Obrigatório

Esta entrevista com Carlos Vieira, administrador financeiro do Sporting Clube de Portugal, ajuda a retirar muitas das dúvidas que possam existir. Quem quiser ver e ouvir, basta clicar aqui. Em minha opinião, é obrigatório.  todos os Leões clicarem aqui.

 

Anúncios

190 thoughts on “Obrigatório

  1. Só pela gravata vê-se que o homem é de outra esfera da economia eh eh eh :)
    Brincadeira à parte … é sempre bom ouvir alguém falar sobre o que sabe, e não verberar porcaria só porque um qualquer jornal lhe colocou um microfone à frente das fuças !!

  2. Uma entrevista bastante interessante! Se bem que 17 minutos nem de longe nem de perto chegam para sabermos da missa a metade… Mas enfim, na AG penso que será tudo discutido em condições!

  3. O que interessa ressalvar é isto :
    Antes tínhamos gente do calibre dos mais viciados e azarados jogadores de Las Vegas. Levam 500 dollars ( 100 das poupanças que são para emergências ) para apostar, e estando a perder os 500, pedem mais 500 ao casino para tentar ir buscar 1000, e assim continuam, perda atrás de perda.
    Quando finalmente conseguem equilibrar as contas, investem o dobro, tal a tesão de mijo que têm. O resultado é o que se espera, e foi o que se assistiu no Sporting.
    Hoje temos gente que mais parece a avózinha anti casino … acompanha a família no fim de semana de loucura mas, só vai apostar o equivalente aos cafés que bebe na pastelaria com as suas amigas, e não vai emprestar nem um centavo aos filhos e netos quando estes já não tiverem mais dinheiro.
    Aposta uns 50 dollars e deixa de lado uns 10 para o almoço. Se ganhar alguma coisa … heyyyyyyyyyyyy, é lucro porra. Se perder, não fará mossa porque este era mesmo para gastar e não para pagar contas. Além do mais, a papinha está garantida.
    Chama-se a isto ter noção, ter inteligência !!

      • Corte global de 27% … metade do que foi vociferado por quem não nos quer bem !!
        Fica assim desfeita mais uma dúvida.
        É tanta chapada de luva de branca que eu já tinha tomado vergonha na cara, se fosse um dos que semanalmente verbera merdice para os pasquins !!

      • 35% a menos no andebol assusta-me, sobretudo quando nós já tínhamos muito menos que os outros à partida… assim vai ser muito difícil lutar pelo título. Quanto ao futsal, vamos ver se as aves de rapina não aproveitam e vêm atacar para os nossos lads de novo.

        Como já referi muitas vezes por aqui, prefiro modalidades ganhadoras a pseudo-jogadores no fut11… e bastaria menos um Bolharouz, Adrien ou Labyad para pagar todos estes cortes.

      • a questão é que neste momento os bolos de arroz e os outros já lá estão e enquanto não se conseguir dispensar e cortar eles vão receber o deles e ocupar espaço. seja aos pouco seja se rescindirem e receberem tudo logo na hora

      • Pronto, então ponho noutro ponto… prefiro modalidades campeãs à vinda de um montero. Mas isso sou que sempre vivi o ecletismo do Clube como parte da sua identidade.

      • É o Sporting Clube sim…porque o orçamento do SCP SAD é outro…

        Mas é importante o Clube não ter divída e ir melhorando os seus resultados financeiros

      • qual é a dúvida polik? Isto é o orçamento do clube não da SAD. A SAD é que é apenas futebol, arre fodace!

  4. Este post é um bom sinal do que interessa à maioria dos Sportinguistas : Atirar pedras ao Inácio, falar de contratações de A ou B e mandar atoardas sobre merda que não interessa.
    Ver um vídeo de 17 minutos sobre o que realmente interessa para a sustentabilidade do clube, parece não interessar.
    Ainda que leigos na matéria ( eu próprio sou ) dá para entender um pouco. Vamos lá people … façam um esforço e vejam o vídeo !!

    • Tens toda a razão. Veremos pela quantidade de comentários em relação a este tema, e ao Inácio..

      Pelo menos o Carlos Vieira não desvaloriza por ir à selecção…

      • O que faz confusão a muitos, é a “não perca” da maioria da SAD, é o pensarem que quem investe tem obrigatoriamente que se “abarbatar á maioria”, é o pensarem que a incompetência nos dias de hoje, tornou-se numa dúvida pertinente, e não numa certeza dispensável.

        Os responsáveis da direcção referem e está planificado na restruturação, que os orgãos sociais eleitos, terão sempre vantagem nas decisões executivas, logo, os sócios terão sempre uma palavra a dizer, o Sporting paga anualmente milhões em juros, aumentou-se o prazo para 2025, diminui-se a despesa, haverá mais tempo e espaço para revitalizar a saúde financeira do Clube, e consequentemente, respeitar os prazos da dívida, e não estar constantemente a “comprar” dívida para pagar dívida, e para aqueles que apenas compram gameboxes devido a contratações sonantes, então não andam a sentir bem o problema.
        Da entrevista do Carlos Vieira, realço a “mensagem”….”mas pensam que os gestores Sportinguistas são todos burros e incompetentes ?”….

      • peixe-agulha, uma das causas para o colapso financeiro e desportivo do Sporting é os jogadores irem às selecções, pois isso prejudica desportiva e financeiramente o Sporting além da brutal desvalorização dos jogadores.

      • Supercócó é quem paga milhões em transferências e salários e depois deixa ir os jogadores para as selecções.

      • Supercagalhão, explica lá como os jogadores se desvalorizam na selecção que eu ainda não percebi.

  5. Vi o vídeo, e apesar de ser um leigo em termos económicos, concordo com o que nos é proposto. Não vamos gastar o que não temos. Parece-me um óptimo princípio. Mas é preciso salientar, que nós, adeptos e sócios, vamos ter um papel fundamental, quer no apoio desportivo, quer no financeiro. É urgente recuperar que os antigos sócios que o deixaram de ser regressem e que haja entrada de novos associados. Ao que percebo, os orçamentos fazem previsões das receitas esperadas e nós temos de contribuir para que pelo menos se atinjam os valores esperados!

  6. Carlos Vieira inspira-me confiança.

    Não o conheço bem mas tem aquela pinta de “geek das finanças” que normalmente está associada a uma conduta séria. Gostei da parte em que ele diz que temos de alterar o paradigma dos resultados financeiros estarem dependentes dos resultados desportivos. Ás vezes as pessoas gostam de passar a ideia de que existe essa dependência. E ela existe, mas para clubes que dependem exclusivamente do investimento para ter sucesso. Mais investimento, aumento de custos, sucesso e melhores resultados financeiros. É este o ciclo de equipas como porto ou benfica que dependem sempre de uma grande venda no final de cada ano.

