hoje escreves tu: Qualidade a mais para mais para estar na 2.ª Liga

Um curioso exercício sobre alguns dos nossos mais promissores jogadores e o que poderá ser melhor para a sua evolução.

Qualidade a mais para mais para estar na 2.ª Liga, by Ruben Pinheiro

João Mário, Ricardo Esgaio e Zezinho: se há um 1 ou 2 meses seria normal pensar que algum destes jogadores ou mesmo os 3 pudessem estar na primeira equipa do Sporting na época 2013/2014, o decorrer da pré-epoca confirmou o contrário e nenhum destes jovens ao que tudo indica fará parte dos 22 escolhidos para a equipa de Leonardo Jardim. Este desfecho ocorre devido a diversos factores e circunstâncias que não cabe agora enunciar, e não me vou debruçar sobre a justiça ou eventual injustiça da não inserção destes jogadores, mas sim pôr olhos na época que se avizinha e tentar perceber aquilo que seria o mais indicado para a boa evolução destes jovens com um potencial que está à vista de todos.

No meu entender, o ideal depois da não integração na 1.ª equipa seria mesmo o empréstimo a uma equipa da Liga Principal ou mesmo um clube estrangeiro que garanta minutos a estes jogadores (como por exemplo o parceiro Cercle Brugge, onde evoluiu William Carvalho), sendo que este meu entendimento deriva principalmente de 2 motivos muito fortes como são o facto de o Sporting ter cerca de 18 jogos até à reabertura do mercado e a não ser que haja uma grande onda de lesões ou rendimento muito aquém de alguns jogadores da equipa principal muito dificilmente estes 3 jogadores irão ter muitos minutos na 1.ª equipa e acima de tudo devido à menor qualidade que apresente a nossa 2.ª Liga (por muito que o equilíbrio e a imprevisibilidade da classificação final nos tente “enganar”).

A verdade é que por exemplo os jogos feitos pela equipa B do Sporting em casa, que tive oportunidade de ver (e foram a maioria), eram invariavelmente a um ritmo muito baixo e com um jogo de posse por parte dos jovens leões sem grande oposição dos adversários pois no 2.º escalão ainda permanece muito a cultura do “pontinho” e para muitos treinadores jogar fora ainda é sinónimo de recuar as linhas jogar no bloco muito baixo sem correr grandes riscos e caso o empate aconteça estaremos sempre na presença de um óptimo resultado, e contra um equipa com a qualidade técnica do Sporting B a equipa média desta 2.ª Liga limita-se a deixar jogar sem fazer um pressing muito incisivo sobre o portador da bola, portador esse que se for por exemplo João Mário apenas terá que jogar aquilo que sabe, impondo a sua qualidade técnica e jogando quase que de “cadeirão” (como é frequente se dizer entre os adeptos de futebol).

E é esta falta de exigência constante (que acontece de forma ainda mais acentuada nos campeonatos nacionais da formação) que faz com que a evolução não se faça tão depressa como poderia acontecer, e que estes jogadores muitas vezes não tenham a rodagem competitiva exigida para o mais alto nível consumando-se depois na tal falta de “intensidade” que o adepto reclama por exemplo na selecção de sub-20 que jogou na Turquia.

João Mário: Diria que não seria descabido de todo apelidar este jogador como o “Thiago Alcântara Português”, pois à semelhança do espanhol poderá ser no futuro um jogador capaz de fazer as 3 posições do meio campo (6, 8 ou 10) dada a sua qualidade técnica para a recepção de bola e execução do passe (seja curto ou longo) sempre junto a um grande discernimento sobre qual a melhor opção para dar continuidade à jogada, consubstanciado isso numa grande visão de jogo. Os aspectos a melhorar são sobretudo: o remate e a capacidade para aparecer mais em zonas de finalização, a velocidade de execução com a bola nos pés, o doseamento do esforço (pois muitas vezes faz a transição defensiva a passo) e a capacidade para ir ao choque com médios mais robustos fisicamente. E a correcção destes erros seria mais rápida num campeonato mais forte.

