Singularidades de uma rapariga Sportinguista: Barriga Cheia

No sábado saímos todos de Alvalade de barriga cheia, contentes, porque no fim só nos lembramos é do resultado e da segunda parte.

Depois de uma primeira parte ridícula, aborrecida, com um golo bonito e de grandeza Fredy Montero, os nossos jogadores acordaram para marcar 3. E digo-vos, não foi apenas a conversa de balneário e do nosso mister a fazer magia. Foi por tua culpa, por minha culpa, pelo ambiente que ali se vivia.

Mas antes de falar da segunda parte devia fazer um parênteses para comentar aquele pré-jogo hardcore onde andou o Duarte Gomes. Enganar-se no lado para o qual favorecia uma falta? ‘Tas todo narso amigo, e eu quero saber onde é que andaste, ou se, na verdade, foi só do hábito.

Continuando… Na segunda parte Adrien acordou, Vitor (que me surpreendeu pela positiva, embora não passe por cima do André nunca na vida) entrou, Piris jogou (e bem), e Fredy marcou. Do William… bem do William acho que nem vale a pena dizer nada, já todos nós sabemos o que a casa gasta (estamos muito agradecidos por isso).

Vejo aí muita gente a dizer bem do Carrillo. Fui eu a única, durante o jogo, a reparar no método de lei de menor esforço que o rapaz pratica? Que a bola passa ao lado e nem esticar a perna é capaz de fazer? Que só anda e corre quando lhe apetece? Que se uma pessoa tiver atenta à sua atitude durante toda a partida, o rapaz só se mexe quando acha que vale a pena para fazer valer a pena? Sim, marcou um golo, desequilibrou algumas vezes, mas a sua atitude é insuportável, é inadmissível, e como grande defensora do meu grande clube acho insultuosa! Se é capaz de jogar bem porque é não joga os 90 minutos bem? Aceitar este tipo de comportamentos de jogadores nossos é voltar ao mesmo de sempre: de pedir pouco.

Agora esta paragem do campeonato: será que nos faz bem? Será que nos faz mal? Eu acho que mal, até porque cada vez mais abomino estas paragens pelas selecções. Mas vamos ver. Eu estarei lá, no dragão, do principio ao fim. E vocês?

Advertisements

152 thoughts on “Singularidades de uma rapariga Sportinguista: Barriga Cheia

  1. Madalena,
    não estou minimamente de acordo com as críticas ao Carrillo. Aliás, parece que se tornou moda criticar o Carrillo. Permite-me perguntar-te: foste uma das pessoas que se sentiam incomodadas quando o Figo começou a jogar e perdia muitas bolas no ombro a ombro? Foste uma das pessoas que assobiou o Quaresma? O Nani? O Pedro Barbosa?
    Deixem o Carrillo jogar foda-se, fazendo aquilo que, neste momento, nenhum outro no plantel é capaz de fazer: agitar o jogo, arriscar o um contra um, dar-nos a ilusão de que algo pode acontecer (Montero é um caso à parte).

    p.s. – por mim aproveitava o embalo e jogava este fim-de-semana

    • Completamente de acordo. Estava precisamente a pensar o mesmo enquanto lia o post…
      E Pedro Barbosa 8 é o que dizem as minhas 3 camisolas do Sporting.

    • “Permite-me perguntar-te: foste uma das pessoas que se sentiam incomodadas quando o Figo começou a jogar e perdia muitas bolas no ombro a ombro?”

      Eis a habitual delicadeza de Cherbakov, o CACIQUE DO CACIFO, a chamar de velha gagá à nossa querida Madalena.

      • tu bem tentas fazer-te notar nesta selecção, mas este novo e triste comentário apenas vem reforçar a minha teoria relativamente ao palerma que tu és…

      • “… cada vez mais abomino estas paragens pelas selecções”

        Eis Madalena que volta a carregar, desta vez sobre as selecções.

        Até podem não concordar com a minha teoria mas a verdade é que tem cada vez mais praticantes.

        —————————————-
        —————–————————-

        Duarte Gomes narso

    • Assino por baixo. Dizer que o rapaz deve sair do 11 é, desculpa-me a franqueza, quem não tem perfil nem paciência para o que esta equipa precisa. É só o gajo com mais potencial neste plantel. Comigo sairá sempre com aplausos, por cima dos assobios ridiculos que se ouvem no estádio.

      SL

    • Epah comparar figo com carrillo bem sem comentarios.
      Não vejo diferença entre Labyad e Carrillo nem no ordenado uma vez que BdC disse que havia jogadores a receber mais.
      E sim para mim ele com esta atitude devia ir para o banco..!!

      • É. Devia. Isso esteve quase a acontecer ao Patrício, sabias? (não aceitar a pressão das bancadas, foi o melhor momento Paulo Bento ao serviço do Sporting)

      • O Carrillo é um artista (o facto de haver uma tentativa de transformar “artista” em termo pejorativo, diz muito acerca da nossa sociedade). Ou se vive com isso, ou resignamo-nos a ouvir a orquestra tocar marchas…

      • ó Madalena, aprende uma coisa duma vez por todas: os adeptos em geral exigem mais dos mais talentosos, tão simples quanto isso. Mas esse facto não pode toldar-te a visão e o discernimento: André Carrillo é o jogador que mais desiquilibra nesta equipa. Ponto! É o único extremo que marca golos, porque é o único extremo que tem sentido de baliza apurado.Pode não ter a abnegação que tem Capel, mas tem muito mais talento e é (a par de Montero) o único jogador que, sózinho, pode dum momento para o outro desequilibrar. E quando digo desequilibrar é estarmos a jogar no Dragão empatados a 5 minutos do fim e o Carrillo fazer um raide que pode acabar com a bola no fundo da baliza e com isso ganharmos 3 pontos e assumirmos a liderança do campeonato. E o La Culebra pode fazer isso, mesmo que esteja 80 minutos a coçar a micose. Não que eu defenda estatuto priviliegiado para o peruano. Não defendo que haja jogadores a alhearem-se do jogo, mas efetivamente, quer gostes ou não, Carrillo tem de ser titular. E o teu post torna-se inadequado precisamente na melhor exibição que Carrillo fez esta época.

        Mas Leonardo Jardim descobriu a solução. E ainda bem que Leonardo Jardim não concorda contigo e com muitos cacifeiros. Valha-nos isso, a bem do nosso Sporting vice-líder e que está a escassos passos (de Culebra) de ser líder.

    • Concordo em absoluto…. temos de deixar de “matar” os verdadeiroa artistas com assobios. São jogadores como o Carrillo que nos levam aos estádios. Técnica, imprevisível, força, velocidade, remate, magia…. isto tudo e ainda marcas golos…!!! Querem mais?

    • Não concordo nem discordo da rapariga das singularidades.
      Vi o jogo em casa e, assim não dá para estar a monitorizar os 90 minutos do peruano.
      Agora o que me parece é não perceberam o que a Madalena escreveu.
      Em momento nenhum ela se queixou de ele perder bolas, arriscar no 1para1, ser egoísta na hora de rematar, penso que se queixou da FALTA de:
      – intensidade;
      – solidariedade;
      – atitude
      Mais uma vez, não tenho opinião, não estive atento aos 90 minutos do puto MAS entendo perfeitamente a Madalena e concordo se o puto não está a ser solidário. Romário e Maradona só houve esses 2. As prima donnas no futebol ja não têm lugar..particularmente numa equipa em construção.
      Eu como futsalista-de-fim-de-semana, irritam-me sobremaneira tipos com a descrição que a Madalena descreve da atitude do carrillo. Para a frente e quando têm a bola, é vê-los correr. Fintam marcam golos, empolgam o pessoal e são os melhores em campo.
      EU, não os quero na minha equipa. Os golos que marcam não compensam as bolas perdidas, os desequilíbrios que provoca a falta de atitude global.
      NOTa:sei bem que 11 e 5 são futebois completamente diferentes e o Ronaldo não vem cá atrás defender,mas pressiona o defesa com a bola!!

