Coincidências?

Esta manhã
«Bruma e o empresário Catió Baldé assinaram um documento, em fevereiro de 2013, onde reconhecem que o contrato que vincula o jogador ao Sporting é válido para a época 2013/2014, precisamente o mesmo que agora pretendem invalidar.  Este é um dos principais argumentos apresentados pelo Sporting no dossiê enviado à Comissão Arbitral Paritária (CAP), a que o Correio da Manhã teve acesso.»

Depois de almoço
«Ainda não há qualquer entendimento, mas há vontade, tanto da minha parte como do Sporting, de chegar a um consenso. Vamos fazer os possíveis para isso», afirmou Cátio Baldé, em declarações prestadas à Antena 1.

Nova novela

Labyad, assim se intitula. E, infelizmente, promete demasiados episódios (onde é que eu já vi isto?).
Já se sabia que não haveria dinheiro para Labyad. Dois milhões, líquidos, por ano, é valor que dá para pagar o ordenado resultante das renovações de Chaby, Ponde, Betinho, Esgaio, João Mário e William Carvalho. E ainda podem juntar o ordenado de Eric Dier.
Sim, é um abuso. Seria sempre um abuso, mesmo para um Sporting desejando endividar-se, cada vez mais, à banca. E mesmo acreditando que Labyad tem enorme potencial.

A dúvida que fica é se, em vez de termos dado a titularidade ao rapaz em jogos da pré-época, não teria sido preferível deixar logo tudo bem claro.
Quer dizer, até podia estar tudo bem claro (o próprio Labyad, em férias, afirmava saber que o Sporting não podia pagar-lhe) e o objectivo ter passado por colocar o rapaz na montra. Assim sendo, parece que os potenciais clientes passaram pela dita montra e torceram o nariz, algo que deixou o empresário muito zangado, pois queria continuar a brincar aos souks. Acontece que é hora de afinar a máquina, não de regatear.

Magia? Mas qual magia?!?

«[…] Quanto ao arranque da Liga ZON Sagres, a SPORT.TV LIVE irá acompanhar, dia 19 de agosto às 20h15, em direto, exclusivo e HD o primeiro jogo do Sporting na época 2013-2014. O Sporting Clube Portugal, sob o comando de Leonardo Jardim, vai defrontar, o Arouca, que se estreia esta época na Liga ZON Sagres – Sporting x Arouca (…]»

Ler uma merda destas numa altura em que se procura motivar os adeptos, em que se faz campanha pela compra de gameboxes e se sublinha que não há nada como ir ao Estádio, é um autêntico murro (de soqueira), na tromba! É que, caso vos escape à primeira, dia 19 de Agosto é uma segunda-feira! Uma segunda-feira à noite, foda-se!
Imaginemos o cenário: investes numa gamebox, pagas quaotas, compras uma camisola e, em pouco mais de meia hora, deste 300 euros a ganhar ao clube. Depois… depois levas com o primeiro jogo numa segunda-feira à noite. Pró caralho!

 

p.s. – numa altura em que fazemos finca pé e arreganhamos os dentes aos empresários, seria bom que a direcção não esquecesse que o tal do Oliveira também é um empresário. E que há anos que nos relega para os confins da programação, a seu belo prazer!
«A magia de Alvalade vive-se no Estádio», escreveu José Quintela no editorial do jornal Sporting. Pena que muitos se vejam privados de vivê-la, logo à primeira jornada…

Quando tem que ser o presidente a manifestar-se, é porque a coisa já fede

«Leões ameaçam família de Bruma na Guiné», puxa, hoje, para chamada de capa, aquele nojo que nem para limpar o cu serve, intitulado Correio da Manhã. Procurei saber o que se passava, pois apesar da diminuição do número de leões na África Ocidental podia ter acontecido alguns deles terem resolvido ir rugir para a porta da família Na Bangna. Depressa percebi que, uma vez mais, estávamos a remexer na merda que se tornou esta novela, quando percebo que estes imbecis que se acham jornalistas noticiam que «Um indivíduo que se apresentou como emissário de Bruno de Carvalho está na Guiné-Bissau a “ameaçar e a pressionar” a família de Bruma».

Portanto, depois do «olá, nós somos da Juve Leo e vamos raptar-te», temos o «olá, eu vim a mandado do Bruno de Carvalho e vou cortar-te as orelhas se o Bruma não renovar! Estás a ouvir?». Isto já não é ridículo. É nojento. Tão nojento, que leva ao seguinte comunicado.

 

O Sporting Clube de Portugal vem lamentar a notícia publicada hoje no “Correio da Manhã” com o título: «Leões ameaçam família de Bruma na Guiné». Lamentamos ter que mais uma vez fazer um esclarecimento público sobre este tema, pois, este assunto deveria ser tratado fora dos holofotes do mediatismo e com a ponderação e sigilo que merecem. Esta notícia é totalmente falsa e lesiva do bom nome da nossa Instituição e de quem a serve. Muitas das afirmações constituem difamação e serão alvo de denúncia nas instituições competentes.

Alguns pontos que importam esclarecer:
1- A notícia refere que “emissário leonino está na Guiné”. Quem tem conduzido este processo negocial sou eu, enquanto Presidente da Sporting SAD e não tenho qualquer emissário em lado nenhum para tratar deste assunto.

2- Volta o “Correio da Manhã” a fazer referência a uma alegada tentativa de sequestro/perseguição ao jogador, fazendo agora, a ligação de que este suposto emissário, “enviado pelo Sporting”, faria parte do mesmo grupo.
O Sporting Clube de Portugal e a Sporting SAD são geridos por pessoas de bem, cuja missão é defender os interesses das instituições que servem e não utilizar práticas criminosas para obter qualquer resultado. Esta tentativa objectiva de denegrir o Sporting e a sua Direcção não vão deixar de ser devidamente defendidas no local próprio.

