Alguém pediu investidores?

Ou, se preferirem, alguém pediu que se continuem a cumprir promessas eleitorais? Se sim, podem clicar aqui ou aqui.

Anúncios

206 thoughts on “Alguém pediu investidores?

    • por mim podem vir da china ou donde quiserem, fico mais triste por ser malta ligado ao grupo cofina… mas neste momento não estamos em tempos de grandes esquisitices.
      outra coisa parece-me ao ler o comunicado que para já eles eram credores do sporting e transformam divida em acções, mais tarde é que num aumento de capital vão entrar com guito e ficar com os 26% da SAD…

      • Em todo o caso, é peso que é aliviado – claro que um accionista é um credor, mas com regras diferentes. Acho que há uma troca entre alguns direitos como credores “puros e duros” e uma perspectiva mais realista de reaver “investimentos” numa empresa sustentável…

      • DUMA VEZ POR TODAS:

        O gajo que está ligado à Cofina, essa tal Holdimo, não é Investidor! Esse gajo tem é 20 Milhões pendurados no Sporting não se sabe ainda porquê… merdas do Godinho.
        E para acabar com essa dívida, o gajo vai ficar com acções da SAD.
        Mas da parte desse gajo não entra dinheiro novo.

        O Investidor será outro, e vai entrar com 18 Milhões de €.
        É só lerem as propostas da AG do Sporting.

  1. Não me vou debruçar sobre a cor do dinheiro, porque isso é assunto para outras discussões. Pormenores financeiros à parte, acho alguma “graça” à possibilidade de termos como accionista “de referência” alguém que também dá de comer (embora não saiba com que %) a um grupo de media que tudo tem feito para nos colocar na lama.

    E agora? Qual será o comportamento da pasquinada da cofina para conosco?

  2. Sim… Engodo Lopes durante 2 anos!!!
    Pediu, divulgou… acumulou milhas no cartão da TAP…
    Pedir pediu… acho que só apareceu a Gazprom… ;)

      • Comer 4 batatas e envergonhar os nossos sportinguistas de Angola!
        Fora a equipa B, que raio de sumo se pode tirar ao espremer essa direcção?
        Até podem espremer as pevides que nem essas vão dar sumo… Ainda hoje me pergunto: Como pôde andar tanta gente cega durante dois anos! Pior… Como houve gente capaz de votar em tal albergue espanhol! Dois anos a abrir o buraco em que meteram o SCP!

        Espero que no Domingo não seja mais uma AG com 100/200 gatos pingados (a critica não é para quem vai, que fique claro… é para quem não for, podendo ir!)

      • a equipa B que, em desespero, foi abalroada para sacar miúdos para a A. O que lixou os juniores e que, por sua vez, lixou os seniores

      • De facto, resumindo:
        É muito dificil tirar algo de positivo daquilo a que chamaram de direcção!
        Bom… a sua demissão foi positiva! É a unica coisa positiva que podemos retirar destes dois anos… e nem isso foi da sua responsabilidade ou autoria! Obrigado ao Patrão e Paim… esses sim, fizeram mais pelo Sporting em semanas que aquela cabronagem da corja em anos!

  3. Sem dúvida quanto aos 18M€ (claro que o quartin já deve estar a preparar o post a dizer que é pouco, como é que quem tinha 50M€ para investir agora só tem 18, etc…)

    Quanto aos restantes 20M€, é uma história muito mal contada… não vai entrar qualquer dinheiro, porque supostamente já entrou…. falta saber quando, a título do quê e aprovado por quem… Mas pelos vistos, por interposta pessoa, a Cofina era credora do Sporting em 20M€… explica muita coisa!

    • Seria a Cofina a credora ou um dos accionistas da Cofina…
      Eu posso ser accionista da EDP mas não sou certamente director da mesma, certo?
      Não vamos confundir as coisas…

      • REPOST

        “Ricardo, o que lhe quiseres chamar… alguém ligado à Cofina é credor do Sporting.
        Mas tirando a Cofina da frente, alguém de quem nunca tinhamos ouvido falar supostamente entregou 20M€ ao Sporting, e eu gostava de saber o que é que lhe vendemos, quando e quem aprovou essa venda.”

  4. Cherba, se calhar não é bem assim. Já sei que vou ser altamente criticado pelo que vou escrever, mas é a minha opinião fundamentada e por isso cá vai. Tenham lá calma a criticar e escusam de me querer conotar seja com quem for porque só me conseguirão conotar comigo próprio.

    Holdimo – empresa de Álvaro Sobrinho. Com Couceiro não servia, com BdC já serve. Não entendo. Isto já estava acordado com a Banca, BdC pelos vistos teve de engolir. E terá os interesses alinhados com esta nova Direcção?

    Dívida – a convocatória refere 130 milhões de nova dívida na SAD. 130 Milhões, pessoal! Para quem está falido e não deveria ter mais dívida, não está mal.

    Investidores, capital e recapitalização – na prática, será até 18 milhões, mais nada. Tudo o resto, ou é reconversão de dívida em capital, ou decorre da fusão entre SPM e SAD. O rácio de capital subscrito em dinheiro vs. nova dívida parece-me algo gigantesco.

    Clube – atenção aos números. Será colocada muita dívida no Clube, o que me leva a pressupor que também isto já estava anteriormente acordado e por isso tinha já sido alterado o valor das quotas que ficam no Clube e na SAD. Penhor das quotas?

    Prazo – Na campanha eleitoral, BdC apontava um prazo para amortização da dívida de 40 a 60 anos. Agora teremos VMOC’s a 12 anos. A diferença é substancial.

    Procuremos ler tudo com calma e fazer as perguntas sem medo! Eu só procuro explicações, mais nada me move senão garantir o futuro do nosso Sporting!

    • E mais uma coisa: garantias! Está lá tudo. Por experiência, acreditem, é a lógica da Banca. Queres dinheiro? Dá-me garantias. É, com certeza, a reestruturação final porque a partir de agora, não haverá mais nada para dar.

    • Só uma correcção. Pelo que percebi, nova divida é de 55ME e que pode ser autorizada. E o que está subjacente deve ser a garantia de direitos de superficie do estádio…. que se prolonga mais 33 anos….

      Os outros 80ME são reconversão de VMOCs existentes em acções. Não é dinheiro injectado.

      Quanto à Holdimo. Discordo da tua leitura.
      O que está escrito é a reconversão de créditos em acções. Por isso a divida existe.
      Agora se BdC foi obrigado a engolir a Holdimo no capital social ou se a Holdimo foi obrigada a aceitar particiapr no capital social como forma de reaver os créditos (sabe-se lá onde foram usados) o resultado prático é o mesmo.

      São menos 20ME de divida a pagar pela participação de cerca de 30% no capital social.

      p

      • Não leio em lado nenhum a conversão de VMOC’s em acções… o que há, sim, é um arrumar de dívidas no Clube e na SAD para que esta, interpreto eu, tenho créditos e débitos apenas fora do Grupo. Provavelmente – mas só com esclarecimentos adicionais é que dará para concluir – haverá uma reestruturação das VMOC’s actuais + alguma dívida em novas VMOC’s a 12 anos.

      • A reconversão das VMOC’s só tem lugar, salvo erro, em finais de Janeiro até 2015 (ou 2016, não sei)…

    • “Com Couceiro não servia, com BdC já serve.”
      (…)
      “BdC pelos vistos teve de engolir”

      Decide-te, serve ou teve que engolir?

      “na prática, será até 18 milhões, mais nada”

      Sim, vai ser “só” isso…

      “atenção aos números. Será colocada muita dívida no Clube”

      Explica lá, que dívida é que que vai ser “colocada” (para além do financiamento resultante da negociação com a banca, e de que já temos vindo a ouvir falar desde há 6 meses a esta parte…).

      “Penhor das quotas?”

      Onde é que leste essa?!?

      • Meu caro, começando pelo fim, lê a al.f) do ponto 2. da Convocatória.

        Depois, lê a al. c), são 68 milhões para anular uma dívida do Clube à SAD. Aumentas a dívida no Clube, tens de dar mais garantias.

        Quando digo “só” 18 milhões, digo-o porque é pouco para o passivo que temos. Entende uma coisa, nada me move contra BdC, nada disto é pessoal! É o nosso Sporting, porra! Teu, meu, de todos nós! Lembro-me muito bem quando Soares Franco também nos quis vender uma reestruturação que TINHA de ser, que não havia outra. Votei contra e fui dos poucos. Porque sabia que estrategica e financeiramente não era solução de longo prazo.