    Nós temos de sair deste ciclo. O nosso ciclo tem de ser diferente. É o tal “fazer mais com menos”. Porque atingir a Champions com um considerável aumento de custos minimiza o impacto deste resultado desportivo. Fazendo dois comparativos: é sabido que os custos aumentaram em cerca de 20M com engodo. Imaginem se por acaso tivéssemos atingido a Champions. Isso representaria um encaixe na ordem dos 6M (pela entrada) + receitas extraordinárias variáveis (de acordo com a performance na competição). Provavelmente teríamos de chegar aos quartos ou meia-final da competição para justificarmos o investimento e aumento de custos. (Não conto com as receitas de bilheteira, falo apenas de receitas extraordinárias). O outro comparativo é o Paços de Ferreira (ou mesmo o braga dos anos anteriores) que tem uma estrutura de custos estabilizada e que conta agora com os 6M de entrada na Champions. Estes clubes começam a ter lucro ainda antes da competição começar.

    Nós temos de estar “no meio”. Com um investimento sempre superior aos clubes que referi acima, temos de conciliar esse investimento com uma manutenção de custos. Isso significa ir comprar poucos jogadores, que auferem salários razoáveis mas que sejam reais mais-valias. Isto não é fácil e obriga-nos a abordar o mercado com precisão.

    • Sá, ainda não tive oportunidade de ver a entrevista, mas sem a ver, quando li “geek das finanças” veio-me logo à cabeça o Gaspar… cruz credo.

      Gostei bastante do teu comentário, que me aguça a curiosidade em ver a entrevista mais logo.

      SL

    • Relativamente ao ciclo que referes como sendo o dos morcões e das galinhas – a dependência das receitas da CL e sobretudo das grandes vendas – continuo a achar que não é por os dirigentes destes clubes não perceberem que existem outros paradigmas que se mantêm nesse ciclo, é porque as grandes entradas de dinheiro alimentam muita gente, e nesta gente incluo esses dirigentes.

      A grande diferença para a gestão do Sporting até há uns meses atrás é que enquanto os dirigentes dos morcões e das galinhas têm o cuidado de não comprometer (demasiado) a sustentabilidade dos clubes, porque é isso que os alimenta a eles, os dirigentes do Sporting cumpriram na perfeição a moral da história da galinha dos ovos de ouro.

      Acho que neste como noutros casos, no meio está a virtude – entre os ciclos azul e encarnado (a parte das receitas), e a gestão dos clubes mais pequenos (estrutura de custos estabilizada, com investimentos superiores mas igualmente rigorosos).

  7. Acho que finalmente estamos bem entregues.

    Pessoas conhecedoras, com um projecto definido, sem grandes manias, duplas consoantes e coisas que tais – quer desportiva, quer financeiramente.

    O destaque, no meu ponto de vista, é, sem dúvida, o ponto onde se refere que o sucesso económico não pode desempenhar um papel tão importante no sucesso financeiro de uma SAD.

    Não podemos estar à espera de ir à LC, ou de fazer um encaixe em vendas de passes na ordem dos 20/30M€, e se tal não acontecer ir a correr à banca, com margem de negociação “zero”, pedir dinheiro para pagar ordenados. Aliás, “contar com o ovo no cú da galinha” nunca correu bem a ninguém, por isso só me admira como é que tantos entendidos que passaram pela nossa Casa nunca conseguiram gizar um modelo nestes moldes. Se calhar, os croquettes estavam com cotação alta em bolsa…

    De facto, e sem grandes rodeios, vamos ter que reduzir orçamento, não só no futebol, como em todas as modalidades e despesas administrativas. Mas, curiosamente, acho que isso vai ser bom para todos. Vai criar mais união em torno de um objectivo. Vai criar um grupo. Vai criar a ideia de que agora abdicamos todos um bocadinho (financeira, desportiva e emocionalmente), para, mais à frente, todos virmos a ganhar com isso.

    MAis, o rentabilizar da Academia e do nosso know-how é fundamental. Não nos PALOP’s em sítios perdidos. Mas nos Estados Unidos e no Canadá, por exemplo. Onde podemos aproveitar boas infra-estruturas para implementar o modelo “Sporting”. Se pensarmos bem, o que temos a perder com isso?

    Aqui se vê que uma boa equipa financeira, um projecto, um líder e não colocar os interesses pessoais acima dos interesses do Clube, são bem mais importantes que todos os Carlos Freitas e Luís Duques desta vida…

    Não gosto de “embandeirar em arco”, mas penso que esta é a mentalidade certa para termos sucesso, muito sucesso!

    SL

  8. Resumindo, o Sporting estava apinhado de gestores calões, burros e oportunistas, que queriam ter resultados sem trabalharem de maneira séria, derrapagens constantes no orçamento, dívidas para pagar dívidas, centenas e centenas de milhões de euros a “voarem”, a delapidarem quase a totalidade patrominal do Sporting, tudo hipotecado, tudo dado como garantia, e que pensavam que tudo se move a dinheiro, é pagar muito e bem, que os atletas dão corda aos sapatos…
    Agora, é um administrador não executivo da Holdimo que os faz tremer ?
    Haja paciência…

    • Que fique bem claro que não gostei da maneira em que o orçamento do Clube foi apresentada, o símbolo na página 1 não está bem centrado, e as páginas 2, 4, 7, 11, 12, 13 e 14 estão completamente desalinhadas!!!
      É muita página !!!!

  9. A explicação é muito boa, e sem dúvida que esclarece a nível superficial algumas das duvidas que se possa ter.

    Nota-se que o Carlos Vieira sabe do que fala, e não se trata de conversa da tanga.

    Ainda vou ter que ler bem o orçamento, assim como o programa todo da assembleia, para não chegar lá de para quedas e não entender um boi. Recomendo que o façam também. Quanta mais informação podermos levar, melhor poderemos perceber os detalhes.

    SL

  10. Sinceramente foi um documento fraquinho… sem conteúdo, apenas números… deste ano!

    É por ser um comunicado para o público em geral, espero que no Domingo haja mais suporte ao sócio!!

      • Simples, comparações (com ano(s) anteriores) e justificação para se variar ou até mesmo justificação para aqueles números.