Zezinho: Jogador muito forte com bola, tendo como principal característica a dificuldade que os adversários têm em lha roubar, pois é muita forte a protegê-la e tem qualidade técnica para conseguir suprir a pressão do adversário que a tenta roubar. Tem a força física para ser o “bicho” que a posição 6 ou 8 exige que seja, mas deverá aprender também a dosear o esforço e o posicionamento em campo para que o seu desempenho defensivo e capacidade para cortar linhas de passe seja constante ao longo de todo o jogo. O seu grande defeito diria que é a falta de percepção sobre aquele que deve ser o momento certo para soltar a bola exagerando muitas vezes na condução da mesma, quando a devia soltar de forma mais rápida como se exige na primeira fase da transição ofensiva (defeito que poderia desaparecer aos poucos num campeonato com um ritmo mais alto que a 2ª Liga).

Ricardo Esgaio: Aquilo que impressiona mais em Esgaio é mesmo a sua inteligência com e sem bola. Estando nós na presença de um jogador que percebe o jogo, ao contrário de muitos dos seus colegas que só são jogadores devido às características físicas que possuem como atletas. É esta inteligência para entender o que o jogo exige, que faz com na época passada a sua polivalência o fizesse ser opção para a maioria das posições do campo (tendo mesmo jogado a defesa esquerdo). Apesar de fazer bem as alas dada a sua velocidade com bola, finta curta, raça e capacidade para aparecer a finalizar jogadas fazendo dele um jogador com muito “golo”, a posição em que talvez poderia ser melhor potenciado é mesmo a médio interior pois é muito forte na recepção e no passe, na capacidade para jogar de primeira e executar rápido aliando isso a uma boa visão de jogo e uma grande intensidade com e sem bola. No fundo estamos a falar de um jogador com grande QI futebolístico, que seja a jogar a lateral, extremo ou médio tem tudo para ser muito útil à equipa A do Sporting nos próximos anos.

Ao que consta, a direcção está mesmo a ponderar a possibilidade de emprestar o irmão de Wilson Eduardo, mas deveria também fazê-lo com Esgaio e Zezinho, dando-lhes assim a possibilidade de jogar a um nível mais elevado que a Liga “Revolução by Cabovisão”, regressando depois mais fortes ao Sporting, e serem opções válidas na 1ª Equipa (tendo sempre aberta a possibilidade de regressarem já em Janeiro em caso de necessidade).

Anúncios

24 thoughts on “hoje escreves tu: Qualidade a mais para mais para estar na 2.ª Liga

  1. Esta é uma ideia válida, e bem sustentada. Se concordo com ela? Veremos…

    A 2ª Liga portuguesa é uma competição fraca, sem comparação possível com a Bundesliga 2 (ou até mesmo com a Liga Russa 2), onde existem equipas com um nível técnico elevado, bons estádios com excelentes médias de assistências e onde esses mesmos clubes conseguem transferências milionárias de jogadores para as respetivas 1ªs Ligas.

    A ideia deste texto reflete também o tipo de cultura de exigência que queremos ver no nosso clube.

    A 2ª Liga é a divisão perfeita para jogadores que sobem dos juniores para o Sporting B, aí, parece-me que terão um bom nível de competição para o ranking que representam no futebol.

    Em relação a jogadores como os que foram falados neste artigo, realmente parece-me que precisarão de um campeonato superior, para evoluírem mais rapidamente e de forma sustentada, mas (e aqui penso estar o ponto crucial desta política), o clube a quem eles serão emprestados tem que ser muito bem escolhido. Se não for, pode-se estar precisamente a cometer o erro de ver um destes jogadores que precisam de evoluir, a perder “anos de futebol”, quiçá, para um gajo qualquer de 35 anos.

