Colocar os “problemas” em perspectiva

A saída de Dier não é um problema.
Dier jogar ou não jogar não era um problema.
Dier vir a ser, ou não, aquilo que esperávamos que fosse, não é um problema.
Problema foi, por exemplo, isto. E ninguém morreu. 50 90 91

Anúncios

34 thoughts on “Colocar os “problemas” em perspectiva

  1. Se tivesse sido à época de Materazzi, certamente, teria dado líbero num esquema de 3 defesas. Tal e qual, como abrimos essa época de título jogando a primeira jornada nos açores com o Santa Clara num esquema de 3 atrás com Quim Berto a fazer de Baresi.

    • Meu caro, que belas memórias.
      Se quiseres recordar os efeitos práticos desse “momento Leonardo Da Vinci” da táctica, tens aqui um vídeo. Atenta no lance a partir dos 35 segundos (o que dá o primeiro golo do Santa Clara) e em todas as variantes da acção de Quim Berto no lance: primeiro falha na colocação do adversário em fora de jogo, depois corre para trás e falha a marcação ao mesmo adversário e por fim, cereja no topo do bolo, faz um carrinho desesperado que não evita nada. Como se não chegasse isto, no 2-0, aos 1m51s, nota bem a capacidade aérea do homem.
      Começámos assim e acabámos campeões. Somos um clube do cacete.
      http://www.sporting.footballhome.net/index.php?option=com_seyret&task=videodirectlink&id=566

  2. Dier é mais um jogador que brincava muito nas selecções jovens, por isso, foi suplente do Maurício e obviamente está desvalorizado.

    Este é mais um arguento que se enquadra na minha teoria.

      • Não querendo meter a foice em seara alheia, diria que este regresso será tão bem sucedido quanto os pertences que forem guardados no cacifo.

        Eu não tenho rigorosamente nada contra tascas, aliás conheço tascas com mais esmero culinário que muitos restaurantes gourmet. O problema estará sempre na frequência.

        De qualquer modo cumpro o prometido: vim fazer companhia, entre muitos, ao Leão à Solta.

  3. Quem era o gajo da foto? Não consigo identificar! Tenho um equipamento da umbro branco com uns efeitos em verde! Lembram-se? Acho que o cadete vestia verde e branco nessa época!

  4. Que saudades que eu tinha do cacifo! Só é pena a escrita não estar ao mesmo nível. Será que o Cherba volta?

    (off topic: o superleão é um bot do irc. Vi na wikipedia.)

  5. Os problemas foram colocados na devida perspectiva. E, de facto, ninguém morreu.

    Quase morri eu a rir das notícias on-line da CS acerca do Sporting. Um pouco forçado, mas só me ocorre a frase: E pur si muove! (bastará substítuir visão heliocêntrica por visão lampiocêntrica)

  6. Foi-se o Dier, ficam os que jogam e interessam. E se esses sairem outros tomarão o seu lugar. O Ilori sim, custou-me. Ou muito me engano ou não tardará muito a ser titular na seleção.

    Longa vida ao Cacifo, já não comentava o Grande há quase um ano!

  7. Mantenham esta porra aberta rapaziada.
    Todos os cacifos fazem falta!

    Já agora, entre Miguel e Dier vai uma longa distância.
    O Miguel, apesar das suas naturais limitações, nunca cuspiu no prato.
    O filho da puta do bife sempre teve intenções de o fazer.
    Que se foda o bife e que tenha tanto sucesso como os parvalhões do Ilori e do Bruma.

  8. Verdadinha o que profetizas sobre o Dier, Bela Katzirz… Sobre o bom do Miguel refiro que ninguém pode dar o que não tem. Outra verdadinha, mas esta é “matemática”… ;)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s