Uma questão de lógica

Aposto que, durante os próximos sete dias, as capas dos desportivos vão incluir o nome do Betinho. E que em pelo menos dois dias seguidos, ele vai ser a capa!

Anúncios

Sporting TV

De acordo com o Correio da Manhã (portanto, vale o que vale), «o Sporting TV terá um custo máximo anual de 1,8 milhões de euros, incluindo obras para a construção dos estúdios e manutenção […] o futuro canal do Sporting terá emissões 24 horas por dia, das quais seis horas serão sempre de programação nova, sem incluir as transmissões de jogos de modalidades e dos escalões de formação do clube leonino. As partidas da equipa B também devem ser emitidas no canal do clube […] A Sporting TV terá três estúdios: um no Estádio de Alvalade, outro na Academia e um outro previsto para o Pavilhão de Loures, que recebe as modalidades do clube enquanto não avança o pavilhão […] haverá mais um posto de diretos instalado no Polo do Estádio Universitário de Lisboa, onde jogam os escalões de formação mais baixos do Sporting até aos infantis e a equipa de râguebi […] O canal deverá estar presente através dos operadores MEO, ZON e Cabovisão e não será Premium» (sendo que, digo eu, esta emissão em regime livre só deverá ter lugar durante os primeiros meses, pois as assinaturas serão importante fonte de receita para o canal.

 

 

Dois dias depois de chamarem “craque low cost” ao William

capabolaDois dias depois de chamarem “craque low cost” ao William, os senhores que gerem a linha editorial do jornal A Bola lembram-se que, sem Sporting, esta selecção estaria ao nível de uma Estónia (ok, pronto, de uma Finlândia). Não sei se terá sido pelo facto de, ontem, os sub-21 terem recordado isso a toda a gente. E do “craque low cost” ter metido o jogo no bolso e sido o monstro que já nos habituou. Ainda assim, e pese a hipocrisia que norteia estas capas. não posso deixar de salientar algo que, constantemente, aqui defendemos e que, só por si, deveria justificar mais respeito no tratamento que é dado ao Sporting.

p.s. – também gostei muito da lógica do Paulo Bento. Justifica a não chamada do Adrien porque este tem jogado a oito no Sporting e o Meireles era uma solução para jogar a seis. Assim sendo, nada melhor do que colocar um oito, o tal do Micael, no lugar do lesionado barbudo.

Hoje, num quiosque ou à distância de um clique

capaÉ quase obrigatório olhar para as palavras de Jardel, «nunca me esquecerei da forma fantástica como sempre fui tratado no Sporting», e pensar «só é pena a forma como tu trataste e como tu viraste as costas o Sporting». Mas fazes bem em alertar os jovens, Jardel. Aliás, se decidires contar o triste final da tua história em palestras, és capaz de ganhar algum dinheiro.

Entretanto, A Bola volta a inovar e passa a fazer concorrência à Caras. Amanhã podiam entrevistar a mulher do Maxi e perguntar-lhe qual o segredo do marido para só ser expulso ao fim de sete anos a dar porrada. Quanto ao Record… alguém devia dizer ao Manha que é feio escrever em “caps”.