Sportinguismo, cinzentismo e anti-benfiquismo

Vamos directos ao assunto: dizerem-me que não posso rir de tristezas alheias quando estou triste, é o mesmo que, depois de eu ter caído, de forma patética, no meio da rua, não posso rir-me de outra pessoa que se espalhe ao comprido. É o mesmo que dizerem a um velhote (não me lixem, eu gosto da palavra, bem melhor do que cota ou sénior ou idoso. Troquem por antigo, se preferirem) que teve o azar de mijar-se nas calças, que não pode rir-se do vizinho quando este se borra pelas pernas abaixo.

Os exemplos poderiam continuar, conduzindo-nos a uma constatação: dizerem-me que não me posso rir ou fazer piadas com uma derrota do Benfica, só porque o Sporting está na merda, é estúpido. Eu diria mais, é cultivar um estado de alma mais melancólico que o fado; é cultivar um cinzentismo doentio que assenta, em minha opinião, na incapacidade de rirmos de nós mesmos. E sem essa capacidade, meus caros, esta vida é bem mais insípida.

Mais irritante, ainda, é ver supostos iluminados da blogosfera, misturarem essa capacidade de continuar a rir nos momentos dolorosos, com o tantas vezes falado “anti-benfiquismo”. Vou ser o mais sincero possível: não vi o jogo. Ou, se preferirem, vi 15 minutos, algures a meio da primeira parte. Senti que não tinha nada a ver com aquele filme, sendo que o meu único desejo, irrealizável, era que perdessem os dois. Até porque, cada vez menos, se consegues distinguir os meios utilizados para atingir os fins. Entretanto, estava eu sossegado a ver um filme (Detachment, vejam que vale a pena), começo a ouvir gritos na rua. «Olha, acho que o Benfica marcou», disse à minha mulher, acreditando ser o meu vizinho o autor do descontrolo. Vamos à net, confirmar quem marcou, e, entretanto, chega um sms de um Sportinguista. “Golo do Porto”, dizia a mensagem. «Esse gajo preocupa-se mais com o Benfica do que com o Sporting. Acho isso triste», digo eu. «Mas isto tem piada», responde-me ela. «Obviamente que tem piada, principalmente depois de todo o carnaval das últimas semanas», completei eu.

Parece-me que este pequeno exemplo espelha bem o que pretendo dizer: não me peçam para festejar golos, marcados por qualquer um destes clubes. Mas não me venham com conversinhas de merda, dizendo-me que rir-me dos outros é não conseguir ser superior. Isto é futebol, caralho. E, ao contrário do que o tal iluminado escreveu, é uma das coisas que, ao longo da vida, nos permite «apontar o dedo e gozar como um menino traquinas da primária»
.

Anúncios

181 thoughts on “Sportinguismo, cinzentismo e anti-benfiquismo

  1. Bom resumo do que também me tem passado pela cabeça.

    Espero nunca atingir o estado de espírito que me obrigue a ficar indiferente com os tralhos alheios por miufa do que possa sofrer no futuro ou lembranças de espalhanços passados.

    Perder um campeonato no ultimo minuto do jogo é, só por si assinalável, fazê-lo depois de já terem encomendado as faixas, pintado paredes e semanas de arrogância constante, merece ser lembrado durante anos, mantém-os humildes, só lhes faz bem.

    E se a comédia continuar na LE e na final da taça, melhor ainda, os pseudo-jornalistas vermelhos merecem (os que andaram a dizer que as gaivotas passavam sem problemas os turcos são os mesmos que achavam impossível o Sporting passar o M.C. há 1 ano) e a economia merece, são menos divisas a fugir para países da América do sul na forma de prémios de jogo.

    SL

  2. teve a sua piada

    eu estava a ver o jogo com o meu pai, e el tinha de se levantar cedo no dia seguinte, sóme dizia espero que o porto ganhe senao nao consigo dormir desscansado( isto porque em jogos do benfica, o cafe aqui da rua enche-se de pessoal para ver o jogo( dantes ia la ver o jogo a mesa do canto era a mesa dos poucos sportinguistas daqui) e mandaram um grito aquando do golo deles)

  3. Claro q tem piada!
    Aliás eu até sou daqueles q costuma “puxar” por todas as equipas Portuguesas (sem excepção) nas competições europeias, mas esta 4a-feira vou estar pelo Chelsea, só mesmo pela piada de ver os arrogantes, q cantaram vitória durante semanas, cabisbaixos durante todo o Verão!
    E a piada de ver os jornais lampiónicos sem saber o q escrever durante toda uma pré-época? Priceless! Obviamente q p/ compensar vão chover camionetas de hipotéticos jogadores p/ os lados da luz, o q ainda será mais patético.

    Eu, até há pouco tempo atrás preferia ver o Benfica campeão ao FCP pois estou farto da hegemonia dos corruptos, mas depois de toda a cagança lampiónica a seguir ao jogo c/ o Marítimo e passagem à final da LE, confesso q acho delicioso ver as gaivotas a “morrer na praia”.

  4. A questão não é não poder mas não querer, ou mais rigorosamente ainda: não me acontecer. Não me dá nem nunca me deu gozo ver a desgraça alheia.

    E isto nada tem de juízo moral e muito menos de pretensão de superioridade moral.

    • mas qual desgraça, Gregor: morreu alguém? a capacidade de saber distinguir que, afinal, estamos “só ” a falar de futebol (essa coisa não-importante mais importante do Mundo) serve tambem para mantermos o tino e a nossa sanidade mental intactos.

      E nao te esqueças que ninguém mais do que os benfiquistas gozam com as nossas “desgraças”. Ninguem!

      • Ok, converge, poderia ter posto umas aspas. Mas se em vez de desgraça tivesse escrito sofrimento ou tristeza já não seriam precisas de todo: aquele ajoelhar do Jesus foi só a manifestação teatral disso mesmo.

        Talvez tenha a sorte, ou o azar!, de ter amigos benfiquistas que não zombam das nossas (repetidas) “desgraças”.

    • que sorte a tua teres amigos benfiquistas que nao te gozam por causa do SCP ja eu tenho amigos que sao uns Lampiolhos (e bem chatos), nunca me vou esquecer da final da taça uefa todos torciam pelo SCP (hipocrisia claro) e no fim foi uma gozaçao, comigo ja sabem com que contar serei sempre a favor do adversario dos lampiolhos (inimigo do meu inimigo….) ja deves saber o resto.

  5. epá nao me fodam os falsos moralistas e o Cherba tem toda a razão. Na passada sexta feita tive um almoço de trabalho em Guimaraes, com varios benfiquistas e um portista de cepa. E perante a cansada e ridicula “acusaçao” que os benfas me fizeram de ser servil e subserviente ao Porto, mandei-os logo foder com todas as letras e só lhes perguntei como estava o cartao de socio do Porto do Luis Filipe Vieira!

    Eu admito e assumo: a minha maior rivalidade é com o Benfica, nao com o Porto.Tenho 41 anos, sou de Lisboa e cultivei-me nessa rivalidade. Para mim, gozar com o Benfica e aprender a “odiar” tudo o que é vermelho é tambem uma forma de respeito à sua condiçao de principais Rivais. E isto nao quer dizer que seja subserviente aos tripeiros, porque, volto a dizer, nunca (que eu saiba) tivemos um Presidente socio deles! e o unico dirigente que denunciou as caras do sistema (Valentim e Pinto da Costa) era Sportiguista (caso nao se lembrem os lampioes, chama-se Dias da Cunha, que muitos dizem ser ché-ché).

    Tal como o cherba, tambem nao vi o jogo, preferi jantar calmamente com mulher e filho, mas fui ouvindo o relato, nao neguei a curiosidade. Afinal, era o jogo do titulo. Quando o Kelvin entroum pensei imediatamente: “Vai marcar!”. Lembrei-me logo do jogo com o Braga.

    Quando Kelvin marcou, sinceramente tive pena dos benfiquistas. E até alguma aflição, coitados. A mesma pena que se tem quando se vê alguem a cair, desamparado. Mas, se esse alguem que se espalhou, atrás nos pegou uma rasteira e viu-nos cair e riu-se da nossa queda, entao, meus caros arautos da moralidade…

    O meu filho tem 3 anos e ri-se a bandeiras despregadas com a Pantera Cor de Rosa, nas partes mais sádicas. Quem sou eu para lhe dizer que está errado contrariar esse instinto básico, tao inocente como importante? :P

    …instinto humanum est: e ver o Benfica cair tem outro sal e pimenta. Porque com essa queda, caem tambem a soberba, o fanfarronismo, a arrogancia e o mito dos 6 milhões e do PIB.

    PS: Quanto à Liga Europa, nao vou ficar contente com a vitoria do Chelsea, até porque isso…é triste demais para um verdadeiro sportinguista. Mas tambem não nego que pensar que o Benfica de hoje representa o futebol português é outro mito…que me faz rir.

    • O Teu texto estava tão bonito até ao P.S. …. sabes uma coisa…. se o Benfica não ganhar a Final eu não vou verter uma puta de uma lágrima! ;)

      • Repara, Tadeu: eu nao disse que chorava se o benfica perdesse. eu só disse que nao ficava feliz aos saltos se o Chelsea ganhasse (pronto: dou um saltinho ou dois, vá lá..:P.

        no fundo, sao 2 equipas que me sao indiferentes: uma (chelsea) tem dinheiro a mais mas pessima gestao. no entanto, nao tendo um passadoCque se veja, está a construir um belo futuro à custa do dinheiro que pelo menos é próprio (enquanto o abramovich nao se fartar).

        Já a outra (o benfica), só tem passado, e tenta comprar um futuro à custa da ilusão. uma mentira dita muitas vezes para eles acaba por ser verdade, e nós sabemos que nao passa de mentira.

        no final, vai ganhar o chelsea. claro…

      • Eu também. E prefiro ser do Chelsea desde pequenina (clube que até aprendi a gostar desde a era Mourinho), do que ser do CSKA desde pequenino.
        Dessa eu não me esquecerei NUNCA na minha vida.

        Ass: Leoa Ferrenha de Viseu

  6. Eu gostei de ver a selecção sul-americana de sonho, baquear com estrondo à custa de um treinador medroso que ainda por cima não sabe perder … lembra lá ao diabo ajoelhar-se numa altura daquelas.

    Fica com aquela colada até ao fim … imaginem o que a cs do costume faria se fosse ao contrário.

    Eu ao contrário do cherba … vi o jogo … e gozei á brava com a soberba da malta do costume. É claro que depois levamos com a soberba dos corruptos … Infelizmente como diz o cherba não podiam perder os dois.