    Adianto uma ideia “híbrida”: emprestá-los a equipas da 1ª Liga portuguesa. Estariam ao alcance dos olhos do Sporting, jogariam numa Liga superior à 2ª Liga, e estariam num país que conhecem, com um idioma familiar com perspetivas de uma ambientação fáci, e sobretudo com a titularidade no 11.

    Realmente, não é fácil pensar nisto, porque, se por um lado convém que os atletas joguem bastante, por outro gosto de ter os jogadores perto, no Sporting B, com possibilidade de serem chamados à A, coisa que não acontecerá caso seja firmado um ano de empréstimo a outro clube.

    À direção restará a melhor opção.

    • Eu prefiro ver a evolução a acontecer no Sporting B, contudo não me incomoda nada um empréstimo a uma equipa da 1ª divisão portuguesa. Estou certo que estes 3 não enganam e muito em breve serão peças fundamentais. Acrescentava aí o Rubio e/ou Betinho, fazia-lhes bem, muito bem um empréstimo.

  2. Especialmente o esgaio devia estar na equipa A! A sua inteligência, qualidade de jogo e polivalência tornam-lhe um grande jogador.
    Não sabendo o que o jardim tem em mente preferia que ficassem na equipa B (posteriormente podiam ser chamados à equipa A).
    Ps: não sou muito a favor de empréstimos a equipas da mesma divisão (wilson eduardo no olhanense- aquele golo doeu!!!)

      • Ia escrever sobre isso mesmo Lang, mas penso que o ILLUMINATOR devia chegar a essa conclusão sozinho…

        “o Sporting não é dado a frutas, e não somos bananas…”

      • Isso tem muito que se lhe diga…e eu critico o porto e o benfica quando fazem isso! A questão dos empréstimos a clubes da mesma divisão gera sempre conflito de interesses!!!

  3. Eu já o disse noutro post, acho que faria mais sentido ver Chaby e Ponde na B e J.Mario e Esgaio (principalmente este!) na equipa principal.
    Não entendo mesmo como é que o Esgaio não é opção ao invés de uma qualquer “mina de Salomão” explorada e sem minério.
    Acho que este poderia ser o ano de afirmação destes dois jovens ou de pelo menos um deles, pois aos 20 anos, mantê-los na 2ª liga, não me parece ser razoável para o seu crescimento.
    Ainda mais incompreensivel quando este seria o ano em que supostamente teriamos que recorrer à prata da casa e afinal entregamos o ouro na loja de penhores.

    • “Não entendo mesmo como é que o Esgaio não é opção ao invés de uma qualquer “mina de Salomão” explorada e sem minério.”

      Afinal não sou o único a pensar assim, felizmente…

      Renovar com Salomão?!?!? – Esgaio só não se riu, porque não tem piada nenhuma.

      SL

  4. Infelizmente começo a convencer-me que a tão propalada “fornada de jogadores de formação” do SCP não é lá essas coisas…
    Se um jogador jovem é realmente bom não faz sentido que, aos 20 anos, não esteja “de pedra e cal” na equipe A. Dessa forma, não consigo encontrar razões que expliquem que o João Mário e o Esgaio não pareçam ser apostas do Leonardo Jardim.

    Ontem o Pedro Barbosa disse uma coisa interessante: que não compreendia porque é que o SCP, tendo uma oportunidade de ouro (expectativas baixas, demasiada diferença para com os andrades e o Benfiquitch) para desenvolver os jogadores da sua formação apostou antes na contratação de sete estrangeiros…
    Fiquei a pensar que, realmente, só poderiam existir duas possibilidades: ou os jogadores da fornação não são assim tão bons como isso ou então a Direcção não quer correr o risco de o Clube estar 1, 2 anos sem voltar à LC (e digo LC porque me parece haver boas possibilidades de chegar às competições europeias mesmo com uma equipe de “apostas”…

    Como outro Caficeiro já disse, a equipe B deveria ser para fazer a transição dos juniores para os seniores, atendendo a que a sua qualidade é, efectivamente, baixa.
    Se certos jogadores (João Mário, Esgaio, Betinho, etc.) não são apostas para a equipe A, se calhar seria mesmo mais adequado emprestá-los a clubes estrangeiros de primeira divisão, de forma a potenciar melhor o seu desenvolvimento e a sua exposição a potenciais interessados na aquisição.