        Mas deixem isso sou eu que tenho a mania de gostar as coisas justificadas até ao “tutano e de perceber se aquele número era assim antes ou não…

        O que eu gostava de ver (mais) explicíto é quanto o engodinho andou a tirar dos nossos bolsos na “estrutura central”

        Krpan e Hic Svnt, provavelmente vocês estavam habituados ao muito mau, eu felizmente gostava de me habituar ao muito bom…

        Mas estamos a caminhar para isso!

        Um Abraço

      • Nunca vi um orçamento com os resultados anteriores, até porque o facto de estar orçamentado não quer dizer nada, pois no final do exercício o balanço e a demonstração de resultados pode indicar que houve derrapagem no orçamento (como aconteceu nos anos anteriores)

        Estás a fazer confusão com os balanços, que reporta também ao ano N, N-1, N-2 para saber a evolução.

      • Por acaso até me parece que de uma forma simples, o orçamento está bem justificado, diz claramente de onde vem o dinheiro e em que é aplicado, sem alineas como “outros proveitos operacionais”, ou “outras despesas do exercicio”…

      • estou com o krpan… orçamento simples e detalhado o suficiente para se saber que receitas e que despesas.
        constrata com por exemplo o ultimo da SAD que tinha maravilhas como:
        gastos com empresa X 200.000 €
        empresa Y 120.000 €
        outros 8M€

      • São pontos de vista… eu faço o orçamento de uma das maiores empresas portuguesas e não é assim como dizem… mas são opiniões e não tem mal nenhum.

        Quanto à rubrica dos outros proveitos/despesas toda a gente sabe quem tem no mínimo de detalhar os 2 grandes pesos dentro dessa rúbrica pois é passível de esconder muita coisa (nomeadamente o tacho dos amigos como se passou nos últimos xx anos).

  11. É pá, a entrevista só vale a pena, para bater uma punheta á conta da gaja.

    O geek das finanças não disse nada de muito objectivo. Temos de melhorar receitas…. Temos de baixar custos… Aproveitar melhor o estadio…. Preocupados que temos menos sócios pagantes…… Os bancos têm de ser parceiros….
    Temos trabalhado…. Estamso no bom caminho…

    Enfim, a laranja tinha bom aspecto, mas deitou pouco sumo.

  12. Acho que a entrevista confirma que a reestruturação é um acordo benéfico para todas as partes.

    A possibilidade do SCP Clube e a SCP SAD apresentarem capitais próprios positivos é um alivio nas finanças, é sair do red line possibilitando o clube e a sad apresentarem lucro nos próximos exercícios.

    É o lucro nos próximos exercícios a cerne da questão. O Orçamento do SCP Clube já prevê resultados operacionais positivos e o da SAD também irá prever se seguirmos a máxima de gastar o que temos, mas como o Carlos Vieira temos de fazer novas receitas para possibilitar alguma derrapagem em alguma receita esperada e não conseguida, ou no sentido do investimento.

    A internacionalização da academia é uma ideia, mas eu penso que não deveria abranger somente a “comercialização” do nosso Know-how, temos de tirar mais-valias disso. Ex: no caso de abrirmos uma academia com a colaboração do SCP, além da comercialização do know-how, deveriamos ficar com percentagem dos direitos de formação e de uma percentagem do passe do jogador saído daquela academia. Era lucro constante e uma fonte de receitas tremenda.

    Novos associados, mais gamebox, naming do Estádio, concessão do estádio para outras actividades etc etc etc…

    É necessário receitas para que em 2025, não necessitarmos de novo empréstimo para pagar as VMOC.

  13. Mais um “prego” no Pin…abre os olhos, rapaz!

    Liverpool desiste de Tiago Ilori

    DEVIDO BRAÇO-DE-FERRO ENTRE LEÕES E AGENTE

    O Liverpool terá desistido de tentar a contratação de Tiago Ilori, farto do processo que se arrasta devido ao braço-de-ferro entre o agente do futebolista, Pini Zahavi, e o Sporting, revela o jornal “Daily Express”.

  14. Atividades em Alvalade quando não se dão jogos, concordo, em absoluto, mas tem de ser bem medido, é que estou fartinho de ver a puta da relva a ser trocada.

    • Trolha, a troca da relva num estádio representa 1/6 do lucro de um concerto no mesmo. Basta vez o exemplo do porto, com os Muse ou os Coldplay. Termina o concerto, relva nova, automatico

  15. Desculpem o off-topic, mas não queria deixar passar isto em claro

    Lembram-se da declarações de Bruma ontem – que sairam na edição online da Bola:

    “É sempre muito bom ouvir o interesse de grandes clubes, mas não são essas notícias que estão na minha cabeça agora. Tenho pessoas que estão a tratar disso», afirmou Bruma”,

    Pois afinal o que o Bruma disse foi isto:

    “É sempre muito bom ouvir o interesse de grandes clubes, mas não são essas notícias que estão na minha cabeça agora. A renovação ? Tenho pessoas que estão a tratar disso», afirmou Bruma, ”

    Conseguem ver a diferença – um pormenor que muda tudo.

  16. acho que é um orçamento equilibrado e razoável.

    espero que mantenham os melhores em cada modalidade, poupando nos jogadores que menos rendimento apresentam.

    o exemplo do Joao Pinto no andebol (6 épocas no clube) parece-me bom. a equipa não perde valor pela sua saída, pois já estava na curva descendente da sua carreira. um bom exemplo de gestão. mau seria sair o Rui Silva ou o Fábio.

    acho que BdC vai ganhar a guerra das renovações, valeu a pena o braço-de-ferro. Bruma já se livrou do Pini Pom e Liverpool já largou o osso.

  17. Lista de jogadores que se desvalorizaram na selecao em grandes competicoes: Dimitrescu, Letchkov, Keneth Andersson, Petrescu, Nedved, Poborsky, Bierohff, Suker, Thuram, Zidane, Cesar Sampaio, Luis Figo, Rui Costa, Costinha, Vidigal, Nuno Gomes, Wiltord, Sin Junk Park, Cristiano Ronaldo, Deco, Ricardo Carvalho, Maniche, Klose, Ozil, Khedira, Pauleta, Sneijder, Grosso…

  18. Dois offtopics:

    – Braga vende Mossoró, de 29 anos, por 3.5 milhões de euros (!). E nós vendemos (ou vendiamos) internacionais por um saco de pevides.

    – O jornalista da RTP Luís Baila continua um tripeiro fdp. Cada vez que entrevista o Bruma no Mundial, só lhe saem perguntas que nada têm haver com o jogo disputado. “Manchester United, Inter de Milão, todos estes clubes a querer contratá-lo…” Fdp continua a fazer o trabalho sujo para os patrões do norte…

    Continuemos atentos.