        Quanto ao teu 1º comentário, acho que já respondi qual é a minha posição e o que me move, portanto permite-me que não responda

      • Em relação às “quotas”, interessa talvez salientar que não são as quotas de sócio que estão em causa…

        No dia em que os bancos decidirem accionar as garantias, pouco importa se são penhores sobre a participação na SAD ou hipotecas sobre o estádio.

        Agora digo-te eu, lê a al. c), mas não pares onde te interessa:

        “Aprovar […] a contratação de um empréstimo bancário até ao montante de 68M€, destinado a liquidar dívida do SCP perante a Sporting SAD, bem como a liquidar dívida do SCP e da Sporting SAD perante o Banco Comercial Português, S.A. e o Banco Espírito Santo, S.A.”

        “Destinado a liquidar divida”, portanto não tens mais dívida, tens exactamente a mesma, com condições “mais vantajosas para o Grupo Sporting”.

        18 milhões “é pouco para o passivo que temos”… será com certeza, mas mais vale pouco do que nenhum, ou não achas? Não percebo do que é que te estás a queixar…

        Não sei o que te move (imagino que sejam as perninhas) mas sei reconhecer o ressaibo inerente à frase “com Couceiro não servia, com BdC já serve”.

      • Mas o BdC também prometeu arranjar mais valor do que os 18M?
        Que eu me lembre, o anterior presidente prometeu investidores com milhões e o que nos apresentou foi ZERO!
        Cabe ao clube arranjar forma de voltar a dar lucro e gradualmente abater o passivo pois não há nenhum russo ou árabe milionário interessado em comprar clubes portugueses.

      • Podes dar os pinotes que quiseres e assumir o que quiseres, Leão de Trafalgar, pouco me importa o que pensas porque com o que escreves, já dá para ver. Então nós vamos contrair 68 milhões em dívida e tu só lês a parte do liquidar a dívida? Lês mesmo aquilo que tem convém. Esqueceste-te de ler a parte em que escrevo que estamos a arrumar dívida e a colocar mais no Clube.

        Quanto aos 18 milhões, eu acho pouco sim senhor. Mas tu achas que por eu ter uma opinião contrária à tua, é suficiente para ser ressabiado. Tu és é triste, isso sim. Não fazes a menor ideia de quem sou, em quem votei e o que penso para o nosso Clube. Tu queres lá saber do Sporting! Queres é criar facções dentro do Sporting para te sentires bem. Não contas comigo para isso.

        Estamos todos a olhar para o Balanço, a ver como os números ficam arrumados. Eu prefiro olhar para a operação e ver se ela paga o Balanço. Isso é que importa. Qual a estratégia por detrás desta arrumação.

        Se quiseres continuar a discutir como deve ser, estou cá para isso. Queres continuar no insulto, volto ao início: esquece, não contas comigo.

      • Tens o chip avariado com certeza… que parte de “68M€ *destinado* a liquidar dívida” é que ainda não percebeste?

        Vou tentar explicar, mais devagarinho…
        1. o Sporting deve 68M€ aos bancos; não é de agora! já vem do JEB e do cabrão do godo (e….)
        2. o serviço dessa dívida é feito em condições totalmente desfavoráveis
        3. entretanto, o Sporting renegociou com os bancos esse serviço
        4. solução: novo contrato de crédito, para “pagar” o(s) anterior(es)
        5. mas, e aqui meninos é que está a moral da história, não há mais dinheiro nem a sair nem a entrar, a única coisa que muda são as condições do serviço da dívida

        E pois é, 18M€ é pouco, uma ninharia… mas olha que é bem melhor do que “sem milhões”!

        Mas estás enganado, facções não é comigo. Isso é mais para o pessoal que ainda tem necessidade de salientar que “com Couceiro não servia, com BdC já serve”. Admite lá que é uma frase estúpida e ressabiada (ou então explica lá melhor o profundo significado intrínseco que me escapou).

      • Resposta ressabiada de quem já não tem argumentos para dar…

        Thanks for making my point. Have a nice day.

      • Duarte, obrigado pelo link. Já tinha lido e genericamente acho que está certo, não vejo onde esteja diferente do que escrevi. Só não tenho a certeza que os valores estejam 100% correctos. O que importa agora perceber é se a operação vai gerar dinheiro suficiente para pagar este Balanço.

  5. Gonçalo, e qual a tua leitura sobre a hipoteca do estádio? O que nos está a ser dado em troca desta hipoteca?

    Podes esclarecer a questão dos 130M€ de nova divida? Vem da onde?

    Relativamente aos tais 18M€, entrará mesmo capital? Não será também um abatimento na divida, semelhante á situação da Holdimo ?

    • Em relação à terceira frase, das três uma, ou não sabes ler português ou és burro que nem uma porta, ou nem és burro e até percebes português mas és um ressabiado de primeira.

      Vai lá ler a merda da convocatória outra vez.

      Mas como não quero que te falte nada, directamente do site do Sporting:

      “o aumento de capital da
      Sporting SAD quer por conversão de créditos sobre a Sporting SAD, quer por novas
      entradas em dinheiro a efectuar por investidores externos;”

      “Alterar o artigo 4.º dos estatutos da Sporting SAD, com vista a
      conceder autorização ao Conselho de Administração para que
      este possa deliberar um ou mais aumentos do capital social da
      Sporting SAD até ao montante de Euros 18.000.000,00 (dezoito
      milhões de euros), a realizar por novas entradas em dinheiro
      através de subscrição particular junto de investidor ou
      investidores de referência seleccionado(s) pelo Conselho de
      Administração da Sporting SAD com emissão de até 18.000.000
      (dezoito milhões) de novas acções ordinárias (categoria B),
      escriturais e nominativas;”

      • Vai-te foder monte de merda.
        Não li essa parte.

        Se queres, vai a correr para o tasco mais próximo os 18M€ que vão entrar. É que de certeza são a solução para o nossos problemas.

        Foda-se, que retardado….

      • Não, Duarte. Se vires bem, são ambas as coisas: propriedade (“nua-propriedade”) do Sporting Clube e direitos de utilização da Sporting SAD.

      • Não é isso que vem dito no comunicado da SAD à CMVM.

        “Constituição, a favor dos bancos financiadores da Sociedade, de hipoteca sobre
        o direito de superfície do Estádio José Alvalade e do Edifício Multidesportivo,
        para garantia das responsabilidades de entidades que integram o Grupo
        Sporting, perante os referidos bancos;”

      • Pois, faz sentido. A SAD não tem que falar em nome do Clube (que é quem detem a “nua propriedade” do Estádio)…

        Na convocatória da MAG:

        “c) Aprovar […] a contratação de um empréstimo bancário até ao montante de 68M€ […]

        d) Autorizar […] a constituição pelo SCP, a favor dos Bancos, de hipoteca sobre a nua propriedade do Estádio José Alvalade e do Edifício Multidesportivo […] para garantia das responsabilidades do SCP perante os Bancos resultantes do financiamento previsto na alínea c)”

  6. Isto não é nenhuma injecção de capital. O Sporting tem uma dívida para com a Holdimo e chegaram a acordo para se pagar parte da dívida, os tais 20M, vendendo ações da SAD do Sporting.

    Assim o Sporting já não deve esses 20M, o passivo diminui e aumentam os capitais próprios mas é no papel. Na realidade não entrou dinheiro nenhum, não entraram mais 20M no banco para se renovarem os contratos dos jogadores ou avançar para a compra de um ponta-de-lança.

    Este não é o investidor prometido.

      • Nos 50K€/mês que a SAD pagava de telemóveis?
        Nos moços de recados a ganhar 4K€/mês cada um?
        Nos leasings dos 14 Passat’s topo de gama?
        Nas comissões aos zahavi’s e amigos?

        Com certeza um pouco de cada… mas estou curioso, oficialmente a troco do quê é que aceitámos estes créditos da Holdimo? Espero que que a direcção leve o contrato para a gente dar uma olhada…

    • Nessa tua apreciação só te esqueces de referir que os 20M que entram no capital próprio…(regra básica da contabilidade, para haver um crédito tem de haver um débito, e vice-versa)…os 20M vão sair do passivo!!

