A todos os que gostam de começar o dia a ler uma coisa chamada Correio da Manhã

Hoje um diário generalista publicou uma “notícia” versando o meu depoimento à CAP, enquanto testemunha do Sporting CP, no âmbito do caso Bruma. Aliando o teor criativo do texto à falta de rigor do processo (estranhamente ou não fui contactado pelo diário em causa durante o processo criativo em causa) enviei aos media o esclarecimento que agora aqui partilho sabendo que existem muitos amigos Sportinguistas interessados na matéria, esta sim, de facto.

ESCLARECIMENTO
Um diário generalista publicou na sua edição de hoje, 21 de Agosto de 2013, um artigo que visou, não só trazer a público, como igualmente interpretar o conteúdo do depoimento que prestei, enquanto testemunha indicada pela Sporting SAD, no processo que decorre na Comissão Arbitral Paritária acerca da validade do contrato que liga o atleta Armindo Tué Bagna ao Sporting até Junho de 2014.
Em defesa da honra e da verdade dos factos impõe-se um esclarecimento:

1. O artigo publicado pelo jornal em causa incide sobre o meu depoimento enquanto testemunha num processo em curso e cujo conteúdo é conhecido apenas dos elementos presentes na audição, facto que devia motivar uma reflexão e inclusive investigação por parte da justiça desportiva de modo a evitar a descredibilização dos processos que conduz e que assentam, entre outros factores, no sigilo e defesa do conteúdo dos mesmos, face a tentativas de instrumentalização da conclusão/decisão final dos processos em curso.

2. Em nenhum momento o referido jornal me contactou no contexto da notícia em causa procurando qualquer esclarecimento ou validação do conteúdo publicado, como seria expectável e exigível à luz das mais elementares regras do exercício de um jornalismo sério, independente e que vise informar com verdade.

3. O argumento central do artigo publicado, assenta na conclusão de que, ao terem existido negociações entre a Sporting Clube de Portugal SAD e o atleta Armindo Tué Bagna e seus representantes, visando a renovação do contrato do atleta com o clube, tal permitiria concluir que a Sporting SAD reconheceria, na altura, que o contrato que ligaria o atleta ao clube até 2014 não seria válido. Tendo em conta a recorrência com que clubes e atletas negoceiam novos vínculos independentemente da existência, como se verificava, de contratos em vigor, esta interpretação criativa apresenta-se como inexplicavelmente grosseira, pueril e não recolhe sequer sustento na observação prática, mais ou menos informada, da realidade do futebol profissional e da relação entre clubes e atletas neste contexto.

4. Em defesa da honra, da verdade dos factos e do esclarecimento devido dos interessados, elucido que em boa verdade existiram negociações por mim conduzidas visando a renovação do acordo entre o Clube e o atleta no período entre Dezembro de 2012 e Março de 2013, acordo esse que substituiria não só o contrato ainda em curso até Junho de 2013 como também aquele que liga o atleta ao Clube até Junho de 2014. Em nenhum momento deste processo o atleta ou seus representantes questionaram a validade tanto do contrato ainda em curso como daquele que agora é discutido.

Lisboa, 21 de Agosto de 2013
Pedro Cunha Ferreira
Ex Secretário-Geral da Sporting SAD

(retirado do Facebook do proprio Pedro Cunha Ferreira)

Anúncios

38 thoughts on “A todos os que gostam de começar o dia a ler uma coisa chamada Correio da Manhã

  1. Se tudo isto não fosse trágico, era cómico! Não consigo perceber muito bem se é uma campanha especificamente para nós, ou se é apenas jornalismo do mais rasca que se pode imaginar… Por um lado, inclino-me para a primeira hipótese, mas depois penso no pasquim e na sua longa e sui generis história e penso que talvez estejamos a imaginar coisas e apenas fazem isto porque são labregos e malhar no Sporting lhes dá audiências…

    Seja em que circunstância for, é mais um motivo para não comprar essa merda (já não precisava de mais, na verdade, já que o papel é pouco absorvente e a tinta sai com muita facilidade, logo o seu principal propósito cá em casa estava automaticamente ferido de incompetência).

    O engraçado é que temos um país que regula muito, mas na verdade não regula um caralho, já que sob a “égide” de liberdade de expressão, permitem-se calúnias e ataques a pessoas e instituições, sabendo bem que qualquer processo que se lhes instaure é sinónimo de tempo e dinheiro deitados à rua!

    Enfim, cabe a nós fazer a “censura” não adquirindo, nem consultando online, nem sequer folheando, para não dar peçonha, na banca o sempre engraçado CM.

    • Eu ia escrever qq coisa, mas tu fizeste o favor de dizer tudo com especial mestria! Só acrescento uma coisa, não adianta colocar processos em cima, basta eles dizerem que foi uma “fonte” que deu a informação e pronto, estão safos. Sim, é assim tão simples.

      • Eu também tenho como fonte segura, que essa “coisa” é um logro para “autistas” e iletrados.
        Como diz o Tiuí…Rir para não chorar!

  2. O jornalismo português há muito que morreu. TV, jornais, seja o que for, nada é mais que copy paste de agências de botícias internacionais, crónicas de opinião, e histórias encomendadas. Está tudo vendido ao Poder, seja o económico ou o político. Afinal, a malta tem é de fazer pela vida, e num círculo pequeno como é Portugal, convém não chatear as pessoas erradas.

  3. «Afinal, a malta tem é de fazer pela vida, e num círculo pequeno como é Portugal, convém não chatear as pessoas erradas.»