  19. O que escreverei aqui não é nem pretende ser maldoso. É mais uma perplexidade que porventura transformar-se-á num alerta que o Cherba considerará como muito bem entender.

    Desde as eleições o Cacifo anda bastante alinhado com a actual Direcção. Poderá isso resultar de algum deslumbramento por, desde os tempos das eleições, o BdC ter mostrado que acompanhava de perto o que por aqui se escreve?

    Pessoalmente, prefiro sempre versões “independentes” dos poderes constituídos. Sem isso, perde-se a capacidade de crítica não demolidora mas construtiva, que em nada é incompatível, repare-se, com apoio e elogio a quem manda quando bem age.

    Custar-me-ia ver o Cacifo metamorfosear-se num espaço “manso”, numa espécie de blogue oficioso da presente Direcção do Sporting Clube de Portugal, por melhor que esta seja.

    • Concordo, Gregor, e já o expressei aqui… como dizem o blogue é de quem o escreve, mas com tudo o que O Cacifo signifier e contribuiu já para os desenvolvimentos vistas no Clube acho que o Cherba deveria repensar o seu sentido crítico que no pass ado sempre pautou a “linha editorial” dO Cacifo.

    • Penso que isso se deve a um certo “estado de graça” em que a direcção ainda se encontra, mas que para alguns (tipo o “conselheiro Leonino”) durou tipo 24 horas, e para outros nem isso… Penso que a actuação da direcção e do seu presidente têm agradado, daí ainda não se ver nem aqui nem na generalidade dos sitios onde se debate SERIAMENTE o Sporting, grandes criticas. Penso que com as despensas, e com as contratações haverão mais criticas.

      Muito sinceramente não vejo ainda motivos para criticar grande coisa, pelo contrário, há que aplaudir a forma célere e até positiva conforme se têm andado a resolver os “dossiers”. Penso que não há grande coisa a apontar mesmo.

      • Eu também não vejo motivos flagrantes para criticar esta Direcção, talvez com a excepção das contratações: a mesma firmeza endereçada ao israelita devia ser mantida com os empresários dos jogadores que estão a chegar. Há demasiada boca muito antecipada no trombone para meu gosto. A minha reserva tem a ver com outra coisa: o Cacifo uma ou outra vez nos últimos tempos parece um órgão oficioso. Para quê adoptar a “trincheira” desta Direcção? Em circunstância alguma é ou será preciso.

    • E não estaremos nós, sócios e adeptos, muito mais atentos ao que esta direcção fizer, tendo em conta o que sofremos no passado?

      Eu apoio Bruno de Carvalho, mas e como o próprio já o disse, o que interessa é o Sporting Clube de Portugal.

      Muitos passaram por lá, muitos outros irão passar, mas o clube está acima de toda a gente.

      Aqui ninguém anda de olhos vendados.

      • Já em 2011 votara BdC – não o fiz em 2013 porque não me deixaram. Não estou contra o BdC muito menos contra o Cherba. Entendo é que há o risco de o Cacifo perder a margem de autonomia (e portanto a clarividência e o interesse) se se comprometer com esta ou outra qualquer Direcção.

      • Gregor, concordo que é necessário cuidado com as acefalias que podem surgir de apoios incondicionais. Mas neste momento, em que se vai decidir o futuro do clube, todos somos poucos para responder à letra a todos os ressabiados das derrotas que sofreram este ano.

        Não me choca que por agora haja algum alinhamento, eu próprio “alinho” porque não vejo margem para grandes reparos. Mas estou atento e anoto coisas que não gosto.Tu próprio já referiste uma delas: os papagaios a falar na CS.

        Neste momento a escolha é simples: ou estamos a favor da rotura com o passado ou estamos contra. Infelizmente, por agora, não há terceiras vias.

      • O “passado” foi um regabofe do piorio. O Sporting foi delapidado ora por gente sem quaisquer escrúpulos ora por idiotas inúteis. A denúncia reiterada e determinada disso foi o último grande serviço que o João Rocha prestou ao clube.

        O BdC contrasta com essa gente (para melhor!), mas não é/será como a abencerragem que ocupa a Presidência da República: raramente assaltado por dúvidas jamais se enganando. O BdC é falível, e há – infelizmente – tanto por onde sê-lo no Sporting.

    • Acho que o teu comentário vaza estupidez, queres guerra vai para a Síria. O mal deste clube é que anda desencontrado de si próprio e dos seus adeptos há quase 20anos, agora em que finalmente se vive e respira harmonia em Alvalade tu criticas? e porquê? Porque não andamos todos às turras como no passado? Se discordas de alguma medida da actual direcção fala, não me lembro de ver ninguém ser crucificado por aqui por discordar com a actual direcção. Se eu discordar de alguma medida podes ter a certeza que também vou partilhar convosco. Agora se andamos ‘alinhados’ com a direcção só pode ser bom sinal, é sinal que reconhecemos que finalmente se está a fazer um bom trabalho.

  20. E porque é que estar alinhado com a Direcção é sinónimo de perder capacidade crítica?

    Eu concordo com praticamente tudo o que a direcção fez até agora. Se isso significa alinhamento, é simplesmente porque na minha opinião, as decisões têm sido correctas e “alinhadas” com aquilo que eu penso.

    O “alinhamento” não é um pressuposto. É uma consequência.

    • Será? Vais dizer-me que concordas com TUDO o que a Direccão tem feito desde que tomou posse? Não te incomoda por exemplo o corte nas modalidades ou ou não tens dúvidas por esclarecer no processo de re-estruturação? Consegues dizer que se fossem outros a tomar essas mesmas medidas irias reagir exactamente do mesmo modo? Voltamos ao que disse já muitas vezes… defender a Direcção e tomar o partido do Sporting não implica aceitar e propagandear toda e qualquer acção que esta tome.

      • O Corte nas modalidades está longe de ser o ideal, quer para mim quer para qualquer Sportinguista, mas prefiro isso a acabar com algumas modalidades, como foi feito por direcções anteriores… Quanto ao modelo de restruturação tenho dúvidas, e conto tirá-las na AG…

        Se fossem outros (tipo os dos ulitmos 20 anos, diria que não porque fizeram reestruturações parecidas sempre sem exito, porque essas não resultaram de um plano mais global, de redução do serviço da divida bancária, redução de custos etc.. devido a incompetencia ou algo mais) diria que não, claramente…

        “defender a Direcção e tomar o partido do Sporting não implica aceitar e propagandear toda e qualquer acção que esta tome”
        Acompanho o blogue há uns anos e aquilo que eu sempre vi da tua parte foi exactamente isso relativamente às anteriores direcções, portanto…

      • Como gosto de justificar aquilo que escrevo, vou responder às tuas perguntas e demonstrar que na minha visão está a ser “praticamente” tudo bem feito. E esse “tudo” refere-se, na sua maioria, a decisões importantes e não a pintelhos acessórios.