      Ou seja, no caso de haver 400M de passivo, o mesmo passa a 380…e se reduzes passivo parece-me que o dinheiro já entrou…quando não sei!

      • Não companheiro Leo… A Holdimo só ficará com 26% do capital do SCP se houverem os tais investidores privados a injetar os 18M€. Algo que ainda não está garantido. Neste momento a Holdimo tem aproximadamente 34% dos 59M€ do Capital Social do SCP.

      • Simples… O Capital Social do SCP é de 39M€. Ao ser convertida divida no valor de 20M€ em Capital Social o mesmo sobe para 59M€. Só se entrarem esses 18M€ extras é que o teu CS sobe para 77M€. Se fizeres as contas vês que 26% de 77M€ são os tais 20M€ da Holdimo.

        Eu só espero que o BC tenha tomates e abra esses 18M€ aos sócios… E depois é ver a nossa fibra e ficarmos, sócios e simpatizantes, com esse montante. Assim não há cá Holdimos a mandar postas de pescada.

        Claramente que esses tipos foram “obrigados” a isto. Ou era assim ou nunca mais viam esses 20M€.

      • Os 18M vão ‘apenas’ ficar aprovados em AG como tem de ficar, para se poder fazer um aumento de capital até esse valor!

        E também pelo que percebi, a haver subscricao ao futuro aumento de capital ele será aberto a todos.

  7. Leão, é claro que precisamos de investidores! Uma coisa é conseguirmos gerar receitas extraordinários o que é óptimo. Outra coisa é a necessidade que temos de reequilibrar balanço e aumentarmos o capital.

    NPR, de acordo com o comunicado, os 18 milhões são entrada em dinheiro. Não se trata de qualquer conversão. Quanto à hipoteca, é como digo, está lá tudo. Hipoteca do Estádio + penhor de todas as participações sociais do Clube. A SAD ficará com uma dívida total gigantesca. Estimo perto dos 500 milhões. Mas prometo que volto mais tarde com continhas todas feitas, talvez só na próxima semana.

    O que me irrita mais nisto tudo é que tenho férias marcadas e pagas a apanhar o dia da Assembleia. Como resolvo isto cá por casa, ainda estou para ver…

      • Já enviei quadro com as contas aqui ao Cacifo. Mantenho reservas relativamente aos 68 milhões de dívida que o Clube irá contratar para pagar o que deve à SAD. Deduzi 60 milhões de créditos na SAD, e os respectivos 60 milhões no passivo.

        A ser assim, iremos ficar com:

        – Capital de 20 miilhões
        – Passivo de 261 milhões
        – Dívida total (incluíndo VMOC) de 389 milhões

        Fica por saber quais as condições de reembolso da dívida financeira que restará que estimei em 126 milhões no final deste processo.

        Os 18 milhões de aumento de capital (a convocatória refere até 18 milhões, uma ou mais vezes), pelas minhas contas justifica-se para que o Clube mantenha 50% do capital.

      • Continuo com algumas dúvidas relativamente aos 68 milhões mas mantenho a opinião que é dívida a ser arrumada no Clube anulando um crédito na SAD. Se assim for, a SAD ficará com capitais de 20 milhões, passivo de 261 milhões e VMOC’s de 128 milhões, fazendo com que a dívida total, na prática seja de 389 milhões.

        Se se mantiverem 60 milhões que retirei do activo (dívida do Clube à SAD), temos então uma dívida total na ordem dos € 450 milhões, o que não fica assim tão longe dos 500 que inicialmente falei.

  8. Eu não percebo é como havia tanta gente em tantos blogues a questionar calorosamente o facto de não haver investidores antes da reestruturação. Em que puta de mundo vivem? Os investidores s´p vêm com a casa arrumada. Mas isso é tão óbvio que não acredito que não saibam isso, seus lambuças de merda.

  9. Pergunta:

    A Holdimo VAI ENTRAR com 20M, convertendo-se a dívida em acções ou a Holdimo JÁ ENTROU com 20M e acordou-se converter essa dívida em acções?

    • Já “entrou”. A SAD deve dinheiro à holdimo que aceita não receber a dívida em dinheiro mas antes em acções. Não há qualquer mexida líquida no Balanço, apenas uma saída de passivo e entrada em capital. Isto deveria era ser feito com a Banca!

  10. Sou umbocado nabo nisto… Mas signifa que não são investidores do tipo de receber dinheiro em mão para o podermos gastar, pagamos foi uma dívida a uma empresa através de acções diminuindo o passivo em 20 M… Certo???’

  11. Trocando por miúdos, e depois de uma primeira leitura:
    – A Holdimo vai ver a sua dívida de 20M convertida em acções;
    – A Holdimo vai entrar com mais 18M , convertiveis em acções também?
    – As VMOC’s não foram pagas em Janeiro, e as novas é para as pagar essas e outras cenas.
    – Estádio dado como garantia;
    – Passivo consolidado no Clube e SAD.
    – BCP e BES accionistas…

    É isto certo?

  12. Sinceramente tenho a convicção que daqui a 10/15 anos quando o Sporting estiver entre os grandes da europa (mais uma vez e como sempre deveria ter estado) que nos vamos rir imenso destes cabroes que tentaram liquidar o Sporting, e dos burros que mesmo vendo a merda que roquetes e godinhos fizerem dizem que saltavam de mão dada como godo e quadrilha e que bruno é mau….

    Força Bruno!!!

  13. eheheh
    acho que é a altura de deixar a divida por pagar e devolver o estadio ao godo e sus muchachos…
    e o SCP comca do zero,(sem dividas), e eu proponho o estadio do jamor para nossa casa…,
    e o bes e o bcp podem usar o estadio do godo e do taveira para a sede geral da lavagem dos dinheiros, (coo fizeram nos ultimos 17 anos), mas desta vez sem usar e sujar o nome do nosso clube…eheheh
    porque a sad pode acabar mas o clube fica ….

  14. Opinião pessoal.
    Percebo a necessidade de aparecerem investidores para alavancar as receitas e ajudar a suportar os custos da dívida existente.
    Percebo que isso esteja muito bem vincado nas cabeças dos gestores portugueses. Investir, maximizar e vender…
    Se eu investir 18M em qualquer coisa, espero retorno, na ordem dos 6/7/8% por ano…
    O Sporting terá essa capacidade? O Sporting terá capacidade de pagar a dívida financeira existente e ainda dar retorno aos investidores?
    Mas meus caros, investimento não faltou no Sporting nem em Portugal nos últimos 20 anos…

    Todos os anos são compradas dream teams em Alvalade.

    Eu sou apologista do corte das despesas para 40 a 50% das receitas anuais e amortização da dívida com o restante. Sofrer as consequências desportivas.

    O SLB e FCP têm tido, principalmente o último, receitas tremendas fruto dos investimentos tremendos feitos por eles e por parceiros mais ou menos transparentes. Têm tido também, sucesso desportivo ou equipas de grande qualidade. No entanto, os passivos deles são colossais.
    Quando a coisa desportiva deles correr mal e cair o Carmo e a Trindade, estarão exactamente na mesma situação do nosso Sporting. Falidos.

    • “Eu sou apologista do corte das despesas para 40 a 50% das receitas anuais…”

      Essa premissa estava no programa de BdC… não sei se era nesses valores, mas ele propunha-se a baixar as despesas em função das receitas. Tá escrito…

      • O que faltar em €€€ vai ter de ser compensado em esforço e dedicação dos atletas e em devoção dos sócios/adeptos…

  15. Abram os olhos, caramba! Os 20 milhoes nao sao dinheiro fresco – e apenas conversao de dividas (que ja nao seriam cobradas de qualquer maneira, pois o Sporting esta falido), em accoes. O Sporting nao ve um centimo com este movimento, pelo que nao e feito nenhum novo investimento na SAD.

    E por acaso sabem quem e o Alvaro Sobrinho, dono da Holdimo? O Alvaro Sobrinho e o BES, mas pintado de outra cor. Ora investiguem la no Google quem e o Presidente do BES Angola e quais sao as suas actividades. Recentemente indiciado por lavagem de dinheiro, etc… Esta e a passagem definitiva do Sporting para as maos do BES, mas para por via de intermediario Angolano.

