E nós temos obrigação de apoiar até ficar sem voz!

«O treinador não tem dado importância especial a este jogo, é mais um igual a qualquer outro que vale três pontos […]  O Benfica quer recuperar o atraso pontual que tem neste momento e, por isso, tem mais pressão do que nós […] Não há favoritos, mas jogamos em casa e temos a obrigatoriedade de ganhar», Adrien in O Jogo.

Epá…

«Sai Fito, entra o Adrien. Menos um problema para vocês [jornalistas]. Podiam puxar o Ilori para seis, por exemplo, mas escusam de inventar», Jesualdo Ferreira, citado pelo MaisFutebol.

Adrien a seis?!? Giro. Voltamos ao tempo do Paulo Bento. É que a última vez que vi o Adrien a seis, foi naqueles 5-3 ao Benfica. Adrien saiu ao fim da primeira meia-hora…

Foda-se, que já estou farto de ouvir falar no Adrien!

O Adrien foi infeliz nas declarações que fez? Foi, principalmente se for verdade que tinha indicações do Sporting para respeitar o blackout (ou seja, estava duplamente de boca tapada, porque a Académica também estava em silêncio). Isso resolve-se, no máximo, com uma multa.
O Adrien devia ter ido chorar para casa, depois de ganhar a Taça? Não.
O Adrien devia ter jogado mal? Não, fez o mesmo que eu faria (e que fez o Cedric): deu tudo o que tinha para mostrar a quem gere o Sporting que evoluiu como jogador, que deixou à vista muito do que de bom lhe era apontado e que merece uma oportunidade de tentar mostrar essa evolução no seu clube de formação (nem que seja na pré-época).