanto à questão da apreciação do valor dos jogadores do SCP, eu sou suspeito para falar: não gosto dos nossos laterais, acho o Fito Rinaudo um jogador banal, não vi – ainda! – que jovens como Labyad, Bruma, Zezinho, Esgaio, Betinho, Carrillo, etc., etc., estejam prontos para o “prime time” e… sou defensor do Volkswagen! :)
        O que acho é que, com a mentalização em fazer “crescer” o nosso core de jogadores para o futuro de forma sustentável e organizada, existe muito potencial a explorar…
        Agora, o que não pode continuar a acontecer é, de época para época, se contratarem/dispensarem mais de uma dezena de jogadores…

        SL

      • Posso ter parecido algo rude no meu 2º comentário, mas não era propriamente dirigido ao Livramento, ou ao que havia afirmado antes.
        A minha questão é que me parece que a “aposta na formação” é uma falácia, como aliás se vê pelo actual estado do clube, em que a mesma pessoa que gastou milhões, se tornou de repente, num “apostador na formação” por excelência, face às despesas que o próprio criou.

  14. Vim agora da sessão de esclarecimento de Bruno Carvalho no Porto!

    Gostei e o meu voto que já estava direccionado, ganhou ainda mais força….

    É O HOMEM CERTO!

  15. O ROC não está alterado hoje? parece alcoolizado eheheh estou a brincar mas ele não está normal, costuma ter aquele discurso da “bola na mão” já na “casssete”.

  16. Continuo a dizer, a matéria-prima está lá. O problema tem sido mesmo treinador. Há muitos anos que insistimos em jogar só com um ponta de lança e com um meio-campo de transições rápidas. A bola é metida quase sempre longa para corridas para a frente e não há nas costas do ponta de lança quem paute e recorte o jogo com passes de 1x2x1 nem segure a bola ou desequilibre.
    Exploram-se demasiado as alas e esse tipo de jogo resulta sempre de cruzamento longo para a área e/ou perda imediata de posse de bola.
    Uma outra questão que atesta o que digo é a das bolas paradas; há quanto tempo não marca o Sporting num lance de bola parada? No futebol moderno, e sobretudo na Premier League toda a gente sabe que ser forte nas bolas paradas pode ser a diferença entre um empate e uma vitoria.
    Isso a juntar à fraca evolução individual dos jogadores, aspectos como compostura (de que tanto se fala quando o tema é RvW) treinam-se e não é só no FM, para dar apenas dois exemplos van Persie, e Mário Gomez, este ultimo então evoluiu imenso nesse particular. Velocidade, recepção de bola, poder de choque, desmarcarão, linhas de passe, capacidade física, estes e outros são aspectos que se desenvolvem com metodologia de treino. Eu sei que sou suspeito para falar dada a ligação que tenho a estes países, mas sugeria que a próxima direcção começasse a olhar com atenção para Inglaterra e Alemanha com vista a reforçar a equipa técnica pois são efectivamente as ligas cujo futebol mais trabalha estes aspectos, e não falo sequer da Premier League ou da Bundesliga mas mesmo no Championship ou League 1 e 2.Bundesliga existem excelentes profissionais neste campo e perfeitamente ao alcance da nossa bolsa. Arriscaria até ir mais longe, fazia deste sector o principal reforço do plantel e foco primordial do scouting sem arriscar na próxima época em contratações absolutamente nenhumas. Ao mesmo tempo definiria valores finais para libertar passes de emprestados pagos a peso de ouro e reduziria drasticamente a massa salarial, criando assim orçamento suficiente para treinador, equipa técnica e renovação contratual das nossas jovens pérolas. Libertaria assim também espaço no plantel para começar a lançar mais jogadores da equipa B e juniores (há uns quantos na Next Gen que já calçavam na Liga).
    Por ultimo sinceridade com sócios e adeptos, sem promessas apenas trabalho. Passar uma época a construir a equipa e identificar fortes e carências para então na época seguinte contratar cirurgicamente.
    Aí sim, quando o plantel principal estivesse formado com qualidade e soluções, com dois ou três modelos de jogo, espirito de equipa e identidade começar a atacar os títulos.
    Creio que este é o caminho, com as novas imposições da UEFA e a recessão económica não temos outra escolha senão potenciar a única fonte que ainda nos resta!

    Saudações Leoninas

  17. Excelente post, é uma boa análise do que se passou ontem.

    Não foi o jogo que todos queríamos, especialmente na primeira parte, mas olhando para o momento que o Sporting atravessa foi o resultado foi bom.

    Dier e Rinaudo as figuras do Sporting, impressionou-me o Rinaudo especialmente nos últimos 20/30 minutos, foi um Rinaudo diferente, com mais classe, mais frieza, mais confiança, espetáculo !

