Venha de lá essa mudança!

«Depois de uma reunião de mais de duas horas, o presidente da mesa da Assembleia Geral dos leões, Dias Ferreira, anunciou que, por unanimidade, os membros dos órgãos sociais do Sporting decidiram renunciar aos respectivos mandatos com efeitos a partir do dia 14 de Fevereiro.
Em consequência dessa decisão, Dias Ferreira anunciou para o dia 26 de Março uma assembleia geral eleitoral»

Os rumores de mercado tiram-me do sério

Pode ser tudo mentira. Pode ser tudo para vender jornais. Mas há certos rumores de mercado que me deixam profundamente irritado.
Não, o problema não é o suposto interesse no Bruno Gama (vá lá saber-se porquê, o nome faz-me lembrar o Ivo Damas).
O problema são os constantes exemplos de ausência de visão a médio (já nem digo a longo) prazo e de estratégia que os nossos dirigentes deixam transparecer.

Penso que, por esta altura, já todos terão visto que o Evaldo do Sporting não é o Evaldo do Braga. Ok, não será um flop como Wender, mas é claramente um jogador a quem o peso da camisola verde e branca (mesmo neste estado) tolda os movimentos e a capacidade de fazer o que o lateral de um clube grande deve fazer: passar tanto ou mais minutos no meio-campo adversário, ajudando a encolher a equipa contrária e a criar situações de superioridade no último terço do terreno. E que opção temos? Grimi.

Penso que, por esta altura, já todos terão visto que precisamos de alguém para ocupar o lugar de Liedson que, infelizmente, já não é o abono de família que foi maquilhando a miséria que jogávamos semana após semana. E que opções temos? Postiga. Saleiro. Djanick.

Ora então, pergunto eu, não faria sentido que o Jogo avançasse que o Sporting tinha garantido o Kleber, do Marítimo, para a próxima época? (custa assim tanto ver o que o puto joga?)
Ora então, pergunto eu, não faria sentido que o Record avançasse que o Sporting está a tentar contratar o Taye Taiwo, possante lateral esquerdo do Marselha? (bastou ver o homem contra os lampiões, para perceber qualquer coisa, ou não?)

A verdade é que, depois de termos andando a brincar ao Carvalhal, em vez de prepararmos a época seguinte com um treinador a sério, devia estar preparado para isto e muito mais. Mas não estou. E isto irrita-me. Comamerda!