hoje escreves tu: «Hoje escreve o coração!»

Às quartas, a voz dos cacifeiros salta da caixa de comenários para a primeira página, naquela que considero uma forma de enriquecer o blogue, de reforçar o Sportinguismo e de agradecer a todos os que, diariamente, ajudam a fazer do Cacifo aquilo que ele é. Os rugidos devem ser enviados para ocacifodopaulinho@gmail.com

 

Hoje Escreve o Coração, by Iordanov

Quando não se partilha com a família, com quem se há-de partilhar?
Sim, nós somos uma família. Deixem-me partilhar esta alegria.

O meu pai é benfiquista. Teve, no entanto, a sensatez de não influenciar a escolha dos filhos no que toca ao clube. Eu podia, ainda assim, ser adepto do “seu” clube, como quem faz um gosto ao seu pai, como quem “ganha créditos” junto dele para conseguir uma outra coisa, enfim, como quem se vende.

Cheguei a ser Nené, em algumas jogatanas de rua, poucas, de resto, porque cedo, muito cedo, percebi que Jordão era quem eu era! Eu era Manuel Fernandes e Damas. Eu era Carlos Lopes, era Fernando Mamede. Eu era a Curva Belíssima, eu era Sporting. O tempo foi passando e o amor crescendo. Adiava, por motivos económico-geográficos, a minha primeira vez a Alvalade. Sou de Coimbra, (recentemente eleita Património Universal da Humanidade pela UNESCO) e durante muitos anos o meu pai trouxe o único ordenado da casa para criar três filhos; a minha mãe era Doméstica. Deixo de estudar para ajudar ao orçamento familiar. Ordenado baixo, ajudo nas despesas de estudo do meu irmão mais novo (que se viria a licenciar na Escola Superior de Educação de Coimbra – ESEC – e mais tarde em Direito, dando assim o melhor proveito ao meu Esforço, à minha Dedicação, até à minha Devoção pelo seu sucesso, e foi muito minha, a sua Glória!)

Houve outras contingências e a visita a Alvalade só acontece nos anos ’90. Uma experiência única, uma sensação que não tenho coragem de tentar descrever! Em 99/2000, após o título, decido que logo que me fosse possível me tornaria sócio, mas estava longe de imaginar que o trilho até lá seria tão difícil, tão longo…

Em Maio último, no dia 8, assumo efetivamente o compromisso, no site do clube, e desde essa data que tenho aguardado a conclusão do processo. Recebi no entretanto a VERDE e BRANCA, conforme campanha de adesão, mas faltava, para mim, qual criança ansiosa para abrir a prenda de Natal, aquele cartãozinho plástico que traz o nosso nome, a nossa foto, e nos identifica materialmente como SÓCIO.

Hoje, 25 de Junho de 2013, ao chegar à caixa de correio lá estava o envelope e, acreditem, antes de o abrir chorei. Chorei por me sentir não mais “do” SPORTING, mas por me sentir “MAIS” SPORTING! É um dos dias mais felizes da minha vida e tinha de partilhá-lo com vocês.

Tentar pôr em (mais) palavras o que hoje sinto, seria limitar o tamanho da minha própria alegria, seria desrespeitar a dimensão do SPORTING que amo!

SPORTING SEMPRE!
Saudações Leoninas.

Anúncios

32 thoughts on “hoje escreves tu: «Hoje escreve o coração!»

    • Eh pá, mais um. Mas também nunca me senti menos Sportinguista por isso. Aliás, o facto de estar cada vez mais longe de Lisboa tem acentuado este sentimento pelo nosso grande amor!

      Bom post, caralho que me emocionei.

  1. Não existe outro sítio em que o não o cartão de sócio do Sporting Clube de Portugal no qual me orgulho mais de ter a minha fuça!

    Esse é que é o meu verdadeiro Bilhete de Identidade!

    SL

  2. Percebo perfeitam/ o q sentes, pois tb me tornei sócia na altura e posso dizer q todos os dias abria, ansiosa, a caixa do correio. Até liguei para o SCP Pq já estava a desesperar com a demora. Queria rapidamente o meu cartão e o q simbolizava! Ser do Sporting é inexplicável.

  3. Bem-vindo à família…

    Fantástico o teu post, comungo a tua historia, tb só me fiz sócio em 2010 dps de acabar a faculdade e ganhar o meu primeiro vencimento. Sei o que sentes perfeitamente.

  4. Eu disse que era do Sporting pela primeira vez estava eu em Lourenço Marques … à 40 anos a traz …. vim para Portugal e não descansei até ter o meu cartão que sempre foi a minha pátria!

    Não há melhor definição de identidade… qual cartão de cidadão qual que?!

    Saudações Leoninas!

  5. “O dinheiro não é tudo… Assim queiram e ficarei no Sporting até à idade da reforma nas funções em que achem que posso servir melhor o clube. Uma pessoa nunca é velha quando tem vontade.”

    João Benedito

    • Este Benedito chegou ao ponto de não me surpreender com estas declarações.

      “Isto não são 3, 4 por cento, isto é o Sporting!”

      Parabéns Iordanov, é sempre uma alegria tanto para quem se torna sócio como quem vê mais um leão a juntar-se ás fileiras.

  6. Texto muito bonito!
    Obrigado por partilhares Iorda. Espero q mantenhas esse cartão p/ sempre, q o disfrutes muitas vezes e sempre associado a grandes alegrias.

  7. Quando falo em “FAMÍLIA”, é disto que vos li nos comentários a que me refiro!

    Grande abraço a todos, um obrigado especial ao Cherba por me permitir partilhar aqui tamanha alegria!

    Sporting Sempre,

    SL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s