    SL

    • Parece que custa a perceber que os estrangeiros foram contratados por causa dos jogadores da formação, e não para lhes tapar o lugar.

      Começa a cansar ter de explicar que estes estrangeiros servirão para que os miúdos cresçam sustentadamente, sem terem de ser atirados às feras juntamente com outros 10 miúdos iguais no campo.

      Os estrangeiros vão fazer os rapazes da academia suarem, esfolarem-se todos e comerem a relva para agarrarem as janelas de oportunidade que se vão abrindo ao longo da temporada.

      É precisamente a pensar na formação que se contrata jogadores como o Maurício, o Gerson Magrão, o Slimani ou o Fredy Montero.

      • Caro Be the Rine, não acredito que assim vá suceder, mas dou o benefício da dúvida.
        Veremos as tais “janelas de oportunidade” concedidas num plantel que acaba de contratar 7 estrangeiros (sendo que se calhar só um – Cissé – não vai ter muitos minutos)

        SL

    • Fui eu que disse ontem que a equipa b deve servir de transição (1 ou 2 anos, 3 no máximo) entre juniores e seniores. Mas também disse que se fizermos uma equipa somente de putos muitos deles vão ficar pelo caminho e os resultados desportivos seriam ainda piores que o ano passado.

      Portanto, a prioridade é criar um grupo forte e ir introduzindo os putos com critério. Isto não é um jogo de computador…

      De resto o cacifeiro “Be The Rine” disse tudo.

      • e o mais engracado é que quem quer uma equipa só com miudos da formacao, esquecem-se que esses miudos ficaram em 4o lugar na 2a liga, e no final da epoca querem que se assegure a europa…
        tem de se fazer uma triagem aos que conseguem fazer a transicao para a 1a liga e os que ficarao pelo caminho, sendo por isso importante ter jogadores com mais experiencia e relativamente baratos, que ajudarao nessa transicao…
        mas a bipolaridade é mais forte que a coerencia de alguns dos adeptos…

      • Caro Fernando “chirola”, não se trata propriamente de “bipolaridade”, mas sim (pelo menos no meu caso) questão de tentar perceber o rumo traçado pela Direcção no que toca ao futebol.

        E a verdade é que o SCP terá que conciliar DOIS grandes interesses/objectivos para o futuro próximo: alcançar os melhores resultados desportivos e simultaneamente potencializar vendas de jogadores.
        Se o primeiro objectivo não poderá ser alcançado com uma equipe de “putos”, como dizem (e bem) os caros Cacifeiros, o segundo só será atingido se se derem minutos aos jogadores jovens.

        É verdade que os jovens jogadores desenvolvem-se melhor se tiverem colegas mais experientes ao lado nos treinos e nos jogos.
        Mas que jogadores “experientes” são esses que podem servir esse papel de “mentores” e, simultaneamente assegurar uma competição feroz para os lugares na equipe?
        Maurício (24 anos e da segunda divisão brasileira)? Welder (22 anos)? Slimani e Montero (25 e 26 anos, vêm de uma realidade futebolística completamente diferente – um deles até precisa de tratudor)? Talvez o Magrão?