        1) Sobre os cortes nas modalidades, acho muito bem. Se todas as áreas vão ser cortadas, as modalidades não podem ser tratadas de maneira diferente. Mesmo que atinjam os resultados que desejamos. E convém lembrar que as modalidades não são auto-sustentáveis.

        2) As dúvidas que tinha sobre a reestruturação já as tirei. A única que tenho tem a ver com contrapartidas adicionais que possam existir. Mesmo que existam dúvidas, o plano em si parece-me francamente bom. Era fixe não haver essa necessidade? Era. Mas havendo, duvido que se conseguisse um acordo melhor para nós.

        3) Se fossem outros a negociar é um “se” muito grande. Se a minha avó tivesse rodas era um tractor. “os outros” não quiseram ou não conseguiram. Eu já passei à frente e limito-me a analisar o que esta direcção está a fazer.

        3) Aceitar e propagandear as acções desta direcção não me causa espécie nenhuma, desde que as acções sejam boas. E para mim têm sido.

        E acrescento:

        Tu, e outros, gostam de fazer passar a mensagem de que anda tudo alinhado com a direcção e por vezes furtam-se a discutir os motivos do tal alinhamento. Como se estar alinhado com decisões teoricamente positivas fosse um crime. O “alinhamento” porque sim é uma estupidez e típico de quem não tem personalidade. O “alinhamento” porque pensamos, analisamos e chegamos à conclusão de que faríamos igual (ou parecido) é a consequência natural da direcção estar a fazer um bom trabalho na óptica dessas pessoas. Ao contestares isso, das duas uma: ou achas que somos uns carneiros ou colocas em dúvida a nossa capacidade de análise daquilo que achamos ser melhor para o clube. Se esta última é admissível (porque somos todos diferentes), a primeira obriga-me a mandar-te para o real caralho que te foda.

      • O Sá, de forma Olímpica arrumou a questão.

        Só tenho a acrescentar que, para mim, é indiferente o nome de quem está a dirigir o clube. Imaginamos, por absurdo, que Godinho Lopes tem um filho ou um sobrinho que ganha as eleições. Se esse tipo fizer aquilo que considero ser o melhor para o Sporting (e neste momento, sinceramente, que outras opções temos?) terá todo o meu apoio.

        Na generalidade o que tenho visto aqui no Cacifo é muitos adeptos a pedir que respeitem o Sporting. RESPEITO! E honra! Não vi ninguém a exigir o que quer que fosse, porque todos sabemos que, desportivamente, vamos demorar uns bons anos a recuperar, mas vi muita gente “alinhada” com este presidente porque finalmente alguém percebeu que o rumo anterior nos levava ao abismo.

        O espírito crítico, que tão bem nos define, está presente a todo o momento mas a razão sobrepõem-se a tudo o resto neste momento.

        Não te preocupes, se BdC fizer merda, e vai fazê-la porque é a lei da vida, terá aqui muita gente a criticá-lo. Mas desde já te digo, uma coisa é errar, porque um determinado jogador foi dispensado e explodiu num outro clube, ou um jogador foi contratado e afinal não valia um piço. Isso é futebol…

        … errar como errou o gang dos croquettes é uma coisa bem diferente.

      • Caro Sá, eu discuto as razões de “tal alinhamento” quando e como quiseres… para mim o apoio a quem representa e dirige o Sporting é absolutamente essencial para levar o Sporting ao sucesso. Sempre o defendi e isso não depende de quem lá está ou esteve. Somos uma família e já é tempo de acabar com as divisões que nos trouxeram onde estamos. O Bruno de Carvalho é o meu Presidente e estou 100% a seu lado e conto com ele para elevar o Sporting a onde merece estar. Agora isso não me coloca a concordar com tudo o que é feito ou impede de questionar certos pontos que me levantam dúvidas, sobretudo quando estes terão impacto no futuro do Sporting.

        Tu já esclareceste as tuas dúvidas quanto ao plano de re-estruturação, mas eu confesso que apesar de saber que não nos restam muitas alternativas gostava de saber mais (garantias, VMOCs, investidores) e acho que os Sportinguistas deveriam tentar informar-se e não simplesmente assinar de cruz. O que não significa que os sócios não assinassem o plano, mas apenas que o fizessem de forma informada. E acho que o repto do Gregor Samsa vai precisamente nesse sentido… que o alinhamento/estado de graça não nos tolde o espíritp crítico e que, tal como no passado, os Sportinguistas se informem do que é feito no nosso Clube, pois tal serve apenas os interesses máximos do Sporting.

        E tocando nas modalidades que é um assunto muito caro para mim, nenhuma delas é auto-sustentável… mas também poderás dizer que o Sporting em si não é auto-sustentável. Eu prefiro apostar €1M para manter em conjunto o andebol, hóquei, futsal, e atletismo a lutar pelo título do que dar um €1M por ano a um moreno que ninguém sabe o que vai dar. Mas isso sou eu que vejo o ecletismo do Sporting como parte da sua identidade, outros pensarão de outro modo.

        O Sporting é, felizmente, um clube plural… todos vivemos o Clube de forma diferente pelo que nunca haverá consenso sobre todos os pontos. Para mim, debater de forma informada e descomprometida o Clube e o seu futuro é a melhor (senão única) maneira de levarmos o nosso propósito de um Sporting de sucesso a bom porto; e eu apenas temo que “tais alinhamentos” dificultem este exercício.

        SPORTING?! SEMPRE!!

    • Sá, a fronteira entre o pressuposto e a consequência é ténue. Mais, com o tempo é possível que a consequência se converta em pressuposto. Não estou a dizer que seja o que está a acontecer.

      E clarifico, como sublinha o Sporting?! Sempre!, a questão (por ora) não é de crítica, mas de estar na primeira linha a ecoar as iniciativas e as declarações das gentes do BdC. Era, é!, dispensável.

      • Gregor Samsa,

        Percebo, e em parte partilho as tuas preocupações. E entendo o teu comentário como um alerta que é feito a um espaço que aprendemos a apreciar e nos habituamos a ver (e a ler) como livre de seguidismos bacocos.