    E ainda me estou a rir. Até a minha desgraça me parece mais fácil de suportar. Não é isso afinal a rivalidade ;)

    p

    ps. toca a falar do futuro, quero falar do futuro. Tou farto desta época de merda que nos deu uma lição para a vida!

    • “Fica com aquela colada até ao fim … imaginem o que a cs do costume faria se fosse ao contrário.”

      Epá, como eu me lembrei disso…o aproveitamento à exaustão que se faria se fosse o treinador do porco, ou principalmente, do Sporting…era um prato cheio para os pasquins.

      A pensar pelo JJ – a brigada de limpeza só vai apagar a imagem “limpinho, limpinho” enquanto ele for treinador do benfas, no dia em que (e se) treinar outro clube nacional vão-se lembrar outra vez, e vai ter que levar com a imagem sempre que der jeito…

  7. Assino por baixo no post.

    Agora por o SCP fazer uma época de merda não posso gozar com a bazofia.

    Custa muito perder um campeonato no último minuto e custa muito mais quando o golo é irregular, já para não falar no gozo dos Paratys desta vida.

    Soube-me bem por causa do limpinho limpinho, dos Mexias e da arrogância que acha que porque são em maior número têm o direito divino de ganhar como os Globetrotters.

    Uma palavra para a comunicação social que embandeirou o merdafica e as suas exibições, como se tivessem o direito divido de ganhar, nunca os vi elogiar o futebol do SCP de Peseiro da mesma forma. O merdafica só é bom contra as equipas pequenas que se abrem. Quando apanham uma equipa melhor ou perdem ou empatam ou vai à força do boi do apito (SCP, Académica).

    Palavra para a merda da SIC que ontem andou em estudos e com leveza afirmou que o merdafica tem 6 milhões de adeptos, o FC Putas tem 3 milhões e o SCP só 2,6 milhões.

    Mais umas mentiras, porque se fosse verdade porque não fazem mais especiais com o FC Putas em vez de chatear o SCP???????????????????????

  8. ó pá, eu basicamente rio-me exactamente na mesma proporção que eles se riram de nós em 2005!
    com a diferença que eles contra os corruptos perderam (como diria o jesus) limpinho. em 2005 fomos roubados!

  9. O meu sportinguismo nasce da devoção de meu pai. Um sportinguismo pleno, incontornável que levou a que, por exemplo, o maio insulto, a maior vergonha, a maior ofensa que o meu irmão usava durante os anos da sua meninice era “és um benfica”.

    No meu caso, essa militância manifestou-se diferentemente. Jogador quase inveterado da saga CM, nunca consegui compreender quem jogava com as cores dos rivais, nem tão pouco qual a piada de treinar equipas estrangeiras. Sporting era palavra única, mesmo naquele espaço de conquistas meramente virtuais.

    Outra coisa que não consigo alcançar é essa teoria de ter equipas estrangeiras. “Sou do Real Madrid”, “do Barcelona”, do Manchester? Qué isso? Lá uma simpatiazita ainda vá (normalmente causada por ter lá antigos jogadores), agora mais que isso? Nã percebo…

    Talvez por isso me tenha sentido cativado por Bruno de Carvalho desde que apareceu na corrida de 2011. Porque reconhecia a “doença” incontornável de querer sempre o Sporting em primeiro, sobretudo quando não via a mesma entrega nos restantes candidatos.

    Hoje por hoje, o único que peço é que essa entrega regresse ao clube. Que se abandonem os chavões e as mesuras do croquettismo militante (e eles continuam aí a purgar bílis). Que se volte a viver o clube com abnegação e sede de conquista. Quer se ganhe ou perca, que se lute. SEMPRE

  10. Sou adepto do Porto (não batam já).

    Somos rivais, como é óbvio não espero que fiquem contente quando o Porto marca. Eu também não celebro quando o Sporting marca. Acho que os que festejaram o golo não foi pelo nosso sucesso mas pelo insucesso dos outros. É normal, até pela forma como foi o último jogo entre ambos.

    Passando esse assunto, desejo genuinamente que para o ano voltemos a ter o vosso clube a grande nível, a lutar contra nós. São um clube grande e têm grandes adeptos (sei do que falo, grande parte da família é sportinguista). Além de que fazem falta na Europa e em grande. Acredito que este ano tenha sido um ano de excepção.

    Boa sorte para o ano. Não vos desejo títulos como é óbvio, mas que estes dois últimos meses tenham sido o começo do vosso reerguer.

    Parabéns pela vossa equipa, têm lá míudos que podem vir a ser fenomenais, João Mário à cabeça, grande médio que pode vir a ser.

    Agora podem bater…

  11. digam-me o que disserem, e disso que é feita a rivalidade entre os clubes, e depois veem estes pseudo moralistas falar de anti -blabla e coisas no genero
    andavam eles por aqui em 2005?, andavam eles por aqui quando eramos roubados a torto e a direito, e tinhamos de ouvir: lá andam voces com as historias dos arbitros?
    nao vi o jogo, (nao eram contas do meu rosario), mas só tenho pena de que o golo alem de ser em periodo de descontos nao tenha sido marcado com a mao, ou em fora de jogo, ou com falta sobre o guarda redes, que era para os paladinos da (deles) verdade desportiva, e os jornaleiros, sofrerem na pele o que nos teem feito

    fiquei contente pela vitória do porto?? NAO
    fiquei contente por aquela agremiacao ali ao lado ter perdido??? OH YES

    • ia existindo um golo em fora de jogo, mas james acertou no poste. é que desta vez nem se podem queixar do arbitro( ok hj o rui gomes da silva deve de conseguir desencantar alguma coisa para bater no proença, e ontem o gobern ja andou a dizer que o estoril contra o benfica correu muito e o nacional contra o porto nao)

  12. Também eu ri a bom rir no sábado à noite. Mais por ter sido um tiro no barco da fanfarronice e soberba das gaivotas (e da sua corte de jornalistas e paineleiros), do que propriamente pelo resultado em si. Também eu queria que perdessem os dois…

    SL

  13. Vou colar o que ontem escrevi meio à pressa no Facebook para que alguns benfiquistas ( amigos e não só ) pudessem ler !!

    ” Gozar com o Benfica é enxovalhar o Sporting ” … escrito por um sportinguista … e !??? Pergunto eu. E daí !??
    O que o homem escreve só faz sentido para os benfiquistas porque ontem comeram 2 batatas. A bipolarização do futebol português está bem patente desde há largos anos, e não vale a pena os portistas e os benfiquistas virem esgrimir argumentos sobre quem é quem, quem é o quê, e quem é mais inocente … no meio desta ” guerra ” acéfala entre Norte e Sul, só conheço um clube, repito, UM CLUBE que se tem queimado forte e feio … o Sporting !!
    O que o Porto é, todos sabem, o que o Benfica foi todos sabem … o que também se sabe é que há um clube que se prepara para ocupar um lugar de destaque do futebol português que a breve trecho irá vagar, e garanto-vos que não é o clube de verde e branco.
    Ontem pouco me importava quem ganhava ou quem perdia … ontem interessava-me que o Estoril perdesse para que a vitória do meu Sporting fizesse sentido.
    Não estava contra o Benfica, nem estava contra o Porto … era uma batalha cujo desfecho se tornava desinteressante. O que eu sei é que milhões vociferaram que a vitória frente ao Sporting, em plena Luz, foi LIMPINHA, LIMPINHA, assobiando para o lado perante erros GROSSEIROS por parte do árbitro. Esses mesmos adeptos, durante anos sentiram-se espoliados da verdade desportiva, muito por culpa da Máfia do Norte controlar Conselhos de Arbitragem, Conselhos Disciplinares da FPF, da Liga e demais órgãos com poder decisório no nosso futebol.
    De repente, o que de mais vil e baixo condenaram e ainda condenam, deixa de interessar, porque o título está mais perto … ” sacar ” o título aos azuis e brancos, faz com que se atropele até a moral que durante anos se teve.
    Ficava bem terem festejado como festejaram mas, ao mesmo tempo, TEREM RESPEITO PELOS ADEPTOS QUE SE SENTIRAM ROUBADOS, ESPOLIADOS, MALTRATADOS NUM JOGO QUE EM VEZ DE DAR ZERO PONTOS, TER-NOS-IA DADO TRÊS.
    Ficava bem não terem enxovalhado milhões de adeptos verde e brancos com comentários jocosos sobre ” cabeças de melão “, ” aziados “, ” o que lá vai, lá vai “, ” inchem aí “, ” o futebol é isto mesmo “, ” erros acontecem “, só para citar alguns.
    Tinham merecido mais respeito na hora da derrota, se há 3 semanas tivessem no mínimo adoptado uma postura mais coerente com o ROUBO que teve lugar na vossa catedral. Vir clamar desrespeito pelo vosso clube, depois de tudo o que se leu e ouviu, é nó mínimo anedótico. Nada tenho contra benfiquista e portistas. Nada tenho contra Porto e Benfica … só não quero que ganhem mais que o meu Sporting.
    Nunca fui a favor de A ou B … nunca fui mais de um ou de outro … eu tenho é memória, e se ela não me atraiçoa, NA HORA DA DERROTA, LEMBRO-ME DE TER SIDO INFINITAMENTE MAIS GOZADO POR ÁGUIAS QUE POR DRAGÕES, E ISSO NÃO SE ESQUECE. Eu levo tudo com uma rivalidade sã e sem ódio … gostava que fosse sempre assim. Perder, ganhar, rir com a vitória, chorar com a derrota … sempre de forma saudável.
    Eu disse há umas semanas : Por vezes acena-se calmamente e assobia-se para o lado, e por vezes gesticula-se violentamente e verberam-se atrocidades … não vale a pena pensarmos que temos telhados de cimento … todos temos telhados de vidro … e além disso, quem cospe contra o vento, arrisca-se a sujar a cara.
    Em jeito de remate, deixo apenas a pergunta : Era mais fácil para vocês, terem 3M a passar para o vosso lado, certo !?? É que ninguém me mete na cabeça que o Benfica é melhor que o Porto nesta matéria … ninguém me convence que a vossa filosofia é de verem um Sporting fortíssimo … o que mais comichão vos faz é terem tido um rival enfermo que quase se deixou subjugar pela troop do Norte, em vez de se deixar subjugar pela vossa. Essa conversa eu já conheço … é entre o suicídio por asfixia, ou com um tiro na boca … uma custa mais que outra, mas ambas são letais.