        Obviamente não defendo que jogadores promissores como o Chaby (e falo dele por ser o único #10 no plantel), João Mário, Esgaio e Betinho devam ser titulares, por se encontrarem ainda algo “verdes”. Mas deveriam ser forte aposta para manter na Equipe A e irem tendo minutos…

        Citei o Pedro Barbosa mas ele ontem disse também, em defesa da sua tese, que o SCP deveria correr o risco de passar 2, 3 anos a ficar em 4º, 5º lugar de forma a promover os jovens. E aqui está o meu dilema: ou os nossos jovens são, de facto, bons, e esse cenário não se coloca sequer, ou então não são assim tão bons e são incapazes de fazer a diferença em campo.

        O ano passado fomos forçados a “lançar jovens aos lobos” e as coisas não resultaram nada mal para jogadores como Ilori, Dier e Bruma. Não teremos, este ano, a possibilidade de o fazer novamente com jogadores tipo Chaby, João Mário, Esgaio e Betinho?

        Confesso ser ainda muito cedo para considerar o plantel (A) como definido e, mesmo, o esquema táctico do Leonardo Jardim como consolidado.
        ainda há para resolver os dossiers Ilori, Bruma e Labyad (três potenciais titulares), bem como saber se se joga com dois avançados (Montero e Slimani) ou só com um.
        Mas que, para mim, seria contrário ao slogan da “aposta na formação” ver jogadores como o João Mário e o Esgaio relegados para a equipe B, seria…

        SL

      • livramento
        torno a por a questao:
        se os nomes que voce diz nao forem mais valias, qual será entao o problema dos putos de lhes tirar o lugar?? mas se no entretanto, os putos nao corresponderem, o que acha que é melhor para eles? o banco da A ou a competicao da B?
        nao me parece que Leonardo Jardim vá por a jogar as interrogacoes que voce diz, se realmente nao forem mais produtivos do que os “putos” e estando eles na B, serao chamados quando for para entrar directamente na A, sentando entao as interrogacoes no banco…(mais produtivo do que se fosse ao contrario)
        voce continua com o Mauricio e a segunda divisao brasileira…mas a esse ainda nao o vi a enterrar, (nao o vou chamar de fora de serie), mas esta lá para defender, e bem ou mal, está a cumprir, já o internacional argentino, que só andou pelas primeiras divisoes, pois é o que se tem visto(tem um certo jeito para a coisa, mas nao é lá muito jeitoso…)temos de acabar com os estigmas de 2as ou 3as divisoes e olhar aos numeros e á producao…por exemplo, A. Martins, muito jeitoso, muito estilo, etc, etc(e nao estou a dizer mal do Andre), mas neste momento viu-se a diferenca de andamento, (enquanto teve pernas ) que o magrao por exemplo deu ao meio campo do SCP, em comparacao com o Andre, portanto deixemos o Mister fazer as experiencias que tiverem que ser feitas, e quando for a doer, entao teremos uma melhor ideia…
        mas isto sou eu , que já esperei tantos anos por ver algo de jeito ser feito pelo clube, que nao me importo de esperar mais 2 ou 3 anos, e quando falo de bipolaridade, é para aqueles que acham que agora tem de ser feito no minimo espaco de tempo o que nao se fez em tantos anos…apostemos na formacao, mas com tino, como acho que Leonardo está a fazer, e nao queimemos os miudos…

        “O ano passado fomos forçados a “lançar jovens aos lobos” e as coisas não resultaram nada mal para jogadores como Ilori, Dier e Bruma.”
        curiosa esta sua afirmacao, porque aparte Dier, que parece ter uma diferente formacao moral…realmente as coisas nao correram nada mal para eles, já o mesmo nao se poderá dizer do SCP, que será o que teria de ser o mais importante…e realmente brilhar naquela manta de retalhos do ano passado, nao seria assim tao dificil…
        em relacao a Ilori e ao nevoeiro, tenho a minha opiniao e nao a mudo, pois tenho uma maneira muito lixada de lidar com chantagistas, portanto nem me vou dar ao trabalho de dizer o que lhes faria…
        aceitando todas as opinioes, (desde que sejam opinioes e nao apenas azias), tenho a minha opiniao, e como dizia o meu avo: as cadelas apressadas parem os caes cegos, portanto miudos, sim , mas quando o mister achar que estao no ponto, e se estiverem no ponto, nao serao as contratacoes de segunda ou terceira categoria, como sao chamados que os impedirao de ganhar o lugar que sera deles se o merecerem
        SL