    Ao mesmo tempo, 130 milhoes de creditos passam para VMOCS, ou seja, quase-capital. Estas VMOCS serao detidas pelo BES e pelo BCP. Ora tambem por esta via o Sporting nao ve nem mais um centimo de dinheiro fresco. Isto e, os Bancos – especialmente o BES – tomaram conta, definitivamente, do Sporting, sem gastarem nem mais um tostao!

    • “Avança também a emissão de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis em acções da Sociedade (“VMOC”), no montante de 80 milhões de euros, com prazo de 12 anos e obrigatoriamente convertíveis em acções ordinárias da Sporting SAD a um preço de um euro cada, com uma taxa de juro anual bruta condicionada de 4%, devida quando existam resultados distribuíveis pela Sporting SAD. Esta operação consiste na conversão de créditos detidos sobre a Sporting SAD pelo Banco Espírito Santo (24 milhões de euros) e Banco Comercial Português (56 milhões de euros).”

      Basicamente vão ser transformados 80 Milhões de Euros de dívidas que geram JUROS na ordem dos 7/8 por cento ao ano para VMOCs que não vão gerar juros nenhuns, ou seja, vamos pagar 80 Milhões de Euros SEM JUROS!!!!

      Excelente jogada!!!

      • Não é mal jogado, não senhor, mas vamos com alguma calma: poderá ser com juros de 4% durante 12 anos. Se os viessemos a pagar era com um sorriso nos labios, diga-se de passagem, era mesmo muito bom sinal.

        Já alguem fez as contas para ver como fica a maioria do capital daqui por 12 anos quando as VMOCS passarem a acções? assumindo que seria a mesma entidade a subscrever tudo, não ficamos nas mãos dessa mesma entidade?

      • Banzai… só não pagando anualmente é que as VMOC’s podem ser convertidas. Até este ano tinham de ser pagas até fim de Janeiro… que foram… Ou seja, só com incumprimento é que as VMOC’s são reconvertidas em acções…

    • Quase-capital… dizes bem!
      As VMOC’s só são convertiveis em Janeiro… e isto, caso o Sporting não pague o devido nessa altura.
      Só te faltou dizer que BdC é o filho ilegitimo do “IA”…

      • Não deve ser o Parvalhim. Deve ser o mesmo avençado que andou aqui a meter nojo nas eleições de 2011 com o nick “abram os olhos”.

        Está de volta o cogumelo-chefe.

      • Oh PMH?
        Mas que raio tem a ver a noticia do BES Angola e o Alvaro Sobrinho com o que se está a falar do Sporting?
        Cogumelos alucinogéneos…

      • Alvaro Sobrinho = Holdimo (novo accionista da SAD) = BES Angola
        E bem conhecido em Angola. Se o Sampaio nao sabe, nao insulte antes de investigar.

      • A facilidade com que se misturam as coisas…
        Pergunto de novo: Mas que raio tem a ver a noticia do BES Angola e o Alvaro Sobrinho com o que se está a falar do Sporting?
        Ah… já agora onde está o insulto? A carapuça serviu, foi?

  16. ” O Sporting anunciou esta sexta-feira em comunicado enviado à CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários) as linhas gerais do plano de reestruturação do clube, onde se destaca a fusão da Sporting SAD (Sociedade Incorporante) e Sporting Património e Marketing, SA (Sociedade Incorporada), entrada de capital pela sociedade Holdimo e a hipoteca do Estádio José Alvalade e Edifício Multidesportivo como garantia do pagamento de dívida aos credores.

    O Sporting convocou uma Assembleia Geral do clube para 30 de junho, quando será apresentada aos sócios a situação económica e financeira para ser debatida e votada.

    O aumento do capital social da Sporting SAD será feito pela sociedade Holdimo – Participações e Investimentos, SA, no montante de 20 milhões de euros, será feito com a aquisição de 20 milhões de ações com o preço de um euro cada.

    Haverá ainda outro aumento do capital no valor de 18 milhões de euros pela subscrição particular junto de investidor ou investidores selecionados de 18 milhões de ações também no valor de um milhão cada.

    Será também dada como hipoteca o direito de superfície do Estádio José Alvalade e Edifício Multidesportivo como garantia de pagamento.

    Será feita também a emissão de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis em ações da Sociedade (VMOC) no montante de 80 milhões de euros, com prazo de 12 anos que terão de ser convertíveis em ações ordinárias da Sporting SAD ao preço de um euro casa com uma taxa de juro anual bruta condicionada 4 por cento.

    Em comunicado o Sporting avança que irá apresentar uma proposta à Assembleia Geral de contração de empréstimo bancário até ao montante global de 68 milhões de euros «destinado a liquidar dívida do Sporting perante a Sporting SAD, bem como a liquidar dívida do Sporting e Sporting SAD perante os bancos».

    Comunicado na íntegra:

    «Em cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, a SPORTING CLUBE DE PORTIGAL – FUTEBOL, SAD (Sporting SAD), esclarece e informa o seguinte:
    No seguimento do comunicado divulgado a 12 de Abril de 2013, a Sociedade informa que iniciou o processo de reestruturação operacional, societária e financeira do Grupo Sporting, tendo já sido registado projecto de fusão referido no ponto (i) infra.

    Assim, cumpre, agora, no âmbito da plano de reestruturação financeira e recapitalização da Sociedade convocar uma assembleia geral da Sociedade para deliberar sobre as operações necessárias, concretamente:

    (i) Aprovação da fusão por incorporação da Sporting SAD (Sociedade Incorporante) e Sporting Património e Marketing, SA (Sociedade Incorporada), na modalidade de fusão por incorporação, nos termos dos artigos 97º nº 4 alínea a) do Código das Sociedade Comerciais, com transferência do património da SPM, designadamente do direito de superfície sobre o Estádio José Alvalade e sobre o Edifício Multidesportivo;

    (ii) Aumento do capital social da Sporting SAD por entrada em espécie, a realizar por subscrição particular pela sociedade Holdimo – Participações e Investimentos, SA, no montante de Euros 20.000.000,00 (vinte milhões de euros), mediante a conversão de um crédito daquela entidade sobre a Sporting SAD, resultante de contrato de parceria de cooperação financeiro-desportiva, através de emissão de 20.000.000 (vinte milhões) de novas acções ordinárias, escriturais e nominativas, com o valor nominal de 1 Euro cada, pelo preço de subscrição de 1 Euro cada;

    (iii) Autorização ao Conselho de Administração para proceder a um ou mais aumentos do capital social da Sporting SAD num montante total de Euros 18.000.000,00 (dezoito milhões de euros), a realizar por novas entradas em dinheiro através de subscrição particular junto de investidor, ou investidores, de referência seleccionado (s) pelo Conselho de Administração da Sociedade, com supressão do direito de preferência dos accionistas, com emissão de 18.000.000 (dezoito milhões) de novas acções ordinárias, escriturais e nominativas, com o valor nominal de 1 Euro cada e pelo preço de subscrição de 1 Euro cada;

    (iv) Constituição, a favor dos bancos financiadores da Sociedade, de hipoteca sobre o direito de superfície do Estádio José Alvalade e do Edifício Multidesportivo, para garantia das responsabilidades de entidades que integram o Grupo Sporting, perante os referidos bancos;

    (v) Emissão de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis em acções da Sociedade (“VMOC”), escriturais e nominativos, no montante de Euro 80.000.000,00 (oitenta milhões de euros), com o valor nominal de 1 Euro cada, com prazo de 12 anos, pelo preço de subscrição de 1 Euro cada, obrigatoriamente convertíveis em acções ordinárias da Sporting SAD a um preço de conversão de 1 Euro cada, com taxa de juro anual bruta condicionada de 4%, devida quando existam resultados distribuíveis pela Sporting SAD; a emissão será efectuada mediante subscrição privada com realização em espécie, consistindo na conversão de créditos detidos sobre a Sporting SAD pelo Banco Espírito Santo, SA, no montante de Euro 24.000.000,00 (vinte e quatro milhões de euros) e pelo Banco Comercial Português, S.A., no montante de Euro 56.000.000,00 (cinquenta e seis milhões de euros);
    (vi) Eleger o Conselho Fiscal e o Revisor Oficial de Contas e bem assim ratificar a cooptação dos actuais membros do Conselho de Administração da Sociedade e alargar, para cinco, o número de membros daquele conselho.

    A execução da restruturação societária e financeira deverá ser aprovada pelos órgãos competentes das Partes envolvidas e pressupõe que não hajam reparos das autoridades de supervisão e regulatórias competentes.