      • É a perspectiva josé mota acima da perspectiva cruiff. Mas que caracas pah, o rapaz fartou-se de ajudar o piris!
        Está a pagar pelo seu estilo displicente, mas sem o ser!
        Tão importantae como ser é parecer não?
        O postiga e o nulo gomes por exemplo, são o tipo de jogadores que fartam-se de correr…às bolas perdidas! E toda a gente diz que trabalham muitissimo para a equipa…pois eu prefiro o carrillo, mas de longe!

    • Eu nunca assobiei um jogador do Sporting e nunca o farei a alguém que tiver a verde e branca vestida… mas negar que o Carrillo não demonstra a intensidade a que todos os outros parecem estar obrigados é demasiado proteccionista. Concordo que é dos poucos que consegue agitar o jogo, mas falta-lhe a inteligência para saber ler o jogo e a dedicação de um professional. Para podermos tirar o máximo das suas capacidades (que são muitas, ninguém o pode negar) ele terá que perceber que tem 22 anos e já não está a jogar num qualquer bate-bolas de Lima. Conto com o Leonardo para o ajudar nesse processo, mas o que eu não sei é se o que lhe falta poderá ser ensinado…

    • Na minha humilde opinião, o Carrillo fez o melhor jogo da época e um dos melhores desde que está no Sporting.

      Perdeu bolas? Perdeu. Falhou passes? Falhou. Mas esteve a anos luz do jogo que fez contra o Rio Ave. Para melhor, claro.

      Se continuar em crescendo, este pode ser finalmente o seu ano.

    • Concordo em absoluto Cherba,

      Fui a Braga, fui este ultimo sabado a Alvalade (e estou a contar ir ao Dragao) e so os menos atentos ou os mal intencionados nao vem a evolucao de La Culebra.

      E cada vez mais um jogador de equipa, tanto na hora de soltar a bola, como a compensar os colegas. Ha uma semana atras jogou mais de 15 minutos em dificuldades fisicas e nunca virou a cara a luta, mesmo quando as coisas nao lhe saiam bem na hora da finalizacao.

      Este fim de semana, mandou uma bola ao ferro na primeira parte e deu um recital na segunda. E o nosso unico jogador capaz de desequilibrar no 1×1, no 1×2 e por ai adiante.

      Tao pouco consigo entender que se elogie (e bem) a exibicao do Piris e se dissocie tal facto da qualidade de jogo defensiva e ofensiva do Carrillo.

      Ao longo desta epoca as melhores jogadas protagonizadas pelo nosso Sporting tem por norma o nome de Carrillo e Jefferson escritas.

      Poderia continuar com argumentos, como fizeram o mesmo ao Nani, ao Quaresma, ao Patricio, ao Adrien, mas apetece perguntar, depois de sabado, o que e que o Carrillo pode fazer mais para convencer os criticos?

      SL

    • Bom, cá venho ficar a destoar nos comentários “pro-Carrillo”.
      Eu estou completamente de acordo com a Madalena e juro que não é por solidariedade feminina. Reconheço que o Carrillo é um desequilibrador, um moço com muito talento, com muito potencial, sim senhor, mas a sua displicência é um facto. E um facto que não consigo engolir num jogador do Sporting. Sigo com o Carrillo a mesma lógica que sigo com a equipa: tal como perdoo uma derrota da equipa se ela demonstrar garra e atitude, perdoo um lance perdido se o jogador se esforçar e comer a relva. O Carrillo é o oposto: tem postura de diva. Lá na cabeça dele, deve-lhe passar recorrentemente o raciocínio: “sou tão bom, tão talentoso, para quê esticar a perna?” Acho-o uma diva. Talentosa, mas uma diva.

      Agora, Cherba, não percebo porque é que não gostar do Carrillo é sinónimo de assobiar os jogadores que enumeraste. Eu não aprecio o Carrillo e NUNCA assobiei um jogador do Sporting na vida (aliás, defendo que quem assobia em Alvalade devia ser escorraçado). Não percebo essa atitude, desculpa lá. Não gosto do rapaz, é um facto. Mas quero que lhe corra tudo bem, porque ao correr-lhe bem, está a correr bem ao meu Sporting.

    • +1
      Quando um gajo em 4 golos,marca 1,manda uma bola ao poste,sofre um penalty por marcar e ainda criticam o rapaz?é preciso fazer 3 golos para se elogiar?!é que agora nem o podem acusar de não defender,visto que ele ajuda sempre na defesa..mas lá temos nós de ter sempre algum patinho feio…!

      Por mim era Sempre Carrillo e mais 10!

      SL

    • E lá estamos no 8 ou 80 habituais… nem foi o pior nem foi o melhor. Teve (muito) bons apontamentos e teve falhas (de concentração sobretudo) de bradar aos céus.

  2. há poucos jogadores no Sporting que me tenham irritado tanto como o Carrillo, por essa atitude de que falas.
    Estou totalmente de acordo com a tua forma de pensar. E não me consigo esquecer que esse foi sempre o meu sentimento em relação ao Nani (e hoje continuo a achar que foi das melhores vendas, senao mesmo a melhor, que o Sporting alguma vez, na relação €€/valor do jogador)

    Talvez o Carrillo seja um desses jogadores que, para fazer algo bem num jogo, tenha que passar muitos minutos a “dormir”. por mim, que o faça, que sej a epoca de afirmação, e que seja vendido.
    Odeio essa atitude. E não, nunca senti falta do Nani, se alguem pensou perguntar.

  3. Crítica construtiva: Não tens necessidade nenhuma de usar tantas vezes o “eu” nos teus textos.
    O pessoal sabe que vais ao jogos e puxas pela equipa, tu e outros 30mil. Não há a necessidade de estar constantemente a apontar que estiveste lá ou que vais estar… Como alguém que por questões geográficas não pode acompanhar a equipa todos os fins de semana, não consigo deixar de achar este teu estilo de escrita um tanto ou quanto presunçoso. Assim como não deixo de me sentir menos sportinguista que qualquer um dos 30 mil :)

    Quanto ao Carrillo, também não concordo muito. É um miúdo e precisa de espaço, tempo e paciência, porque com o imenso potencial que tem, seria uma estupidez estar-se a sacrificar só porque o estilo não agrada a todos (ainda me lembro do quanto o Nani foi assobiado num jogo em Braga…)

    Espero que estas críticas sejam entendidas como construtivas e possivelmente uma ajuda, e não como qualquer ataque pessoal ou outra coisa parecida, gosto até bastante dos teus textos, tirando essa pequena parte :)

    SL

  4. Pelos vistos não fui o único. Eu vi, pela primeira vez, o Carrillo a recuperar a posição e a tentatr recuperar a bola sempre que perdia a posse da mesma. E disso comenteu com os meus amigos que assistiam a jogo.

    Não surpresa que essa mesma “nova” atitude do Carrillo foi destaque na imprensa nacional.

    SL

  5. Carrillo tem futebol suficiente para poder jogar assim.
    Por mais que nos custe, temos que suportar o seu estilo meio molengão e desinteressado do jogo. Faz parte do estilo dele.
    Mas enquanto ele continuar a jogar assim, tou-me a cagar se ele está 60 minutos desligado do jogo, pois nos 30m que joga faz-me sentir que valeu a pena o preço do bilhete.

    O futebol é emoção e paixão, e este tipo de jogadores é que trazem sal aos jogos. Deixem-no crescer, continuar a aprender, e nos entretantos deliciem-se com as saborosas meias-hora de magia….

    • Completamente de acordo.

      Nota-se que lhe custa imenso descer no relvado, nunca na vida o fez.
      Só este ano começa a fazê-lo como deve ser. Mas fá-lo com aquele ar despachorrento que irrita meia bancada central.