        Falando apenas por mim, o meu alinhamento não é ditado por comparações com gestões anteriores porque essas não comparam com nada. O meu alinhamento é com um rumo que entendo que é o correcto para o Sporting, e que é genericamente o que é defendido por esta direcção.

        Quanto à forma como esse rumo é seguido, cá estarei para se necessário fazer as minhas críticas, como já fiz em relação a alguns aspectos.

        Percebo também a que te referes quando falas de “estar na primeira linha a ecoar as iniciativas e as declarações das gentes do BdC”, mas se reparares bem, as iniciativas e declarações a que te referes são normalmente a resposta a tentativas sucessivas de descredibilização do Sporting por parte de agentes externos ao Clube – refiro-me nomeadamente a encomendas plantadas na CS -, e da Direcção por parte de agentes “internos” ao Clube – refiro-me ao que qualquer um de nós pode observar a navegar um pouco por blogs e redes sociais de adeptos, com mentiras, calúnias e suspeições repetidas até à náusea.

        Quando vejo um verme como o GL, que qualquer pessoa no seu perfeito juízo entende que neste momento teria tudo a ganhar em desaparecer, vir a público fazer as declarações que fez ontem, fico com a certeza que há assuntos que não “morreram”, estão apenas em estado “latente” – e para mim o mais preocupante não é a patetice das inverdades, é a postura “mansa” que ele adopta ao apelar à aprovação da reestruturação…

        SL

      • Percebo perfeitamente essa posição, Hic Svnt Leones. Concedo até que o alerta (que era tudo menos um apelo a “ser/estar do contra”) pode ser precipitado. Talvez tema em excesso as dinâmicas conformistas, mesmo ou sobretudo aquelas que têm na origem boas intenções.

        “For the record”.

        SL.

  21. Cherba, mais me desculpar o off-topic, mas quero partilhar isto com outros leões. Estou a espumar de raiva, mas não estou surpreendido.

  22. excelente entrevista: directa, objettiva e acima de tudo inteligente.

    mas, agora por favor, vejam isto. tambem é obrigatorio:
    ________________________________________________________________________

    Bruma “picado” com Jesé Rodriguez: «Ele é do Real Madrid mas eu sou de Portugal»Por

    Cátio Baldé revela o desejo de Bruma em terminar o Campeonato do Mundo de sub-20 da Turquia com o estatuto de melhor marcador. Para já leva vantagem sobre o espanhol Jesé Rodriguez (5/4). Empresário diz ainda que avançado dá prioridade total ao Sporting.

    «Falámos mal acabou o jogo (Portugal-Cuba, 5-0 – Bruma bisou) e dei-lhe os parabéns pelos golos e ele respondeu: “pelos golos não, parabéns porque ganhámos e nos apurámos. Eu e o Jesé Rodriguez vamos ter de mostrar neste Mundial quem é o melhor. Ele é do Real Madrid mas eu sou de Portugal e tenho a certeza que o Jesé não vai ficar à minha frente”. Isto mostra a ambição e a vontade que ele tem de ganhar», desvenda Cátio Baldé em declarações à Renascença, onde se pronunciou ainda sobre a renovação do jogador pelo Sporting:

    «Mesmo que amanhã seja considerado o melhor jogador do Mundo, O SPORTING ESTÁ PARA BRUMA NA PRIMEIRA LINHA DE PRIORIDADES. Vamos falar e tentar, tanto da parte do Sporting, como de Bruma, chegar a um acordo. É um jogador novo e só tem a ganhar em jogar no Sporting mais uma época e com a excelente escola do clube. Não posso prometer nada. Quando Bruma voltar, vamos conversar mas não posso dizer se vai ou não renovar. Não quero entrar em especulação.»

    O representante do avançado considera, porém, que os dirigentes leoninos devem ter em conta alguns fatores na altura de negociarem a renovação: «É preciso perceber aquilo que o Bruma pode representar para o Sporting no futuro. É um jogador que pode ajudar a trazer mais adeptos e mais jovens para o estádio e ainda vender mais camisolas. E é preciso que as pessoas considerem isto.»
    ______________________________________________________________________

    No entanto, as duas ultimas linhas fazem-me crer que ele vai inflaccionar a renovaçao. Aguardemos…

    • Acho que lhe tinha ficado melhor dizer: “Ele é do Real Madrid mas eu sou do Sporting”. Mas enfim, que renove de uma vez que já não posso com esta novela.

    • O que ele quer dizer é que lhe dão os 500 mil por epoca que ele pede e em vez dele sair a custo zero este ano fica mais um ano ou dois e sai por muitos milhões e digo francamente entre 50 mil a um jogador que já mostrou em campo o seu valor seja na 2ª ou 1ª liga e seja neste Mundial de sub 20 e na Seleção de Sub 19, apesar dos seus 18 anos. ou dar o mesmo a uma incognita sul americana que aos 22 anos foi para os EUA, e tem os belos Highlights, prefiro a primeira opção.

    • esta situação da renovação do Bruma (bem como outros) nao me parece dificil de resolver.
      nem é preciso pagar muito para renovar nem rebentar a escala salarial
      até é simples
      renova, ganha como um BOM jogador de 18 anos.
      tem confiança nele, nas capacidades?
      entao percebe:
      no sporting em vez de ir este ano para um clube de meia tabela de espanha ou inglaerra, pode ir dentro de 2 anos para um city, united chelsea, milan ou barça
      Qual é o negocio? simples.
      agora ganha normal, quando sair do sporting recebe 1 milhao ou 2 que nao recebe agora…. nao é preciso dar percentagem do passe, basta no contrato ficar que quando sair ganha um milhao.
      todos ganham….
      o sporting:
      mantem a politica salarial,
      nao perde o jogador agora = usufruir do seu jogo + futura venda
      o jogador:
      nao ganha agora mas ganha “retroactivos ” numa futura venda….

      o o mesmo pode ser feito com o LAbyad: menino aqui ganhas um milhao por epoca, qunado saires levas um milhao por cada epoca que cá estiveste…

  23. SIC Notícias
    Opinião Pública 17h – Futuro do Sporting

    O que espera da Assembleia Geral de domingo? O que é necessário fazer para resolver a situação financeira do Sporting, e fazer com que a equipa regresse aos bons resultados? E o que espera para o futuro do clube?

  24. Boas, gostava que me esclarecessem uma dúvida… sou sócio do nosso Sporting desde Abril, será que poderei ir à Assembleia Geral, tendo apenas dois meses de associado? Agradecia que respondessem!