    P.S : Não me dirijo a todos os benfiquistas, nem a todos os portistas porque não generalizo. Sou amigo de muitos, familiar de muitos, conhecido de outros tantos, e respeito cada um deles. Eu quero é paz e quero ver cada um de nós condenar todo e qualquer acto incorrecto por parte das instituições que apoia.

  14. No dia 18 de Maio de 2005 ouvi foguetes, buzinadelas por todo o lado, malta nas janelas a apitar cornetas e até chegou a haver gente no Marquês a festejar.
    Já durante este ano, fui metralhado, semana após semana, com graçolas sobre descidas de divisão, estar fora da Europa, etc. etc. etc.
    Sou algum Cristo que tem de andar a aturar isto e quando eles se espalham, dar a outra face?
    Até nesta atitude de virgenzinhas ofendidas tornam mais evidente toda a sua soberba.
    Como se fossem donos de uma qualquer superioridade moral que lhes permite achincalhar tudo o que os rodeia e como se a sua condição os tornasse imunes ao serem pagos com a mesma moeda.
    Somos anti por estarmos nós agora a gozar o pagode ao vê-los cair do pedestal?
    Se não têm capacidade para aguentar estas picardias que fazem com que o futebol seja um desporto onde as rivalidades são naturais, tornem-se adeptos dos bordados de Bilros. Quase de certeza que ninguém lhes vai azucrinar a cabeça se derem mal um nó, ou um ponto, ou lá como raio é que essa merda se faz.
    Amor com amor se paga.Temos pena.

  15. O pessoal que fala nisso é normalmente gente que na internet é hardcore, mas falando com lampiões e tripeiros na rua é manso.

    Acho que aqui não há nada que enganar, quero bem que o benfica se foda e que percam os jogos todos.

    E isto não tem nada a ver com o Sporting, como disseste e bem, isto é futebol, não há grande explicação por detrás disto… considero o benfica como o eterno rival, esteja o porto muito forte ou muito fraco. São os maiores clubes de Lisboa com histórias centenárias.

    Perguntem a lendas como Hilário, Jordão, Manuel Fernandes, etc, quem, e quem será, para sempre, o nosso maior rival. Evidente que é o benfica.

  16. Eu diria mais…
    Este cinzentismo é quase querer matar uma rivalidade de mais de 100 anos de história!
    Eu quero é que benfas sa foda mais a sua habitual arrogância e soberba… mas, mais que isso, quero que o SCP ganhe!
    2005 repete-se em tons de encornado em 2013… Antes caiu Pe(frio)seiro…. hoje caiu de joelhos Jasus… Quem não tiver telhados de vidro, que atire o calhau ao vizinho…
    E o ex-repositor e aquele aleijado ucraniano quero que se fodam… Se até o Rolando que jogou 2 min vai ser campeão. É próprio dos tristes achar que aquilo que fizeram naquele prostibulo faz deles dignos campeões de corpo inteiro!

    Eu amo o SPORTING! E o “resto” é mato… ponto!

  17. Cada um pensa como quiser. Somos todos diferentes e por isso há que respeitar.

    Eu não fiquei eufórico, mas gostei. E o dramatismo do golo quando já ninguém o esperava foi qualquer coisa. Primeiro fiquei com pena deles, mas depois passou-me esse momento de fraqueza :) Inchem! Ainda não perceberam que a basófia dá nisto?

    Espero que seja uma lição para muitos de nós. Nunca andar com basófias antes das coisas acontecerem.

    P.S. Os portistas cairam no mesmo erro ao festejar o campeonato no sábado à noite, na avenida dos aliados. O campeonato ainda não acabou.

    • O Jorge Costa chegou a encomendar as faixas quando nós ganhámos o campeonato, também aí se fodeu, portanto o Bimbo da Costa também pode ir para o caralho com o “não entramos em euforias como o benfica”.

      No fundo eles são todos iguais, rivais, só que o benfica é mais porque somos ambos de Lisboa.

  18. Ri-me e continuarei a rir sempre que assistir as quedas.

    Ri-me com satisfação, vi o jogo alias decidi ver dois jogos sem parar num café que esta sempre cheio.
    No fim do jogo com o Sporting não foram poucos os que entraram a rir, e a rir perguntavam se a Europa estava boa ou se eu sabia onde estava.

    Ri-me alto, à gargalhada, ri-me em reposta ao lampião que de dedo em riste me disse para embrulhar como um cão aquando do seu golo.

    Ri-me porque podia era ter-lhe dado com a cerveja no focinho mas respeito muito o dono do café que se riu ainda mais do que eu.

    Ri-me da limpeza com uns joelhos tocaram no chão, foi limpinho!

    Gosto de rir, é um direito que tenho e pelo qual ainda não pago.

  19. Isto é vergonhoso!!!

    É o PIB que está em causa, o PIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIBEBEBEBEBEBEBEBEBE!

    O CARNIDE…….completa-me!

    CARNÁIDE…….completes me!

    Sejamos sérios!!!!
    Este é um assunto que me é muito querido!!!

  20. Não tendo conhecimento de outros exemplos vou apresentar a realidade em que me vi envolvido enquanto estava a ver o jogo no passado sábado. Numa sala de jantar com cerca de 50 pessoas e com vários benfiquistas assumidos e bastante entusiastas havia alguns mais recatados (como em tudo na vida e tal como acontece em todos os clubes penso eu). Festejaram efusivamente o golo do Carnide como seria expectável e sofreram com a igualdade restabelecida minutos depois (reacção também humana e expectável). O jogo foi decorrendo e a sua confiança foi-se desenvolvendo e crescendo a olhos vistos. Os poucos andrades sofriam e NÓS começávamos a rir da possibilidade do jogo ser resolvido pelo nosso antigo símbolo Liedson (apesar de ter de confessar que até aquele momento muito rezei para que partisse as duas pernas). Chegamos ao minuto 91 da partida e qual não é o meu espanto quando começo a ouvir CAMPEÕES, CAMPEÕES, CAMPEÕES (pensei sinceramente que o jogo tivesse terminado mas não). Por outro lado não fiquei nada espantado com o que aconteceu ao minuto 92, tendo em conta a explosão de alegria na sala com o 2-1 (completamente inflamada pela cagança demonstrada no minuto anterior). É por estas e por outras (reacções à arbitragem no recente SLB-SCP, festa na Madeira a 3 jornadas do fim, etc.) que o Carnide merece todo o mal que lhe venha a acontecer agora e até ao final dos dias. Só tenho pena de alguns (poucos) benfiquistas que ainda sabem ver bola mas O KARMA é realmente fodido.

    Em relação ao GRANDE SPORTING a minha tristeza tem vindo a ser amenizada quando penso que o problema nunca foi esta recta final. Este foi o resultado expectável da pior época da nossa história e que se não tivesse consequências consideradas graves poderia facilmente cair no esquecimento. Assim, tenho a certeza de que, passando o choque inicial, vamos ter capacidade para dar a volta por cima e voltar rapidamente ao topo que é onde merecemos e devemos estar. Pode ser que esta situação ajude a unir a família SPORTINGUISTA como todos queremos.

    Saudações leoninas a todos. Grande abraço.

    • “Este foi o resultado expectável da pior época da nossa história e que se não tivesse consequências consideradas graves poderia facilmente cair no esquecimento.”

      essa e talvez a unia coisa boa de nao irmos á Europa

      os socios nunca mais esquecerao o porque, e lembrarao sempre que croquetes e gestores só fazem falta no clube com cotas em dia e do lado de fora dos corredores das decisoes, e ja agora aqueles que se ofendem com o gozo aos benfiquistas ou portistas, será que alguma vez foram á bola? ou é só para botar faladura nos blogs???

      rinaudo, desculpe nao seguir os teus mandamentos, mas nao consigo oferecer a outra face a quem me espezinha e cospe em cima, tenho de ir ao estalo, :) hahaha

  21. Se calhar é por ser do Norte, mas tenho que aturar muito mais a arrogância dos cabrões corruptos de Contumil do que a dos lampiursos. Ambos me metem imenso nojo e espero que percam sempre, até na Europa, mas num jogo entre ambos causa-me menos transtorno que ganhem os galináceos.

  22. eu ate nem sou de gozar com eles,ehhehhe(pouco), e so estou á espera do proximo fim de semana, para lhes devolver as edicoes especiais do diario de noticias, ( edicao de luxo) que me parece vao ser de lixo, eheeheh

    • Eles estão à espera do volte-face à Mcgyver, com um empate do porto em Paços e vitória frente ao Moreirense e Chelsea, para nos puderem novamente foder a cabeça, mas eu sinceramente estou-me pouco cagando para isso.

      Eles têm coisas muito piores para lidar no futuro do clube (de índole financeira), e sobre isso eles têm convenientemente assobiado para o lado.

      Daí eu ter dito em tempos que até ai o Sporting volta a ser pioneiro. Pioneiro em agarrar o boi pelos cornos (dívidas) e resolver o problema de forma genuína.

      “Os activos cobram o passivo” dizem eles. Como se soubessem quantos dos “30 milhões” pelo Coentrão entraram efectivamente na conta do clube.

  23. E o que dizer de um velhote que se está a borrar pelas calças abaixo e a rir-se do vizinho que se está a mijar?
    É que neste momento nós não somos o velhote a mijar-se.

    Eu também achei piada ao golo do kelvin no último minuto. Lembrei logo do luisão há uns anos atrás (aquele sujinho, sujinho). Mas daí a enviar alguma mensagem aos amigos lampioes a gozar com eles?! foda.se, nós ficámos fora da europa 2 horas antes! Quem é que ia gozar com quem afinal?!

    E o que dizer dos que gozaram com os lampioes por terem empatado com o estoril na semana passada? Quem acaba por gozar com quem afinal?

    Vamos ser meninos da primária. sou esse puto todos os dias. mas não vamos querer ser o puto estúpido que goza com todos mas depois é o gordo, feio, sem amigos e que já tinha idade para estar no secundário.

    Gozar com quem está melhor que nós é gozar connosco e, pior, é gozar com algo que está muito acima de nós: o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.

    • Por essa ordem de ideias, um gajo que ganhe mil euros e se veja à rasca para enfrentar o dia-a-dia, não pode gozar com o chefe, que ganha dez vezes mais e ainda pergunta aos subordinados se já foram ao novo restaurante na Avenida da Liberdade.

      Fode-te, meu! Ao menos alguns gordos ainda iam à baliza, tu deves ser o que ficava a jogar ao “guelas”, sozinho, contra uma parede.