3- Lamentamos que o advogado de Bruma, a ser verdade a notícia, tenha comentado estas alegações com a resposta que tal é algo que não o “surpreende”.
Tomei posse há quatro meses e desde o primeiro dia, uma das minhas prioridades, foi a de renovar com Bruma tentando resolver um assunto que considerei da máxima gravidade e prioridade, perante a inércia incompreensível dos responsáveis anteriores. Todo o processo já foi por nós relatado em outros comunicados.
Estamos conscientes da situação, confiantes que a razão nos seja atribuída pela CAP e recusamo-nos a fazer parte de um circo que apenas tem permitido a venda de jornais e uns minutos de fama para aqueles que vão surgindo do nada, no meio deste processo. Lamentamos tudo o que se está a passar em termos públicos que tem afectado e prejudicado muito, o Sporting e o jogador Bruma.
Continuamos serenamente à espera da reunião por nós solicitada, desde o regresso do jogador do Mundial “Sub20” e esperançados que o bom senso comece a imperar levando, este assunto, a uma mesa de reuniões em que as partes envolvidas não continuem a fazer deste tema uma novela nos jornais.

Bruno de Carvalho
Presidente do Sporting Clube de Portugal e da Sporting SAD
Lisboa, 2 de Agosto de 2013

Fight and resist!

A Sporting, SAD tem mantido, como habitualmente, um prudente silêncio sobre os processos junto da Comissão Arbitral Paritária (CAP), aguardando os respectivos trâmites. Em face das notícias veiculadas na comunicação social sobre a decisão da CAP relativa à acção interposta pela Sporting, SAD, justifica-se o seguinte esclarecimento público:

– A Sporting, SAD, tendo em conta o teor da notificação judicial avulsa recebida no dia 11 de Julho de 2013, entendeu clarificar junto da CAP se aquela notificação correspondia, ou não, a uma rescisão contratual por parte do jogador Bruma.

– A decisão de indeferimento liminar agora proferida pela CAP, ao considerar que a notificação judicial avulsa requerida pelo jogador Bruma não contém uma declaração rescisória, vai de encontro ao solicitado pela Sporting, SAD. Esta decisão vem confirmar que a notificação judicial avulsa recebida pela Sporting, SAD não deve ser entendida como uma rescisão contratual.

– Mantém-se, evidentemente, o processo posteriormente proposto pelo jogador Bruma junto da mesma CAP, para apreciar a alegada nulidade do vínculo contratual, no qual a Sporting, SAD apresentará, no tempo oportuno, os seus argumentos.

É entendimento da Sporting, SAD que a decisão da CAP, ontem divulgada, clarifica que, justamente porque o contrato não foi rescindido, o mesmo permanece em vigor, ou seja, até ao dia 30 de Junho de 2014.

Eu também não percebo, ó Brian

Brian Pugach, empresário de Jeffrén, diz que não percebe a situação do jogador. «O Jeffrén assinou contrato com a equipa A e não com a B. Tem um contrato de craque, não percebo esta situação», diz ele. Pois é, caro Brian, eu também não percebo como é que o Jeffrén nos conseguiu enganar a todos e tem contrato de craque, mas no que toca à sua situação, epá, basta ver que o rapaz voltou a sair lesionado assim que fez um jogo a sério (frente aos lamps, na Taça de Honra).

Mas sabes o que é que eu não percebo, Brian? É porque raio nos fomos meter novamente com o Nice, o tal clube que ainda nos deve dinheiro do Djaló e que, agora, resolveu cancelar o amigável de quarta-feira.

 

ACTUALIZAÇÃO: ao que parece, foi o Sporting que cancelou a ida a Nice. Espero, sinceramente, que tenha sido para lixar o jogo de apresentação a estes merdas

E pimba!

«O Rui Patrício tem honrado a camisola do Sporting, foi formado aqui e já demonstrou publicamente o amor ao clube em diversas ocasiões. Por isso, é logo a primeira pessoa, que numa eventual saída, não quer prejudicar o Sporting Clube de Portugal, nem acreditamos que vá pressionar o clube sabendo que a proposta em cima da mesa seja muito inferior ao seu real valor, mesmo que a nível pessoal a mesma seja satisfatória […]
Estamos a falar do melhor guarda-redes português, titularíssimo da seleção portuguesa, um dos melhores do Mundo. Com certeza que o Mónaco, com o desejo de construir uma equipa com os melhores, terá isso em atenção e fará uma proposta mais condizente com o valor do jogador […] Mas, que fique claro, o Sporting não está em condições de pensar deixar sair Rui Patrício por um valor inferior a 15 milhões, nem sem as partes envolvidas estarem prontas para verem os seus direitos económicos atuais e futuros alterados com o apresentado pelo Sporting. Há uma diferença muito grande entre aquilo que é o valor do Rui Patrício e aquilo que é uma proposta, com certeza, meramente exploratória […]
Os empresários têm de aprender uma lição rápida: quanto mais quiserem fazer negócio com o Sporting pelos jornais, menos negócio farão. Todos aqueles que assim o tentaram, deram-se mal. Quando se quiserem sentar e negociar a sério, então, o Sporting estará sempre pronto a negociar e a defender os interesses do clube e, claro, não menos importante, os do jogador. Comigo não se negoceia através dos jornais», Bruno de Carvalho in Record