      Quando sobe é outro jogador e é dos poucos que consegue ir pra cima dos defesas e resolver sozinho.

      Oxalá dê cabo do Danilo no ladrão e ganhe mais carinho nas hostes leoninas.

      SL

  6. Ainda não consegui estar de acordo com um post teu…

    A 1ª parte foi tudo menos ridícula. Foi apenas mais difícil. A equipa ainda estava muito encaixada no jogo do Setúbal e isso deu-nos um ritmo mais lento. É preciso não esquecer que do outro lado também está uma equipa, com 11 jogadores e uma estratégia. Durou o que teve de durar.

    Na 2ª parte não houve mais atitude, apenas mais liberdade, mais espaço e as coisas saíram melhor.

    Em relação ao Carrillo também não concordo nada… parece que o miúdo, quanto melhor joga, mais críticas ouve… Realmente é um 2º Nani. Em tudo.

    • Concordo contigo Diogo! No geral o mais importante foi conseguido: a vitória (juntamente com uma boa exibição). Carrillo parece que já começa a ser “perseguido” por alguns…mesmo que jogue bem!!!

      • Não percebo esta coisa de porem tudo no 8 ou 80: quem não gosta do Carrillo persegue-o; quem não gosta do Carrillo é porque assobia o Nani. Que ridículo!

        Eu não aprecio o Carrillo (embora lhe reconheça, logicamente, as qualidades e potencialidades de que todos falam), mas gosto de jogadores mais raçudos, mais esforçados, que dão tudo em campo. É uma questão de gosto! De perfil! E porque será que temos de gostar todos do mesmo? Eu não gosto do moço e nunca assobiei, nem assobiarei, qualquer jogador do Sporting. Quem me conhece sabe, e bem, o quão visceralmente odeio quem assobia os nossos jogadores e a nossa equipa.

      • Vou pegar em palavras da madalena sobre o jogo do carrillo em setúbal:”insuportável, inadmissível e insultuosa” referindo-se à atitude do carrillo…cada um tem a sua opinião e vale o que vale mas acho que depois do jogo que fez em alvalade…

  7. Não devemos ter visto o mesmo jogo… Aliás, as mudanças do Carrilho este ano são tão evidentes que até a imprensa começa a dar-lhe alguma margem.
    Ele ataca, defende, vai para o um para um com confiança, e tem um defeito: Ao pé da área só vê baliza. Será defeito? Não sei… Para mim, não.
    Mas aconselho a “nossa” menina a tentar ver novamente o jogo. E tomar nota das estatisticas do jogo.
    Bjs

  8. Acho que já toda a gente falou do que é simples de ser ver, que é do carrillo… o homem agora até tenta correr e recuperou 3/4 bolas que tinha perdido…

    mas permitem-me só acrescentar mais uma coisa: gosto do André Martins mas não estou assim tão certo no teu comentário em relação ao Vitor “embora não passe por cima do André nunca na vida”… Não sei, não sei… Gosto do jogador, jogou bem.. mas este Vitor parece-me mais credível, mais estável, mais jogador… Apenas um feeling do pouco que se viu até agora..

    • Completamente de acordo.
      Sou fã do André Martins mas o rapaz anda muito escondido. É provável que tenha indicações do LJ para se encostar ao Montero e apoiar as diagonais do Wilson Eduardo, mas quando o Vitor entra a dinâmica do meio campo tem sido outra (será o fator físico a única razão?). Preenche o meio campo todo. Para mim está a merecer uma oportunidade a titular.

  9. Excluindo o Superzangão e o rigaboss, todos têm igual direito de expressão, e por isso mesmo,agora mesmo escreverei que concordo com as criticas do ‘poster’ ao André Carrillo.

    Ele sabe fazer melhor e não o faz porque não quer TRABALHAR.

    Ah, coiso e tal, corta para dentro e chuta a rasar! É a culebra venenosa! Ai, ai, coitadinho, pronto, pronto…

    VAI MAS É TRABALHAR Ó CARRILLO! APERTA CONTIGO E DEIXA-TE DE MERDAS! VÊ O BARÇA NA TV E PASSA A PUTA DA BOLA EM CONDIÇÕES PARA OS TEUS COLEGAS!

    • eu não tenho direito de expressão porque tu queres certo? mas como tu não mandas nada (felizmente) eu escreverei quando e o que quiser e quem não gostar so tem que colocar na borda do prato e ignorar

      porque vozes de burros( e já agora trolhas e afins) so servem para isso mesmo ignorar

      • pronto, um provocou, o provocado teve direito de resposta.
        Agora, se não for pedir muito, ao fim da rua há dois cacifos que vos aconselho: um é forrado a pelúcia e tem uma cama; o outro é forrado a cabedal e tem armas de gladiador a decorar as paredes.

        escolham o que preferirem e resolvam lá o vosso problema.

      • cherba

        eu nem ia dizer nada, mas como sempre existe um certo pessoal que não consegue fazer um comentário que seja sem inserir o meu nome no meio.

      • não é queixinhas, eu não ia comentar o post, mas fdx já chateia ver certos cromos, que qualquer merda que comentam metem o Riga ao barulho ou mandam indirectas.

  10. Não concordo com várias coisas que disseste.
    – primeira parte ridícula? Não. Primeira parte a jogar contra um autocarro. Como é habitual, só depois do primeiro golo este tipo de equipas se abre. Não foi pelo apoio que jogámos melhor. Aliás, o apoio foi magnífico tanto na primeira parte como na segunda.
    – Vitor não vai tirar o lugar ao André Martins porque…? É que não será por falta de qualidade futebolística…
    – Quanto às críticas ao Carrillo, não é preciso dizer muito mais. Já li respostas suficientes ao post onde estão expostas as minhas ideias.

  11. O Carrillo exaspera-me, ou (espero) exasperava-me.

    No campo há formigas e há cigarras.

    O William é sempre uma formiga.
    O Wilson é quase sempre uma formiga.
    O André Martins é uma formiga a defender e uma cigarra a atacar.
    O Carrillo é quase sempre uma cigarra.

    O Carrillo é um artista, e isso diz tudo.
    Tem a sua maneira de estar, tem o seu ritmo. Para render, ele tem é de estar “solto”, cheio de confiança (isto já parece um anúncio ao tampax), para partir para o um contra um e desequilibrar. Tem de ajudar a defender, quando é necessário, mas precisa sobretudo de ter fôlego para se superiorizar no um contra um. Um Carrillo sem fôlego é menos um a jogar.

    Onde se nota uma grande evolução no homem é nos úiltimos jogos parte para os desequilíbrios com critério. Só tem procurado a finta quando sente que a provável perda de bola não compromete o equilíbrio da equipa e não nos deixa vulneráveis a um contra-ataque (maturidade – dedo do treinador).

    É deste Carrillo que eu tenho mais medo, do que se esquece que a perda de bola nos abre espaços atrás que são ainda mais perigosos do que ele.

    Por outro lado, o jogo do Carrillo só funciona se tiver apoio, ele não pode ser lançado sozinho às feras.

    As subidas do Jefferson (e, no último jogo, do Piris), a proximidade do Adrien, obrigam os adversários a estar ocupados não com um mas com dois ou três jogadores nossos, e isso dá-lhe mais espaço para brilhar (outro dedo do treinador).

    E – acho que isto é relevante na confiança que o treinador lhe está a incutir – quando é que ele foi substituído pela última vez? quantos jogos completos seguidos é que se lembram de o ver fazer?

  12. O Carrilho é um grande jogador e devemos ter paciência com ele, é um miúdo está a crescer e já se nota diferenças em relação ao passado. Saibamos ter calma e vamos ter muitas alegrias com ele.