      • e achas que depois de termos sido gozados nos ultimos 17 anos pelos croquetes, sao agora os limpinhos que nos vao enxovalhar???
        enxovalhados fomos nós por aqueles que se chamavam sportinguistas, e que ainda andam a rondar a ver se conseguem voltar á mesma história, mas a mama acabou

      • nao esperava uma resposta destas do grande Cherba. Mas já acompanho o cacifo há algum tempo, sei o que és e continuo a admirar o teu Sportinguismo.

        Responde lá a isto: nao achaste ridículo há uns meses atrás quando o braga começou a dizer que era o 3º grande só porque ia à nossa frente?

    • Ou no teu exemplo: nao é ridículo esse puto do guelas gozar com o gordo que vai à baliza?

      Para ser-se Grande têm que sentir-se Grande. Há muitos “Sportinguistas” que vibravam mais com a descida de divisão dos lampiões do que um campeonato para o Sporting. Isso é que me chateia e só tou contra quem se revê nisto.

  24. Pois… como eu vivo em Lisboa, quando o Futebol Corrupção do Porto ganha… não tenho de levar com tripeiros! (praticamente não existem por cá).

    Já sobre os lampiões… puta que os pariu! São os adeptos mais cagarolas que há, incapazes de reconhecer qualquer mérito aos adversários, incapazes de qualquer análise imparcial sobre o que quer que seja…

    Quero é que os lamps sa fodam. E ainda vou curtir mais quando a meio da semana, uma equipa sul americana com sede em Carnide… levar na pá do Chelsea.

    De resto… SPORTING SEMPRE!

  25. Nós estamos a recuperar de uma doença grave. Quer isso dizer que não nos podemos rir dos outros? Mas então não dizem que rir é o melhor remédio?

    E mais. Digam lá se – ainda mais depois da ejaculação precoce na Madeira – não é de partir o coco a rir:

    • só mais uma achega: qualquer coisinha na última jornada que meta um empate ou derrota do porto (acompanhada ou não – mas preferencialmente sim por causa do Inácio – de empate ou derrota do benfas), só me vai fazer rir ainda mais, ou de um, ou de outro.

  26. Sporting Clube Portugal Vencedor ou o Clube mais ODIADO de Portugal

    Perdoem-me mas toda esta conversa enquadra, no meu entender, o grande problema do Sporting. O nosso clube é simplesmente demasiado simpático para se intrometer na lita bicéfala que traspassa presentemente o futebol português. O Sporting vive hoje uma situação de absoluta emergência porque os adeptos ainda raciocinam numa lógica de clube grande, coisa que neste momento não somos.

    Podem-me falar da magnífica história, das vitórias extraordinárias que as nossas vestes conseguiram. Mas, no fundo, nada significam perante a tentativa de assassinato que se pretende fazer atualmente ao clube.

    Comunicação Social, Árbitros e os nossos Adversários pretendem que o Sporting seja apenas uma sombra de si mesmo. Aquela conversa de que “o futebol português precisa do Sporting” é uma patranha insidiosa que pretende apenas manter-nos num estado dormente.

    É isso que queremos?

    O Sporting só voltará a ser grande quando deixarmos de ser pasto para interesses alheiros. Quando ripostarmos aos consecutivos roubos dos árbitros com algo mais do que palavras! Quem não nos respeite, que nos tema! E a questão não termina aqui: a forma ridícula como os nossos dirigentes foram validando as últimas direções da Liga e da Federação confirmam essa subserviência.

    Os media também têm de aprender. A rábula do nosso símbolo estuprado pelos filhos da puta da TSF jamais poderia ter passado em saco roto. Esses pulhas nunca mais poderiam ter uma noite descansada em Alvalade sem haver uma reparação séria daquilo que fizeram!

    E a vergonha que se fez a Wolkswinkel? Aquela fotografia merecia uma repulsa veemente e uma defesa acérrima dum jogador que foi sempre um exemplo de profissionalismo. E o que aconteceu? Precisamente o oposto. Um auto-elogio de Godinho Lopes numa extensa entrevista ao Record.

    Para voltarmos a ser grandes, temos de instigar ódio nos nossos adversários. A última coisa que Porto e Benfica pretendem é um Sporting vencedor! E esse espaço não poderá ser conquistado com luvas de renda!

    • Bom texto Endhoscopy…A questão e que temos de ser inteligentes, ie , nao e a partir montras na rua…mas tens razao…o nosso poder é inversamente proporcional á simpatia que nos têm. Mau sinal quando nos dizem que coitadinhos de nós, o Sporting é preciso …até nos aconselham qual e o treinador que devemos ter para o ano….

    • Gostei de ler o teu comentário, e sobre isso o que posso dizer (como minha opinião) é que daqui para a frente será tudo uma estratégia pensada, pois (em princípio) voltámos a ter sportinguistas competentes a dirigir o clube.

      Portanto, se uma certa atitude do clube é mostrada publicamente é porque de facto a estratégia (nesse momento) passa por isso.

      O presidente tem poucos meses de trabalho e seria impossível mudar tudo o que estava mal em tão pouco tempo. Não te esqueças que deixaram o clube completamente armadilhado…

      Nós somos a força, e temos de passar esta força ao Presidente com as idas aos jogos das diversas modalidades, às assembleias do clube, pagando quotas, bilhetes e merchandising.

      • Concordo perfeitamente com o que dizes. Aliás, se acabo por entender o interesse, óbvio, dos nossos adversários nos quererem ver na merda; não compreendo como é que existem adeptos nossos mais interessados em detonar o nosso clube (infelizmente armadilhado, como muito bem dizes) do que em colaborar com o seu ressurgimento.

        cmps

      • Porque eles são adeptos de conveniência, ou julgas que um banqueiro é um genuíno adepto de um clube de futebol?

        Banqueiro que é banqueiro fará sempre negócio numa situação em que antecipadamente saiba que vai ganhar dinheiro.

        Estes agentes poderosos que deslizam pelos meandros obscuros das nossas sociedades estão é verdadeiramente preocupados em perpetuarem (e aumentarem) o seu poder e o seu dinheiro.

        Um dia uma empresa, depois um banco, no futuro os partidos e o Governo.

  27. Sendo Sportinguista e Nortenho, a “minha” maior rivalidade (exacerbada por cinco anos em que fui obrigado a frequentar aquela cidade iníqua e ignóbil) sempre foi com os andrades.
    Para mim, caso o SCP não ganhasse o campeonato, sempre achei preferível que os milhafres o fizessem, uma vez que os andrades representavam o pior do desporto (corrupção, prostitutas, violência, etc., etc.).
    NO ENTANTO,
    Este ano foi/é diferente.
    O gozo que os milhafres nos votam pela péssima situação do nosso Clube e, principalmente, a odiosa postura dos mesmos após o Milhafres/SCP convenceu-me a desejar o pior possível para os mesmos até ao final do campeonato.
    Sim, pela primeira vez na minha vida (felizmente, só por 90 minutos!!!) fui portista.
    E serei do Chelsea.
    Não suporto a arrogância e a soberba.
    Esta época, os Milhafres que se danem. Maldita raça!

    SL

  28. Eu ri-me e muito! Não me contive. E isto não é anti-nada! Isto é apenas rivalidade. Vê-los a serem cabeçudos é lindo de se ver. Não vou ser hipocrita.
    Como também não vou ser hipocrita quando digo que deviam perder (e por muitos se possivel) com o Chelsea. Qual patriotismo qual quê?! O Chelsea deve jogar com o mesmo número de portugueses que eles!

    • Esse artigo está muito bom.

      Já entendi porque é que este tal Superleão, que aparece aqui de vez em quando, fala sobre as seleções… é que ele é o Carlos Queiroz em pessoa.

      Realmente, a ida às seleções desvaloriza qualquer jogador, especialmente se se chamar João Moutinho e essa desvalorização for a consequência que se quer para o ingresso (meses depois) num clube rival.

      • “Os beneficiados da história, novamente, foram o clube prevaricador (assédio a um jogador sob contrato) e o trabalhador que pago a peso de ouro se recusou a exercer a profissão”

        Moutinho cabrão, havias de levar no cu do Mandingo pro resto da vida, fdp.

  29. Odeio o carnide, fui educado assim felizmente. Se assim não fosse é que era de estranhar, pois somos rivais desde sempre, da mesma cidade. De igual, forma odeio o porto e não consigo “gostar” mais de um que outro. Perderem sempre nem que seja a feijões!
    Mas deu-me um gozo do caralho aquele golo ao cair do pano, ainda por cima num café cheio de lampiões porque esta merda aqui na zona… É só merda!
    Também achava uma piada do caralho o Paços foder a festa aos besuntas, gostava de ver…
    Quanto à final, o Chelsea tem um leão certo?

  30. Texto que escrevi no meu Facebook:

    Antes de entrar no Facebook já esperava a conversa que se está a passar por aqui: benfiquistas tentarem esquecer as suas mágoas ao atacarem os Sportinguistas.

    Os argumentos eram tão óbvios. Vamos vê-los dizer que:
    – Nós nem à Europa vamos;
    – Para nos preocuparmos com o nosso lugar a meio da tabela;
    – Que o nosso clube é o anti-benfica;
    – Que festejámos como se fosse o Sporting a ganhar o campeonato.

    Eu digo: não, não vamos à Europa. Tivemos a nossa pior classificação de sempre. O meu clube é o SPORTING. Mas SIM, sinto-me um campeão e festejei a vossa derrota.

    Ainda que o campeonato ainda não tenha acabado, e admitindo a hipótese de nova reviravolta, que pode acontecer, sinto-me um campeão na arte que é aturar lampiões o ano inteiro. Esses seres mesquinhos que, mesmo sem terem ganho nada, passaram o ano a gozar com os outros. Muitas foram as bocas que eu ouvi, as ligações partilhadas no meu mural vindas de páginas anti-Sporting, SMS’s a gozar, etc.

    Tive de ver amigos, conhecidos, comunicação social, jogadores, equipa técnica, dirigentes… tudo a cantar de galo. O ANO TODO! A estragarem Património Nacional. A dizerem que neste mês iam 4 vezes ao Marquês de Pombal, festejar.

    Portanto, sim, hoje, ao ver-vos chorar baba e ranho e virar as atenções para o Sporting (agora já interessa), sinto um gozo tremendo. A essa gente que me chagou o juízo o ano inteiro, espero que colham o que semearam. E que no final o chupem e continuem a chupar!

    P.S: esta mensagem é destinada só a lampiões e não aos poucos benfiquistas que conheço. A esses, acabo por estar solidário porque também já senti como é fodido perder assim.

  31. E outra… Quando perdemos a (puta da) final europeia e o jogo tava 1-1 estava fora da sala já nem lembro bem porquê. Ouvi uma gritaria enorme de todo o prédio e da rua. Corri para ver e… era golo dos russos…
    Que se fodam e continuem a inchar na quarta-feira, não merecem eles outra coisa.