    Do Dier só posso falar bem, mas não queria que ele fosso no Sporting o “pau para toda a obra” , assim corre o risco de não ser verdadeiramente bom em nada.

    Gostei muito do Ilori, que exibição do camandro, se conseguir manter o nivel… e o Bruma, o puto mexeu no jogo com a fezada toda, o gajo queria mesmo meter uma bomboca lá dentro, é um jogador com maturidade acima da média.

    Quanto ao homem do jogo, é o costume, ainda há quem diga que discutir a arbitragem é acessório… foda-se !

    Ricky, foda-se … mas fez um jogo muito bom, falhou onde não devia.

    SL

  18. Enorme jogo do nosso Sporting. Ainda bem que os nossos defesas defenderam tudo porque se as bolas vão à baliza sofriamos bue golos. O patricio está comprado pelo porto.

    A exibição do Helton foi soberba, o melhor em campo. Nem o CR7 lhe marcava ontem.

  19. Não temos os mesmos argumentos que tripeiros e lampiões porque, especialmente, o Jebardo e o Godo derreteram o pouco que ainda havia de dinheiro em Pongolles, Elias e outras merdas.
    Quem olhar para o valor que gastámos no onze de ontem (16M) vs. o que gastaram os tripas (60M), facilmente percebe a táctica de ontem e sobretudo os 30 pontos de diferença nas classificação.
    A aposta não pode ser outra que não a da formação e a aquisição de jogadores estrangeiros que venham pelo seu valor e não pelas comissões.
    Já agora que não sejam compras de última horas pois tem sido onde o dinheiro se enterra e os resultados são zero ()

  20. “(…) que diga ao Carrillo “estar a ver aquele pequenito, o James? Babam todos a vê-lo jogar, mas eu acho que és infinitamente melhor. Consegues provar a minha teoria?”

    Só lhe falta aprender a fazer um passe. Isto de compararmos os nossos com os dos outros só com base num eventual potencial não chega. Em relação ao resto, estou completamente de acordo contigo Cherba.

    Não me canso de repetir, deposito muitas das minhas esperanças naquele puto loirinho que, agora, até a trinco joga. Quero vê-lo com a braçadeira um dia!

    SL

  21. Desculpem não seguir a linha do vosso raciocínio mas tenho de me congratular com tudo o que está a acontecer…
    Dadas as dificuldades que fomos Obrigados a aceitar, agora SIM somos Sporting, Agora SIM estamos a usufruir(em demasia é certo), do trabalho que é durante anos efectuado junto destes jogadores na academia.
    Se a isto juntarmos a falha de contratar BEM em Dezembro, leva-me a fazer um cálculo de cabeça que estariamos muito mais acima na classificação.
    O Cherba efectuou anteriomente uma lista de falhanços do nosso “coitado” Wolf..inho, imaginem-se que tinhamos contratado, em Janeiro, uma estrela do nosso campeonato,dps de nos apercebermos que iriamos ficar reduzidos a um PL.
    Tinhamos contratado o 3º melhor marcador do campeonato, que hj anda por Angola,Meyong (que devia custa uns tostões), e só ontem tinha lá encavado 2!
    Resta-me esperar que quem vier, priveligie esta FANTÁSTICA formação, adquira 2 /3 mulas velhas p o ano, e ver estes GRD jogadores crescerem…
    Porque o SPORTING é o NOSSO GRANDE AMOR

  22. Deixo aqui o meu agrado pelo soberbo post…parabéns é de facto fantástico ter um Sportinguista deste calibre a escrever neste blog

  23. Nunca um árbitro expulsaria dois treinadores dos nossos rivais na própria casa. O Rui Oliveira e Costa tem razão nesse ponto. No entanto, nunca um sportinguista trataria um rival desonesto e que só tem prejudicado o nosso clube com patifarias de bradar aos céus, da mesma maneira que o Rui Oliveira e Costa e a direcção do Sporting trataram a dos corruptos do sabão-macaco, isto a fazer fé no próprio relato do vaidoso Oliveira e Costa, hoje, na RTP. Diz que até se ofereceu para acompanhar o fruteiro à saída. Jantam com o gajo, convidam-no para a tribuna, preocupam-se se ele tem ou não frio, etc, etc. Até parece que o gajo é amigo ou respeita o Sporting Clube de Portugal.

    Dentro de campo, os miúdos orgulharam-me. Na tribuna, a direcção ao lado do Bimbo da Costa e o Jaquinzito Oliveira enojou-me.