    A implementação das medidas acima previstas visa permitir à Sociedade, por um lado, elevar os seus capitais próprios e, por outro lado, dotar a Sociedade dos meios necessários à gestão da sua actividade.

    Lisboa, 21 de Junho de 2013

    O Conselho de Administração»

    • “Haverá ainda outro aumento do capital no valor de 18 milhões de euros pela subscrição particular junto de investidor ou investidores selecionados de 18 milhões de ações também no valor de um milhão cada.”

      Não será: 1€?

    • Outra coisa que me salta à vista:

      1) o montante de 24M€ do BES comparativamente com os 56M€ do BCP… Confirma-se que o BCP é de longe o maior credor…

      2) Esta nova emissão de VMOC’s altera a anterior situação das VMOC’s, certo? Digamos que é uma reformulação das anteriores…

      3) Parece-me nitidamente que não estamos “refens” dos bancos, deixando de sofrer do sindrome de Estocolmo que sofriamos com a corja!

      4) Dar como garantia os direitos de superficie… inevitável. Pouco mais haverá para dar como garantia… levaram-nos quase tudo!

      5) “Aumento do capital social da Sporting SAD por entrada em espécie, a realizar por subscrição particular pela sociedade Holdimo – Participações e Investimentos, SA, no montante de Euros 20.000.000,00 (vinte milhões de euros), mediante a conversão de um crédito daquela entidade sobre a Sporting SAD, resultante de contrato de parceria de cooperação financeiro-desportiva”… Isto gostava eu de saber o que quer dizer…

      • Ricardo:

        Em relação ao ponto 5, foi me explicado por alguém formado na área:

        A Holdimo é uma sociedade imobiliária e de investimento. Alegadamente sediada na Foz do Douro.

        Essa empresa emprestou 20M€ ao Sporting, agora, falta apenas saber em troca do quê? Em que moldes? Foi um simples empréstimo? Dando o quê como garantia? Para que serviu o dinheiro? Houve algum jogador ou jogadores envolvidos na negociata?

        Mas isto é tudo secundário em relação à parte financeira da coisa. Isto é mesmo a desconfiança natural de quem conhece de gingeira quem nos geriu nos últimos 17 anos…

        Agora, o que aconteceu foi o seguinte: esses tais 20M€ emprestados pela Holdimo à SAD, significaram 20M€ de passivo financeiro na sociedade, naturalmente. Não tendo neste momento a possibilidade de liquidar esses 20M€ a SAD negociou com essa empresa, no âmbito da reestruturação financeira, e provavelmente com ajuda da banca, para que a dívida fosse saldada, não com dinheiro vivo, mas sim com acções da SAD, Sendo emitidas 20 milhões de acções com o valor nominal de 1€.
        Naturalmente a dívida desaparece, ou seja menos 20M€ de passivo na SAD, tecnicamente, neste momento, não houve nenhuma mexida de capital mesmo, de dinheiro vivo, mas já existiu, quando ninguém sabe, teremos que esperar pela auditoria de gestão.

        Basicamente representa uma quebra de 20M€ de passivo com esta operação.

      • Em relação ao ponto 5) estamos de acordo… que o dinheiro entrou parece claro. Que o devemos, infelizmente mais claro é… de facto gostava era de saber a troco de que é que esse dinheiro entrou… ou melhor, que “cooperação financeiro-desportiva” é esta? Isso é que para mim está muito vago… Imagina que nesse bolo está a tal fatia dos 12M€ a pagar em comissões… por exemplo!

      • Bruno…
        Não representa só abater 20M€ no passivo!
        Esta empresa acaba de adquirir 20M€ em acções… é menor a margem para entrada de novos investidores… a não ser que haja um aumento brutal de Capital Social da SAD, o que parece pouco provavel. É mais uma godinhice que nos dá nas pernas… enfim, o preço que pagamos por ainda termos um Sporting… agora, mais perto da sua essencia! Mas que nos andam a roer os ossos… lá isso andam!

      • Até acredito que o Bruno tenha sido surpreendido por esta dívida de 20M€ à Holdimo e sendo assim não pode entrar tanto dinheiro de investidores externos como estaria planeado. Pelo simples facto de não termos 20M€ para dar à empresa em questão de forma a liquidar a dívida. Portanto, de forma a não perder a maioria, o capital fresco a entrar é menos que o esperado.

        Acredito piamente nisto.

      • Eu nem imagino o que não vai de surpresas por Alvalade todos os dias…
        Ah Godinho, meu cabrão… ai se eu te pego! Ai, ai…

  17. Parece-me ser uma boa jogada financeira, tanto na perspectiva de redução de custos (divida à Holdimo) como de tornar a SAD atractiva a novos investidores (aumentos nos capitais próprios, o que permite o afastamento da situação de falência técnica).

    Quanto à hipoteca estou curioso para saber quais as bases para este acordo e que implicações pode trazer.

    Esta é apenas a proposta, que terá de ser devidamente explicada em AG e aprovada se assim for conveniente ao clube.

    • A hipoteca é o mal menor, ao fim ao cabo estas só são executadas quando os empréstimos não são pagos….

      A minha casa também está hipotecada ao banco até acabar de a pagar (la para 2040 ou isso) e como pago estou tranquilo!

      • Normalmente as hipotecas não têm grandes trunfos ou factores de diferenciação, o principio é sempre o mesmo. O problema surge quando uma hipoteca é confundida com um penhor- e hipoteca é uma garantia que quem empresta o dinheiro tem para o caso deste não ser pago, enquanto que o penhor é o direito de execução dessa garantia.

        Se for pagar pagar, acho normal.

    • A hipoteca será sempre para garantir primazia aos bancos num possivel incumprimento do Sporting com qualquer credor.

      Ex. Um credor (fornecedor ou outro) propõe uma acção executiva para cobrança coerciva do crédito, e penhora o estádio.

      Sem Hipoteca – este credor recebe em 1.º lugar sobre o produto da venda

      Com hipoteca – os bancos são chamados a reclamar créditos e sãos os 1.º a receber do produto da venda.

      Sendo que a garantia hipotecária funciona tanto nas execuções como nas insolvências.

      • Mas isso seria sempre o caso porque os bancos são os credores a quem mais o Sporting deve, por isso estariam sempre salvaguardados, não?

      • Sim isso eu sei Ricardo, mas porquê agora uma hipoteca? Tem de haver uma razao, uma garantia surge de algo.

  18. Por acaso quando li isto pensei para mim: “deixa-me lá ver quem é que se vai espalhar ao comprido” mas sinceramente esperava que fosse um pardieiro tipo Sporting até Morrer, não o Cacifo. Provavelmente foi tesão do mijo mas isto não é investidor algum ou melhor… já foi. Quem acompanha sabe que a Holdimo é uma SI onde surge, entre outros, Álvaro Sobrinho,(do BES Angola) e que investiu durante o período do godinho. Mas nem era preciso saber isto, bastava o texto para perceber que a tal Holdimo tem um “crédito sobre a SAD” (para quem não sabe o que quer dizer isto tal significa que temos uma dívida para com a referida) que vão converter em acções neste aumento de capital de modo a regularizar a situação. Conclusão: ainda não é desta que o bruno mostrou investidor, está é a regularizar com um dos que já existiam.

  19. Agora um assunto totalmente ao lado da reestruturação financeira.
    As altrerações de estatutos.

    Percebi bem ou a partir de 48 meses consecutivos de quotas cada sócio conta 1 voto. Não percebi nada daquele artigo Nono. Alguém consegue decifrar aquilo ;)

    p

    • De acordo com os estatutos actuais:

      Artigo 22° (Quotizações)
      3 – Poderão existir vários escalões de quotas, cabendo aos sócios escolher o escalão em que se querem integrar(…).

      Artigo 20° (Direitos dos sócios)
      4 – Os sócios efectivos integrados no escalão base de quota […] têm direito a 2 votos a partir do momento em completem doze meses ininterruptos como sócios do Clube e que tenham, de acordo com a lei, atingido a maioridade.
      5 – Os sócios efectivos integrados no escalão base de quota têm direito, por cada cinco anos de inscrição ininterrupta no escalão base de quotas, a mais um voto, para efeitos de votação nas Assembleias Gerais, de requerimento da sua convocação e de propositura de candidaturas.
      6 – Os sócios efectivos que se integrem num escalão de quota inferior ao escalão base têm direito a 1 voto a partir do momento em completem doze meses ininterruptos como sócios do Clube e que tenham, de acordo com a lei, atingido a maioridade.
      7 – Os sócios efectivos que se integrem num escalão de quota inferior ao escalão base, têm direito, para efeitos de votação nas Assembleias Gerais, de requerimento da sua convocação e de propositura de candidaturas, a apenas mais um voto por cada dez anos de inscrição ininterrupta nesse escalão.