  13. A primeira parte foi sofrível, sim, mas como resultado do efeito autocarro. Nós vemo-nos sempre aflitos contra os autocarros… até marcarmos o primeiro e decidirmos não adormecer, como foi o caso. Acho que a atitude da primeira para a segunda parte foi muito semelhante, com excepção dos minutos que se seguiram à meia hora de jogo, talvez por ter começado a notar-se alguma descrença no golo antes do intervalo.
    Posto isto, já critiquei o Carrillo, essencialmente pelos períodos de narcolepsia, mas também tenho sido um defensor do mesmo nos anos anteriores. Penso que podia ter dado mais contra o Rio Ave, na segunda parte. Em Braga foi um pouco displicente, também. No entanto, sei reconhecer que no sábado foi uma das peças fundamentais. Estive atento e sinceramente não o vi desleixado, como antes. Levou até um balázio no tornozelo, logo a abrir o jogo, depois de ir buscar uma bola à lateral, que estava já meio perdida. Em resumo, temos de ter muita calma com o peruano, e acima de tudo protegê-lo, porque Carrillo e Montero são os dois jogadores do plantel que podem decidir um jogo assim do nada, com um golpe do génio que os caracteriza.
    Em relação ao resto, concordo. A imagem que fica para mim do Duarte Gomes no sábado é a imagem de uma falta com o cotovelo, sobre o Montero, já na segunda parte, que ele marca a favor do Setúbal. Vale que segundos depois, talvez por indicação do fiscal de linha, redimiu-se e marcou a falta no sentido correcto, isto é, contra o Setúbal. Só me lembro de ver o Montero incrédulo nesta jogada.
    Deste jogo só tiro um momento negativo, que foi o levantar do Maurício naquela bola perdida para o Setúbal, em situação de perigo. De resto, corri tudo a 20s, inclusive o Mané, que chegou a meter dois turbos capazes de pôr o Setúbal em sentido. Ah, e o Gerson, que esteve menos bem no tempo que jogou.

    • Até digo mais: no dragão, mesmo que o Jefferson esteja bom, é apostar no defesa esquerdo mais coeso atrás, e sem grandes rasgos de atrevimento no ataque, e apostar no Carrillo, completamente solto e liberto de tarefas defensivas mais puxadas. O nosso segredo no dragão poderá estar ou no Carrillo, ou no inevitável Montero. 9 formiguinhas e 2 cigarras, como já aqui alguém disse, e saímos de lá com os 3 pontos, assim o árbitro não abuse no favorecimento que vai garantir ao porco.

      • Como eu concordo contigo …
        Eu ainda sou do tempo que ao meu lado assobiavam o barbosa … gritavam : “Tira o Barbosa!” … e logo a seguir ele fazia magia e esses mesmo parvalhões gritavam: “Grande Barbosa””

        Eu percebo que o carrillo irrite, como qq jogador que passa períodos ao lado do jogo … ou tenha menos atitude a defender (aqui até acho que por vezes tem atitude a mais, com faltas desnecessárias.

        Mas porra .. é um puto, com um potencial do tamanho do cacifo, tem de jogar, jogar, fazer merda, muita merda … e acredito (o jardim tb) que pode resolver jogos.

        É daqueles gajos, que com protecção (algo que todas as equipas pensam), pode num jogo completamente atado resolver com uma jogada de desequilíbrio.

        Pessoal, vamos ter paciência esta época com ele .. dar apoio, aplaudir.

        O Jardim melhor que ninguém saberá tirá-lo qd perceber o melhor para a equipa.

        Já agora:

        http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2013/10/08/sporting_l_der_nas_bancadas.html

      • Epá, eu não aprecio o Carrillo e era fã do Barbosa. Tenho algum problema?
        Parem lá de compartimentar as pessoas!

  14. Respondo assim a todos que é mais fácil.
    Se o patrício fizesse uma meia hora boa e depois sofresse 5 golos por falta de paciência para mexer o rabo, estariam tão agradados com ele?
    Não digo que o carrillo joga mal, disse que não gostava da atitude dele. Não sei se temos o mesmo português mas, no meu, são coisas diferentes!
    Para vocês é aceitável não dar o seu melhor se joga bem meia hora. Eu não gosto dessa postura, mas são opiniões. E eu não assobio ninguém, até porque confesso que não sei assobiar (lol).

    • Muito sinceramente, parece-me que a displicência do Carrillo sofreu um visível revés desde que o Leonardo pegou na equipa. Hoje, o cobra está completamente integrado no espírito e comprometido com a causa. Não lhe cobrem é ser um artista e, ao mesmo tempo, um carregador de piano.

      • +1

        Mas Cherba … artista e carregador de piano seria mesmo o mundo perfeito. Tão perfeito que não estava … no Sporting.

      • Artista e carregador de piano é o mundo perfeito, mas às tantas o carregador de piano perde a capacidade criativa depois de uns tempos em modo “obral”! Sei lá, parecem duas coisas mutuamente exclusivas. Não sei, depois desta conversa, parece que ao Carrillo exigimos nota 20 e não menos do que isso. Se ficar abaixo disso, é merda, enquanto vamos aceitando os 15s e 16s dos restantes.

      • Trolha,
        o Messi também se ri, muito, quando lhe perguntam porque raio é que dá ideia que só se preocupa em correr do meio-campo para a frente… eu eu rio-me muito quando vejo que as limitações, claras, do Wilson Eduardo (ele jogou, no sábado?), podem ser desculpadas desde que o rapaz se mostre bem empenhado no que está a fazer…

      • Cherba,

        mas esse (o empenho) tem sido o argumento usado para defenderem o deus Rinaudo desde há uns largos meses para cá.

        O meu ponto com o Carrillo é claro. O La Culebra tem demonstrado empenho e disciplina tática mais que suficientes.

        Sempre fui crítico dessa suposta atitude, inclusive esta época. Mas depois do que vi em Braga e este fim de semana qualquer crítica nesse sentido é apenas cisma.

      • Ninguém diz que ele de vez em quando não tem paragens cerebrais (características da falta de maturidade), o que é diferente de não ter atitude.

        E foda-se, se há jogos em que o puto não joga nada e passa totalmente ao lado do jogo, para quê criticá-lo quando é efectivamente o nosso melhor em campo?

        Fez golo, fez grandes jogadas e podia ter bisado, não fosse Montero antecipar-se.

        Volta Bruma, que a malta está farta do Carrillo!

      • Falta de maturidade, Diogo? O Carrillo tem 22 anos! Até quando vai essa “falta de maturidade” ter desculpa?

    • Madalena, qual é a tua opinião sobre a minha teoria? concordas? discordas? quais os teus argumentos?

      Madalena, o que achas de alguns jogadores do Sporting irem às selecções em vez de prepararem os próximos jogos do Sporting nomeadamente o jogo contra os Tripas?

      • Se deixasses de ter discurso de psicopata, talvez obtivesses uma resposta.

        Assim, a Madalena mostra que é uma moça com dois dedos de testa e que não dá troco a quem aparenta ter a mãe guardada em sacos de plástico, às postas, na arca congeladora na cave.

    • Isso é relativo,como se um guarda redes fizer uma grande exibição e deixar um frango,ninguem vai falar da grande exibição!se for um ponta de lança que não joga nada e falhar 3 golos escandalosos e marcar 1 golito ou outro e a equipa ganhar,já é o homem do jogo!é futebol…!
      se um rapaz andar com muitas raparigas é o quê??
      e uma rapariga andar com muitos rapazes é o quê??

      è assim a vida!!!

  15. Discordo em absoluto do parágrafo relativo ao Carrillo… E, sinceramente, já me começa a chatear ver tanta gente a dizer/escrever o mesmo!

    É preciso não esquecer que o rapaz veio do Peru, com todo o respeito mas não é um país conhecido propriamente por formar futebolistas! Não sei que formação ele fez, sei que tem enorme potencial mas ainda está a fazer o equivalente ao 2o ano de júnior praí… Normal!