  24. Peço desculpa mas, tenho de concordar com quem diz que ficámos todos contentes com a porcaria do empate…. Foi essa a (triste) realidade com que me deparei à saída do estádio… Ia ouvindo toda a gente a comentar e a felicitarem-se uns aos outros… POR UM MERO EMPATE!!! é uma vergonha… Tivemos dois lances ESCANDALOSOS de golo, que mais uma vez, a borboleta holandesa não soube aproveitar… Muitos dizem, “ah e tal, é uma grande defesa do Helton, mas não… É uma falta de calculismo e uma imaturidade tremenda do VW… Era tão fácil marcar ali… E a outra, que nem chega a ser oportunidade pq a borboleta atrapalha-se com a bola, podia ter matado ali o jogo… Fora o passe, mal feito claro, da borboleta para Eric Dier se não me engano, numa situação em que estavam 2 para 1, não resultou em nada pq VW nem a merd* de um passe sabe fazer…

    Dá para ficar contente com um empate?! Não, não dá!
    SL

  25. Sem dúvida, meu caro Cherba e demais compadres leoninos que a palavra chave que emana do clássico de sábado, é essa mesma: ORGULHO!
    – Orgulho de termos no onze titular 4 jogadores formados (ou que passaram) na nossa cantera: Rui Patrício, Tiago Llori, Eric Dier e Adrien Silva.(não me lembro de algum clássico dos últimos 20 anos em que tal tenha acontecido com Porto e Benfica).
    – Orgulho de além desse onze titular, termos mais 5(!) jogadores da cantera no banco: Cédric Soares, Fabrice Fokobo, Bruma, Zezinho e Gael Etock.
    – Orgulho de termos 5 jogadores portugueses no onze titular; (certamente inédito num clássico nos últimos 30 anos para aí); e mais 3 portugueses no banco.
    – Orgulho (imenso!) de termos jogado com 7 (!!!) jogadores sub-23: Llori( 19), Rojo (22), Eric (19), Labyad (20), Fokobo (19), Bruma (18), Carrillo (21), já sem falar do Adrien (23), Joãozinho (23), Patrício (24), Ricky (24). E de os dois únicos jogadores acima dos 25 serem Rinaudo (25) e Miguel Lopes (27). Em suma: o jogador mais velho não tem ainda 30 anos;

    . Mas este orgulho seria vazio de conteúdo se só contasse a idade. Mas não. Este orgulho é balão cheio de brilho, classe, vontade, determinação e maturidade. É o orgulho de vermos um menino de apenas 19 anos (Llori) – pode ter mais 20 anos de carreira pela frente!!) não dar uma nesga de espaço a um dos mais letais pontas de lança do Mundo). É o sublime orgulho de ver um dos futuros esteios da seleção Inglesa na nossa equipa (e mais não seria preciso dizer, mas já agora: um puto gigante de 19 anos que atordoou, amordaçou e estancou o melhor meio campo em Portugal (com ou sem Moutinho : alguém viu o Lucho jogar?)), é o orgulho feito de fantasia de um negrito maravilhoso de 18 (!!!) anos que não teve medo da melhor defesa portuguesa e uma das melhores da Europa; enfim, o orgulho de ver um camaronês que veio no ano passado à experiencia e que parecia jogar há 20 anos, não deixando passar uma(!) bola, numa altura em que jogávamos com 10 e o Porto atracava como se a vida deles dependesse disso.

    Meus amigos, o grande FC Porto não jogou futebol porque o nosso Sporting B não deixou. Para verem o inacreditável deste confronto, uma grande parte dos nosso meninos podiam ser filhos do Helton (se Helton fosse pai aos 17 anos, Bruma podia ser o seu filho!).
    Pela primeira vez, não olhei para o Varela com desprezo ou raiva, não pensei no Moutinho com remorsos e rancor, e estive-me a cagar para o Liedson e o Izmailov só mereceu o meu desprezo.
    Pela primeira vez, desde há muito, vi o FUTURO, com letras garrafais escritas a VERDE. O futuro começou a construir-se agora.

    E não me fodam: se esta época vai ficar na história do Sporting Clube de Portugal pela negativa, irá certamente também ficar na história pela positiva: que o futuro Presidente do Sporting saiba isto e que ponha na sua agenda a maior das contratações: renovar todos os contratos destes meninos que são o futuro do nosso clube.

    Esta época não está perdida. SPORTING SEMPRE!!

  26. Mais uma vez Deus demonstrou que é poderoso e calou as bocas dos pecadores!

    Dier é um monstro táctico, vejo nele um jogador com um futuro enorme, e que não vai durar muito tempo em alvalade (com muita pena minha) e sendo assim espero vê-lo no United e ter em troca no minimo uns 20milhoes!

    Wolfswinkel é fraco, é um facto que se desgasta em correrias mas para um avançado, fazer o que ele fez neste jogo é muito, muito pouco!

    Ilory e Fokobo foram muito grandes!

    Eu acredito nestes miudos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s