E é isto

«Tínhamos a intenção de fazer um golo e, depois, jogar fechadinhos lá atrás procurando fazer uma surpresa, mas não deu. Temos de salientar, e agradecer, o facto do Sporting nos ter respeitado muito. Jogaram contra nós como se fôssemos uma equipa da Liga e isso é elogioso para nós», Renato Valente, jogador do Alba, in Maisfutebol

Jardim responde à nossa troca de opiniões

Ontem, discutíamos se faria sentido prolongar a ausência competitiva dos jogadores que têm sido titulares, de forma a dar minutos aos menos utilizados.
Leonardo Jardim já deixou claro o que lhe vai na cabeça.

«A nossa ideia não é fazer uma alteração geral à equipa, mas sim manter a identidade, por isso, com uma ou outra exceção, a maioria dos que tem jogado vai jogar. Aliás, neste momento, com a paragem do campeonato não há necessidade de recuperar ninguém. Pelo contrário, se não utilizarmos os que normalmente competem, podíamos cair no erro de perder ritmo».

Fico contente por pensarmos da mesma forma Leonardo, inclusivamente quando dizes «Temos que estar focados neste jogo e se os jogadores não o fizerem, correm o risco de não jogar a a seguir. Temos de ser sérios em todas as provas, sendo que nesta temos a ambição de chegar ao Jamor […] Motivação? As motivações não podem depender do adversário. Têm de ser intrínsecas, porque trata-se do Sporting».

Será que os bilhetes chegam a sábado?

Os bilhetes para a final da Taça de Portugal vão estar à venda nas bilheteiras do Estádio José Alvalade a partir desta quinta-feira, dia 3 de Maio, entre as 9 e as 19h30.
Uma vez que o número de ingressos para o Jamor é limitado, o Sporting Clube de Portugal continua a privilegiar os Sócios com lugar anual no Estádio José Alvalade, que desta forma demonstram o seu apoio à equipa durante todo o ano. Este critério de venda é exactamente o mesmo que se aplicou nas duas últimas finais da Taça de Portugal (Belenenses em 2007, e FC Porto em 2008).
Assim, os sportinguistas que podem comprar bilhetes na quinta e sexta-feira (dias 3 e 4 de Maio) são os detentores de lugares especiais renovados (época 11/12) e os Sócios vitalicios renovados (11/12). No sábado e domingo estão disponiveis ingressos para os Sócios com Gamebox.

De referir que os preços para assistir ao jogo Sporting-Académica no Jamor são de 30 euros (central), 20 (lateral) e 10 euros (superior), e existem quatro regras obrigatórias que os Sócios têm de ter em atenção:
– Quota do mês de Maio de 2012 regularizada;
– Apresentação obrigatória do cartão de Gamebox 11/12;
– Venda apenas de um bilhete por cartão;
– Máximo de dois cartões por pessoa.

A Taça é, realmente, uma festa

«Em apenas alguns minutos, a Federação Portuguesa de Futebol vendeu todos os bilhetes de que dispunha para a final da Taça de Portugal. O afluxo de interessados foi de tal maneira elevado que o Portal do Futebol esteve em manutenção algumas horas. A Federação Portuguesa de Futebol lamenta o incómodo causado por um número “record” de acessos ao www.fpf.pt.
Distribuição de bilhetes para a Taça
De acordo com os regulamentos, os bilhetes para a final da Taça de Portugal são distribuídos da seguinte forma:
65% para os finalistas (32,5% por cento para o Sporting Clube de Portugal e 32,5% por cento para a Associação Académica de Coimbra)
5% para Associação de Futebol de Coimbra (por ter um clube clube participante)
10% para Associação de Futebol de Lisboa (5% por ter um clube participante e 5% por ser a Associação em cujo distrito se disputa a final)
20% Federação Portuguesa de Futebol
A grande festa do Futebol Português está agendada para o dia 20 de Maio de 2012, às 17h00, no Estádio Nacional»

Ora, o que acho curioso, para além do facto do site da FPF ter estado em manutenção algumas horas, é o site da AFL ter lá escarrapachado «A Direção da Associação de Futebol de Lisboa informa que NÃO terá bilhetes para venda para a Final da Taça de Portugal a realizar no próximo dia 20 de Maio».

Portanto, e como diria o Guterres, é fazer as contas. Tendo o Jamor uma capacidade de cerca de 38 mil lugares, fica por saber quem vai ocupar os 3800 supostamente enviados à AFL e como é que desapareceram os 7600 que a FPF supostamente vendeu através de um site em manutenção.

Siga o bailinho

É resolver a eliminatória em casa, para ir descansado à Madeira.

actualização: é inacreditável o panasca do Caixinha vir dizer que espera um jogo em que «o árbitro seja apenas mero condutor». Isto vindo do gajo que treina um clube de merda, que vive para chupar a pila do padrinho, só merece uma resposta a sério dentro de campo.