Bem negociado

Os adeptos do United e do Shalke pagaram 90 euros. Os adeptos do Sporting pagarão entre 40 e 65, para apoiarem a equipa em Bilbao.
Pena é que apenas venham dois mil bilhetes para Alvalade (5% da lotação do San Mamés, se não estou em erro), pois com toda a certeza desaparecerão no primeiro dia entre envelopes para amigos e pessoal das claques sem a mínima noção de respeito por quem, por exemplo, passa uma noite acordado para guardar o seu lugar na fila.

Se não se importarem…

… guardo as apreciações ao trabalho do Godinho e companhia para o final da época. Tentei começar a escrever mas, para além do sentimento de que é cedo para fazer um balanço, a minha cabeça desviava-se para quinta-feira. Tanto, que até o verdadeiro Cherba resolveu dar um ar de sua graça.

«O Sporting está muito mal. Quarto lugar? Quinto lugar? O que é isto? O Sporting tem de lutar pelo título, tem de ganhar! […] Há muito tempo que não ganha nada. Antes de mais tem de começar a ganhar. Depois sim, pode pensar em jogar bonito. Jogar bonito e não ganhar não serve para nada. Espero que o Sá Pinto tenha tempo para colocar a equipa a ganhar. […] O Metalist é uma equipa muito distante do Shakhtar ou do Dínamo Kiev. Não tem o mesmo poder. É um clube para andar em terceiro ou quarto lugar na liga ucraniana. Na Europa é mais perigosa, porque pode utilizar mais estrangeiros, mas é acessível. Podia ter saído um At. Madrid ou um At. Bilbao e aí sim ia ser difícil. Acho que o Sporting segue em frente e, entrando nas meias-finais, tudo pode acontecer».

Good vibes

Se na ressaca da grande vitória de há oito dias celebrei com esta música, então hoje lanço um grito que espero que se ouça no nosso balneário!
Rise up and take the power back; It’s time the, fat cats had a heart attack; They know that, their time’s coming to an end; We have to, unify and watch our flag ascend
They will not force us; They will stop degrading us; They will not control us; We will be victorious

SPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORTING!!!

Sorteio

Quando, ao meio dia, começarem a rodar as bolas no sorteio da Liga Europa, dispenso ter que jogar com o Ajax, o Rubin Kazan ou com a Udinese.
Dos restantes (Hannover 96, Trabzonspor, Vitoria Plzen, RedBull Salzburgo, Steaua Bucareste, Lokomotiv Moscovo, Stoke City, Wisla Cracóvia, Légia Varsóvia, Az Alkmaar), confesso que gostaria de voltar à Áustria. Pelo valor do adversário, pela possibilidade de termos apoio nas bancadas, e por querer “caçar um fantasma do passado” que me deixa cheio de azia sempre que se fala em Salzburgo.

ACTUALIZAÇÃO: venha de lá o Légia Varsóvia