    • Fiquei a pensar que, realmente, só poderiam existir duas possibilidades: ou os jogadores da fornação não são assim tão bons como isso ou então a Direcção não quer correr o risco de o Clube estar 1, 2 anos sem voltar à LC (e digo LC porque me parece haver boas possibilidades de chegar às competições europeias mesmo com uma equipe de “apostas”…

      Essa é a realidade.

  5. consta que a direcção está a ponderar o empréstimo do João Mário?? Nunca li nada sobre isso… fala-se em algum clube em particular?
    Qualquer um dos três tem de jogar muito nesta época e o melhor, talvez, seja mesmo o empréstimo, já que à partida não terão muitas oportunidades na equipa A (infelizmente)

  6. Ruben,

    Excelente posta!

    100% de acordo (sobretudo se renovarmos com o A. Santos).

    Estes “putos” merecem já jogar na 1a liga!

    1º ano de júnior – normal.

    2ª ano de júnior – equipa B

    Ao 3º ano empréstimo a clubes da 1a divisão.

    Assim garante-se que estes miúdos evoluam constantemente e sempre a jogar (IMPORTANTÍSSIMO).

    No fundo seria um “calvário” de 2 anos para então sim afirmarem-se na 1a equipa!

    Já agora, seria bom vê-los emprestados a clubes mais amigáveis e que joguem aqui perto tipo Belenenses e Estoril, garantindo assim um apoio e “controle” constante aos mesmos.

    Nada de os emprestar lá “pr’a xima”. Onde não temos apoios e há perigo de “frutoses”…

  7. Nao concordo!

    Vendam o Capel e apostem no R Esgaio!
    Zezinho pode ser a sombra de Adrien!
    Vendam o Rinaudo e apostem no Fokobo!
    Vendam o Ilori e adquiram, PF, um patrão para a defesa para fazer dupla com o Dier!
    Maurício a 3 central, o 4 central seria de formação – NR, RS ou TF!

    SL

  8. O joão mário para mim é o “pirlo português” (sem os livres). Cada jogador tem as suas caraterísticas e não me parece que ele vá mudar muito (quantos sprints já viram o pirlo fazer?) precisa é de ter um complemento (MDF que destrua o jogo). Acredito que ainda vá ter oportunidades na equipa A este ano!

  9. Sinceramente este tema é dos que me causam mais confusão no nosso clube. Não percebo porque é que o João Mario, o Esgaio e o Betinho não estão com a equipa principal, não percebo estar a apostar no Chaby e no Ponde e não nestes jogadores que estão claramente numa plataforma superior aos outros “jovens”. Este para mim é o grande mistério da pré época leonina. E não estou a gostar disto.

  10. Não concordo com o empréstimo de João Mário e Esgaio. Zezinho sim, precisa de ganhar estaleca, ritmos e até cabeça (o homem às vezes parece que entra com a determinação de ser expulso). Agora, João Mário e Esgaio deviam continuar na equipa B para poderem ser chamados à equipa principal sempre que o Leonardo Jardim quiser rodar o plantel ou experimentar um dos jovens.. Sem Bruma parece-me que se abre espaço para Esgaio e sem André Santos abre-se espaço para João Mário, como tal serão terceira opção mas serão opção.

  11. Estes jogadores brincam muito nas selecções, por isso, é natural que sejam ultrapassados por outros, nomeadamente brasileiros que estão sempre disponíveis para o Sporting.

    Por exemplo, João Mário foi ultrapassado por Gerson Magrão.

    Este é mais um argumento que se enquadra na minha teoria.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s