Os invejosos

Domingo à tarde. O futebol regressa a Alvalade. O Sporting dá uma patada nos fantasmas e Fredy Montero assinala um hat-trick.
Passadas duas horas, Jorge «Limpinho, Limpinho» Jesus choraminga a não marcação de um penalti. Passa mais uma hora e Pinto da Costa, em plena tribuna do Bonfim, pede, aos gritos, que chamem a polícia!
A sede de protagonismo desta gente não tem limites…

Anúncios

Ser lampião (essa triste sina), episódio 2

Esta manhã, senti-me na obrigação de voltar a ligar ao meu amigo benfiquista (para quem não reparou, apresentei-o aqui).
«Estou, Rui. Estás bem?»
«Estou, e tu, estás porreiro?»
«Yá, está tudo bem. Olha lá, estou outra vez preocupado contigo…»
«Foda-se, outra vez?!? O que é que foi agora?»
«Tu já viste como se chama o museu do Benfica?»
«O museu?!? Já. É Cosme Damião»
«E não ficas lixado com isso?»
«Tás parvou, ou quê? Faz todo o sentido!»
«Ah… Então, está bem…»

Ser lampião (essa triste sina)

Ontem, liguei a um amigo meu, um benfiquista a quem, respeitosamente, chamo lampião.
Disse-lhe que estava preocupado com ele, ao que se mostrou bastante interrogado. «Porquê?!?»
«Foda-se, meu, então não te bastava terem posto um retardado a protagonizar a campanha da tua telefica, agora levas com o Barbas a assumir-se como gaybear, na campanha da tmn?»