    Não se esqueçam que veio pra ser aposta de futuro (se houvesse equipa B tinha sido esse o destino) e só foi titular no 1o ano devido exatamente a esse enorme potencial… No Porto teria andado 1 ano a aprender, aqui não lhe demos esse tempo, nossa responsabilidade não dele!

    A falta de paciência pra com o moço só me faz lembrar os assobios ao Nani, lembram-se!

    Sporting Sempre!!

  16. eu cá acho que o carrilo tem de ser apertado nos treinos com constantes corrida com bola nos pés e rápida mudança de posição …receber e entregar bem a bola (jogada)ao companheiro … e pelo menos tentar esconder qd parecer ter menos vontade “nós” todos que vimos e percebemos de bola ou não …ficarmos com aquela sensação que ele pode e deve fazer mais …acima de tudo por ele …que depois será por “nós”.

    Vou oferecer ao carrilo um absinto já que não pode ser de coca rss.

  17. a primeira parte é bem verdade que foi fraca. mas o autocarro dificultou um pouco a coisa, pelo que deveríamos ter trocado a bola mais rápido. mas a segunda parte compensou claramente…
    quanto ao carrillo, compreendo o que dizes. mas a verdade é que, como o cherba referiu acima, o carrillo é o jogador que mais desequilibra em termos técnicos e em velocidade. saiba o jardim meter o gajo a ser mais constante, a d decidir melhor e a durar mais e temos uma estrela. acho também que ele este ano está com mais vontade e garra. acredito no gajo e acho que temos de o acarinhar – enfim, temos, basicamente, de lhe dar aquilo que o seara tinha para dar a lisboa: muito carinho.

  18. Do que eu mais gostei neste jogo foi mesmo do Piris e do Vítor. E não, não estou a dizer que jogaram melhor que os titulares, mas ter suplentes assim é muito bom!
    Quanto ao Carrillo, nunca o vou assobiar enquanto vestir a camisola do Sporting, às vezes passo-me da marmita com o rapaz, mas está bem melhor. Chama-se crescer e temos que ter paciência. Também me passo da marmita com os meus filhos…

  19. Em Braga e neste jogo até vi o moço a recuperar bolas de carrinho! A “coisa” ta a evoluir!

    Madalena a ser como dizes, e ainda bem que falaste no Rui, se não tivesse havido essa paciência com ele, Cedric, Adrien, Nani onde andariam agora?

    Verdade que as vezes apostamos nos cavalos errados tipo Yannick e Lourenço, mas eu que tenho mais uns aninhos que tu te garanto… Ta ali jogador!

    Sporting Sempre!!

  20. Em relação ao post da Madalena, eu tb n concordo muito, como afirma o Diogo Bernardo existe tb uma equipa do outro lado, o Sporting jogou com calma e paciencia à espera de um deslize do adversário, deslize esse que aconteceu. A 2 parte já houve mais espaço e o resultado acaba por ser justo.
    Em relação ao Carillo, ele infelizmente ainda n me convenceu, é um jogador do 8 ou 80, mas que continua ainda a somar muitos 8’s. Tem um potencial tremendo, mas é raro por em campo esse potencial. Estou como o Cherba, vou esperar até final da época, mas já n com tanta paciencia.
    O mais importante no meio dessas conversas todas é que o Sporting continua a ganhar. :)
    SL

  21. Leoa,

    A análise ao rendimento do Carrillo é a análise óbvia, fácil e redutora.

    Difícil será perceber que:

    1) Carrillo é um jogador diferente. Tal como eu não peço ao Rinaudo para fazer dribles, golos e assistências, também não posso exigir ao Carrillo coisas que ele não está (e provavelmente nunca vai estar) habilitado a fazer.

    2) Se a atitude em campo do Carrillo fosse proporcional ao seu talento com a bola nos pés ele não estaria em Alvalade. Estaria num Real Madrid ou Barcelona.

    3) A única coisa que eu aponto ao Carrillo é a sua concentração (ou falta dela em muitos momentos do jogo). Lido bem com o facto dele defender e pressionar pouco (e notam-se melhorias neste aspecto) porque essa não é a sua praia. O que me fode é que naquilo onde ele é bom (a atacar com bola) não consiga definir bem a maior parte das suas acções individuais. Ou seja, se o peruano é bom a conduzir a bola e a driblar, também tem de ser bom a definir. Senão, torna-se inconsequente.

    4) Carrillo pode não ser um prodígio a interpretar o jogo colectivo da equipa. Mas quando esse jogo colectivo não resulta, é sempre ele a assumir a bola e o lance individual. Isso mostra tomates. Ou seja, ele expõe-se mais do que os outros, Claro que o jogo colectivo é a base de qualquer equipa e o Carrillo tem de estar mais integrado nesse jogo. Mas quando for preciso resolver através de uma individualidade, apenas o peruano e o Montero têm aquele “plus” que só os craques têm.

    5) Carrillo tem um grande handicap. A resistência. O peruano não é um jogador que consiga correr durante 90 min. Nota-se o esforço que faz quando tem de defender e correr para trás. O que eu quero é que ele esteja fresco fisica e mentalmente para fazer aquilo em que ele é bom. Não digo que não deva defender, digo apenas que não tem de defender SEMPRE. De vez em quando, acho que devemos deixar o peruano solto e incumbir a tarefa de acompanhar o lateral ao Adrien ou mesmo ao André Martins. Pontualmente. Ganharia o peruano e creio que ganharia o Sporting, que se tornaria muito mais perigoso.

    5) Concluindo, o objectivo e o treino do Carrillo deve ser muito mais direccionado para a definição das jogadas que passam pelos seus pés do que propriamente andar a correr atrás da bola. Se o Carrillo me der 1 golo ou 1 assistência por jogo, não me faz espécie vê-lo correr pouco. E neste último jogo, interveio de forma decisiva em 2 dos 4 golos que marcámos.

    Sinceramente, acho que este último jogo não é o melhor para criticar o Carrillo (ou outro jogador qualquer, já que foram todos enormes).

    Mas respeito a tua opinião, leoa.

    • bem, eu ia escrever que andava muito fodido, porque o William Carvalho ainda não apareceu na área adversária a marcar de bicicleta. Raio do puto, com uma genética daquelas, tinha mais era que cobrir todo o melão defensivo e, depois de recuperar e sair a jogar, aparecer a desequilibrar na área adversária!

    • Não vale a pena afastarmo-nos do essência do que é a “problemática Carrillo”.

      O Carrillo sabe driblar, mas é indisciplinado. Eu, como critico, não peço que defenda como o Maldini, mas que de uma vez por todas deixe de ser infantil em campo.

      É só nisto que me baseio: recepção, passe, desmarcação e remate.

      • «É só nisto que me baseio: recepção, passe, desmarcação e remate.»

        Trolha, convido-te a ver o primeiro golo e a jogada do terceiro, onde se o Montero não encostasse lá para dentro, encostava o Carrillo.

      • eu diria que está em linha com o Piris, logo, não há offside, mas a discussão passou para esse nível? Cabrão do Carrillo que desenhou toda a jogada, deu a volta até ao flanco contrário posicionando-se para finalizar, mas tinha a orelha direita adiantada? Foda-se…

  22. Em relação á primeira parte, devo confessar que o jogo estava a ser mal conseguido. Se era por terem um autocarro ou um mini bus ou uma carrinha das bifanas estacionada, não sei. Sei que isto irá acontecer mais uma dezena de vezes este ano, logo a solução passa por desbloquear o jogo logo ao inicio, inicio esse que foi lento por parte do nosso plantel. Sei que uma equipa que pressiona individualmente tem tendência a perder a stamina na segunda parte, se na primeira deu tudo. E foi o que aconteceu. Agora não me digam que temos de gramar com primeiras partes semelhantes contra todos os clubes que vêm defender.