  32. O sr.limpinho vai ao dragão todo cagado e não se pode gozar é???
    O tal catedrático,o mestre da táctica e tal..fdx!!
    Depois da capelada na luz,o autogolo do maxi e o jesus a cair de joelhos á la casillas só merece um comentário:KARMA IS A BITCH!!!HAHAHAHA

    Em relação ao Sporting não ir á europa,certamente será mau em termos monetários mas,é bem pior pelo menos para mim,o prestigio que se perde ao falhar pela primeira vez uma presença europeia.E com isso pouco me importa em que lugar o SCP fica no fim do campeonato.
    Mas não adianta estar a pensar nisso.
    O que ai vem é muito melhor!podemos fazer uma época tranquila,sem a exigencia da liga europa e tentar fazer uma boa primeira metade da época que é onde falhamos sempre.E terminar o campeonato com bilhete para a champions,com uma equipa feita da cantera a saber jogar bem e pronta para a montra europeia.Talvez seja esse o nosso karma de momento,se assim for,por mim tasse bem.

  33. E outra coisa: anda por aí a ser partilhado um vídeo filmado por um tripeiro dos adeptos do Sporting a festejarem a derrota dos lampiões em pleno Alvaláxia.

    Eu percebo que pareça ridículo e tenho pena que tenha sido filmado. Eu desde Janeiro até preferia que fosse o benfica a ganhar o campeonato, por causa do Izmailov e Liedson.

    Mas tenho sido enxovalhado o ano todo. São SMS’s a gozar, são partilhas de fotos anti-Sporting no meu mural, são as capas dos jornais, são os orgasmos dos jornalistas na SIC. Acreditas que depois da Capelada na Luz, NENHUM amigo meu me conseguiu dizer que foi beneficiado? NENHUM!! Para eles foi limpinho, limpinho!

    No sábado torci pela sua derrota. Não queria saber contra quem era. Fui à bola ver o meu grande amor. Vi a sua sua vitória e fiquei em Alvalade para ver esse jogo entre Sportinguistas que sentiam o mesmo que eu.

    Vê-los perder nos últimos minutos soube-me a mel. É óbvio que a reação está exagerada, mas porque os outros festejaram sozinhos e nós éramos muitos. Agora, estou-me a cagar. Que esses anormais percam tudo, é a minha vingança pelo ano que passei.

    • Muito bem Diogo!

      Deixemo-nos de hipocrisias…

      E fiquei tão fodido com o “limpinho, limpinho” que até num jogo europeu (torçendo um pouco o nariz, mas consigo sempre torcer pelas equipas portuguesas) espero que levem uma malha das antigas do Chelcovski!!!

  34. …se eu queria que o carnide fosse campeão? Nem por sombras… é ideia que me causa as mais profundas náuseas…
    … mas se calhar, preferia isso a ver Moutinho e Izmailov com as faixas….

  35. Vi bocados do jogo no ecrã gigante da Feira de Maio em Leiria, entre o jantar nas barraquinhas de comes, e as voltinhas do miúdo nos carrosséis. Não vi (mas ouvi) o golo do benfas, reparei que o porco tinha empatado, e ao vir embora olhei de relance para o ecrã e vi o VP aos saltos, e o JJ ajoelhado. Senti-me indiferente ao pouco que fui observando durante o jogo, incluíndo a marcha do marcador, mas não pude resistir à emoção que me provocou o momento final – incomodado com a festa de quem em minha opinião não merece (pelo que jogou esta época) o título, satisfeito por ver a soberba castigada.

    Estou-me nas tintas, a menos de manifestações concertadas e sistemáticas de desprezo pelo meu Clube, se o título vai para o porco ou para o benfas quando não vier para o Sporting, mas o que se tem passado este ano é algo a que nunca fui sujeito em quase 40 anos em que vivi no Porto (vivo em Leiria há 5).

    Amo o Sporting, e só me interessa o Sporting, mas achar que devemos ficar insensíveis à derrota de um rival é negar (ou se calhar não perceber) o próprio conceito de rivalidade – os Clubes (todos) existem para competir, e o fervor clubístico alimenta-se da competição e rivalidade entre eles, é directamente proporcional a essa rivalidade.

    Como diz o post, isto é futebol, caralho.

    Confundir a rivalidade entre clubes com o ódio aos adversários parece-me estúpido em todos os sentidos – estúpido naqueles que vêem qualquer manifestação de rivalidade como sinal de ódio e defendem a insensibilidade à sorte do adversário (não percebo em que torre de marfim* é que vivem…), e estúpido naqueles que colocam o ódio aos adversários antes do amor ao seu (?) clube (chateia-me mesmo quando num jogo entre o Sporting e outro clube que não o benfas ouço as claques mais preocupadas em invocar o nome da(s) besta(s) nos seus cânticos que em apoiar o Sporting).

    * http://pt.wikipedia.org/wiki/Torre_de_marfim

    SL

  36. Confesso que passei pela blogosfera desportiva, e vi os blogs dos meus companheiros Benfiquistas, uns mais expansivos que outros, outros mais radicais que outros, mas no fim, todos com um denominador comum: a desilusão.
    Também fiquei desiludido, confesso, posso até acrescentar que foi uma dor de alma, porque tal como vocês, também sinto o meu clube.

    Vim aqui hoje de manhã, e pensei, estes tipos do cacifo são de facto de uma cepa que há muito não via, nem uma palavra sobre o jogo, e somente focados nos seus, e obviamente a elevação da sua equipa de futsal que é de longe a melhor do campeonato, e até tive tentado a deixar um comentário a elogiar a vossa elevação, mas depois há este post, e pensei… afinal acabamos sempre por ceder à tentação de gozar com os azares dos outros, somos pequenos e merecemos sê-lo.

    Lembro-me que no ano do SLB em 6º lugar, fui gozado, enchuvalhado… e o orgulho ferido no seu esplendor, mas nunca olhei para as desgraças dos outros para me sentir melhor com a vergonha que sentia dos jogadores que vestiam a camisola que, tal como vocês com a vossa, aprendi a amar.

    Nunca gozei com derrotas do SCP, fui dos primeiros a admitir, até aqui, que a nossa vitória na Luz ficou marcada pela má arbitragem, e custa-me que vocês, que eu até considerei superiores a muitos blogs benfiquistas pejados de erros ortográficos, gramaticais, cheios de clisteres verborreicos e ressabiamento que doi, terem cedido à fácil tentação de gozar com o azar dos vossos rivais: o Benfica.

    Perdi no Sábado com orgulho, não caí de joelhos, jogámos o que podíamos e o Porto foi melhor, parabéns ao FCP e aos seus adeptos, e lamento que para o ano, o Sporting não esteja na lista das equipas que representam o nosso país na Europa.

    Abraço Benfiquista

      • A minha cultura de blogs sportinguistas não dá para tanto, sendo que considero este uma referência, e daí as minhas palavras.

      • Não acho que sejamos assim tão poucos, julgo é que há muitos que são de facto uma vergonha para qualquer clube, e são imbecis que se multiplicam em dezenas de nicks para soltarem as suas frustrações… que muitas vezes nem desportivas o são.
        Acho que para tudo é necessário elevação, ponderação e inteligência, algo que reconheço no cacifo, mas compreendo que muitas vezes o fel de outros possa contaminar o bom que se escreve e se analisa aqui.

        Eu talvez seja apenas um idiota daqueles que devia era ficar calado e continuar a ler como tantos outros companheiros Benfiquistas que não se revêm em comentários infelizes e histéricos.

  37. Permite-me a seguinte constatação:

    Após sabermos que estávamos fora da Europa ver sportinguistas aos pulos com a derrota de um clube de caca, é de uma pequenez atroz…

    O meu filho perguntou: – “Pai mas aqueles senhores vestidos de verde não deviam estar tristes como nós?”

    SL

    • Os meus amigos Sportinguistas, por quem tenho grande respeito e estima diriam o mesmo, não retirando o mérito ao FCP, foram melhores ponto.
      Agora ver Sportinguistas a celebrar vitórias de outros, é descer a um nível que eu nunca veria amigos meus fazer.

    • Aqui fala-se de rir da derrota das gaivotas, se viste seres de verde e branco aos pulos com a derrota do clube das gaivotas só tinhas os internar, deviam estar num hospício.

      Embora se imbecilidade fosse motivo pra internamento devias começar com o gajo do “3,2,1…” e o resto dos pseudo-jornalistas.

      Quanto a ficar triste, fiquei quando perdemos a chance de chegar á LE, ou seja, quando fomos roubados na luz e no arranque da época, seria estúpido condicionar o meu estado de espírito para o resto da vida.

      SL

  38. Eu estou-me cagar para os dois de facto. Os do pagagaios do bairro cá de baixo estäo caladinhos o que é bom. Mas só de pensar nos ex SCP que foram para os porcos só para ganhar custe o que custar… bem aqui tb näo há diferencas entre estas duas merdas de clube.
    Eu só quero Sporting! Fodam-se todos! Para o ao estamos aí a comer a relva (näo é preciso mudar muito, digo eu – apostava num preparador físico e num psicólogo!)
    E sim gozo com eles à farta

  39. Indo direito ao assunto, não tenho o mínimo de pachorra para anti-benfiquistas.

    Gentinha que se diz do Sporting apenas para terem oportunidade de serem contra os lampiões. Vi e ouvi gente dessa que mais parecia que estavam à espera dum deslize para explodir de alegria e se desfazer em veneno para cima dos gajos. como se aquele golo fosse, também para estes pseudo-sportinguistas, o momento decisivo da temporada.

    Claro que não tenho problema nenhum com quem achou piada e com quem gozou. Até concordo que, tendo em conta a história desta época, o resultado teve alguns contornos de ironia.

    Mas quanto aos que chegaram ao ponto de quase *vibrar* com o resultado e com o golo ao cair do pano, epá permitam-me: essa gentinha mete-me nojo! Principalmente porque muita dessa gentinha está-se a cagar se o Presidente é o Bruno, se é o Couceiro, se é o Godinho, se temos mais de 400M€ de passivo, se vamos ficar fora da Europa, se vamos ter que vender meia equipa. O que eles querem é chegar na 2ª e ter uma boca para mandar aos lampiões. Puta que os pariu!

    Não me consigo enquadrar nesta taxonomia de pseudo-sportinguistas, cinzentistas, anti-benfiquistas. O golo em si foi-me indiferente. Ter sido o fcputas a marcar foi-me indiferente. Ter sido o carnide a sofrer foi-me totalmente indiferente.