    SL

  25. Alguém que grave isto em pedra. Pode ser numa parede do Hall VIP…

    “É a alteração de paradigma que penso que é importante referir. A prespectiva é quebrarmos com este paradoxo de que as sociedades desportivas não podem ter resultados positivos, independentemente dos resultados desportivos.

    A grande questão, que é o que tem vindo a ser feito é que de facto investe-se muito numa lógica de “talvez a gente consiga ganhar qualquer coisa”. A nossa lógica é: vamos investir mas vamos ser contidos. E sempre que houver oportunidade, ou porque tenhamos receitas adicionais, ou porque vamos a competições onde os ganhos financeiros são maiores, fazer um investimento adicional.

    Foi sempre assumido por nós, mesmo durante a campanha eleitoral, que o Sporting Clube de Portugal tinha de ter lucro, mesmo que não fosse todo distribuido — no caso do Sporting é um organismo com utilidade pública, não tem objectivos de distribuir lucros — mas pelo menos, para já para pagar a dívida que tem, e para que seja sustentável, sem recorrer a favores especiais de ninguém ou algum tipo de apoio fora do normal. E sem carregarmos muito sobre os sócios, que também já pagam umas quotas elevadas.

    É uma sociedade anónima desportiva, e como sociedade que é cotada tem de procurar o lucro, tem de procurar remunerar os seus accionistas, sejam eles o SCP ou os terceiros, e portanto temos que descolar um bocadinho essa questão da performance desportiva da performance económica.

    […]

    Com a transformação de empréstimos em VMOC’s há uma redução clara [de encargos com a banca]. Essas VMOC’s também vão vencer juros dentro de determinadas condições, só venceram juros se houver resultados distribuíveis por parte da SAD. Portanto, se pagarmos juros é um bom sinal, quer dizer que estamos a ter lucros.

    É uma prespectiva de redução grande em termos de custos financeiros, em termos do pagamento poderá haver alguns adiamentos em termos de pagamento de capital e juros. Efectivamente, pensamos que fizemos uma boa negociação em que os bancos não se comportam só como credores puros mas como parceiros. Aceitaram algumas alterações significativas face àquilo que era a prespectiva inicial deles.

    A credibilidade ganha-se, não vem por decreto. Mas penso que temos demonstrado um trabalho seguro, um trabalho sério.

    […]

    Nós Sportinguistas não podemos ser considerados como maus gestores. Obviamente que há um histórico que não abona muito a favor da gestão do SCP. Mas isso para nós é um engano. Não somos mais idiotas ou menos sabedores ou mais ignorantes, até porque temos de facto pessoas muito conhecedoras e muito sabedoras.

    No futebol há uma tendencia para as pessoas distorcerem um bocadinho os “fundamentals” do problema. É uma actividade, é uma industria… mas depois há aqui muita paixão e muito que vai para além de uma sociedade normal. Há uma dimensão emocional. Agora não posso aceitar que, de facto, estes anos todos após a criação da SAD tenhamos, estas perdas todas. Como Sportinguista sinto-me quase insultado nas minhas capacidades e nas capacidades de tantas pessoas importantes e sabedoras.

    Em primeiro lugar, é importante mostrar que nós não somos menos qualificados ou menos capazes do que outros. E depois entendemos de facto que o espírito do que é o Sporting só pode estar sempre marcado pelo controlo da sociedade, não porque seja o mais importante — porque o Sporting é muito mais do que futebol — mas porque é o seu “core business”.

    Carlos Vieira, administrador financeiro do Sporting Clube de Portugal
    27 de Junho de 2013

  26. Cherba,

    Peço desculpa pelo off-topic (mais um), mas não resisto a recuperar um assunto de um post anterior, sobre a conquista da Taça dos Clubes Campeões Europeus de hóquei em patins em 1977, e transcrever a entrevista do “Beckenbauer” do hóquei em patins ao site do Sporting Clube de Portugal. Pelo que a entrevista diz de um Sportinguismo que esteve quase em vias de extinção, remetido para algumas “reservas”, e por vir de alguém que iniciou a práctica do hóquei em patins no mesmo clube onde também eu fui praticante, o Infante de Sagres.

    “A 10-A era um banho de sportinguismo”

    Foi há pouco mais de 36 anos, mais propriamente a 18 de Junho de 1977, que o Sporting conquistou a Taça dos Clubes Campeões Europeus de hóquei em patins, a única na modalidade do nosso Clube, que também conta com três Taças das Taças e uma Taça CERS. «Equipa Maravilha» era a designação desse cinco fabuloso, do qual fazia parte Júlio Rendeiro, um dos melhores defesas da história da modalidade.
    Rendeiro recorda a conquista como se a mesma tivesse acontecido há poucos dias. “Era um título que na altura faltava ao hóquei português. Ganhámos os dois jogos da final diante do Villanueva com alguma facilidade [6-0 em Alvalade e 6-3 em Espanha] e foi o corolário de uma excelente temporada do Sporting, que já tinha ganho o campeonato e a Taça de Portugal”, sublinha.

    Ramalhete, Rendeiro, Sobrinho, Chana e Livramento eram o lendário cinco «leonino» e da selecção nacional. Para além da qualidade individual e colectiva, também existia grande união fora do campo: “Juntávamo-nos com frequência, aliás, posso dizer que, hoje em dia, almoçamos uma vez por mês em Caneças, com excepção, naturalmente do saudoso Livramento”. E, acrescenta, “era uma equipa que trabalhava muito, partindo do princípio de que ser melhor do que os outros do ponto de vista técnico-táctico, só será relevante no caso de se lutar tanto ou mais do que o adversário e se houver uma grande agressividade, embora naturalmente dentro das regras”.

    Curiosamente, a chegada ao Sporting, em 1971, quando já contava com 29 anos, processou-se essencialmente por razões profissionais. “Tinha terminado a minha licenciatura em Engenharia há pouco tempo e as possibilidades de encontrar trabalho no Norte eram muito limitadas, pois o país era muitíssimo mais macrocéfalo do que hoje em dia. Tinha uma boa relação pessoal com algumas pessoas que estavam no Sporting, o que facilitou a minha vinda para o Clube”, explica.

    Para além de ter sido atleta «verde e branco», Júlio Rendeiro foi igualmente dirigente do Sporting, em dois períodos diferentes, ambos como responsável pelas modalidades. Primeiro, no final da década de 80, na presidência de Amado de Freitas. Mais recentemente, no consulado de José Eduardo Bettencourt.