      Resumindo:
      – Está prevista a existência de vários escalões de quotas (cujo valor será inferior à quota base)
      – Os sócios podem escolher em que escalão se querem integrar
      – Quem escolher ficar com uma quota inferior à quota base, ao fim dos 12 meses de inscrição, só terá direito a 1 voto (em vez dos 2 votos da quota base).
      – Para além disso, só terá direito a mais 1 voto por cada 10 anos de inscrição (em vez de 5 anos).

      O que se pretende agora alterar:

      “Art. 22/4 – O Conselho Directivo poderá, em cada ano […] criar diferentes escalões de quotas”

      Art. 20/9 – Por cada escalão de quota que venha a ser criado […] cujo valor seja inferior a metade do escalão base de quota, será atribuído aos sócios maiores de idade que optem por tal escalão o direito a 1 voto a partir do momento que completem quarenta e oito meses ininterruptos como sócios do Clube, ou múltiplos do mesmo período por cada escalão abaixo criado.”

      O que (acho) que isto significa:

      – Fica explícito que a Direcção pode criar, em cada ano, os escalões de quotas que entender (inferiores à quota base)
      – Os sócios que se integrarem num escalão cuja quota seja menos de metade da quota base só terão direito a votar passados, pelo menos, 48 meses (em vez de 12 meses).
      – Se existirem vários escalões abaixo de metade da quota base, o período até que possam votar será um múltiplo de 48 meses, de acordo com o escalão em que se integram — exemplo: se existirem 3 escalões de quotas, escalão A=1/8 da quota base, escalão B=1/4 da quota base e escalão C=1/2 da quota base, os sócios nestes escalões apenas poderão votar passados 144, 96 e 48 meses, respectivamente.

      …acho!!

  20. Será que não percebem que se não convertessem a divida com Holdimo tinhamos que lhe passar um cheque?!?
    Querem milagres??
    O godo individou-se ainda mais, e agora não pagamos, é isso k keriam???????

  21. A análise terá de ser feita sob 2 pressupostos:

    A) A herança deixada pela direcção anterior

    O que estápara trás é uma dívida monstruosa. E é aqui que entra a Holdimo. A empresa emprestou 20M à SAD. Em circunstâncias normais essa dívida teria de ser paga. Não vai ser. O que foi negociado é a conversão dessa dívida em acções. Efeitos imediatos: o passivo reduz em 20M e os juros da dívida total também diminuem. Em troca oferecemos o correspondente a 20M de acções em participação na SAD.

    Conclusão: Espectáculo. Trocar dívida real e juros reais por acções de uma SAD em falência técnica é um acordo excelente para nós. Não entra dinheiro? Não. Mas também não sai nem se acumulam juros. Do ponto de vista da Holdimo só vejo duas explicações, ou são completamente loucos ou têm confiança na actual direcção.

    B) O que vem daqui para a frente

    Daqui para a frente vão entrar 18M. Se é muito ou pouco, só os intervenientes saberão. Mais, esses 18M serão convertidos em acções, ou seja, mais dinheiro com dívida e juros inalterados. Em troca, damos uma participação da SAD equivalente a 18M de acções. Porreiro, portanto. A questão chave é perceber de onde vêm estes 18M. Se for a Holdimo a subscrever, teremos um substancial aumento de poder na SAD por parte desta empresa, que fica com uma participação equivalente a 38M em acções. Não sei quanto representa isto em percentagem mas imagino que seja muito. Se forem outros investidores, esse poder estará disperso.

    Podemos discutir se 18M é muito ou pouco. Eu cá não sei. Porque não sei o que mais poderemos oferecer para que esse valor fosse maior. Não se esqueçam que estamos a oferecer apenas uma perspectiva de gestão equilibrada e de valorização da sociedade, algo que não acontece à muitos anos. Estamos a oferecer algo em abstracto em troca de dívida e capital “concretos”. E isso tem de pesar muito nas nossas análises porque o nosso histórico (que no fundo é o que determina se existe tendência de valorização) é brutalmente desencorajador. Proponho que vejamos este valor como o suficiente para garantir estabilidade a nível de tesouraria e que tudo o que vier a mais será ou reinvestido ou abatido na dívida. De preferência a segunda porque os custos a nível de juros são absolutamente incomportáveis e é isso que rebenta com qualquer tesouraria. A única solução é mesmo reduzir a dívida e, automaticamente, reduzir juros.

    • B) Não me parece de todo que esses 18M€ sejam para abater divida… pelo menos na sua totalidade. Acredito que sirvam para alavancar em grande parte o orçamento de 2013/14, dadas as dificuldades de receitas actual. E estar a contar com a venda de jogadores para esse efeito neste momento não me parece muito prudente…
      Neste momento, parece que estamos mais preocupados em arranjar dinheiro para a próxima época do que propriamente para abater divida. Esse assunto acredito que esteja a ser pensado a longo prazo… pelo valor da divida, e pela necessidade de começar a ter resultados positivos na gestão da SAD que alavanquem maiores receitas. Mas isto é só a minha opinião…

      • Se ha investidores para colocarem os 18 milhoes euros, porque e que nao sao anunciados ja, para que os socios possam, atempadamente, fazer uma analise antes da realizacao da AG?

        Para informacao do Sa e do Ricardo Sampaio, essas autorizacoes qualquer empresa pode pedir – quer tenha ou nao investidores para entrar. Ora se o Sporting os tem, porque nao divulga quem sao? Nao deveriam os socios ser informados de um facto tao relevante, antes de tomarem qualquer decisao?

      • Compreendo o teu nervosismo PMH…

        É que o Engodo andou dois anos para arranjar investidores, viajou meio mundo e pelos vistos, o melhor que conseguiu é uma divida (será que ao menos entrou o dinheiro? E para que era ele?) de 20M€… Ah claro, e a Gazprom, segundo fontes fidedignas do Dia Seguinte que pelos vistos ainda não conseguiu construir o gasoduto até Portugal…

        No Sporting as coisas saber-se-ao quando o Sporting entender… mas espera… pouco deve faltar para saber. Ou será que a desonestidade intelectual te tolda tanto a percepção que não te permite lembrar o que BdC disse sobre os investidores? Primeiro a reestruturação financeira… depois os investidores!

        Vá… como diria o Leão cá do burgo… sossega a passarinha! Dia 30 está perto…

      • Por uma razão simples PMH , aliás duas razões. A primeira é obvia. Para que alguns não estraguem tudo (tipo como tu).

        A segunda é ainda mais óbvia. A assembleia geral de dia 30 é do SCP e os investidores serão aceites em AG da Sporting SAD.

        No dia 30 “apenas” dás autorização ao acionista Sporting Clube de Portugal para votar favoravelmente na admissão de novos investidores quando existir assembleia da SAD.

        Os sócios do SCP não são os sócios da Sporting SAD. Metam isso na cabeça. A não ser que queiras comprar acções do clube.

        p

      • Sim Ricardo, ha noites que nem durmo a pensar nisso…

        E Paulo, a conversao de creditos da HOLDIMO vai acontecer onde? Deve ser na SAD, nao acha? Entao porque e que se discute a mesma aqui? porque e que se identifica um dos novos accionistas (por acaso o homem do BES em Angola) e nao se identificam os restantes? E ja agora, o Sporting nao e nosso outra vez?

      • Caro Chirola, como e evidente, os 20 milhoes ja estao numa conta off-shore, que tenho nas ilhas Cayman. Os estupidos dos croquetes do BES e que ficaram a arder, e ainda por cima vao ter de levar com 34% do Sporting, o que lhes da direito a ter missa com o BdC todas as semanas.