    Carrillo para mim é apenas mais um a ocupar o lugar de patinho feio. E tantos foram. Tantos que até dizem que Nani não deixa saudades. UAU! Carrillo recuperou e cortou bolas na zona do defesa direito. Eu estava lá e vi. Alguém se lembra? Não, porque a memória está ocupada com as bolas que perdeu. Sinceramente, se Carrillo precisa de falhar 4 jogadas, para conseguir aqueles dribles sobre 2 e 3 jogadores e de seguida disparar ao canto da baliza, então aceito. Atenção, não digo que não deva esforçar-se, mas no meio de tanto estratega, dá-me gosto ver um Aquiles com vocações para one man shows.

    Vítor é bom de bola e já se viu, mas aconselho a voltarem a ver jogos do André Martins. Eu sei que é baixo e por vezes se confunde com o Fredy, mas a sério, voltem a ver o rapaz e onde começam várias das jogadas do Sporting. São ambos bons, e acreditem, é possível atualmente o Sporting ter mais que um bom jogador. Obrigado Inácio e obrigado pela greve do metro hoje. A culpa é obviamente tua.

    Quanto á Madalena, sempre o prazer de ler textos de autorias diferentes, apesar de ser impossível enjoar da escrita do Cherba. O titulo da rubrica é ” Singularidades de uma rapariga Sportinguista”, logo acho muito bem que fale na primeira pessoa e que fale em ir ao estádio, porque é isso que a Madalena pelos vistos faz com toda a sua singularidade. Parabéns e volta todas as semanas que a malta agradece.

  23. Chama-se concentração do momento Diogo….equilibrio entre o parecer e o dar o litro em situações onde ele se conhece a si mesmo e enganar e desgastar o defesa ou que o marque em cima .

  24. Epá, o Cristiano Ronaldo é só o melhor jogador do mundo e nem sequer defende, muitas vezes anda a pastar pelo campo, e quando surge uma oportunidade espeta lá os golos, é só ver um jogo do Real.

    o Carrillo corre quando ataca pra frente, e toda a gente já o viu a defender este ano, por isso, acho as criticas imprudentes e sem ponderação.

    SL

  25. OFFTOPIC:

    Os jornalecos andam a vender a ideia de “derbi” na lateral direita da selecção da FPF ( eu não a considero Nacional ).
    Cedric e Andrá Almeida.

    Tenho a certeza que vai ser o benfas a jogar.
    Era preciso alguém dizer ao Cedric para não ficar aborrecido porque é, de longe, muito superior ao outro manco!

  26. Todos nós já percebemos o q esperar do Carrillo. Nada disto é muito surpreendente.
    É um jogador c/ tremendo potencial mas c/ pouca escola de futebol. O q faz de bem é quase sempre fruto do seu instinto e das suas capacidades inatas e muito pouco do trabalho diário q é o q sustenta 90% dos bons jogadores.

    Por outras palavras Carrillo é uma excepção. Ao contrário da grande maioria de craques, Carrillo não se fez jogador de bola; Carrillo nasceu jogador de bola. Isto seria uma enorme vantagem se tivesse sido bem trabalhado desde tenra idade (vidé Messi). Mas claramente falta escola a Carrillo.

    Este ano o Carrillo tem finalmente um treinador digno de ser apelidado como tal (o melhor desde o Bobby Robson) e portanto vê-se q está a evoluir como jogador. Ainda faz erros infantis, ainda se esquece de manter a atitude correcta nalgumas alturas do jogo, mas está a evoluir.
    Está melhor a defender, melhor nas bolas paradas, já vai fazendo um certo pressing, vai recuperando umas bolas, muito melhor a segurar a bola e a esperar pelos companheiros qd é necessário, etc, etc.

    Estou absolutamente convencido de q o Carrillo vai ser o jogador q mais vai evoluir este ano e inclusivé não dou 2 meses p/ os q aqui o criticam virem ter de dar a mão à palmatória. E aposto q ainda a pré-época ia a meio e já o Leo Jardim se tinha visto o filme todo sobre o Carrillo e decerto q sabe exactamente como gerir o processo evolutivo do Carrillo. Difícil, difícil é fazer evoluir um jogador c/ pouco talento.

    Portanto este é um daqueles assuntos q me deixa tranquilíssimo:
    Pode demorar mais umas semanas do q seria previsível, mas o Carrillo vai explodir esta época, tenho a certeza.

  27. Gosto da tua opinião, e partilho da tua visão do Carrillo, é verdade que devemos apoiar os nossos mas por vezes chega a um ponto que irrita vê-lo apático, a perder bolas de forma infantil.

    Assobiar é solução? Não.
    Aplaudi-lo é solução? também não.

    É muito rápido e muito bom tecnicamente mas é um jogador pouco inteligente e isso reflete-se no jogo, pouco evoluído tacticamente, e por vezes mete em risco a equipa.

    A melhor solução para mim são os treinadores batalharem para que ele mude, mas ele também tem de perceber o que está mal e não parece querer, 3 anos a cometer os mesmos erros?

    O Figo, o Nani, o Quaresma, o Ronaldo perdiam muitas bolas é um facto, e estiveram 3 anos para aprender a errar menos?

    Destaco do jogo a grande exibição do William, que jogador que ali está, um verdadeiro monstro!

    SL

    • Sim William é um monstro, mas nota-se que tb tem ainda uma grande margem de progressão. Falta-lhe agressividade nalguns momentos, nota-se que tem capacidade p/ alargar ainda mais o seu raio de acção, etc. Quando William e Carrillo estiverem no ponto então é q ninguém nos segura, eh, eh.

      Ao fim de estes anos todos a lançar craques, nós adeptos do Sporting, deviamos já ter aprendido a ter um pouco mais de paciência c/ jogadores novos, q talento e maturidade são variáveis independentes no processo e q nós só podemos ajudar apoiando e motivando sem os endeusar!

      • Sem dúvida, mas há jogadores que não têm grande progressão mesmo tendo muitas oportunidades!

        Mesmo o William, desde o 1º jogo que fez evoluíu bastante e a margem de erro diminuiu drásticamente, e é essa capacidade de apreender que falta ao Carrillo.

  28. Também não alinho de críticas ao Carrillo. É um jogador fantástico na senda dos grandes extremos que produzimos! É um Quaresma, em dia sim passa por quem quiser! “Só” tem de ser mais regular…

    Gostei de saber o Sporting está atento ao Ruben Vezo. Belíssimo central sub-21 que mora em Setubal…

    • Essa do ruben vezo parece-me ser mais uma história para encher o jornal…até porque temos dier,tobias, semedo,reis…com a mesma idade (ou aproximada).

  29. Saúda-se a Madalena, uma mulher com opinião e que sabe apresentar argumentos para sustentar a sua opinião. Temos que respeitar, embora haja sempre muitos que discordem ou concordem…
    Eu concordo que Carrilho por vezes faz perder a paciência a muitos, que aparenta ser displicente e pouco empenhado, mas parece-me que essas falhas resultam do facto de ele ter tanta vontade de brilhar que as coisas lhe saem muitas vezes mal. Parece-me também que Carrillo é daqueles atletas que precisam de se sentir acarinhados e apoiados. Há atletas assim, que sentindo-se apoiados podem fazer desabrochar o génio que há neles, mas que também se podem perder irremediavelmente, se quando estão em campo só lhes chegarem manifestações de desagrado. Pedro Barbosa não se perdeu apesar de constantes assobios e insultos de ‘sportinguistas’ impacientes com o seu modo de falso-lento, porque sempre teve personalidade forte., e soube confiar no seu valor e no génio futebolístico que possuía.
    Carrillo também tem génio, e no último jogo pudemos ver algumas chispas desse génio.
    Eu aconselharia muita paciência aos nossos adeptos que , como a Madalena, gostariam de ver o Sporting com um futebol de tiki-taka, com poucas falhas e a dar sempre espectáculo. Mas lembremo-nos que, tal como disse o Pr. B.De Carvalho, não vamos passar da pior época de sempre para a melhor de sempre. Essas são palavras sábias.
    Eu apostaria que , depois do último jogo, veremos Carrillo sempre em crescendo.
    …a menos que, como alguém defende, a ida à Selecção seja um ‘pôr água na fervura’.