    Durante a sua passagem pelo Sporting, Rendeiro tornou-se um indefectível adepto do Clube. “Quando era pequenino, era do Infante Sagres e do Boavista, mas depois optei pelo Sporting. E porquê? Porque encontrei na Porta 10-A um banho de sportinguismo, através da convivência entre os atletas de variadas modalidades. E tudo num ambiente de grande proximidade, como eu vivia no meu bairro. Era difícil não gostar do Sporting!”, elogia.

    In: http://www.sporting.pt

    • O meu preferido foi o camionista de 26 anos de Vila Nova de Famalicão.

      “Não estou confiante, e penso que nos vamos afundar ainda mais”, disparou o condutor de pesados. “Porquê? Podia indicar, concretamente, quais as suas duvidas em relação à restruturação financeira?” respondeu a pivot, ao que o Famalicense ripostou: “Olhe, a minha mãe sempre disse, quem fala fala, acaba sempre por não dizer nada”.

      Fiquei esclarecido.

      • Era um bocado bronco, mas pronto, se ele for feliz com o nosso Sporting significa que nós também o seremos.

      • Eu vi esse caralho. Estava a almoçar e se o gajo estivesse ao é de mim levava uma puta de uma garfada na vista, era certinho.

        A jornalista é das boas, a pergunta foi bem posta e mal ela a fez eu pensei logo: “olha não vai conseguir responder”. Pumba.

        Tenho vergonha de pessoas assim, é uma espécie de vergonha alheia. Com 26 anos fala como um reformado de 80… Filho da puta, se aparece pela minha zona furo-lhe os pneus à facada e roubo-lhe todos os calendários de gajas nuas. Cabrão.

  27. Caros,

    Em relação ao almoço no dia da AG vou fechar as inscrições quando receber 20 entradas (está mesmo quase). A minha capacidade organizativa aliada à disponibilidade de restaurantes nas redondezas que recebam grupos maiores de 20 pessoas a isso me obriga.

    Agradeço a quem se inscreveu. Amanhã vou procurar um restaurante e reservar. fiquem atentos ao mail.

    Z

    • Epá continua, tou a gostar dos teus offtopics… o melhor até agora foi aquele em que referiste que o Tevez foi desvalorizado por estar na selecção e por isso foi para a Juventus. Sim porque trocar um clube de novos-ricos pela Velha Senhora, é claramente um passo atrás na carreira….

      • por uns míseros 9 milhões de euros.

        São apenas mais argumentos que se enquadram na minha teoria, nada mais do que isso.

      • Comer merda às colheradas é quem paga milhões em transferências e salários e depois deixa ir os jogadores às selecções.

      • Não.

        Quem come merda às colheradas é quem defende que os jogadores se desvalorizam ao representar as seleções nacionais.

        Mas, em parte tens razão, até porque o Neymar Jr. saíu por uns míseros 60 milhões e poderia ter sido por 400.

      • Superpsicótico, está visto que aquilo que te satisfaz é seres o elefante do Cacifo, dão-te uma moeda e tú tocas o sino. O pessoal acha piada e vai-se entretendo, mas às tantas já se farta sempre do mesmo truque.

        Já consideraste uma mudança de vida? Ias para outro blog qualquer, o astigmatismo de mercado talvez, ou o norte de alvalade ou talvez aquele do camarote que serve croquetes, e fazias de orangotango e atiravas fezes aos transeuentes. Que tal?!?

      • Trolha, eu apresento argumentos consistentes que se enquadram na minha teoria, além disso, as contas dos clubes demonstram que os jogadores estão muito desvalorizados, pois é praticamente prejuízo atrás de prejuízo.

        Psicose é pagar milhões em transferências e salários e depois deixar ir os jogadores às selecções.

      • O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) ou distúrbio obsessivo-compulsivo (DOC) é um transtorno de ansiedade caracterizado por pensamentos obsessivos e compulsivos no qual o indivíduo tem comportamentos considerados estranhos para a sociedade ou para a própria pessoa; normalmente trata-se de ideias exageradas e irracionais.
        Pronto,agora cura-te tá bem!?

      • Este superleão tinha direito ao um meme que faria sucesso no 9gag. Reparem que qualquer que seja a vossa ofensa, a resposta dele é sempre a mesma.

        – “Superleão, volta para a cona da tua mãe!!
        – “Cona da tua mãe é pagar milhões em transferências e salários e depois deixar ir os jogadores às selecções.”

      • No outro dia enganou-se e escreveu com o nome “Sporting”. Nenhum crime é perfeito. Nenhum sportinguista, por mais godinhista que fosse, passaria tanto tempo a “divertir-se” assim num blog sportinguista. É lampião e vem aqui fazer tempo antes de sair do emprego.

    • Acrescenta a essa lista o «a Nossa Fé»

      Diz o Paspalhim que não vai à AG, mas tem perguntas pertinentes para fazer. Porque não vai à AG, perguntam vocês e muito bem, porque, continua o Paspalhim, “isto só no Sporting”.

      Isto só no Sporting?! Reparem, se o Paspalhim se dissesse “Isto só mesmo com o Bruno de Carvalho” ou “Isto só mesmo com o Inácio” ou isto só mesmo com o Jardim” eu ainda compreendia, era uma opinião.

      Agora “”isto só no Sporting” é revelador de alguém que se está a cagar para o Sporting. Gostava de dizer que o gajo é do Benfas ou dos Morcões, mas não o clube do gajo é este: €€€

      Paspalhim sem Graça, estamos todos à tua espera na AG, para que nos elucides do caminho a seguir.

  28. Muito bem o Presidente a mostrar o que se passou com o Gelson.

    Vendido por 500.000€. Bem bom se tivermos em conta que há bem pouco tempo andávamos sempre a pagar aos jogadores para saírem.

    Transparência. A diferença.

    PS.: Está no site a confirmação.

  29. Falando de transferências: WHAT THE FUCK????????

    Rui Oliveira e Costa substitui Paulo de Andrade no Dia Seguinte

    A partir de Agosto, Rui Oliveira e Costa irá substituir Paulo de Andrade no Dia Seguinte. O actual comentador da SIC desejou ”as maiores felicidades” ao seu sucessor. No entanto, no seu facebook esta decisão da SIC deixou alguma revolta junto dos sportinguistas que o seguem porque se revêem no comentador leonino, um defensor nato do Sporting Clube de Portugal. Esta é mais uma decisão incompreensível da estação de televisão.

    http://sportingfans.pt/2013/06/28/rui-oliveira-e-costa-substitui-paulo-de-andrade-no-dia-seguinte/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s