      • entao tambem fazias parte da lavagem de dinheiros do IA, atraves do SCP??
        e agora queres saber donde veem os 18M para os mandares tambem para as Cayman??

        a conversa é muito bonita, mas era ainda mais bonita,se já a tivesses tido antes, portanto parece-me que a carne picada saiu um bocadinho para o rancoso, e isso estragou o sabor do croquete, portanto descupa lá, mas vais ter de ficar a comer sozinho…

      • Pois, antes ainda se ia dividindo o bolo, mas parece que agora vai tudo para a Fundacao Aragao Pinto… Boa noite e SL, caro Chirola

      • bem me queria parecer que tinhas o Aragao atravessado…
        só que o aragao já faz parte do SCP desde 2000 e pouco, nao é de agora, e falta ainda saber quem é que fica a ganhar com o reforco da alianca, (reforco e nao nova alianca, como a carne estragada, nao deixa alguns perceber…), ou mais grave percebem, mas sao intelectualmente desonestos, o que interessa a todo o custo é queimar a imagem de quem até agora está a fazer algo para salvar o SCP, e nao as contas pessoais
        portanto pode guardar essas SL que me envia, porque nao acho que sejam sinceros…

      • Nao deve ter sido desde 2000 e tao pouco assim ja que, de acordo com o seu proprio website, a Fundacao so foi criada em Marco de 2009. Mas pronto, isto tambem mais ano menos ano, para quem nao sabe fazer contas, tambem nao interessa nada… E ficam entao retiradas as SL, caro Chirola – desculpe la mas esqueci-me que quem pensa pela sua propria cabeca, nos tempos que correm, nao pode ser Sportinguista… Aceita um abraco, entao?

      • é melhor nao aceitar tambem o abraco, porque sendo eu segundo a sua opiniao alguem que nao pensa pela minha propria cabeca e nao sabendo tambem fazer contas, poder-lhe-ei passar todas as minhas deficiencias
        portanto para nao correr o risco de o infectar ou reduzir-lhe a sua capacidade(recente) de critica,ficamos assim com um fique bem que eu tambem ficarei..

        entretanto, segundo as ultimas noticias, as accoes para a Holdimo libertarao entre 10 a 50 % de pases de jogadores que teriam sido usados como garantia desse dinheiro…malandro do BdC agora ate já tem passes de jogadores de volta sem gastar dinheiro, que grande vigarista…

  22. Ó Cherba, a precipitação dá maus resultados…

    Sexta-feira, 21.06.13

    Sporting entregue ao BES – mas agora a Banca já é “muito boa”

    Foi anunciada a Assembleia Geral relativa à reestruturação financeira para o próximo dia 30 de Junho, às 14h00. Li, apenas de raspão, a convocatória e a proposta respectivas, disponíveis no site do Sporting.

    Vi também, ainda que de passagem, algumas reacções eufóricas, vindas dos fóruns do costume, sobre as promessas que vão sendo cumpridas pelo novo presidente. Gente que não sabe ler, portanto. Porque se soubessem ler, teriam abertos os olhos de espanto com o que ali consta.

    O aumento de capital da SAD (vulgo “os investidores”) será feito pela conversão de 20 milhões de euros de dívida nas mãos da HOLDIMO, de Álvaro Sobrinho, em capital. E quem é então Álvaro Sobrinho, o nosso investidor ? Álvaro Sobrinho, é nem mais nem menos do que o BES (a ser confirmado aqui). O BES de Angola, para ser mais concreto. E veja-se que não entra um tostão de dinheiro novo – repito, trata-se apenas da conversão de créditos – que já não seriam recebidos de qualquer maneira, visto o Sporting estar falido -, em capital.

    Acresce ainda que outros créditos – 130 milhões deles para ser mais preciso – serão convertidos em VMOCS (quase-capital), também aqui sem entrada de um único tostão de dinheiro fresco, na SAD. Estas VMOCS serão detidas pela Banca – BES e BCP – que assim diminui o valor dos financiamentos bancários.

    Esta reestruturação mais não é do que a passagem definitiva do Sporting para as mãos do BES. E isto tudo sem entrar um cêntimo no Sporting. Tão simples como isso, caros amigos. Teremos pois, a partir de agora, um novo grito de guerra do Bruno de Carvalho: “O Sporting é do BES de vez!.”

    P.S. Em breve farei uma análise mais aprofundada de toda a reestruturação.

    * Texto da autoria de Desert Lion.

      • Sabes o que também dói?

        Eu apanhar-te na AG e mandar-te para casa a comer por palinhas durante 2 semanas.

        Filho da puta.

      • Qual verdade, que o teu eng.godinho andou a pagar as mordomias da roquetagem e as luvas dos zahavi’s & friends com dinheiro adiantado (pelos vistos pelo BES Angola) e agora temos que apanhar com um “investidor” que não investiu puto?

        Sim, essa verdade doi muito…

        Mas é melhor do que pagar a este cabrão cofinoso. E é sem juros!! Bem vistas as coisas, é muito bem jogado pela Direcção, é sim sr!

      • Saucedo o teu nome diz tudo!!!

        E nao concordo em nada com o que dizes, mas seguindo o teu raciocínio, então o bruno entrega a SCP aos bancos e está mal, quando foram os croquetes e o godos estava bem???

    • O Bruno é o filho ilegitimo do “IA”… eu não dizia!!!
      Bravo Saucedo… escrever tanto disparate pode abrir-te as portas do Livro dos Recordes!

    • Bem tens de a fazer … essa análise mais profunda.
      O que é engraçado é que todo o $$ que referes e bem são dividas existentes, com excepção de 55ME de uma futura subscrição de VMOCs (só se fores bruxo é que sabes que será o BES).

      BdC bem disse na célebre (para alguns) comunicação em Alvalade que tudo está dado como garantia. Nada mudou portanto.

      Tudo está dado como garantia. Deves estar supercontente. Afinal o Sporting não é nosso é do BES e a culpa é de BdC.

      No caso da Holdimo que apontas como um grande erro de BdC não te ocorre perguntar para onde foram os 20ME. Não queres saber? Isso não interessa?

      e mais uma vez, esqueces ou o lionheart por ti, a questão dos 18ME de $$ de nnovos investidores. È claro que depois de dois meses a perguntarem por eles, agora que se percebe que vão exisitir, não convém falar mais disso.

      Entre o nojo que tenho por quem escreve desta maneira tão suja e parcial, devo dizer, que não acho mesmo nada estranho estarmos como bem diz o texto “falidos”. Pudera com gente assim.

      p

    • Já cá faltava este merdas do Saucedo… Deve ser o Haja Luz ou algum atrasado igual a ele.

      Ó monte de merda, lê o comunicado todo!

      “Autorização ao Conselho de Administração para proceder a um ou mais
      aumentos do capital social da Sporting SAD num montante total de Euros
      18.000.000,00 (dezoito milhões de euros), a realizar por novas entradas em
      dinheiro através de subscrição particular junto de investidor, ou investidores, de
      referência seleccionado (s) pelo Conselho de Administração da Sociedade, com
      supressão do direito de preferência dos accionistas, com emissão de 18.000.000
      (dezoito milhões) de novas acções ordinárias, escriturais e nominativas, com o
      valor nominal de 1 Euro cada e pelo preço de subscrição de 1 Euro cada;”

  23. Onde é que leram que os €18M estão garantidos? É solicitada a possiblidade de Direcção negociar até €18M de aumento de capital, mas nada se diz relativamente ao facto dessa negociação já ter sido feita ou de o investidor já ter sido identificado. Aliás, o texto (ao deixar aberta a composição comercial ou pessoal do eventual investidor) dá precisamente a entender que ainda não o foi.

    • Nada indica que não foi.
      E até seria o cumulo que não tivesse sido… Também não vamos ser “mauzinhos” até esse ponto.
      Se queres criticar, ao menos critica algo que já esteja feito e que aches mal.

      • ?!

        Tu acreditas que a direcção mandou esse número assim ao “ar” e que ainda não tem nenhum investidor já com tudo certo para entrar com os 18 Milhões ?

        Lá por nós ainda não sabermos quem é, isso não quer dizer rigorosamente nada.

      • É bem possível… até porque €18M é o máximo possivel neste momento sem o Sporting perder a maioria na SAD. Acredito plenamente que já estejam identificados, mas não vou embandeirar em arco porque podem muito bem não estar. De qualquer modo espero por esclarecimentos na AG.