  30. A crítica ao Carrillo é injusta.

    Eu sempre disse que as posições em que é mais fácil ser apreciado pela massa adepta são as posições “destrutivas”. E a posição destrutiva por excelência é a de trinco, mas também os restantes defesas em geral. Pelo simples facto que esses jogadores, mesmo quando falham na sua acção, não se lhes aponta falta de empenho (antes, às vezes, falta de jeito, mas aí está, não é fácil jogar à bola!).

    Já as posições “construtivas” (nas quais, excepcionalmente, se pode incluir o GR) têm outro timbre de apreciação (ou depreciação). Trata-se dos lugares em que importa a visão de jogo, a capacidade de passe e a capacidade artística no um contra um. Aí, quando o jogador falha fá-lo de uma forma que facilmente parece displicente. Porque a sua acção, boa ou má, não depende da intensidade que investe no lance, mas sim da maior ou menor habilidade e inspiração do momento.

    Carrillo corre muito, entrega-se solidariamente em algumas acções defensivas (todos temos visto, cada vez mais), como que a querer desfazer essa imagem que facilmente se lhe associa de gajo que passa ao lado do esforço da equipa (e ele percebe-o concerteza).
    E é como diz o Cherba, não jogamos um corno com 11 carregadores de piano. São precisos alguns que arrisquem o passe de morte (e falhem muitos, para haver uns poucos que desmarquem os colegas de equipa), que arrisquem o drible (e sejam contrariados na maior parte, para conseguirem o desequilíbrio um par de vezes por jogo), que arrisquem o remate vinte vezes para acertarem um de vez em quando.

    Depois…, bem, depois é uma questão de qualidade. Pode-se aqui discutir se Carrillo tem muita ou se não tem tanta assim, e compará-lo a outros da mesma posição. De um ponto de vista prático, eu prefiro ver a coisa realisticamente, ou seja, se temos algum lá que possa ter mais qualidade que ele. E como julgo ser unânime que nessa função essencial não temos rival para o peruano, mesmo que ele não seja (e, obviamente, não é) um Figo, é o mais Figo-like do plantel. Ou Nani-like, ou PBarbosa-like. E é, por isso, indispensável nesta equipa.

    Para mim, o talento nele é pacífico: ele tem-no, e pronto. A vontade parece-me estar em crescendo, aí com méritos óbvios desta equipa técnica e dirigente (essenciais com jogadores como este). A maior incógnita nele será, pois, a cabeça.

    Espero que ele a tenha, e que comece por usá-la cagando no coro de assobios que vão existindo e continuarão sempre a existir, como quem já leva uns anos disto bem sabe.
    O tribunal de Alvalade nunca viu com bons olhos este tipo de jogadores, mesmo quando aqueles acabaram por se distinguir entre os melhores do mundo. Ou até mesmo quando os serviços prestados ao Clube ao longo de muitos anos os distinguem da esmagadora maioria dos atletas.

    Mas aí está, Carrillo que esteja descansado, que desde que se vá esforçando e continuando a revelar o seu talento, estará sempre no coração da maioria dos leões deste mundo, bem ao lado dos outros ídolos (sempre póstumos, aí está!) do Sporting Clube de Portugal.

  31. O Carrillo desespera-me. Exaspera-me. Tira-me completamente do sério.
    O Carrillo não é UM jogador. O Carrillo são DOIS jogadores, que alternam no mesmo jogo. É o Jekyll e o Hyde, no mesmo jogo. Ou o Car… e o Rillo.
    É o jogador com a atracção fatal e irreprimível pela pior opção possível em cada jogada, sem confiança no um-para-um, que perde a bola e fica a ver o adversário a sair em contra-ataque. O jogador que me faz gritar “car….!!!”. E é o jogador que se desfaz dos defesas no espaço de uma cabine telefónica, que lê o jogo e se desfaz do defesa e desmarca o colega sem tocar na bola, para ir recolher o passe à frente e marcar o golo, ou que aparece na cobertura do avançado para emendar uma possível falha, ou que aparece a desfazer jogo do adversário em zonas mais recuadas, a “rilhar” o adversário.
    Desespera-me, exaspera-me e tira-me do sério, porque não me deixa dizer nem mal nem bem dele. Não me deixa dizer mal porque a cada “car….!!!” que grito, penso qual é o adversário que vai “rilhar” a seguir. Não consigo dizer bem, porque a cada “rilhanço” penso porque é não faz aquilo, vá, um terço das vezes que tem oportunidade.

    PS: Quanto à atitude, quando o Sá diz que “Se a atitude em campo do Carrillo fosse proporcional ao seu talento com a bola nos pés ele não estaria em Alvalade. Estaria num Real Madrid ou Barcelona.”.
    Claro que sim, que estaria num Real Madrid ou Barcelona, acho mesmo que se não está ainda é porque a atitude não acompanha o talento. Acho também que é isso que faz a diferença entre um Quaresma ou um Ronaldo, a elevação da atitude competitiva ao nível do talento natural. Parece-me que o Carrillo está precisamente na encruzilhada entre uma coisa e outra. Continuo a acreditar que o talento é uma coisa com que se nasce (ou não), a atitude é uma coisa que (também) se trabalha. O Carrillo nasceu com o talento, é inegável. Vejo diferenças entre esta época e as anteriores que me fazem crer que a atitude está a ser trabalhada. Gostava de no final da época estar a lamentar a saída dele para o Real Madrid ou Barcelona…

    SL

    • Hic, escuta um segredo que te vou contar (fica entre nós:):
      a diferença entre o Carrillo que Sá Pinto quis ter e o Carrillo que Sá Pinto achava que tinha é equivalente à diferença entre o a qualidade de treino e liderança do mesmo Sá Pinto para Leonardo Jardim. Por isso, Carillo joga muito mais com LJ do que com SP. Sá Pinto herdou o talento de Carrillo e pouco ou nada fez com ele. Leonardo DÁ atitude a Carrillo. É essa a diferença. get it? :)

      • As diferenças entre este início de época e (em particular) o pós-Choramingos são notórias. Quando digo que gostava de no final da época estar a lamentar a saída dele para o Real Madrid ou Barcelona, é porque acredito que em grande medida a diferença de atitude também resulta da confiança que é transmitida ao jogador, e da margem que lhe é dada para errar. E um jogador na posição do Carrillo erra muito – diria que erra na proporção directa da importância dos desequilíbrios criados por cada acerto. Este ano vê-se trabalho, e a confiança que é depositada nele é evidente – duas coisas a correr no mesmo sentido, e a concorrer para uma mudança de atitude que se percebe (ainda) a espaços.
        E concordo com o Sá, quando diz que quando consegue os desequilíbrios ainda falha demasiado na concentração para definir melhor as jogadas…

  32. Se o Carrillo jogasse sempre como no jogo contra o Setúbal, eu não teria nenhumas razões de queixa. O problema é que isso não acontece com frequência (e já estou a ser generoso).
    Eu já tinha desistido de esperar pela explosão/desenvolvimento do Carrillo, mas o último jogo dá-me algumas esperanças.
    Que ele tem talento, já toda a gente o sabe. Que ele não é a última coca-cola do deserto, também.
    Agora, o Carrillo, mesmo não jogando a 100% sempre (é verdade que às vezes o mesmo parece alheado e desinteressado – principalmente quando não tem a bola nos pés) é um jogador muito importante para o 11, sendo (a par, talvez, do Capel) o único verdadeiro desequilibrador.
    Esperemos pelos próximos jogos. Acho que já se nota a “mão” do LeoJardim no jogador, e pode ser que o mesmo mantenha o nível que apresentou com o Setúbal (bastante superior ao apresentado até esse jogo).