    Terei talvez dedicado um ligeiro sorriso, coisa para microsegundos, à assistência do Liedson; pelo que fez pelo Sporting, merece um fim de carreira com um pouco mais de dignidade do que ser “aquele gajo que foi mamar uns milhares para aquecer o banco”.

    Já como adepto e “apreciador” do desporto e do futebol em particular, confesso que também vibrei, não com o golo nem com a humilhação dos lampiões; vibrei com a reacção do treinador do putas, gajo execrável e que detesto, mas cujas lágrimas de emoção e “raiva” já não me deixaram indiferente. Vibrei com o momento forte capaz de deixar uns de joelhos e outros nas nuvens.

    Por breves instantes, “futebol” deixou de ser sinónimo de negociatas, de guerrilhas, de mediocridade e foi novamente aquela coisa que nos vicia, que nos deixa suspensos durante hora e meia e em que é possível, a dois minutos de sermos o maior fracasso, num ápice transformarmo-nos no maior sucesso.

    Como espectador de futebol, foi a modos que lindo. Como Sportinguista, indiferente…

    • O BENFIQUISMO… UMA DOENÇA MENTAL

      Os benfiquistas são pessoas como nós, mas padecem do benfiquismo. E o benfiquismo é uma doença do foro mental. E essa é a triste verdade da sua condição!

      Os benfiquistas, muitas vezes, são as nossas namoradas, ou nossos irmãos, vizinhos, colegas ou amigos. Não são más pessoas… mas são do Benfica. Levam vidas aparentemente normais até que se tropeça no futebol. Aí deixam de ser quem são e transfiguram-se numa manada ensandecida, acéfala e fanática.

      E numa espiral apoplética, algures entre a histeria e a epilepsia, acabam manifestando vários sintomas dos piores defeitos que um ser humano pode exibir: arrogância, demagogia, mentira, dogmatismo, jactância, soberba, venalidade, cobardia, puerilidade… enfim! Deixam de ser os seres humanos que prezamos, admiramos, por vezes amamos, para se tornarem nuns Ogres doentios e desprezáveis para quem 2 balázios nos cornos seriam (se fossêmos pessoas para isso) um gesto de caridade.

      Sim! Porque o benfiquista é um alienado mental, uma espécie de drogado incapaz de compreender o mundo em que se movimenta e para quem, as “grandes proezas” do Benfica, funcionam como as doses regulares duma toxina que o mantém distraído, dopado e débil para os desafios que deveria enfrentar na sua vida e em prol da sua comunidade.

      Não tenho dúvidas de que serão o clube português com mais adeptos – mas precisamente: veja-se como estão os portugueses! Na mais pura merda, incapazes de dar uma volta às suas vidas e ao seu país… Não por acaso, o Benfica é o clube do regime – e até hoje… de qualquer regime! Lembremos:

      “Eusébio é património nacional”
      António de Oliveira Salazar

      “Creio que seria bom para o país que o Benfica fosse campeão”
      José “tirei o curso ao domingo” Sócrates

      “A vitória do Benfica será benéfica para o PIB”
      António Mexia

      A evidência mais expressiva do que se afirma, está neste exemplar facto: Quando o regime entra em crise, entram também em cena as “vitórias” do Benfica, porque é preciso “pão e circo” para embalar o povo.

      Quando Salazar mergulhou o país numa guerra colonial que fez para distrair os espíritos mais débeis? Patrocinou e favoreceu até à exaustão uma equipa formada, em boa medida, por jogadores das ditas colónias (alguns raptados, como foi o caso do Eusébio) e tentado representar em campo, simbolicamente, o Portugal do Minho ao Timor que teimava em trazer nos cornos. Pois é! A guerra colonial destruía vidas e recursos, mas o Benfica ganhou – nos anos 60 – a hegemonia do futebol português! Futebol, Fado e Fátima… lembram-se?

      Mas não recuemos às eras dos Calabotes! Tomemos apenas este dado: na última década e meia, o Benfica foi campeão nacional duas vezes:

      1) 2004/2005 – coincidindo com a fuga de Durão Barroso para a UE, a nomeação de Santana “nódoa” Lopes para o cargo de primeiro ministro, a destituição deste e a convocação de novas eleições.

      2) 2009/2010 – coincidindo com a grave crise económica e social que o país atravessava, com taxas de desemprego recordes e o empobrecimento geral da população…

      Para se ter ideia da crise que por aí grassa, refira-se como muito “comentador” tem anunciado uma mudança de ciclo no futebol português, augurando uma era de vitórias para o Benfica. Pão e Circo? Pobre povo português …Pão e Circo!

      É por isso que, se o benfiquista é muito mais merecedor de pena do que de ódio pelo seu estado de alienação mental; o clube Benfica, que está permanentemente a ser beneficiado em campo, nos túneis, em cedências de terrenos, na moratória das dívidas, etc., etc.,, etc.; já essa instituição apenas pode ser encarada como aquilo que é: um cancro nojento no seio da sociedade portuguesa, um instrumento de alienação, opressão e exploração do nosso povo.

      E é por isso, é mesmo por isso, que eu odeio e desprezo o Benfica…
      Mas graças a Deus não nasci Lampião!

      • A energia que gastas a destilar vitríolo para os lampiões… mais valia vende-la à EDP e investir no Sporting.

        Só dás aos lampiões a importância que eles querem ter. Mas que não têm.

        Descomplexa-te pá!

    • Como espectador de futebol, foi a modos que lindo. Como Sportinguista, indiferente…

      Outro bom exemplo, desta vez sem hipótese de facciosismos:

  40. Sei qual é o texto visado, e sinceramente também não gostei muito! Espero sempre que os verdadeiros Sportinguistas gozem com o Benfica, principalmente quando o Benfica se põe a jeito ( aqueles festejos no Marítimo º-º )! O contrário também é sempre verdade.
    Não concordo é com a ideia de colocar SLB e fcproênça no mesmo saco! Estou cansado de escrever isto, quer o SCP queira quer não, a única maneira de voltar aos lugares cimeiros é através da força conjunta dos clubes da segunda circular! Eternos rivais, mas com um inimigo em comum!
    Bruno de Carvalho trouxe a alma Sportinguista de volta, trouxe de volta um Sporting que aprendemos a respeitar, mas pode não chegar.
    Para o clube de bairro que é o fcprôença, bastam dois anos sem ganhar ou sem ir à Europa para aquilo desmoronar e a maneira de tal acontecer é através da força de SCP e SLB juntos! Porque acham que o bufento nunca quis enfrentar o SCP? Porque sabia que não conseguia ter duas frentes de batalha, DIVIDIR PARA REINAR! E enquanto o SCP reforça o clube a fruta, com fruta podre, mas um dos melhores jogadores do SCP dos últimos tempos o SCP definha, não só mas também, graças a essa aliança!
    Em vez de os presidentes do SCP e do SLB apoiarem “inequivocamente” o ” ex-págaásputas” do fcprôença, deviam mostrar a força que têm, derrubando e desmascarando toda a escumalha azul e branca, veja-se se o último exemplo do delegado da liga a desejar PUBLICAMENTE que o Benfica não ganhe a LE!

    Modo provocação ON:
    Embora esteja com uma azia do cara***, é bem melhor esta azia de perder à vista da meta, do que a azia de nem sequer sonhar com essa possibilidade!

      • “O SPORTING TEM DE FAZER O SEU CAMINHO!!!”

        E que tal tem resultado? Está tudo a correr belenzinho, quer dizer benzinho?

      • “O SPORTING TEM DE FAZER O SEU CAMINHO!!!

        E que tal tem resultado? Está tudo a correr belenzinho, quer dizer benzinho?”

        Foi mais forte que tu, nao e? Agora querem alianças ?? Ha 2 semanas atrás era tudo porreiro e tinham ganho limpinho limpinho…

      • Lampião, mete-te na tua vida. Dava-te jeito que o Sporting prestasse vassalagem ao orelhas, a ver se nos sacavam um Moutinho ou um Ismailov, para depois nos espetarem com um Capela.

        Desampara a loja, vai mas é rezar à Virgem para entortar os pés ao Lampard. Isso ou comprar umas joelheiras para o vosso treinador.

  41. PORTISMO: UM COMPLEXO DE INFERIORIDADE

    Há mil anos atrás, quando o Califado de Córdova era o mais brilhante foco de cultura da Europa Ocidental, já Lisboa era a mais importante cidade do Garb Andalus, centro de comércio e cabotagem nas navegações marítimas, enquanto a aldeia do Porto Cale pouco mais era do que um molhe, meia-dúzia de palhotas e uma igrejinha.

    O atraso do Porto não é de agora: é de sempre! Mas se o Futebol Café com Leite do Porto foi capaz, nos últimos 30 anos, de guindar-se à posição cimeira do futebol português, com inegáveis títulos quer a nível interno, quer no plano internacional, insofismável é que a mentalidade da sua massa associativa e adepta continua tão tacanha como há 30 ou 100 anos atrás.

    Talvez a “culpa” seja minha por viver na Mouraria, mas honestamente – até hoje – conheci apenas dois ou três portistas. Por mais êxitos que tivesse obtido – e nós sabemos bem como… – o Futebol Café co Leite do Porto continua a ser o que sempre foi: simples emanação, no plano desportivo, dum complexo de inferioridade de alguma gente do Norte!

    Aliás, a mobilização dessa massa de tripeiros, foi conseguida não através da projecção duma mística ou ideal desportivos de vanguarda, únicos e inconfundíveis, mas no simples apelo aos mais boçais sentimentos de rivalidade bairrista, fractura da coesão identitária do nosso povo e, enfim, de simples e gratuito manancial de ódio entre o Norte e o Sul do país…

    Quando os tripeiros afirmam à boca-cheia “O Puerto é uma naçon”, confessam, não a sua importância, mas o seu bairrismo mais redundante. Porque na verdade, o Porto é uma cidade, o Norte é uma região do país e todos juntos (trasmontanos, minhotos, beirões, lisboetas, ribatejanos, alentejanos, algarvios, ilhéus…) é que somos Portugal – para o bem e para o mal.

    Não por acaso, o único clube desportivo (de entre os chamados grandes e médios) que tem a palavra “Portugal” no seu nome, simbolizando a aspiração de ser verdadeiramente nacional e representativo do país é o… Sporting Clube de Portugal! Daí também duas das suas marcas genéticas de matriz: o ecletismo e a profusão de filiais e núcleos sportinguistas pelo país e pelo mundo!