    Esse é, quase sempre, o ponto. Alguns jornalistas até começam bem mas depois colocam-lhe um freio…

    Há dias Miguel Sousa Tavares dizia que se fartou de ver outros jornalistas, manifestamente incompetentes e que ele não queria para estagiário, passarem-lhe à frente só porque eram de algum partido.

    Quando se está fora de Portugal percebe-se que a sociedade portuguesa é tão, mas tão corrupta…

    • Como é que é? Então afinal não são só os frustrados a criticar esta sociedade merdosa de tachos, cunhas, comunicaçoes e partidecos politicos?
      Dassssss

      • Jonas, vai-te foder tu.

        Por acaso achas que eu fui trabalhar para o estrangeiro porque me apeteceu, foi? Achas mesmo que não foi por necessidade que tive de deixar a mulher (e na altura tinha casado à poucos meses), a família e amigos só porque me apeteceu?

        Foda-se, foi por necessidade caralho! Sei muito bem o que é trabalhar quase de graça e depois, pior, nem ter trabalho! Por isso guarda a lição de moral.

        Se eu soubesse o que sei hoje, na altura em que entrei na mais prestigiada Universidade do País, no início dos anos 90, onde me formei e onde fiz um Mestrado e um Doutoramento, tinha feito como outros, e tinha ido para a associação de estudantes ou uma qualquer juventude partidária, e a esta hora não precisava de estar a trabalhar a mais de 10.000km de Portugal.

        Estou fora do País (agora até estou cá de férias), mas continuo a ser parte integrante da sociedade, quanto mais não fosse pelos impostos absurdos que tenho de pagar cá…

    • Miguel Sousa Tavares e Jornalista na mesma frase causa-me arrepios… é quase a mesma coisa que juntar jornalismo e Manuela Moura Guedes…

      • Compreendo o que dizes Ricardo, só falei em MST porque ilustrava o caso que queria relatar. Não me pronunciei sobre a sua qualidade ;)

      • Nem eu estava a criticar a tua deixa.
        A mim é que faz espécie ler as duas partes numa mesma frase… causa algum arrepio! ;)

  4. http://rr.sapo.pt/bolabranca_detalhe.aspx?fid=45&did=118961

    Vale a pena rir com mais uma notícia sobre o nosso Sporting que se enquadra nesta falta de respeito constante!

    Ao lermos até parece inofensiva, e até pode ser mesmo, só que já enjoa! Para quê o raio do titulo da notícia “Sporting deixou escapar promessa para o Inter de Milão” O puto já estava no portimonense, o Pai tirou-o do Sporting por alegada falta de aproveitamento €scolar, e eis que ir para Milão ele terá mais condições de fazer as duas coisas bem ao mesmo tempo, treinar para vir a ser um grande jogador, e estudar para ser alguém na vida caso a primeira intenção falhe!

    Foda.se, mas, esta merda não tem limites? Não existirá por aí almas caridosas que partam a boca a estes jornalistas?

    • Os títulos e parangonas com que se escreve hj em dia muitas vezes deturpam completamente o seu conteúdo. Isso é feito muitas vezes no intuito de ganhar mais um click ou vender mais um jornal. Cabe a cada um fazer a distinção entre as “cenouras” que nos apresentam… Já nem vou pelas “noticias” absolutamente mentirosas, manipuladas e deturpadas a que certos pasquins já nos habituaram.

      Longe de mim defender galinholas, mas a exemplo do que muitas vezes é feito com o SCP, parece que ontem, logo na 1ª jornada, já estava a fazer o funeral ao Jasus e Vieira, pois para despachar o “reboleira man” teriam de desembolsar nada menos que 8M€!!! Exercicios de adivinhação à la CM… Resta saber se sai algum comunicado da SAD das galinhas a questionar sobre o que se fuma no CM… Não deixaria de ser interessante que fossem tão duros como o foram com a Burla!!!

  5. COMUNICADO DA COFINA:

    “A presente situação só aconteceu porque o Sr. Pedro Cunha Ferreira não estava no terminal de camionetas em frente ao Colombo e como o nosso edificio fica mesmo ali e não se justificava mandarmos um jornalista falar com o visado na notícia, decidimos apenas pedir a um repórter que fosse lá abaixo ver se, por acaso, o Sr. Pedro Cunha Ferreira não andava por ali. Infelizmente isso não sucedeu, mas estamos certos que entre todos os sportinguistas haverá pelo menos um que compreendada a bondade dos nossos argumentos”.

  6. Eu acho incrível como é que muitos dizem que vão deixar de comprar o Correio da Manhã.
    Mas desde quando é que o correio da Manha foi um jornal comprável?!
    O Correio da Manha sempre foi a Ana + Atrevida da classe média-muito-baixa portuguesa. Mil vezes o Jornal do Incrível, porque esse era criativo e tinha a vantagem da sua criatividade nao ofender ninguem e ser muito mais inventiva e explanadora de muitos e novos mundos (alguma vez a minha mocidade seria a mesma sem a “boneca com vagina” ou “os gatos que se reúnem em conferencias sobre a vida extraterrestre” ou “a meia-irmã de Claudia Schiffer é portuguesa e tem bigode”?

    Mais a sério: não é para levar a sério o Correio Manhoso. ponto. Associar jornalismo com correio da manha é a mesma coisa que associar o do Daniel Oliveira da alta definição com o saudoso Mike Wallace do 60 Minutes.

    Ha jornaleiros que acreditam piamente na tese da cebola: retiram camada-a-camada sugandoa seu bel prazer o sumo ardente da realidade. é uma inconsequente e pueril tentativa de fazer chorar os adeptos sportinguistas que não se deixam enganar com manhas nem com correios encomendados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s