    Quanto à primeira parte do jogo, concordo com a Madalena: foi má.

    SL

  33. O Carrillo é o gajo que vai errar mais vezes durante os jogos porque é o gajo que arrisca mais, isto é simples. Se ele vai no 1×1 várias vezes claro que não vai conseguir passar sempre, deixem o Carrillo jogar!

  34. Próximo jogo para a Taça temos de aproveitar para motivar os mais jovens e os que raramente jogam.
    Assim sendo vou dar também o meu palpite para o onze nesse jogo (será que os bilhetes vão ser tipo a 4 euros para o pessoal ir à bola?):
    Marcelo Boeck; Piris, Rúben Semedo, Eric Dier, Mica; Rinaudo, Vítor (ou Chaby), João Mário; Carlos Mané, Ricardo Esgaio e Slimani (ou Betinho).
    Podemos também jogar em 4x4x2 mantendo a defesa que disse mas substituindo Esgaio por Chaby e colocar Mané a ponta-de-lança (posição original do rapaz).

    Quero é ver os mais novos aproveitar a oportunidade e golear. Esgaio, Chaby, João Mário e Betinho já merecem um joguinho

  35. LaCulebra não precisa que o estejamos a defender…

    LaCulebra vai mostrar jogo-após-jogo (e cada vez mais) aquilo que vale…

    LaCulebra não tem que vir cortar bolas ao centro da defesa…

    LaCulebra tem que estar fresco para poder partir pra cima deles…

    LaCulebra só tem 22 anos (3 de europa) e ainda está em ascensão…

    LaCulebra não é um defesa, nem sequer um médio; é um avançado…

    LaCulebra é “só” o mais dotado jogador do nosso plantel (a par do Avioncito)…

    LaCulebra, se para além das ações ofensiva, ainda defendesse bem, estava a jogar no lugar do Neymar…

    A quem preferiria jogar com 11 Rinaudos… vão mazé viajar no tempo e aplaudam as equipas do Octávio Machado.
    Eu prefiro uma equipa equilibrada, com Williams, Maurícios, etc. e com Carrillos e Monteros…

    Quem assobia o nosso Carrillo, não deve gostar de futebol, mas sim de outra coisa qualquer.
    1000 vezes um Carrillo do que um Wilson Eduardo (apesar de achar o Wilson um jogador muito útil e cumpridor).
    Maradona, Romário, Messi, C.Ronaldo, Quaresma, Chalana, Barbosa, Figo, Futre, Platini, Ronaldinho, Zico, Gullit, Baggio, Robben, Del Piero, Nani… o que é que todos estes nomes têm em comum? Nenhum deles defende/defendia. Todos eles tinham/têm talento para dar e vender, como o nosso André Carrillo Diaz.

    Dêm tempo e espaço ao puto.

    Ele ainda vai dar-nos muitas alegrias.

    Essa de criticarem o puto, este ano (no qual se nota perfeitamente, jogo-após-jogo, que está a evoluir e a melhorar esses mesmos aspetos) não me parece bem…

    • 99% de acordo contigo. Ainda assim, o 1% tem a ver com a necessidade de Carrillo ter mais regularidade, mais consistencia e mais abnegação defensiva. De qualquer modo, isto só se ganha com jogos e com a titularidade (ao contrãrio do que muitos defendem aqui, inclusive a autora do post).

  36. Tanta discussão por causa do Carrillo que tenho que deixar o que o Juskowiak disse à uns tempos sobre jogar com o Figo e Balakov: “não era sempre fácil jogar com eles, pois os grandes jogadores pensam de maneira diferente dos outros e às vezes não adivinhava o que eles queriam fazer”

    P.S.: Não estou a por o Carrillo ao nível dessas duas grandes bisarmas.

  37. (agora no sítio certo):

    ó Madalena, aprende uma coisa duma vez por todas: os adeptos em geral exigem mais dos mais talentosos, tão simples quanto isso. Mas esse facto não pode toldar-nos a visão e o discernimento: André Carrillo é o jogador que mais desiquilibra nesta equipa. Ponto! É um extremo que marca golos, e é o único extremo que tem sentido de baliza apurado.Pode não ter a abnegação que tem Capel, mas tem muito mais talento e é (a par de Montero) o único jogador que, sózinho, pode dum momento para o outro desequilibrar. E quando digo desequilibrar é estarmos a jogar no Dragão empatados a 5 minutos do fim e o Carrillo fazer um raide que pode acabar com a bola no fundo da baliza e com isso ganharmos 3 pontos e assumirmos a liderança do campeonato. E o La Culebra pode fazer isso, mesmo que esteja 80 minutos a coçar a micose. Não que eu defenda estatuto priviliegiado para o peruano. Não defendo que haja jogadores a alhearem-se do jogo, mas efetivamente, quer gostes ou não, Carrillo tem de ser titular. E o teu post torna-se inadequado precisamente na melhor exibição que Carrillo fez esta época.

    Mas Leonardo Jardim descobriu a solução. E ainda bem que Leonardo Jardim não concorda contigo e com muitos cacifeiros. Valha-nos isso, a bem do nosso Sporting vice-líder e que está a escassos passos (de Culebra) de ser líder.

  38. Madalena, deste-te ao trabalho de verificar as estatisticas do ultimo jogo?
    Eu fiz o trabalho por ti, o carrillo foi o 2º jogador do sporting que mais correu, só atrás do cedric. antes de apontar o dedo convem termos a razao do nosso lado, e ainda assim é feio apontar o dedo a quem luta por nós.
    Aproveita a visibilidade que tens para fazer comentarios construtivos e nao criticas infundadas aos jogadores de quem menos gostas.

    SL

  39. Oh madalena deixa lá os gajos a falar sozinhos um cadinho, vamos mas é lanchar… só eu sei …que tens a tua opinião e que certos ou errados e diferentes uns dos outros …queremos é melhor para …o cobras o terror …o maurizão …o wilson cacau o cedricas …e vénia a ti madalena por seres capaz de te inserir num mundo de homens )

    bem hajas madga

  40. Obrigado a todos sportinguistas.

    Madalena si tu vas a dicir cosas no buenas de mi persona yo voy a tener un regalo para ti en dragao.

  41. Madalena o Carrillo ás vezes também me enerva, mas no último jogo esteve bem até no apoio à defesa.

    Não concordo com essa tua análise, isto no geral, mas concordo que é jogador com potencial para bem mais e tarda em afirmar-se como um jogador de top na equipa e em Portugal.

  42. Gostava de poder concordar com o post ate pq simpatizo bastante com o blog. No entanto, ha aqui algumas jogadas de bastidores que alguns não percebem. Estava talvez na altura do LJ sair a publico para o defender… Passo a explicar. O Carrillo é o único desequilibrador nato do habitual 11, é ao peruano q lhe é exigido que vá para cima do defesa e faça de “abre-latas”, é ele q arrisca, é ele q se passa criou logo uma jogada de golo, é ele dos q mais se cansa porque correr muitos km como o William corre (é só um exemplo) é uma coisa, arranque e sprint é outra. A figura dos q criticam o Carrillo é a mesma figura dos q criticavam o nani. Igualzinho! É preciso paciência para os jogadores talentosos. É obvio q n vai passar sempre por todos os defesas mas se n formos nos a apoia-lo qd é preciso, a aplaudir qd ele perde um lance, a incentivá-lo para a jogada a seguir sair melhor… Garanto-vos q n são os media ou os nossos rivais q o vão fazer! Acham mesmo q ele era isso tudo q está escrito e o chefão LJ punha-o a jogar?? Pensem por vocês e n pelo q diz “a bola” e afins…
    Pedir ao Carrillo para correr como um Moutinho (p exemplo) é o mesmo q pedir ao Bolt que corra uma maratona…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s