  24. Para os otários do costume, façam o favor de ler isto que vem no comunicado do Sporting:

    “Autorização ao Conselho de Administração para proceder a um ou mais
    aumentos do capital social da Sporting SAD num montante total de Euros
    18.000.000,00 (dezoito milhões de euros), a realizar por novas entradas em
    dinheiro através de subscrição particular junto de investidor, ou investidores, de
    referência seleccionado (s) pelo Conselho de Administração da Sociedade, com
    supressão do direito de preferência dos accionistas, com emissão de 18.000.000
    (dezoito milhões) de novas acções ordinárias, escriturais e nominativas, com o
    valor nominal de 1 Euro cada e pelo preço de subscrição de 1 Euro cada;”

    Estão aí os investidores!

    • O facto de fazer a diferenciação de um ou mais parece-me indicio que de facot, UM já está garantido… mais ainda sendo uma subscrição particular… seleccionados pela Administração.

  25. Alguem sabe se quem não pode estar presente tem alguma forma de dar os seus votos à direcção antecipadamente ?
    Com isto pode ser evitado alguma manobra de deitar abaixo esta direcção não aprovando as suas ideias
    SL

  26. @Gtony, ForumSCP
    http://www.forumscp.com/index.php?topic=53054.msg2579424#msg2579424

    “Analisando e calculando os impactos passo a passo:

    1º) – Fusão da SPM.

    A SPM e todo o seu Patrimonio irão ser fundidos na SAD. No 1º Passo, entra o Activo da SPM (Integrando já o valor de + 33 anos de concessão do Estadio de Alvalade) no Activo da SAD, e entra o Passivo da SPM no Passivo da SAD. Esta fusão terá um impacto de 8 Milhões de €uros nos capitais Proprios da Sporting SAD, e capitalizará o Activo da SAD.

    2º) – AC da Holdimo. (20 Milhões)

    A Holdimo entrará no Capital da SAD por via da conversão de creditos da Holdimo com a Sporting SAD. Ou seja, 20 Milhões € de passivo da Sporting SAD com a Holdimo serão convertidos em capital. O Passivo neste caso diminui 20 Milhões, e o Capital Proprio aumenta 20 Milhões, via entrada destes 20 Milhões no Capital.

    3º) – AC via novo Investidor. (18 Milhões)

    Será realizado um aumento de capital no valor de 18 Milhões de €. Essa será uma entrada directa de Capital de um novo investidor e aumentará os capitais Proprios em 18 Milhões de €, e tendo que não está prevista nenhuma entrada de Activo, este valor poderá/deverá ser abatido no passivo, cumprindo a regra ACT = CP + PAS. Este AC tem implicações de 18 Milhões no Capital Proprio, e uma “redução” de 18 Milhões € no Passivo. Com a conclusão deste e dos outros passos, mantemos a maioria da SAD com uma % de 50,4% como o @Marinho descreveu. Os capitais Proprios após este passo ainda se situarão em cerca de -60 Milhões €.

    4º) -Conversão de Passivo Financeiro em VMOC’s. (80 Milhões)

    Este 4º Passo, será o passo decisivo para se atingir a solvabilidade e o equilibrio da SAD. Com a conversão de 80 Milhões € de Passivo Financeiro em VMOC’s, a Sporting SAD passa de uma situação de capitais Proprios Negativos de cerca de 60 Milhões €, para uma situação positiva de capitais Proprios de + 20 Milhões de €. Nesta conversão, são abatidos 80 Milhões ao Passivo Financeiro, transformando-se estes 80 Milhões em VMOC’s que passarão para o Capital Proprio. A Banca ao Invés de ter 80 Milhões de Credito na Sporting SAD, passa a ter 80 Milhões de Valores Moveis que podem ser convertidos em Capital da SAD.

    No Final desta Reestruturação, a Sporting SAD terá um activo de cerca de 320 Milhões €, terá um passivo de cerca de 300 Milhões (Ao qual teremos de Juntar o prejuizo referente a este semestre), e capitais Proprios Positivos. Manterá a Maioria do Capital da SAD(…)”

      • Opah… temos bruxo. O homem até já sabe que não vamos pagar as dívidas.

        Tem calma… nós vamos pagar as dívidas, porque vamos mesmo que ter que as pagar. Não há mais “pão para malucos” no Sporting, nem maluquices de megalomanias.

        Agora é aguentar. E quem quiser saltar fora do barco por não aguentar estar uns quantos anos sem ganhar nada, o melhor que têm a fazer é sair já do barco!

  27. Vejo o futuro cada vez mais negro. As VMOC’s são um grande problema, não se esqueçam que serão todas propriedade do BES e BCP. Ora esse alvaro sobrinho também está ligado ao BES, BES Angola mais especificamente, além de ser um indíviduo sujinho, sujinho (corrupção, lavagem de dinheiro) algo que faz dele uma presa fácil para os bancos manipularem. Acrescentando a isto as hipotecas hoje divulgadas, também a favor dos bancos, vejo o Sporting cada vez mais propriedade da banca!

    As VMOC’s são a 12 anos, se o Sporting não as pagar entretanto, a SAD passa para as mãos da banca. E nem acho que seja preciso esperar tanto, a julgar pelo estado da situação e a impossibilidade do Bruno fazer alguma coisa. O buraco é simplesmente grande de mais.

    Para o clube se safar vai ser necessário uma gestão de top mundial (ou que a justiça actuasse neste mundo!) e desportivamente vão ser anos muito complicados. Mas mais vale isto do que ver o estádio ir ao ar para construir apartamentos ou a academia ser vendida ao benfica…

  28. Bom, li todos os 190 comentários e só tenho uma coisa a dizer:

    Para sermos adeptos do Sporting devemos 1º de tirar um MBA em Economia e Finanças. Este é o estado em que nos entregaram o nosso grande amor.

    Ai, como eu gosto tanto de bola meu Fito.

  29. Fodasse, eles são VMOCS, flops, trónhónhós, fitós, caralhós e acima de tudo, e em virtude de a grande maioria que aqui posta pensar com a testa ( os cornos ficam de fora ) ainda não entenderam que não entrou massa nenhuma e que estão, de vez, na mão dos Bancos. por isso o trónhónhó marcou a Assembleia. Se der para o torto ele lava as mão como Pilatos. Cada vez mais me convenço que este Clube de MERDA vai acabar…

    • Quando vocês baterem no fundo com um estrondo ainda maior que o nosso, vai ser engraçado.

      Mas vai ser apenas e só isso… engraçado, porque não me vai levar a mim nem a outros Sportinguistas a ir debitar merda para um fórum de lampiões.
      Percebes a diferença ?
      Agora volta lá para a capoeira.

    • clube de merda??
      és tao estupido que ainda nao percebeste que estamos a falar do SCP e nao da tua agremiacao de bairro??
      que apesar dos numeros serem grandes( daí pensares que estamos a falar da tua agremiacao), os teus sao bem maiores?
      volta lá para a limpeza do pó branco dos pneus e deixa as pessoas inteligentes em paz…

  30. Aquando das eleições achava que ganhasse quem ganhasse o sporting iria mais tarde ou mais cedo perder a maioria. E aos poucos quer me parecer que isso vai acontecer e como o efeito de massas é poderoso muita gente que antes tanto se indignava irá votar a favor. Mas a seu tempo se verá…

    • Pois a questão é mesmo essa… nas eleições houve dois candidatos que disseram que esse não seria o caminho. Questionei aqui várias vezes qual seria então o caminho e a solução, mas tal nunca foi esclarecido. A razão é apenas e só uma, o Sporting terá sempre que perder a maioria do capital da SAD se quiser manger a sovência.

      • Tens a bola de cristal no bolso ? És bruxo ?

        Se vai ser difícil mantermos sempre a maioria da SAD ? Claro que vai…

        Mas se fossemos optar pelo caminho mais fácil, então isso seria desistir do clube e deixar o clube morrer.

        Enquanto for possível manter a maioria da SAD nas mãos do Sporting, acho que o devemos fazer.

    • Depois desta reestruturação continuamos com a maioria da SAD, é bom que esse ponto fique esclarecido.

      No futuro poderão acontecer três coisas distintas:
      1-Ficar tudo igual em termos da divisão da SAD.
      2-Perdermos espaço na SAD e a maioria.
      3-Ganharmos espaço na SAD e aumentarmos a nossa participação.

      Quem quiser agoirar, é livre de o fazer obviamente, mas metam na cabeça que existe mais que um caminho, não existe apenas o caminho “triste” de ter que perder a maioria da SAD:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s