    • Uhmmm…desculpa lá, mas só entendo este texto à luz da necessidade de responder ao pedido de uma análise semelhante à do benfas…

      E parece-me que o teu problema é que partes de uma série de equívocos comuns à maioria dos lisboetas, e que radica na ignorância – confundes o Porto (cidade) com o clube da fruta, o que irónicamente é uma vitória do Pinto da Costa, que sempre lutou por confundir o clube dele com a cidade. A questão dos “mouros” é muito anterior ao PC – para os Portuenses (detesto que de cada vez que digo a um lisboeta que sou do Porto, invariavelmente se refira a mim como portista…), sejam portistas, benfiquistas ou Sportinguistas, os de Gaia já eram marroquinos muito antes do PC ter sequer nascido, e é da rivalidade com Gaia que nasce a expressão “os mouros”.
      O que ele fez foi encontrar um inimigo comum – os “mouros” – para unir os adeptos do clube exarcebando a rivalidade Norte / Sul, que não é um exclusivo de Portugal, como deves saber – existe em practicamente todos os países com algum desenvolvimento territorial em latitude.

      Quanto à tacanhez da massa adepta, concordo em parte: por mais fruta, café com leite ou chocolates que uses como argumento, isso pura e simplesmente não lhes interessa – acham que foram roubados até há 30 anos atrás e portanto o que querem é ganhar, seja lá como fôr. Por outro lado, as pessoas no Porto (a cidade) são suficientemente inteligentes para perceber a diferença entre o futebol e a vida real, o suficiente para reelegerem um presidente de Câmara que afrontou o PC desde o momento em que foi eleito a primeira vez, mesmo com o PC a fazer campanha pelo fcporco e contra o RR. Pergunto-me se em Lisboa, se o orelhas tivesse o mesmo tipo de antagonismo com algum candidato, este teria alguma hipótese…

      PS: Já agora – eu sei que os lisboetas odeiam que lhes chamem mouros, mas não caiam na asneira de responder chamando tripeiro a um portuense, porque isso é (também históricamente) motivo de orgulho para eles…

      SL

  42. Não vi o jogo, mas se gostei de saber que os lampiões perderam no último minuto depois de toda a fanfarronice do costume? A rivalidade que temos com eles é bem maior do que com os coruptos por isso claro que gostei… melhor, adorei! O problema é que as coisas ainda não estão decididas, pois os corruptos ainda têm que ir ganhar ao Paços.

    E mais, não devemos esqueceer que ainda estão na final da Europa League e o chelsea não é tanto papão como muitos julgam e não me admiro nada que com a sorte que têm tido na competição levem 3 ao poste e ainda ganhem o jogo. Mas vou, como sempre, ficar a torcer para que percam todos os jogos… nem que seja ao berlinde.Não ficarei chateado se ganharem, mas certamente esboçarei um sorriso de perderem.

  43. 1) É como o cherba diz. Esta merda é futebol, não é o fim do mundo. Nem para o carnide, que perdeu a liderança…nem para nós, que falhámos a Europa. Obviamente que estou desolado, mas há que tentar ver o positivo das coisas. No passado íamos à Champions mas sustentávamos chupistas. Hoje, falhámos a Europa mas corremos com os bandidos. E a história diz-me que a falta de títulos aguenta-se. Já o compadrio, a malandragem e a vigarice…nem tanto.

    2) Quanto aos lampiões, naturalmente que os odeio por razões históricas e de rivalidade. Não quer isso dizer que esse sentimento se sobreponha ao meu amor pelo Sporting ou ao ódio ao Porto. Um gajo pode ter sentimentos mistos. Isso é o fixe de sermos humanos. Hoje podemos odiar lampiões e amanhã podemos odiar tripeiros.

    3) Não obstante, gosto sempre de ver um bom melão. Seja ele vermelho ou azul, um bom melão tem o condão de nos fazer rir. E eu gosto muito de rir. Sempre dá para esquecer momentâneamente as minhas amarguras.

    4) Também gosto de ver um arrogante a ser castigado pela bazófia. Neste mundo tão injusto onde vemos gajos humildes a serem explorados por arrogantes, é sempre refrescante ter uma prova divina de que a arrogância não compensa.

    • Excelente pensamento,revejo-me nele!!!!
      Só não os odiamos mais do que amamos o nosso Sporting,ponto.O resto é saudável!!!
      Prefiro um Sporting sem Europa mas dos sócios e adeptos a um Sporting com Europa dos malandros e chupistas,neste sentido também concordamos!!!

      Um Sporting limpo fará mal a muita gente!!!!!!

  44. Lampiurso…

    Um dos problemas do Sporting, nos últimos 30 anos, foi, precisamente a subserviência de alguns dos seus dirigentes de merda aos corruptos do Porto. Não estás, com certeza, à espera que queiramos agora “alianças” com o Benfas – o Benfas do calabote, o Benfas do perdão fiscal, o Benfas cujo orelhas é aquele mafioso apanhado nas escutas a escolher árbitros… enfim! o Benfas.

    Saudações Leoninas, mas do Benfas… quero distância!

  45. Leão de Trafalgar… tanto comeu o Benfas, como a seguir publiquei sobre a o Futebol Corrupto do Porto. É tudo a mesma merda. Mas não podes ignorar que a 300 quilómetros de distância da Mouraria, LX… o cheiro da merda incomode um pouco menos….

    • Fodasse pareces o cabrão do ROC com essa merda dos 300kms…

      Deixa-te disso. Olhemos só para o que interessa, o Sporting, o nosso Clube, o único que é de Portugal!

      • Mas é, isso mesmo, o que eu estou a dizer!!!

        Agora… uma análise psicológica aos distúrbios mentais dos adversários… nunca fez mal a ninguém!

  46. Comecei a rir-me sábado e hoje ainda me estou a rir! Gozei/gozo tanto que mesmo na actual conjectura cheguei ao trabalho e eu que não me meto com o meu patrão (lampiurso) em nada (o gajo ferve em pouca água e true story já o vi despedir um gajo só porque lhe olhou de lado) perguntei-lhe como tinha corrido o fim de semana. Fechou a porta o gabinete nem me respondeu. Hora de almoço entra no gabinete e diz-me “Oiça não gostei nada da sua pergunta (com um sorriso).” Ao que eu respondo “Desculpe. Quer um pouco da minha sobremesa? Trouxe melão, mas se calhar está enjoado não?”

    Acho que nunca o tinha visto assim.

    Pelo sim pelo não marquei reunião num cliente e vim mais cedo para casa…

    SL

  47. Há também outra questão, que é a recorrente referência dos benfiquistas ao “contra tudo e contra todos”. Esta questão, para ser sincero, enoja-me! Vamos a exemplos. são eles que são enxovalhados, dia sim, dia sim, por essa comunicação social? Não são eles que fazem capas ridículas de jornais, em especial de dois que levam os títulos das respectivas publicações a vermelho? Não foram eles que ganharam dois dos últimos títulos que têm, da forma mais abjecta possível, precisamente contra o Sporting? São eles que vêem árbitros boicotar jogos do próprio clube, alegando falsa retórica para justificar roubos claríssimos (vide primeiros jornadas do campeonato do último ano)? São eles que têm jogadores expulsos aos 4 minutos numa meia-final de uma taça de portugal, por alegada entrada assassina, em tudo idêntica às entradas dos Luisões, Xavis e Matics da vida? São eles que vêem dirigentes castigados, mesmo depois de agredirem jogadores de equipas contrárias? É que, cum caralho, se isto é lutar contra tudo e contra todos, então o Sporting é o quê?, apenas um saco de apanhar pancada? Não me fodam!
    No sábado torci para que se partissem todos naquela campo! Torci para que perdessem os dois clubes, ambos roubados por uma equipa de arbitragem merdosa. Torci para que ambos tivessem penaltys por assinalar, aos três e aos quatro, ora contra, ora a favor. Torci para que, a bem da verdade desportiva, essa coisa que os benfiquistas gostam de argumentar nos dois únicos dias que tendem a ser prejudicados (os dias de jogo porto-benfica e benfica-porto), lhes caísse em cima em forma de nuvem negra repleta de bolas de fogo. Torci para que dois seres abjectos, bimbo da costa e gajo dos pneus, se papassem à frente de todos, para vergonha de um estádio inteiro. Torci para que ambos acabassem! Torço para que ambos se fodam. Mas, se querem saber, nem sempre assim foi. Já aqui disse que sentia uma rivalidade benigna pelo benfica, e um ódio compulsivo ao porCo. Pois bem, depois do último derby, e tendo em conta a pouca-vergonha com que fomos tratados, ora com um “limpinho, limpinho”, passando por um “foda-se, estão a trinta e tal pontos e ainda se queixam”, recuando a um “caguem nos penaltys inexistentes e aprendam com o golo do Lima”, e terminando num “são a comédia de Portugal” ou um “foda-se, e o penalty do Jardel, há três séculos atrás?”, quero é que o clube do outro lado da estrada se foda e caia tão redondamente no chão quanto aquele clube de bairro, provinciano, onde o modus operandi é crime, crime, crime! No sábado ri-me. No sábado rir-me-ia de qualquer das formas: se o liedson e izmailov ficassem a chupar no dedo; se o bimbo da costa caísse da cadeira, com o definitivo AVC (não, não creio que a moralidade se possa aplicar a alguém deste tipo); se o Marquês de Pombal ficasse às moscas toda a noite; se o Jesus caísse desamparado, na relva, como caiu, etc, etc. No sábado não podia ser plenamente feliz, porque ainda não é possível que dois clubes percam um mesmo jogo. No sábado fiquei apenas feliz, mas pouco, porque, no fundo, essas duas associações desportivas pavorosas, dizem-me muito pouco! O meu corpo é Sporting e isso chega-me. O resto são apenas cócegas!

    • Excelente texto. Exactamente o que eu penso.

      Até não me importava muito que o merdafica fosse campeão para o russo porco e o repositor de supermercados não serem campeões (aliás não o vão ser estiveram o tempo todo no banco). Em campeonatos como deve ser (ex: inglês) têm de fazer pelo menos dez jogos na liga para receberem as medalhas. Mas depois da bazofia do limpinho limpinho e da obra de arte do gaita de beiças e o caralho e calem-se estão a 30 e tal pontos, logo podem ser roubados, só posso dizer bem feita e Karma is a bitch.

      Ah ah ah

    • Epá, muito bom texto, do fundo da alma! Muito boa especialmente a parte do “contra tudo e contra todos”. Parabéns!

      SL

      PS: Não resisti a transcrever o texto no meu mural do facebook, isto devia ser lido por todos.

  48. É mesmo assim cherba, quero mais é que os lampioes se fodam ! Quando eles ganharam na Madeira, ouvi um lampiao de merda, aqui no meu trabalho, dizer que ate queria perder ou empatar com o Estoril, só para o Sporting nao ir a Liga Europa, pq eles ganhavam na boa no dragao. Só queria era ver a tromba dele, quando o do penteado de caturra lhes meteu aquela batata. Filhos da merda todos eles que se vao mas e fuder, que eu também sou do Chelsea desde pequenino !

  49. Comentários muito interessantes acerca deste post.

    Para simplificar, foram os próprios jogadores do Benfas (praticamente a equipa toda) a festejar aos pulinhos no fim do jogo dos Barreiros, enquanto festejavam “mandavam caralhadas” aos estorilistas, aos tripas e aos cónegos, e como se não bastasse, a quase toda a nação desportista……sim, a muitos vermelhos também.

    Concernando este facto concreto, e suas repercussões, torna-se redutor e estranho que hajam Lamps a questionarem a mente dos outros.

    Seja Sportinguista, flaviense, seixalense ou outro, todos constataram a falta de espinha de quem representa o Benfas em campo.
    “Amanhã”, talvez não repitam a “pose”, todos aprendemos com todos…

    Como já foi anteriormente dito…”Karma is a BITCH”…

    Ainda consegue ser mais previsível que o Mr. Murphy…

  50. Inchem lampiões!!! Só tenho pena é que o golo da vitória não tivesse sido obtido pelo James naquele lance em que estava mais de 1m fora-de-jogo…
    Nunca mais me esqueço que ao vir de Lx da final com o CSKA, na TSF, houve um fórum onde um fdp lampião, abriu uma garrafa de champanhe para comemorar a derrota. Por isso na 4ª feira e de uma forma declarada, quero mais uma vez que percam e de preferência com um golo duvidoso…
    Mas também queria que o Izmailov, Moutinho, Varela, Liedson etc se fodessem…
    E depois pensei, cabrão do Godinho Lopes, fodeu-nos esta época e a próxima…

    P.S. A cara do narrador da papoila TV é impagável: Ao nível da camisa que traz vestida…

  51. Um clube de fracotes e de chorões! Nunca souberam aproveitar os grandes jogadores que saíram da academia e falam de arbitragem! Se vocês se preocupassem com a bosta de dirigentes que tiveram estes anos todos é que era de louvar! Discurso de perdedores, tanto falam na lampionada e são mais chorões que eles! Tristes.

  52. Resposta ao autor do abjecto texto sob o título “Gozar com o Benfica é enxovalhar o Sporting” (in fórum scp)
    Muitos sportinguistas não sabem mas são adeptos de um clube superior, a razão essencial por trás de discussões que não acontecem, nem acontecerão jamais, com adeptos do Benfica ou do FC Porto.
    Os adeptos do Benfica não têm tradição de discussão de seja o que for, e os adeptos do FC Porto lêem pela cartilha do ayatollah José Maria Pedroto desde o final dos anos 70, o que significa que nenhum jogador pode ter um carro vermelho, usar uma camisola vermelha, ou usar chuteiras vermelhas.
    No Sporting reina a confusão e os jogadores usam carros vermelhos, camisolas vermelhas, e chuteiras vermelhas (Izmailov e Tiago Ilory), ou carros azuis, camisolas azuis, e chuteiras azuis, tal como os adeptos passam o tempo a discutir se o inimigo principal é o Benfica ou o FC Porto, se devem odiar mais o Benfica, porque os adeptos são estúpios e nos chateiam a mona, ou o FC Porto, porque o Pinto da Costa é corrupto e nos andou a comer a… rabona.
    Vejo que andam confusos, portanto vou-vos ajudar: o inimigo principal do Sporting é, naturalmente e desde a sua fundação na mesma cidade (e implantação, meio século mais tarde, no outro lado da mesma avenida), o Sport Lisboa e Benfica, o que não significa que, por causa dessa mesma rivalidade, tenha de ser sujeito sexual passivo de qualquer outro clube, passividade a que gostosamente se prestou durante o Reinado da tralha do Croquette (1995-2013).
    O problema é que os sportinguistas são, em geral, mais inteligentes do que os adeptos dos outros clubes, mas não o suficiente para chegarem a uma conclusão sobre o clube que mais detestam — e até que níveis devem levar essa repugnância.
    As prioridades não devem ser confundidas: o Benfica é o rival número um e, portanto, todas as derrotas do Benfica são favoráveis ao Sporting (excepto nos casos extraordinários em que de uma vitória do Benfica dependa um Sporting campeão), depois as derrotas do FC Porto, e assim por diante, consoante o rival de ocasião.
    Gozar com o Benfica não é enxovalhar o Sporting pela simples razão que ser do Benfica é sinónimo de enxovalho e ser do Sporting é sinónimo de levar com benfiquistas a tentar enxovalhar o clube com mais dignidade de Portugal.
    Esta época o Sporting bateu no fundo precisamente porque os seus dirigentes desceram ao fundo do poço da degradação e da auto-humilhação perante o FC Porto de Pinto da Costa: as transferências de Moutinho e de Izmailov, ou até de Liedson, apenas aconteceram por vontade, colaboração, ou até iniciativa de presidentes do Sporting.
    Pinto da Costa não levou aqueles jogadores à revelia do Sporting, dos seus dirigentes e presidentes, pelo contrário, contou com a sua prestimosa colaboração, portanto não tem sido o FC Porto a humilhar o Sporting mas os próprios presidentes do Sporting têm tratado de o fazer com superior eficácia (por falar nisso, o “avançado sem joelhos” fez o passe para o golo que deu o campeonato ao FC Porto).
    A época do Sporting foi uma miséria, a pior de sempre (graças aos restos da tralha subserviente a Pinto da Costa), mas a meio da época temia-se que fosse ainda muito pior (do estilo trambolhão que já sofreram River Plate ou Juventus), e portanto um sexto lugar (embora doloroso) até nem é tão difícil de suportar, e ainda menos doloroso se torna com a perspectiva de erosão do cenário de mais uns meses de humilhação às mãos dos adeptos da encarnada agremiação: depois de um ano inteiro a ser gozado por benfiquistas com o rei na barriga (cujo clube tem menos títulos que o Sporting no século XXI!) é perfeitamente natural que os sportinguistas sintam prazer em ver a arrogância e a fanfarronice dos vencedores antecipados ser paga com língua de palmo.
    A época do Benfica ainda não pode ser classificada de “absolutamente excepcional” pela mesma razão que a época de José Peseiro em 2004/05 nunca será classificada de “absolutamente excepcional”, e a razão por trás da gozação está precisamente nessa percepção: os sportinguistas já sentiram na própria pele (gozados por benfiquistas) como uma época potencialmente “excepcional” se tornou num Inferno sem igual.
    O Benfica é o inimigo número 1 e sê-lo-á sempre por razões históricas e geográficas, mas até o deve ser por razões contabilísticas: tem mais campeonatos, mais taças de Portugal, mais Taças da Liga (competição inventada por um presidente do Sporting para aumentar o currículo do Benfica), e mais taças europeias, portanto todas as que o FC Porto conquistar representam um reequilibrar de forças neste Portugal onde a lamparina “nunca encontrou rival”, como reza o seu hino rabanete.
    Se o Sporting desaparecesse o maior beneficiário seria obviamente o Benfica, clube da mesma cidade, maior clube do país, clube eminentemente arrogante e prepotente, com características de gigante esponja absorvente de qualquer tipo de adeptos, em qualquer lugar, sem preocupação de diferenciação.
    O FC Porto é um clube com características bairristas e, no máximo da sua ambição, forte propensão regional, com uma penetração ainda muito reduzida a Sul e na cidade de Lisboa (mesmo depois de 30 anos a ganhar títulos ao acelerado ritmo com que o seu presidente troca de meretriz brasileira).
    O clube mais interessado no desaparecimento do Sporting, os adeptos que mais falam desse assunto, e que mais salivam com essa (im) possibilidade (o dia em que poderão encher a boca e dizer “somos 10 milhões”) são precisamente os do Benfica!
    É importante saber de onde vimos e para onde vamos. Esta discussão tem barbas e parece funcionar em círculo vicioso: nos anos 80 o FC Porto (de Pinto da Costa e Pedroto) ameaçou retirar o poder dos clubes de Lisboa e o Sporting aliou-se ao Benfica e desatou a festejar os campeonatos do Benfica no início dos anos 80 (isto é uma completa e dolorosa verdade; sportinguistas festejaram com bandeiras verdes-e-brancas, nas ruas e nos copos, campeonatos e taças do Benfica), até que se arrependeram e, cansados da falta de reciprocidade, responderam na mesma moeda.
    Pinto da Costa aproveitou a ingenuidade (e possivelmente a corrupção) de muitos dirigentes do Sporting, e fez do clube do leão o seu animal de estimação, essa posição de cão é principalmente responsabilidade de dirigentes sportinguistas, e a sua desejável resolução não deve desviar o foco da questão, nem fazê-la retornar ao início dos anos 80: o Benfica é e sempre será o maior rival, e gozar com o Benfica é perfeitamente natural porque é o clube do povo de Portugal.
    O povo de Portugal votou no Sócrates (benfiquista), no Passos Coelho (benfiquista) e no Luís Filipe Vieira.
    O povo de Portugal grita “Benfica” na boca da Teresa Guilherme, do José Castelo Branco, da Cristina Ferreira, do “Barbas”, do “Taxista Máximo”, do “Diabo de Gaia”, do “Bispo do Benfica”, do “Adepto Possuído”, da “Bruxa Maya”, do Zezé “Último Macho Man” Camarinha.
    Gozar com esta malta é um imperativo nacional, um imperativo de consciência, e um imperativo de sanidade mental.
    Viva o Sporting!

    • Excelente texto.

      Por muito doloroso que seja ver Liedson e Moutinho no FCP, há que reconhecer a causa principal: a frustração pelo insucesso do SCP nos últimos anos. O Porto limitou-se a aproveitar a vontade dos jogadores, não creio que isso nos torne clube-satélite ou mascote.

      Saudações leoninas

  53. É isto e não é mais nada. Também eu preferia que ninguém ganhasse, ver Izmailuobe campeão deixa-me doente e ao mesmo tempo não consigo dizer que prefiro uns aos outros. Estou triste com a época do Sporting mas encostei-me a apreciar o fim do campeonato. Para bem e para mal.

  54. Só digo isto: não fosse o Kelvin e estava a lampionagem toda a mandar a boca do SPORTING fora da EUROPA….do mal o menos….meteram gelo e alongaram…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s